Anda di halaman 1dari 7
Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 Programas de Saúde Introdução

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

Programas de Saúde

Introdução

O presente material servirá para auxiliar os estudos do tema “Programas de Saúde”, bem como

à resolução de questões de vestibular relacionadas ao mesmo, inclusive às da nossa monitoria dessa semana. Não pretendemos aqui esgotar o conteúdo, mas sim uma apresentação geral, sistemática e sintética dos pontos principais do tema. A utilização dos módulos do site, monitorias, aulas particulares e materiais outros (como livros, resumos etc.) continuam tendo importância ímpar para o domínio e entendimento da matéria.

Conceitos Importantes

Alguns conceitos são muito importantes para o nosso estudo e, portanto, apresenta-se a seguir

breves definições dos conceitos que serão usados em nossos estudos.

Saúde é, segundo a OMS, “o estado completo de bem-estar físico, mental, moral e social do indivíduo, não significando apenas a ausência de doenças”.

Doença é um distúrbio das funções de um órgão, psique ou do organismo. Algumas das classificações principais usadas para se referir as doenças são:

Doenças alérgicas: resultam de contato com substâncias do ambiente que causam irritabilidade.

Doenças autoimunes: falha funcional do sistema imunológico que resulta em respostas imunes contra as células (tecidos, órgãos etc.) do próprio organismo. (diabetes melitus tipo 1, por exemplo)

Doenças congênitas: provocadas durante a gestação, período em que a ligação entre o feto e a mãe é muito íntima, permitindo que um agente patogênico que venha a infectar a mãe possa atacar o bebê.

Doenças por deficiência: oriundas da falta de uma ou mais substâncias na alimentação. Hipovitaminoses, por exemplo, são causadas pela carência de vitaminas.

Doenças degenerativas: relacionadas à idade avançada, surgem com o envelhecimento do organismo (senescência). (Perda de acuidade visual ou auditiva, por exemplo).

Doenças hereditárias: passadas dos pais para os filhos através dos cromossomos (Síndrome de Down, por exemplo).

Doenças infecciosas: são provocadas por parasitas denominados agentes patogênicos, os quais são vulgarmente conhecidos como micróbios e vermes. Essas doenças apresentam sintomas típicos e diversos mecanismos de transmissão. Os principais

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 organismos causadores de doenças

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

organismos causadores de doenças infecciosas são vírus, bactérias, protozoários, fungos e vermes.

Doenças mentais: são provocadas por alterações mentais (neurose, esquizofrenia e amnésia, por exemplo).

Agente etiológico é o agente (organismo) causador da doença. Por exemplo, os arbovírus DEN- 1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4, causadores da dengue. Geralmente o termo agente infeccioso pode ser usado para se referir a agentes etiológicos de doenças infecciosas.

Agente transmissor ou vetor é o organismo que transmite o agente etiológico, cujo ciclo biológico apresenta uma fase de desenvolvimento no interior do corpo do vetor. O Aedes aegypti, por exemplo, é o vetor da dengue, causada pelos arbovírus supracitados.

Profilaxia é o conjunto de medidas preventivas para evitar doenças.

Sequela é efeito que perdura mesmo após a cura das doenças. Paralisia de uma ou várias regiões do corpo são exemplos de sequelas da poliomielite. Síndrome é o conjunto de sintomas de uma doença.

Portador é aquele que possui uma doença, mas não manifesta as evidências clínicas provocadas pela mesma.

Período de Incubação é o tempo decorrido entre a entrada do agente etiológico e o aparecimento dos primeiros sintomas da doença.

Endemias são doenças cuja ocorrência está fortemente associada à geografia. Ou seja, manifesta-se em dada região em função ou de características locais ou da própria biologia dos organismos que causam e transmitem a doença. Na região Norte do país, por exemplo, a febre amarela e a malária são doenças endêmicas.

Epidemias são doenças infecciosas e transmissíveis que, ao ocorrer em determinado local ou região, podem se espalhar rapidamente para outras regiões.

Pandemias atingem grandes proporções, espalham-se por continentes, quiçá pelo mundo. Mortes em massa destruindo cidades e regiões inteiras são consequência desse tipo de surto.

