Anda di halaman 1dari 88

Aula 2.

Português p/ Teste Preparatório ANPAD


Professor: Décio Terror
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Aula 2.2: Subordinação. Pontuação.

SUMÁRIO PÁGINA
1. Período composto por subordinação substantiva 2
2. Período composto por subordinação adjetiva (pontuação, 7
equivalência e transformação de estruturas)
3. Período composto por subordinação adverbial (pontuação, 19
equivalência e transformação de estruturas)
4. O que devo tomar nota como mais importante? 62
5. Lista de questões para revisão 63
6. Gabarito 87

Bom, espero que estejamos caminhando bem no estudo.

Procure realizar os exercícios das aulas anteriores periodicamente. Não


deixe para revisar somente no final do curso, não. Uma ideia interessante é
estudar a aula da semana e revisar só com os exercícios de uma ou duas aulas
anteriores.
Se fôssemos treinar somente com as questões da ANPAD, ficaríamos
muito restritos, por isso tenho tomado a liberdade de trabalhar o assunto com
questões também de concursos.

Bom, vamos terminar a sintaxe do período composto. Muita coisa já foi


vista na aula anterior, quando falamos das orações coordenadas. Naquele
momento, explorávamos mais a conjunção como elemento de coesão.

Veremos, agora, o que são as orações subordinadas substantivas,


adjetivas e adverbiais.

O que se cobra na sintaxe da oração subordinada substantiva?

Basicamente, são cobradas as funções sintáticas dessas orações,


principalmente nas funções de sujeito e objeto direto, por suas peculiaridades.
Além disso, é muito cobrado o reconhecimento da palavra “que”. É este
vocábulo que normalmente inicia a oração subordinada substantiva. Ela é
chamada de conjunção integrante.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Período composto por subordinação substantiva


Para entendermos esse período, vamos retornar à estrutura básica da
oração. Percebemos que os termos sujeito, objeto direto, objeto indireto e
complemento nominal são termos eminentemente substantivos, pois seus
núcleos devem ser substantivos ou palavras de valor substantivo. Os termos
predicativo e aposto podem ter núcleos substantivos ou adjetivos, mas cabe
agora falarmos apenas de seu valor substantivo.
Por exemplo, “isso” é um pronome. Por possuir valor substantivo, pode
ocupar as funções sintáticas faladas anteriormente. Veja:
Isso é lindo. (Isso = sujeito)
Vi isso. (isso = OD)
Sei disso. (disso = OI)
Sou obediente a isso. (a isso = CN)
Ela é isso. (isso = predicativo)
Só quero uma coisa: isso. (isso = aposto)
Esse é um macete para sabermos se a palavra tem valor substantivo.
Basta trocá-la pelo pronome demonstrativo substantivo “ISSO”. Não é sempre
que dá certo com o aposto, mas ele tem uma estrutura bem característica.
E por que esse assunto é importante?
Quando os termos sujeito, objeto direto, objeto indireto, complemento
nominal, predicativo e aposto (de valor substantivo) recebem um verbo,
transformam-se numa oração subordinada substantiva.
Veja:

Era indispensável teu regresso.


1 VL + predicativo (sujeito simples)
período simples (oração absoluta)

Era indispensável que tu regressasses.


2 VL + predicativo Suj + VI
oração principal oração subordinada substantiva subjetiva
período composto

Era indispensável tu regressares.


3 VL + predicativo Suj + VI
oração principal oração subordinada substantiva subjetiva (reduzida de infinitivo)
período composto

Na frase 1, temos apenas uma oração (período simples), pois há apenas


um verbo: “Era”. Esse verbo é de ligação, seguido do predicativo
“indispensável” e o sujeito “teu regresso”.
Na frase 2, o então sujeito “teu regresso” recebeu um verbo e foi
modificado para “que tu regressasses”. Assim, há duas orações (período
composto). Note que esta oração recentemente formada não produz sentido
sozinha; por isso a chamamos de subordinada. Ela é considerada substantiva
por ter sido gerada de um termo substantivo. Para se reforçar isso, podemos
trocá-la pelo pronome “isso” (Isso era indispensável). O pronome “isso”

