Anda di halaman 1dari 76
“Os picos de nossas terras são, deste modo, nivelados com as praias; nossas planícies férteis são
“Os picos de nossas terras
são, deste modo, nivelados
com as praias; nossas
planícies férteis são formadas
das ruínas de montanhas.”
(James Hutton, 1788)
(James Hutton, 1788)
Ciclo das rochas
Ciclo das rochas
Intemperismo Intemperismo: Processo geral pelo qual as rochas são destruídas na superfície da Terra.
Intemperismo
Intemperismo: Processo geral pelo qual as rochas
são destruídas na superfície da Terra.
Erosão: Conjunto de processos que desagregam e transportam solos e rochas morro abaixo ou na direção
Erosão: Conjunto de processos que desagregam e
transportam solos e rochas morro abaixo ou na
direção do vento.
Junto com a tectônica, o intemperismo e a erosão são os principais responsáveis pela modelagem da
Junto com a tectônica, o intemperismo e a erosão são
os principais responsáveis pela modelagem da
superfície terrestre e de suas paisagens.

Grand Canyon, USA

Resultado da associação entre tectonismo, intemperismo e erosão

Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo
Intemperismo de intemperismo porque:
Intemperismo
de intemperismo porque:
Intemperismo de intemperismo porque: Natureza da rocha matriz: Influencia na taxa (i) Os minerais alteram-se em

Natureza da rocha matriz: Influencia na taxa

(i) Os minerais alteram-se em taxas diferentes;
(i)
Os minerais alteram-se em taxas diferentes;
(ii) A estrutura da rocha influencia a susceptibilidade de fragmentação.
(ii) A estrutura da rocha influencia a susceptibilidade
de fragmentação.
Intemperismo
Intemperismo

Lápides de ardósia (esquerda) e calcário (direita) do Século XIX

Intemperismo alterou o calcário ao ponto de tornar as inscrições ilegíveis,

diferentemente da ardósia, onde o texto ainda é legível

Tipos de intemperismo Três tipos de intemperismo:
Tipos de intemperismo
Três tipos de intemperismo:
Intemperismo físico Intemperismo químico Intemperismo biológico
Intemperismo físico
Intemperismo químico
Intemperismo biológico
Intemperismo físico Intemperismo físico: Processo que causa desagregação das rochas, com separação dos grãos minerais coesos,
Intemperismo físico
Intemperismo
físico:
Processo que causa
desagregação das rochas, com separação dos grãos
minerais coesos, transformando a rocha em material
descontínuo e friável.
Intemperismo físico Circunstâncias: Variações de temperatura ao longo do dia e ao longo das estações do
Intemperismo físico
Circunstâncias:
Variações de temperatura ao longo do dia e ao longo das estações do ano
Intemperismo físico Circunstâncias: Variações da umidade
Intemperismo físico
Circunstâncias:
Variações da umidade
Intemperismo físico Circunstâncias: Congelamento de água nas fissuras das rochas
Intemperismo físico
Circunstâncias:
Congelamento de água nas fissuras das rochas

Intemperismo físico causado por

congelamento da água

Intemperismo físico Circunstâncias:
Intemperismo físico
Circunstâncias:
Rochas que ascendem a níveis crustais mais superficiais
Rochas que ascendem a níveis crustais mais superficiais
Intemperismo físico Circunstâncias: Rochas que ascendem a níveis crustais mais superficiais
Intemperismo físico
Circunstâncias:
Rochas que ascendem a níveis crustais mais superficiais
Intemperismo físico O aumento da área superficial exposta acelera o processo de intemperismo de uma rocha.
Intemperismo físico
O aumento da área superficial exposta acelera o
processo de intemperismo de uma rocha.
Intemperismo químico Intemperismo químico: Processo que causa a alteração química e/ou dissolução dos minerais de uma
Intemperismo químico
Intemperismo químico: Processo que causa a
alteração química e/ou dissolução dos minerais de uma
determinada rocha.
Intemperismo químico Aumento da área através do intemperismo físico auxilia na atuação do intemperismo químico.
Intemperismo químico
Aumento da área através do intemperismo físico
auxilia na atuação do intemperismo químico.
Intemperismo químico Blocos angulosos tornam-se arredondados devido ao ataque químico em múltiplos lados da rocha.
Intemperismo químico
Blocos angulosos tornam-se arredondados devido ao
ataque químico em múltiplos lados da rocha.
Intemperismo químico Blocos angulosos tornam-se arredondados devido ao ataque químico em múltiplos lados da rocha.

