Anda di halaman 1dari 26

Sumário

Noções de Ética.................................................................................................................................. 03

A gestão da ética nas empresas 08


públicas..........................................................................................

A gestão da ética nas empresas 12


privadas..........................................................................................

Código de Ética da 21
Caixa...................................................................................................................

Exercícios........................................................................................................................................... 23

Técnico Bancário 1
2 Técnico Bancário
Noções de Ética Ética deontológica

Kant foi um filósofo que fez algo no sentido de


construir uma ética deontológica mais racional,
Conceitos que não é constituída por uma simples lista de
regras, mas por um princípio que permite inferir se
uma dada ação é moralmente correta e se a regra
nela envolvida é moral. Esse princípio, que Kant
Ética chama de imperativo categórico, é uma regra de
segunda ordem. Quando ele se deixa aplicar a
A filosofia define "ética" como o estudo do uma dada ação, ela é moralmente correta; se não,
“modo de ser”, da "conduta ideal", esta decorrente ela pode deixar de sê-lo. Esse conceito enfrentou
de um conceito mais amplo, o de "homem ideal". muitas objeções e contra-exemplos que o
Sua utilidade mais presente consiste em ditar as ameaçaram ao decorrer dos anos. Talvez a
qualidades das ações humanas, definindo-as versão da ética deontológica mais resistente a
como boas ou ruins, tendo como norte a razão da contra-exemplos seja a de Sir David Ross. Ele
felicidade – "o soberano bem". Em resumo, a Ética acha que há certos deveres que são parte da
é uma ciência que estuda os valores e virtudes do natureza fundamental do universo, adicionando
homem, estabelecendo um conjunto de regras de uma estratégia para resolver os casos onde as
conduta e de postura a serem observadas para normas que os prescrevem parecem exigir
que o convívio em sociedade se dê de forma violação. Ross distingue entre deveres aparentes
ordenada e justa. e deveres reais. Em casos como o do vizinho que
procura João para pedir a arma que emprestara
É comum que da boa intenção se siga a boa de volta para matar alguém, o que existe é um
ação e que desta última se siga um bom resultado conflito entre dois deveres, um deles aparente e o
e vice-versa. Por causa disso, teorias éticas outro real. O dever aparente é o de devolver o
podem identificar o locus primário do valor moral objeto emprestado, mas o dever real, que na
ou nas disposições de caráter do agente, das situação predomina, é o de proteger a vida, o que
quais emerge a sua intenção, ou no tipo de ação faz com que se torne moralmente correta a não-
que ela produz, ou na conseqüência resultante da devolução da arma. O que nos permite distinguir o
ação. No primeiro caso temos as éticas da virtude, dever prima facie do dever real? A resposta, para
no segundo as éticas deontológicas (‘deon’ = Ross, é que temos uma intuição disso.
dever) e no terceiro as éticas teleológicas (‘telos’= Anotações:
objetivo, fim) ou conseqüencialistas, como mostra
o esquema:

Disposições de caráter do agente = Ética da


Virtude
Tipos de ação = Ética Deontológica
Conseqüências da ação = Ética Teleológica ou
Conseqüencialista

Ética da virtude

A ética da virtude teve a sua origem entre os


filósofos gregos, principalmente em Aristóteles,
tendo sido redescoberta contemporaneamente por
filósofos como G. E. M. Anscombe e Alasdair
McIntyre. Ela deixa de localizar o centro irradiador
do valor moral no agir para localizá-lo no ser
daquele que age. O que vale não é o que o agente
faz, mas as disposições de caráter que
determinam motivos ou intenções das quais
resultam as ações que possibilitam às pessoas
viverem bem em uma sociedade. Essas
disposições chamam-se virtudes.

Técnico Bancário 3
históricos e sociais, levam para elas as mesmas
Ética teleológica crenças e princípios que aprenderam enquanto
membros da sociedade. Normalmente, o mundo
Como um tipo de ação pode ser sempre de uma organização é permeado por conflitos, por
pensado como envolvendo uma regra de ação, choques entre interesses individuais e, muitas
podemos dizer que é o fato de o conjunto das vezes, entre esses e os da própria organização,
conseqüências de um tipo de ação ser bom que de modo que a ética servirá para regular essas
nos permite defini-lo como bom e identificar a relações, colocando limites e parâmetros a serem
regra nele envolvida como moralmente seguidos.
recomendável. E quando as conseqüências de um
tipo de ação são em seu conjunto más,
reconhece-se que a própria ação precisa ser Moral
definida como má, originando-se daí o dever de
evitá-la. Com isso continuamos a admitir como Alguns diferenciam ética e moral do seguinte
justificada a existência de normas morais, mas modo:
passamos a buscar o seu fundamento último em 1. Ética é princípio, moral são aspectos de
um outro lugar que não nelas mesmas. condutas específicas;
Conjugando os dois argumentos chegamos à 2. Ética é permanente, moral é temporal;
conclusão de que o fundamento último do valor 3. Ética é universal, moral é cultural;
moral, a sua fonte originadora, o seu locus 4. Ética é regra, moral é conduta da regra;
primário, é a conseqüência da ação: é o valor 5. Ética é teoria, moral é prática.
moral do conjunto das conseqüências de um tipo
de ação que acaba por definir o valor moral da Quando se indaga o que é correto, aborda-se a
regra envolvida nesse tipo de ação, e é esse Ética; a seguir, quando há a ação, questiona-se a
mesmo conjunto das conseqüências, geralmente Moral, uma vez que é referente ao ato em si. A
expresso no seguimento das regras envolvidas, Moral se refere, então, ao comportamento
que acaba por definir o que conta como adquirido ou modo de ser conquistado pelo
disposição virtuosa de caráter. homem. É o conjunto de normas, princípios e
valores, aceitos ou descobertos de forma livre e
O utilitarismo defende ser a ação moralmente consciente, que regulam o comportamento
correta aquela que tem como conseqüência um individual dos homens. Num segundo aspecto, é
bem maior para todos, inclusive para o agente. O sabido que os valores morais expressam uma
princípio geral do utilitarismo de ação pode ser cultura. Dessa forma, variam historicamente, pois
enunciado como: cada sociedade edifica suas normas a partir das
PGU: Uma ação moralmente correta é a que suas crenças, modelo social, formação econômica
produz maior bem e/ou menor mal para a maioria. e social.
A adoção do princípio utilitário não é algo que
depende diretamente das disposições altruístas do
ser humano, mas de um contrato social implícito. Valores
O princípio do utilitarismo de regras pode ser
assim colocado: Os valores são juízos ou limites sobre as ações
PUR: a ação moralmente correta é a que segue humanas que se baseiam em definições do que é
uma regra cuja adoção produz um bem maior para bom/ mau ou do que é o bem ou o mal. Eles são
a sociedade que adota o sistema de regras a qual imprescindíveis para que possamos guiar nossa
ela pertence. compreensão do mundo e de nós mesmos e
Através de PUR podemos justificar regras servem de parâmetros pelos quais fazemos
deontológicas, como as propostas por Ross escolhas e orientamos nossas ações. Esses
(fidelidade, gratidão, justiça, beneficência, não- valores são desenvolvidos pela consciência
malevolência) em termos utilitários, pelo fato da humana, ao longo da história.
sua admissão produzir em geral um bem maior.
Anotações:
Nasch define a ética utilitarista como “o estudo
da forma pela qual normas morais e pessoais se
aplicam às atividades e aos objetivos de uma
empresa comercial”. Com isso, o que a autora
afirma é que a ética nas organizações não se
caracteriza como valores abstratos nem alheios
aos que vigoram na sociedade; ao contrário, as
pessoas que as constituem, sendo sujeitos
4 Técnico Bancário
será utilizada por gerentes e funcionários como
Virtudes um valioso indicador, especialmente no momento
de tomar decisões importantes ou difíceis. Uma
A idéia grega de virtude estava intimamente declaração de valores éticos pode ajudar a
ligada à noção de função, competência e empresa a desenvolver relações sólidas com
atividade. Um médico virtuoso é um médico que fornecedores, clientes, e outros parceiros; a
desempenha de forma excelente as suas reduzir o número de processos legais e de
competências, da mesma forma que uma faca contingências, a negociar conflitos de interesse e
excelente é a que permite cortar muito bem. Uma a assegurar o cumprimento das leis. Quando
pessoa torna-se virtuosa não, procurando ser solicitadas a refletir sobre os princípios que
como a maioria, mas, ao invés, destacando-se da freqüentemente guiam suas decisões no trabalho,
massa. A pessoa excelente é aquela que as pessoas tipicamente mencionam Honestidade,
desempenha a função excepcionalmente bem. Justiça, Compaixão, Compromisso, Respeito ao
Sendo a principal função do homem livre o próximo, Integridade, Lealdade e Solidariedade.
exercício da razão, em ordem à construção do Todos estes princípios podem ser indicados na
conhecimento e ao uso da inteligência criativa, a declaração de valores éticos de uma empresa.
eudaimonia atinge-se através de uma vida
intelectual ativa e excelente. O nível de excelência Os lideres empresariais descobriram que a ética
varia de pessoa para pessoa em função das passou a ser um fator que agrega valor à imagem
atividades que realiza. Pessoas diferentes com da empresa. Eis a razão da crescente
funções diferentes apresentam níveis de preocupação, entre os empresários, com a adoção
realização e de excelência necessariamente de padrões éticos para suas organizações. Sem
diversos. Em conseqüência, um ato é visto como dúvida, os integrantes dessas organizações serão
bom ou mau de acordo com a forma como analisados através do comportamento e das
preenche a sua função, sendo tanto mais ações por eles praticadas, tendo como base um
excelente quanto melhor a cumprir. conjunto de princípios e valores.
Virtudes podem ser morais e não-morais.
Virtudes morais são a bondade, o senso de Da mesma forma que o indivíduo é analisado
justiça, a sinceridade, a honestidade, a fidelidade, pelos seus atos, as empresas (que são formadas
a lealdade. E virtudes não-morais são a coragem, por indivíduos) passaram a ter sua conduta mais
a força de vontade. Muitos consideraram a controlada e analisada, sobretudo após a edição
bondade e o senso de justiça as duas virtudes de leis que visam a defesa de interesses coletivos.
morais cardinais. Essas duas virtudes parecem, A credibilidade de uma instituição é o reflexo da
ademais, ser interdependentes, pois uma boa prática efetiva de valores como a integridade,
pessoa, para escolher as boas ações, precisará honestidade, transparência, qualidade do produto,
possuir senso de justiça e ninguém deseja o zelo eficiência do serviço, respeito ao consumidor,
justiceiro sem magnanimidade de um inquisidor. entre outros.
Virtudes morais podem depender de virtudes não-
morais; embora uma virtude como a coragem não Nessa dimensão ética distinguem-se dois
seja em si mesma moral, possuí-la é importante grandes planos de ação que são propostos como
para o próprio exercício das virtudes morais. Uma desafio às organizações: de um lado, em termos
pessoa pode sentir-se indignada contra uma de projeção de seus valores para o exterior, fala-
injustiça, mas poderá precisar de coragem para se em empresa cidadã, no sentido de respeito ao
clamar publicamente contra ela. meio ambiente, incentivo ao trabalho voluntário,
realização de algum benefício para a comunidade,
responsabilidade social, etc. De outro lado, sob a
Ética Aplicada perspectiva de seu público mais próximo, como
executivos, empregados, colaboradores,
fornecedores, acionistas, envidam-se esforços
para a criação de um sistema que assegure um
Noções de ética empresarial e profissional modo ético de operar, sempre respeitando a
filosofia da organização e os princípios do direito.
Um conjunto de valores éticos é uma importante
ferramenta para que gerentes e empregados Anotações:
tomem decisões empresariais condizentes com as
metas e convicções de uma companhia. Quando
bem alinhavada e implementada, uma declaração
de valores éticos especifica a forma pela qual a
empresa administrará os negócios. Como tal, ela
Técnico Bancário 5
São muito pesados os ônus impostos às são dirigidos aos praticantes de atos jurídicos,
empresas que, despreocupadas com a ética, principalmente as partes dos contratos. Muitos
enfrentam situações que muitas vezes, em apenas contratos são celebrados por pessoas naturais.
um dia, destroem uma imagem que consumiu Outros são estabelecidos entre pessoas jurídicas,
anos para ser conquistada. Multas elevadas, ou entre essas e as pessoas naturais. O novo
quebra da rotina normal, empregados Código Civil dirige-se sempre às pessoas,
desmotivados, fraude interna, perda da confiança inclusive àquelas que agem na representação de
na reputação da empresa, são exemplos desses sociedade (geralmente organizada sob a forma de
ônus. empresa), associação ou fundação.
Daí o motivo de muitas empresas terem adotado
elevados padrões pessoais de conduta para Sabemos que a ética empresarial, em sua
seleção de seus empregados, cientes de que, essência, é a determinação, às pessoas que
atualmente, a integridade nos negócios exige integram uma organização, de agir sempre em
profissionais altamente capazes de compaginar conformidade com os valores da honestidade,
princípios pessoais e valores empresariais. verdade e justiça, em todas as atividades nas
quais representem essas entidades jurídicas: nas
É perfeitamente plausível e absolutamente compras, nas vendas, nos empréstimos, nas
necessário aliar lucros, resultados, produtividade, relações com empregados, com a concorrência,
qualidade e eficiência de produtos e serviços, com o governo e com a comunidade, e em
além de outros valores típicos de empresa, com quaisquer outras.
valores pessoais, tais como: honestidade, justiça,
cooperação, tenacidade, compreensão, exigência, A prática dos valores acima implica agir sempre
prudência, entre outros. Por essa razão muitas em boa-fé, consistente na prática de cada ato sem
empresas de respeito empreendem um esforço dolo e sem incorrer em fraude, revelando a
organizado, a fim de encorajar a conduta ética verdade à outra parte e agindo sob a convicção de
entre seus empregados. Para tanto, elegem estar protegido pela lei, tomando também como
princípios e valores que são erigidos como verdadeiras e justas as declarações e exigências
baluartes da organização. Sob a égide desses do outro contratante. A boa-fé significa também
postulados, implantam códigos de ética, idealizam somente assumir obrigações com a possibilidade
programas (hoje em dia programas virtuais) de e a intenção verdadeiras de cumpri-las no prazo
treinamento para seus executivos e empregados, acordado. Portanto, agir em boa-fé significa acima
criam comitês de ética, capacitam lideres que de tudo agir com ética. Ser ético nas relações
percorrem os estabelecimentos da organização obrigacionais (contratuais) deixou de ser uma
incentivando o desenvolvimento de um clima ético, opção sob o novo Código Civil. Passou a ser um
além de outras ações. dever cuja violação acarretará responsabilidades
para a parte infratora.
Nessa perspectiva, as empresas que se utilizam
de todos estes instrumentos, conquistam um clima Para se ter uma idéia de como o novo código
muito favorável à assimilação, por parte de todos valorizou a matéria, basta verificar que a
os seus colaboradores, daqueles princípios e expressão boa-fé foi nele citado 55 vezes, contra
valores, que pouco à pouco vão se disseminando 30 vezes em que era citada pelo repositório
por toda a organização. Adquirem a consciência antigo, revogado. O principal dispositivo do novo
de que a ética nasce de um imperativo, que Código Civil a respeito do assunto é o que
emerge de uma convicção interior, reclamando estabelece que os contratantes são obrigados a
coerência entre os princípios defendidos e as observar a boa-fé tanto na celebração quanto no
atitudes tomadas. A empresa que desenvolve cumprimento dos contratos (artigo 422). E o
programas de ética, preocupando-se com a código acrescenta também o dever da probidade,
criação e desenvolvimento de clima ético no assim entendida a honestidade, ou seja, a prática
ambiente de trabalho, terá agregada à sua de não lesar a outrem e, em conseqüência atribuir
imagem excelente fator de competitividade. a cada um o que lhe é devido.

