Anda di halaman 1dari 2

TPICOS COMUNICAO SOCIAL PARTE 1 GIOVANNE

Primeiro Slide

DA COMUNICAO SOCIAL (ARTS. 220 A 224, CF/88)


- NOES GERAIS
- LIBERDADE DE MANIFESTAO DE PENSAMENTO X LIBERDADE DE
COMUNICAO SOCIAL
1. Sentido Lato
2. Sentido Estrito
obs.: menor infrator
Segundo Slide
- LIMITAES CONSTITUCIONAIS LIBERDADE DE COMUNICAO SOCIAL
1. Proibio de atos legislativos cerceatrios (CF, art. 220, 1)
- Anonimato / Direito de resposta e indenizao / Livre exerccio do trabalho / Sigilo da
fonte (art. 5)
obs.: segredo de justia
obs.2: "A simples reproduo, pela imprensa, de acusao de mau uso de verbas
pblicas, prtica de nepotismo e trfico de influncia, objeto de representao devidamente
formulada perante o TST por federao de sindicatos, no constitui abuso de direito. Dano
moral indevido" (STF, RE 2 08.685, Rel. Min. Ellen Gracie, DJ de 2 2 -8-2003).

2. Proibio censura (CF, art. 220, 2)


- Limitao
Terceiro Slide
3. Proibio em lei federal (CF, art. 220, 3, 1 e II) (art. 24, IX e XV)
- Regulao de diverso e espetculos pblicos;
obs.: e a competncia do Municpio? (STF, RE 169.247, Rel. Min. Nri da Silveira,
DJ de 12-8-2003).

- Defesa da pessoa e da famlia contra programas, propagandas de produtos, prticas e


servios nocivos sade e ao meio ambiente.
4. Proibio (restrio) de propagandas nocivas (CF, art. 220, 4)
- Tabaco, bebidas alcolicas, agrotxicos, medicamentos e terapias (Lei n. 9.294, de 15 de
julho de 1996, regulada pelo Decreto n. 2018, de l de outubro de 1996)

5. Proibio de monoplio e oligoplio (CF, art. 220, 5)


- A Voz do Brasil
Quarto Slide
- PRINCPIOS A ORIENTAR A PRODUO E A PROGRAMAO DAS
EMISSORAS DE RDIO E TV (221)

preferncia a finalidades educativas, artsticas, culturais e informativas;

promoo da cultura nacional e regional e estmulo produo independente que


objetive sua divulgao;

regionalizao da produo cultural, artstica e jornalstica, conforme percentuais


estabelecidos em lei;

respeito aos valores ticos e sociais da pessoa e da famlia.