Anda di halaman 1dari 7

Comeando a

conversa

Vamos iniciar nossos estudos


revendo um trecho do Auto da
Compadecida, obra de Ariano
Suassuna. Esta pea clssica
do teatro brasileiro j virou
minissrie e filme.
Nesta histria que descreve as
aventuras de Chic e de seu
amigo Joo Grilo, vamos
identificar atravs de um
trecho dos dilogos a forma
mais popular de conhecimento,
o SENSO COMUM.
Este o nosso ponto de
partida para entendermos o
tema apresentado nesta
primeira unidade cujo principal
assunto o CONHECIMENTO
CIENTFICO.

Tudo o que vivo morre. Est


a uma coisa que eu no
sabia! Bonito, Chic, onde foi
que voc ouviu isso? De sua
cabea que no saiu, que
eu sei.

Saiu mesmo no, Joo. Isso


eu ouvi um padre dizer uma
vez. Foi no dia em que meu
pirarucu morreu.
Seu pirarucu?
Meu, um modo de dizer,
porque, para falar a verdade,
acho que eu que era dele.
Nunca lhe contei isso no?

No, j ouvi falar de homem


que tem peixe, mas de peixe
que tem homem, a primeira
vez.
Foi quando eu estive no
Amazonas. Eu tinha
amarrado a corda do arpo
em redor do corpo, de modo
que estava com os braos
sem movimento. Quando
ferrei o bicho, ele deu um
puxavante e eu ca no rio.
O bicho pescou voc!...

Exatamente, Joo, o bicho me


pescou. Para encurtar a histria,
o pirarucu me arrastou rio acima
trs dias e trs noites.
Trs dias e trs noites? E voc
no sentia fome no, Chic?

Fome no, mas era uma


vontade de fumar danada.
E o engraado foi que ele
deixou para morrer bem na
entrada de uma vila, de
modo que eu pudesse
escapar. O enterro foi no
outro dia e nunca mais
esqueci o que o padre
disse, na beira da cova.
E como o avistaram da
vila?
Ah, eu levantei um brao e
acenei, acenei, at que
uma lavadeira me avistou e
vieram me soltar.

E voc no estava com os


braos amarrados, Chic?
Joo, na hora do aperto, dse um jeito a tudo.
Mas que jeito voc deu?
No sei, s sei que foi assim.

Fontes
SUASSUNA, Ariano. Auto da Compadecida. 21Ed. Rio de Janeiro: Agir, 1985. p. 56-59.

Imagens
Divulgao. Disponveis em: http://globofilmes.globo.com/GloboFilmes/Site/0,,GFF41-5402,00.html. Acesso em: 06.06.2008.

www.cruzeirodosulvirtual.com.br
Campus Liberdade
R. Galvo Bueno, 868
01506 000
So Paulo SP Brasil
T F 55 11 3385 3000
suporteead@cruzeirodosul.edu.br