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

continua na função de sujeito, então a oração sublinhada terá a função de


sujeito da oração principal.
Note que a oração subordinada substantiva será sempre o termo que
falta na oração principal. Confirme isso na frase 2: na oração principal só há VL
+ predicativo; falta o sujeito, que é toda a oração posterior. Esta oração é
chamada de desenvolvida, pois possui conjunção integrante “que” e o verbo
está conjugado em tempo e modo verbal (regressasses).
Na frase 3, a oração sublinhada perdeu a conjunção integrante “que” e
isso fez com que reduzíssemos a quantidade de vocábulos da oração. Assim, o
verbo que se encontrava conjugado passou a uma forma infinitiva. Por esse
motivo, dizemos que a oração sublinhada na frase é reduzida de infinitivo.
Seguem agora outras estruturas em que o termo, ao receber o verbo,
passa a ser uma oração subordinada substantiva.
Na ata da reunião constava a presença deles. (Isso constava na ata da reunião)
adjunto adverbial de lugar + VI + sujeito

Na ata da reunião constava que eles estavam presentes. (Isso constava...)


oração principal + oração subordinada substantiva subjetiva

Na ata da reunião constava eles estarem presentes. (Isso constava...)


oração principal + oração subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo

Foi anunciado o debate deles. (Isso foi anunciado)


locução verbal + sujeito

Foi anunciado que eles debateriam. (Isso foi anunciado)


oração principal + oração subordinada substantiva subjetiva

Foi anunciado eles debaterem. (Isso foi anunciado)


oração principal + oração subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo

As orações subordinadas substantivas subjetivas são também


denominadas de sujeito oracional. Vale lembrar que o verbo da oração
principal que tem como sujeito a oração subordinada substantiva subjetiva
deve ficar sempre na terceira pessoa do singular. Assim, mesmo que haja
vocábulos no plural no sujeito oracional, a oração principal permanecerá com o
verbo no singular. Veja que o verbo “constava” não se flexionou no plural,
mesmo o sujeito oracional possuindo vocábulos no plural.
Agora veremos os complementos verbais. Perceba abaixo que, na oração
principal, o verbo possui sujeito, é transitivo direto e necessita de um
complemento, o qual será toda a oração posterior.

Economistas previram um aumento no desemprego. (Economistas previram isso.)


sujeito + VTD + objeto direto

Economistas previram que o desemprego aumentaria. (Economistas previram isso.)


oração principal + oração subordinada substantiva objetiva direta

Economistas previram aumentar o desemprego. (Economistas previram isso.)


oração principal + oração subordinada substantiva objetiva direta reduzida de infinitivo

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Mas cabe uma peculiaridade da oração subordinada substantiva objetiva


direta. Essas orações atuam como objeto direto da oração principal:
Nas frases interrogativas indiretas, as orações subordinadas substantivas
objetivas diretas podem ser introduzidas pela conjunção subordinada
integrante “se” e por pronomes ou advérbios interrogativos:
Ninguém sabe se ela aceitará a proposta.
Ninguém sabe como ela aceitará a proposta.
Ninguém sabe quando ela aceitará a proposta.
Ninguém sabe onde ela aceitará a proposta.
Ninguém sabe qual é a proposta.
Ninguém sabe quanto é a proposta.
Com os verbos deixar, mandar, fazer (chamados auxiliares causativos) e
ver, sentir, ouvir, perceber (chamados auxiliares sensitivos) ocorre uma forma
peculiar de oração subordinada substantiva objetiva direta reduzida de
infinitivo:
Deixe-me repousar. Mandei-os sair. Ouvi-o gritar.
Nesses três últimos casos, as orações destacadas são todas objetivas
diretas reduzidas de infinitivo e, o que é mais interessante, os pronomes
oblíquos átonos atuam todos como sujeitos dos infinitivos verbais e são
conhecidos por sujeito acusativo. Essa é a única situação da língua portuguesa
em que um pronome oblíquo pode atuar como sujeito. Para perceber melhor o
que ocorre, convém transformar as orações reduzidas em orações
desenvolvidas:
Deixe que eu repouse.
Mandei que eles saíssem.
Ouvi que ele gritava.
É bom esclarecer que os verbos causativos e sensitivos não formam
locução verbal, pois fazem parte de um período composto.
Agora, passemos às orações com função de objeto indireto e
complemento nominal. Se o objeto indireto e o complemento nominal (os quais
são termos iniciados por preposição) recebem o verbo, naturalmente vão
continuar com a preposição antecedendo-os.