Viroses

São doenças causadas por vírus que, grosso modo, tem suas manifestações clínicas como reflexo do efeito citolítico do ciclo viral. As úlceras formadas pelo vírus da herpes, por exemplo, ocorrem pela morte de células epiteliais em determinada região da pele. Vírus podem atacar

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 bactérias, plantas e animais.

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

bactérias, plantas e animais. A seguir estão listadas as principais viroses humanas (doença), a ácido nucleico (Ac.N.) do vírus causador e formas de transmissão.

Doença

Ac.N.

Transmissão

Sarampo

RNA

Contato direto e secreções nasais

Rubéola

RNA

Contato direto e secreções nasobucais

Caxumba

RNA

Contato direto e saliva

Catapora

DNA

Contato direto e secreção nasal

Gripe (influenza)

RNA

Contato direto e gotículas de saliva

 

Poliomielite

RNA

Fecal-oral

Hidrofobia (raiva)

RNA

Mordidas (saliva): cão, gato e morcego

Herpes

DNA

Saliva e relação sexual

Mononucleose

Infecciosa

DNA

Saliva e secreção nasal

Febre amarela

RNA

Mosquito Aedes aegypti

Dengue

RNA

Mosquito Aedes aegypti

 

Papiloma (HPV)

DNA

Contato de pele e genital.

 

Hepatite A

RNA

Fecal-oral

 

Hepatite B

DNA

Sangue e relação sexual

 

Hepatite C

RNA

Sangue e relação sexual

AIDS (HIV)

RNA

Relações Sexuais, transfusão de sangues e seringas contaminadas

Bacterioses

São doenças causadas por bactérias. Os mecanismos de ação das bactérias quando invadem o organismo são inúmeras. Geralmente a entrada dessas no organismo gera reações locais como dor, calor e edema. A multiplicação ativa das bactérias pode fazer com que atinjam outros órgãos.

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 Algumas liberam enzimas como,

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

Algumas liberam enzimas como, por exemplo, a colagenase, que ataca o colágeno facilitando a disseminação subcutânea da infecção. Outras, ainda produzem toxinas, como, por exemplo, a diftérica, botulínica, tetânica e outras, cujos efeitos em doses de apenas miligramas pode ser fatal. A seguir estão listadas as principais bacterioses humanas, bactéria causadora e formas de transmissão.

Doença

Bactéria

Transmissão

 

Clostridium

Ferimentos profundos com objetos

Tétano

tetane

contaminados

 

Mycobaterium

Tuberculose

tuberculosis

Saliva e catarro

(bacilo de Koch)

Lepra

Mycobacterium leprae (bacilo de

Secreção em contato com narinas, boca e pele

(hanseníase)

Hansen)

 

Corynebacterium

Secreção do nariz e da garganta

Difteria

diphteriae

(bacilo)

Cólera

Vibrio cholerae

Contaminação fecal de água e alimentos

(vibrião)

 

Leptospira

Ferimentos e mucosas em contato com

Leptospirose

icerohemorrhagiae

águas contaminadas por urina de rato.

(espiroqueta)

Febre Tifoide (febre entérica)

Salmonella typhi

Contaminação fecal e urinária de água e

(bacilo)

alimentos. Mucosa.

 

Pasteurella

Do rato para o ser humano, através da picada

Peste bubônica

pestis (bacilo)

de pulgas

 

Diplococcus

Pneumonia

pneumoniae

Secreções nasobucais.

(diplococo)

 

Neisseria

Meningite meningocócica

meningitidis

Secreções nasobucais.

(meningococo)

 

Treponema

Sífilis

pallidum

Relações sexuais

(espiroqueta)

 

Neisseria

Gonorreia

gonorrhoeae

Relações sexuais

(gonococo)

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 Contra a ação das

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

Contra a ação das bactérias patogênicas o organismo dispõe de diversos mecanismos como, por exemplo, pH de algumas mucosas (vaginal ácido lático ; gástrica ácido clorídrico ), secreções sebáceas da pele, imunoglobulinas, interferons, fagocitose etc. Antibióticos são substâncias usadas como auxiliares no tratamento de bacterioses, podendo apresentar ações bactericidas ou bacteriostáticas.

Protozooses

São doenças causadas protozoários parasitas, seres pertencentes ao Reino Protoctista. Ao estudar, dê importância a amebíase, doença de Chagas e malária. As duas últimas são as duas maiores e mais graves endemias brasileiras causadas por protozoários e o ciclo de vida do agente etiológico pode cair na sua prova de vestibular. A seguir, estão listadas as principais protozooses humanas, protozoário causador e formas de transmissão.

Doença

Protozoário

Transmissão

Disenteria amebiana;

Entamoeba histolytica

Água e alimentos

amebíase

(Rizópode)

contaminados

 

Balantidium coli

Água e alimentos

Disenteria

(Ciliado)

contaminados

Malária

Plasmodium vivax; P. malariae; P. falciparum.

Picada do mosquito Anopheles

(Esporozoário)

 

Toxoplasma gondii

Toxoplasmose

(Esporozoário)

Fezes do gato

 

Trypanosoma cruzi

Doença de Chagas

(Flagelado)

Picado do barbeiro

 

Trypanosoma gambiense

Doença do Sono

(Flagelado)

Picada de mosca tsé-tsé

 

Leishmania brasiliensis

Picado do mosquito

Leishmaniose tegumentar

(Flagelado)

phlebotomus

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 Picado do mosquito Leishmaniose

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

 

Leishmania donovani

Picado do mosquito

Leishmaniose visceral

(Flagelado)

phlebotomus

Botão-do-oriente

Leishmania tropica

Picado do mosquito

(Flagelado)

phlebotomus

Tricomoníase

Trichomonas vaginalis

Relações sexuais, objeto

(Flagelado)

contaminado

 

Giardia lamblia

Água e alimentos

Giardíase

(Flagelado)

contaminados

 

Micoses

São doenças causadas por fungos que podem causar infecções graves com lesões profundas na pele e em outros órgãos internos. Em plantas os fungos podem provocar doenças como a ferrugem que ataca, entre outras, a planta do café. A seguir, são listadas algumas doenças causadas por fungos, o fungo causador e as formas de transmissão.

Doença

Bactéria

Transmissão

 

Cryptococcus

Inalação de esporos presentes nas fezes de

Meningite criptococócica

neoformans

pombos

Micoses de pele, unhas e pelos

Diversas espécies

Contato direto; objetos contaminados

Candidíase

Candida albicans

Contato direto (inclusive sexual); objetos contaminados.

 

Paracoccidioides

Ferimentos em mucosas com objetos que

Blastomicose sul americana

brasiliensis

contenham o fungo

Verminoses

São doenças causadas por nemaltemintos ou platelmintos parasitas que causam diversas doenças em animais, podendo não levar à morte do hospedeiro, fato que reflete sua adaptação à vida parasitária. A seguir, são listadas algumas doenças causadas por nematelmintos, o nemátodo causador e as formas de transmissão

Material de apoio para Monitoria Programas de Saúde Monitor: Pedro Feio 31/05/2014 Doença Nemátodo Transmissão Ascaris

Material de apoio para Monitoria

Programas de Saúde

Monitor: Pedro Feio

31/05/2014

Doença

Nemátodo

Transmissão

Ascaridiose ou ascaridíase

Ascaris lumbricoides (lombriga)

Via oral, pela ingestão de ovos.

 

Ancylostoma duodenale e

As larvas

Ancilostomose ou amarelão

necator americanus

penetram na

pele

Dermatite serpiginosa

Diversas espécies

Larvas migrans penetram na pele

 

Picada do

Filariose (elefantíase)

Wuchereria bancrofti

(filária)

pernilongo

Culex fatigans

A seguir, são listadas algumas doenças causadas por platelmintos, o causador e as formas de transmissão:

Doença

Platelminto

Transmissão

Barriga d’água

Esquistossomose

Schistosoma mansoni

As larvas penetram na pele

Teníase

Taenia saginata ou Taenia solium

Ingestão do cisticerco comendo carne de boi ou porco mal cozida

Cisticercose

Taenia solium

Ingestão de água, hortaliças ou frutos contaminados por ovos.

Fonte:

Amabis, J. M. Martho, G.R. Fundamentos da Biologia Moderna, 3ª ed, Moderna, São Paulo, Sp, pp. 489 a 506, 2002.