Anda di halaman 1dari 71

 

Você   luta  para  escrever  todos  os  dias?  Muitas  pessoas  sonham  em  se  tornar  um
 autor   de   sucesso,   mas   não   conseguem   "encontrar"   tempo   para   escrever.   A
 
verdade  é  esta:  Grandes  escritores  não  têm  mais  tempo  do  que  você  tem.  Eles
 
arrumam  tempo  para  escrever.  Eles  não  apenas  arrumam  tempo,  eles  também
 
seguem  rotinas  especíCicas  que  os  ajudam  a  evitar  completamente  o  bloqueio
de  escritor.  
 Ao   desenvolver   o   "hábito   da   escrita"   você   terá   conCiança   para   se   sentar   em
frente  a  um  computador  todos  os  dias,  sabendo  que  as  palavras  irão  aparecer.  
 
Em  "Domine  o  Hábito  da  Escrita"  você  irá  aprender  como  incorporar  a  escrita
 em   sua   rotina   diária.   O   que   você   terá   é   uma   estratégia   e   uma   lista   de
 ferramentas   que   o   ajudarão   a   desenvolver   o   hábito   da   escrita   sustentável   e
acabar  de  vez  com  o  bloqueio  de  escritor.
Introdução
Você sempre quis escrever um romance, mas parece nunca ser capaz de
passar dos primeiros capítulos? Você tem um eBook chacoalhando no seu
cérebro, mas simplesmente não consegue colocá-lo no papel? Você que fica
emperrado com bloqueio de escritor quando, finalmente, se senta à frente do
computador?
Este livro irá ensinar-lhe como:
** Aprender rotinas específicas que irão ajudá-lo a desenvolver o hábito de
escrever em longo prazo.
** Superar o bloqueio de escritor, assim você saberá o que quer escrever
cada vez que se propuser a isso.
** Escrever rápido, seguindo um processo específico para criar conteúdo.
É frustrante ter uma ideia de um grande livro, mas nunca parecer ser capaz
de encontrar tempo para, realmente, escrevê-lo.
Eu também sei que você é ocupado. Você tem um “zilhão” de coisas
passando pela cabeça. Trabalho, filhos, relacionamentos, projetos em casa -
parece que nunca existe um momento perfeito para escrever o seu livro ou
roteiro. Mesmo quando você se senta para trabalhar no projeto do seu
livro, tanto tempo passou que você nem se lembra mais do que já havia
concluído e o que precisa ser feito em seguida.
A verdade é esta: escritores bem-sucedidos não têm mais tempo do que
você.
Eles encontram tempo para escrever.
Eles não só encontram tempo como também descobriram rotinas para
escrever que os ajudam a evitar completamente o bloqueio de escritor.
Este livro destina-se a ajudá-lo a descobrir como fazer exatamente isso,
enquanto você trabalha com a sua agenda e suas restrições.
O que você precisa são ferramentas que o ajudarão a desenvolver o hábito
de escrever e a destruir o bloqueio de escritor. Eu levei um bom tempo
para pesquisar e aperfeiçoar o processo para desenvolver o hábito de
escrever que funciona todos os dias.
Quem Sou Eu?
Meu nome é Steve “S.J.” Scott, criador do blog Develop Good Habits. O
objetivo do meu site é mostrar como o desenvolvimento contínuo de
hábitos pode levar a uma vida melhor. Em vez de dar sermões, eu forneço
estratégias simples que podem ser facilmente adicionadas a qualquer vida
agitada. Por experiência própria, digo que a melhor maneira de fazer uma
mudança duradoura é desenvolver um hábito de qualidade de cada vez.
Um hábito que me desafiou por muitos anos foi o de escrever. Eu lutei
contra isso diariamente e muitas vezes me deparei com o bloqueio de
escritor. Mas tudo mudou quando eu adotei uma mentalidade estratégica.
Agora, eu sempre escrevo entre 60.000 a 75.000 palavras por mês, o que
me ajudou a criar mais de 600 artigos e 35 livros Kindle nos últimos anos.
Tudo isso porque sinto firmeza quando me sento para escrever umas 2.000
palavras todos os dias.
Por Que Escrever 2,000 Palavras por Dia?
Um dos fatores-chave para a eficácia do desenvolvimento de um hábito
novo é escolher um objetivo específico, mensurável. Por exemplo, se
alguém quiser desenvolver o hábito de correr, terá mais chances de ser
bem sucedido se estiver comprometido a movimentar-se por 15 minutos,
todos os dias, do que se comprometer a "correr mais vezes."
Ao comprometer-se a escrever um determinado número de palavras por
dia, você terá sucesso.
Isso funciona porque:
** Você pode atingir pequenas metas diárias muito mais facilmente do que
grandes objetivos a longo prazo.
** Não é intimidante se sentar para escrever 2.000 palavras, mas é difícil
reservar uma semana para fazer nada além de escrever.
** Insistir na contagem de palavras se transformará em um hábito de
escrever diário que irá levá-lo para além de um único projeto.
Eu escolhi a meta de 2.000 palavras por dia porque foi o que eu achei mais
eficaz para mim. (Na verdade, eu normalmente escrevo 2.700 palavras por
dia. Visto que eu tiro folga nos finais de semana, esta média passou para
2.000 palavras por dia.)
Se você escrever 2.000 palavras por dia, você irá:
** Escrever 14.000 palavras por semana.
** Terminar um eBook pequeno entre três a quatro semanas.
** Terminar o primeiro esboço de um romance em uma média de dois
meses.
** Publicar um artigo de qualidade no blog todos os dias.
Eu sei que você pode não escrever no mesmo ritmo que eu escrevo. Pode
ser que você consiga escrever apenas 500 ou 1.000 palavras por dia. Ou,
pode ser que tenha mais tempo do que eu (ou que escreva mais rápido do
que eu) e opte por escrever 3.000 ou 10.000 palavras por dia. O importante
é estabelecer uma meta diária de contagem de palavras e, em seguida,
cumpri-la.
Como Superar o Bloqueio de Escritor com o Hábito da Escrita
Muitas pessoas não escrevem por causa de uma forma criativa de
procrastinação. Muitas vezes, é devido a uma incerteza sobre o que dizer.
Talvez tenham ficado presas no passado. Ou talvez elas não entendam o
poder de traçar um esboço inteligente. Ou, ainda, elas podem achar mais
fácil sonhar com um livro do que fazê-lo.
Não importa qual seja o motivo, você irá descobrir que é fácil superar o
bloqueio de escritor se transformar o ato de escrever em um hábito. Em vez
de adivinhar o que vai criar todos os dias, você vai aprender a mapear as
suas ideias e transformar seus pensamentos em conteúdo de qualidade.
Ao contrário de muitos livros populares sobre a prática da escrita que
falam sobre a glória de escrever, este livro é altamente acionável. Você irá
aprender um processo prático de escrita que realmente funciona. Meu
objetivo é ajudá-lo a desenvolver o hábito da escrita, que pode resultar em
um livro acabado, artigos de blog concluídos ou em um roteiro polido.
Para entender o que quero dizer, aqui está uma visão geral do que nós
iremos cobrir:
Seu Convite Grátis
Introdução
A Psicologia do Hábito Diário da Escrita
Hábito 1: Supere as Cinco Maiores Crenças Limitantes
Hábito 2: Estabeleça um Ambiente e uma Rotina Diária
Hábito 3: Planeje um Horário para Escrever
Hábito 4: Siga a sua Rotina de Escrita
Hábito 5: Encontre o Melhor Local
Hábito 6: Diminua as Distrações e Interrupções
Hábito 7: Crie um Esboço Estruturado
Hábito 8: Concentre-se em Pequenos Projetos de Escrita (para começar)
Hábito 9: Transforme a Escrita em um Centro Lucrativo
Hábito 10: Concentre-se Em Um Projeto Por Vez
Hábito 11: Crie uma Disposição para Escrever que lhe Energize
Hábito 12: Digite para Escrever Mais Rápido
Hábito 13: Desenvolva Entusiasmo pelos Seus Projetos
Hábito 14: Tenha um Livro de Ideias
Hábito 15: Crie um Processo para Escrever
Componente do Processo 1: Esboçar
Componente do Processo 2: Pesquisar
Componente do Processo 3: Escrever o Primeiro Rascunho
Componente do Processo 4: Escrever o Segundo Rascunho
Componente do Processo 5: Escrever o Terceiro Rascunho
Componente do Processo 6: Editar
Componente do Processo 7: Concluir a Prova Final
Escrever, um Hábito Para Toda a Vida (ou “Como Escrever 2,000 Palavras
TODOS os Dias”)
Comece a Escrever Hoje!
GOSTARIA DE SABER MAIS?
Obrigado
Pronto para começar?
Então vamos lá.
A Psicologia do Hábito Diário da Escrita
Pode ser que você ache estranho o conceito de desenvolver o "hábito" de
escrever. Afinal, muitos de nós pensamos nos hábitos como coisas ruins
que gostaríamos de parar de fazer, como roer as unhas ou ficar acordado
até muito tarde. Felizmente, os bons hábitos podem levar a melhorias
gratificantes em nossas vidas.
Hábitos são poderosos porque eles se tornam uma segunda natureza. Se
você desenvolver o hábito de se alongar logo depois de acordar, irá notar
como acaba caindo naquela pose de ioga - e se divertindo. Se você
desenvolver o hábito de beber água durante todo o dia, o refrigerante irá
perder o seu apelo e você perceberá que o que realmente que é tomar um
grande copo de H2O.
Uma vez que você estabelecer os hábitos da escrita, você perceberá que os
velhos hábitos ruins começarão a ser evitados, como o de sucumbir ao
bloqueio de escritor.
Pense nisso desta maneira:
Vamos dizer que você corra pelo mesmo percurso todos os dias. Nesta rota
existe um buraco bem no meio do seu caminho. Um corredor inteligente irá
planejar um percurso de corrida que desvie do buraco, certo? Você pode
tropeçar e cair por causa desse buraco nas primeiras vezes, mas uma vez
que tiver feito o percurso que evita o buraco, você não irá mais pensar
nisso. Você só irá desviar do buraco toda vez, sem ter que evitá-lo
conscientemente.
Os hábitos, uma vez praticados por cerca de 30 dias consecutivos, tornam-
se enraizados na sua psique. Seu cérebro fica treinado para considerar o
hábito normal, algo que deve ser esperado.
Aplicando Estes Conceitos na Escrita
Pergunte-se: Quais são os meus hábitos de escrita atuais?
Você...
** Pensa por um longo tempo antes de começar a escrever (toda vez)?
** Escreve por alguns minutos, tropeça em algum detalhe que lhe prende e,
então, descarrila enquanto pesquisa por esse detalhe online, e acaba
perdendo o foco e o pique?
** Escreve por um tempo, e acaba percebendo que não tem um plano ou um
enredo e, então, fica encurralado se perguntando se o seu livro vai chegar a
algum lugar?
** Analisa a sua escrita até o ponto de não ter certeza se você tem,
realmente, algum talento?
Estes são todos os hábitos de escrita que o impedirão de fazer progressos.
Você irá precisar estabelecer hábitos de escrita que o ajudam a colocar as
palavras na página. Então, irá precisar estabelecer hábitos que o ajudem a
aperfeiçoar o seu trabalho até que ele brilhe. Você precisará de hábitos que
o mantenham organizado e nos trilhos. Todos esses hábitos, quando
somados, irão produzir resultados.
Não Reinvente a Roda
Você pode achar que os escritores de sucesso usam todos (ou a maioria)
dos seguintes procedimentos:
** Tempo ilimitado
** Inspiração ilimitada
** Um assistente pessoal que lhes traga o café e pegue seus filhos na escola
Enquanto alguns escritores têm tudo isso, a grande maioria dos escritores
de sucesso começou assim como você: trabalhando em tempo integral e
escrevendo no momento designado para isso. E como eles criaram esse
tempo? Eles estabeleceram uma prática de escrita.
Para demonstrar o que eu quero dizer, aqui está um artigo que descreve os
hábitos diários da escrita de muitos autores populares e bem-sucedidos
(Inglês).
** Stephen King escreve 2.000 palavras por dia. Ele diz que "apenas em
circunstâncias terríveis" ele se permite parar de escrever antes que ele
termine as 2.000 palavras do dia.
** R.F. Delderfield escreveu por um determinado período de tempo todos
os dias - até às quatro da tarde. Mesmo que ele tivesse terminado um livro
no meio da tarde, ele colocaria outro pedaço de papel em sua máquina de
escrever e começaria a trabalhar no próximo livro, trabalhando até as 4:00
da tarde.
** Jack London escreveu entre 1.000 e 1.500 palavras por dia.
Cada autor bem sucedido desenvolve uma prática de escrita única que se
adapta às suas necessidades. Como discutiremos mais tarde, alguns
escritores têm melhor desempenho quando escrevem nas primeiras horas
da manhã, enquanto outros autores passam a noite escrevendo e dormem o
dia todo.
A chave é esta: Eles descobrem como produzir material regularmente, e
uma vez que eles descobrem a sua prática exclusiva de escrita, eles fazem
isso quase todos os dias.
Os capítulos seguintes falarão sobre 15 hábitos de escrita diferentes que
você pode usar para colocar em prática para produzir conteúdo
constantemente. Enquanto você lê cada capítulo, anote como este hábito
específico de escrita irá impulsioná-lo em direção ao seu objetivo final - um
ou dois livros terminados e, o mais importante, uma prática da escrita
viável.
Hábito 1: Supere as Cinco Maiores Crenças
Limitantes
Antes que você possa fazer qualquer outra coisa, você precisa estabelecer
um hábito que lide com o seu maior obstáculo: as suas crenças limitantes.
Você pode ou não saber quais são essas crenças, mas é bem provável que
tenha alguma se ainda não tiver estabelecido uma prática de escrita. Essas
crenças estão atrapalhando o seu caminho para o sucesso, como se tivesse
um gorila de 1 tonelada entre você e o seu teclado.
A seguir, estão as crenças limitantes que irão dificultar a sua capacidade de
transformar a escrita em um hábito permanente.
Leia a lista, verifique as que você decididamente reconhece e tome a
decisão de substituí-las diariamente por uma declaração afirmativa.
Coloque uma lista dessas afirmações positivas onde você possa lê-las
rapidamente no início de suas sessões de escrita.
1. Eu sempre ouvi dizer que escrever rápido é escrever mal.
Substitua essa crença pela seguinte afirmação: Muitos escritores de sucesso
escrevem rápido.
Enquanto alguns escritores prezam pela escrita deliberada e cuidadosa, a
maioria dos escritores bem sucedidos prepara o terreno no primeiro
rascunho, deixando as correções para o segundo e terceiro rascunhos. É
importante deixar de lado o seu “editor interno” e apenas escrever o que
vier à cabeça quando se trabalha em um primeiro esboço.
Confira quantas palavras esses autores famosos colocaram para fora:
** Erle Stanley Gardner (romances Perry Mason) - Um milhão de palavras
por ano.
** John Grisham (suspenses legais) - Um livro em 100 dias e outro em seis
meses.
** Victor Hugo (Os Miseráveis, O Corcunda de Notre Dame) - 20 páginas por
dia.
Lembre-se: Você pode sempre excluir as palavras que não gosta, mas não
pode fazer nada com as palavras que ainda estão presas em sua cabeça.
2. Eu nunca irei ganhar dinheiro escrevendo.
Substitua essa crença pela seguinte afirmação: Muitos autores ganham
dinheiro com livros auto publicados.
Há um ditado no mundo da internet que diz que "o conteúdo é rei."
Basicamente, todos os sites e negócios precisam de uma coisa, que são as
palavras! "Conteúdo" é qualquer coisa, desde artigos de blogs e sites até
eBooks e relatórios ... e se for bom o suficiente, as pessoas estarão dispostas
a pagar por isso.
Os leitores estão dispostos a comprar livros auto publicados (impressos e
digitais), especialmente os de não ficção, escrito por especialistas no
assunto. Escritores de ficção poderão considerar entrar em contato com
agentes e editores, mas até mesmo os escritores de ficção que estão
dispostos a se autopromover podem ganhar um bom dinheiro com obras
auto publicadas.
Lembre-se: Você não irá ganhar dinheiro com um livro que ainda não foi
escrito!
3. Ninguém está interessado no que eu tenho a dizer.
Substitua essa crença pela seguinte afirmação: “Se eu estou interessado
neste assunto, há uma quantidade de pessoas que, assim como eu, irá
apreciá-lo.”
Embora você deva fazer uma pesquisa sobre a popularidade do seu assunto
(ou a procura dele), você não pode, realmente, prever o que as pessoas
estarão comprando neste ano ou no próximo. Em vez disso, é mais seguro
escrever sobre temas em que você realmente está interessado e tem muito
conhecimento. Sua autenticidade irá brilhar.
Lembre-se: Você pode até mesmo encontrar uma maneira de transformar
um tema obscuro em algo acessível e vendável.
4. Eu nunca consigo pensar no que escrever.
Substitua essa crença pela seguinte afirmação: “As palavras virão.”
Essa crença causa o clássico bloqueio de escritor. Se você aprender a
pesquisar, planejar e esboçar (tudo isso será tratado mais adiante neste
livro), não ficará preso. Você será capaz de sentar-se, olhar para o seu
esboço e começar a escrever.
Lembre-se: Você pode superar o bloqueio de escritor.
5. Minha escrita (gramática, pontuação, construção) não é boa o
suficiente.
Substitua essa crença pela seguinte afirmação: “Eu posso contratar um
editor ou pedir a um amigo para corrigir a minha escrita quando eu tiver
acabado.”
Muitos escritores fazem parcerias com pessoas que eles chamam de “leitor
beta" – alguém que analisa os seus trabalhos em troca de uma correção dos
trabalhos deles. Essas parcerias podem resultar em ideias e informações
sem custo algum.
Se você não quer gastar o seu tempo lendo o trabalho de outra pessoa,
contrate um editor ou troque outros serviços para obter ajuda de um amigo
ou vizinho que tenha um bom domínio da língua.
Lembre-se: Você precisa escrever o livro, mas alguém pode ajudá-lo a fazer
os ajustes finais.
Seu Novo Hábito
Pense em outras crenças limitantes que podem estar no meio do seu
caminho. Escreva uma afirmação que contrarie a crença limitante. Coloque
isso em algum lugar onde você possa acessar quando iniciar a sua prática
de escrita todos os dias.
Ok, eu admito que isso possa parecer um pouco piegas para algumas
pessoas. No entanto, se você tem uma "voz interior" que lhe enche de
dúvidas, é importante resolver o problema de imediato. Embora as
afirmações não sejam para todos, elas podem ajudá-lo a reprogramar sua
mente para ver as coisas de forma diferente.
Hábito 2: Estabeleça um Ambiente e uma Rotina
Diária
"Eu só escrevo quando estou inspirado. Felizmente eu estou inspirado às nove
horas da manhã." (William Faulkner)
Muitos escritores acreditam que só devam escrever quando se sentem
inspirados. Se acredita nisso, você irá perceber que está:
** Muitas vezes inspirado quando está ocupado demais para escrever
ou
** Quase nunca inspirado quando tem tempo para escrever.
Isso acontece com os escritores porque eles realmente têm medo de que
possam escrever algo que não seja bom. É por isso que eles se sentem
inspirados quando não podem fazer nada a respeito e não se sentem
inspirados quando eles realmente poderiam escrever algo. É uma maneira
de seu subconsciente evitar que você escreva algo que não preste e se
sentir péssimo.
Escritores bem-sucedidos superam esse medo e esforçam-se para colocar
as palavras na página regularmente, com ou sem inspiração. O que eles
descobrem é que, depois de escreverem por um tempo, a inspiração
aparece, mesmo que inicialmente eles tenham se sentido desanimados ou
ansiosos.
Por Que as Rotinas Funcionam?
Ter uma rotina ajuda, porque uma vez que você se obriga a realmente
escrever algo, o seu crítico interno relaxa e permite que você comece a
trabalhar. (Vou explicar mais sobre como desativar esse crítico interno
mais tarde.) Depois que você escrever, você pode revisar e retirar o que
não ficou bom. Você também pode polir as pedras preciosas que
permanecem. O resultado final é uma boa escrita.
O primeiro passo para silenciar esse crítico interno é estabelecer uma
rotina para que você saiba o que esperar de si mesmo cada vez que se
sentar para escrever.
Se você não tem uma rotina estabelecida, você vai perder muito tempo
fazendo coisas como:
** Decidir onde se sentar;
** Ficar confortável (e, então, perceber que o primeiro lugar que você
escolheu não era confortável, mudar-se novamente, perceber que a
segunda escolha não é ideal, mudar-se de novo, etc.);
** Descobrir sobre o que quer escrever;
** Repensar sobre as páginas que já escreveu;
** Verificar seu e-mail, dar uma olhada no Facebook ou navegar na internet
até que você entre no clima para escrever;
** Pesquisar algum fato insignificante e vagamente relacionado ao seu
livro;
** Fazer, basicamente, qualquer coisa a não ser escrever.
Todas essas ações podem destruir sua capacidade de escrever 2.000
palavras diariamente. Em vez disso, você precisa estabelecer uma rotina de
qualidade que inclua o seguinte:
** De cinco a sete dias de escrita (Comprometa-se com um número
específico de dias por semana);
** Um plano de monitoramento (para contagem de palavras, projetos,
locais e tipos de escrita) para ajudá-lo a identificar quais fatores o ajudam a
escrever melhor;
** Uma hora regular para escrever (Você vai precisar experimentar
horários diferentes durante o dia para descobrir o ideal, mas deve escolher
uma hora e permanecer nela, uma vez que saiba que hora do dia é melhor
para você);
** Um lugar onde você esteja livre de distrações ou interrupções;
** O hábito de escrever sem refletir muito. Apenas sente-se e escreva!
Para ajudá-lo a desenvolver uma rotina eficaz que funcione para você, eu
discutirei cada um dos fatores que compõem uma boa rotina, divididos em
hábitos individuais.
Seu Novo Hábito
Você irá combinar vários dos hábitos discutidos neste capítulo para formar
a sua rotina de escrever. Então você precisará transformar essa rotina em
um hábito diário e realmente executá-la em um número específico de dias
por semana.

Hábito 3: Planeje um Horário para Escrever
Espero que agora você tenha descoberto que precisa criar o tempo para
escrever em vez de improvisar. Isso significa que irá escolher um horário
específico para escrever todos os dias e, então, comprometer-se com ele.
Este compromisso de tempo diário é a base para a criação de uma rotina
para escrever bem sucedida.
Eu gosto de escrever na parte da manhã, meia hora depois de acordar. Eu
dedico uma hora para escrever, cinco dias por semana, deixando os finais
de semana livres. Isso funciona para mim porque:
** Eu sei que não irei procrastinar e perder a minha hora para escrever por
conta de acontecimentos imprevistos ou distrações;
** Eu estou mais alerta na parte da manhã. Este é o horário que funciona
melhor para mim;
** Eu gasto aquela primeira meia hora antes de escrever fazendo atividades
que me energizam e que me ajudam a acordar e a ficar motivado.
Que Horário Funciona Melhor para Você?
Você terá que experimentar horários diferentes durante o dia, até
descobrir qual deles funciona melhor para você. Tenho notado que nem
todos os autores de sucesso escrevem no mesmo horário. Na verdade, veja
abaixo o que acontece com esses escritores conhecidos:
** Stephen King escreve na parte da manhã e passa as suas tardes
relaxando, dormindo e cuidando de negócios pessoais.
** John O'Hara escrevia no meio da noite e dormia até metade do dia.
** Rudyard Kipling escrevia desde o final da manhã até o final da tarde, algo
em torno das 10h até às 16h todos os dias.
Tente escrever em momentos diferentes durante o dia. Mais tarde, vamos
falar sobre a importância de monitorar a sua produtividade e como você se
sentiu sobre a sua escrita. Isso irá ajudá-lo a determinar o horário que
funciona para você.
Pode ser que tenha que driblar o seu emprego e a sua agenda pessoal
(crianças, relacionamento) e adaptar o seu horário às outras demandas em
sua vida. Este requisito pode ser ainda mais vital do que sua preferência
pessoal pelo horário para escrever. Leve todos esses fatores em conta
quando for escolher o momento do dia.
Agende uma Hora Específica do Dia
Depois de determinar que hora do dia funciona melhor, você precisará
reservar um horário específico para escrever todos os dias. Eu sugiro que
você reserve uma hora por dia, mas pode ser que precise de mais ou menos
tempo, dependendo da quantidade de tempo que leva para atingir sua meta
diária de palavras.
Uma vez que tenha estabelecido o quanto consegue fazer em um
determinado período de tempo, você irá acrescentar isso à sua
programação diária. Por exemplo, você poderia reservar o horário das
6h30 às 7h30 todas as manhãs para se dedicar ao seu hábito de escrever.
Agende-o, como uma consulta ao dentista, e não deixe que nada apareça no
seu caminho.
Seu Novo Hábito
Para transformar esta escolha em um hábito, você irá:
** Escolher o mesmo horário todos os dias;
** Repetir este hábito todos os dias (ou a cada dia de trabalho, se deixar os
finais de semana de fora) durante pelo menos 30 dias corridos;
** Agendar este intervalo de tempo em sua agenda, bloqueando todos os
outros compromissos;
** Recusar-se a deixar que nada (além de emergências reais) o desvie do
seu compromisso de escrever.

