Anda di halaman 1dari 7

www.cers.com.

br 1
Agravo contra denegação de RE e RESP

Súmula 699 do Supremo Tribunal Federal


O prazo para interposição de agravo, em processo penal, é de cinco dias, de acordo com a Lei 8.038/90, não se aplicando o
disposto a respeito nas alterações da Lei 8.950/94 ao Código de Processo Civil.

Atenção aos casos em que se exija a datação da peça.


Com o novo CPC, o prazo do agravo é de 15 dias, conforme art. 1.003, §5º, da Lei 13.105/2015.

Código de Processo Civil


Art. 1.042. Cabe agravo contra decisão do presidente ou do vice-presidente do tribunal recorrido que inadmitir recurso extraor-
dinário ou recurso especial, salvo quando fundada na aplicação de entendimento firmado em regime de repercussão geral ou
em julgamento de recursos repetitivos.
§ 2º A petição de agravo será dirigida ao presidente ou ao vice-presidente do tribunal de origem e independe do pagamento de
custas e despesas postais, aplicando-se a ela o regime de repercussão geral e de recursos repetitivos, inclusive quanto à
possibilidade de sobrestamento e do juízo de retratação. (Redação dada pela Lei nº 13.256, de 2016)
§ 3o O agravado será intimado, de imediato, para oferecer resposta no prazo de 15 (quinze) dias.
§ 4o Após o prazo de resposta, não havendo retratação, o agravo será remetido ao tribunal superior competente.
§ 5o O agravo poderá ser julgado, conforme o caso, conjuntamente com o recurso especial ou extraordinário, assegurada,
neste caso, sustentação oral, observando-se, ainda, o disposto no regimento interno do tribunal respectivo.
§ 6o Na hipótese de interposição conjunta de recursos extraordinário e especial, o agravante deverá interpor um agravo para
cada recurso não admitido.
§ 7o Havendo apenas um agravo, o recurso será remetido ao tribunal competente, e, havendo interposição conjunta, os autos
serão remetidos ao Superior Tribunal de Justiça.
§ 8o Concluído o julgamento do agravo pelo Superior Tribunal de Justiça e, se for o caso, do recurso especial, independente-
mente de pedido, os autos serão remetidos ao Supremo Tribunal Federal para apreciação do agravo a ele dirigido, salvo se
estiver prejudicado.

Art. 1.003. O prazo para interposição de recurso conta-se da data em que os advogados, a sociedade de advogados, a Advo-
cacia Pública, a Defensoria Pública ou o Ministério Público são intimados da decisão.
§ 5o Excetuados os embargos de declaração, o prazo para interpor os recursos e para responder-lhes é de 15 (quinze) dias.

www.cers.com.br 2
MODELO DE AGRAVO CONTRA A DECISÃO DE REJEIÇÃO DE RECURSOS EXTRAORDINÁRIO E ESPECIAL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO


ESTADO __________

ou

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL


DA ___ REGIÃO

Processo n. __________

NOME DO AGRAVANTE, já qualificado nos autos do processo acima indicado, através de seu advogado, vem respei-
tosamente à presença de Vossa Excelência, tempestivamente e com fundamento nos arts. 1.042 e seguintes, do Código de
Processo Civil, interpor

AGRAVO DE INSTRUMENTO

em face da decisão de fls. ____, que denegou os Recursos Especial (ou Extraordinário) regularmente interposto.

Isto posto, requer seja admitido o presente recurso, juntado o mesmo aos autos com as inclusas razões, e com a consequente
remessa à instância superior.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

Local/Data
Advogado
OAB

RAZÕES DE RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO

Agravante:
Agravado:

COLENDA CORTE
EMÉRITOS JULGADORES

www.cers.com.br 3
1. DOS FATOS
Foi interposto, em __/__/__, tempestivamente, Recurso Especial/Extraordinário contra o acórdão de fls. __.
Contudo, o referido recurso foi denegado em __/__/__, com base na inexistência de transcrição integral de acórdãos
que demonstrem a divergência jurisprudencial havida.
Ocorre, porém, que o traslado das ementas dos referidos acórdãos, por si só, já caracteriza e comprova a divergência
exigida, dispensando assim a transcrição na íntegra dos acórdãos, o que seria em demasiado formalista e não alteraria a es-
sência de tal demonstração. O traslado, por si só, já é suficiente para alcançar o objetivo desejado.

2. DO DIREITO
As ementas citadas cumpriram com o objetivo de demonstrar a divergência jurisprudencial, visto que estas reproduzi-
ram fiel e inequivocamente os seus respectivos acórdãos em seus conteúdos fundamentais ______________________.
Portanto, deve-se ter em mente o objetivo maior do recurso especial, que assegura o direito constitucional de reforma
das decisões ilegais ou daquelas para o qual demonstram diferentes interpretações os diversos tribunais inferiores.
Assim, o recorrente, mesmo não tendo reproduzido os acórdãos na íntegra, satisfez os requisitos exigidos no parágra-
fo único do art. 1.029, § 1º., da Lei 13.105/2015, fazendo a prova da divergência mediante certidão, ou indicação do número e
da página do jornal oficial, ou do repertório autorizado de jurisprudência, que o houver publicado, não podendo ter seu direito
mais uma vez cerceado.

3. DO PEDIDO
Em face das razões delineadas, restou comprovado que a decisão agravada deve ser integralmente reformada, dan-
do-se provimento total ao presente agravo, com a consequente admissibilidade do recurso especial, posterior conhecimento e
provimento.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

Local, data.
Advogado
OAB

Outras hipóteses de agravo relacionadas a processos criminais:

www.cers.com.br 4
Embora prevaleça o entendimento de que tal agravo e até mesmo a matéria possuam natureza cível, em caso de decretação
de medidas protetivas de urgência previstas no art. 19 da Lei 11.340/2006, caberá agravo de instrumento com fundamento no
art. 1.105, inc. I, do Código de Processo Civil.

Art. 1.015. Cabe agravo de instrumento contra as decisões interlocutórias que versarem sobre:
I - tutelas provisórias;

Mas como seria este Agravo?

MODELO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO CONTRA MEDIDAS PROTETIVAS EM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO


ESTADO __________

Processo (ou Inquérito) n. __________

NOME DO AGRAVANTE, já qualificado nos autos do processo acima indicado, através de seu advogado, vem respei-
tosamente à presença de Vossa Excelência, tempestivamente e com fundamento nos art. 1.015, I, do Código de Processo
Civil, intepor

AGRAVO DE INSTRUMENTO

em face da decisão de fls. ____, que decretou, com base no art. 19 da Lei 11.340/2006, medidas protetivas de urgência em
face do ora agravante.

Isto posto, requer seja admitido o presente recurso, com as inclusas razões, para fins de processamento e provimento.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.
Local/Data
Advogado
OAB

RAZÕES DE AGRAVO DE INSTRUMENTO

Agravante:
Agravado:

www.cers.com.br 5
COLENDA CORTE
EMÉRITOS JULGADORES

DOS FATOS
Indicar como ocorreu a determinação das medidas de urgência.

DO DIREITO
Demonstrar que as medidas decretadas não guardam amparo legal, são desnecessárias ou ainda exacerbadas.

DO PEDIDO
Diante do exposto, que seja, na forma do art. 1.019 do CPC, atribuído efeito suspensivo ao presente recurso, com sua comu-
nicação ao juízo a quo, bem como intimados a agravada e o Ministério Público, e, ao final, que seja dado provimento ao pre-
sente agravo, com a revogação (ou suspensão) das medidas de urgência impropriamente decretadas.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.
Local, data.
Advogado
OAB

Faça as remissões: Art. 19 Lei 11.340/2006 c/c 1.015, I, e 1.019, ambos do NCPC.

www.cers.com.br 6
www.cers.com.br 7