Anda di halaman 1dari 6

EEAR

Questão 51 Questão 53
Para x.y ≠ 0, a expressão Se os pontos A(2,3), B(4,0) e C(0,k) estão
alinhados, então o valor de k é um número
y 2 cos180 ° - xy sen270 ° + y 2 sen90 ° equivale a a) ímpar.
x 2 cos0 ° b) primo.
c) múltiplo de 5.
a) y/x. b) 1/x. c) y/x2. d) y2/x2. d) múltiplo de 3.

alternativa A
alternativa D

Os valores de cos 180º, sen270º, sen 90º e cos 0º Se A(2,3), B(4,0) e C(0,k) estão alinhados,
são, respectivamente iguais a -1, -1, 1 e 1. Logo, então:
substituindo tais valores na expressão dada, temos:
2 3 1
y 2 .(-1) - xy.(-1) + y 2 .(1) - y 2 + xy + y 2 4 0 1 =0 ⇔
= =
x 2 .(1) x2 0 k 1
xy y
= 2 = . ⇔ 2.( –k) + 3.( –4) + 1.(4k) = 0 ⇔
x x
⇔ 2 k – 12 = 0 ⇔ k = 6.

Portanto, k é um múltiplo de 3.
Questão 52
Seja a matriz A = (aij)2X2 tal que aij=  0, se i = j Questão 54
i + j, se i ≠ j
A soma dos elementos de A é Se as freqüências absolutas da 1ª a 6ª clas-
ses de uma distribuição são respectivamen-
a) 4. b) 5. c) 6. d) 7. te, 5, 13, 20, 30, 24 e 8, então a frequência
acumulada da 4ª classe dessa distribuição é
alternativa C
a) 68.
A matriz A tem 4 elementos: a11 = 0, a12 = 1 + 2 = 3, b) 62.
a21 = 2 + 1 = 3 e a22 = 0. c) 28%.
d) 20%.
Logo, a soma dos elementos da matriz A é:
a11 + a12 + a21 + a22 = 0 + 3 + 3 + 0 = 6.
alternativa A
A freqüência acumulada da 4ª classe é dada
pela soma das 4 primeiras freqüências, ou seja,
5 + 13 + 20 + 30 = 68.
EEAR MATEMÁTICA 2

Questão 55 alternativa A
Os salários mensais, em reais, dos 24 funcionários Temos:
de uma empresa são 10! 10!
3
A (10 - 3)! 10! 3!.7! = 3!.
800 840 880 880 1000 1050 1060 1060 =
10
= 7! = .
1100 1150 1200 1210 1230 1250 1280 1300 C 3
10
10! 10! 7! 10!
1340 1380 1450 1480 1500 1500 1520 1550 3!.(10 - 3)! 3!.7!
O salário mensal mediano dessa empresa, em reais, é

a) 1200. b) 1210. c) 1220. d) 1230. Questão 58


alternativa C Seja a inequação |x — 1| ≤ 3. A soma dos
valores inteiros que satisfazem a inequação
A mediana de um conjunto de 24 valores ordenados é
é a média aritmética entre os dois valores centrais,
ou seja, o décimo segundo e o décimo terceiro a) 8. b) 7. c) 5. d) 4.
termos, logo:
1210 +1230
Salário Mediano = = 1220. alternativa C
2
De acordo com o enunciado, temos:

| x – 1 | ≤ 3 ⇔ –3 ≤ x – 1 ≤ 3 ⇔
Questão 56
Numa circunferência, a soma das medidas de dois
⇔ –3 + 1 ≤ x ≤ 3 + 1 ⇔ –2 ≤ x ≤ 4
arcos é 315°. Se um desses arcos mede 11π rad, a Os inteiros que satisfazem a desigualdade
–2 ≤ x ≤ 4, são –2 , –1, 0, 1, 2, 3 e 4, cuja
12
medida do outro é
soma é –2 –1 + 0 + 1 + 2 + 3 + 4 = 7.
a) 150°. b) 125°. c) 100°. d) 75°.

Questão 59
alternativa A
Numa circunferência AH é a altura do
Chamando de x a medida do arco procurado e de triângulo ABC. Assim, o valor de x é
acordo com o enunciado, temos:
x + 11 π rad = 315°. a) 20°.
12 b) 15°.
Como 11 π rad = 11.(180 ° ) = 165 °, logo: c) 10°.
12 12
d) 5°.
x + 165 °= 315 ° ⇔ x = 150 °.
alternativa C
Questão 57
De acordo com o enunciado e figura, como
3
A 10 AH é altura, o triângulo ABH é retângulo e,
Ao calcular 3
, obtém — se dessa forma:
C10 m(ABH ) + m(BHA) + m(HAB) = 180°
30° + 90° + x + 50° = 180° ⇔ x = 30°.
a) 3!. b) 4!. c) 5!. d) 6!.
EEAR MATEMÁTICA 3

Questão 60 alternativa C

O inverso do número complexo z = — 2i é z′ = De acordo com o enunciado e figura, temos que


OB = 5 cm, Â = 30° e Ô = 45°. Logo, aplicando
a Lei dos Senos ao triângulo AOB:
a)
i b)
1 c) —2. d) 2i.
. .
2 2 AB OB ⇔ AB 5
= =
senÔ sen sen45 ° sen30 °
alternativa A
AB 5
De acordo com o enunciado, z´ é o inverso do ⇔ = ⇔ AB = 5 2 .
complexo z, logo: 2 1
2 2
1 1 1 2i 2i 2i
z´ = = = . = = =
z - 2i - 2i 2i - 4i 2 - 4.(-1) Questão 63
2i i
= = .
4 2 Sejam f e g duas funções reais inversas entre
si. Se f(x) = 3x — 2, então g(1) é igual a

a) 0. b) 1. c) 2. d) 3.
Questão 61
Um setor circular, cujo arco mede 15 cm, tem 30cm2 alternativa B
de área. A medida do raio desse setor, em cm, é
Se f e g são inversas uma da outra, temos que
a) 4. b) 6. c) 8. d) 10.
f(g(x)) = x, logo:

alternativa A f(g(x)) = x ⇔ 3g(x) – 2 = x ⇔ g(x) = x + 2


3
A área de um setor circular de raio R e que determina
Logo, g(1) =
1+2
l.R =1.
um arco de medida ℓ, é dada por , logo, de 3
2
acordo com o enunciado, temos:
Questão 64
15.R
l.R
= 30 ⇔ = 30 ⇔ R = 4 cm.
2 2 Seja f uma função definida no conjunto dos
números naturais, tal que f(x+1) = 2 f(x) + 3.
Questão 62 Se f(0) = 0, então f(2) é igual a

a) 9. b) 10. c) 11. d) 12.


No triângulo AOB, OB = 5 cm; então AB, em cm, é
igual a
alternativa C
a) 6.
b) 8. De acordo com o enunciado, temos:
c) 5 2. f(x+1) = 2 f(x) + 3 e f(0)=0.
d) 6 3.
EEAR MATEMÁTICA 4

Logo, f(0+1) = 2. f(0) + 3 ⇔ f(1) = 2. 0 + 3 Questão 67


⇔ f(1) = 3. Dessa forma, f(1+1) = 2. f(1) + 3 ⇔
⇔ f(2) = 2. 3 + 3 ⇔ f(2) = 9. Sabe-se que a equação x4- 2x3- 8x2+18x - 9 = 0
equivale a (x - 1)2.(x2 - 9)2 = 0. Assim, a raiz de
multiplicidade 2 dessa equação é
Questão 65
a) -3. b) -1. c) 1. d) 3.
Considere a circunferência de equação
(x—2)2 + (y—4)2 = 9 e uma reta r secante a ela. Uma alternativa C
possível distância entre r e o centro da circunferên-
cia é Como a equação polinomial em questão se
decompõe em (x - 1)2.(x2 - 9)2 = 0, isto significa
a) 5,67. b) 4,63. c) 3,58. d) 2,93. que a mesma apresenta dois fatores iguais a
(x -1). Como 12 – 9 ≠ 0, concluímos que 1 é raiz
de (x -1) e portanto raiz de multiplicidade 2 da
alternativa D equação apresentada.

De acordo com o enunciado, temos que a equação


reduzida da circunferência é (x–2)2 + (y–4)2 = 9. Questão 68
Logo, o raio é tal que R2= 9 e ⇒ R = 3.
Seja G o ponto de encontro das medianas de
um triângulo cujos vértices são A(-1,-3),
B(4,-1) e C ( 3,7). A abscissa de G é

a) -1. b) 0. c) 1. d) 2.
alternativa D

O ponto de encontro das medianas de um


triângulo qualquer é o BARICENTRO.
A distância d entre a secante r e o centro O da circun-
A abscissa xG do baricentro G de um triângulo
ferência, é o cateto do triângulo retângulo de hipote-
de vértices A(-1,-3), B(4,-1) e C ( 3,7) será
nusa medindo 3, logo d < 3. Uma possível distância
x A + x B + x C -1 + 4 + 3
entre as alternativas apresentadas é 2,93. xG = = = 2.
3 3

Questão 66 Questão 69
Sejam as matrizes Amx3 , Bpxq e C5x3. Se A.B = C, Seja o número complexo z = 1 + i. Se z′é o
então m + n + q é igual a conjugado de z, então o produto |z|. | z′| é
igual a
a) 10. b) 11. c) 12. d) 13.
a) 1. b) 2. c) 3. d) 2 3 .
alternativa B
Para que exista o produto entre as matrizes A e B é
alternativa C
necessário que o número de colunas de A seja igual De acordo com o enunciado, z′é o conjugado
ao número de linhas de B, logo p = 3. A matriz C do complexo z = 1 + i, logo z′= 1 – i.
resultante dessa multiplicação terá o mesmo número Dessa forma, seus módulos serão dados por
de linhas de A e o mesmo número de colunas de B,
logo m = 5 e q = 3. Assim, m + p + q = 5 + 3 + 3 = 11. |z| = (1) 2 + (1) 2 = 5 e |z′| = (1) 2 + (-1) 2 = 5 .
Logo, |z|.|z´| = 5 . 5 = 5.
EEAR MATEMÁTICA 5

Questão 70 Questão 72
O valor de cos15 ° é Se o triângulo CDE é semelhante ao triângulo
ABC, o valor de |a—b| é

a)
2- 2 b)
2- 3 a) 30°.
. .
2 2 b) 45°.
c) 2 - 2 . d) 2 - 3 . c) 60°.
d) 90°.

alternativa B
alternativa A
O valor de cos 15º é positivo pois 15º pertence ao De acordo com o enunciado e figura, temos:
m(Â) + m(ï) + m (ð) = 180º ⇔
primeiro quadrante. Utilizando a expressão do arco
metade, temos:
⇔ 2x + 90º + x = 180 ⇔ x = 30º.
1 + cosx Como CDE é semelhante a ABC, temos que
cos   =
x
⇔ cos  30 °  = 1 + cos30 ° m(D) = m(ï) ⇒ a = 90º e m(Ê) = m(Â) = 2x
2  2  2  2
= 2. 30º = 60º ⇒ b = 60º.
3
1+ Portanto | a – b | = | 90º – 60º | = 30º.
⇔ cos (15 °) = 2 =⇔ 2 + 3 = 2 + 3 .
2 4 2

Questão 71 Questão 73
A aresta lateral de uma pirâmide triangular
A diagonal de um cubo de aresta a1 mede 3 cm, e a
regular mede 5 m, e a aresta da base, 6 m. A
diagonal da face de um cubo de aresta a2 mede 2 cm.
Assim, a1.a2, em cm2, é igual a área lateral dessa pirâmide, em m2, é

a) 2 6 . b) 2 3 . c) 6. d) 3. a) 30.
b) 32.
alternativa C c) 34.
d) 36.
A diagonal de um cubo de aresta a1 é dada por
a1 3 , logo a1 3 = 3 , e dessa forma alternativa D
3
a1 = = 3 .
3
A diagonal da face de um cubo de aresta a2 é dada
pora 2 2 , logo a 2 2 = 2 , e dessa forma
2
a2 = = 2.
2
Portanto, a1 .a 2 = 3 . 2 = 6 .
EEAR MATEMÁTICA 6

Aplicando Pitágoras ao triângulo formado, temos:


h2 + 32 = 52 ⇒ h = 4.
A área lateral da pirâmide é a soma das áreas laterais
das 3 faces laterais triangulares, de base 6 m e altura
h = 4 m.
Portanto: Área Lateral = 3 . 6 . 4 = 36.
2

Questão 74
Aplicando Pitágoras ao triângulo EBC, temos:
7
Seja a PG (a, b, c). Se a + b + c = , e a. b. c = – 1, BC2 = EB2 + CE2 ⇒ (x+2)2 = (x+1)2 + 32 ⇔
6
então o valor de a + c é ⇔ x2 + 4x + 4 = x2 + 2x + 1 + 9 ⇔ x = 3.

a) 8. b) 12. c) 5 . d) 13 .
6 6
alternativa D

De acordo com o enunciado, (a, b, c) é PG, logo,


temos que a.c = b2. Como a.b.c = –1, temos
consequentemente que b. b2 = –1 e que b3 = –1
resultando em b = –1.
Logo, a + b + c = 7 ⇔ a –1 + c = 7 ⇔ a + c = 13 .
6 6 6

Questão 75
Quando dadas em cm, as medidas dos lados de um
trapézio ABCD são expressas por número consecu-
tivos. Assim, o valor de x é

a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.

alternativa C

De acordo com o enunciado e figura, temos que os


lados de ABCD são expressos por números consecu-
tivos. Como AD < BC, tem-se que AD = x + 1 e
BC = x + 2. Logo: