Anda di halaman 1dari 14

Aula 4

Desenho Técnico
Normatização e Caligrafia
Normatização
Para que haja um bom entendimento a respeito da representação
gráfica (desenho arquitetônico / técnico) de qualquer objeto é
necessário não só a técnica (que é a linguagem do desenho), como
também normas.

A aceitação e consequentemente o uso de normas faz com que


possamos entender e nos fazer entender em qualquer parte
geográfica do nosso território e fora dele, se todos conhecerem e
utilizarem as mesmas normas.

Norma:

Trata-se de um princípio, previamente acordado, que deve ser


tomado como regra de conduta quando da aplicação de técnicas
no “fazer”, “construir”, “executar”, etc..

Vamos apresentar algumas destas normas


Normatização
NBR 8196 – Desenho técnico - Emprego de Escalas. Esta Norma fixa as condições exigíveis para o
emprego de escalas e suas designações em desenhos técnicos.

Esta norma é específica para desenhos


realizados artesanalmente mas a
nanquim, normógrafo e etc.
Normatização

Esta Norma fixa as condições exigíveis para escrita usada em desenhos técnicos
e documentos semelhantes.
Normatização

Esta Norma fixa as condições exigíveis para escrita usada em desenhos técnicos
e documentos semelhantes.
Normatização

Esta Norma fixa as condições exigíveis para escrita usada em desenhos técnicos
e documentos semelhantes.
Normatização

Esta Norma fixa as condições exigíveis para escrita usada em desenhos técnicos
e documentos semelhantes.
Normatização
Observações:
A escrita pode ser vertical como ou inclinada em um ângulo de 75o
(itálico).

Deve-se observar as proporção e inclinações.


Recomenda-se os sentidos, mostrados na figura ao lado, para traçar com
firmeza as letras, sendo que para os canhotos o sentido pode ser o inverso.

Ao fazer desenho com o auxilio do computador, AutoCAD por exemplo o


estilo de letra que satisfaz a norma é o estilo ISO.
Podemos traçar linhas auxiliares para fazer a caligrafia técnica, após escolher
uma altura padrão conforme a tabela anterior.

Esta Norma fixa as condições exigíveis para escrita usada em desenhos técnicos
e documentos semelhantes.
Normatização –
Caligrafia NBR 8402

Esta tipologia não é mão livre, portanto, usaremos NBR 6492.


Normatização –
Caligrafia NBR 8402
Normatização –
Caligrafia NBR 8402
Preenchimento de legenda em caligrafia técnica e construa as linhas
auxiliares com “h = 5”.
Caligrafia – NBR 6492
A caligrafia que consta nesta norma é específica para desenhos a grafite e é ela que será
utilizada.
Assim como o desenho arquitetônico será produzido artesanalmente, a parte textual
também o será. A Caligrafia Técnica, que é a designação para a parte textual, é aplicada
ao Desenho Arquitetônico nas seguintes situações:
- Cotagem de desenhos;
- Preenchimento do Carimbo / Legenda;
- Apresentação de especificações técnicas;
- Anotações em geral;
- Notas explicativas, etc.

As exigências gerais da caligrafia técnica aplicada ao desenho arquitetônico são:


- Legibilidade;
- Uniformidade (altura, tipo de letra, espaço entrelinhas, etc);
Serifas
- Letras maiúsculas e não inclinadas;
- Altura máxima das letras de 5mm;

SITA
- Altura mínima das letras de 2mm;
- Espaço entre linhas mínimo de 2mm;
- Não utilização de serifas.
Caligrafia – NBR 6492
Ao desenhar manualmente, a escrita se produz observando algumas regras de
estabilidade: a parte superior de certas letras e algarismos normalmente é
desenhada um pouco menor que a parte inferior e os traços horizontais
intermediários devem ser colocados ligeiramente acima do meio. Esta
característica confere certa estabilidade às letras e algarismos.

Outro recurso que se utiliza ao escrever as letras e algarismos manualmente é


desenha-los SEMPRE apoiados em linhas auxiliares quase invisíveis que modulam a
altura dos mesmos, na medida em que o topo da letra ou algarismo toca a linha
auxiliar superior e a base toca a linha auxiliar inferior. Desta forma garante-se uma
regularidade na altura das letras e algarismos.

NBR 6492
NBR 6492