Hábito 4: Siga a sua Rotina de Escrita
Bons escritores trabalham em blocos de tempo, recusando-se a se
distraírem enquanto estiverem "no relógio”. Eles também monitoram
cuidadosamente o seu tempo, avaliando, ocasionalmente, quais as
mudanças ambientais que influenciam a sua capacidade de produzir
material de qualidade em alta velocidade.
Para fazer isso, você precisa dominar dois hábitos: o hábito de escrever em
blocos de tempo e o hábito de monitorar, diariamente, o rendimento da sua
escrita.
Passo #1: Monitore Blocos de Tempo
Eu tive a ideia de escrever em blocos de tempo quando notei que minha
produtividade caía em um determinado período todos os dias. Eu sou capaz
de escrever por uma hora direto, sem precisar parar. No entanto, quando
escrevia por mais de uma hora por dia, eu notei que trabalharia de forma
mais eficiente quebrasse a minha escrita em blocos menores de tempo.
Essa constatação me levou a explorar as técnicas de escrita em bloco. Foi
quando me deparei com algo chamado “Técnica Pomodoro”, um sistema
popular de gerenciamento de tempo que foi criado na década de 1980 pelo
italiano Francesco Cirillo e é usada igualmente por empreendedores e
especialistas em eficiência de trabalho.
A Técnica Pomodoro ganhou esse nome por causa de um cronômetro
popular que se parece com um tomate (daí o nome "pomodoro", que é
italiano para tomate). O cronômetro era usado como qualquer cronômetro
antigo de cozinha, mas Cirillo experimentou várias combinações até
descobrir o uso mais eficaz dos blocos de tempo (para a eficiência na
produção de trabalho).
Ao usar a técnica, você irá:
** 1. Escolher uma tarefa;
** 2. Ajustar o cronômetro para 25 minutos;
** 3. Trabalhar por 25 minutos, sem nenhuma distração, recusando-se a
parar por qualquer motivo que seja;
** 4. Fazer uma pausa de cinco minutos;
** 5. Voltar ao trabalho por mais 25 minutos;
** 6. Depois de quatro blocos de tempo (de 25 minutos de trabalho e cinco
minutos de pausa), faça um intervalo de 15 a 30 minutos;
Se você quiser usar alta tecnologia para isso, pode tentar um dos seguintes
programas:
**Rapid Rabbit (aplicativos para iPhone e iPad)
** Flowkeeper (usuários de PC)
** Pomodoro (usuários de Mac)
** Pomodoro (usuários de Android)
Se você não quiser usar a Técnica Pomodoro, tente usar um programa de
monitoramento de trabalho. Estes programas irão lhe perguntar "Você está
trabalhando?", quando parecer que você se desviou da tarefa, como ficar no
Facebook.

Você pode experimentar outros sistemas de gerenciamento de tempo além
dos tradicionais 25 minutos de trabalho e 5 minutos de pausa. Como eu
disse, eu trabalho melhor durante a primeira hora de manhã, mas preciso
dividir os meus esforços para escrever em blocos menores de tempo depois
daquela primeira hora. Pode ser que você funcione melhor em blocos de
meia hora ou com intervalos mais longos.
Passo #2: Monitore a sua Escrita
Isto leva direto ao meu próximo ponto, que é a importância do
monitoramento do seu hábito de escrever. Se você não rastrear quantas
palavras produz e que fatores ambientais melhor afetam a sua
produtividade, você nunca irá descobrir o seu ponto produtivo ideal. Eu
criei formulário de monitoramento que revolucionou a minha capacidade
de rastrear e avaliar o meu hábito de escrever. É uma planilha Excel
simples contendo oito colunas:
** 1. Data
** 2. Horário
** 3. Nome do projeto
** 4. Tipo de escrita (esboço, 1º rascunho, 2º rascunho, etc.)
** 5. Blocos (ou unidades de escrita)
** 6.Contagem de palavras
** 7. A contagem média de palavras por bloco: Contagem de palavras /
blocos
** 8. Localização
Eu gravo as informações sobre o meu período de trabalho imediatamente
após eu terminar de escrever. Dessa forma, eu posso descobrir se minha
produtividade caiu em algum momento específico. Depois de fazer isso por
um tempo, eu fui capaz de determinar que os dois momentos mais
produtivos são a primeira parte da manhã, na mesa da cozinha, e as tardes
que eu passo no Starbuck’s de vez em quando.
Criando o Seu Formulário de Monitoramento
Você irá criar o seu próprio formulário usando uma planilha de Excel, como
eu, imprimindo um “diário de bordo” ou usar um sistema de rastreamento
online. Não importa o que escolher, use o formulário toda vez que você
escrever. Eu sugiro que você também anote por que não escreveu se tiver
pulado um dia, ou o que pode ter causado a baixa produtividade nos dias
em que você reconhece que saiu dos trilhos.
Seja honesto com você mesmo. Algumas razões comuns para a baixa
produtividade são:
** Permitir que membros da família o interrompam;
** Se distrair com e-mail ou Facebook;
** Começar a pesquisar algo e se interessar por algo nada a ver.
Se você reconhecer que está tendo essas distrações, vai conseguir evitá-las.
Se ignorar suas infrações e justifica-las de um jeito ou de outro, você irá
repetir esses hábitos ruins.
O objetivo final de tudo isso é descobrir o que faz com que você seja mais
produtivo. Escritores prolíficos têm material para trabalhar; escritores
medíocres têm muito mais dificuldade em terminar um projeto. Descubra
os fatores que tornam você mais produtivo e encontrará o sucesso.
Seu Novo Hábito
Trabalhe em blocos de tempo que você possa anotar em uma planilha de
Excel. Avalie a sua produtividade a cada duas semanas. Procure por
padrões para aqueles dias onde você é capaz de escrever muitas palavras.
Organize a sua agenda para que você exerça a maior parte do seu hábito de
escrever no horário e local mais propícios para você.
Hábito 5: Encontre o Melhor Local
Você pode não achar que a questão do local faça alguma diferença, mas isto
realmente tem um impacto direto sobre a sua capacidade de transformar a
escrita em um hábito.
A bom local é aquele onde você pode:
** Se concentrar;
** Permanecer sem distrações;
** Sentir-se inspirado;
** Chegar facilmente (qualquer lugar que fique mais do que 10 minutos de
casa ou do trabalho não é prático).
É importante estabelecer um lugar primordial para se esforçar a escrever.
Logo, você estará condicionado a querer escrever sempre que entrar
naquele espaço familiar.
Em Casa ou Fora de Casa?
Alguns escritores trabalham melhor em casa, num ambiente familiar.
Outros acreditam que trabalhar em casa seja uma distração, uma vez que
você tem que ignorar a roupa “pedindo” para ser dobrada e as crianças
brigando do outro lado da casa. Alguns escritores adoram o barulho de
fundo dos restaurantes; outros acham que muitas conversas ao redor
sejam uma distração.
Você pode criar um lugar especial em sua casa para escrever. Eu estabeleci
dois cantos em minha casa - um para “escrever a trabalho” e outro para a
escrita criativa. Ter dois lugares me ajuda a separar uma coisa da outra. Eu
mudo de humor e de foco quando entro nos meus cantos sagrados para
escrever.
Opção #1: Em Casa
Explore as opções a seguir, se você gosta de escrever em casa:
** Um escritório formal;
** Uma escrivaninha escondida em um canto isolado de sua casa;
** A varanda da frente (ou de trás);
** Parte do seu quarto;
** Converter um closet em um espaço de escrita;
** Usar uma divisória para separar o espaço para escrever.
Você pode até decorar o seu espaço para escrever. Isto pode incluir:
** Uma lista de afirmações sobre escrever;
** Citações de autores de sucesso;
** Fotos ou citações de especialistas no assunto que você está cobrindo;
** Gráficos do seu enredo ou esboço do seu livro;
** Ideias de fotos dos personagens do seu livro;
** Fotos de escritores que lhe inspiram.
Você também pode colecionar amuletos que o inspirem. Organize sua mesa
com todo o material de escrita de que necessita. Eu mantenho “post-it,” uma
agenda, canetas de qualidade e um grampeador à mão.
Por quê? Às vezes eu imprimo as informações que eu encontro online. Eu
preciso de um lugar para manter esse material onde eu possa escrever
sobre ele, fazer anotações sobre o assunto e mantê-lo organizado, para isso
é necessário que ele seja facilmente acessível, mas que ao mesmo tempo
não me distraia. Eu não mantenho nenhum material supérfluo em minha
mesa – apenas os utilizados para escrever – assim eu nunca fico tentado a
dar uma olhada na cobrança do meu cartão de crédito ou me perco em
meio a correspondências inúteis.
Opção #2: Fora de Casa
Explore as opções a seguir, se você gosta de escrever fora de casa:
** Cafés, lanchonetes, livrarias, padarias, Starbucks;
** Escritórios compartilhados;
** Locais públicos, como parques.
Você precisará carregar a maleta do seu laptop com os materiais
necessários para as suas saídas para escrever. Quando eu escrevo fora de
casa, levo um laptop, meu rascunho, notas aleatórias e muitas canetas.
Talvez você precise levar mais acessórios se estes o ajudam a escrever.
Alguns escritores levam consigo um amuleto onde quer que eles vão,
apenas para manter a vontade de escrever. Você pode manter um amuleto
de boa sorte ou um objeto simbólico em sua escrivaninha, que pode ser
levado com você quando escrever fora de casa.
Como Escolher um Local
Enquanto você estiver experimentando novos locais, certifique-se de
colocá-los em sua planilha de Excel para que possa medir a sua
produtividade por área. Você pode se "sentir" mais como um autor quando
está em um coffeehouse local, mas, na verdade, produzir mais quando está
sozinho em seu escritório. A chave é encontrar o que funciona para você, e
não o que as outras pessoas sugerem.
Você provavelmente irá querer estabelecer dois lugares para escrever- um
em casa e outro fora de casa. Isso irá ajudá-lo a ter mais flexibilidade nos
dias em que não pode sair de casa ou nos dias em que está recebendo
membros da família ou visitas barulhentas.
Uma Armadilha Para Evitar…
Aviso: Não se permita tornar dependente de um único local. Se você fizer
isso, irá correr o risco de desenvolver a mentalidade de que só pode
escrever em um lugar especial.
Isso aconteceu comigo quando eu me comprometi a escrever no Starbucks
todos os dias. Eu parei de escrever em todos os outros lugares, menos no
Starbucks, o que impediu a minha capacidade de escrever todos os dias. Eu
tive que treinar meu cérebro para escrever em qualquer lugar. O bom
hábito de escrever é aquele em que você pode pegar o seu laptop e ser
capaz de trabalhar em qualquer lugar.
Seu Novo Hábito
Depois de ter escolhido um local (ou dois), faça com que ele(s) seja(m) o
seu ponto regular para escrever. Acrescente isso à sua programação diária.
Por exemplo, você pode se comprometer a escrever em uma padaria local,
ao lado do seu trabalho, das 7h00 às 8h00 durante a semana, logo antes de
começar a trabalhar às 8h30, de segunda a sexta-feira. Nos fins de semana
você pode se comprometer a escrever das 9h00 às 10h00 em seu escritório
em casa.
Hábito 6: Diminua as Distrações e Interrupções
Você pode pensar que as interrupções não importam muito, mas elas
certamente importam se você tiver uma quantidade limitada de tempo
para escrever todos os dias. Escrever requer concentração.
O Custo das Interrupções
Toda vez que é interrompido, você perde alguns minutos. Isso porque você
perde a sua linha de pensamento e depois tem que voltar para o projeto
com um pensamento do tipo "onde eu estava, mesmo?". Estudos dizem que
podemos levar entre 5 a 25 minutos para recuperarmos o nível de foco que
tínhamos antes de sermos interrompidos, dependendo do nível de
interrupção e profundidade de concentração necessária para concluirmos
uma tarefa.
Quando você só tem mais ou menos uma hora por dia para progredir na
sua escrita, precisa manter esse tempo sagrado. Isso significa que você terá
que assumir a responsabilidade de evitar interrupções ou distrações.
10 Maneiras de Diminuir as Distrações
Tente usar as seguintes estratégias para minimizar as distrações:
** 1. Use fones de ouvido com cancelamento de ruído;
** 2. Use protetores de ouvido;
** 3. Ouça música instrumental;
** 4. Invista em uma máquina de ruído branco e deixe tocando (a maioria
vem com sons como "oceano" ou "chuva", bem como o ruído branco
genérico);
** 5. Trabalhe em um espaço onde você possa fechar a porta e bloquear os
sons do resto da casa;
** 6. Sente-se em uma parte remota de um parque, restaurante ou café,
longe de pessoas ou grupos que falem alto;
** 7. Coloque o seu “cabresto” e se recuse a olhar por cima da tela do
computador quando as coisas estiverem acontecendo ao seu redor;
** 8. Lembre-se que este é o seu momento sagrado. Recuse-se a conversar
com a garçonete ou com as pessoas em casa;
** 9. Tire todos os itens desnecessários de sua mesa de trabalho;
** 10. Silencie o seu computador e telefone para que você não ouça o "sino"
quando você receber um novo e-mail ou mensagem de texto.
9 Maneiras de Diminuir as Interrupções
Tente as seguintes estratégias para evitar as interrupções:
** 1. Trabalhe em um lugar tranquilo ou um lugar onde seja fácil para você
bloquear as ações de outras pessoas;
** 2. Converse com seus companheiros de quarto, companheiros (as) / e /
ou crianças sobre o seu tempo para escrever. Deixe claro que você não deve
ser perturbado a menos que haja uma emergência verdadeira;
** 3. Desligue o telefone;
** 4. Trabalhe offline (assim você não será tentado a navegar na internet ou
se descarrilar em alguma pesquisa);
** 5. Desconecte-se do seu e-mail;
** 6. Coloque um sinal na porta do seu escritório dizendo: "Por favor, não
perturbe até ___ horas";
** 7. Diga a garçonete / garçom que você está trabalhando e não irá
precisar de nada, garantindo-lhes que irá chamá-los, caso precise de
alguma coisa;
** 8. Diga aos vizinhos ou amigos que passam em sua casa para bater papo,
que você está trabalhando para cumprir um prazo e não pode conversar
naquele momento;
** 9. Comprometa-se a trabalhar até que você tenha trabalhado por um
bloco de tempo.
Seu Novo Hábito
Você precisará se preparar para o sucesso. Descreva o seu compromisso
com quem quer que possa ser tentado a interrompê-lo. Acomode-se em seu
lugar sagrado e use quaisquer ajudas que você tenha escolhido das listas
acima (sinais, fones de ouvido, etc.) para se concentrar em escrever e nada
além de escrever durante a sua hora poderosa todos os dias.
Hábito 7: Crie um Esboço Estruturado
Os escritores bem sucedidos sabem que o bloqueio de escritor vem de uma
incerteza sobre o que escrever. Os melhores autores nunca enfrentam esse
problema, porque criam processos específicos que impedem que este
problema aconteça. Você precisará criar uma estrutura que auxilie a sua
escrita, antes de se sentar para escrever.
Por exemplo:
** Escritores de não ficção e blogueiros usam esboços;
** Escritores de ficção mapeiam suas histórias;
** Roteiristas usam ritmos, cenas e atos.
Eu sei que muitos escritores afirmam que funcionam melhor sem um
esboço. Talvez isso seja verdade para eles, mas os escritores mais bem
sucedidos precisam de algum tipo de estrutura na qual se apoiar.
Uma estrutura ajuda a permanecer focado na tarefa porque:
** Você não irá perder tempo imaginando qual será o melhor assunto a
seguir;
** Você não irá escrever um monte de coisas que não têm nenhuma
importância, só para escrever algo;
** Você não irá perder o panorama geral de vista;
** Você irá produzir um material que faz sentido, tem uma boa trama e
segue um caminho lógico.
Este livro, por exemplo, começou como uma lista de observações. Essas
observações foram organizadas em capítulos sensatos. Eu incrementei
esses capítulos, mas a parte escrita do projeto foi fácil porque eu já tinha
decidido o que precisava ser escrito e quando eu iria escrevê-lo. Eu mudei
capítulos e parágrafos quando eles ainda estavam sob a forma de
observações antes que eu investisse muito tempo e energia para escrever o
livro em si.
Esboçar e traçar um mapa são tão importantes que iremos cobri-los com
mais detalhes em um capítulo posterior.
Seu Novo Hábito
Obrigue-se a esboçar ou traçar o seu livro antes de começar a escrever.
Recuse-se a deixá-lo “no ar” por mais tempo. Esteja preparado para passar
pelo menos um dia ou dois mapeando o que você vai dizer antes de se
sentar e começar a escrever.
Hábito 8: Concentre-se em Pequenos Projetos de
Escrita (para começar)
"Escreva um conto toda semana. Não é possível escrever 52 histórias ruins
consecutivamente "~ Ray Bradbury
É tentador encarar um grande objetivo, como escrever o melhor livro de
todos os tempos sobre um determinado tópico ou "O Grande Romance."
O problema com essa mentalidade é: A maioria de nós não tem energia
para completar um projeto enorme. Não na primeira tentativa. Precisamos
experimentar o sucesso ao longo do caminho ou acabamos perdendo o gás.
Escrever um romance, roteiro ou um grande volume de não ficção é muito
desafiador. Livros enormes se tornam inviáveis. Eles são difíceis de serem
traçados ou planejados e geralmente requerem uma grande quantidade de
tempo e energia mental para serem concluídos. É difícil sentir-se motivado
quando você ainda está trabalhando no mesmo projeto desde o ano
passado. Muitas pessoas acham que os grandes projetos sugam as suas
vidas.
Por Onde Começar?
Em vez de tentar escrever a versão moderna de “Guerra e Paz”, crie
pequenos blocos de trabalho e, então, desenvolva-os em projetos maiores.
EXEMPLO:
** Se você quer escrever um roteiro, não tente criar o próximo “Titanic”.
Em vez disso, faça um filme indie de orçamento pequeno que as pessoas
adoram.
** Escreva histórias curtas ou uma novela antes de abordar um romance de
grande escala. Não há vergonha alguma em publicar alguns contos ou auto
publicar uma novela. Na verdade, isso vai lhe dar a chance de descobrir
quais os veículos da mídia se adaptam melhor a você, enquanto aprimora
suas habilidades de escrita.
** Em vez de tentar encher um site inteiro de material de qualidade, tente
postar em seu blog de duas a três vezes por semana ou escreva uma página
do site por dia.
** Encare um eBook pequeno sobre um tema que você conhece bem, antes
de investir em um eBook mais longo ou mais avançado, que irá exigir um
grande esforço de investigação e citações de fontes de informação.
Mantenha Seus Olhos no Objetivo Final
Lembre-se, você está tentando construir um hábito sustentável de escrita.
Se você assumir um projeto demasiado assustador, você irá:
** Se estressar antes de terminar;
** Se perder nos detalhes;
** Perder o interesse no assunto;
** Possivelmente escrever algo tão enrolado ou complexo que acaba por
não ser vendável;
** Simplesmente desistir de escrever.
Em vez disso, seu objetivo é manter uma dinâmica ao criar o hábito de
escrever onde você sempre alcança a linha de chegada. Quando você
estabelece e cumpre pequenas metas, está se alicerçando para alcançar
objetivos maiores. Você pode até mesmo ser capaz de juntar projetos
menores para criar um livro enorme - tudo isso faz sentido e caminha lado
a lado.
Seu Novo Hábito
Divida as grandes metas em pequenos projetos exequíveis dentro de
prazos razoáveis. Comemore quando terminar cada um destes projetos.
Obtenha feedback dos outros e use-o para guiar o trajeto do seu próximo
material.
Hábito 9: Transforme a Escrita em um Centro
Lucrativo
O teste final e decisivo de um trabalho escrito é pedir para as pessoas
pagarem por ele. Não há nada como aquela sensação ao receber o primeiro
pagamento ou fazer a primeira venda.
A compensação monetária irá reforçar o seu hábito de escrever e o
impulsionará para projetos subsequentes, proporcionando motivação
interna para continuar escrevendo. Se você puder estabelecer uma relação
positiva entre o seu hábito de escrever diariamente e ganhar dinheiro (ou
encontrar outro objetivo mensurável, como quantos seguidores você tem),
ficará mais propenso a terminar o seu trabalho escrito e a continuar
escrevendo.
Eu ganhei dinheiro com as minhas palavras de várias maneiras diferentes,
então eu posso atestar que é um modelo de negócio viável. Aqui estão
algumas ideias para fazer a sua criatividade fluir:
Ideia #1: Auto Publicação
Uma das melhores maneiras que eu encontrei de gerar renda com a escrita
foi a auto publicação. Agora, não me interprete mal; eu não estou dizendo
que seja fácil ganhar dinheiro com obras auto publicadas.
Existe muito trabalho a ser feito, desde a formatação e promoção do seu
trabalho até a construção de seguidores e de reputação - mas é muito mais
fácil hoje do que era há uma década. As ferramentas que você precisa estão
disponíveis facilmente, e as habilidades necessárias são fáceis de aprender.
Você só precisa de um bom guia e fazer o trabalho necessário para ter seu
livro publicado e notado.
A publicação Kindle é o meu instrumento favorito para a auto publicação.
Como mencionei antes, eu tenho 35 livros publicados e continuarei a
ampliar esta biblioteca. Neste momento, a Amazon é o melhor lugar para
publicar rapidamente, conseguir feedback dos clientes e refinar o seu
processo de escrita.
Se você quiser saber mais sobre como eu gerencio o meu negócio editorial
Kindle, eu recomendo que você vá até a minha página do autor “Steve Scott”
(Inglês), que tem uma variedade de títulos sobre o assunto.
Se você estiver pensando em escrever um romance ou uma série de
histórias curtas, eu o encorajaria a ler o livro Write. Publish. Repeat, (Inglês)
que está junto com o pessoal do The Self-Publishing Podcast (Inglês). (Um
aviso - eles adoram falar palavrões nesse programa, por isso não o escute
em seu local de trabalho ou se você tiver crianças ao redor.)
O mercado de ficção é um pouco mais difícil de invadir do que o mercado
de não ficção, mas pode ser mais gratificante financeiramente, se você
estiver disposto a trabalhar duro e aprender com cada livro que publicar.
Ideia #2: Blogs, Marketing de Afiliados e Info-produtos
Vou falar de leve sobre este assunto, porque muitas pessoas acham que
qualquer oportunidade de "ganhar dinheiro online" é uma farsa. A verdade
é que há uma série de maneiras éticas de gerar uma renda pela internet.
Mais uma vez, exige muito trabalho e muita dedicação.
Existem muitos sites onde você pode aprender os princípios do
funcionamento de um negócio na internet. Minha sugestão é começar com
os sites que ensinam como fazer isso de uma maneira simples e honesta:
** Internet Business Mastery
** Niche Pursuits
** Smart Passive Income
** Empire Flippers
** Authority Case Study
Você pode construir um negócio viável online, mas há muitos tubarões na
água. A minha sugestão é verificar o conteúdo gratuito desses sites e
aprender antes de gastar um centavo. Dessa forma, você saberá se um
programa ou ferramenta específica vale o investimento monetário.
Ideia #3: Escritor Freelancer
A escrita freelance é um modelo de negócio que muitos usam para ganhar
dinheiro com as suas palavras. Em vez de desenvolver um site a partir do
zero, você constrói um banco de dados de clientes que contratam você para
criar artigos, relatórios e livros.
Eu nunca fui um escritor freelancer. No entanto, o meu amigo Tom Ewer
(do blog “Leaving Work Behind” - em tradução livre “Deixando o Trabalho
para Trás”), se mantém com sua escrita freelance. Você pode ler sobre suas
experiências em seu blog.
Ideia #4: Publicação Tradicional
Se você escreveu uma peça de ficção e não tem certeza de que tenha todos
os apetrechos necessários para lidar com todas as etapas da auto promoção
a fim de lucrar com o seu trabalho, apresente-o para uma revista literária
(de contos ou poemas), concursos, agentes ou editores.
Você precisará saber o formato adequado para enviar. Um recurso é o
fórum gratuito de escrita Absolute Write. E você também pode conferir o
site de envio de trabalhos Query Tracker para aprender a maneira correta
de apresentar o seu trabalho.
Seu Novo Hábito
Desenvolva uma atitude caprichosa em relação a sua escrita. Não espere
pela inspiração. Trate-a como um trabalho onde você se esforça, obtém
resultados e, se tudo correr bem, ganhe um pouco de dinheiro.
Confie em mim - não há nada mais motivador do que ver a renda
proveniente dasua escrita.
Hábito 10: Concentre-se Em Um Projeto Por Vez
Se você é como eu, deve ter vários projetos orbitando em sua mente. Você
gostaria de construir uma dúzia de websites ou escrever vários livros. Você
se anima com vários tópicos e quer escrever sobre todos eles - agora
mesmo.
O problema é este: a maioria dos escritores excessivamente ambiciosos
acaba com um monte de projetos escritos pela metade, em vez de uma
seleção de obras concluídas. Se você quiser ter sucesso, você vai precisar
trabalhar em um projeto por vez, terminando um projeto antes de iniciar
outro.
Criando um Modelo de Produção
A maioria dos escritores de sucesso estabelece um modelo de produção
que lhes permite colocar em prática projeto após projeto. Eles aderem a
este modelo mesmo que, eventualmente, se sintam inspirados a iniciar um
novo projeto. Por quê? Porque eles entendem o valor de um projeto
concluído.
Compare o seguinte ...
