Anda di halaman 1dari 11

A ADORAO AO PAI

SUA IMORTALIDADE

Hino 8

1 - Deus invisvel, mui sbio,


imortal,
Em luz intangvel, oculto e real,
Bendito, glorioso, das eras, Senhor,
A Ti, Vitorioso, rendemos louvor.

2 - Constante, incansvel, em glria e


poder,
s Rei respeitvel, supremo a reger;
Qual slido monte, s justo, Senhor,
E mui rica fonte que mana o amor.

3 - Criaste a tudo, da vida, o Autor,


De todos e tudo, o Sustentador;
Ns somos quais flores, de glria
fugaz,
S Tu permaneces, no mudas jamais.

4 - s Pai glorioso, s luz a brilhar,


Os anjos Teu rosto no ousam mirar
Mas ns entoamos aqui Teu louvor,
E as frontes curvamos, humildes,
Senhor.

5 - Deus invisvel, mui sbio,


imortal,
Em luz intangvel, oculto e real,
Bendito, glorioso, das eras, Senhor,
A Ti, Vitorioso, rendemos louvor.

1 - Deus invisvel, mui sbio,


imortal,
Em luz intangvel, oculto e real,
Bendito, glorioso, das eras, Senhor,
A Ti, Vitorioso, rendemos louvor.

2 - Constante, incansvel, em glria e


poder,
s Rei respeitvel, supremo a reger;
Qual slido monte, s justo, Senhor,
E mui rica fonte que mana o amor.

3 - Criaste a tudo, da vida, o Autor,


De todos e tudo, o Sustentador;
Ns somos quais flores, de glria
fugaz,
S Tu permaneces, no mudas jamais.

4 - s Pai glorioso, s luz a brilhar,


Os anjos Teu rosto no ousam mirar
Mas ns entoamos aqui Teu louvor,
E as frontes curvamos, humildes,
Senhor.

5 - Deus invisvel, mui sbio,


imortal,
Em luz intangvel, oculto e real,
Bendito, glorioso, das eras, Senhor,
A Ti, Vitorioso, rendemos louvor.