Anda di halaman 1dari 87

Edited with the trial version of

Foxit Advanced PDF Editor


To remove this notice, visit:
www.foxitsoftware.com/shopping

Aula 04

Curso: Tecnologia da Informação p/ Caixa Econômica Federal (tópicos 7, 13 e 15)

Professor: Victor Dalton


Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

AULA 04: CMMI e MPS-BR

SUMÁRIO PÁGINA
1.CMMI 2
1.1 Definição 2
1.2 Modelos de Capacidade e Maturidade 3
1.3 Áreas de Processo 7
1.4 Componentes das áreas de processo 12
1.5 Destrinchando uma área de processo como exemplo 13
2. MPS-BR 18
2.1 Definição 18
2.2 Níveis de maturidade e capacidade de processos 20
2.3 Os processos do MPS-BR 21
Exercícios Comentados 25
Considerações Finais 65
Lista de Exercícios 66
Gabarito 86

Olá amigos e amigas! Que bom estar aqui!

Esta aula versa sobre o CMMI e o MPS-BR. Particularmente, acho que são
os dois frameworks de TI mais fáceis de serem compreendidos. Você verá, e
concordará comigo (ou não).

Este PDF não tem por objetivo substituir a leitura dos frameworks.
Toda a base para a compreensão dos frameworks será passada aqui,
entretanto, a resolução de questões que envolvam o simples “decoreba” virá
apenas do próprio framework. Isso ficará claro na leitura do PDF e na realização
dos exercícios.

Vamos lá?
01176992910

Observação importante: este curso é protegido por direitos


autorais (copyright), nos termos da Lei 9.610/98, que altera,
atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá
outras providências.

Grupos de rateio e pirataria são clandestinos, violam a lei e


prejudicam os professores que elaboram o cursos. Valorize o
trabalho de nossa equipe adquirindo os cursos honestamente
através do site Estratégia Concursos ;-)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CMMI

1. CMMI

1.1 Definição

De forma bem sucinta, podemos definir o Capability Maturity Model


Integration como um modelo de maturidade que prescreve boas
práticas para o desenvolvimento e manutenção de software.

O CMMI foi baseado nas melhores práticas para desenvolvimento e


manutenção de produtos. Há uma ênfase tanto em engenharia de
sistemas quanto em engenharia de software, e há uma integração
necessária para o desenvolvimento e a manutenção. As empresas podem
ser avaliadas quanto ao CMMI, recebendo certificados emitidos pelo SEI
(Software Engineering Institute).

O CMMI apresenta três modelos:


CMMI for Development (CMMI-DEV), voltado ao processo de
desenvolvimento de produtos e serviços.
 CMMI for Acquisition (CMMI-ACQ), voltado aos processos de
aquisição e terceirização de bens e serviços.
 CMMI for Services (CMMI-SVC), voltado aos processos de empresas
prestadoras de serviços.

Para concursos, o foco do estudo é o CMMI-DEV.


01176992910

A versão 1.2 do CMMI-DEV, datada de agosto de 2006, em


português, pode ser encontrada facilmente na Internet. Segue um link
válido:
http://resources.sei.cmu.edu/asset_files/WhitePaper/2006_019_001_289
45.pdf.

A versão 1.3 do CMMI-DEV, datada de agosto de 2010, ainda não


possui versão em português. Também segue um link válido para o
framework: http://www.sei.cmu.edu/reports/10tr033.pdf.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Como, até os dias atuais, as bancas para concursos ainda não
convergiram totalmente para a versão 1.3, provavelmente pela ausência
da tradução para o português, é necessário saber as diferenças entre
as duas versões. São significativas, porém de simples compreensão.
Tais diferenças serão ressaltadas ao longo do estudo do tema.

1.2 Modelos de Capacidade e Maturidade

Uma das principais características do CMMI é permitir à organização


que o adota a escolha entre duas formas distintas de representação.

A escolha pela abordagem contínua permite à empresa escolher as


áreas de processos para as quais deseja ser avaliada, conferindo-lhe
liberdade para aperfeiçoar os seus processos na ordem que mais lhe for
conveniente, seja para atender aos objetivos de negócio, seja para a
redução dos riscos da organização. Veremos as áreas de processos mais
adiante.

A abordagem por estágios, por sua vez, serve para classificar a


empresa em um determinado nível de maturidade, em número de cinco.
Para alcançar determinado nível de maturidade, a empresa deverá
realizar um determinado conjunto de áreas de processos pré-
selecionados.

Os níveis de maturidades e capacidades são reconhecidos e aceitos


pelo mercado, sendo válidos para comparações tanto dentro de uma
organização, como entre organizações. 01176992910

A representação contínua caracteriza-se por níveis de capacidade


(capability levels). Com base na versão 1.2, os níveis são:

 Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) - um processo que não é executado


ou é executado parcialmente.

 Nível 1: Executado - que satisfaz às metas específicas da área de


processo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
 Nível 2: Gerenciado / Gerido - é planejado e executado de acordo
com uma política; emprega pessoas experientes que possuem
recursos adequados para produzir saídas controladas; envolve
partes interessadas relevantes; é monitorado, controlado e
revisado; e sua aderência em relação à descrição de processo é
avaliada.

 Nível 3: Definido – é um processo gerenciado (nível de capacidade


2), adaptado a partir do conjunto de processos-padrão da
organização de acordo com as diretrizes para adaptação da
organização, e contribui com produtos de trabalho, medidas e
outras informações de melhoria de processo para os ativos de
processo da organização.

 Nível 4: Gerenciado Quantitativamente (abolido no CMMI


1.3) - é um processo definido (nível de capacidade 3), controlado
por meio de técnicas estatísticas e outras técnicas quantitativas.

 Nível 5: Em otimização (ou otimizado) (abolido no CMMI 1.3) -


é um processo gerenciado quantitativamente (nível de capacidade
4) e melhorado com base no entendimento das causas comuns de
variação inerentes ao processo.

Nesta representação a capacidade é medida por processos


separadamente, onde é possível ter um processo com nível um e outro
processo com nível três, por exemplo, variando de acordo com os
interesses da empresa.

Já a representação por estágios disponibiliza uma seqüência pré-


01176992910

determinada para melhoria baseada em estágios que não deve ser


desconsiderada, pois cada estágio serve de base para o próximo. É
caracterizado por níveis de maturidade (maturity levels).:

 Nível 1: Inicial (Ad-hoc) - geralmente os processos são ad hoc e


caóticos. Esse tipo de organização não fornece um ambiente estável
para apoiar os processos.

 Nível 2: Gerenciado / Gerido - os projetos da organização têm a


garantia de que os processos são planejados e executados de
acordo com uma política; os projetos empregam pessoas

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
experientes que possuem recursos adequados para produzir saídas
controladas; envolvem partes interessadas relevantes; são
monitorados, controlados e revisados; e são avaliados para verificar
sua aderência em relação à descrição de processo.

 Nível 3: Definido - os processos são bem caracterizados e


entendidos, e são descritos em padrões, procedimentos,
ferramentas e métodos.

 Nível 4: Quantitativamente gerenciado / Gerido


quantitativamente – a organização e os projetos estabelecem
objetivos quantitativos para qualidade e para desempenho de
processo, utilizando-os como critérios na gestão de processos.

 Nível 5: Em otimização (ou otimizado) - uma organização


melhora continuamente seus processos com base no entendimento
quantitativo das causas comuns de variação inerentes ao processo.

Nesta representação a maturidade é medida por um conjunto de


processos. Assim é necessário que todas as áreas de processos de nível
dois sejam executados para que a empresa seja certificada com nível
dois.

Destaco ainda que existe um relacionamento estreito entre a


01176992910

capacidade e a maturidade, pois, para determinada área de processo ser


considerada executada ela deverá possuir determinada capacidade. É
uma escala interessante. Para o nível dois de maturidade, todos os
processos deste nível devem ser executados com nível dois de
capacidade. Para os níveis de maturidade 3, 4 e 5, os processos
correspondentes deverão ser executados no nível de capacidade três. A
tabela a seguir esclerecerá o assunto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

Esta tabela contém todas as 22 áreas de processos agrupadas por


01176992910

nível de maturidade, e mostra também os níveis de capacidade na coluna


mais à direita. “Perfil-Alvo” é o requisito necessário para que a empresa
adquira determinado nível de maturidade, expresso tanto em termos de
capacidade quanto de áreas de processos necessários. O que é bem
razoável, afinal, pois não basta apenas implementar as áreas de processo
de qualquer jeito pra considerá-la executada, não é mesmo? 

Comparando as versões:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CMMI 1.2
Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)
Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
Nível 4: Gerenciado Nível 4: Quantitativamente
Quantitativamente gerenciado / Gerido
quantitativamente
Nível 5: Em otimização (ou Nível 5: Em otimização (ou
otimizado) otimizado)

CMMI 1.3
Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)
Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
- Nível 4: Quantitativamente
gerenciado / Gerido
quantitativamente
- Nível 5: Em otimização (ou
otimizado)

1.3 Áreas de Processo

O CMMI-DEV possui 22 áreas de processo. As áreas de processo


são o “coração” do framework. Cada área de processo é um conjunto de
práticas que, quando efetivadas, alcançam um conjunto de metas tidos
01176992910

como importantes para a realização de melhorias em uma determinada


categoria.

As categorias em que as áreas de processos podem ser classificadas


são: Gestão de Processos, Gestão de Projetos, Engenharia e
Suporte. Vejamos estas áreas, segundo o CMMI 1.3.

As áreas de processo de Gestão de Processos envolvem atividades


transversais aos projetos, englobando definição, planejamento, execução,
monitoramento e contole, avaliação, medição e melhoria de processos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
São cinco as áreas de processo desta categoria:

Foco nos Processos da Organização (OPF): Tem por objetivo


colaborar para que a organização planeje, implemente e implante
melhorias nos processos organizacionais, enfatizando a compreensão
dos pontos fortes e fracos dos processos e dos ativos de processos da
organização.

Definição dos Processos da Organização (OPD): Estabelece e


mantém o conjunto de processos-padrão da organização.

Treinamento na Organização (OT): Identifica as necessidades de


treinamento na organização, tanto a nível estratégico quanto tático.

Desempenho dos Processos da Organização(OPP): Cria


objetivos quantitativos para qualidade e desempenho a partir dos
objetivos estratégicos da organização.

Gestão do Desempenho da Organização (OPM): Analisa linhas


de base de performance e modelos para entender a habilidade da
organização em alcançar seus objetivos de negócio. Observação: no
CMMI 1.2, essa área de processo se chamava Implantação de
Inovações na Organização (OID).

Por sua vez, as áreas de processo de Gestão de Projetos envolvem


atividades de gestão relacionadas a planejamento, monitoramento e
controle de projeto.

É a única categoria que contém sete suas áreas de processo, a


saber: 01176992910

Planejamento de Projeto (PP): Baseado nos requisitos que


definem o produto e o projeto, define planos para a realização do último,
tais como o plano de gestão da configuração, de verificação, de medição e
análise.

Monitoramento e Controle de Projeto (PMC): Engloba atividades


de monitoramento e implementação de ações corretivas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Gestão de Requisitos (REQM): Literalmente, gerencia os requisitos
do projeto. Observação: no CMMI 1.2, essa área de processo pertencia à
categoria Engenharia.

Gestão de Contrato com Fornecedores (SAM): Lida com as


necessidades de aquisição de partes do trabalho que envolvem
fornecedores.

Gestão Integrada de Projeto (IPM): Estabelece e mantém o


processo definido para o projeto que é adaptado a partir do conjunto de
processos padrão da organização.

Gestão de Riscos (RSKM): Implementa uma abordagem proativa e


em regime contínuo para a gestão de riscos do projeto.

Gestão Quantitativa de Projeto (QPM): Aplica técnicas


quantitativas e estatísticas para gerenciar o desempenho de processo e a
qualidade do produto.

Ainda, as áreas de processo de Engenharia tratam de atividades de


desenvolvimento e manutenção das disciplinas de Engenharia.

Suas respectivas cinco áreas de processo são:

Desenvolvimento de Requisitos (RD): Identifica as necessidades


do cliente e traduz essas necessidades em requisitos de produto. Fornece
requisitos para a área de Solução Técnica.
01176992910

Solução Técnica (TS): Converte os requisitos em arquitetura do


produto, design de componentes de produto, dentre outros. Desenvolve
pacotes de dados técnicos que serão utilizados pela Integração de Produto
ou pela Gestão de Contrato com Fornecedores.

Verificação (VER): Assegura que os produtos de trabalham


satisfaçam aos requisitos especificados.

Validação (VAL): Valida os produtos, de forma incremental, com


relação às necessidades do cliente.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Integração de Produto (PI): Objetiva a geração da melhor
sequência de integração possível dos componentes de produto e a
entrega do produto ao cliente.

Por fim, as áreas de processo de Suporte tratam de atividades que


apoiam o desenvolvimento e a manutenção de produto, apoiando todas
as áreas de processo.

Suas cinco áreas de processo são:

Gestão de Configuração (CM): Estabelece e mantém a integridade


dos produtos de trabalho, por meio de identificação, controle, balanço de
atividades e auditorias de configuração.

Garantia da Qualidade de Processo e Produto (PPQA): Fornece


práticas para avaliar processos, produtos de trabalho e serviços.

Medição e Análise (MA): Fornece práticas específicas que orientam


os projetos e as organizações no alinhamento das necessidades e
objetivos de medição.

Análise e Tomada de Decisões (DAR): Determina quais questões


críticas devem ser submetidas a um processo de avaliação formal,
aplicando essa avaliação nas questões identificadas.

Análise e Resolução de Causas (CAR): Possibilita aos membros


do projeto identificar causas de defeitos e de outros problemas e
implementar ações para evitar sua recorrência.
01176992910

Resumindo, seguem diagramas ilustrando as áreas de processos por


nível de maturidade e categoria:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CMMI 1.2

CMMI 1.3

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
1.4 Componentes das áreas de processo

No tópico anterior as áreas de processo foram sumariamente


descritas, de modo a compreender quais são as principais características
das áreas. Agora, veremos como se estrutura uma área de processo, e
quais são seus principais componentes.

A figura a seguir ilustra os componentes do modelo, e como eles se


relacionam:

01176992910

Perceba que uma área de processo possui componentes requeridos,


esperados e informativos.

Os componentes exigidos (ou requeridos) do modelo CMMI são


as metas, específicas e genéricas. Sem o alcance delas a área de
processo não receberá a avalização desejada. As metas genéricas
(aplicáveis a várias áreas de processo), descrevem as características para
institucionalizar os processos, enquanto as metas específicas

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
descrevem as características adequadas daquela área de processo
específica.

As práticas, genéricas e específicas, são componentes esperados,


uma vez que elas trazem as boas práticas do mercado para o alcance da
meta. As práticas descrevem atividades que são consideradas
importantes para a satisfação da meta. Contudo, pode a organização
lançar mão de práticas alternativas, desde que a meta continue sendo
alcançada.

