Anda di halaman 1dari 1

DA AO PENAL MILITAR E DO SEU 8 - REQUISIO DE DILIGNCIAS: Se o MP as

EXERCCIO considerar procedentes, dirigir-se- autoridade


Thiago Ferreira dos Santos policial militar para que esta proceda s diligncias
necessrias ao esclarecimento do fato, instaurando
1 - PROMOO DA AO PENAL: A ao penal inqurito, se houver motivo para esse fim.
pblica e somente pode ser promovida pelo
Ministrio Pblico Militar. RESUMO
A regra no CPPM
2 OBRIGATORIEDADE: A denncia deve ser Pblica Incondicionada incondicionada, de
apresentada sempre que houver: iniciativa do MPM.
Se o MP, mesmo
prova de fato que, em tese, constitua crime; dispondo de todos os
elementos necessrios
indcios de autoria. propositura da ao,
tenha deixado, por
3 - DEPENDNCIA DE REQUISIO DO Privada Subsidiria da
inrcia, de oferecer a
GOVERNO: Nos crimes previstos nos arts. 136 a Pblica
denncia no prazo legal,
141 do Cdigo Penal Militar, a ao penal; quando o o ofendido ou quem o
agente for militar ou assemelhado, depende de represente legalmente
requisio, que ser feita ao PGJM, pelo Ministrio a encontra-se legtimo para
que o agente estiver subordinado; no caso do art. 141 intentar a ao penal.
do mesmo Cdigo, quando o agente for civil e no Nas hipteses dos
crimes:
houver coautor militar, a requisio ser do Ministrio Hostilidade
da Justia. contra pas
estrangeiro;
4 - COMUNICAO AO PROCURADOR- Provocao a pas
GERAL DA REPBLICA: Sem prejuzo dessa estrangeiro;
disposio, o PGJM dar conhecimento ao PGR de Ato de jurisdio
fato apurado em inqurito que tenha relao com indevida;
qualquer dos crimes referidos neste artigo. Antes da Violao de
ao, RETRATVEL; aps, IRRETRATVEL. territrio
estrangeiro;
5 - PROIBIO DE EXISTNCIA DA Entendimento p/
DENNCIA: Apresentada a denncia, o MP no empenhar o
Pblica Condicionada
Brasil
poder desistir da ao penal.
neutralidade; e
6 - EXERCCIO DO DIREITO DE Entendimento p/
gerar conflito ou
REPRESENTAO: Qualquer pessoa, no exerccio
divergncia com
do direito de representao, poder provocar a o Brasil;
iniciativa do MP, dando-lhe informaes sobre fato A ao penal, quando o
que constitua crime militar e sua autoria, e agente for militar,
indicando-lhe os elementos de convico. depende de
REQUISIO do
7 - INFORMAES: As informaes, se escritas, PGJM, pelo Ministrio a
devero estar devidamente autenticadas; se verbais, que o agente estiver
sero tomadas por termo perante o juiz, a pedido do subordinado. Se civil, a
requisio ser do MJ.
rgo do Ministrio Pblico, e na presena deste.