Anda di halaman 1dari 9

Endereço: Avenida dos Autonomistas, 4001- Jardim Alvorada –

Osasco/ SP - CEP: 06090-027

E-mail: museu.osasco@hotmail.com

Telefone: (11) 3654-3108

Projeto:

“Nas Asas do São Paulo: 100 anos do primeiro voo da

América do Sul”

Dimitri Sensaud de Lavaud no avião São Paulo (1910)


Apresentação

No ano de 2010 comemora-se o centenário do primeiro voo realizado na

América do Sul por Dimitri Sensaud de Lavaud. O referido voo partiu do Chalé

Brícola, sede atual do Museu Municipal da cidade de Osasco. O Museu visa

com este projeto estabelecer as diretrizes para comemoração deste centenário

através da divulgação da história do voo de Dimitri e da cidade de Osasco, na

segunda quinzena de setembro.

O Museu Municipal Dimitri Sensaud de Lavaud, criado pela Lei Nº

401/64, está sediado no Chalé Brícola desde 1976 e tem como objetivo

incentivar o estudo histórico, geográfico e cultural do Município de Osasco.

Recebe cerca de 5.000 visitantes ao ano (público escolar e visitas

espontâneas).

O Chalé Brícola é um marco arquitetônico e histórico do município de

Osasco, construído na década de1890, em estilo rural paulista oitocentista,

com influências do norte da Itália, de arquitetura singular no Brasil.


Objetivos

Geral:

Difundir o conhecimento sobre Dimitri Sensaud de Lavaud, morador de

Osasco, e sobre seu grande feito, o primeiro voo da América do Sul ocorrido na

mesma cidade. A divulgação desta história ocorrerá por meio de uma

exposição fotográfica itinerante que permanecerá durante a semana no Museu

Municipal e aos finais de semana mover-se-á juntamente com oficinas

pedagógicas aos parques do Município da Cidade (que contemplam cerca de

40.000 visitantes ao mês), a serem iniciadas no mês de setembro de 2010.

Específicos:

 Realizar, na sala de entrada do Museu, exposição com 22 fotografias

ampliadas (existentes no acervo do Museu) e painéis, a serem

confeccionados, sobre o voo de Dimitri;

 Exibir filmes (existentes no acervo do Museu) na sala multimídia do

Museu Municipal sobre a história de Dimitri, o Chalé Brícola e sobre a

história de Osasco;

 Confeccionar folders explicativos sobre a história do 1º voo da América

do Sul a serem distribuídos ao público;

 Realizar oficinas nos parques municipais sobre a história de Osasco e

do aviador Dimitri Sensaud de Lavaud seguindo o Cronograma do


evento “Domingo no Parque” da Secretaria do Meio Ambiente de

Osasco1.

 Elaborar selos comemorativos do centenário do voo de Dimitri;

Justificativa

O desejo de alcançar o progresso tecnológico que impulsionava as

invenções no início do século XX (levando Alberto Santos Dumont a criar seu

avião 14 bis e inaugurá-lo em Paris, em 1906) estava presente também na

então pacata Vila Osasco.

Fundada no fim do século XIX pelo italiano Antonio Agu, a vila contava

com algumas fábricas nos primeiros anos do século XX. Contava também com

um grande inventor: Dimitri Sensaud de Lavaud. Nascido em 1882 em

Valladolid, na Espanha, chegou ao Brasil no fim do século XIX. Com seus

conhecimentos de engenharia criou mais de 1200 inventos, dentre eles o

aeroplano “São Paulo”, fabricado com materiais nacionais (com exceção do

aço, que ainda não era produzido no Brasil).

Dimitri é, portanto, um homem de seu tempo. No esteio das grandes

descobertas que aconteciam em sua época, o inventor, em janeiro de 1910,

alçou o céu da pequena vila operária Osasco e entrou para a história como o

primeiro homem a voar na América do Sul com um veículo mais pesado que o

ar. O inventor marca, portanto, não somente sua história como pioneiro, mas

1
Este evento, realizado aos domingos em um parque da cidade previamente escolhido, visa
estreitar os laços da população local com os parques e, conseqüentemente, com o meio
ambiente.
também a história da vila que viria transformar-se, com a emancipação em

1962, na cidade de Osasco.

Vale ressaltar que o voo partiu do Chalé Brícola, construído por Antonio

Agu (o fundador da então Vila Osasco, no fim do século XIX) por volta dos

anos 1890, tendo como proprietário o banqueiro Giovanni Brícola (sócio de

Antonio Agu). Posteriormente, foi vendido ao Barão Evaristhe Sensaud de

Lavaud (sócio de Antonio Agu em uma fábrica de tijolos).

Grande destaque deve ser dado também para a relação entre a família

de Dimitri e o fundador de Osasco, Antonio Agu. Evaristhe Sensaud de Lavaud,

pai de Dimitri, era um engenheiro e mudou-se para Osasco no fim do século

XIX. Tornou-se sócio de Antonio Agu na Cerâmica Industrial de Osasco,

primeira fábrica construída na vila. A família Lavaud tem, portanto, papel de

destaque na construção da história osasquense.

A Semana Cultural Dimitri Sensaud de Lavaud está inserida no

calendário oficial do Município de Osasco, pelo Decreto nº 9078, de

29/05/2002. A referida Semana ocorre anualmente na segunda quinzena de

setembro, homenageando o pioneiro da aviação na América do Sul, que

nasceu no dia 14/09/1882.

Público-Alvo

A comunidade osasquense, que será beneficiada com a divulgação e

conhecimento de sua história.


Cronograma

Pré Produção: (45 dias)

 Definição das responsabilidades de cada membro da equipe com

relação ao projeto;

 Pesquisas e consultas sobre o conteúdo dos painéis e folders;

 Execução das legendas das 22 fotografias;

 Aquisição de 22 suportes expositivos para as fotografias ampliadas;

 Elaboração de banners explicativos sobre a vida de Dimitri (1), sobre a

história do voo (1), sobre Osasco no início do século XX (1) e sobre o

Chalé Brícola (1) para serem expostos no Museu;

 Aquisição de 1 equipamento projetor de filmes;

 Elaboração de 15.000 folders de apresentação da exposição para serem

distribuídos ao público (no Museu, nos parques e no SESC/Osasco);

 Aquisição de vitrines expositivas para objetos; Elaboração de selos

comemorativos junto aos Correios

Produção: (duração mínima: 30 dias)

 Divulgação do projeto na mídia através de mailing institucional, na

Revista da Secretaria de Cultura de Osasco e folders;

 Controle e acompanhamento do projeto através de registro de

informações sobre o público;

 Transporte dos painéis para os parques;

 Realização de visitas monitoradas no Museu para público espontâneo;


Pós - Produção (30 dias)

 Entrega da avaliação dos resultados e prestação de contas;

 Entrega das veiculações do trabalho na mídia;

Atribuições do SESC/OSASCO

 Estrutura para realizar as oficinas nos parques (tenda, cadeiras, mesas,

oficineiros e material pedagógico), seguindo o Cronograma do projeto

Domingo no Parque da Secretaria do Meio Ambiente de Osasco.

 Transporte das fotografias e expositores aos parques

 Divulgação por seus meios

Atribuições da Secretaria de Cultura/Museu Municipal

 Fornecimento de recursos humanos (3 historiadores, funcionários do

Museu Municipal)

 Disposição de uma sala do Museu Municipal para expor as 22

fotografias (que existem em nosso acervo, já ampliadas), juntamente

com os painéis, elaborados pela Iniciativa Privada

 Elaboração de 15.000 folders para distribuição ao público

 Elaboração de selos comemorativos junto aos Correios;

 Controle e acompanhamento do projeto através de registro de

informações sobre o público;

 Divulgação por seus meios


Atribuições Iniciativa Privada

O custo total das atribuições da iniciativa privada é R$ 6.000,00, (seis mil

reais), sendo que a empresa poderá colaborar com valores que estejam

mais adequados ao seu orçamento. O Museu responsabilizar-se-á pela

utilização do dinheiro e prestação de contas.

Este montante será utilizado para realizar as seguintes ações:

 Aquisição de 1 (um) equipamento projetor de filmes

 Confecção de painéis/banners explicativos para serem expostos no

Museu. A elaboração do conteúdo dos painéis ficará a cargo da equipe

de pesquisadores do museu, sendo a Instituição responsável apenas

pela confecção

 Aquisição de suportes expositivos para as fotografias ampliadas e para

objetos
Oficinas

Segue abaixo uma sugestão de duas oficinas que propomos para que
ocorram nos parques municipais, seguindo o calendário do evento “Domingo
no Parque” da Secretária do Meio Ambiente. De acordo com a disponibilidade
do SESC/Osasco, ambas as oficinas poderão ocorrer no mesmo dia (sendo
cada uma com duração aproximada de 1 hora) ou estas poderão ocorrer de
forma alternada, sendo uma por domingo. Neste último caso, a oficina terá uma
duração maior (aproximadamente 2 horas).
As oficinas ocorrerão nas tendas fornecidas pelo SESC/Osasco, juntamente
com a exposição do primeiro vôo da América do Sul (referimo-nos a exposição
que permanecerá no Museu durante a semana e aos domingos será
transportada pelo SESC/Osasco aos parques). O Museu Municipal propõe que
seus historiadores executem visitas monitoradas a esta exposição a fim de
ampliar a construção do conhecimento com informações adicionais sobre os
eventos retratados na exposição

• Oficina 1: O Museu Municipal propõe que o SESC/Osasco ofereça um


oficineiro, juntamente com materiais necessários como papel, papelão,
garrafa pet, etc. para a elaboração de aeroplanos que representem o
avião “São Paulo” de Dimitri Sensaud de Lavaud, sendo que o Museu
oferecerá um treinamento ao oficineiro sobre a história do primeiro vôo
no Brasil para que este, munido desta história possa exemplificar
através da atividade o trabalho de nosso ilustre morador e, portanto,
trazer a questão da persistência e da busca pela realização de sonhos.

• Oficina 2: O Museu Municipal propõe que o SESC/Osasco ofereça um


contador de histórias, para trabalhar de forma lúdica a história de
Osasco e do primeiro vôo da América do Sul. A equipe do Museu
também oferecerá um treinamento a este contador.

Minat Terkait