Anotações:

O padrão ético no serviço público

Ser ético nas relações contratuais deixou de ser


uma opção sob o novo Código Civil. O novo
Código Civil tem sido elogiado pela incorporação
de preceitos éticos ao seu texto. Tais dispositivos
6 Técnico Bancário
Outros dispositivos importantes que valorizam o Anotações:
aspecto ético e a boa-fé no novo código são: (a)
os contratos devem ser interpretados de acordo
com a boa-fé e os usos do lugar em que forem
celebrados (artigo 113). Esse dispositivo deve ser
sempre aplicado em conjunto com o que
determina que se deve atentar mais para a
vontade das partes do que para a literalidade das
palavras com que elas a expressam (artigo 112);
(b) no caso de simulação de negócio jurídico,
ficam ressalvados os direitos dos terceiros de boa-
fé em face dos contraentes (artigo 167); (c) o
titular de direito legítimo que ao exercê-lo excede
os limites dos seus fins econômicos e sociais ou
da boa-fé comete ato ilícito (artigo 187); (d) o
devedor que paga a alguém julgando ser este
último o credor, baseado em fundadas razões,
libera-se da obrigação, mesmo que fique provado
que faltava ao recebedor a legitimidade (artigo
309).

Com tais provisões, o novo código certamente


desestimula as ações antiéticas, como, por
exemplo: (a) a empresa compradora de bens ou
contratante de serviços que atrasa o pagamento
do fornecedor porque o contrato não prevê multa,
ou quando prevê o valor desta é menor do que os
juros pagos pelo mercado financeiro pelo
investimento do montante durante o período de
atraso; (b) a empresa fornecedora que entrega
produto anunciado com características diferentes
daquelas que de fato possui e com as quais se
comprometeu perante a organização adquirente;
(c) o devedor que assume dívida que sabe não
poder honrar, ou quando de antemão não
pretender pagar.

As penalidades pelo descumprimento dos


deveres éticos são as previstas para a violação
das obrigações contratuais. Em qualquer caso, a
empresa que agir com má-fé, deixando de
proceder de conformidade com os princípios
éticos, como regra geral fica sujeita ao pagamento
de perdas e danos, mais correção monetária e
juros (artigos 389/395). As perdas e danos
compreenderão os valores que a parte
prejudicada tenha perdido, mais aqueles que
razoavelmente tenha deixado de ganhar (artigos
402/405). No caso de descumprimento de
obrigações de pagamento em dinheiro, se não
houver no contrato previsão de multa o juiz poderá
arbitrar juros a serem calculados por taxa que
reflita a perda real do prejudicado, ou seja,
aquelas praticadas pelo mercado financeiro.

Técnico Bancário 7
A gestão da ética nas empresas públicas ANEXO

Código de Ética Profissional do


Decreto n° 1.171, de 22 de junho de 1994. Servidor Público Civil do Poder Executivo
Federal
Aprova o Código de Ética Profissional do
Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das CAPÍTULO I


atribuições que lhe confere o art. 84, incisos IV e
VI, e ainda tendo em vista o disposto no art. 37 da
Constituição, bem como nos arts. 116 e 117 da Lei Seção I
n° 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e nos arts.
10, 11 e 12 da Lei n° 8.429, de 2 de junho de
1992, Das Regras Deontológicas

Decreta: I - A dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia e a


consciência dos princípios morais são primados
Art. 1° Fica aprovado o Código de Ética maiores que devem nortear o servidor público,
Profissional do Servidor Público Civil do Poder seja no exercício do cargo ou função, ou fora dele,
Executivo Federal, que com este baixa. já que refletirá o exercício da vocação do próprio
poder estatal. Seus atos, comportamentos e
Art. 2° Os órgãos e entidades da Administração atitudes serão direcionados para a preservação da
Pública Federal direta e indireta implementarão, honra e da tradição dos serviços públicos.
em sessenta dias, as providências necessárias à
plena vigência do Código de Ética, inclusive II - O servidor público não poderá jamais
mediante a constituição da respectiva Comissão desprezar o elemento ético de sua conduta.
de Ética, integrada por três servidores ou Assim, não terá que decidir somente entre o legal
empregados titulares de cargo efetivo ou emprego e o ilegal, o justo e o injusto, o conveniente e o
permanente. inconveniente, o oportuno e o inoportuno, mas
principalmente entre o honesto e o desonesto,
Parágrafo único. A constituição da Comissão de consoante as regras contidas no art. 37, caput, e §
Ética será comunicada à Secretaria da 4°, da Constituição Federal.
Administração Federal da Presidência da
República, com a indicação dos respectivos III - A moralidade da Administração Pública não se
membros titulares e suplentes. limita à distinção entre o bem e o mal, devendo
ser acrescida da idéia de que o fim é sempre o
Art. 3° Este decreto entra em vigor na data de sua bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a
publicação. finalidade, na conduta do servidor público, é que
poderá consolidar a moralidade do ato
Anotações: administrativo.