Ischigualasto, San Juan, Argentina

Blocos esferoidais resultantes do intemperismo químico

Lajedo de Pai Mateus, Paraíba

Blocos esferoidais resultantes do intemperismo químico
Blocos esferoidais resultantes do intemperismo químico

Santana do Matos, RN

Blocos esferoidais resultantes do intemperismo químico
Blocos esferoidais resultantes do intemperismo químico
Intemperismo químico Solubilização completa dos minerais por ácidos. Redução do pH das águas e decomposição dos
Intemperismo químico
Solubilização completa dos minerais por ácidos.
Redução do
pH
das
águas
e
decomposição
dos
minerais primários, principalmente Al e Fe.
Reação dos minerais silicatos com H2O, gerando uma
solução alcalina.
Incorporação da água à estrutura do mineral, gerando
um novo mineral.
Reação de um mineral com o O2.

Tanques naturais, Itapipoca/CE

Depressões naturais produzidas em rochas ígneas a partir do intemperismo químico

Tanques naturais, Itapipoca/CE

Depressões naturais produzidas em rochas ígneas a partir do intemperismo químico

Intemperismo biológico Intemperismo biológico: Processo que causa a alteração química ou dissolução dos minerais e/ou fragmentação
Intemperismo biológico
Intemperismo biológico: Processo que causa a
alteração química ou dissolução dos minerais e/ou
fragmentação de uma determinada rocha a partir de
organismos vivos.
Intemperismo biológico Intemperismo biológico: Processo que causa a alteração química ou dissolução dos minerais e/ou fragmentação
Intemperismo biológico
Intemperismo biológico
Intemperismo físico-biológico em rochas causado por raízes de plantas

Intemperismo físico-biológico em rochas causado por raízes de plantas

Intemperismo físico-biológico em rochas causado por ouriços-do-mar

Intemperismo físico-biológico em rochas causado por ouriços-do-mar

Intemperismo químico-biológico em rochas causado por líquens

O solo é um dos

principais resíduos do

intemperismo.

Regolito e solo Os produtos friáveis formados na superfície da Terra como resultado do intemperismo podem
Regolito e solo
Os produtos friáveis formados
na superfície
da
Terra como
resultado
do intemperismo
podem não ser erodidos e
transportados. O resultado do
intemperismo é o regolito ou
Regolito
manto de intemperismo.
A
partir
da organização
estrutural
do
regolito
e
da
acresção
de
matéria
orgânica
sobre o mesmo, formam-se os
solos.
Solo
Solos Solo (para a Geologia): É a fina camada do regolito, a qual contém matéria orgânica
Solos
Solo (para a Geologia): É a fina camada do regolito,
a qual contém matéria orgânica e pode suportar vida
(Press et al., 2006).
Solo (para a Biologia): É horizonte da litosfera onde se processa a ciclagem biogeoquímica dos nutrientes
Solo (para a Biologia): É horizonte da litosfera onde
se processa a ciclagem biogeoquímica dos nutrientes
minerais.
A Pedologia é a ciência estuda os solos no seu ambiente natural.

A Pedologia é a

ciência estuda os solos no seu ambiente natural.

A Paleopedologia é a ciência estuda os paleossolos – solos do passado da Terra que ficaram

A Paleopedologia é a ciência estuda

os paleossolos solos do passado da Terra que ficaram preservados no registro geológico.

A Paleopedologia é a ciência estuda os paleossolos – solos do passado da Terra que ficaram
Solos A formação do solo, bem como suas características principais dependerão de vários fatores: Clima, Organismos,
Solos
A formação do solo, bem como suas características
principais dependerão de vários fatores:
Clima, Organismos,
Material parental, Relevo
Solo
e Tempo
Solos Clima
Solos
Clima
Clima
Clima
Solos
Solos
Solos Organismos
Solos
Organismos
Solos Material parental Solos desenvolvem-se mais rapidamente em sedimentos já transportados do que em rochas em
Solos
Material parental
Solos desenvolvem-se mais rapidamente em
sedimentos já transportados do que em rochas em
início de intemperização.
Solos
Solos
Material parental O tipo de solo dependerá das características
Material parental
O
tipo
de
solo
dependerá
das
características

mineralógicas e texturais da rocha que o gerou.

Solos Material parental O tipo de solo dependerá das características mineralógicas e texturais da rocha que
Solos
Material parental
O tipo de solo
dependerá das
características
mineralógicas
e texturais da
rocha que
gerou.
o
Solos Relevo
Solos
Relevo
Solos Tempo
Solos
Tempo

Os solos apresentam uma estruturação

Os solos apresentam uma estruturação vertical, o perfil de solo , caracterizada por camadas horizontais com

vertical, o perfil de solo, caracterizada por camadas horizontais com diferentes concentrações de matéria orgânica e minerais solúveis lixiviados.

Os solos apresentam uma estruturação vertical, o perfil de solo , caracterizada por camadas horizontais com
Solos
Solos
Solos
Solos
Solos
Solos
Solos
Solos
Solos A ocorrência dos diversos tipos de horizontes variará com o tipo de solo.
Solos
A ocorrência dos diversos tipos de horizontes variará
com o tipo de solo.
Tipos de solos
Tipos de solos
Solos do Brasil
Solos do Brasil
Erosão Erosão: Conjunto de processos que desagregam e transportam solos e rochas morro abaixo ou na
Erosão
Erosão: Conjunto de processos que desagregam e
transportam
solos
e
rochas
morro
abaixo
ou
na
direção do vento; é um momento rápido se
comparado com o intemperismo e o transporte
sedimentar; pode-se dizer que a erosão é a quebra da
inércia de uma rocha intemperizada.
Intemperismo: Processo geral pelo qual as rochas são destruídas na superfície da Terra.
Intemperismo: Processo geral pelo qual as rochas
são destruídas na superfície da Terra.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão causada pelo choque de partículas sedimentares transportadas pelo vento contra rochas ou massa de sedimentos,
Erosão causada pelo choque
de partículas sedimentares
transportadas
pelo
vento
contra rochas ou massa de
sedimentos, resultando na
remobilização desses últimos.
Tipos de erosão Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão causada pelo choque de partículas
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Ocorre em regiões planas, de baixa pluviosidade, onde a
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Ocorre em regiões planas, de
baixa pluviosidade, onde a
vegetação natural é escassa e
sopram ventos fortes.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão causada pelo choque de da água do mar
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão causada pelo choque de
da água do mar
sedimentos contra a superfícies
das rochas.
e seus
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão causada pelo choque de Arpoador, RJ da água
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão causada pelo choque de
Arpoador, RJ
da água do mar
sedimentos contra a superfícies
das rochas.
e seus
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão causada pelo choque de Arpoador, RJ da água
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão causada pelo choque de
Arpoador, RJ
da água do mar
sedimentos contra a superfícies
das rochas.
e seus
As falésias constituem um exemplo de resultado da associação entre as erosões marinha e eólica .

As falésias constituem um exemplo de resultado da associação entre as erosões marinha e eólica.

As falésias constituem um exemplo de resultado da associação entre as erosões marinha e eólica .
As falésias constituem um exemplo de resultado da associação entre as erosões marinha e eólica .
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão provocada pela queda e corrida da água da
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão provocada pela
queda e
corrida da água
da chuva
sobre o solo ou
uma rocha.

Capadócia, Turquia

Resultado da interação entre as erosões pluvial e eólica.

Capadócia, Turquia Resultado da interação entre as erosões pluvial e eólica.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão pluvial não gera é ravinamento; ravinamento resultado de erosão o subterrânea, e não da água
Erosão pluvial
não
gera
é
ravinamento; ravinamento
resultado de erosão
o
subterrânea, e não da água
de chuva.
Tipos de erosão Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão pluvial não gera é ravinamento;
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Resultado do desgaste do leito e das margens do
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Resultado do desgaste do
leito e das margens do rio
pelas suas águas.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Resultado do desgaste do leito e das margens do
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Resultado do desgaste do
leito e das margens do rio
pelas suas águas.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Erosão causada pelo desgaste desencadeado por geleiras sobre a
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Erosão causada
pelo
desgaste desencadeado por
geleiras sobre a superfície
de
rochas
ou
massa
de
sedimentos.
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Dá origem aos vales em “U” e aos fiordes.
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Dá origem aos vales em “U”
e aos fiordes.
Vale em “U”
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Dá origem aos vales em “U” e aos fiordes.
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Dá origem aos vales em “U”
e aos fiordes.
Fiorde
Tipos de erosão
Tipos de erosão
Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional
Erosão
Eólica
Marinha
Pluvial
Fluvial
Glacial
Gravitacional
Tipos de erosão Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Deslizamento de rochas e/ou sedimentos montanha
Tipos de erosão Erosão Eólica Marinha Pluvial Fluvial Glacial Gravitacional Deslizamento de rochas e/ou sedimentos montanha

Deslizamento de rochas e/ou sedimentos montanha abaixo devido à força da gravidade.