Os componentes informativos são apenas componentes que


auxiliam a compreensão dos componentes esperados e exigidos. Dentre
os vários ilustrados acima, destacam-se os produtos de trabalho
típicos, que são exemplos de saída de práticas específicas, e as
subpráticas (genéricas e específicas), que são descrições detalhadas
que visam fornecer ideias para a melhoria dos processos.

1.5 Destrinchando uma área de processo como exemplo

Com o objetivo de melhor compreender o modelo, vejamos a área de


processo Análise e Resolução de Causas. Esta área pertence à
categoria Suporte e ao nível 5 de maturidade do CMMI. Sugiro, ainda, que
você acompanhe a explicação abaixo acompanhando o framework, a
partir da página 103, da versão 1.2 em português, e/ou da página 127 da
versão 1.3 em inglês.

A Análise e Resolução de Causas tem como objetivo da área de


processo (um componente informativo) “fornecer subsídios para
identificar causas de defeitos e de outros problemas e implementar ações
01176992910

para prevenir sua recorrência.”

Em suas Notas Introdutórias (outro componente informativo) é


explicado que esta área de processo, dentre outros, melhora a qualidade
e a produtividade da organização.

Na sequência, no componente Áreas de Processo Relacionadas


(também informativo), o leitor é convidado a consultar outras áreas de
processo, como Gestão Quantitativa de Projeto, Gestão de Desempenho
Organizacional (ou Implantação de Inovações na Organização, na versão
1.2), e Medição e Análise.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
A seguir, nos são apresentadas as metas específicas (SG) –
componente requerido - e práticas específicas (SP) – componente
esperado -, a saber:

Tomando como exemplo a meta específica 2, Tratar Causas de


Defeitos, vejamos a prática específica 2.1, Avaliar Efeitos de Mudanças.

Tal prática é descrita como “Avaliar os efeitos das Mudanças no


desempenho do projeto”. Apresenta como Produto de Trabalho Típico
“medidas de desempenho e mudança de desempenho”, e como
Subpráticas “medir a mudança no desempenho do processo definido para
o projeto conforme apropriado” e “medir a capacidade do processo
definido para o projeto conforme apropriado.”

A partir desse ponto surge uma diferença mais brusca entre as


versões 1.2 e 1.3 do CMMI. Enquanto a versão 1.2 lhe apresentará as
metas genéricas (GG) e práticas genéricas (GP) após as metas e
práticas específicas, a versão 1.3 do CMMI possuirá essas metas descritas
antes de todas as metas e práticas específicas do framework, em um
capítulo anterior. A partir da página 65 do framework da versão 1.3, você
poderá encontrar as seguintes metas genéricas:
01176992910

GG 1 – Processo Executado

GG 2 – Processo Gerenciado

GG 3 – Processo Definido

Lembrando que, na versão 1.3, os GG 4 e GG 5 não existem mais.

O GG 1 exige “alcançar todas as metas específicas da área de


processo”, e não possui práticas genéricas. Desta forma, um processo é
considerado executado (daí o nível de capacidade 1 chamar-se
“Executado”).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
O GG 2 exige que um processo seja considerado gerenciado,
definindo dez práticas genéricas e citando exemplos específicos para cada
uma das áreas de processo do CMMI. As práticas genéricas são:

 GP 2.1 – Estabelecer uma Política Organizacional


 GP 2.2 – Planejar o Processo
 GP 2.3 – Fornecer Recursos
 GP 2.4 – Atribuir Responsabilidades
 GP 2.5 – Treinar Pessoas
 GP 2.6 – Gerenciar Configurações
 GP 2.7 – Identificar e Envolver as Partes Interessadas
Relevantes
 GP 2.8 – Monitorar e Controlar o Processo
 GP 2.9 – Avaliar Objetivamente a Aderência
 GP 2.10 – Revisar Status com a Gerência de Nível Superior

O GG 3 exige que um processo seja definido. Possui duas práticas


genéricas, GP 3.1 – Estabelecer um Processo Definido e GP 3.2 – Coletar
Experiências Relacionadas aos Processos, ambos sugerindo diversas
subpráticas.

Compreendendo esta área de processo, imagine os dois caminhos


possíveis: na abordagem contínua, a empresa que quiser ser avaliada
quanto à Análise de Resolução e Causas receberá uma nota de 0 a 3
pela área de processo.

Caso ela cumpra todas as metas específicas, terá alcançado a meta


genérica 1, e a área será executada (nível 1 de capacidade). Em
alcançando a meta genérica 2 ou 3, seu nível de capacidade sobe
respectivamente. Caso se tratasse do CMMI 1.2, haveriam metas
genéricas 4 e 5. Não se esqueça dessas diferenças!

CMMI 1.2
01176992910

Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)


Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
Nível 4: Gerenciado Nível 4: Quantitativamente
Quantitativamente gerenciado / Gerido
quantitativamente
Nível 5: Em otimização (ou Nível 5: Em otimização (ou
otimizado) otimizado)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CMMI 1.3
Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)
Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
- Nível 4: Quantitativamente
gerenciado / Gerido
quantitativamente
- Nível 5: Em otimização (ou
otimizado)

Caso a abordagem fosse por estágios, para alcançar o nível 5 do


CMMI (o que, obrigatoriamente, envolve passar pela área de processo
CAR), a empresa precisa atingir o nível de capacidade 3 em todas as 22
áreas de processo do CMMI. Ficou mais claro?

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Essencialmente, a representação contínua atua sobre as metas e
práticas genéricas, enquanto os níveis de maturidade atuam sobre quais
processos a organização exerce, e o quão bem exerce.

01176992910

Diferenças entre a abordagem contínua e por estágios.

Enfim, esse núcleo básico de conhecimento lhe capacita a


compreender como funciona o CMMI. Não deixe de ver os exercícios,
importantíssimo para que você compreenda a cobrança em concursos
deste conhecimento!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
MPS-BR

2. MPS-BR

2.1 Definição

O MPS.BR é um programa mobilizador, de longo prazo, criado em


dezembro de 2003, coordenado pela Associação para Promoção da
Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), com apoio do Ministério da
Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Financiadora de Estudos e
Projetos (FINEP), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas
Empresas (SEBRAE) e Banco Interamericano de Desenvolvimento
(BID/FUMIN).

O MPS-BR tem como meta de negócio disseminar-se tanto em micro,


pequenas e médias empresas quanto em grandes organizações privadas e
governamentais.

De maneira análoga ao CMMI, baseia-se nos conceitos de


maturidade e capacidade de processo para a avaliação e melhoria
da qualidade e produtividade de produtos de software e serviços
correlatos.

É compatível com os padrões de qualidade aceitos


internacionalmente e tem como pressuposto o aproveitamento de toda a
competência existente nos padrões e modelos de melhoria de processos
já existentes. 01176992910

Por fim, divide-se em quatro componentes, a saber: Modelo de


Referência MPS para Software (MR-MPS-SW), Modelo de Referência MPS
para Serviços (MR-MPS-SV), Método de Avaliação (MA-MPS) e Modelo de
Negócio para Melhoria de Processo de Software e Serviços.

Contudo, sua documentação é apresentada por meio de Guias. São


eles:

Guia Geral MPS de Sofware – contém a descrição detalhada do


Modelo de Referência para Software (MR–MPS–SW) e fornece uma visão

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
geral dobre os demais guias que apoiam a implementação dos diversos
níveis do Modelo de Referência;

Guia Geral MPS de Serviços – contém a descrição geral do modelo


de referência para Serviços (MR-MPS-SV), bem como as definições
comuns necessárias para seu entendimento e aplicação. Na versão
anterior do MPS-BR, estes dois primeiros guias compunham um único
guia, chamado Guia Geral.

Guia de Aquisição - descreve um processo de aquisição de software


e serviços correlatos. É descrito como forma de apoiar as instituições que
queiram adquirir produtos de software e serviços correlatos apoiando-se
no MR-MPS-SW;

Guia de Avaliação - descreve o processo e o método de avaliação


MA-MPS, os requisitos para avaliadores líderes, avaliadores adjuntos e
Instituições Avaliadoras; e

Guias de Implementação - série de documentos que fornecem


orientações para implementar nas organizações os níveis de maturidade
descritos no Modelo de Referência MR-MPS-SW.

O relacionamento entre os componentes e seus respectivos


documentos pode ser visto na figura abaixo.

01176992910

MPS.BR e seus componentes

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
O MPS.BR encontra-se disponível em
http://www.softex.br/mpsbr/guias/.

2.2 Níveis de maturidade e capacidade de processos

De maneira análoga ao CMMI, os níveis de maturidade


estabelecem patamares de evolução de processos, caracterizando
estágios de melhoria da implementação de processos na organização. O
nível de maturidade em que se encontra uma organização permite prever
o seu desempenho futuro ao executar um ou mais processos. O MR-MPS-
SW define sete níveis de maturidade:

 A (Em Otimização);
 B (Gerenciado Quantitativamente);
 C (Definido);
 D (Largamente Definido);
 E (Parcialmente Definido);
 F (Gerenciado); e
 G (Parcialmente Gerenciado).

A escala de maturidade se inicia no nível G e progride até o nível A.


Para cada um destes sete níveis de maturidade é atribuído um perfil de
processos que indicam onde a organização deve colocar o esforço de
melhoria. O progresso e o alcance de um determinado nível de
maturidade do MR-MPS-SW se obtêm quando são atendidos os propósitos
e todos os resultados esperados dos respectivos processos e os resultados
esperados dos atributos de processo estabelecidos para aquele nível.
01176992910

A divisão em 7 estágios tem o objetivo de possibilitar uma


implementação e avaliação adequada às micros, pequenas e médias
empresas. A possibilidade de se realizar avaliações considerando mais
níveis também permite uma visibilidade dos resultados de melhoria de
processos em prazos mais curtos.

Por outro lado, o MPS-BR não possui uma abordagem contínua, na


qual os processos são avaliados individualmente segundo um nível de
capacidade. No entanto, a visão segundo capacidades permanece
presente, na qual a capacidade do processo é representada segundo um

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
conjunto de atributos de processo, descritos em termos de resultados
esperados. Para alguns processos, à medida que a organização evoluir
pelos níveis de maturidade, a capacidade de alguns processos precisará
aumentar, por meio do alcance de mais atributos de processos. No final
das contas, você verá que o MPS-BR é bem mais simples.

2.3 Os processos do MPS-BR

Assim como o CMMI, o MPS.BR possui um grupo de processos a ser


executado em cada nível de maturidade, cumulativamente com os
processos já executados no nível anterior. A sutil diferença é que, no
CMMI, chamávamos de áreas de processo, e no MPS-BR chamamos
apenas de processos. Veja abaixo:

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

São 19 grupos de processos, divididos em 7 níveis de


maturidade(embora ocupem apenas 6), cada um com sua fundamentação
teórica e seus seus resultados esperados.

A evolução entre os níveis de maturidade ocorre de maneira similar


ao CMMI, cumprindo os atributos de processos exigidos no referido nível
de maturidade, preservando as conquistas nos níveis inferiores.
01176992910

Dos sete níveis de maturidade, pode-se perceber que os níveis B e A


não possuem processos novos. O nível B apenas acrescenta mais
resultados esperados ao processo Gerência de Projeto, iniciado no nível G
e evoluído no nível E. Já a distinção principal entre o nível B e o nível A do
MR-MPS é que, no nível A, o conjunto de processos padrão da
organização selecionado no nível B para ser objeto de controle estatístico
deve agora ser otimizado por meio de alterações e adaptações
incrementais e inovadoras para efetivamente atender aos objetivos de
negócio atuais e projetados.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Um estudo mais aprofundado do MPS-BR envolveria a leitura dos
sete Guias de Implementação, disponíveis em:

http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_1_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_2_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_3_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_4_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_5_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_6_201
3.pdf
http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_de_Implementacao_Parte_7_201
3.pdf

Estas 7 apostilas contém os grupos de processos, a fundamentação


teórica, os atributos de processos e os resultados esperados para grupo
de processo. Vale a pena ler isso tudo? Vale a pena montar uma tabela
apenas com os processos e seus respectivos resultados esperados, e
tentar decorar? É verdadeiramente complicado. Entretanto, o Guia Geral
01176992910

de Software possui, de maneira resumida, as descrições de todos os


processos, seus atributos de processos e resultados esperados.
Definitivamente vale a pena ler, a partir da página 26 até a página 48 do
referido Guia, disponível em http://www.softex.br/wp-
content/uploads/2013/07/MPS.BR_Guia_Geral_Software_20121.pdf. É
leitura obrigatória antes da realização dos exercícios.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Mas Victor, por que você não descreveu os processos aqui no PDF?
Porque, caro aluno de TI, nosso aprendizado de frameworks passa
obrigatoriamente pelo manuseio do mesmo.

Conheça o site da SOFTEX, manuseie o framework. Depois de


aprender o CMMI, o MPS-BR é um pulo.

Aos exercícios!

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
EXERCÍCIOS COMENTADOS

1ª Questão) (FCC – TRF 4ª Região – Analista Judiciário –


Informática – 2010 - adaptada) Sobre o Capability Maturity Model
Integration (CMMI), considere:

I. A avaliação de CMMI envolve o exame dos processos


organizacionais e a avaliação dos processos por uma escala de dez pontos
que se relaciona ao nível de maturidade em cada área de processo.

II. As práticas no CMMI são descrições de maneiras de se atingir um


objetivo.

III. O CMMI identifica 22 áreas de processo relevantes para a


capacitação e aprimoramento do processo de software.

Está correto o que consta em

a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III, apenas.
e) I, apenas.

De forma bem sucinta, podemos definir o Capability Maturity Model


Integration como um modelo de maturidade que prescreve boas práticas
para o desenvolvimento e manutenção de software. Contém práticas
(Genéricas ou Específicas) necessárias à maturidade em disciplinas
específicas (Engenharia de Sistemas,Engenharia de Software,
01176992910

Desenvolvimento Integrado do Produto e Fontes de Aquisição).


Desenvolvido pelo SEI (Software Engineering Institute), o CMMI é uma
evolução do CMM e procura estabelecer um modelo único para o processo
de melhoria corporativo, integrando diferentes modelos e disciplinas.
O CMMI foi baseado nas melhores práticas para desenvolvimento e
manutenção de produtos. Há uma ênfase tanto em engenharia de
sistemas quanto em engenharia de software, e há uma integração
necessária para o desenvolvimento e a manutenção.
O CMMI apresenta três modelos:
 CMMI for Development (CMMI-DEV), voltado ao processo de
desenvolvimento de produtos e serviços.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
 CMMI for Acquisition (CMMI-ACQ), voltado aos processos de
aquisição e terceirização de bens e serviços.
 CMMI for Services (CMMI-SVC), voltado aos processos de empresas
prestadoras de serviços.
Quanto aos processos utilizados, eles são em número de 22.

Resposta certa, alternativa c).

2ª Questão) (FCC – TRT 6ª Região - Analista Judiciário –


Tecnologia d Informação – 2012) Existem diversos modelos CMMI
disponíveis, gerados a partir do CMMI Framework. Em consequência
disso, é preciso estar preparado para decidir qual modelo CMMI melhor
atende às necessidades de melhoria de processos de uma organização
específica. É possível selecionar uma representação, contínua ou em
estágios, e determinar as áreas de conhecimento que serão incluídas no
modelo que essa organização irá utilizar. Sobre essas representações,
considere:

I. Oferecerá uma sequência comprovada de melhorias, começando


com práticas básicas de gerenciamento e progredindo por um caminho
pré-definido e comprovado de níveis sucessivos, cada um servindo como
base para o próximo.

II. Oferecerá uma classificação única que resume os resultados de


avaliações e permite comparações entre organizações.

III. Possibilitará comparações dentro e entre organizações em uma


área de processo em termos de área de processo ou pela comparação de
resultados através do uso de estágios equivalentes.
01176992910

IV. Permitirá comparação dentro da organização e entre organizações


pelo uso de níveis de maturidade.

V. Permitirá selecionar a sequência de melhorias que melhor atende


aos objetivos de negócios e reduz as áreas de risco da organização.

Os itens apresentados referem-se, respectivamente, às


representações

a) contínua, contínua, em estágios, contínua, em estágios.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
b) em estágios, em estágios, contínua, em estágios, contínua.
c) contínua, em estágios, em estágios, contínua, em estágios.
d) em estágios, contínua, em estágios, contínua, em estágios.
e) contínua, em estágios, contínua, em estágios, contínua.

Uma das principais características do CMMI é permitir à organização


que o adota a escolha entre duas formas distintas de representação.
A escolha pela abordagem contínua permite à empresa escolher as
áreas de processos para as quais deseja ser avaliada, conferindo-lhe
liberdade para aperfeiçoar os seus processos na ordem que mais lhe for
conveniente, seja para atender aos objetivos de negócio, seja para a
redução dos riscos da organização.
A abordagem por estágios, por sua vez, serve para classificar a
empresa em um determinado nível de maturidade, em número de cinco
(explica o item I errado na questão anterior). Para alcançar determinado
nível de maturidade, a empresa deverá realizar um determinado conjunto
de áreas de processos pré-selecionados.
Os níveis de maturidades e capacidades são reconhecidos e aceitos
pelo mercado, sendo válidos para comparações tanto dentro de uma
organização, como entre organizações.

Portanto, após uma boa análise, percebe-se que a alternativa correta


é a letra b).

3ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas – 2008) Existem diversos modelos
CMMI disponíveis, gerados a partir do CMMI Framework. As organizações
devem selecionar uma representação, contínua ou em estágios, e
01176992910

determinar as áreas de conhecimento que desejam incluir no modelo que


irão utilizar. Quando uma organização escolhe a representação em
estágios do modelo CMMI, espera que o modelo permita
a) selecionar a sequência de melhorias que mais atendem aos
objetivos do negócio.
b) oferecer uma classificação única que resume os resultados de
avaliações e realizar comparações entre organizações.
c) reduzir as áreas de riscos da organização.
d) facilidade de comparação de melhoria de processos para a
ISO/IEC 15504 – International Organization for Standardization and
International Eletrotechnical Commission.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
e) oferecer uma migração fácil do Electronic Industries Alleance
Interim Standard (EIA/IS) 731 para o CMMI.

Nessa o examinador quer encher de bobagem a cabeça do candidato


que não sabe para que serve o CMMI.
Como eu afirmei na questão anterior, na representação por estágios,
os grupos de processos a serem avaliados são pré-definidos. Por que
isso? Ora, se o CMMI é um modelo de referência de boas práticas
reconhecidas pelo mercado, atingir determinado nível (2, 3, ou 4, por
exemplo) de maturidade significa estar posicionado em determinado
patamar de excelência, reconhecido pelo próprio mercado.

Portanto, a nossa resposta correta é a letra b).

4ª Questão) (UEL – Analista Administrativo – Tecnologia da


Informação – 2011) O Capability Maturity Model Integration (CMMI)
auxilia na garantia e melhoria da qualidade de seus produtos e serviços
na área de Tecnologia da Informação. O CMMI possui cinco níveis de
maturidade.
Associe o nível, na coluna da esquerda, à sua designação, na coluna
da direita.

01176992910

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

a) I-C, II-E, III-B, IV-D, V-A


b) I-E, II-D, III-B, IV-C, V-A
c) I-D, II-A, III-C, IV-E, V-B
d) I-B, II-E, III-D, IV-C, V-A
e) I-B, II-E, III-C, IV-D, V-A
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Estes níveis de representação são cruéis! O COBIT tem o seu, o
CMMI tem o seu, o MPS.BR também tem.... todos parecidos uns com os
outros! Então esse tópico exige sua atenção. Vejamos:

A representação contínua caracteriza-se por níveis de capacidade


(versão 1.2). A saber:
 Nível 0: Incompleto (Ad-hoc)
 Nível 1: Executado
 Nível 2: Gerenciado / Gerido
 Nível 3: Definido
 Nível 4: Gerenciado Quantitativamente
 Nível 5: Em otimização (ou otimizado)

Nesta representação a capacidade é medida por processos


separadamente, onde é possível ter um processo com nível um e outro
processo com nível cinco, variando de acordo com os interesses da
empresa.
Já a representação por estágios disponibiliza uma seqüência pré-
determinada para melhoria baseada em estágios que não deve ser
desconsiderada, pois cada estágio serve de base para o próximo. É
caracterizado por Níveis de Maturidade (Maturity Levels):
 Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
 Nível 2: Gerenciado / Gerido
 Nível 3: Definido
 Nível 4: Quantitativamente gerenciado / Gerido quantitativamente
 Nível 5: Em otimização (ou otimizado)

Nesta representação a maturidade é medida por um conjunto de


processos. Assim é necessário que todos os processos de nível dois sejam
executados para que a empresa seja certificada com nível dois.
01176992910

Voltando à questão, creio que a UEL facilita a vida do aluno ao


colocar as cinco definições “sobre a mesa”. Conhecendo a hierarquia das
definições (do Inicial ao Em Otimização), não é difícil ordenar as
descrições da pior para a melhor. Nossa resposta correta, alternativa a).

5ª Questão) (FCC – TCE/PR – Analista de Controle –


Informática – 2011) Uma estrutura de modelo CMMI na qual os níveis
de capacidade proveem uma ordem de melhoria, abordada em cada área

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
de processo separadamente, que melhor atenda aos objetivos de negócio
da empresas, caracteriza o tipo de representação

a) otimizada.
b) definida.
c) gerenciada.
d) estagiada.
e) contínua.

A FCC parece gostar de diferenciar ambas as abordagens.

Resposta certa, alternativa e).

6ª Questão) (FCC – MPE/RN – Analista de Tecnologia da


Informação – Engenharia de Software/Desenvolvimento de
Sistemas – 2010) Os nomes dos níveis de maturidade na representação
por estágios do CMMI diferem dos nomes dos níveis de capacidade na
representação contínua, nos níveis

a) 0 e 1
b) 1 e 2
c) 2 e 3
d) 3 e 4
e) 4 e 5

Este é o único item que pode causar confusão na nomenclatura entre


os modelos de capacidade e maturidade. E é exatamente o ponto que a
banca resolveu explorar.
01176992910

Relembremos:
CMMI 1.2
Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)
Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
Nível 4: Gerenciado Nível 4: Quantitativamente
Quantitativamente gerenciado / Gerido
quantitativamente
Nível 5: Em otimização (ou Nível 5: Em otimização (ou
otimizado) otimizado)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CMMI 1.3
Capacidade (contínua) Maturidade (por estágios)
Nível 0: Incompleto (Ad-hoc) -
Nível 1: Executado Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível 2: Gerenciado / Gerido Nível 2: Gerenciado / Gerido
Nível 3: Definido Nível 3: Definido
- Nível 4: Quantitativamente
gerenciado / Gerido
quantitativamente
- Nível 5: Em otimização (ou
otimizado)

Para assimilar, eu prefiro compreender que uma empresa não pode


ser tão imatura a ponto de ter 0 em nível de maturidade. Já um processo
pode ter “nota 0”.
Resposta certa, alternativa a).

7ª Questão) (FCC – MPE/RN – Analista de Tecnologia da


Informação – Engenharia de Software/Desenvolvimento de
Sistemas – 2010) No CMMI, o segundo e terceiro níveis de maturidade
(representação por estágio) são, respectivamente,

a) Inicial e Gerenciado.
b) Gerenciado e Definido.
c) Desempenhado e Gerenciado.
d) Definido e Otimizado.
e) Desempenhado e Otimizado.

Como se fizesse diferença, para os níveis 2 e 3, a representação ser


01176992910

por estágios ou contínua...

Alternativa b).

8ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas – 2008 - adaptada ) Os componentes
de um modelo CMMI são agrupados em três categorias, que refletem
como eles serão interpretados: Exigidos – metas específicas e metas
genéricas; Esperados – práticas específicas e práticas genéricas; e
Informativos – subpráticas, produtos de trabalho típicos, definições

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
ampliadas de disciplinas, elaborações de práticas genéricas, títulos e
metas práticas, notas de metas e práticas de referências. Em relação aos
componentes do Modelo CMMI, é correto afirmar que

a) as práticas específicas são obrigatórias na determinação de que a


área de processo está sendo satisfeita.
b) cada área de processo trata de características únicas que
descrevem o que deve ser implementado para satisfazer o modelo.
c) as metas específicas podem ser componentes opcionais no
modelo.
d) as definições ampliadas de disciplinas são descrições detalhadas
que fornecem um direcionamento para a interpretação de práticas
específicas.
e) todas as áreas de processo do CMMI são as mesmas tanto na
representação contínua quanto na representação em estágios.

Os componentes exigidos do modelo CMMI são as metas, específicas


e genéricas. Sem o alcance delas a área de processo não receberá a
avalização desejada.
As práticas, genéricas e específicas, são componentes esperados,
uma vez que elas trazem as boas práticas do mercado para o alcance da
meta. Entretanto, pode a organização lançar mão de práticas alternativas,
desde que a meta continue sendo alcançada.
Os componentes informativos são apenas componentes que auxiliam
a compreensão dos componentes esperados e exigidos. Podem ser caixas
de exemplo, explicações detalhadas, exemplos de produtos de trabalho,
etc.

Nossa alternativa correta, letra e).


01176992910

9ª Questão) (FCC – ARCE – Analista de Regulação – Analista de


Sistemas 2012) Os componentes de um modelo CMMI são agrupados
em três categorias que refletem como serão interpretados: Exigidos,
Esperados e

a) Gerenciados.
b) Inovadores.
c) Informativos.
d) Otimizados.
e) Reguladores.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Questões excessivamente objetivas pode ser algo bom, ou ruim.
Questões booleanas, às vezes, podem ser ponto dado, e que lhe dá mais
tempo para as demais questões da prova, assim como podem ser ponto
perdido, e que ainda lhe toma tempo de outras questões.

Resposta certa, alternativa c).

10ª Questão) (ESAF – Comissão de Valores Mobiliários –


Analista de Sistemas – 2010 - adaptada) Com base no CMMI,
assinale a opção correta que apresenta Categoria e algumas de suas
Áreas de Processo.
a) Suporte: Gestão de Componentes, Medição e Revisão, Análise e
Resolução de Consequências.
b) Gestão de Processo: Foco no Planejamento, Definição do Processo
Organizacional, Desempenho do Processo Organizacional.
c) Suporte: Gestão da Configuração, Garantia da Operacionalidade
do Processo e do Produto, Análise de Planejamento e Decisões.
d) Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição
do Processo Operacional, Inovação e Disseminação Estrutural.
e) Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição
do Processo Organizacional, Treinamento Organizacional.

Pois é, demoramos mas chegamos à parte amarga do CMMI, que é a


de decorar as áreas de processo e sua respectiva classificação por
categoria. Segue abaixo uma tabela das áreas de processos por categoria
e nível de maturidade.

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

CMMI 1.2

CMMI 1.3

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Algo comum em todo local que ministra o CMMI é a sigla do
processo em inglês. Não sei se isso ajuda o seu decoreba.
Viu que apenas olhar a tabela e achar a alternativa certa dá um
trabalho danado? Ainda mais quando a alternativa correta é a letra e).

11ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) As áreas de
processos de suporte do CMMI cobrem as atividades que suportam o
desenvolvimento e a manutenção de produtos. As áreas de processos de
suporte tratam os processos de suporte que são utilizados no contexto da
execução de outros processos.
Assinale a opção que identifica somente áreas de processos de
suporte do CMMI.

a) Configuration Management, Process and Product Quality


Assurance, Measurement and Analysis, Causal Analysis and Resolution.
b) Project Planning, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Causal Analysis and Resolution.
c) Project Planning, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Organizational Training.
d) Risk Management, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Decision Analysis and Resolution.
e) Configuration Management, Process and Product Quality
Assurance, Measurement and Analysis, Organizational Training.

Várias bancas preferem cobrar nomes de processos em inglês. Nós,


de TI, sabemos que o domínio dessa nomenclatura é essencial em
concursos, sendo, por várias vezes, ser preferível o estudo de material
em inglês aos materiais (mal) traduzidos. 01176992910

Pode ir na nossa tabela buscar a questão correta. A resposta certa é


a letra a).

12ª Questão) (Formulação pessoal) Para alcançar o nível 4 de


maturidade CMMI, após maturar todas as áreas de processo dos níveis 2
e 3, será necessária a execução apropriada das áreas de processo
a) Análise e Resolução de Causas e Gestão do Desempenho da
Organização.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
b) Gestão Quantitativa de Projeto e Desempenho dos Processos da
Organização.
c) Foco nos Processos da Organização e Análise e Tomada de
Decisões.
d) Gestão de Configuração e Medição e Análise.
e) Definição dos Processos da Organização e Desenvolvimento de
Requisitos.

Está é uma visão alternativa de cobrança em provas. Vejam que os


níveis 4 e 5 possuem poucos processos, então dá para assimilá-los e, em
caso de cobrança dos níveis 2 e 3, tentar trabalhar por eliminação.

Logo, a alternativa correta é a letra b).

13ª Questão) (FGV – MPE/MS – Analista de Sistemas –2013)


Considere a lista de processos de desenvolvimento de software:

I. gerenciamento de configuração;
II. planejamento de projetos;
III. gerenciamento de riscos.

Os processos que pertencem ao nível 2 de maturidade do CMMI, são:

a) somente I.
b) somente II.
c) somente III.
d) somente I e II.
e) I, II e III.
01176992910

Gerenciamento (ou gestão) de riscos pertence ao nível 3.


Alternativa d).

14ª Questão) (FGV – INEA/RJ – Analista de Sistemas –2013) A


respeito do processo de melhoria de qualidade CMMI 1.2, analise as
afirmativas a seguir.