IV- A remuneração do servidor público é custeada


pelos tributos pagos direta ou indiretamente por
todos, até por ele próprio, e por isso se exige,
como contrapartida, que a moralidade
administrativa se integre no Direito, como
elemento indissociável de sua aplicação e de sua
finalidade, erigindo-se, como conseqüência em
fator de legalidade.

V - O trabalho desenvolvido pelo servidor público


perante a comunidade deve ser entendido como
acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como
cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse
trabalho pode ser considerado como seu maior
patrimônio
8 Técnico Bancário
VI - A função pública deve ser tida como exercício XII - Toda ausência injustificada do servidor de
profissional e, portanto, se integra na vida seu local de trabalho é fator de desmoralização do
particular de cada servidor público. Assim, os fatos serviço público, o que quase sempre conduz à
e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua desordem nas relações humanas.
vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu
bom conceito na vida funcional. XIII - 0 servidor que trabalha em harmonia com a
estrutura organizacional, respeitando seus colegas
VII - Salvo os casos de segurança nacional, e cada concidadão, colabora e de todos pode
investigações policiais ou interesse superior do receber colaboração, pois sua atividade pública é
Estado e da Administração Pública, a serem a grande oportunidade para o crescimento e o
preservados em processo previamente declarado engrandecimento da Nação.
sigiloso, nos termos da lei, a publicidade de
qualquer ato administrativo constitui requisito de
eficácia e moralidade, ensejando sua omissão Seção II
comprometimento ético contra o bem comum,
imputável a quem a negar.
Dos Principais Deveres do Servidor Público
VIII - Toda pessoa tem direito à verdade. O
servidor não pode omiti-la ou falseá-la, ainda que XIV - São deveres fundamentais do servidor
contrária aos interesses da própria pessoa público:
interessada ou da Administração Pública. Nenhum a) desempenhar, a tempo, as atribuições do
Estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o cargo, função ou emprego público de que seja
poder corruptivo do hábito do erro, da opressão, titular;
ou da mentira, que sempre aniquilam até mesmo a b) exercer suas atribuições com rapidez, perfeição
dignidade humana quanto mais a de uma Nação. e rendimento, pondo fim ou procurando
prioritariamente resolver situações
IX - A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo procrastinatórias, principalmente diante de filas ou
dedicados ao serviço público caracterizam o de qualquer outra espécie de atraso na prestação
esforço pela disciplina. Tratar mal uma pessoa dos serviços pelo setor em que exerça suas
que paga seus tributos direta ou indiretamente atribuições, com o fim de evitar dano moral ao
significa causar-lhe dano moral. Da mesma forma, usuário;
causar dano a qualquer bem pertencente ao c) ser probo, reto, leal e justo, demonstrando toda
patrimônio público, deteriorando-o, por descuido a integridade do seu caráter, escolhendo sempre,
ou má vontade, não constitui apenas uma ofensa quando estiver diante de duas opções, a melhor e
ao equipamento e às instalações ou ao Estado, a mais vantajosa para o bem comum;
mas a todos os homens de boa vontade que d) jamais retardar qualquer prestação de contas,
dedicaram sua inteligência, seu tempo, suas condição essencial da gestão dos bens, direitos e
esperanças e seus esforços para construí-los. serviços da coletividade a seu cargo;
e) tratar cuidadosamente os usuários dos
X - Deixar o servidor público qualquer pessoa à serviços, aperfeiçoando o processo de
espera de solução que compete ao setor em que comunicação e contato com o público;
exerça suas funções, permitindo a formação de f) ter consciência de que seu trabalho é regido por
longas filas, ou qualquer outra espécie de atraso princípios éticos que se materializam na adequada
na prestação do serviço, não caracteriza apenas prestação dos serviços públicos;
atitude contra a ética ou ato de desumanidade, g) ser cortês, ter urbanidade, disponibilidade e
mas principalmente grave dano moral aos atenção, respeitando a capacidade e as limitações
usuários dos serviços públicos. individuais de todos os usuários do serviço
público, sem qualquer espécie de preconceito ou
XI - O servidor deve prestar toda a sua atenção às distinção de raça, sexo, nacionalidade, cor, idade,
ordens legais de seus superiores, velando religião, cunho político e posição social, abstendo-
atentamente por seu cumprimento, e, assim, se, dessa forma, de causar-lhes dano moral;
evitando a conduta negligente Os repetidos erros, h) ter respeito à hierarquia, porém sem nenhum
o descaso e o acúmulo de desvios tornam-se, às temor de representar contra qualquer
vezes, difíceis de corrigir e caracterizam até comprometimento indevido da estrutura em que se
mesmo imprudência no desempenho da função funda o Poder Estatal;
pública.

Técnico Bancário 9
i) resistir a todas as pressões de superiores b) prejudicar deliberadamente a reputação de
hierárquicos, de contratantes, interessados e outros servidores ou de cidadãos que deles
outros que visem obter quaisquer favores, dependam;
benesses ou vantagens indevidas em decorrência c) ser, em função de seu espírito de solidariedade,
de ações morais, ilegais ou aéticas e denunciá- conivente com erro ou infração a este Código de
las; Ética ou ao Código de Ética de sua profissão;
j) zelar, no exercício do direito de greve, pelas d) usar de artifícios para procrastinar ou dificultar o
exigências específicas da defesa da vida e da exercício regular de direito por qualquer pessoa,
segurança coletiva; causando-lhe dano moral ou material;
l) ser assíduo e freqüente ao serviço, na certeza e) deixar de utilizar os avanços técnicos e
de que sua ausência provoca danos ao trabalho científicos ao seu alcance ou do seu
ordenado, refletindo negativamente em todo o conhecimento para atendimento do seu mister;
sistema; f) permitir que perseguições, simpatias, antipatias,
m) comunicar imediatamente a seus superiores caprichos, paixões ou interesses de ordem
todo e qualquer ato ou fato contrário ao interesse pessoal interfiram no trato com o público, com os
público, exigindo as providências cabíveis; jurisdicionados administrativos ou com colegas
n) manter limpo e em perfeita ordem o local de hierarquicamente superiores ou inferiores;
trabalho, seguindo os métodos mais adequados à g) pleitear, solicitar, provocar, sugerir ou receber
sua organização e distribuição; qualquer tipo de ajuda financeira, gratificação,
o) participar dos movimentos e estudos que se prêmio, comissão, doação ou vantagem de
relacionem com a melhoria do exercício de suas qualquer espécie, para si, familiares ou qualquer
funções, tendo por escopo a realização do bem pessoa, para o cumprimento da sua missão ou
comum; para influenciar outro servidor para o mesmo fim;
p) apresentar-se ao trabalho com vestimentas h) alterar ou deturpar o teor de documentos que
adequadas ao exercício da função; deva encaminhar para providências;
q) manter-se atualizado com as instruções, as i) iludir ou tentar iludir qualquer pessoa que
normas de serviço e a legislação pertinentes ao necessite do atendimento em serviços públicos;
órgão onde exerce suas funções; j) desviar servidor público para atendimento a
r) cumprir, de acordo com as normas do serviço e interesse particular;
as instruções superiores, as tarefas de seu cargo l) retirar da repartição pública, sem estar
ou função, tanto quanto possível, com critério, legalmente autorizado, qualquer documento, livro
segurança e rapidez, mantendo tudo sempre em ou bem pertencente ao patrimônio público;
boa ordem. m) fazer uso de informações privilegiadas obtidas
s) facilitar a fiscalização de todos atos ou serviços no âmbito interno de seu serviço, em benefício
por quem de direito; próprio, de parentes, de amigos ou de terceiros;
t) exercer, com estrita moderação, as n) apresentar-se embriagado no serviço ou fora
prerrogativas funcionais que lhe sejam atribuídas, dele habitualmente;
abstendo-se de fazê-lo contrariamente aos o) dar o seu concurso a qualquer instituição que
legítimos interesses dos usuários do serviço atente contra a moral, a honestidade ou a
público e dos jurisdicionados administrativos; dignidade da pessoa humana;
u) abster-se, de forma absoluta, de exercer sua p) exercer atividade profissional aética ou ligar o
função, poder ou autoridade com finalidade seu nome a empreendimentos de cunho duvidoso.
estranha ao interesse público, mesmo que
observando as formalidades legais e não Anotações:
cometendo qualquer violação expressa à lei;
v) divulgar e informar a todos os integrantes da
sua classe sobre a existência deste Código de
Ética, estimulando o seu integral cumprimento.

Seção III

Das Vedações ao Servidor Público

XV - E vedado ao servidor público;


a) o uso do cargo ou função, facilidades,
amizades, tempo, posição e influências, para obter
qualquer favorecimento, para si ou para outrem;
10 Técnico Bancário
providências disciplinares cabíveis. O
CAPÍTULO II retardamento dos procedimentos aqui prescritos
implicará comprometimento ético da própria
Comissão, cabendo à Comissão de Ética do órgão
Das Comissões de Ética hierarquicamente superior o seu conhecimento e
providências.
XVI - Em todos os órgãos e entidades da
Administração Pública Federal direta, indireta XXI - As decisões da Comissão de Ética, na
autárquica e fundacional, ou em qualquer órgão análise de qualquer fato ou ato submetido à sua
ou entidade que exerça atribuições delegadas apreciação ou por ela levantado, serão resumidas
pelo poder público, deverá ser criada uma em ementa e, com a omissão dos nomes dos
Comissão de Ética, encarregada de orientar e interessados, divulgadas no próprio órgão, bem
aconselhar sobre a ética profissional do servidor, como remetidas às demais Comissões de Ética,
no tratamento com as pessoas e com o patrimônio criadas com o fito de formação da consciência
público, competindo-lhe conhecer concretamente ética na prestação de serviços públicos. Uma
de imputação ou de procedimento susceptível de cópia completa de todo o expediente deverá ser
censura. remetida à Secretaria da Administração Federal
da Presidência da República.
XVII- Cada Comissão de Ética, integrada por três XXII - A pena aplicável ao servidor público pela
servidores públicos e respectivos suplentes, Comissão de Ética é a de censura e sua
poderá instaurar, de ofício, processo sobre ato, fundamentação constará do respectivo parecer,
fato ou conduta que considerar passível de assinado por todos os seus integrantes, com
infringência a princípio ou norma ético-profissional, ciência do faltoso.
podendo ainda conhecer de consultas, denúncias
ou representações formuladas contra o servidor XXIII - A Comissão de Ética não poderá se eximir
público, a repartição ou o setor em que haja de fundamentar o julgamento da falta de ética do
ocorrido a falta, cuja análise e deliberação forem servidor público ou do prestador de serviços
recomendáveis para atender ou resguardar o contratado, alegando a falta de previsão neste
exercício do cargo ou função pública, desde que Código, cabendo-lhe recorrer à analogia, aos
formuladas por autoridade, servidor, costumes e aos princípios éticos e morais
jurisdicionados administrativos, qualquer cidadão conhecidos em outras profissões;
que se identifique ou quaisquer entidades
associativas regularmente constituídas. XXIV - Para fins de apuração do
comprometimento ético, entende-se por servidor
XVIII - À Comissão de Ética incumbe fornecer, público todo aquele que, por força de lei, contrato
aos organismos encarregados da execução do ou de qualquer ato jurídico, preste serviços de
quadro de carreira dos servidores, os registros natureza permanente, temporária ou excepcional,
sobre sua conduta Ética, para o efeito de instruir e ainda que sem retribuição financeira, desde que
fundamentar promoções e para todos os demais ligado direta ou indiretamente a qualquer órgão do
procedimentos próprios da carreira do servidor poder estatal, como as autarquias, as fundações
público. públicas, as entidades paraestatais, as empresas
públicas e as sociedades de economia mista, ou
XIX - Os procedimentos a serem adotados pela em qualquer setor onde prevaleça o interesse do
Comissão de Ética, para a apuração de fato ou ato Estado.
que, em princípio, se apresente contrário à ética,
em conformidade com este Código, terão o rito XXV - Em cada órgão do Poder Executivo Federal
sumário, ouvidos apenas o queixoso e o servidor, em que qualquer cidadão houver de tomar posse
ou apenas este, se a apuração decorrer de ou ser investido em função pública, deverá ser
conhecimento de ofício, cabendo sempre recurso prestado, perante a respectiva Comissão de Ética,
ao respectivo Ministro de Estado. um compromisso solene de acatamento e
observância das regras estabelecidas por este
XX - Dada a eventual gravidade da conduta do Código de Ética e de todos os princípios éticos e
servidor ou sua reincidência, poderá a Comissão morais estabelecidos pela tradição e pelos bons
de Ética encaminhar a sua decisão e respectivo costumes.
expediente para a Comissão Permanente de
Processo Disciplinar do respectivo órgão, se
houver, e, cumulativamente, se for o caso, à
entidade em que, por exercício profissional, o
servidor público esteja inscrito, para as
Técnico Bancário 11
a ele ligada por laços de compadrio, parentesco
A gestão da ética nas empresas privadas ou negócio configura-se uma situação que suscita
conflito de interesses.
Um cargo de nome feio tem aparecido com cada
vez mais freqüência nas empresas francesas: o SITUAÇÕES DE RISCO
deontologista. Grandes grupos, como Vivendi (o 1. Atividades profissionais paralelas ao exercício
maior na área de entretenimento e comunicação da função pública:
da França), Total (de petróleo), Saint-Gobain (da a) no próprio setor público
Vidraria Santa Marina) e IBM, entre muitos outros, a.1 participação em conselhos de empresas
já contam com esse profissional no organograma. a.2 docência
Deontologia, segundo o Aurélio, é "o estudo dos b) no setor privado
princípios, fundamentos e sistemas de moral". A b.1 em empresas e sociedades com ou sem
moral é definida como um "conjunto de regras de fins lucrativos
conduta consideradas válidas para qualquer b.2 em ONGs
tempo ou lugar, grupo ou indivíduo". O b.3 prestação de consultoria
deontologista é, portanto, o executivo que tem a 2. Atividade político-partidária e em entidades
função de guardião da ética da empresa, associativas diversas
formalizando regras de boa conduta e instituindo 3. Investimentos e outras relações de negócio,
regulamentos para os funcionários. Ele está inclusive participação em empresas
sempre atento às ações na Justiça por parte de
consumidores, defensores dos direitos humanos
ou do meio ambiente. Também é todo ouvidos às 4. Exercício de atividades profissionais no setor
interrogações dos acionistas preocupados com o privado após deixar o cargo:
futuro moral das corporações nas quais investem a) Atuar para pessoa física ou jurídica com quem
seu dinheiro. se relacionava institucionalmente em função do
cargo público;
A maioria dos deontologistas vem da magistratura, b) Atuar em processo ou negócio que tenha sido
mas também podem ser ex-dirigentes de filiais ou objeto de sua participação em função do cargo
funcionários aposentados. Quem não assume a público que ocupou;
denominação pode constar no organograma como c) Representar interesse privado junto ao órgão
"encarregado das questões éticas" ou algo similar. público onde o exerceu cargo ou com o qual tenha
Nas empresas francesas em geral os mantido relacionamento oficial direto e relevante.
deontologistas trabalham com o grupo jurídico e 5. Relações de compadrio e parentesco
com uma equipe de risco de gestão, formando
uma comissão de deontologia, e respondem MEDIDAS PARA PREVENIR CONFLITOS
diretamente à presidência. 1. Observar vedação para desenvolver certas
atividades paralelas, em função do cargo público
A nova onda francesa começou no sistema ocupado.
financeiro. Desde 1997, o regulamento do 2. Limitação para fazer investimentos em ativos
Conselho dos Mercados Financeiros (CMF), cujo valor ou cotação possa ser afetado por
entidade que controla as atividades financeiras na decisão ou política governamental a respeito da
França, exige a presença de um deontologista em qual o agente público tenha informações
cada empresa do setor. Os cerca de 800 privilegiadas.
deontologistas financeiros em atuação na França 3. Transferir a gestão do patrimônio próprio para
foram obrigados a passar por um exame para administradores independentes
exercer o posto. "Eles são responsáveis pela 4. Declarar-se impedido para participar do
vigilância à integridade e transparência do processo decisório a respeito de matéria que
mercado", diz Bruno Gizard, secretário-geral envolva interesse pessoal ou de pessoa ligada por
adjunto do CMF. A Inglaterra é o único país laços de parentesco ou negócio
europeu, além da França, onde a existência do 5. Quarentena:
deontologista financeiro, batizado em inglês de a) Restrições para atividades profissionais em
compliance officer, é obrigatória. função da matéria;
b) Restrições para atividades profissionais em
função da área de atuação ou relacionamento
Conflito de interesses mantido enquanto no cargo público.

Todas as vezes em que o exercício do cargo


público puder ser impropriamente afetado por
interesse privado do agente público ou de pessoa
12 Técnico Bancário
3. Desenvolver atividade paralela sem
Atividades Paralelas remuneração ou para entidade sem fins lucrativos
previne eventual conflito de interesses?
1. Servidor vinculado ao Código de Conduta da Não. A ocorrência de conflito de interesses
Alta Administração Federal pode desempenhar independe do recebimento de qualquer ganho ou
outras atividades profissionais? retribuição pela autoridade, assim como da
Sim. Nos limites da lei e desde que observadas as personalidade jurídica da entidade. O conflito
restrições para atividades que possam suscitar ocorre quando a autoridade acumula funções
conflitos de interesses. A Constituição Federal públicas e privadas com objetivos comuns, onde a
veda a acumulação de cargos públicos, exceto decisão da autoridade pode privilegiar uma
quando existir compatibilidade de horários e pessoa física ou jurídica, com ou sem finalidade
consistir em dois cargos de professor, um cargo de lucro.
de professor com outro técnico ou científico e dois
cargos ou empregos privativos de profissionais de 4. Que atitude deve tomar a autoridade para
saúde com profissões regulamentadas no (art. prevenir situação que configure conflito de
37). Outras proibições e condições para o interesses?
exercício de atividades paralelas no setor privado Conforme o caso,deve:
constam nas leis 8112/90, 8027/92, 8429/92, a) abrir mão da atividade ou licenciar-se do cargo,
9790/99 e dos decretos 1171/94 e 4081/02. Além enquanto perdurar a situação passível de suscitar
disso, é importante que sejam observadas as conflito de interesses;
restrições específicas que constam nos códigos b) alienar bens e direitos que integram o seu
de conduta, estatutos ou regras de pessoal das patrimônio e cuja manutenção possa suscitar
entidades onde o servidor exerce suas funções. conflito de interesses;
Para os servidores vinculados ao Código de c) transferir a administração dos bens e direitos
Conduta da alta Administração Federal, a que possam suscitar conflito de interesses a
Comissão de Ética Pública expediu a Resolução instituição financeira ou a administradora da
Interpretativa Nº 8, que identificou as situações em carteira de valores mobiliários autorizadas pelo
que o exercício de atividade paralela suscitar Banco Central ou pela Comissão de Valores
conflito de interesses. Mobiliários, conforme o caso, mediante
instrumento contratual que contenha cláusula que
2. Que tipo de atividade paralela suscita conflito vede a participação da autoridade em qualquer
de interesses com o exercício da função pública? decisão de investimento assim como o seu prévio
Suscita conflito de interesses o exercício de conhecimento de decisões da instituição
atividade que: administradora quanto à gestão dos bens e
a) em razão da sua natureza, seja incompatível direitos;
com as atribuições do cargo ou função pública da d) na hipótese de conflito de interesses específico
autoridade, como tal considerada, inclusive, a e transitório, comunicar sua ocorrência ao superior
atividade desenvolvida em áreas afins à hierárquico ou aos demais membros de órgão
competência funcional; colegiado de que faça parte a autoridade, em se
b) viole o princípio da integral dedicação pelo tratando de decisão coletiva, abstendo-se de votar
ocupante de cargo em comissão ou função de ou participar da discussão do assunto;
confiança, que exige a precedência das e) divulgar publicamente sua agenda de
atribuições do cargo ou função pública sobre compromissos, com identificação das atividades
quaisquer outras atividades; que não sejam decorrência do cargo ou função
c) implique a prestação de serviços a pessoa pública.
física ou jurídica ou a manutenção de vínculo de
negócio com quem tenha interesse em decisão 5. A autoridade precisa informar a Comissão de
individual ou coletiva da autoridade; Ética Pública sobre as medidas que adotou para
d) possa, pela sua natureza, implicar o uso de prevenir conflitos de interesses?
informação à qual a autoridade tenha acesso em Sim. A Comissão deverá ser informada pela
razão do cargo e não seja de conhecimento autoridade e opinará, em cada caso concreto,
público; sobre a suficiência da medida adotada para
e) possa transmitir à opinião pública dúvida a prevenir situação que possa suscitar conflito de
respeito da integridade, moralidade, clareza de interesses.
posições e decoro da autoridade.

Técnico Bancário 13
6. A autoridade pública poderá participar em b) contratar administrador independente que
conselhos de administração e fiscal de empresa passe a fazer a gestão desses investimentos, de
privada da qual a União seja acionista? forma equivalente a um blind trust.
Sim. Desde que a participação resulte de
indicação institucional da autoridade pública 10. Pode a autoridade, quando em licença não
competente. É importante observar nesses casos remunerada para tratar de interesses particulares,
a vedação para participar de deliberação que exercer atividade profissional no interesse
possa suscitar conflito de interesses com o Poder privado?
Público. Desde que observados os limites da lei e o que
dispõe a Resolução Interpretativa nº 8 da
7. Manter participação em empresa, sociedade Comissão de Ética Pública, que identifica
civil ou negócio configura conflito com o exercício situações que suscitam conflito de interesses e
da função pública? dispõe sobre o modo de preveni-los, pode ser
Não. Contudo tais participações devem ser admitido o exercício de atividade profissional no
informadas à Comissão de Ética Pública por meio interesse privado quando em licença não
da Declaração Confidencial de Informações (art. remunerada para tratar de interesses particulares.
4º do Código de Conduta e Resolução CEP Nº 5) É importante notar que ao servidor em licença se
Além do mais, deve a autoridade observar o aplicam, no que couber, as normas de ética e
seguinte: disciplina estabelecidas na legislação para o
a) não participar da gestão da empresa, sociedade servidor da ativa, uma vez que ele mantém o
ou negócio, formal ou informalmente. vínculo com o ente público. Assim, havendo
b) vedação para que: dúvida, é importante consultar a área competente
i) a empresa, sociedade ou negócio de que do próprio órgão, assim como a Comissão de
participe a autoridade transacione com a entidade Ética Pública.
pública onde a autoridade exerça cargo de direção
de qualquer natureza, inclusive função de 11. Pode o artista, quando investido em cargo
conselheiro de administração ou fiscal; público, continuar a desenvolver atividades
ii) represente interesses suscetíveis de serem artísticas de interesse privado, amparadas pela lei
afetados pela entidade pública onde exerce cargo de incentivo fiscal da área cultural?
de direção; Em nenhuma hipótese o exercício da atividade
iii) desempenhe atividade que suscite conflito de artística paralela ao desempenho do cargo público
interesses com a função pública. deve comprometer o interesse público. O
desempenho de atividade artística no interesse
8. Gerir o próprio patrimônio configura conflito com privado somente é possível quando:
a restrição para que a autoridade participe da a) não for incompatível com as atribuições do
gestão de empresa, sociedade civil ou negócio? cargo ou da função pública, como tal considerada,
A gestão do seu próprio patrimônio por parte da inclusive, a atividade desenvolvida em áreas ou
autoridade é vedada sempre que o item integrante matérias afins à competência funcional do agente
desse patrimônio seja empresa ou sociedade civil público;
ou ainda investimento em bens, cujo valor ou b) não violar o princípio da integral dedicação pelo
cotação possa ser afetado por decisão ou política ocupante de cargo em comissão ou função de
governamental, a respeito da qual a autoridade confiança, que exige a precedência das
pública tenha informações privilegiadas em razão atribuições do cargo público sobre qualquer outra
do cargo ou função, inclusive investimento de atividade;
renda variável ou em commodities, contratos c) não implicar a prestação de serviços a pessoa
futuros e moedas para fim especulativo. (§1º, art. física ou jurídica que tenha interesse em decisão
5º, Código de Conduta). individual ou coletiva do agente público ou possa,
pela sua natureza, implicar o uso de informação à
9. O que deve fazer a autoridade que, ao tomar qual o agente tenha acesso em razão do cargo e
posse em cargo ou função pública que o vincule não seja de conhecimento público;
ao Código de Conduta da Alta Administração d) não transmitir dúvida à opinião pública a
Federal, possua investimento vedado? respeito da integridade, moralidade, clareza de
A autoridade deve tomar uma das seguintes posições e decoro do agente público. (Resolução
providências: CEP nº 8, de 25/09/2003)
a) manter inalteradas suas posições,
subordinando qualquer mudança a comunicação
prévia e fundamentada à Comissão de Ética
Pública.

14 Técnico Bancário
12. O que deve fazer a autoridade pública a) a vedação para assumir qualquer compromisso
associada a organização não governamental com que viole o princípio da integral dedicação ao
interesse em matéria sob a jurisdição da entidade cargo ou função pública, que exige a precedência
pública em que exerce sua função para prevenir- das atribuições do cargo ou função sobre
se de situação que possa suscitar conflito de quaisquer outras atividades, bem assim para se
interesses? utilizar dos recursos ou demais condições que são
A autoridade associada a entidade não postas à disposição em razão do cargo público,
governamental com interesse em matéria sob a inclusive no que se refere a informações a que
jurisdição da entidade pública para a qual tenha tenha acesso e não estejam à disposição do
sido nomeada deve afastar-se da mesma, público;
devendo, após deixar o cargo público, observar a b) abster-se de receber bolsa do CNPq ou da
vedação para atuar ou prestar consultoria relativa CAPES sempre que em razão das atribuições do
a processo ou negócio do qual tenha participado cargo público mantiver relacionamento
em razão do cargo, nos termos do art. 14 do institucional oficial e relevante com tais
Código de Conduta da Alta Administração Federal. instituições.
Para prevenir-se de situação que possa suscitar
conflito de interesses, enquanto no cargo público, 15. Pode a autoridade exercer atividade
deve a autoridade observar a necessidade de profissional paralela na área científica ou artística?
registro dos contatos profissionais e audiências Sim, observada a compatibilidade de horários e as
concedidas a representantes da organização não seguintes condições, de acordo com a Resolução
governamental da qual se afastou, nos termos do CEP nº 8:
Decreto 4334, de 12.8.2002. a) não violar o princípio da integral dedicação ao
cargo público;
13. Que cuidados deve adotar a autoridade b) não implicar a prestação de serviço a pessoa
pública filiada a partido político para prevenir-se física ou jurídica ou a manutenção de vínculo de
de situação que possa suscitar conflito de negócio com pessoa física ou jurídica que tenha
interesses? interesse em decisão individual ou coletiva da
A atividade político-partidária da autoridade não autoridade;
deve resultar em prejuízo para o exercício da c) não implicar, pela sua natureza, no uso de
função pública, nem implicar na utilização ou informação à qual a autoridade tenha acesso em
aproveitamento das prerrogativas e recursos do razão do cargo e não seja de conhecimento
cargo postos a sua disposição. Além disso, não público;
deve a autoridade exercer, formal ou d) não transmitir à opinião pública dúvida a
informalmente, função de direção ou coordenação respeito da integridade, moralidade, clareza de
partidárias, nem participar de exame de matéria posições e decoro da autoridade.
no âmbito partidário que possa implicar, ainda que Vale observar que a autoridade não poderá
potencialmente, na utilização de informação receber ou participar de evento que receba
privilegiada a que tem acesso em decorrência do patrocínio, subsídio ou qualquer tipo de apoio
cargo público que ocupa. financeiro de entidade pública de cujos quadros
Para prevenir-se de situações que possam faça parte, com a qual tenha relacionamento
suscitar conflitos, deve a autoridade registrar em institucional relevante, ou que tenha interesse que
agenda de trabalho: dependa de seu pronunciamento individual ou
a) audiências concedidas, nos termos do Decreto como parte de colegiado.
4334, de 12.8.2002;
b) eventuais atividades profissionais ou políticas Anotações:
que venha a desenvolver no interesse partidário.

14. Pode o agente público receber bolsa de


pesquisa do CNPq ou da CAPES, enquanto no
exercício de cargo ou função que o vincule ao
Código de Conduta da Alta Administração
Federal?
Em nenhuma hipótese a percepção de bolsa de
apoio à pesquisa científica ou tecnológica pode
implicar em compromissos que configurem conflito
com o exercício da função pública. Assim, além de
observar as normas aplicáveis do CNPq e
CAPES, deve o agente público observar a
compatibilidade de horários e, ainda:
Técnico Bancário 15
16. Pode a autoridade ter parente que trabalhe 21. Pode o agente público vinculado ao Código de
para entidade que presta serviço ou tem relação Conduta da Alta Administração Federal atuar
de negócio com o órgão público onde exerce suas como professor em cursinho preparatório para
funções? concurso público?
Suscita conflito de interesses contratar entidade O exercício em paralelo da atividade de docência
privada de cuja direção participe parente até encontra amparo no inciso XVI do art. 37 da
segundo grau da autoridade, mesmo que a Constituição Federal, que permite a acumulação
autoridade pública não tenha participado de de remuneração mesmo quando se trate de
qualquer das fases do processo de contratação. docência em instituição pública de ensino, quando
Quando o grau de parentesco for superior, é houver compatibilidade de horários.
possível que a autoridade tenha parente que O exercício da atividade docente para entidade
trabalhe para entidade que presta serviço ou tem privada de ensino, como usualmente é o caso
relação de negócio com o órgão público onde daquelas que oferecem cursinhos para concursos
exerça suas funções, desde que a autoridade não também não encontra vedação legal, desde que
participe do processo de identificação e não ocorra em prejuízo do exercício das funções e
contratação da entidade, quando o grau de atribuições inerentes ao cargo público, devendo
parentesco for até o 4º grau. ser observada a compatibilidade de horários e as
seguintes limitações, com base no que dispõe a
17. Pode a autoridade ter parente que trabalhe Resolução CEP nº 8:
para entidade regulada ou fiscalizada pelo órgão a) não violar o princípio da integral dedicação ao
ou entidade pública onde exerça sua função? cargo público, que exige a garantia de
Sim, desde que não tenha concorrido direta ou precedência para o cumprimento dos deveres e
indiretamente para a contratação do parente, e responsabilidades do cargo público;
desde que publicamente se declare impedido para b) não implicar a prestação de serviço a pessoa
participar, direta ou indiretamente, do exame de física ou jurídica ou a manutenção de vínculo de
qualquer matéria de interesse da entidade negócio com pessoa física ou jurídica que tenha
fiscalizada. interesse em decisão individual ou coletiva da
autoridade;
18. Pode a autoridade ser beneficiária de c) possa pela sua natureza, implicar o uso de
patrocínio ou contribuição para desenvolver informação à qual a autoridade tenha acesso em
atividade permitida? razão do cargo e não seja de conhecimento
Sim, exceto se o patrocínio ou contribuição tiver público;
por origem entidade pública ou privada com a qual d) possa transmitir à opinião pública dúvida a
se relacione ou potencialmente possa vir a se respeito da integridade, moralidade, clareza de
relacionar em razão do exercício de função ou posições e decoro da autoridade.
cargo público, ou que tenha interesse em decisão Em vista do exposto, suscita conflito de interesses
de que participe, ou que seja da responsabilidade a autoridade participar como docente de cursinho
do órgão público onde exerça sua função. preparatório para concurso de ingresso de
servidores em matéria sob a responsabilidade da
19. Pode a autoridade afastar-se temporariamente organização pública onde exerce sua função.
do cargo ou função, sem remuneração, para atuar Quando se tratar de funcionário não vinculado ao
em área ou matéria sobre a qual o órgão ou Código de Conduta da Alta Administração Federal,
entidade a que serve tem responsabilidade? mas vinculado ao Código de Ética Profissional do
Não, pois a situação, pela sua natureza, suscita Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal,
conflito de interesse, uma vez que se trata de área aprovado pelo Decreto 1171/94, recomenda-se
afim à competência funcional, nos termos do que que o exercício de atividade de docência em
dispõe a letra "a" do item 1 da Resolução CEP nº cursinho preparatório para ingresso de
8. funcionários em organização para a qual trabalhe
seja objeto de comunicação e autorização prévia
20. Pode o agente público prestar, formal ou da chefia competente, que deverá informar à
informalmente, consultoria a pessoa física ou respectiva Comissão de Ética que, examinadas as
jurídica em projeto cuja análise seja de sua circunstâncias de casos concretos, poderá se
responsabilidade? manifestar em sentido contrário. Da mesma forma,
Não, pois a situação, pela sua natureza, suscita que o cargo ou função pública do servidor ou
conflito de interesse, uma vez que é afim à empregado não seja utilizado para promover o
competência funcional, nos termos do que dispõe evento por qualquer meio.
a letra "a" do item 1 da Resolução CEP nº 8.

16 Técnico Bancário
22. Pode autoridade publicar livro ou apostila 4. Em que casos a recusa do presente pode ser
sobre matéria exigida em concurso público? substituída por sua doação?
As autoridades vinculadas ao Código de Conduta Às vezes, a devolução do presente não pode ser
da Alta Administração Federal devem considerar- imediata, ou porque a autoridade não o recebeu
se impedidas para publicar texto de apoio a pessoalmente, ou até porque pode causar
candidatos para concurso público de ingresso na constrangimento recusá-lo de imediato. Se a
organização pública em que atuam. devolução posterior implicar despesa para a
No caso dos servidores não vinculados ao Código autoridade ela poderá, alternativamente, doá-lo na
de Conduta da Alta Administração Federal, mas forma prevista na Resolução CEP nº 3.
vinculados ao Código de Ética Profissional do
Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, 5. A quem o presente pode ser doado?
a Comissão de Ética Pública recomenda que se A doação pode ser feita a entidade de caráter
considerem impedidos para publicar texto de assistencial ou filantrópico reconhecida como de
apoio a candidatos para concurso público de utilidade pública. Se o presente for um bem não
ingresso na organização quando participarem, perecível (ex.: relógio, eletrodoméstico etc.), a
direta ou indiretamente, de qualquer das fases do entidade deverá comprometer-se, por escrito, a
processo seletivo, inclusive do processo decisório aplicá-lo, ou o seu produto, em suas atividades; os
que tenha levado à realização do concurso. bens perecíveis (alimentos, por exemplo) serão
consumidos pela própria entidade. Se for um bem
de valor histórico, cultural ou artístico, deverá ser
transferido ao IPHAN para que este lhe dê o
Presentes e Brindes destino adequado.

1. Qual é a regra geral do Código de Conduta 6. Que cuidado deve ser tomado para que a
sobre presentes? doação de presente se processe de forma clara?
É proibida a aceitação de presente dado por A doação deve ser registrada na agenda de
pessoa, empresa ou entidade que tenha interesse trabalho da autoridade ou em registro específico
em decisão da autoridade ou do órgão a que esta que torne possível o seu controle futuro. Além
pertença. disso, no caso de doações a entidade de caráter
assistencial ou filantrópico, esta deve se
2. Quando se considera que um presente foi comprometer, por escrito, a aplicar o bem, ou o
oferecido em razão do cargo da autoridade? seu produto, em suas atividades institucionais.
Considera-se que o presente foi dado em função
do cargo sempre que o ofertante: 7. O que caracteriza um brinde cuja aceitação é
a) estiver sujeito à jurisdição regulatória do órgão permitida?
a que pertença a autoridade; Brinde é a lembrança distribuída a título de
b) tenha interesse pessoal, profissional ou cortesia, propaganda, divulgação habitual ou por
empresarial em decisão que possa ser tomada ocasião de eventos ou datas comemorativas de
pela autoridade em razão do cargo; caráter histórico ou cultural. O brinde não pode ter
c) mantenha relação comercial com o órgão a que valor superior a R$ 100,00. Além disso, sua
pertença a autoridade; distribuição deve ser generalizada, ou seja, não se
d) represente interesse de terceiro, como destinar exclusivamente a uma determinada
procurador ou preposto, de pessoa, empresas ou autoridade. Finalmente, não pode ser aceito
entidade compreendida nas hipóteses anteriores. brinde distribuído por uma mesma pessoa,
empresa ou entidade a intervalos menores do que
3. Em que casos a aceitação de presente é doze meses.
permitida?
A aceitação de presente é permitida em duas 8. O que fazer com brinde de valor superior a R$
hipóteses: 100,00?
a) de parente ou amigo, desde que o seu custo Brinde de valor superior a R$ 100,00 será tratado
tenha sido arcado por ele próprio e não por como presente. Em caso de dúvida quanto ao
terceiro que tenha interesse em decisão da valor do brinde, a autoridade poderá solicitar a sua
autoridade ou do órgão a que ela pertence; avaliação junto ao comércio. Ou, se preferir, dar-
b) de autoridade estrangeira, nos casos lhe logo o tratamento de presente.
protocolares, ou em razão do exercício de funções
diplomáticas.

Técnico Bancário 17
9. Aceitação de up grade de classe em viagem 13. Empresa privada, por ocasião do seu
aérea, como cortesia, configura transgressão ao aniversário de fundação, editou livro com
Código de Conduta? reproduções de obras de arte, cujo valor estimado
O Código de Conduta da Alta Administração no mercado livreiro é inferior a R$ 100,00.
Federal veda o recebimento de presentes (art. 9º) Pretende distribuí-los entre seus clientes, inclusive
e de favores de particulares que permitam dirigentes de entidades públicas. Pode autoridade
situação que possa gerar dúvida sobre a sua submetida ao Código de Conduta aceitar o livro?
probidade ou honorabilidade (art. 7º). Assim, Sim. O livro preenche as características de brinde.
configura transgressão ao Código de Conduta a Como no caso anterior, só não poderia ser aceito
aceitação de up grade por autoridade, esteja ela se a empresa houvesse destinado à mesma
em missão oficial ou particular, extensível essa autoridade outro brinde nos últimos doze meses.
vedação a seus familiares. Tal vedação não se
aplica quando a acomodação da autoridade, ou de 14. Por ocasião das festas de final de ano, a
seus familiares, em classe superior, resultar de autoridade recebeu coletânea de material de
problema técnico, como o excesso de passageiros promoção de determinada empresa, todos
na classe de origem, nem quanto o upgrade gravados com seu logotipo, a saber: agenda,
resultar de programa de milhagem, que seja de relógio, canetas de três tipos diferentes e valise
participação aberta e cujas regras sejam comuns para pequenas viagens. Ele pode aceitar?
a todos os participantes. Não, caso o valor do conjunto dos bens supere
R$100,00. Sim, caso esse valor seja inferior a
10. Diretor de empresa pública recebe de R$100,00 e não tenha havido recebimento de
companhia que lhe presta serviços de segurança outro brinde nos doze meses anteriores.
um aparelho de TV para ser sorteado entre os
funcionários. Pode o presente ser aceito se os 15. Autoridade recebeu um presente pelo correio.
diretores da empresa pública, abrangidos pelo Supõe que o referido presente tenha algum valor
Código de Conduta, não participarem do sorteio? artístico. O que fazer?
Não. O principal objetivo do Código de Conduta é Caracterizada a impossibilidade de devolução sem
estabelecer um novo padrão de relacionamento que a autoridade tenha que incorrer em custos
entre o setor público e o setor privado, de modo a pessoais de remessa, deve o presente ser
que se promova a confiança da sociedade na encaminhado para o IPHAN, acompanhada de
motivação ética que cerca as decisões expediente da autoridade dirigido ao seu
governamentais. Além disso, o mecanismo do presidente. O IPHAN procederá ao seu exame,
sorteio, se generalizado, poderá constituir forma confirmará ou não o valor artístico e dará a
indesejável de evitar a aplicação da norma que destinação legal cabível. É bom lembrar que a
veda a aceitação de presente. autoridade deverá manter o registro dos presentes
destinados ao IPHAN, bem como aqueles doados
11. Empresa distribuidora de filmes promove a instituições beneficentes, para fins de eventual
regularmente sessões de cinema para o controle.
lançamento de filmes novos. Convida para o
evento diversas autoridades públicas, 16. Pode autoridade aceitar convites para assistir
especialmente da área de cultura. O convite pode a shows artísticos ou evento esportivo sem ônus?
ser aceito? A autoridade pode aceitar convite para show,
Trata-se de convite para um típico evento evento esportivo ou simular:
promocional regular de empresa privada, cujo a) por razão institucional, quando o exercício da
valor intrínseco é, por certo, inferior a R$ 100,00. função pública recomendar sua presença;
Tem, portanto, as características de um brinde e b) quando se tratar de convite cujo custo esteja
pode ser aceito. dentro do limite de R$ 100,00, estabelecido no
artigo 2º, parágrafo único, inciso II, do Código de
12. Secretário de Ministério recebeu pelo correio Conduta da Alta Administração Federal. Nesses
um produto recém lançado pelo fabricante. Trata- casos, deve a autoridade assegurar transparência,
se de uma promoção de caráter geral. Produtos o que pode ser feito por meio de registro da
similares importados custam menos de R$100,00 participação e suas condições em agenda de
e a expectativa é que o produto nacional venha a compromissos de acesso público.
custar menos ainda que os importados. Ele pode
receber?
Sim. O produto cumpre todas as características de
brinde. Não poderia apenas se essa empresa já
houvesse destinado à mesma autoridade outro
brinde nos últimos doze meses.
18 Técnico Bancário
Outro ponto que reforça esta mudança de postura
Ética e responsabilidade social do empresariado brasileiro é acrescente demanda
por transparência, fundamental para qualquer
Até meados do século passado não se esperava processo de gestão socialmente responsável.
das empresas mais do que cumprir com suas Muitas são as companhias que buscam por
obrigações básicas: fabricar bons e confiáveis certificados relacionados especificamente ao tema
produtos, prestar bons serviços a preços justos, responsabilidade social, como as normas SA8000,
pagar salários compatíveis para os funcionários, e sobre relações de trabalho e AA1000, sobre o
cumprir com suas obrigações fiscais. As empresas dialogo com as partes interessadas e as de
eram ilhas impessoais, estanques da sociedade. qualidade e adequação ambiental, como as
normas ISO.
Felizmente, as coisas mudaram muito. Agora,
além de cumprir com suas obrigações legais, as As iniciativas sociais têm surtido bons resultados,
empresas estão saindo de seus casulos e com ações importantes que contribuem para
arregaçando as mangas a fim de colaborar para solucionar, pelo menos em parte, os desafios da
uma vida melhor de toda a sociedade. De fato, sociedade. Tais ações provaram ser
não importa se pressionadas por uma nova visão especialmente eficientes quando focadas em
do consumidor - exigente não só em relação à áreas específicas, e não dispersas em iniciativas
qualidade e preço do produto ou serviço, mas pontuais em diferentes setores.
também à participação das empresas no
desenvolvimento da sociedade e na preservação Os programas sociais atingem seus objetivos
do meio ambiente - ou se despertadas para a quando apostam nas potencialidades dos
realidade do mundo que as cerca, assumiram sua beneficiários e não em suas carências, no
parcela de responsabilidade para fazer diferença desenvolvimento contínuo das pessoas e não em
no seu tempo/espaço. puras doações financeiras ou em investimentos de
infra-estrutura. A grande diferença é a valorização
Foi o que se denominou de responsabilidade do ser humano como agente de mudança,
social. Que, em última análise, nada mais é do protagonistas das transformações que tanto
que não assistir impassível à avalanche de buscamos.
desafios existentes em nosso país. É não dar de
ombros para questões que ultrapassam os muros Vale também lembrar que empresas são formadas
das empresas e os limites da cadeia de negócios, por pessoas. A solução de parte dos desafios que
como as diferenças sociais, a qualidade da enfrentamos nas áreas social e ambiental também
educação e da saúde, o respeito à diversidade, a passam por uma transformação de postura
preservação do meio ambiente. individual. Essas mudanças só chegarão na
velocidade que almejamos quando tivermos
A última edição da pesquisa Ação Social das consciência do nosso papel na sociedade, seja
Empresas, realizada pelo Instituto de Pesquisa como indivíduo, membro de um grupo ou
Econômica Aplicada (Ipea), e divulgada no responsável por conglomerados econômicos. Para
primeiro semestre deste ano, demonstra essa transformar, primeiro precisamos nos perceber
mudança de postura das empresas. Segundo o como agentes dessa transformação e começar a
estudo, entre 2000 e 2004, houve um crescimento dialogar.
significativo na proporção de empresas privadas
brasileiras que realizam ações sociais em No entanto, por melhores e mais eficientes que
benefício das comunidades. Neste período, a sejam os resultados das ações de
participação empresarial na área social aumentou responsabilidade social, a maioria das empresas
10 pontos percentuais, passando de 59% para brasileiras, ao primeiro sinal de crise, diminui a
69%. São aproximadamente 600 mil empresas ênfase de sua atuação social. Justamente quando
que atuam voluntariamente. Somente em 2004, os desafios sociais tendem a crescer e a se
elas aplicaram cerca de R$ 4,7 bilhões, o que agravar.
correspondia a 0,27% do Produto Interno Bruto
(PIB) naquele ano.

Anotações:

Técnico Bancário 19
É preciso mudar essa postura, pois são
Anotações:
justamente os momentos difíceis os mais
propícios para as empresas consolidarem sua
atuação social, usando seu poder de articulação
para chamar sociedade e governo para o diálogo,
beneficiando a sociedade com ações concretas na
área social e ao mesmo tempo agregando valor à
sua imagem corporativa. É preciso deixar de lado
a visão imediatista e pensar a longo prazo,
comprometer-se com o desenvolvimento
sustentável. Afinal, a empresa que ignora a
responsabilidade social está fechando os olhos
para o futuro.

20 Técnico Bancário
Código de Ética da Caixa HONESTIDADE

No exercício profissional, os interesses da CAIXA


NOSSA MISSÃO estão em 1º lugar nas mentes dos nossos
empregados e dirigentes, em detrimento de
Promover a melhoria contínua da qualidade de interesses pessoais, de grupos ou de terceiros, de
vida da sociedade, intermediando recursos e forma a resguardar a lisura dos seus processos e
negócios financeiros de qualquer natureza, de sua imagem.
atuando, prioritariamente, no fomento ao Gerimos com honestidade nossos negócios, os
desenvolvimento urbano e nos segmentos de recursos da sociedade e dos fundos e programas
habitação, saneamento e infra-estrutura, e na que administramos, oferecendo oportunidades
administração de fundos, programas e serviços de iguais nas transações e relações de emprego.
caráter social,tendo como valores fundamentais: Não admitimos qualquer relacionamento ou
Direcionamento de ações para o atendimento das prática desleal de comportamento que resulte em
expectativas da sociedade e dos clientes; conflito de interesses e que estejam em desacordo
Busca permanente de excelência na qualidade de com o mais alto padrão ético.
serviços; Não admitimos práticas que fragilizem a imagem
Equilíbrio financeiro em todos os negócios; da CAIXA e comprometam o seu corpo funcional.
Conduta ética pautada exclusivamente nos Condenamos atitudes que privilegiem
valores da sociedade; fornecedores e prestadores de serviços, sob
Respeito e valorização do ser humano. qualquer pretexto.
Condenamos a solicitação de doações,
contribuições de bens materiais ou valores a
VALORES DO CÓDIGO DE ÉTICA DA CAIXA parceiros comerciais ou institucionais em nome da
CAIXA, sob qualquer pretexto.

RESPEITO
COMPROMISSO
As pessoas na CAIXA são tratadas com ética,
justiça, respeito, cortesia, igualdade e dignidade. Os dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA
Exigimos de dirigentes, empregados e parceiros estão comprometidos com a uniformidade de
da CAIXA absoluto respeito pelo ser humano, pelo procedimentos e com o mais elevado padrão ético
bem público, pela sociedade e pelo meio no exercício de suas atribuições profissionais.
ambiente. Temos compromisso permanente com o
Repudiamos todas as atitudes de preconceitos cumprimento das leis, das normas e dos
relacionadas à origem, raça, gênero, cor, idade, regulamentos internos e externos que regem a
religião, credo, classe social, incapacidade física e nossa Instituição.
quaisquer outras formas de discriminação. Pautamos nosso relacionamento com clientes,
Respeitamos e valorizamos nossos clientes e fornecedores, correspondentes, coligadas,
seus direitos de consumidores, com a prestação controladas, patrocinadas, associações e
de informações corretas, cumprimento dos prazos entidades de classe dentro dos princípios deste
acordados e oferecimento de alternativa para Código de Ética.
satisfação de suas necessidades de negócios com Temos o compromisso de oferecer produtos e
a CAIXA. serviços de qualidade que atendam ou superem
Preservamos a dignidade de dirigentes, as expectativas dos nossos clientes.
empregados e parceiros, em qualquer Prestamos orientações e informações corretas aos
circunstância, com a determinação de eliminar nossos clientes para que tomem decisões
situações de provocação e constrangimento no conscientes em seus negócios.
ambiente de trabalho que diminuam o seu amor Preservamos o sigilo e a segurança das
próprio e a sua integridade moral. informações.
Os nossos patrocínios atentam para o respeito Buscamos a melhoria das condições de
aos costumes, tradições e valores da sociedade, segurança e saúde do ambiente de trabalho,
bem como a preservação do meio ambiente. preservando a qualidade de vida dos que nele
convivem.
Incentivamos a participação voluntária em
atividades sociais destinadas a resgatar a
cidadania do povo brasileiro.

Técnico Bancário 21
alcance das metas nacionais dos "Objetivos do
TRANSPARÊNCIA Milênio".
A Política Ambiental da instituição é parte do
As relações da CAIXA com os segmentos da grande Projeto Corporativo de Responsabilidade
sociedade são pautadas no princípio da Social, que busca desenvolver a cultura
transparência e na adoção de critérios técnicos. organizacional de sustentabilidade e adotar um
Como empresa pública, estamos comprometidos comportamento proativo junto aos empregados,
com a prestação de contas de nossas atividades, clientes, fornecedores e parceiros da CAIXA, para
dos recursos por nós geridos e com a integridade consolidar seu posicionamento de empresa
dos nossos controles. pública socialmente responsável. A busca da
Aos nossos clientes, parceiros comerciais, ecoeficiência, a eliminação de desperdícios,
fornecedores e à mídia dispensamos tratamento eficiência energética, estímulo ao uso de materiais
equânime na disponibilidade de informações reciclados, são exemplos de ações que atingem o
claras e tempestivas, por meio de fontes público interno e externo.
autorizadas e no estrito cumprimento dos A CAIXA acredita na compatibilidade entre
normativos a que estamos subordinados. lucratividade e sustentabilidade ambiental e
Oferecemos aos nossos empregados reforça a importância das instituições financeiras
oportunidades de ascensão profissional, com para apoiar a transição para modos mais
critérios claros e do conhecimento de todos. sustentáveis de produção, negócios e serviços.
Valorizamos o processo de comunicação interna,
disseminando informações relevantes Anotações:
relacionadas aos negócios e às decisões
corporativas.

RESPONSABILIDADE

Devemos pautar nossas ações nos preceitos e


valores éticos deste Código, de forma a
resguardar a CAIXA de ações e atitudes
inadequadas à sua missão e imagem e a não
prejudicar ou comprometer dirigentes e
empregados, direta ou indiretamente.
Zelamos pela proteção do patrimônio público, com
a adequada utilização das informações, dos bens,
equipamentos e demais recursos colocados à
nossa disposição para a gestão eficaz dos nossos
negócios.
Buscamos a preservação ambiental nos projetos
dos quais participamos, por entendermos que a
vida depende diretamente da qualidade do meio
ambiente.
Garantimos proteção contra qualquer forma de
represália ou discriminação profissional a quem
denunciar as violações a este Código, como forma
de preservar os valores da CAIXA.

Responsabilidade Socioambiental

A CAIXA possui diversos produtos e serviços que


contribuem para a melhoria da qualidade de vida
da sociedade, reduzindo impactos sobre o meio
ambiente. Ao financiar e repassar recursos para o
saneamento ambiental, a infra-estrutura, a
habitação e as ações socioambientais com a
comunidade, a CAIXA promove o
Desenvolvimento Sustentável e contribui para o

22 Técnico Bancário
Exercícios: 04 Pelo foco da ética, o comportamento dos
Texto para os itens de 1 a 5. voluntários da FENAE e da ONG Moradia e
Ética e moral Cidadania é considerado louvável e relevante.
Ética tem origem no grego ethos, que significa 05 Depreende-se que deve haver um
modo de ser. A palavra moral vem do latim mos comprometimento moral que impulsiona as
ou mores, ou seja, costume ou costumes. A pessoas da comunidade carente citada na
primeira é uma ciência sobre o comportamento notícia a se organizarem em um sistema de
moral dos homens em sociedade e está cooperativa, a fim de contribuírem para a
relacionada à Filosofia. Sua função é a mesma de inserção social de todos.
qualquer teoria: explicar, esclarecer ou investigar
determinada realidade, elaborando os conceitos “Portanto, nem por natureza nem contrariamente à
correspondentes. A segunda, como define o natureza a virtude moral é engendrada em nós,
filósofo Vázquez, expressa “um conjunto de mas a natureza nos dá a capacidade de recebê-la,
normas, aceitas livre e conscientemente, que e esta capacidade se aperfeiçoa com o hábito.”
regulam o comportamento individual dos homens”. Aristóteles. Ética a Nicômacos. Brasília: Editora da
Ao campo da ética, diferente do da moral, não UnB, 2001.
cabe formular juízo valorativo, mas, sim, explicar
as razões da existência de determinada realidade Com base na citação de Aristóteles acima, é
e proporcionar a reflexão acerca dela. A moral é correto afirmar que
normativa e se manifesta concretamente nas 06 o ser humano é mau ou bom por natureza.
diferentes sociedades como resposta a 07 a virtude moral não é algo inato ao ser
necessidades sociais; sua função consiste em humano.
regulamentar as relações entre os indivíduos e
entre estes e a comunidade, contribuindo para a Julgue os itens a seguir, relativos a noções e
estabilidade da ordem social. conceitos de ética.
Internet: <www.espacoacademico.com.br> (com 08 A ética ocupa-se basicamente de questões
adaptações). subjetivas, abstratas e essencialmente de
A partir do texto acima, julgue os itens a seguir. interesse particular do indivíduo.
01 A distinção fundamental entre ética e moral 09 Uma ética deontológica é aquela construída
decorre de explicação etimológica. sobre o princípio do dever.
02 Infere-se do texto que ética, definida como
“uma ciência sobre o comportamento moral dos Acerca do padrão ético no serviço público, julgue
homens em sociedade”, corresponde a um os itens a seguir.
conceito mais abrangente e abstrato que o de 10 Age contra a ética ou pratica ato de
moral. desumanidade o servidor público que deixa, de
03 Compete à moral, como conjunto de normas forma injustificada, uma pessoa à espera de
reguladoras de comportamentos, chegar, por solução cuja competência é do setor em que
meio de investigações científicas, à explicação exerça suas funções, permitindo a formação de
de determinadas realidades sociais. longas filas, ou qualquer outra espécie de
atraso na prestação do serviço.
Em 12 de outubro, dia das crianças, voluntários da 11 O servidor público não pode desprezar o
FENAE (Federação Nacional das Associações do elemento ético de sua conduta. Assim, o
Pessoal da CAIXA) e da ONG Moradia e servidor público tem que decidir entre o legal e
Cidadania uniram-se para levar alegria e o ilegal, o conveniente e o inconveniente, o
solidariedade a uma comunidade de catadores de oportuno e o inoportuno, bem como entre o
papel: cerca de 40 crianças e 50 adultos que honesto e o desonesto.
moram precariamente em um terreno próximo ao
metrô, sem água, luz ou qualquer infra-estrutura. É dever do servidor público ser cortês, ter
Mesmo com todas as dificuldades, são pessoas urbanidade, disponibilidade e atenção,
que estão se organizando e, em breve, graças à respeitando a capacidade e as limitações
sua força de vontade e à ajuda de voluntários, individuais de todos os usuários do serviço
criarão uma cooperativa de público, sem qualquer espécie de preconceito ou
catadores de material reciclável, que contribuirá distinção de raça, sexo, nacionalidade, cor, idade,
para a inserção social dessas pessoas. religião, cunho político e posição social. Código de
Internet: <www.fenae.org.br> (com adaptações). Ética profissional do servidor público civil do Poder
Executivo Federal. Capítulo I.
Com base nas afirmativas do segundo parágrafo
do texto “Ética e moral” e considerando a notícia Julgue os itens subseqüentes, com relação às
reproduzida acima, julgue os itens subseqüentes. idéias do texto acima.
Técnico Bancário 23
12 Na gestão pública, é imprescindível o respeito
à individualidade do outro.
13 A cortesia é uma característica que depende
diretamente do nível de instrução do indivíduo.

Julgue os itens subseqüentes, no que se refere ao


Código de Ética da CAIXA.
14 O Código de Ética da CAIXA contém princípios
que se referem ao relacionamento dos
empregados, parceiros e dirigentes da
instituição com o público externo, como
clientes, fornecedores, correspondentes,
coligadas, entre outros.
15 O Código de Ética da CAIXA contém,
fundamentalmente, regulamentação ética de
questões relativas a transações financeiras.
Por essa razão, não faz referências à
preocupação da CAIXA com o meio ambiente.

Julgue os itens seguintes, relativos à qualidade de


atendimento ao público.
16. A queda do padrão de qualidade do
atendimento ao público pode comprometer a
imagem e a eficácia dos serviços de uma
organização.
17. O longo tempo de espera do cliente e a falta
de cortesia na prestação das informações são
fortes indicadores da perda de qualidade do
serviço de atendimento.

No que se refere à qualidade do atendimento ao


público, julgue os itens seguintes:
18. Para o bom atendimento ao público, são
necessários conhecimentos e habilidades, que
podem ser treinados, adquiridos ou
desenvolvidos
19. Em um atendimento de qualidade, busca-se
satisfazer o público, tornar o atendimento
gratificante apenas para quem o executa e
manter valorizada a imagem da organização.

Gabarito
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
E C E E C E C E C C C C E C E C C C E

24 Técnico Bancário