Anda di halaman 1dari 26

Aula 9

Desenho Técnico

Cortes

1. Cortes, - Parte 1
2. Hachuras – Parte 1
3. Seções – Parte 2
4. Encurtamento – Parte 2

Hermom Leal Moreira, Msc.


Desenho Técnico
1. Cortes
O corte é uma ferramenta imaginária muito útil para o
projetista, pois facilita a interpretação de detalhes internos de
uma peça que seriam difíceis, senão impossíveis, de serem
visualizados com as vistas normais em seus respectivos
diedros.
Quando analisamos um modelo, muitas vezes nos
deparamos com alguns detalhes internos que precisam ser
mais bem visualizados. Por isso, para que a peça seja
compreendida, é necessário conhecimento sobre cortes, que
são usados nos desenhos técnicos para facilitar a
interpretação dos detalhes internos, difíceis de serem
visualizados com as vistas ortogonais, pois apresentariam
muitas linhas tracejadas.
Desenho Técnico
1. Cortes
Cortar significa dividir, secionar, separar partes de um todo.
Essa ferramenta é utilizada em diversas áreas do ensino
para facilitar o estudo do interior dos objetos.

A execução do corte no desenho técnico mecânico tem dois


objetivos principais:

• O corte realizado no desenho de conjunto permite a


visualização de todas as partes, facilitando seu
entendimento.
• O corte utilizado em desenhos com muitos detalhes permite
cotar detalhes ocultos.
Desenho Técnico
1. Cortes
Tipos de corte: os cortes podem ser analisados de formas
específicas, conforme a Figura
Desenho Técnico
1. Cortes
Corte total: é aquele que atinge a peça em toda a sua extensão,
ou seja, possui um único plano de corte. Além disso, o plano de
corte secciona completamente a peça sem conter desvios. A
Figura abaixo mostra o plano de corte imaginário e a peça
cortada.
Desenho Técnico
1. Cortes
Meio corte: é um corte utilizado apenas para mostrar
determinados detalhes internos na projeção. Usa dois planos de
corte, conforme mostra a Figura
Desenho Técnico
1. Cortes
Corte composto: é um corte utilizado para representar os detalhes
em diferentes planos de corte, mudando o sentido a 90°. Usa
mais de dois planos de corte, conforme mostra a Figura
Desenho Técnico
1. Cortes
Como representar o corte:

Vistas e observador

Na projeção ortogonal da peça, os cortes podem ser


representados em qualquer uma das vistas do desenho
técnico mecânico. A escolha da vista depende dos
elementos que se quer destacar e da posição de onde o
observador imagina o corte.
Desenho Técnico
1. Cortes
Na Figura abaixo, por exemplo, o modelo apresenta a vista
superior sendo cortada por um plano de corte longitudinal
vertical, com o objetivo de representar a vista frontal
cortada.
Desenho Técnico
1. Cortes
Linha de corte
Plano de corte
É uma linha grossa
As peças são cortadas constituída de traços e
através de pelo menos um pontos, utilizada para indicar
plano de corte, conforme o local onde a peça será
ilustra a Figura, que pode cortada. A linha de corte é
ser longitudinal, ao longo identificada por letras
do comprimento da peça, colocadas em suas
e transversal, ao longo da extremidades, em que a linha
largura da peça, e também é mais larga e o sentido de
pode ser vertical ou observação é identificado por
horizontal. setas perpendiculares à linha
de corte.
Desenho Técnico
1. Cortes

Hachuras
Nome do corte
São linhas estreitas,
é indicado abaixo da vista inclinadas e paralelas entre
em corte, sempre em si, que representam o
letras maiúsculas corte. São formas
e iguais, como: Corte AA, convencionais de representar
BB, CC as partes maciças atingidas
pelo corte.
Onde houver intersecção do
plano secante com a peça
serão colocadas hachuras.
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
1. Cortes
Aspectos importantes dos cortes e hachuras

O corte pode ser feito em qualquer posição para


passar informações pertinentes ao projeto. É necessário
indicar o plano de corte por meio de linhas traço-ponto,
demonstrando onde foi imaginado o corte, além de
engrossar essas linhas no seu final e colocar setas para a
representação do corte. Deve-se também evitar a
representação de linhas tracejadas (linhas ocultas no
corte), pois elas só devem ser representadas se forem
necessárias à compreensão da peça.
Deve-se hachurar toda a área seccionada do corte,
seguindo regras para a hachura, como: o tipo de material.
Desenho Técnico
1. Cortes
A hachura deve ser realizada sempre no mesmo sentido, e seu
traçado deve ser feito de preferência a 45° em relação aos eixos
de simetria.
A vista em corte é representada na projeção ortogonal da
própria peça, em que duas das vistas são desenhadas com o
objeto completo e uma em corte.
A disposição das vistas em corte deve seguir a mesma
disposição das vistas principais, conforme diedro representado.
É necessário indicar o nome do corte – Corte AA, BB, CC –
abaixo da vista hachurada.
O corte pode ser realizado em qualquer posição da peça e não
necessita ser centralizado.
Elementos tais como eixos, pinos, parafusos, porcas, dentes de
engrenagem, chavetas, rebites e nervuras, quando seus eixos
longitudinais estiverem no plano de corte, não serão cortados,
portanto, não serão hachurados.
Desenho Técnico
CORTE
1. Cortes
Identifica-se o sentido de observação com setas
acompanhadas de letras

• A expressão corte AA é colocada abaixo da vista


hachurada;

• As vistas não atingidas pelo corte permanecem com


todas as linhas;

• Na vista hachurada, as linhas tracejadas podem ser


omitidas desde que isto não dificulte a leitura do desenho
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
1. Cortes
Desenho Técnico
2. Hachuras

Na projeção em corte, a superfície imaginada cortada é


preenchida com hachuras que são linhas estreitas geralmente
traçadas a 45º, porém em alguns casos é permitido uma
inclinação de 30º.
Desenho Técnico
2. Hachuras
As hachuras também mostram os tipos de materiais; embora se utilize
atualmente apenas a de ferro fundido, independentemente do material.
Desenho Técnico
2. Hachuras
As hachuras também mostram os tipos de materiais; embora se utilize
atualmente apenas a de ferro fundido, independentemente do material.
Desenho Técnico
2. Hachuras
As hachuras em uma peça composta (unidas ou montagem), são feitas
em direções diferentes. Cortes em componentes de paredes muito
delgadas, como por exemplo: chapas, juntas, guarnições, perfis
estruturais, devem ser representadas em negrito com espaçamento em
branco.
.
Desenho Técnico
2. Hachuras
As hachuras não devem ter a mesma inclinação de arestas das peças,
nem das cotas. Também não devem interceptar dimensões.
Desenho Técnico

ATIVIDADE
Observe a vista técnica de cada uma
das peças dadas e, no primeiro
quadro, represente em corte total e
no segundo represente em meio
corte, conforme o exemplo: