Anda di halaman 1dari 14

Deformação

• Sempre que uma força é aplicada a um corpo, esta
tende a mudar a forma e o tamanho dele.

• Essas mudanças são denominadas deformações.

Note as posições antes e
depois de três segmentos de
reta, onde o material está
submetido à tensão.

1

então o comprimento final é ∆s ' ≈ (1 + ε )∆s +ε reta se alonga -ε reta se contrai 2 .Deformação normal • O alongamento ou contração de um segmento de reta por unidade de comprimento é chamando denominado deformação normal. • A deformação normal média é definida como ∆s '−∆s ε méd = ∆s • Se a deformação normal for conhecida.

visto que é uma razão entre dois comprimentos.Unidades • A deformação normal é uma quantidade adimensional. Deformação por cisalhamento • A mudança que ocorre no ângulo entre dois segmentos de reta que eram perpendiculares um ao outro é denominada deformação por cisalhamento. π γ nt = − lim θ ' 2 B → A ao longo de n C → A ao longo de t θ < 90°  Deformação por cisalhamento positiva θ > 90°  Deformação por cisalhamento negativa 3 .

Determine (a) o deslocamento da extremidade B devido ao aumento de temperatura e (b) a deformação normal média na haste. onde z é dado em metros.Exemplo 1 A temperatura cria uma deformação normal na haste de ε z = 40(10 −3 )z1/ 2. 4 .

2 = 0. 2 ∫ [1 + 40(10 )z ]dz = 0. o deslocamento da extremidade da haste é: ∆ B = 0.00239m = 2.20239 m −3 z' = 1/ 2 0 Portanto. um dz terá um comprimento deformado de: [ ( dz ' = 1 + 40 10 −3 )z ]dz 1/ 2 A soma total desses segmentos ao longo do eixo dá como resultado o comprimento deformado da haste. isto é: 0.39mm ↓ 5 .20239 − 0.Solução: Parte (a) Visto que a deformação normal é dada em cada ponto ao longo da haste.

Parte (b) Considerando que a haste tem um comprimento original de 200 mm e há uma mudança no comprimento de 2.39 ε méd = = = 0.0119 mm/mm ∆s 200 6 . ∆s '− ∆s 2.39 mm.

nessa forma deformada. 7 . Se.Exemplo 2 Uma chapa é deformada até a forma representada pelas linhas tracejadas mostradas na figura. determine (a) a deformação normal ao longo do lado AB e (b) a deformação por cisalhamento média da chapa em relação aos eixos x e y. as retas horizontais na chapa permanecerem horizontais e seus comprimentos não mudarem.

a deformação normal média para AB é: (ε AB )méd = AB'− AB = 248. torna-se a reta AB’ após a deformação. Logo.Solução: Parte (a) A reta AB.93(10−3 ) mm/mm (Resposta) AB 250 O sinal negativo indica que a deformação causa uma contração de AB.018 mm Portanto. coincidente com o eixo y. 8 .018 − 250 = −7. o comprimento da reta é: AB' = (250 − 2)2 + 32 = 248.

muda para θ’ devido ao deslocamento de B para B’. y.0121 rad  250 − 2  9 . o ângulo BAC entre os lados da chapa. que antes era 90. então γ π 2 xy é o ângulo mostrado na figura. em relação aos eixos x.Parte (b) Como observado. Assim.  3  γ xy = tg −1   = 0. Visto que γ xy = − θ '.

3) 10 . Se a carga aplicada à viga provocar um deslocamento de 10 mm para baixo na extremidade C determine a deformação normal desenvolvida nos cabos CE e BD (2. A barra rígida é sustentada por um pino em A e pelos cabos BC e CE.Exercícios 1.

Se uma carga vertical for aplicada à barra AC e provocar a mudança de ângulo para 47º. O cabo AB não está esticado quando θ=45º.2. (2.10) 11 . determine a deformação normal no cabo.

3. (2.14) 12 . Determine a deformação normal média que ocorre ao longo das diagonais AC e DB. A forma original de uma peça de plástico é retangular.

4. (2. A peça quadrada deforma-se ate chegar à forma mostrada pelas linhas tracejadas. C e D. O lado D´B´ (e o AC´) permanecem horizontais. B.19) 13 . A. Determine a deformação por cisalhamento que ocorre em cada um de seus cantos.

Determine a deformação por cisalhamento média γxy da chapa e as deformações normais médias ao longo da diagonal AC e do lado AB.23) 14 .5. 2. A chapa retangular é submetida à deformação mostrada pelas linhas tracejadas.22. (2.