Opção A: 15 Projetos Incompletos/ Pela Metade
** Não podem ser vendidos para leitores ou clientes;
** Não podem ser enviados para agentes ou editores;
** Não dá para relaxar e parar de pensar nestes projetos.
Opção B: Três Projetos Concluídos
** Provavelmente ganhe dinheiro com eles, mesmo que seja apenas um
pouco com cada um;
** Tem algo profissional para enviar aos agentes ou editores, mandar para
a Amazon ou postar em seu portfólio;
** Pode se concentrar em um projeto, dando-lhe toda a sua atenção.
Qual modelo você acha que é o mais sustentável?
Obviamente, você estará mais motivado a escrever todos os dias se você
tiver concluído trabalhos que possam ser enviados. Cada projeto concluído
irá aumentar a sua confiança. Todo projeto pela metade irá corroer a sua
motivação.
A Importância de Processar Múltiplos Projetos em Lotes
Em uma situação ideal, você trabalharia em um projeto, o terminaria
completamente e em seguida passaria para outro projeto. No entanto, eu
sei que alguns projetos naturalmente levam a vários outros.
EXEMPLO:
** Se você escrever um eBook, você provavelmente irá querer criar um
site para ajudar nas vendas desse eBook. O site vai exigir que você escreva
páginas estáticas. Você também provavelmente vai querer escrever artigos
para direcionar tráfego para o site. Se você for esperto, você provavelmente
também irá encontrar uma maneira de obter endereços de e-mail de
pessoas que visitam o seu site e, então, enviar campanhas para estas
pessoas por e-mail.
** Se você escrever um romance, você provavelmente precisará manter
um site de autor e um blog. Você também precisará interagir através das
mídias sociais, postar na página do Facebook e fazer tweets.
Você provavelmente não irá, simplesmente, esquecer o primeiro projeto
que concluiu e passar para diretamente para o segundo eBook ou o
segundo romance.
Quando você precisa completar vários projetos, divida-os em pequenos
lotes, que dê lhe permitam executá-los facilmente. Passe por um lote por
vez para que você possa terminar um antes de passar para o outro.
EXEMPLO:
Se você precisa escrever outro eBook, artigos para o seu blog /site e
autoresponders (para as campanhas de e-mail), talvez você queira
configurar uma programação como a seguinte:
** Escreva e publique artigos para o blog (para o mês - apenas programe-os
para que sejam postados em datas posteriores) durante a primeira semana
do mês;
** Escreva e faça um cronograma de mensagens autoresponder durante a
segunda semana do mês;
** Escreva o eBook durante as semanas três e quatro.
Agrupando Projetos Pequenos
Isso realmente fica complicado quando você precisa se deslocar de um
projeto diferenciado, exclusivo, para algum outro projeto.
Digamos que você tenha escrito um romance e agora precise escrever todo
o material de apoio (sites, blogs, material para a mídia social) para
promover este romance, e agora você está trabalhando em uma série de
histórias curtas. Você pode ter a sensação de que há muito material
conflitante, e isso lhe impede de conseguir terminar um ou outro projeto.
É aqui que o agrupamento de material por assunto pode ser útil. Você
poderá trabalhar no seu “novo romance” durante a metade do mês e, então,
deixar tudo de lado enquanto se concentra no material para a sua "nova
série de histórias curtas” durante as duas últimas semanas do mês. Desta
forma, você está agrupando o material de tal forma que começa a pensar
sobre os mini projetos como um único projeto. Isto irá evitar que se sinta
disperso.
A mesma técnica de agrupamento funciona bem para os empreendedores
que possuem vários sites funcionando. Talvez você tenha vários sites de
afiliados não relacionados entre si. Pode ser que você tenha um site que
forneça informações para proprietários de papagaios, outro que se dirija à
mães que trabalham fora e outro que atenda os proprietários que gostam
de projetos do tipo “faça você mesmo.” Você irá dividir sua atenção de tal
forma que termine todo o material sobre os papagaios em uma semana,
termine o material das mães que trabalham em outra semana e o material
“faça você mesmo” na terceira semana.
Esse tipo de agrupamento permitirá que você pense em um tópico por vez.
Seu Novo Hábito
Ao invés de pular de projeto em projeto sempre que tiver vontade, force-se
a completar um projeto (ou, pelo menos, um subconjunto desse projeto)
antes de passar para outro. Crie limites distintos para que você possa se
concentrar completamente no projeto em mãos antes de começar outro.
Hábito 11: Crie uma Disposição para Escrever
que lhe Energize
Uma das coisas que você precisa para alimentar o hábito escrever de
maneira sustentável é energia. Algumas pessoas imaginam que a energia
vai e vem, que a inspiração é um estado etéreo. Eles até se referem a esta
energia como uma musa.
A boa notícia é: você não tem que esperar a musa aparecer. Você pode criar
energia para escrever engajando-se deliberadamente em atividades
simples que fortalecem a energia para escrever. Você também vai precisar
fazer mudanças no estilo de vida que irão aumentar o seu patamar de
energia. Ao fazer isso, vai achar que a motivação e o entusiasmo estão ao
seu alcance todos os dias.
10 Maneiras de Criar Energia para Escrever
Tente as seguintes estratégias:
** 1. Mergulhe em seu assunto. Ouça podcasts sobre o assunto, leia obras
completas e converse com as pessoas sobre isso. A informação que você
recolher irá servir de inspiração.
** 2. Encontre um parceiro de escrita que lhe desafie e inspire.
** 3. Releia partes de sua escrita das quais você se sente particularmente
orgulhoso.
** 4. Verifique os seus recordes de vendas ou releia o contrato com o seu
agente ou editor.
** 5. Leia publicações relacionadas ao assunto como o Publisher’s
Marketplace.
** 6. Leia coisas sobre o seu gênero. Por exemplo, se você quer escrever
pequenos contos, assine uma publicação referente ao assunto e leia textos
de ficção.
** 7. Torne-se amigo de um escritor consagrado.
** 8. Poste frases inspiradoras que façam parte da sua escrita.
** 9. Exponha-se para outros artistas ou especialistas em seu campo.
Escritores de ficção podem encontrar inspiração em músicos; escritores de
não ficção podem ficar “ligados” depois de participarem de uma
conferência ou MeetUp.
** 10. Pense no seu projeto quando for dormir à noite. Você irá trabalhar
nele enquanto dorme, acordar revigorado e pronto para escrever!
Mudanças no Estilo de Vida que Irão Aumentar o seu Nível de Energia
Você poderá fazer as seguintes alterações no seu estilo de vida:
** Comer de forma saudável. Sua dieta afeta o seu nível de energia. Se você
não sabe como mudar seus hábitos alimentares, procure ajuda de um
nutricionista.
** Tenha um bom sono reparador todas as noites. É difícil escrever bem
quando você está caindo de sono.
** Faça exercícios regularmente. O exercício aumenta o fluxo sanguíneo
para o cérebro, aumentando a sua capacidade de se concentrar e pensar
com clareza. Escolha um exercício que permita que você pense sobre seus
projetos.
Corrida, caminhada, ciclismo e natação são todos perfeitos para escritores -
você pode pensar em um capítulo ou preparar um esboço enquanto se
exercita, porque essas atividades não exigem muito foco ou interação com
outras pessoas.
** Crie uma rotina matinal que alimente o seu hábito de escrever.
** Tire cochilos quando puder. Eu os adoro!
Nunca subestime o poder da energia em relação ao seu hábito de escrever.
Esqueça a ideia de escrever como Hemingway, com uma garrafa de uísque
na mão. Os escritores mais prolíficos compreendem a importância de terem
uma disposição positiva, energizada.
Seu Novo Hábito
Explore maneiras de melhorar seus níveis de energia. Depois de
determinar quais atividades o energizam ao máximo, incorpore-as em uma
rotina regular. Não tenha medo de experimentar coisas diferentes para ver
o que funciona para você. Isso irá ajudá-lo a determinar as atividades que o
deixam revigorado e pronto para escrever.








Hábito 12: Digite para Escrever Mais Rápido
Quantos dedos você usa para digitar? Dois dedos? Quatro? Seis? Quantos
erros você comete em uma frase padrão? Se você ainda está “caçando
milho”, está na hora de aprender a digitar.
Existem várias razões pelas quais o método de “caçar milho” não irá ajudá-
lo mais:
** Digitadores podem escrever, em média, 40 palavras por minuto;
** Digitadores que “caçam milho” escrevem 25 palavras por minuto;
** Bons digitadores podem escrever mais de 60 palavras por minuto.
Obviamente, quando você está com pressa, quanto mais rápido melhor.
Digitadores também cometem menos erros. Isto é importante por que:
** Corrigir erros é frustrante;
**Corrigir erros arruína sua linha de pensamento e descarrila sua
produtividade;
** Corrigir erros leva tempo.
Aulas de Digitação? Credo!
Se a sua reação inicial foi resmungar e pular este capítulo, você
provavelmente precisará aceitar este desafio. Aproveite o dia de hoje para:
** Cronometrar o seu tempo de digitação;
** Contar quantos erros você cometeu no seu teste de digitação de um
minuto;
** Considerar quão mais produtivo você seria no decorrer d um ano se
aceitasse este desafio.
Você não tem que se matricular em uma faculdade para aprender a digitar.
Existem vários pacotes de software disponíveis, que podem ensiná-lo. Um
dos meus favoritos é o Mavis Beacon program, que eu usei para aprender
quando era adolescente.
Já Tentou Antes e Falhou?
Você já tentou aprender a digitar antes, mas não conseguiu? Aceite o meu
Desafio do Hábito de 30 Dias e dedique o próximo mês para desenvolver
este hábito.
Seu Novo Hábito
Recuse-se a continuar “caçando milho”. Obrigue-se a digitar – mesmo
quando estiver digitando coisas pessoais – até que a digitação faça parte de
você. Claro, você pode perder algum tempo que seria dedicado a escrever
para aprender esse hábito, mas esse investimento irá compensar quando
você se tornar um digitador proficiente.

Hábito 13: Desenvolva Entusiasmo pelos Seus
Projetos
O entusiasmo é extremamente importante para o seu hábito de escrever. Se
você não estiver realmente interessado no assunto, não irá produzir um
número significativo de palavras. Sua mente deve estar transbordando de
ideias relacionadas ao seu projeto. Se você está entediado ou
procrastinando, terá que explorar novas maneiras de aumentar o seu
entusiasmo.
Este é o Projeto Certo?
Se escrever se parece mais com uma obrigação, faça a si mesmo estas três
perguntas:
** P1: Estou trabalhando no projeto certo?
** P2: Existe algum outro assunto sobre o qual eu seja mais apaixonado?
** P3: Este projeto poderia ser transformado em outra coisa - algo que me
fascine mais?
Você pode acabar descobrindo que terá mais entusiasmo naturalmente se
alterar ou mudar o foco do seu projeto. Você pode descobrir que se sente
animado quando orienta as pessoas a fazerem uma atividade específica,
mas se cansa entedia quando tem que pesquisar a parte histórica ou teórica
dos assuntos. Por outro lado, você pode perceber que tem grandes ideias
ou grandes conceitos, mas não é bom com guias práticos do tipo “como
fazer.”
EXEMPLO:
Vamos dizer que você crie um site sobre dicas de jardinagem e fique
empacado sempre que tenta escrever sobre cercas ou controle de pragas.
Por outro lado, você está interessado em falar sobre os tipos de plantas que
crescem em seu ambiente natural Talvez você possa mudar a direção do
seu site para esse assunto ultra específico.
Você também pode perceber que acabou assumindo um projeto muito
grande. Se você se propôs a escrever um romance, mas está perdendo o
pique, considere dividi-lo em vários contos, todos eles relacionados entre
si. Procure maneiras de encurtar, alterar ou renovar o seu projeto para
torná-lo algo em que você esteja realmente animado para trabalhar.
7 Maneiras de Cultivar o Entusiasmo
Em muitos casos, você simplesmente precisa alimentar o seu entusiasmo.
Pense na sua paixão como uma pequena chama tremulante dentro de sua
psique. Cada pedaço de informação é como um pedaço de lenha. Alimente-a
e o fogo irá crescer.
Você poderá fazer algumas das seguintes atividades para alimentar o seu
entusiasmo:
** Encontre-se com especialistas em seu campo;
** Assista webinários ou vídeos sobre o tema;
** Assista a filmes sobre o tema;
** Leia livros que estejam relacionados ao seu assunto;
** Inscreva-se em blogs de outras pessoas que entendem bastante do
assunto;
** Procure maneiras de experimentar as ideias ou teorias abordadas em
seu livro;
** Faça com que seu tema seja o mais prático e aplicável para a sua vida
quanto possível.
Mais especificamente, você pode posteriormente quebrar o assunto em
ações baseadas no tipo de escrita que gostaria de usar.
Escritores de Ficção poderão:
* Conhecer outros escritores de ficção que tiveram sucesso (procure em
grupos de escrita, workshops, conferências, eventos);
** Entrevistar pessoas que se pareçam com os personagens de seu livro
(policiais, analistas de DNA, agentes da Polícia Federal, etc.);
** Ler histórias de ficção inspiradoras;
** Assistir a filmes que tenham o mesmo tom do seu livro.
Escritores de Não Ficção poderão:
** Encontrar-se com especialistas que conheçam o seu assunto;
** Fazer experiências (por exemplo, Tim Ferriss, autor de “Quatro Horas
para o Corpo” e “Trabalhe Quatro Horas por Semana”, tentou diferentes
produtos e técnicas, mantendo registros dos resultados para que ele
pudesse escrever com autoridade);
** Visitar lugares de trabalho, laboratórios de pesquisa e locais históricos;
** Experimentar o máximo que puder em primeira mão.
Quanto mais você mergulhar no assunto, mais entusiasmo você irá
desenvolver para melhorar a qualidade de sua escrita.

Seu Novo Hábito
Mergulhe em seu assunto. Use todos os seus sentidos enquanto você estiver
explorando o assunto e alimente o fogo do seu entusiasmo. Faça
experiências com os seus projetos de escrita para se certificar de que está
fazendo o que você ama.





















Hábito 14: Tenha um Livro de Ideias
Você sempre tem ideias quando não pode escrever? O que acontece quando
você não as anota? Normalmente, elas desaparecem da sua mente.
A chave para a geração contínua de ideias é a utilização de estímulos
externos. Você pode ser inspirado por uma pintura que tenha visto ou pela
interação entre duas pessoas no supermercado. Você pode perceber que os
seus princípios de marketing estão todos errados uma vez que você veja
uma boa propaganda na TV, ou ao discutir um assunto com um amigo.
Alguns de nós precisamos passar o tempo fazendo o que é comumente
chamado de "atividade de fluxo", a fim de colocar as ideias no lugar.
Atividades de fluxo são atividades que permitem que o seu subconsciente
trabalhe em um pensamento.
Normalmente, são atividades repetitivas e que não requerem muita
concentração, como cortar a grama, sair para uma viagem de carro ou
pintar um cômodo. É por isso que você tem boas ideias quando sai para
uma caminhada ou um passeio de bicicleta. Alguns de nós têm ideias
quando estão no chuveiro, no trabalho ou dormindo. Pode ser que você
acorde com uma ideia no meio da noite, mas perceba que não tem energia
para escrever um capítulo ou uma cena.
É por isso que você precisa começar um livro de ideias, para anotar todo
pensamento possível.
Por Que Livros de Ideias Funcionam
Pode ser que você ache meio brega ter um livro de ideias, mas vai se
surpreender como isso pode ser útil. Quando você anota uma ideia, muitas
vezes acaba descobrindo que existe uma segunda ou mesmo terceira e
quarta ideia ligada a essa primeira. Às vezes, uma única anotação vai se
transformar em uma sessão de mini brainstorming, o que acaba resultando
em uma cena inteira ou em um capítulo.
A captura de um recurso ou uma ideia também é muito útil. Uma ideia
impraticada que poderia ter se dissipado em um sopro pode se transformar
em um capítulo ou assunto prático e sólido.
Como Fazer do Livro de Ideias um Hábito Regular
Você não vai querer carregar por aí um bloco de notas grande, desajeitado
e velho, mas poderá fazer da anotação um hábito se investir em uma
caderneta de bolso ou em um aplicativo de celular. Um livro ideias funciona
se você:
** Levá-lo a todos os lugares que você for;
** Acrescentar anotações constantemente;
** Consultá-lo pelo menos uma vez por mês;
** Envolver-se deliberadamente em atividades que despertem ideias em
você.
Para mim, o exercício é uma das melhores atividades para despertar ideias.
Eu me exercito diariamente – porque é bom para mim, fisicamente, é claro,
mas também porque é bom para os meus projetos. Eu tenho ideias quase
toda vez que eu me exercito. Eu adquiri o hábito de anotar ideias após cada
corrida ou caminhada.
Adquira as Ferramentas Certas
Além de uma caderneta de bolso, você irá precisar de ferramentas online.
Quando fizer pesquisas online, faça anotações usando Evernote, um
recurso online que permite capturar URLs, trechos de páginas da web e
suas notas pessoais online - para sempre. Você também pode usar o
Evernote no seu celular, compilando online todas as anotações para o seu
projeto de escrita.
Seu Novo Hábito
Carregue o seu livro de ideias com você onde quer que vá. Adquira o hábito
de anotar as ideias sempre que elas chegarem até você. Não pense
novamente sobre isso. Mesmo que algo pareça bobo, anote, porque isso
pode levar a algo incrível.
Hábito 15: Crie um Processo para Escrever
Este hábito é o mais importante de todos. Eu até dediquei o resto deste
livro para ensiná-lo a desenvolver um processo para escrever que seja
repetível e confiável.
Depois de criar um processo que possa ser repetido cada vez que você se
sentar em frente ao computador, você vai perceber que está escrevendo
mais rápido e com mais facilidade. Esse processo irá tornar mais fácil
completar este hábito, sem atraso, dia após dia.
Em termos mais básicos, o seu processo de escrita ficará assim:
** Esboçar
** Pesquisar
** Escrever o 1º Rascunho
** Escrever o 2º Rascunho
** Escrever o 3º Rascunho
** Editar
** Concluir a prova final
Seguindo este processo você evitará o bloqueio de escritor. Por quê? O
bloqueio de escritor acontece quando você está tentando acessar os dois
lados do seu cérebro ao mesmo tempo. Isto se deve ao fato de você ter:
** 1. O lado criativo do seu cérebro. Este é o lado que ajuda você a pensar
nas tramas, ideias e pontos importantes. Você precisa acessar o lado
criativo do cérebro quando estiver escrevendo o seu esboço e os seus
rascunhos.
** 2. O lado de edição do seu cérebro. Este lado do seu cérebro é
fundamental e muitas vezes atrapalha a produção do trabalho criativo. No
entanto, é essencial para limpar o seu trabalho depois de finalizado.
Por Que Usar um Processo?
Muito poucos escritores podem escrever e corrigir o seu trabalho ao
mesmo tempo. Você precisa aprender um processo que permita desligar
seu cérebro editor enquanto o seu cérebro criativo faz maravilhas no papel.
Então, você precisará desligar o cérebro criativo e deixar o seu cérebro
editor polir o seu trabalho até que ele fique brilhando.
Ter um processo pode parecer trabalho extra, mas é um dos elementos-
chave para o hábito consistente de escrever. Este processo irá ensiná-lo a
desligar o seu cérebro crítico enquanto estiver fazendo esboços e
escrevendo os primeiros rascunhos. Ele também irá ensiná-lo a parar de
criar quando você precisar editar e polir o seu trabalho para torná-lo algo
vendável.
Como o Processo Funciona?
Cada passo deste processo tem um propósito:
** 1. Esboçar - Isto é quando você deixa o seu cérebro criativo despejar
todos os seus pensamentos sobre um assunto. Então, você irá organizar
essas ideias confusas em um esboço que faça sentido.
** 2. Pesquisar- Procure por conexões, citações, definições e conceitos que
sustentem o seu esboço. Algumas pessoas irão optar por pesquisar antes de
traçar o esboço, usando as informações coletadas nessa pesquisa quando
fizerem o brainstorming do esboço.
** 3. Escrever o 1º Rascunho - Use um tipo de escrita consciente e fluida
apenas para colocar as palavras no papel. Não se preocupe com a
gramática, fluxo, estrutura ou ortografia.
** 4. Escrever o 2º Rascunho - Agora você vai ler o que escreveu e analisar
conteúdo (não a gramática). Você vai usar este rascunho para reorganizar,
acrescentar material de apoio e certificar-se de que cada capítulo faça
sentido.
** 5. Escrever o 3º Rascunho – Agora você vai ler o seu material,
eliminando as partes que não têm nexo e acrescentando mais pontos de
apoio ou detalhes. Você também vai editar a gramática, pontuação e
ortografia neste rascunho. Confira os fatos e fontes de informação.
** 6. Editar - Contrate um editor profissional para olhar o material. É muito
difícil encontrar os seus próprios erros.
** 7. Prova Final – Olhe as edições feitas pelo editor profissional e faça as
alterações finais. Este é última polida.
Seu Novo Hábito
Comprometa-se com o processo, trabalhando através de cada passo até a
conclusão, antes de permitir-se avançar para a próxima etapa. Atenha-se ao
processo e você nunca irá lutar contra o bloqueio de escritor novamente.
Para aprender como integrar plenamente este último hábito, vamos falar
sobre cada um dos componentes do processo.
Componente do Processo 1: Esboçar
Fazer esboços o deixa nervoso? Você já se convenceu de que é um
"pantser" *- em outras palavras, alguém que não precisa fazer um esboço?
*O termo “pantser”, usado pela NaNoWriMo (National Novel Writing
Month), se refere aos autores que não têm nada preparado, além do
estritamente básico, quando começam a escrever seus romances. Do lado
oposto temos os “planners”, os planejadores, que sabem exatamente como,
quando e para onde o enredo vai levá-los.
Eu também costumava não gostar da ideia de escrever um esboço. No
entanto, depois de muitas experiências, percebi que fazer esboços:
** Não é tão difícil quanto parece;
** é a maneira ideal de escrever um livro rapidamente
Por que preparar um esboço é a melhor maneira de evitar o bloqueio de
escritor? Se você tiver um esboço poderoso, você nunca irá lutar com a falta
do que escrever novamente. Vou ensiná-lo a preparar um esboço infalível,
rapidamente, em quatro etapas:
Passo #1: Tenha um Gancho
Você precisa descobrir por que as pessoas irão querer ler o seu material.
Então, quando souber quem é o seu público e o que eles querem, você
poderá anotar tudo em um ou dois cartões de índice. Cole estes cartões no
espelho do seu banheiro ou no monitor do seu computador e pense sobre o
seu gancho durante a próxima semana, deixando as ideias se multiplicarem
enquanto você segue a sua rotina cotidiana.
Você precisará ler o seu gancho antes de ir para a cama à noite, antes de
fazer exercícios ou realizar qualquer outra tarefa simples (como cortar a
grama, pintar um cômodo ou envernizar a sacada). Sua mente
subconsciente irá trabalhar, instigando as ideias. Ela irá explorar os
recessos de sua mente. De repente você irá ver coisas que lhe inspiram em
todos os lugares – do mesmo jeito que acontece quando você aprende uma
nova palavra e de repente você ouve outras pessoas usando a mesma
palavra ou vê coisas que a exemplificam.
Passo #2: Brainstorm por uma Semana
Pegue um caderno ou abra um documento Word. Agora se dedique a passar
tudo o que está no seu cérebro para o papel – ou seja, anote cada ideia que
você tiver para o seu livro. Para a sessão de brainstorming ser eficaz, você
terá que escrever tudo o que estiver passar pela sua cabeça tão rápido
quanto puder. Certifique-se de:
** Não parar para corrigir ortografia ou gramática;
** Não elaborar - apenas anote os tópicos;
** Não censurar ideias porque elas parecem estúpidas ou irrelevantes;
** Ir fundo, mesmo nas ideias que ainda não “germinaram” direito;
** Fazer anotações como "pesquisar essa ideia" para conceitos não
testados;
** Não se preocupar em como você vai incorporar uma ideia em particular
ao livro, ou mesmo se ela se encaixa.
Você só quer obter o maior número de ideias possível.
Se possível, dedique uma semana para este passo. Isso o ajudará a pensar
em ideias adicionais que você pode não ter considerado na sessão inicial de
brainstorming.
Algumas pessoas gostam de fazer um mapa mental, mas esse tipo de
estrutura faz com que eu hesite e perca ideias valiosas. Experimente os dois
e veja o que funciona melhor para você. A Wikipedia tem uma excelente
visão geral do processo do mapeamento da mente.
Quando você ficar sem ideias, largue a tiver mais ideias, anote-as em seu
caderno de ideias e adicione-as à lista quando você se sentar para executar
o Passo # 3.
Passo #3: Escreva o seu Esboço
Eu gosto de usar cartões de índice para escrever os meus esboços, mas você
pode preferir fazer isso diretamente em um documento Word. Deixe-me
explicar como eu uso um sistema de cartão de índice para criar livros que
praticamente se escrevem por conta própria:
Separe as suas Ideias em Capítulos
Obtenha um pacote de cartões de índice (pautados de um lado e em branco
do outro lado). Usando seus tópicos de brainstorming, divida suas ideias
entre nove a doze capítulos. Em outras palavras, escolha de nove a doze
ideias principais da sua lista de tópicos.
Escreva essas ideias de capítulos em cartões de índice (no lado em branco).
Você pode escrevê-las como títulos dos capítulos ou como perguntas. Por
exemplo, este capítulo começou como um cartão de índice intitulado "Como
eu uso o esboço para evitar o bloqueio de escritor?”
Use as suas Ideias de Apoio como Subcapítulos
Agora vá até as ideias que sobraram e veja se elas se encaixam
ordenadamente dentro dos seus nove a doze capítulos. Escreva cada uma
dessas ideias em um cartão de índice individual e arquive-as embaixo do
cartão de índice de capítulos referente a cada ideia Quando possível,
enquadre a ideia como uma pergunta. Em alguns casos, você poderá
escrever etapas individuais como subcapítulos.
Enquanto você passa por esse processo, poderá descobrir que precisa
adicionar mais um capítulo ou combinar dois capítulos em um. Você
também pode acabar eliminando as ideias que realmente não irão
funcionar para este livro (mas podem ser perfeitas para outro livro no
futuro.)
Desenvolva Cada Subcapítulo
Você vai se deparar com algo entre 27 a 60 cartões de índice, cada um
representando um capítulo ou subcapítulo de seu livro.
Pegue cada cartão de índice que representa um subcapítulo e coloque-o do
lado pautado. Escreva os pontos mais importantes que você irá cobrir neste
subcapítulo. Isto deverá ter algo entre 3 a 5 frases para cada subcapítulo.
Quando você terminar de fazer isso para cada subcapítulo, você terá um
eBook totalmente esboçado.
Passo #4: Crie o seu Esboço
Agora você pode transferir as informações dos seus cartões de índice para
um documento Word. Enquanto faz isso, você pode perceber que precisa
trocar capítulos ou subcapítulos de lugar. Você também pode se inspirar
para adicionar mais tópicos ou até mesmo dividir um capítulo em dois.
Enquanto faz isso, poderá:
** Livrar-se de ideias redundantes ou agrupar boas ideias para esclarecer
bem o que quer dizer de uma só vez, ao invés de repetir três vezes a mesma
coisa sem fazer muito sentido;
** Descartar tópicos que realmente não agregam valor;
** Destacar áreas nas quais você precisa fazer pesquisas ou fornecer
evidências corroborantes;
** Fazer anotações para você mesmo sobre acrescentar ilustrações, criar
metáforas ou, simplesmente desenvolver melhor um conceito.
Alguns escritores preferem manter os cartões de índice ao invés de passar
o material para um documento Word. Se você gosta deste processo, então
descubra como organizar seus cartões e mantê-los em uma pilha na ordem
correta ou arrumá-los em pequenos montes.
Você pode até querer usar a parede como um storyboard*, colando os seus
cartões de índice na parede (com os tópicos abaixo dos capítulos). Em
seguida, você pode mover os cartões como quiser.
*Storyboard “são organizadores gráficos tais como uma série
de ilustrações ou imagens arranjadas em sequência com o propósito de
pré-visualizar um filme, animação ou gráfico animado, incluindo elementos
interativos em websites.” (Wikipédia)
Enredo para Escrita de Ficção…
Se você estiver escrevendo uma história curta, novela, romance ou roteiro,
poderá seguir este mesmo processo, mas organizá-lo de acordo com o
enredo ou com o ritmo. Você também poderá criar uma lista de
personagens detalhada, com perfis de cada personagem, incluindo:
** As descrições físicas (muitos escritores incluem ilustrações ou imagens);
** As informações biográficas importantes, tais como idade, naturalidade,
ocupação e traços de personalidade;
** Descrição das circunstâncias;
** Descrição do papel no enredo;
** Notas sobre os eventos importantes que precisam ocorrer.
Você também poderá incluir uma resenha de informações importantes
sobre o panorama geral, tais como:
** Período de Tempo;
** Localização;
** Cultura;
** Fatores ambientais.
Estas são as páginas as quais você irá se referir com frequência. A maioria
dos escritores de ficção gosta de publicá-las na parede ou criar uma pasta
que eles possam carregar com eles quando estão escrevendo fora de casa.
Além disso, muitos escritores de ficção usam o programa de software
Scrivener para manter o controle sobre todas as notas importantes
relacionadas a uma história particular.
Quer você seja um autor de não ficção ou ficção, irá descobrir que é fácil
superar o bloqueio de escritor usando um esboço para cada parte do
conteúdo que você criar.
Componente do Processo 2: Pesquisar
Enquanto faz anotações usando cartões de índice ou cria seu documento
Word, você provavelmente irá descobrir muitos buracos em seu
manuscrito. Pode ser que precise fazer referência a peritos ou citar fontes
de informação; você também pode ter que procurar estatísticas ou
resultados de estudos.
Volte aos seus cartões de índice ou esboço e preencha as informações que
faltam. Procure as respostas online; ligue para as fontes de informação.
Verifique os fatos (e anote onde você encontrou a informação em caso de
haver necessidade de mencionar fontes mais tarde).
Cuidado para não se distrair enquanto pesquisa. Esta é uma parte do
processo que pode ser perigosa. Muitos escritores acabam se desviando do
caminho enquanto pesquisam. Muitos de nós procrastinamos desta
maneira. Lembre-se: Você se comprometeu a matar a tendência à
procrastinação em sua vida. Você pode fazer isso comprometendo-se com o
seguinte:
** Coloque um cronômetro quando estiver pesquisando. Dê-se10 minutos
por fato / tópico que precisa ser pesquisado. Quando o cronômetro
disparar, certifique-se de que você não saiu do tópico ou se distraiu com
algo sem importância.
** Transforme a pesquisa em um jogo. Você deve ter uma lista específica de
coisas que precisa pesquisar. Anote a hora em que você começar a
pesquisar um tema e, em seguida, encontre a informação que precisa.
Documente a resposta, anote a hora novamente e comece o segundo item
que requer uma pesquisa. Corra contra si mesmo; o objetivo é obter o
máximo possível de pesquisas feitas em um curto período de tempo.
Quando você tiver preenchido todos os buracos do seu esboço, você estará
pronto para escrever o seu rascunho.
Componente do Processo 3: Escrever o Primeiro
Rascunho
Este é o ponto onde muitos escritores ficam empacados. Por alguma razão,
eles constroem o primeiro rascunho em suas mentes como se fosse uma
obra-prima. Eles querem escrever o rascunho perfeito logo de cara. Eles
têm medo de escrever mal.
Seu desafio é ignorar o cérebro editor crítico que tenta parar e editar
enquanto você escreve. Em vez disso, você precisa repetir para si mesmo
esta importante verdade:
Não importa quão bom ou ruim é o seu primeiro rascunho.
O que importa é que você conclua o primeiro rascunho.
Como Escrever o Primeiro Rascunho
Acredite ou não, é simples escrever o primeiro rascunho (a parte mais
difícil vem depois). Você precisa se comprometer por um determinado
período de tempo por dia, e quando se sentar para escrever, você
simplesmente elabora sobre o seu esboço.
A chave para escrever (e não ficar empacado com bloqueio de escritor), é
fazer o seguinte:
** Siga o esboço;
** Recuse-se a questionar ou alterar o esboço;
** Recuse-se a editar a ortografia, gramática ou mesmo as palavras;
** Escreva notas para si mesmo sobre o que precisa fazer para que este
capítulo faça sentido. (Use a função "comentários" se você não gosta de
escrever textos para si mesmo);
** Escreva usando uma linguagem desleixada (se isso funciona para você);
** Escreva mais do que você acha que seja necessário (e faça uma nota para
si mesmo dizendo "resumir mais tarde"), ou escreva em forma de pontos
principais se você não puder colocar tudo para fora;
** Permita-se pular qualquer coisa que não venha à mente rapidamente.
Este último ponto é importante. As partes do manuscrito onde você tropeça
são como lombadas, só que mais perigosas. Elas são a essência do bloqueio
de escritor.
Como Lidar com as Lombadas
Enquanto você escreve, acabará encontrando-se deparando com momentos
onde não sabe o que dizer. Em vez de agonizar sobre o que escrever nessas
horas, faça o seguinte:
** Escreva "Nota para mim mesmo: Escreva isso mais tarde!"
** Anote outras pesquisas que você possa precisar fazer, escrevendo
"Pesquise isso" ou fazendo uma pergunta específica para ser pesquisada.
** Escreva "Edite isso mais tarde."
** Escreva "Talvez deva cortar isso?"
Independentemente do que você decidir, não pare de escrever. Nunca se
sente lá divagando sobre o que fazer a seguir. Simplesmente faça uma nota
para si mesmo, volte para o seu esboço e comece a escrever novamente.
Como Superar as Lombadas Recorrentes
Se você descobrir que está tendo dificuldade em vários tópicos, escreva um
lembrete do tipo:
** "Talvez eu deva combinar este capítulo com este outro?” se você estiver
tendo problemas para escrever um texto porque percebe que ele é
redundante.
** "Não está funcionando. Eu poderia cortar este capítulo?"
** "Nada a ver com o tópico?"
** "Muito chato? Talvez precise ser resumido? "
Em seguida, continue revisando o esboço até encontrar algo sobre o qual
você possa escrever.
Se você ainda não conseguir começar a escrever, pode ser que precise rever
o seu esboço. Reserve um tempo para isso e, em seguida, tente de novo.
Faça o que tiver que ser feito, só não desista do projeto.
Como Silenciar o “Cérebro de Editor”
Enquanto escreve, você se sentirá tentado a rever, polir, criticar ou se
preocupar se o que está escrevendo é uma porcaria. Isto é normal. Todo
escritor passa por isso de tempos em tempos.
Quando isso acontecer, você precisa silenciar esse crítico interior. Você
pode superá-lo, lembrando-se que:
** "Isto é apenas um rascunho. Não é para ser bom.”
** "Isto é um trabalho em andamento. É normal ter falhas e pensamentos
incompletos.”
** "Eu sou a única pessoa que irá ver este rascunho. Eu não preciso me
preocupar com o que os outros irão pensar.”
Stephen King sugere escrever rascunhos com a porta do seu escritório
fechada. Por quê? Ele diz que isso o ajuda psicologicamente - ele sente que
pode cometer seus erros de forma privada, sem a sensação que alguém está
olhando por cima do seu ombro.
Escreva Sobre o que Você Gostaria de Ler
Enquanto você está escrevendo, imagine-se como o leitor. O que você
gostaria de saber sobre este assunto? Como você gostaria de aprender sobre
isso? Que história você quer contar? Como você quer que o leitor experimente
a história?
Relaxe e divirta-se enquanto compartilha o seu conhecimento com o seu
público imaginário.
Ao ler cada cartão de interpretação (cartão de índice) para um livro de não
ficção, pergunte-se:
** Como posso exemplificar isso ao invés de simplesmente falar sobre isso?
(Procure exemplos da vida real para escrever);
** Existe algum processo passo a passo que eu deveria compartilhar aqui?
(Se houver, prepare instruções, divididas em passos simples de seguir);
** Posso pensar em um cenário imaginário que exemplificaria o que eu
quero dizer?
** Eu tenho alguma experiência pessoal neste assunto? (Se tiver,
compartilhe-a);
** Como posso fazer com que este tópico seja nítido e simples? (Procure
maneiras de simplificar as informações)
Ao ler cada cartão de interpretação para a sua peça de ficção, pergunte-se:
** Como isso se desenvolve a trama?
** Como é que esta cena se conecta à anterior e avança para a seguinte?
** Qual personagem está sendo desenvolvido nesta cena?
** Como eu estou entretendo o leitor? Será que o leitor irá se emocionar?
Ficar intrigado? Acabar-se em lágrimas? (Tenha como objetivo criar uma
resposta emocional em cada segmento da história).
** Eu segui adequadamente a estrutura do roteiro? Onde está a risada? O
romance? A cena de perseguição? Siga a estrutura de roteiro que você criou
para permanecer nos trilhos.
Lembre-se: Não se preocupe com a perfeição enquanto você escreve o seu
rascunho. Concentre-se em escrever a história toda ou compartilhar os
seus conhecimentos, lembrando-se que vai poder poli-los mais tarde.
Certifique-se de cobrir todos os pontos importantes do seu esboço e
transmitir a informação mais significativa.
O mais importante de tudo é escrever o rascunho. É tudo o que importa.
Componente do Processo 4: Escrever o Segundo
Rascunho
O segundo rascunho é o lugar onde você muda de marcha e passa do
cérebro criativo para o cérebro editor. É uma boa ideia fazer uma pausa de
um ou dois dias antes de iniciar esta versão. Passe algum tempo pensando
no próximo projeto ou leia algo pertinente antes de mergulhar de volta
para a escrita.
Uma vez que você estiver pronto para mergulhar em seu segundo
rascunho, lembre-se que:
** A escrita estará meio desajeitada ou desarticulada.
** Você terá muito trabalho a fazer.
** Não tem problema que você tenha muito trabalho a fazer.
Como Fazer uma Edição a Fundo
Enquanto estiver trabalhando no seu segundo rascunho, você
provavelmente irá mudar muitas coisas. Os escritores tendem ter opiniões
diferentes sobre como fazer uma segunda edição, dividindo-a em dois
campos.
#1. Campo Caneta Vermelha
Estes são os escritores que gostam de imprimir uma cópia do manuscrito e,
em seguida, lê-lo de uma vez só, fingindo que eles são o público,
ressaltando o que está mal escrito e fazendo anotações com uma caneta
vermelha.
#2. Campo Mergulhe-Direto-na-Edição
Estes são os escritores que gostam de fazer uma edição profunda sem ler
tudo de uma vez só. São as pessoas que querem “lavar a roupa suja” aqui e
agora, que não suportam ver erros.
Eu faço parte dessa turma, mas não há nenhuma maneira certa ou errada
de fazer isso. Leia e faça anotações em uma cópia impressa se isso funciona
para você, ou mergulhe direto na edição se isso funcionar melhor.
Em ambos os casos, você irá começar a trabalhar em seu segundo rascunho
para:
** Reformular sentenças desajeitadas;
** Simplificar parágrafos longos;
** Cortar palavras a mais;
** Verificar os fatos;
** Adicionar hyperlinks;
** Preencher as “lacunas”;
** Inserir exemplos;
** Trocar algumas coisas de lugar;
** Cortar qualquer coisa que não se encaixe;
** Conferir as regras gramaticais;
** Verificar a ortografia.
Seu segundo rascunho pode demorar mais para ser escrito do que o
primeiro. Por quê? Porque este é o rascunho onde você começa a dar
sentido a todos os fatos. É o rascunho que faz com que você ligue para
aquele perito entrevistado há algum tempo para certificar-se que você o
citou corretamente. É o rascunho que exige pesquisa e atenção dobrada
quanto à redação.
A grande questão é esta: Você já tem o conteúdo escrito, então não é assim
tão difícil escrever o primeiro rascunho. Por isso, ainda que o segundo
rascunho seja mais trabalhoso, ele não requer criatividade como o primeiro
rascunho.
Componente do Processo 5: Escrever o Terceiro
Rascunho
Depois de terminar o segundo rascunho, você vai ter um manuscrito
praticamente perfeito. Mesmo assim você tem trabalho a fazer,
especialmente se não foi muito cuidadoso com o segundo rascunho. Agora
é hora de passar uma vistoria no seu livro e se certificar de que ele está
realmente pronto para ser lançado.
Passo 1: Acrescente Todo o Material Extra
Este é o momento onde você irá acrescentar:
** A página de título, créditos, bibliografia, recursos;
** Páginas e links que irão ajudá-lo a obter mais tráfego para seu site ou
fazer mais vendas;
** Citações, imagens e ilustrações para “embelezar” o seu Eu pessoalmente
acredito que “menos é mais”. Certifique-se de que todos os links ou páginas
extras que você adicionar irão aumentar o valor e potencial de venda do
livro. Pergunte-se: Como isso irá tornar o livro melhor? Se você não
consegue encontrar uma boa resposta para essa pergunta, não adicione a
página ou link em questão.
Passo 2: Leia em Voz Alta
Você ficará surpreso com a quantidade de palavras perdidas que irão
aparecer quando se lê um livro em voz alta. Você será capaz de corrigir a
má escrita e rever linguagem coloquial de modo que soe natural para o
leitor. Você provavelmente irá identificar material extra que não agrega
valor ao livro. Corte palavras a mais e até parágrafos extras se necessário.
Passo 3: Encontre Alguém para Corrigir o seu Livro
Você pode pensar que isso é um pouco demais, mas há uma boa razão para
esta etapa.
Um leitor imparcial vai lhe dar uma perspectiva que, caso contrário, você
acabaria perdendo. Você precisará escolher alguém que seja:
** Fluente em Português;
** Honesto e objetivo;
** Crítico construtivo (e não alguém que critique apenas por criticar);
** Representante do seu público-alvo;
** Disposto a priorizar o seu livro (assim você não precisa esperar meses
pelos comentários).
Escritores de ficção precisam ser particularmente exigentes sobre quem
eles escolhem como leitores. Se você escreveu um romance, precisará
encontrar um romancista que escreva no mesmo gênero que você para
revisar o seu livro. Se você escreveu um roteiro, certifique-se de encontrar
um escritor de roteiros. Seu colega que escreve eBooks para ganhar a vida
não saberá o que esperar de um roteiro, e o seu melhor amigo que lê
romances não saberá como criticar ficção literária.
Como Lidar com os Comentários Negativos
É importante levar as críticas a sério. Lembre-se:
** Você escolheu essa pessoa para rever o seu livro por uma razão.
** Você precisa de comentários honestos.
** Você quer que o livro seja o melhor que puder ser.
Leia a crítica com uma mente aberta. Se o seu leitor não foi capaz de seguir
sua lógica, é preciso esclarecer os pontos. Se o leitor estava entediado, você
precisa sintetizar o material supérfluo. Se o leitor não achou seu livro
crível, você precisa reforçar as suas alegações com fatos e estudos. Se o
leitor diz que sua escrita é desajeitada, pode ser que você precise contratar
um escritor-fantasma (ghostwriter) para embelezá-la.
Se você não concordar com os comentários, encontre uma segunda pessoa
para avaliar o livro e compare as suas respostas. Então reveja o seu
material de acordo com elas.
Componente do Processo 6: Editar
Agora que terminou o seu terceiro rascunho (e, possivelmente um quarto,
se o seu revisor lhe deu um feedback que desencadeou uma revisão), você
deve contratar um editor profissional.
Seu terceiro rascunho agiu como a primeira parte do processo de edição,
mas um editor experiente vai captar todos os seus erros e ajudá-lo com a
formatação. Eu tenho um editor que revê todos os meus livros. Seu trabalho
é atuar como um segundo par de olhos para examinar o conteúdo e
encontrar os erros que eu cometo.
É recomendável que você poderá desenvolva um bom relacionamento com
o editor. Para encontra-lo procure nos sites Odesk ou Elance. Durante o
processo de seleção, peça os seguintes requisitos:
** Português como a idioma nativo;
** Uma amostra de seu trabalho editorial;
** Três páginas gratuitas de edição para mostrar habilidade e para ter uma
ideia do nível de formatação que o editor recomenda;
** Preços para rever, editar “por cima” e para fazer uma edição pesada;
** Referências de clientes anteriores;
** Uma prova de que a pessoa já tenha editado o seu tipo de material antes
(ou seja, livros, romances, contos, roteiros, etc.);
Não contrate um editor novo que ainda não tenha experiência. Certifique-
se que o seu editor está familiarizado com seu campo e gênero.
Você também precisará ser claro sobre o nível de edição que espera
receber. A seguir estão as descrições dos níveis típicos de edição:
Revisão - Uma verificação rápida da gramática, ortografia, pontuação e
formatação. Sem qualquer reformulação.
Edição Leve - Algumas reformulações, somente quando o texto é um pouco
estranho, além de todos os serviços incluídos em uma revisão.
Edição Pesada - Reformulação de todo o texto, incluindo sugestões de
alterações no conteúdo ou reestruturação do livro, além de todos os
serviços prestados em uma edição leve.
Depois que tiver enviado seu livro ao editor, você pode relaxar e começar a
pensar sobre como promovê-lo.
Componente do Processo 7: Concluir a Prova
Final
Quando o editor devolver o seu livro, será preciso lê-lo uma última vez.
Possivelmente você não encontre nenhum erro, mas algumas falhas podem
passar despercebidas às vezes, mesmo para os editores.
O que eu gosto de fazer é pré-visualizar o livro no mesmo lugar onde a
maioria dos leitores irá acessar o trabalho acabado. Então, se é algum
artigo de blog, eu irei revê-lo no post (em vez de editá-lo no WordPress.)
Por outro lado, se é um livro Kindle, eu farei o baixarei em dois e-readers
diferentes (meu iPhone e CloudReader) para ver como fica.
Ao fazer uma prova final, você deve verificar hyperlinks, procurar erros de
gramática e outros erros pequenos. Este não é o momento de fazer uma
grande edição. Se você começar a reescrever o texto, pode atrapalhar a
formatação ou criar mais problemas. Em vez disso, certifique-se apenas de
que o resultado final é o melhor possível. Finalmente, o objetivo de uma
prova final é criar uma versão polida que os leitores irão gostar.

Escrever, um Hábito Para Toda a Vida (ou “Como
Escrever 2,000 Palavras TODOS os Dias”)
Agora que já estabeleceu um processo e uma sequência de hábitos,
escrever não é mais algo que você faz de vez em quando. Você vai
estabelecer um hábito permanente, que lhe trará felicidade e, pelo menos,
um pouco de renda.
Não precisa ser 2.000 palavras por dia, mas você precisa se comprometer a
atingir uma meta diária impreterivelmente.
A chave para manter este compromisso é concentrar-se no desenvolvimento
de hábitos e processos que transformem o ato de escrever em uma parte da
sua vida cotidiana, como escovar os dentes ou ter uma boa noite de sono. A
escrita irá se integrar à sua rotina diária, algo que você sempre faz.
Assim como qualquer outro hábito, escrever exige sacrifício e foco. Você vai
ter que acompanhar esses novos hábitos de escrever, especialmente
durante os primeiros 30 dias, enquanto você estabelece a sua nova rotina.
Quanto mais tempo você mantiver essas ações específicas, mais fácil será
estabelecer em uma rotina que se torna segunda natureza.
Acho útil pensar em mim mesmo como um escritor - e não apenas como
uma pessoa que gosta de escrever ou que espera publicar alguns eBooks. Eu
me considero um escritor; eu coleciono materiais de escrita. Eu me
comprometo deliberadamente ao meu hábito de escrever todos os dias,
recusando-me a deixar que doenças ou distrações me atrapalhem. Meu
hábito de escrever é uma parte essencial do meu negócio, mas também se
tornou uma parte de quem eu sou. Eu sou um escritor.
Identifique-se com a mentalidade hábitos a seguir:
** Classifique a si mesmo (em público e em privado) como um escritor.
** Explique às pessoas importantes em sua vida o seu compromisso diário
com a escrita, mas não deixe que qualquer negatividade ou críticas desviem
deste objetivo.
** Agende seu horário para escrever como sendo um compromisso diário e
fixo em sua vida.
** Comprometa-se com objetivos razoáveis em torno da escrita e
comemore cada conquista.
Você não tem que produzir obras-primas em suas primeiras tentativas.
Você vai melhorar à medida que trabalha com suas habilidades. Tenha
cuidado para não desperdiçar seu tempo comparando o seu primeiro livro
com best-sellers ou gigantes literários. A única coisa que você pode fazer é
esforçar-se ao máximo em seu projeto atual e obter comentários
construtivos de outras pessoas a fim de melhorar o seu trabalho.
O objetivo aqui é criar o hábito de escrever para a vida toda e que lhe traga
alegria e uma renda extra. Se você estabeleceu esse hábito, já deu o
primeiro passo para desenvolver uma rotina que pode trazer-lhe muito
sucesso pessoal e profissional.
Comece a Escrever Hoje!
Pode ser que você tenha que repassar os processos descritos neste livro
várias vezes antes que seu hábito de escrever esteja verdadeiramente
enraizado. Eu sugiro que você releia o livro, fazendo anotações práticas
sobre a forma como você vai implementar cada um desses hábitos. Em
seguida, use o meu Desafio de Hábito de 30 Dias para estabelecer metas
específicas e acionáveis para cada mês.
Mantenha-se firme, mesmo que algumas partes do programa não façam
muito sentido a princípio.
Por exemplo, pode ser que você queira editar enquanto escreve o seu
primeiro rascunho, mas precisa se forçar a apenas escrever “no embalo”,
recusando-se a parar para pesquisar fatos ou editar gramática. Mais tarde,
você vai entender a importância disso, especialmente quando você
comparar a sua produtividade agora com as tentativas anteriores de
escrever um livro.
Enquanto você se adapta a esse processo na primeira rodada, lembre-se
destes cinco pontos-chave:
** 1. Para que algo se torne um hábito, é preciso muita repetição. Você
precisa persistir se quiser criar o hábito de escrever, mesmo que isso seja
difícil no início.
** 2. Sua escrita irá melhorar quanto mais estabelecido seu hábito se
tornar. O melhor ainda está por vir!
** 3. Você está formando um novo hábito que vai lhe trazer muita alegria e
satisfação.
** 4. Você pode superar o bloqueio de escritor estabelecendo um processo
para esta atividade e seguindo-o todos os dias.
** 5. Você continuará melhorando ao longo do tempo, contanto que você se
comprometa a definir um número de palavras por dia e tire lições de cada
projeto concluído.
Escrever é uma forma de criatividade que irá melhorar a sua vida.
Persevere nisto e você irá colher muitos frutos à medida que o tempo for
passando e seu hábito de escrever se tornar parte do seu dia-a-dia!
Felicidades,
S. J. Scott
http://www.DevelopGoodHabits.com