I. Gerência de Configuração (Configuration Management) é uma


área de processo do nível 2 de maturidade.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
II. Um dos objetivos da área de processo Gerência de Requisitos
(Requirements Management) é identificar inconsistências entre
os requisitos do projeto e seus planos e produtos.
III. O processo de Planejamento de Projeto (Project Planning) inclui
atividades de identificação e análise dos riscos do projeto.

Assinale:

a) se somente a afirmativa I estiver correta.


b) se somente a afirmativa II estiver correta.
c) se somente a afirmativa III estiver correta.
d) se somente as afirmativas I e II estiverem correta.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Confira no modelo. Todas as afirmativas estão corretas. Alternativa


e).

15ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Analista de Sistemas - 2013) O CMMI-DEV V 1.3 (Capability Maturity
Model Integration for Development) apresenta 22 Áreas de Processo.
Considerando a representação por estágios, essas Áreas de Processo se
classificam em níveis de maturidade. Assinale a alternativa que contém
apenas Áreas de Processo referentes ao nível de maturidade de número
3.

a) Integração de Produto e Gerenciamento de Riscos.


b) Planejamento de Projeto e Gerenciamento de Configuração.
c) Gerenciamento Quantitativo de Projeto e Validação.
d) Medição e Análise e Análise e Resolução de Causas.
e) Verificação e Gerenciamento de Requisitos.

01176992910

A alternativa a) está correta. Consulte as áreas de processo das


demais alternativas na figura abaixo, isso auxilia a sua memorização!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

01176992910

Texto para as próximas duas questões:

A abordagem de implementação por estágios do CMMI-DEV é


baseada em 5 níveis de maturidade.
Considere que a empresa A acaba de atingir um nível de maturidade
onde o foco passou a ser direcionado para práticas de gestão de projetos
indicando que, como se trata de uma organização ainda imatura, é mais
prioritário aprender a planejar, controlar e gerenciar os projetos do que
investir em técnicas e metodologias de desenvolvimento de produtos. Ao
atingir esse nível de maturidade, percebeu-se uma preocupação explícita
em relação à criação de uma infraestrutura para medição e análise de
processos para viabilizar o seu controle e gerenciamento efetivo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
16ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –
Programador - 2013) Com base no texto é possível concluir que o nível
de maturidade atingido foi o:
a) Gerenciado Qualitativamente.
b) Gerenciado.
c) Definido.
d) Parcialmente gerenciado.
e) Em otimização.

Responda a alternativa extraindo as palavras chaves do texto. A


organização é “imatura”, o que nos faz pensar em um nível de
maturidade não muito elevado. Por outro lado, a empresa A prioriza
aprender a “planejar, controlar e gerencias os projetos”, o que faz a
empresa estar além do nível 1, Executado.

Desta forma, o nível de maturidade explicitado é o 2, Gerenciado.


Ainda, é característica desse nível a criação de uma infraestrutura para
apoiar os processos.

Alternativa b).

17ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Programador - 2013) Ao atingir o nível de maturidade descrito, foram
desenvolvidas sete áreas de processo que fazem parte desse nível:
Gestão da Configuração (CM), Garantia da Qualidade do Processo e do
Produto (PPQA), Gestão do Acordo com o Fornecedor (SAM), Controle e
Monitoração do Projeto (PMC), Gestão de Requisitos (REQM),

a) Gestão do Desempenho Organizacional (OPM) e Análise e


Resolução de Causas (CAR).
b) Desenvolvimento de Requisitos (RD) e Gestão Integrada do
Projeto (IPM). 01176992910

c) Medição e Análise (MA) e Planejamento do Projeto (PP).


d) Foco no Processo Organizacional (OPF) e Gestão de Riscos
(RSKM).
e) Desempenho do Processo Organizacional (OPP) e Gestão
Quantitativa do Projeto (QPM).
Opa!

Se você tinha alguma dúvida que o nível de maturidade da questão


anterior era o 2, agora não tem mais, pois acabou de ler cinco áreas de
processo desse nível de maturidade, e agora precisa acertar os outros
dois.

Bem, espero que você consiga achar a outra alternativa. Sem pensar
muito, é obrigação sua saber que Planejamento de Projeto é um
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
processo do nível 2 de maturidade, o que nos deixa apenas com a
alternativa c) para marcar.

18ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) De acordo com o CMMI, enquanto
o projeto amadurece e os requisitos são derivados, todas as atividades ou
disciplinas receberão requisitos. A fim de serem evitados problemas
futuros, critérios são estabelecidos para designar canais apropriados ou
fontes oficiais que serão responsáveis pelos requisitos. Os produtos de
trabalho típicos deste processo são: Um conjunto de requisitos acordados,
Critérios para avaliação e aceitação dos requisitos, Resultados das
análises em relação aos critérios e

a) Lista de critérios para a apropriada distinção dos fornecedores.


b) Abordagens técnicas.
c) Tamanho e complexidade de produtos de trabalho e tarefas.
d) Modelos de estimativa.
e) Atributos estimados.

Esta questão “dá um zoom” na área de processo Gestão de


Requisitos, do nível de maturidade 2.

Este processo possui uma única meta específica chamada Gerenciar


Requisitos. Dentre as suas subpráticas, a prática Obter Entendimento dos
Requisitos é a descrita no enunciado dessa questão, e seus produtos de
trabalho típicos são:

1. Listas de critérios para identificar adequadamente os


provedores de requisitos.
2. Critérios para avaliação e aceitação dos requisitos.
3. Resultados das análises em relação aos critérios.
4. Conjunto de requisitos acordados. 01176992910

Resposta certa, alternativa a).

19ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) As áreas de processo do nível de
maturidade 2 do CMMIDEV são as seguintes: Gestão de Requisitos,
Planejamento de Projeto, Monitoramento e Controle de Projeto, Gestão de
Contrato com Fornecedor, Medição e Análise, Garantia da Qualidade de
Processo e Produto e

a) Gestão de Configuração.
b) Solução Técnica.
c) Integração de Produto.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
d) Verificação.
e) Validação.

Gestão de Configuração é básico, logo, pertence ao nível 2.


Alternativa a).

20ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) No nível de maturidade 5 do CMMI-
DEV, a área de processo Análise de Causa e Solução de Problemas, na
prática SG 1 (Determinar Causas de Defeitos), o primeiro item a ser
abordado (SP 1.1) é

a) Analisar Causas.
b) Selecionar Dados de Defeitos para Análise.
c) Implementar Propostas de Ação.
d) Avaliar os Efeitos das Mudanças.
e) Registrar Dados.

Eu sei... se apenas tivéssemos que estudar o CMMI até que seria


razoável decorar as metas e práticas das 22 áreas de processos. Mas são
as regras do jogo...

Essa área de processo possui como metas e subpráticas:

SG 1 Determinar Causas de Defeitos


SP 1.1 Selecionar Dados de Defeitos para Análise
SP 1.2 Analisar Causas
SG 2 Tratar Causas de Defeitos
SP 2.1 Implementar Propostas de Ação
SP 2.2 Avaliar Efeitos de Mudanças
SP 2.3 Registrar Dados
01176992910

Resposta certa, alternativa b).

21ª Questão) (FCC – TRT/12ª Região – Analista Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O CMMI é uma abordagem para a
melhoria de processos. Existem duas representações do CMMI, a
representação contínua e a representação por estágios. A representação
contínua é projetada para permitir à empresa focar em processos
específicos que deseja melhorar em função de suas prioridades. A
avaliação pela representação contínua mede a capacidade da empresa em
relação a um ou mais processos. Existem quatro níveis de capacidade,
que são, respectivamente,

a) 0-Inicial − 1-Gerenciado − 2-Definido − 3-Em otimização.


Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
b) 0-Incompleto − 1-Gerenciado − 2-Definido − 3-Otimizado.
c) 0-Incompleto − 1-Realizado − 2-Gerenciado − 3-Definido.
d) 0-Inicial − 1-Realizado − 2-Gerenciado − 3-Quantitativamente
gerenciado.
e) 0-Inicial − 1-Definido − 2-Gerenciado − 3-Otimizado.

Lembrando que o escalonamento em quatro níveis de capacidade é


exclusivo do CMMI 1.3! O CMMI 1.2 possuía seis níveis, de 0 a 5.

Resposta certa, alternativa c).

21ª Questão) (FCC – TRT 9ª Região – Analista Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O CMMI fornece diretrizes
baseadas em práticas para melhoria dos processos e habilidades
organizacionais, cobrindo o ciclo de vida de produtos e serviços
completos. Suas abordagens envolvem a avaliação da maturidade da
organização, baseada em 5 níveis de maturidade. Para atingir cada nível,
um conjunto de áreas de processo precisa ser desenvolvido.
Para uma empresa atingir o nível de maturidade 2 (Gerenciado) é
preciso desenvolver áreas de alguns processos, dentre eles,

a) Gestão do Desempenho Organizacional e Análise e Resolução de


Causas.
b) Desenvolvimento de Requisitos e Gestão de Riscos.
c) Desempenho do Processo Organizacional e Gestão Quantitativa do
Projeto.
d) Definição do Processo Organizacional e Foco no Processo
Organizacional.
e) Gestão de Requisitos e Gestão da Configuração.

01176992910

Mais do mesmo! É obrigação acertar questões do nível 2 de


maturidade!

Alternativa e).

(CESPE – INPI - Analista – Desenvolvimento e Manutenção de


Sistemas – 2013) A respeito do CMMI 1.3 para serviços, julgue os
próximos itens.

22 Todos os modelos do CMMI, incluindo o CMMI para


serviços, possuem 16 áreas principais de processos.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Correta. Esta é uma pegadinha terrível! O CMMI chama de áreas
principais de processos, ou core process áreas apenas 16 processos, por
aparecerem tanto no CMMI-DEV, quanto no CMMI-ACQ e CMM-SVC.
Assim, ficam exclusos os processos de Engenharia e a Gestão de
Requisitos, que pertencia à Engenharia na versão 1.2 e passou à Gestão
de Projetos na versão 1.3.

23 O CMMI para serviços possui fundamentos no ITIL e na


ISO/IEC 20000.

Correta. E também são referências para o CMMI para serviços o


COBIT e o ITSCMM.

24 O CMMI para serviços é um produto isolado do framework


global do CMMI, dessa forma, é possível criar seus próprios
processos e áreas de gerenciamento.

Errada. Pertence ao framework global do CMMI, junto ao CMMI-ACQ


e CMMI-DEV.

(CESPE – MPOG – Técnico de Nível Superior V – 2013) No que


concerne ao software CMMI 1.3, julgue os itens a seguir.

25 O CMMI 1.3 incorporou notas sobre métodos ágeis, na


forma de observações, na descrição dos processos, o que facilitou
a implantação de processos em organizações que utilizam
01176992910

metodologias ágeis para o desenvolvimento de softwares.

Correta. Alguns processos receberam essas notas, ao término das


notas introdutórias. Visite a página 58 do CMMI-DEV 1.3, escolha um dos
processos listados e vá ao final da nota introdutória dele. Você verá algo
do tipo:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

Manuseie o framework!

26 No CMMI 1.3, as metas genéricas 4 e 5 foram eliminadas,


tendo sido mantidos os níveis de capacidade 0, 1, 2 e 3.

Correta. Principal diferença do CMMI 1.3 para o 1.2!

(CESPE – ANTT – Analista Administrativo – Desenvolvimento


de Sistemas de Informação - 2013) Acerca do CMMI-DEV 1.2,
julgue os itens subsecutivos.

27 A abordagem contínua no CMMI tem estrutura compatível


com a ISO/IEC n.º 15.504 e trata de níveis de capacidades que, ao
serem atingidos, representam o alcance de um determinado
patamar de melhoria, caracterizado pela satisfação de um
conjunto de práticas genéricas e específicas em determinada área
01176992910

de processo.

Correta.

28 Todas as áreas de processos abordadas na representação


contínua, são também, abordadas na representação por estágios,
onde uma área de processo é um conjunto de práticas
relacionadas que, ao serem implementadas conjuntamente,
satisfazem a um conjunto de metas consideradas importantes
para a realização de melhorias naquela área. Nesse caso, infere-se
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
que, para se atingir um nível de maturidade, é necessário possuir
um grau de melhoria de processo em um conjunto predefinido de
áreas de processo nas quais todas as metas devem ser satisfeitas.

Correta. Perfeita explicação para o modelo de maturidade.

29 Se determinada organização possuir nível de maturidade 4,


os objetivos quantitativos dos processos medição e análise, da
categoria suporte, e os objetivos do processo desempenho dos
processos da organização, da categoria gestão de processos,
serão estabelecidos para suas qualidades e desempenhos por
meio de técnicas estatísticas.

Correta.

30 Caso determinada organização afirme possuir nível de


maturidade 3, o processo gestão de contrato com fornecedor e o
processo gestão de riscos, ambos da categoria gestão de projetos,
serão entendidos e descritos em padrões para a organização.

Correta. Uma vez que esses processos também estarão no nível 3


de capacidade.

31 O CMMI possui as representações por estágio e contínua. A


01176992910

representação por estágio tem cinco níveis e não possui


equivalência com o nível 0 da representação contínua, que tem 6
níveis.

Correta. Lembre-se que o enunciado se refere à versão 1.2 do


CMMI.

32ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) O MPS.BR
tem como uma das metas definir e aprimorar o modelo de melhoria e

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
avaliação de processo de software, visando preferencialmente as micro,
pequenas e médias empresas, de forma a atender às suas necessidades
de negócio e ser reconhecido nacional e internacionalmente como um
modelo aplicável à indústria de software. Os componentes em que o
MPS.BR está dividido são:
a) ISO/IEC 12207, CMMI-DEV, ISO/IEC 15504.
b) modelo de referência, guia geral, guia de aquisição, guia de
implementação.
c) guia geral, guia de aquisição, guia de implementação, guia de
avaliação.
d) modelo de referência, método de avaliação, modelo de negócio.
e) guia geral, guia de avaliação e documentos do programa.

Vamos entrar em MPS.BR com uma questão maldosa! Cuidado!

A definição do que é o MPS.BR encontra-se no enunciado da questão,


então não cabe repetição. Seus componentes são os modelos de
referência(MR), de serviços e de software, o método de
avaliação(MA) e o modelo de negócio para Melhoria de Processo de
Software e Serviços (MN). Este modelo está descrito por meio de
documentos em formato de guias, a saber:

Guia Geral MPS de Sofware – contém a descrição detalhada do


Modelo de Referência para Software (MR–MPS–SW) e fornece uma visão
geral dobre os demais guias que apoiam a implementação dos diversos
níveis do Modelo de Referência;
01176992910

Guia Geral MPS de Serviços – contém a descrição geral do modelo


de referência para Serviços (MR-MPS-SV), bem como as definições
comuns necessárias para seu entendimento e aplicação. Na versão
anterior do MPS-BR, estes dois primeiros guias compunham um único
guia, chamado Guia Geral.

Guia de Aquisição - descreve um processo de aquisição de software


e serviços correlatos. É descrito como forma de apoiar as instituições que
queiram adquirir produtos de software e serviços correlatos apoiando-se
no MR-MPS-SW;

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Guia de Avaliação - descreve o processo e o método de avaliação
MA-MPS, os requisitos para avaliadores líderes, avaliadores adjuntos e
Instituições Avaliadoras; e

Guias de Implementação - série de documentos que fornecem


orientações para implementar nas organizações os níveis de maturidade
descritos no Modelo de Referência MR-MPS-SW.

O relacionamento entre os componentes e seus respectivos


documentos pode ser visto na figura abaixo.

MPS.BR e seus componentes

O MPS.BR encontra-se disponível em


http://www.softex.br/mpsbr/guias/.

Voltando à questão da pegadinha, viram a maldade nas alternativas?


A letra c) oferece, “de bandeja”, as quatro guias do MPS.BR, e o leitor
01176992910

mais apressado pode ser induzido a marcá-la. Mas a pergunta é sobre os


componentes do MPS.BR, e os componentes são os modelos e o método!
Cuidado!

Alternativa correta, letra d).

33ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) No MPS.BR
são definidos níveis de maturidade que são uma combinação entre
processos e sua capacidade. Os níveis de maturidade estabelecem
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 47 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
patamares de evolução de processos, caracterizando estágios de melhoria
da implementação de processos na organização. Assinale a opção que
identifica todos os níveis de maturidade do MPS.BR.
a) A (Otimizado), B (Gerenciado Quantitativamente), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Inicial).
b) A (Otimizado), B (Parcialmente Otimizado), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Parcialmente Gerenciado).
c) A (Em Otimização), B (Gerenciado Quantitativamente), C
(Definido), D (Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F
(Gerenciado), G (Parcialmente Gerenciado).
d) A (Em Otimização), B (Parcialmente Otimizado), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Inicial).
e) A (Otimizado), B (Executado), C (Definido), D (Largamente
Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G (Parcialmente
Gerenciado).

Como bons brasileiros, nós temos que dar o nosso “toque” especial
no modelo, para não ficar uma cópia do CMMI. Então, deixamos mais
complicado! Parafraseando o MPS.BR:

Os níveis de maturidade estabelecem patamares de evolução de


processos, caracterizando estágios de melhoria da implementação de
processos na organização. O nível de maturidade em que se encontra
uma organização permite prever o seu desempenho futuro ao executar
um ou mais processos. O MR-MPS-SW define sete níveis de maturidade: A
(Em Otimização), B (Gerenciado Quantitativamente), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado) e G
01176992910

(Parcialmente Gerenciado). A escala de maturidade se inicia no nível G e


progride até o nível A. Para cada um destes sete níveis de maturidade é
atribuído um perfil de processos que indicam onde a organização deve
colocar o esforço de melhoria. O progresso e o alcance de um
determinado nível de maturidade do MR-MPS-SW se obtêm quando são
atendidos os propósitos e todos os resultados esperados dos respectivos
processos e os resultados esperados dos atributos de processo
estabelecidos para aquele nível.
A divisão em 7 estágios tem o objetivo de possibilitar uma
implementação e avaliação adequada às micros, pequenas e médias
empresas. A possibilidade de se realizar avaliações considerando mais

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 48 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
níveis também permite uma visibilidade dos resultados de melhoria de
processos em prazos mais curtos.
No MPS.BR, o A é o melhor nível, e o G é o pior. Agora sim, ficou
bastante original! No CMMI, o nível de maturidade mais alto é o 5 e o
mais baixo é o 1. Realmente, são modelos completamente diferentes
(sarcasmo)!

Resposta certa, letra c).

34ª Questão) (UEL – CMTU – Analista Administrativo -


Tecnologia da Informação – 2011 - adaptada) Sobre o modelo MPS-
BR, relacione as colunas.

Assinale a alternativa que contém a associação correta.


a) I-C, II-G, III-B, IV-E, V-F, VI-A, VII-D.
b) I-C, II-B, III-F, IV-A, V-E, VI-G, VII-D.
c) I-C, II-F, III-B, IV-E, V-G, VI-A, VII-D.
d) I-A, II-E, III-B, IV-D, V-F, VI-G, VII-C.
01176992910

e) I-A, II-E, III-F, IV-D, V-B, VI-C, VII-G.

Assim como o CMMI, o MPS.BR possui um grupo de processos a ser


executado em cada nível de maturidade, cumulativamente com os
processos já executados no nível anterior. Veja abaixo:

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 49 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

Saber os processos para cada grupo é um decoreba chato, não é


mesmo? Quem dera se isso fosse o nível mais profundo de cobrança
possível para o MPS.BR....
Nessas horas, eu deixo a seu encargo a melhor forma de memorizar.

Resposta certa, letra c).

35ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


01176992910

Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) O propósito


do processo de Gerência de Requisitos - GRE do MPS.BR é gerenciar os
requisitos dos produtos e componentes do projeto e identificar
inconsistências entre os requisitos, os planos do projeto e os produtos de
trabalho do projeto. Assinale a opção que identifica um dos resultados
esperados do processo de Gerência de Requisitos.
a) As necessidades, expectativas e restrições do cliente, tanto do
produto quanto de suas interfaces, são identificadas.
b) Mudanças nos requisitos são gerenciadas ao longo do projeto.
c) Os requisitos são validados.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 50 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
d) Os requisitos funcionais e não-funcionais de cada componente do
produto são refinados, elaborados e alocados.
e) Interfaces internas e externas do produto e de cada componente
do produto são definidas.

Pois é, agora a brincadeira começa a ficar sem graça.

São 19 grupos de processos, divididos em 7 níveis de


maturidade(embora ocupem apenas 6), cada um com sua fundamentação
teórica e seus seus resultados esperados. No Guia Geral de Software,
você poderá ler todos os processos e os seus respectivos resultados
esperados.

A resposta para esta questão é a letra b), que é o 5º resultado


esperado dos 5 pertencentes ao Gerência de Requisitos. Para você ter
uma ideia, nesta mesma prova da CGU fizeram idêntica pergunta a
respeito de Gerência de Projetos, que possui DEZENOVE resultados
esperados. Pode isso Arnaldo?

36ª Questão) (Cesgranrio – Analista da Casa da Moeda do


Brasil – Gestão em TI – 2012) Dentre os 7 níveis de maturidade,
definidos pelo modelo MPS-BR, todos os listados a seguir possuem
processos específicos, EXCETO
a) F e G
b) D e E
c) C e D
d) B e C
e) A e B
01176992910

Você mal leu a tabela de processos e já ficou em dúvida para


responder esta questão! Pois é, concurso é assim mesmo...

Decorar resultados esperados é desumano, mas compreender a


norma como um todo é possível.

Dos sete níveis de maturidade, pode-se perceber que os níveis B e A


não possuem processos novos. O nível B apenas acrescenta mais
resultados esperados ao processo Gerência de Projeto, iniciado no nível G
e evoluído no nível E. Já a distinção principal entre o nível B e o nível A do

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 51 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
MR-MPS-SW é que no nível A o conjunto de processos padrão da
organização selecionado no nível B para ser objeto de controle estatístico
deve agora ser otimizado por meio de alterações e adaptações
incrementais e inovadoras para efetivamente atender aos objetivos de
negócio atuais e projetados.

Portanto, nossa resposta correta é a alternativa e).

37ª Questão) (FCC – INFRAERO – Analista de Sistemas –


Arquitetura de Software - 2011) Considere:

I. As descrições dos modelos de ciclo de vida a serem utilizados nos


projetos da organização são estabelecidas e mantidas.

II. As informações e os dados relacionados ao uso dos processos


padrão para projetos específicos existem e são mantidos.

No MPS.Br, I e II são resultados esperados, respectivamente, nos


processos:

a) Gerência de projetos; Avaliação e melhoria do processo


organizacional.
b) Desenvolvimento para reutilização; Garantia da qualidade.
c) Desenvolvimento de requisitos; Projeto e construção do produto.
d) Análise de causas de problemas e resolução; Garantia da
qualidade.
e) Definição do processo organizacional; Avaliação e Melhoria do
processo organizacional
01176992910

Mais um exemplo de como as bancas podem ser profundamente


maldosas. Neste caso, é ainda pior; a FCC quer que você seja capaz de
associar a descrição de 2 resultados esperados aos seus respectivos
processos. O pior é que está lá na norma, em negrito, embora eu
considere humanamente impossível decorar.

Resposta certa, alternativa e).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 52 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
38ª Questão) (CESGRANRIO – BNDES – Analista de Sistemas –
2013) De acordo com o Guia Geral MPS.BR - Melhoria de Processo do
Software Brasileiro, o nível de maturidade F (Gerenciado) é composto
pelos processos do nível de maturidade G (Parcialmente Gerenciado),
acrescidos de outros processos, dentre os quais se inclui o processo
Aquisição, cujo propósito é gerenciar a aquisição de produtos que
satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente.

É um resultado esperado nesse processo:

a) a rastreabilidade bidirecional entre os requisitos e os produtos de


trabalho é estabelecida e mantida.
b) o orçamento e o cronograma do projeto, incluindo a definição de
marcos e pontos de controle, são estabelecidos e mantidos.
c) o produto é entregue e avaliado em relação ao acordado e os
resultados são documentados.
d) os requisitos são avaliados com base em critérios objetivos e um
comprometimento da equipe técnica com esses requisitos é obtido.
e) os recursos e o ambiente de trabalho necessários para executar o
projeto são planejados.

Por ser um modelo mais simples que o CMMI, creio que as bancas
preferem pegar mais pesado, indo nos resultados esperados dos
processos.

O processo Aquisição (AQU), possui oito resultados esperados, a


saber:

AQU1 – As necessidades de aquisição, as metas, os critérios de


01176992910

aceitação do produto, os tipos e a estratégia de aquisição são definidos;

AQU2 – Os critérios de seleção do fornecedor são estabelecidos e


usados para avaliar os potenciais fornecedores;

AQU3 – O fornecedor é selecionado com base na avaliação das


propostas e dos critérios estabelecidos;

AQU4 - Um acordo que expresse claramente as expectativas,


responsabilidades e obrigações de ambas as partes (cliente e fornecedor)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 53 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
é estabelecido e negociado entre elas;

AQU5 – Um produto que satisfaça a necessidade expressa pelo


cliente é adquirido baseado na análise dos potenciais candidatos;

AQU6 – A aquisição é monitorada de forma que as condições


especificadas sejam atendidas, tais como custo, cronograma e qualidade,
gerando ações corretivas quando necessário;

AQU7 – O produto é entregue e avaliado em relação ao


acordado e os resultados são documentados;*

AQU8 – O produto adquirido é incorporado ao projeto, caso


pertinente;

Portanto, vimos que a alternativa c) é a correta. Quanto às demais


alternativas:

a) GRE3 - A rastreabilidade bidirecional entre os requisitos e os


produtos de trabalho é estabelecida e mantida (nível G);
b) GPR5 - O orçamento e o cronograma do projeto, incluindo a
definição de marcos e pontos de controle, são estabelecidos e mantidos
(nível G);
d) GRE2 - Os requisitos são avaliados com base em critérios
objetivos e um comprometimento da equipe técnica com estes requisitos
é obtido(nível G);
e) GPR8 - (Até o nível F) Os recursos e o ambiente de trabalho
necessários para executar o projeto são planejados(nível G);
01176992910

Complicado, não é mesmo? Pelo menos uma vez, você precisará ler
todos os processos e os seus respectivos resultados esperados.

39ª Questão) (CESPE – Banco do Brasil – Área 12: Tecnologia


da Informação –2012) A escala de maturidade do MPS.br, cujo modelo
de maturidade de software equivale ao CMMI, é dividida em 7 níveis,
classificados de A a G. Quando os processos de uma empresa se incluem
no denominado status largamente definidos, o nível de maturidade dessa
empresa na escala MPS.br é classificado como

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 54 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
a) B.
b) D.
c) E.
d) F.
e) G.

Relembrando a escala:

Níveis de Maturidade do MPS-BR

Nível G: Parcialmente Gerenciado


Nível F: Gerenciado
Nível E: Parcialmente Definido
Nível D: Largamente Definido
Nível C: Definido
Nível B: Gerenciado Quantitativamente
Nível A: Em otimização

Resposta certa, alternativa b).

40ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Analista de Sistemas - 2013) O MPS.BR (Melhoria de Processo do
Software Brasileiro) define 7 níveis de maturidade para o
desenvolvimento de software.

Esses níveis são nomeados com as letras de A a G. Os níveis


correspondentes às letras B e D são, respectivamente,

a) Nomeado e Parcialmente Nomeado.


01176992910

b) Em Otimização e Definido.
c) Largamente Definido e Parcialmente Definido.
d) Parcialmente Gerenciado e Em Preparação.
e) Gerenciado Quantitativamente e Largamente Definido.

Alternativa e).

41ª Questão) (FCC – TRT/12ª Região – Analista Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O MPS.BR é um modelo de
avaliação de empresas produtoras de software brasileiro criado através de
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 55 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
uma parceria entre a SOFTEX, o governo federal e a academia
(pesquisadores em geral). Apresenta 7 níveis de maturidade:

A − Em otimização.
B − Gerenciado quantitativamente.
C − Definido.
D − Largamente definido.
E − Parcialmente definido.
F − Gerenciado.
G − Parcialmente gerenciado.

São processos do nível C:

a) GRE − Gerência de Requisitos, GPR − Gerência de Projetos, GDE


− Gerência de Decisões e GRI − Gerência de Riscos.
b) GRE − Gerência de Requisitos, GRU − Gerência de Reutilização,
GRH − Gerência de Recursos Humanos, DFP − Definição do Processo
Organizacional e AMP − Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional.
c) GRI − Gerência de Riscos, DRU − Desenvolvimento para
Reutilização e GDE − Gerência de Decisões.
d) GRP − Gerência de Projetos, GRE − Gerência de Requisitos e DRE
− Desenvolvimento de Requisitos.
e) MED − Medição, GQA − Garantia da Qualidade, GPP − Gerência de
Portfólio de Projetos e GCO − Gerência de Configuração.

Relembrando:

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 56 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

Alternativa c).

42ª Questão) (FCC – MPE/SE – Analista – Gestão e Análise de


Projeto de Sistemas - 2013) O modelo MPS.BR

a) deve ser utilizado apenas em micro, pequenas e médias


01176992910

empresas.
b) baseia-se nos conceitos de maturidade e capacidade de processo
para a avaliação e melhoria da qualidade e produtividade de produtos de
software e serviços correlatos.
c) não é compatível com os padrões de qualidade e modelos de
melhoria de processo já disponíveis.
d) é um modelo de melhoria de processo do software criado pelo
Ministério da Ciência e Tecnologia para atender as empresas públicas.
e) está dividido em três componentes: Modelo de Referência (MR-
MPS), Método de Avaliação (MA-MPS) e Modelo de Governança (MG-MPS).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 57 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
O MPS-BR tem como meta de negócio disseminar-se tanto em
micro, pequenas e médias empresas quanto em grandes organizações
privadas e governamentais.

De maneira análoga ao CMMI, baseia-se nos conceitos de


maturidade e capacidade de processo para a avaliação e melhoria
da qualidade e produtividade de produtos de software e serviços
correlatos.

É compatível com os padrões de qualidade aceitos


internacionalmente e tem como pressuposto o aproveitamento de toda a
competência existente nos padrões e modelos de melhoria de processos
já existentes.

Por fim, divide-se em quatro componentes, a saber: Modelo de


Referência MPS para Software (MR-MPS-SW), Modelo de Referência MPS
para Serviços (MR-MPS-SV), Método de Avaliação (MA-MPS) e Modelo de
Negócio para Melhoria de Processo de Sotware e Serviços.

Alternativa b).

43ª Questão) (FCC – TRT 9ª Região – Técnico Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O MPS.BR possui 7 níveis de
maturidade que estabelecem patamares de evolução dos processos de
software e representam estágios de melhoria para implementação desses
processos em uma organização. No nível G de maturidade

a) não há processos específicos. Nesse nível, todos os processos


selecionados para análise de desempenho devem satisfazer os atributos
01176992910

de processo relacionados à medição e controle e pelo menos um processo


deve ser objeto de melhorias e inovações contínuas.
b) estão os processos de Gerência de Projetos (que estabelece e
mantém planos que definem as atividades, os recursos e as
responsabilidades do projeto) e Gerência de Requisitos (que gerência os
requisitos do produto e dos componentes do produto, identificando
inconsistências).
c) estão os processos de Gerência de Decisões (que analisa
formalmente possíveis decisões críticas), Desenvolvimento para
Reutilização (que identifica oportunidades para reutilização de ativos da

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 58 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
organização) e Gerência de Riscos (que identifica, analisa, trata e
monitora riscos).
d) estão os processos de Aquisição, Gerência de Configuração,
Gerência de Portfólio de Projetos, Garantia da Qualidade, Medição,
Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional e Definição do Processo
Organizacional.
e) não há processos específicos. Nesse nível a Gerência de Projetos
passa a ter um enfoque quantitativo refletindo a alta maturidade que se
espera da organização e todos os processos devem satisfazer os atributos
de processo relacionados à medição e controle.

Já consegue associar as alternativas aos respectivos níveis?

a) Nível A;
b) Nível G;
c) Nível C;
d)misto de processos dos níveis F e E;
e) Nível B.

(CESPE – INPI - Analista – Desenvolvimento e Manutenção de


Sistemas – 2013) Julgue os próximos itens a respeito do guia
geral do MPS.BR, que define os níveis de maturidade de
processos.
44 O nível G indica que o processo está em otimização e
engloba os processos dos níveis de maturidade de A a F.

Errada. Esse é o nível A, que engloba todos os processos dos níveis


01176992910

de maturidade de B a G, além de melhorias em atributos de processo.

45 Segundo o guia, o modelo MPS baseia-se nos conceitos de


maturidade e capacidade de processo para a avaliação e melhoria
da qualidade e da produtividade de software e serviços correlatos
envolvidos.

Correta. Transcrição do Guia.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 59 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
(CESPE – ANTT – Analista Administrativo – Desenvolvimento
de Sistemas de Informação - 2013) Julgue os próximos itens, a
respeito do MPS.BR, versão 2012.

46 O guia geral MPS.BR de software descreve sete níveis de


maturidade acumulativos, que estabelecem patamares de
evolução de processos. Essa escala se inicia no nível G e progride
até o nível A, não havendo, nesse guia, abordagem de níveis de
capacidade dos processos.

Errada. Embora o MPS-BR não possua uma abordagem contínua,


aos moldes do CMMI, existe uma abordagem de níveis de capacidade no
MPS-BR, descritos pelos nove atributos de processo. Inclusive, para
evoluir determinados níveis de maturidade, “basta” à organização evoluir
capacidades em determinados processos.

47 O modelo de referência MPS.BR para serviços, que é um


dos quatro componentes do MPS.BR, está em consonância com a
ISO/IEC n.º 20.000/2011, e seu nível de maturidade G é
composto, entre outros fatores, pelos processos entrega de
serviços, gerência de incidentes e gerência de nível de serviços.

Correta. Nesta questão, o CESPE fugiu à cobrança tradicional do


Guia Geral de Software e resolver abordar o Guia Geral de Serviços. A
base técnica para esse modelo de referência, além da ISSO/IEC 20000,
também encontra consonância com as normas ISSO/IEC 15504, 12207,
01176992910

CMMI-DEV e CMMI-SVC.

48 O propósito do processo gerência de projetos evolui à


medida que a organização cresce em maturidade. É iniciado no
nível G, no qual o escopo do projeto é definido; a partir do nível E,
o esforço e o custo são incorporados na gestão; e a partir do nível
B, há planejamento com base em estimativas quantitativas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 60 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Errada. O esforço e o custo são incorporados até o nível F.
Pegadinha!

(CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) Acerca do


MPS.BR, julgue os itens subsequentes.

49 O nível E do MPS.BR contempla um processo que resulta no


registro dos dados de utilização dos ativos reutilizáveis.

Correta. GRU3 – Os dados de utilização dos ativos reutilizáveis são


registrados - é um resultado esperado do processo Gerência de
Reutilização.

50 O processo de gerenciamento de riscos é contemplado, no


MPS.BR, a partir do nível F, conhecido como nível gerenciado.

Errada. GRI – Gerência de Riscos pertence ao nível C, conhecido


como Definido.

51ª Questão) (FCC – TRT 12ª Região – Técnico Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) Os modelos CMMI e MPS.BR
possuem níveis de maturidade que definem a capacidade da empresa
para trabalhar com projetos de software grandes e complexos. Os níveis
do MPS.BR permitem que a empresa implante processos de uma forma
mais gradual. O nível 2 do CMMI corresponde a 2 níveis do MPS.BR e o
01176992910

nível 3 corresponde a 3 níveis do MPS.BR. A tabela abaixo objetiva


mostrar a equivalência dos 5 níveis de maturidade do CMMI com os 7
níveis de maturidade do MPS.BR.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 61 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

A coluna MPS.BR é corretamente preenchida, do nível 1 ao nível 5 do


CMMI, respectivamente, com

a) G, F, E, D, C, B, A, não é definido.
b) não é definido, A, B, C, D, E, F, G.
c) não é definido, G, F, E, D, C, B, A.
d) A, B, C, D, E, F, G, não é definido.
e) H, G, F, E, D, C, B, A.

A comparação entre os modelos CMMI e MPS-BR é razoável e de fácil


associação:
01176992910

Níveis de maturidade
MPS-BR CMMI
Nível 1: Inicial (Ad-hoc)
Nível G: Parciamente Gerenciado Nível 2: Gerenciado
Nível F: Gerenciado
Nível E: Parcialmente Definido
Nível D: Largamente Definido Nível 3: Definido
Nível C: Definido
Nível D: Gerenciado Nível 4: Gerenciado
Quantitativamente Quantitativamente
Nível A: Em otimização Nível 5: Em otimização
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 62 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Portanto, alternativa c).

52ª Questão) (FCC – MPE/SE – Analista – Gestão e Análise de


Projeto de Sistemas - 2013) O processo que trata da gerência dos
requisitos junto aos grupos de interessados aparece na abordagem de
implementação por estágios do CMMI, no nível de maturidade ...I..., com
o nome de processo Gestão de Requisitos (REQM). No MPS.BR, aparece
no nível de maturidade ...II..., com o nome Gerência de Requisitos (GRE).

Preenchem, correta e respectivamente, as lacunas I e II:

a) 3 (Definido) − D (Largamente Definido)


b) 3 (Definido) − E (Parcialmente Definido)
c) 4 (Gerenciado Quantitativamente) − B (Gerenciado
Quantitativamente)
d) 5 (Otimizado) − A (Em otimização)
e) 2 (Gerenciado) − G (Parcialmente Gerenciado)

Gerência de Requisitos, juntamente com a Gerência de Projetos, são


os primeiros processos do MPS-BR, no nível G. No CMMI, fazem parte do
nível 2 de maturidade.

Alternativa e).

(CESPE – ANCINE - Analista Administrativo – Área 2 – 2013)


Considere que, após a avaliação de uma organização acerca dos
processos relativos à qualidade, constatou-se o seguinte:
01176992910

I o processo gerência de portfólio de projetos é executado e


gerenciado.

II o objetivo estratégico da organização é atingir o nível E de


maturidade, conforme o MPS.BR (ago/2012).

III o processo gerenciamento de requisitos está no nível 3 de


capacidade, conforme o CMMI-DEV 1.3.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 63 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
Com base nessas informações, julgue os itens subsequentes.

53 Há previsão do processo descrito em I tanto no CMMI-DEV


quanto no MPS.BR. No CMMI-DEV, esse processo é exigido para se
atingir o nível 2 de maturidade.

Errada. Não existe o processo Gerência de Portfólio de Projetos no


CMMI, e nem processo correspondente. A área de processo
Planejamento de Projeto é exigida para se atingir o nível 2 de
maturidade no CMMI.

54 Se o nível descrito em II for atingido plenamente, a


organização terá implantado os processos gerência de reutilização
e gerência de recursos humanos.

Correta. GRU e GRH pertencem ao nível E do MPS-BR.

55 A aferição do processo descrito em III está errada, pois o


processo descrito nesse item pode atingir, no máximo, o nível 2 de
capacidade.

Errada. Outra pegadinha! A área de processo Gerência de


Requisitos (REQM) pertence ao nível 2 do modelo de maturidade do
CMMI. Porém, como toda área de processo do CMMI 1.3, ela pode atingir
o nível 3 de capacidade do modelo. Sentiu a maldade do examinador?
01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 64 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
CONSIDERAÇÕES FINAIS

E mais uma aula foi vencida!

CMMI e MPS-BR são frameworks, a meu ver, relativamente de


simples compreensão, se comparados a um COBIT, por exemplo. O
problema é que as bancas podem ser, vamos assim dizer, “detalhistas”
demais na cobrança, o que torna o nosso estudo mais puxado.

Mas não se esqueça, a recompensa virá para os mais persistentes!


Foco, força e fé.

Até a próxima aula!

Victor Dalton

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 65 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
LISTA DE EXERCÍCIOS

1ª Questão) (FCC – TRF 4ª Região – Analista Judiciário –


Informática – 2010 - adaptada) Sobre o Capability Maturity Model
Integration (CMMI), considere:

I. A avaliação de CMMI envolve o exame dos processos


organizacionais e a avaliação dos processos por uma escala de dez pontos
que se relaciona ao nível de maturidade em cada área de processo.

II. As práticas no CMMI são descrições de maneiras de se atingir um


objetivo.

III. O CMMI identifica 22 áreas de processo relevantes para a


capacitação e aprimoramento do processo de software.

Está correto o que consta em

a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III, apenas.
e) I, apenas.

2ª Questão) (FCC – TRT 6ª Região - Analista Judiciário –


Tecnologia d Informação – 2012) Existem diversos modelos CMMI
disponíveis, gerados a partir do CMMI Framework. Em consequência
disso, é preciso estar preparado para decidir qual modelo CMMI melhor
01176992910

atende às necessidades de melhoria de processos de uma organização


específica. É possível selecionar uma representação, contínua ou em
estágios, e determinar as áreas de conhecimento que serão incluídas no
modelo que essa organização irá utilizar. Sobre essas representações,
considere:

I. Oferecerá uma sequência comprovada de melhorias, começando


com práticas básicas de gerenciamento e progredindo por um caminho
pré-definido e comprovado de níveis sucessivos, cada um servindo como
base para o próximo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 66 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
II. Oferecerá uma classificação única que resume os resultados de
avaliações e permite comparações entre organizações.

III. Possibilitará comparações dentro e entre organizações em uma


área de processo em termos de área de processo ou pela comparação de
resultados através do uso de estágios equivalentes.

IV. Permitirá comparação dentro da organização e entre organizações


pelo uso de níveis de maturidade.

V. Permitirá selecionar a sequência de melhorias que melhor atende


aos objetivos de negócios e reduz as áreas de risco da organização.

Os itens apresentados referem-se, respectivamente, às


representações

a) contínua, contínua, em estágios, contínua, em estágios.


b) em estágios, em estágios, contínua, em estágios, contínua.
c) contínua, em estágios, em estágios, contínua, em estágios.
d) em estágios, contínua, em estágios, contínua, em estágios.
e) contínua, em estágios, contínua, em estágios, contínua.

3ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas – 2008) Existem diversos modelos
CMMI disponíveis, gerados a partir do CMMI Framework. As organizações
devem selecionar uma representação, contínua ou em estágios, e
determinar as áreas de conhecimento que desejam incluir no modelo que
irão utilizar. Quando uma organização escolhe a representação em
estágios do modelo CMMI, espera que o modelo permita
01176992910

a) selecionar a sequência de melhorias que mais atendem aos


objetivos do negócio.
b) oferecer uma classificação única que resume os resultados de
avaliações e realizar comparações entre organizações.
c) reduzir as áreas de riscos da organização.
d) facilidade de comparação de melhoria de processos para a
ISO/IEC 15504 – International Organization for Standardization and
International Eletrotechnical Commission.
e) oferecer uma migração fácil do Electronic Industries Alleance
Interim Standard (EIA/IS) 731 para o CMMI.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 67 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
4ª Questão) (UEL – Analista Administrativo – Tecnologia da
Informação – 2011) O Capability Maturity Model Integration (CMMI)
auxilia na garantia e melhoria da qualidade de seus produtos e serviços
na área de Tecnologia da Informação. O CMMI possui cinco níveis de
maturidade.
Associe o nível, na coluna da esquerda, à sua designação, na coluna
da direita.

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

a) I-C, II-E, III-B, IV-D, V-A


b) I-E, II-D, III-B, IV-C, V-A
c) I-D, II-A, III-C, IV-E, V-B
d) I-B, II-E, III-D, IV-C, V-A
e) I-B, II-E, III-C, IV-D, V-A

5ª Questão) (FCC – TCE/PR – Analista de Controle –


01176992910

Informática – 2011) Uma estrutura de modelo CMMI na qual os níveis


de capacidade proveem uma ordem de melhoria, abordada em cada área
de processo separadamente, que melhor atenda aos objetivos de negócio
da empresas, caracteriza o tipo de representação

a) otimizada.
b) definida.
c) gerenciada.
d) estagiada.
e) contínua.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 68 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
6ª Questão) (FCC – MPE/RN – Analista de Tecnologia da
Informação – Engenharia de Software/Desenvolvimento de
Sistemas – 2010) Os nomes dos níveis de maturidade na representação
por estágios do CMMI diferem dos nomes dos níveis de capacidade na
representação contínua, nos níveis

a) 0 e 1
b) 1 e 2
c) 2 e 3
d) 3 e 4
e) 4 e 5

7ª Questão) (FCC – MPE/RN – Analista de Tecnologia da


Informação – Engenharia de Software/Desenvolvimento de
Sistemas – 2010) No CMMI, o segundo e terceiro níveis de maturidade
(representação por estágio) são, respectivamente,

a) Inicial e Gerenciado.
b) Gerenciado e Definido.
c) Desempenhado e Gerenciado.
d) Definido e Otimizado.
e) Desempenhado e Otimizado.

8ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas – 2008 - adaptada ) Os componentes
de um modelo CMMI são agrupados em três categorias, que refletem
como eles serão interpretados: Exigidos – metas específicas e metas
genéricas; Esperados – práticas específicas e práticas genéricas; e
01176992910

Informativos – subpráticas, produtos de trabalho típicos, definições


ampliadas de disciplinas, elaborações de práticas genéricas, títulos e
metas práticas, notas de metas e práticas de referências. Em relação aos
componentes do Modelo CMMI, é correto afirmar que

a) as práticas específicas são obrigatórias na determinação de que a


área de processo está sendo satisfeita.
b) cada área de processo trata de características únicas que
descrevem o que deve ser implementado para satisfazer o modelo.
c) as metas específicas podem ser componentes opcionais no
modelo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 69 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
d) as definições ampliadas de disciplinas são descrições detalhadas
que fornecem um direcionamento para a interpretação de práticas
específicas.
e) todas as áreas de processo do CMMI são as mesmas tanto na
representação contínua quanto na representação em estágios.

9ª Questão) (FCC – ARCE – Analista de Regulação – Analista de


Sistemas 2012) Os componentes de um modelo CMMI são agrupados
em três categorias que refletem como serão interpretados: Exigidos,
Esperados e

a) Gerenciados.
b) Inovadores.
c) Informativos.
d) Otimizados.
e) Reguladores.

10ª Questão) (ESAF – Comissão de Valores Mobiliários –


Analista de Sistemas – 2010 - adaptada) Com base no CMMI,
assinale a opção correta que apresenta Categoria e algumas de suas
Áreas de Processo.
a) Suporte: Gestão de Componentes, Medição e Revisão, Análise e
Resolução de Consequências.
b) Gestão de Processo: Foco no Planejamento, Definição do Processo
Organizacional, Desempenho do Processo Organizacional.
c) Suporte: Gestão da Configuração, Garantia da Operacionalidade
do Processo e do Produto, Análise de Planejamento e Decisões.
d) Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição
01176992910

do Processo Operacional, Inovação e Disseminação Estrutural.


e) Gestão de Processo: Foco no Processo Organizacional, Definição
do Processo Organizacional, Treinamento Organizacional.

11ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) As áreas de
processos de suporte do CMMI cobrem as atividades que suportam o
desenvolvimento e a manutenção de produtos. As áreas de processos de
suporte tratam os processos de suporte que são utilizados no contexto da
execução de outros processos.
Assinale a opção que identifica somente áreas de processos de
suporte do CMMI.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 70 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

a) Configuration Management, Process and Product Quality


Assurance, Measurement and Analysis, Causal Analysis and Resolution.
b) Project Planning, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Causal Analysis and Resolution.
c) Project Planning, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Organizational Training.
d) Risk Management, Process and Product Quality Assurance,
Measurement and Analysis, Decision Analysis and Resolution.
e) Configuration Management, Process and Product Quality
Assurance, Measurement and Analysis, Organizational Training.

12ª Questão) (Formulação pessoal) Para alcançar o nível 4 de


maturidade CMMI, após maturar todas as áreas de processo dos níveis 2
e 3, será necessária a execução apropriada das áreas de processo
a) Análise e Resolução de Causas e Gestão do Desempenho da
Organização.
b) Gestão Quantitativa de Projeto e Desempenho dos Processos da
Organização.
c) Foco nos Processos da Organização e Análise e Tomada de
Decisões.
d) Gestão de Configuração e Medição e Análise.
e) Definição dos Processos da Organização e Desenvolvimento de
Requisitos.

13ª Questão) (FGV – MPE/MS – Analista de Sistemas –2013)


Considere a lista de processos de desenvolvimento de software:
01176992910

I. gerenciamento de configuração;
II. planejamento de projetos;
III. gerenciamento de riscos.

Os processos que pertencem ao nível 2 de maturidade do CMMI, são:

a) somente I.
b) somente II.
c) somente III.
d) somente I e II.
e) I, II e III.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 71 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
14ª Questão) (FGV – INEA/RJ – Analista de Sistemas –2013) A
respeito do processo de melhoria de qualidade CMMI 1.2, analise as
afirmativas a seguir.

IV. Gerência de Configuração (Configuration Management) é uma


área de processo do nível 2 de maturidade.
V. Um dos objetivos da área de processo Gerência de Requisitos
(Requirements Management) é identificar inconsistências entre
os requisitos do projeto e seus planos e produtos.
VI. O processo de Planejamento de Projeto (Project Planning) inclui
atividades de identificação e análise dos riscos do projeto.

Assinale:

a) se somente a afirmativa I estiver correta.


b) se somente a afirmativa II estiver correta.
c) se somente a afirmativa III estiver correta.
d) se somente as afirmativas I e II estiverem correta.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.

15ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Analista de Sistemas - 2013) O CMMI-DEV V 1.3 (Capability Maturity
Model Integration for Development) apresenta 22 Áreas de Processo.
Considerando a representação por estágios, essas Áreas de Processo se
classificam em níveis de maturidade. Assinale a alternativa que contém
apenas Áreas de Processo referentes ao nível de maturidade de número
3.

a) Integração de Produto e Gerenciamento de Riscos.


b) Planejamento de Projeto e Gerenciamento de Configuração.
c) Gerenciamento Quantitativo de Projeto e Validação.
01176992910

d) Medição e Análise e Análise e Resolução de Causas.


e) Verificação e Gerenciamento de Requisitos.

Texto para as próximas duas questões:

A abordagem de implementação por estágios do CMMI-DEV é


baseada em 5 níveis de maturidade.
Considere que a empresa A acaba de atingir um nível de maturidade
onde o foco passou a ser direcionado para práticas de gestão de projetos
indicando que, como se trata de uma organização ainda imatura, é mais
prioritário aprender a planejar, controlar e gerenciar os projetos do que
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 72 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
investir em técnicas e metodologias de desenvolvimento de produtos. Ao
atingir esse nível de maturidade, percebeu-se uma preocupação explícita
em relação à criação de uma infraestrutura para medição e análise de
processos para viabilizar o seu controle e gerenciamento efetivo.

16ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Programador - 2013) Com base no texto é possível concluir que o nível
de maturidade atingido foi o:
a) Gerenciado Qualitativamente.
b) Gerenciado.
c) Definido.
d) Parcialmente gerenciado.
e) Em otimização.

17ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –


Programador - 2013) Ao atingir o nível de maturidade descrito, foram
desenvolvidas sete áreas de processo que fazem parte desse nível:
Gestão da Configuração (CM), Garantia da Qualidade do Processo e do
Produto (PPQA), Gestão do Acordo com o Fornecedor (SAM), Controle e
Monitoração do Projeto (PMC), Gestão de Requisitos (REQM),

a) Gestão do Desempenho Organizacional (OPM) e Análise e


Resolução de Causas (CAR).
b) Desenvolvimento de Requisitos (RD) e Gestão Integrada do
Projeto (IPM).
c) Medição e Análise (MA) e Planejamento do Projeto (PP).
d) Foco no Processo Organizacional (OPF) e Gestão de Riscos
(RSKM).
e) Desempenho do Processo Organizacional (OPP) e Gestão
Quantitativa do Projeto (QPM).
Opa!
01176992910

18ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) De acordo com o CMMI, enquanto
o projeto amadurece e os requisitos são derivados, todas as atividades ou
disciplinas receberão requisitos. A fim de serem evitados problemas
futuros, critérios são estabelecidos para designar canais apropriados ou
fontes oficiais que serão responsáveis pelos requisitos. Os produtos de
trabalho típicos deste processo são: Um conjunto de requisitos acordados,
Critérios para avaliação e aceitação dos requisitos, Resultados das
análises em relação aos critérios e

a) Lista de critérios para a apropriada distinção dos fornecedores.


b) Abordagens técnicas.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 73 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
c) Tamanho e complexidade de produtos de trabalho e tarefas.
d) Modelos de estimativa.
e) Atributos estimados.

19ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) As áreas de processo do nível de
maturidade 2 do CMMIDEV são as seguintes: Gestão de Requisitos,
Planejamento de Projeto, Monitoramento e Controle de Projeto, Gestão de
Contrato com Fornecedor, Medição e Análise, Garantia da Qualidade de
Processo e Produto e

a) Gestão de Configuração.
b) Solução Técnica.
c) Integração de Produto.
d) Verificação.
e) Validação.

20ª Questão) (FCC – MPE/MA – Técnico Ministerial –


Tecnologia da Informação - 2013) No nível de maturidade 5 do CMMI-
DEV, a área de processo Análise de Causa e Solução de Problemas, na
prática SG 1 (Determinar Causas de Defeitos), o primeiro item a ser
abordado (SP 1.1) é

a) Analisar Causas.
b) Selecionar Dados de Defeitos para Análise.
c) Implementar Propostas de Ação.
d) Avaliar os Efeitos das Mudanças.
e) Registrar Dados.

21ª Questão) (FCC – TRT/12ª Região – Analista Judiciário –


01176992910

Tecnologia da Informação - 2013) O CMMI é uma abordagem para a


melhoria de processos. Existem duas representações do CMMI, a
representação contínua e a representação por estágios. A representação
contínua é projetada para permitir à empresa focar em processos
específicos que deseja melhorar em função de suas prioridades. A
avaliação pela representação contínua mede a capacidade da empresa em
relação a um ou mais processos. Existem quatro níveis de capacidade,
que são, respectivamente,

a) 0-Inicial − 1-Gerenciado − 2-Definido − 3-Em otimização.


b) 0-Incompleto − 1-Gerenciado − 2-Definido − 3-Otimizado.
c) 0-Incompleto − 1-Realizado − 2-Gerenciado − 3-Definido.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 74 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
d) 0-Inicial − 1-Realizado − 2-Gerenciado − 3-Quantitativamente
gerenciado.
e) 0-Inicial − 1-Definido − 2-Gerenciado − 3-Otimizado.

21ª Questão) (FCC – TRT 9ª Região – Analista Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O CMMI fornece diretrizes
baseadas em práticas para melhoria dos processos e habilidades
organizacionais, cobrindo o ciclo de vida de produtos e serviços
completos. Suas abordagens envolvem a avaliação da maturidade da
organização, baseada em 5 níveis de maturidade. Para atingir cada nível,
um conjunto de áreas de processo precisa ser desenvolvido.
Para uma empresa atingir o nível de maturidade 2 (Gerenciado) é
preciso desenvolver áreas de alguns processos, dentre eles,

a) Gestão do Desempenho Organizacional e Análise e Resolução de


Causas.
b) Desenvolvimento de Requisitos e Gestão de Riscos.
c) Desempenho do Processo Organizacional e Gestão Quantitativa do
Projeto.
d) Definição do Processo Organizacional e Foco no Processo
Organizacional.
e) Gestão de Requisitos e Gestão da Configuração.

(CESPE – INPI - Analista – Desenvolvimento e Manutenção de


Sistemas – 2013) A respeito do CMMI 1.3 para serviços, julgue os
próximos itens.

22 Todos os modelos do CMMI, incluindo o CMMI para


serviços, possuem 16 áreas principais de processos.
01176992910

23 O CMMI para serviços possui fundamentos no ITIL e na


ISO/IEC 20000.

24 O CMMI para serviços é um produto isolado do framework


global do CMMI, dessa forma, é possível criar seus próprios
processos e áreas de gerenciamento.

(CESPE – MPOG – Técnico de Nível Superior V – 2013) No que


concerne ao software CMMI 1.3, julgue os itens a seguir.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 75 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
25 O CMMI 1.3 incorporou notas sobre métodos ágeis, na
forma de observações, na descrição dos processos, o que facilitou
a implantação de processos em organizações que utilizam
metodologias ágeis para o desenvolvimento de softwares.

26 No CMMI 1.3, as metas genéricas 4 e 5 foram eliminadas,


tendo sido mantidos os níveis de capacidade 0, 1, 2 e 3.

(CESPE – ANTT – Analista Administrativo – Desenvolvimento


de Sistemas de Informação - 2013) Acerca do CMMI-DEV 1.2,
julgue os itens subsecutivos.

27 A abordagem contínua no CMMI tem estrutura compatível


com a ISO/IEC n.º 15.504 e trata de níveis de capacidades que, ao
serem atingidos, representam o alcance de um determinado
patamar de melhoria, caracterizado pela satisfação de um
conjunto de práticas genéricas e específicas em determinada área
de processo.

28 Todas as áreas de processos abordadas na representação


contínua, são também, abordadas na representação por estágios,
onde uma área de processo é um conjunto de práticas
relacionadas que, ao serem implementadas conjuntamente,
satisfazem a um conjunto de metas consideradas importantes
para a realização de melhorias naquela área. Nesse caso, infere-se
que, para se atingir um nível de maturidade, é necessário possuir
um grau de melhoria de processo em um conjunto predefinido de
01176992910

áreas de processo nas quais todas as metas devem ser satisfeitas.

29 Se determinada organização possuir nível de maturidade 4,


os objetivos quantitativos dos processos medição e análise, da
categoria suporte, e os objetivos do processo desempenho dos
processos da organização, da categoria gestão de processos,
serão estabelecidos para suas qualidades e desempenhos por
meio de técnicas estatísticas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 76 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
30 Caso determinada organização afirme possuir nível de
maturidade 3, o processo gestão de contrato com fornecedor e o
processo gestão de riscos, ambos da categoria gestão de projetos,
serão entendidos e descritos em padrões para a organização.

31 O CMMI possui as representações por estágio e contínua. A


representação por estágio tem cinco níveis e não possui
equivalência com o nível 0 da representação contínua, que tem 6
níveis.

32ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) O MPS.BR
tem como uma das metas definir e aprimorar o modelo de melhoria e
avaliação de processo de software, visando preferencialmente as micro,
pequenas e médias empresas, de forma a atender às suas necessidades
de negócio e ser reconhecido nacional e internacionalmente como um
modelo aplicável à indústria de software. Os componentes em que o
MPS.BR está dividido são:
a) ISO/IEC 12207, CMMI-DEV, ISO/IEC 15504.
b) modelo de referência, guia geral, guia de aquisição, guia de
implementação.
c) guia geral, guia de aquisição, guia de implementação, guia de
avaliação.
d) modelo de referência, método de avaliação, modelo de negócio.
e) guia geral, guia de avaliação e documentos do programa.

33ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


01176992910

Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) No MPS.BR


são definidos níveis de maturidade que são uma combinação entre
processos e sua capacidade. Os níveis de maturidade estabelecem
patamares de evolução de processos, caracterizando estágios de melhoria
da implementação de processos na organização. Assinale a opção que
identifica todos os níveis de maturidade do MPS.BR.
a) A (Otimizado), B (Gerenciado Quantitativamente), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Inicial).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 77 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
b) A (Otimizado), B (Parcialmente Otimizado), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Parcialmente Gerenciado).
c) A (Em Otimização), B (Gerenciado Quantitativamente), C
(Definido), D (Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F
(Gerenciado), G (Parcialmente Gerenciado).
d) A (Em Otimização), B (Parcialmente Otimizado), C (Definido), D
(Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G
(Inicial).
e) A (Otimizado), B (Executado), C (Definido), D (Largamente
Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado), G (Parcialmente
Gerenciado).

34ª Questão) (UEL – CMTU – Analista Administrativo -


Tecnologia da Informação – 2011 - adaptada) Sobre o modelo MPS-
BR, relacione as colunas.

Assinale a alternativa que contém a associação correta.


01176992910

a) I-C, II-G, III-B, IV-E, V-F, VI-A, VII-D.


b) I-C, II-B, III-F, IV-A, V-E, VI-G, VII-D.
c) I-C, II-F, III-B, IV-E, V-G, VI-A, VII-D.
d) I-A, II-E, III-B, IV-D, V-F, VI-G, VII-C.
e) I-A, II-E, III-F, IV-D, V-B, VI-C, VII-G.

35ª Questão) (ESAF – Analista de Finanças e Controle –


Desenvolvimento de Sistemas de Informação – 2008) O propósito
do processo de Gerência de Requisitos - GRE do MPS.BR é gerenciar os
requisitos dos produtos e componentes do projeto e identificar
inconsistências entre os requisitos, os planos do projeto e os produtos de
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 78 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
trabalho do projeto. Assinale a opção que identifica um dos resultados
esperados do processo de Gerência de Requisitos.
a) As necessidades, expectativas e restrições do cliente, tanto do
produto quanto de suas interfaces, são identificadas.
b) Mudanças nos requisitos são gerenciadas ao longo do projeto.
c) Os requisitos são validados.
d) Os requisitos funcionais e não-funcionais de cada componente do
produto são refinados, elaborados e alocados.
e) Interfaces internas e externas do produto e de cada componente
do produto são definidas.

36ª Questão) (Cesgranrio – Analista da Casa da Moeda do


Brasil – Gestão em TI – 2012) Dentre os 7 níveis de maturidade,
definidos pelo modelo MPS-BR, todos os listados a seguir possuem
processos específicos, EXCETO
a) F e G
b) D e E
c) C e D
d) B e C
e) A e B

37ª Questão) (FCC – INFRAERO – Analista de Sistemas –


Arquitetura de Software - 2011) Considere:

I. As descrições dos modelos de ciclo de vida a serem utilizados nos


projetos da organização são estabelecidas e mantidas.
01176992910

II. As informações e os dados relacionados ao uso dos processos


padrão para projetos específicos existem e são mantidos.

No MPS.Br, I e II são resultados esperados, respectivamente, nos


processos:

a) Gerência de projetos; Avaliação e melhoria do processo


organizacional.
b) Desenvolvimento para reutilização; Garantia da qualidade.
c) Desenvolvimento de requisitos; Projeto e construção do produto.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 79 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
d) Análise de causas de problemas e resolução; Garantia da
qualidade.
e) Definição do processo organizacional; Avaliação e Melhoria do
processo organizacional

38ª Questão) (CESGRANRIO – BNDES – Analista de Sistemas –


2013) De acordo com o Guia Geral MPS.BR - Melhoria de Processo do
Software Brasileiro, o nível de maturidade F (Gerenciado) é composto
pelos processos do nível de maturidade G (Parcialmente Gerenciado),
acrescidos de outros processos, dentre os quais se inclui o processo
Aquisição, cujo propósito é gerenciar a aquisição de produtos que
satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente.

É um resultado esperado nesse processo:

a) a rastreabilidade bidirecional entre os requisitos e os produtos de


trabalho é estabelecida e mantida.
b) o orçamento e o cronograma do projeto, incluindo a definição de
marcos e pontos de controle, são estabelecidos e mantidos.
c) o produto é entregue e avaliado em relação ao acordado e os
resultados são documentados.
d) os requisitos são avaliados com base em critérios objetivos e um
comprometimento da equipe técnica com esses requisitos é obtido.
e) os recursos e o ambiente de trabalho necessários para executar o
projeto são planejados.

39ª Questão) (CESPE – Banco do Brasil – Área 12: Tecnologia


da Informação –2012) A escala de maturidade do MPS.br, cujo modelo
01176992910

de maturidade de software equivale ao CMMI, é dividida em 7 níveis,


classificados de A a G. Quando os processos de uma empresa se incluem
no denominado status largamente definidos, o nível de maturidade dessa
empresa na escala MPS.br é classificado como

a) B.
b) D.
c) E.
d) F.
e) G.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 80 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
40ª Questão) (FCC – DPE/SP – Agente de Defensoria Pública –
Analista de Sistemas - 2013) O MPS.BR (Melhoria de Processo do
Software Brasileiro) define 7 níveis de maturidade para o
desenvolvimento de software.

Esses níveis são nomeados com as letras de A a G. Os níveis


correspondentes às letras B e D são, respectivamente,

a) Nomeado e Parcialmente Nomeado.


b) Em Otimização e Definido.
c) Largamente Definido e Parcialmente Definido.
d) Parcialmente Gerenciado e Em Preparação.
e) Gerenciado Quantitativamente e Largamente Definido.

41ª Questão) (FCC – TRT/12ª Região – Analista Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O MPS.BR é um modelo de
avaliação de empresas produtoras de software brasileiro criado através de
uma parceria entre a SOFTEX, o governo federal e a academia
(pesquisadores em geral). Apresenta 7 níveis de maturidade:

A − Em otimização.
B − Gerenciado quantitativamente.
C − Definido.
D − Largamente definido.
E − Parcialmente definido.
F − Gerenciado.
G − Parcialmente gerenciado.

São processos do nível C:

a) GRE − Gerência de Requisitos, GPR − Gerência de Projetos, GDE


− Gerência de Decisões e GRI − Gerência de Riscos.
b) GRE − Gerência de Requisitos, GRU − Gerência de Reutilização,
01176992910

GRH − Gerência de Recursos Humanos, DFP − Definição do Processo


Organizacional e AMP − Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional.
c) GRI − Gerência de Riscos, DRU − Desenvolvimento para
Reutilização e GDE − Gerência de Decisões.
d) GRP − Gerência de Projetos, GRE − Gerência de Requisitos e DRE
− Desenvolvimento de Requisitos.
e) MED − Medição, GQA − Garantia da Qualidade, GPP − Gerência de
Portfólio de Projetos e GCO − Gerência de Configuração.

42ª Questão) (FCC – MPE/SE – Analista – Gestão e Análise de


Projeto de Sistemas - 2013) O modelo MPS.BR

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 81 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
a) deve ser utilizado apenas em micro, pequenas e médias
empresas.
b) baseia-se nos conceitos de maturidade e capacidade de processo
para a avaliação e melhoria da qualidade e produtividade de produtos de
software e serviços correlatos.
c) não é compatível com os padrões de qualidade e modelos de
melhoria de processo já disponíveis.
d) é um modelo de melhoria de processo do software criado pelo
Ministério da Ciência e Tecnologia para atender as empresas públicas.
e) está dividido em três componentes: Modelo de Referência (MR-
MPS), Método de Avaliação (MA-MPS) e Modelo de Governança (MG-MPS).

43ª Questão) (FCC – TRT 9ª Região – Técnico Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) O MPS.BR possui 7 níveis de
maturidade que estabelecem patamares de evolução dos processos de
software e representam estágios de melhoria para implementação desses
processos em uma organização. No nível G de maturidade

a) não há processos específicos. Nesse nível, todos os processos


selecionados para análise de desempenho devem satisfazer os atributos
de processo relacionados à medição e controle e pelo menos um processo
deve ser objeto de melhorias e inovações contínuas.
b) estão os processos de Gerência de Projetos (que estabelece e
mantém planos que definem as atividades, os recursos e as
responsabilidades do projeto) e Gerência de Requisitos (que gerência os
requisitos do produto e dos componentes do produto, identificando
inconsistências).
c) estão os processos de Gerência de Decisões (que analisa
formalmente possíveis decisões críticas), Desenvolvimento para
Reutilização (que identifica oportunidades para reutilização de ativos da
01176992910

organização) e Gerência de Riscos (que identifica, analisa, trata e


monitora riscos).
d) estão os processos de Aquisição, Gerência de Configuração,
Gerência de Portfólio de Projetos, Garantia da Qualidade, Medição,
Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional e Definição do Processo
Organizacional.
e) não há processos específicos. Nesse nível a Gerência de Projetos
passa a ter um enfoque quantitativo refletindo a alta maturidade que se
espera da organização e todos os processos devem satisfazer os atributos
de processo relacionados à medição e controle.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 82 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
(CESPE – INPI - Analista – Desenvolvimento e Manutenção de
Sistemas – 2013) Julgue os próximos itens a respeito do guia
geral do MPS.BR, que define os níveis de maturidade de
processos.

44 O nível G indica que o processo está em otimização e


engloba os processos dos níveis de maturidade de A a F.

45 Segundo o guia, o modelo MPS baseia-se nos conceitos de


maturidade e capacidade de processo para a avaliação e melhoria
da qualidade e da produtividade de software e serviços correlatos
envolvidos.

(CESPE – ANTT – Analista Administrativo – Desenvolvimento


de Sistemas de Informação - 2013) Julgue os próximos itens, a
respeito do MPS.BR, versão 2012.

46 O guia geral MPS.BR de software descreve sete níveis de


maturidade acumulativos, que estabelecem patamares de
evolução de processos. Essa escala se inicia no nível G e progride
até o nível A, não havendo, nesse guia, abordagem de níveis de
capacidade dos processos.

47 O modelo de referência MPS.BR para serviços, que é um


dos quatro componentes do MPS.BR, está em consonância com a
ISO/IEC n.º 20.000/2011, e seu nível de maturidade G é
composto, entre outros fatores, pelos processos entrega de
01176992910

serviços, gerência de incidentes e gerência de nível de serviços.

48 O propósito do processo gerência de projetos evolui à


medida que a organização cresce em maturidade. É iniciado no
nível G, no qual o escopo do projeto é definido; a partir do nível E,
o esforço e o custo são incorporados na gestão; e a partir do nível
B, há planejamento com base em estimativas quantitativas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 83 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
(CESPE – TCE/RO – Analista de Informática - 2013) Acerca do
MPS.BR, julgue os itens subsequentes.

49 O nível E do MPS.BR contempla um processo que resulta no


registro dos dados de utilização dos ativos reutilizáveis.

50 O processo de gerenciamento de riscos é contemplado, no


MPS.BR, a partir do nível F, conhecido como nível gerenciado.

51ª Questão) (FCC – TRT 12ª Região – Técnico Judiciário –


Tecnologia da Informação - 2013) Os modelos CMMI e MPS.BR
possuem níveis de maturidade que definem a capacidade da empresa
para trabalhar com projetos de software grandes e complexos. Os níveis
do MPS.BR permitem que a empresa implante processos de uma forma
mais gradual. O nível 2 do CMMI corresponde a 2 níveis do MPS.BR e o
nível 3 corresponde a 3 níveis do MPS.BR. A tabela abaixo objetiva
mostrar a equivalência dos 5 níveis de maturidade do CMMI com os 7
níveis de maturidade do MPS.BR.

01176992910

A coluna MPS.BR é corretamente preenchida, do nível 1 ao nível 5 do


CMMI, respectivamente, com

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 84 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04

a) G, F, E, D, C, B, A, não é definido.
b) não é definido, A, B, C, D, E, F, G.
c) não é definido, G, F, E, D, C, B, A.
d) A, B, C, D, E, F, G, não é definido.
e) H, G, F, E, D, C, B, A.

52ª Questão) (FCC – MPE/SE – Analista – Gestão e Análise de


Projeto de Sistemas - 2013) O processo que trata da gerência dos
requisitos junto aos grupos de interessados aparece na abordagem de
implementação por estágios do CMMI, no nível de maturidade ...I..., com
o nome de processo Gestão de Requisitos (REQM). No MPS.BR, aparece
no nível de maturidade ...II..., com o nome Gerência de Requisitos (GRE).

Preenchem, correta e respectivamente, as lacunas I e II:

a) 3 (Definido) − D (Largamente Definido)


b) 3 (Definido) − E (Parcialmente Definido)
c) 4 (Gerenciado Quantitativamente) − B (Gerenciado
Quantitativamente)
d) 5 (Otimizado) − A (Em otimização)
e) 2 (Gerenciado) − G (Parcialmente Gerenciado)

(CESPE – ANCINE - Analista Administrativo – Área 2 – 2013)


Considere que, após a avaliação de uma organização acerca dos
processos relativos à qualidade, constatou-se o seguinte:

I o processo gerência de portfólio de projetos é executado e


01176992910

gerenciado.

II o objetivo estratégico da organização é atingir o nível E de


maturidade, conforme o MPS.BR (ago/2012).

III o processo gerenciamento de requisitos está no nível 3 de


capacidade, conforme o CMMI-DEV 1.3.

Com base nessas informações, julgue os itens subsequentes.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 85 de 86
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Tecnologia da Informação (parte 1) p/ CAIXA Econômica Federal
www.foxitsoftware.com/shopping
Técnico Bancário: Tecnologia da Informação
Prof Victor Dalton Aula 04
53 Há previsão do processo descrito em I tanto no CMMI-DEV
quanto no MPS.BR. No CMMI-DEV, esse processo é exigido para se
atingir o nível 2 de maturidade.

54 Se o nível descrito em II for atingido plenamente, a


organização terá implantado os processos gerência de reutilização
e gerência de recursos humanos.

55 A aferição do processo descrito em III está errada, pois o


processo descrito nesse item pode atingir, no máximo, o nível 2 de
capacidade.

GABARITO

1.c 2.b 3.b 4.a 5.e 6.a 7.b 8.e 9.c 10.e
11.a 12.b 13.d 14.e 15.a 16.b 17.c 18.a 19.a 20.b
21.e 22.c 23.c 24.e 25.c 26.c 27.c 28.c 29.c 30.c
31.c 32.d 33.c 34.c 35.b 36.e 37.e 38.c 39.b 40.e
41.c 42.b 43.b 44.e 45.c 46.e 47.c 48.e 49.c 50.e
51.c 52.e 53.e 54.c 55.e

01176992910

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 86 de 86