Teus amigos confiam em tua vitória. (Teus amigos confiam nisso.)


sujeito + VTI + objeto indireto

Teus amigos confiam em que tu vencerás. (Teus amigos confiam nisso.)


oração principal + oração subordinada substantiva objetiva indireta

Teus amigos confiam em venceres. (Teus amigos confiam nisso.)


oração principal + oração subordinada substantiva objetiva indireta reduzida de infinitivo

Perceba que, na completiva nominal, não é o verbo que exige o


complemento, é o nome.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Teus pais estavam certos de tua volta. (Teus pais estavam certos disso.)
sujeito + VL + predicativo + complemento nominal

Teus pais estavam certos de que tu voltarias. (Teus pais estavam certos disso.)
oração principal + oração subordinada substantiva completiva nominal

Teus pais estavam certos de voltares. (Teus pais estavam certos disso.)
oração principal + oração subordinada substantiva completiva nominal reduzida de infinitivo

Note que a oração predicativa transmite a característica do sujeito.


Nossa maior preocupação era a chuva. (Nossa maior preocupação era isso)
sujeito + VL + predicativo

Nossa maior preocupação era que chovesse. (Nossa maior preocupação era isso)
oração principal + oração subordinada substantiva predicativa

Nossa maior preocupação era chover. (Nossa maior preocupação era isso)
oração principal + oração subordinada substantiva predicativa reduzida de infinitivo

Todas as orações até aqui elencadas puderam ser substituídas pela


palavra “ISSO”. Apenas a oração apositiva não transmite coerência com essa
troca; porém, observe que normalmente as bancas não cobram o nome, mas
perguntam se os dois pontos marcam o início de um aposto ou se marcam o
início de um esclarecimento, desenvolvimento de uma palavra anterior. Veja:
Todos defendiam esta ideia: a desapropriação do prédio.
sujeito + VTD + objeto direto + aposto

Todos defendiam esta ideia: que o prédio fosse desapropriado.


oração principal + oração subordinada substantiva apositiva
Todos defendiam esta ideia: o prédio ser desapropriado.
oração principal + oração subordinada substantiva apositiva reduzida de infinitivo

Agora que já vimos todas as orações substantivas, vem a pergunta: Por


que temos de identificar esse tipo de oração? Porque...
a) excetuando o aposto, vimos que esses termos substantivos não são
separados por vírgula, portanto também não podemos separar a oração
subordinada substantiva de sua oração principal por vírgula;
b) quando essas orações tiverem a função de sujeito, objeto direto e
predicativo, não deve haver uso de preposição antecedendo-as;
c) a conjunção que as inicia é chamada integrante (que, se), a
qual não possui valor semântico, nem função sintática;
d) quando houver oração subordinada substantiva subjetiva (sujeito
oracional), o verbo da oração principal sempre ficará na terceira pessoa do
singular.
Outra coisa importante!!!
A conjunção integrante “que” geralmente expressa certeza:
Diga que começou o trabalho.
A conjunção integrante “se” geralmente expressa dúvida:
Diga se começou o trabalho.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 1: UFMG - EBSERH - Enfermeiro – 2015 (banca AOCP).


Em “... o organismo entende que certas substâncias são estranhas...”, o
termo destacado:
(A) é um pronome relativo, pois retoma o termo antecedente.
(B) é uma conjunção coordenativa explicativa, pois introduz oração de
mesma função sintática da antecedente.
(C) pode ser substituído pelo pronome “qual”, sem prejuízo ao sentido.
(D) é uma conjunção integrante, pois introduz uma oração subordinada com
função de objeto direto.
(E) deveria ser acentuado, pois está no lugar de um substantivo.
Comentário: Note que o termo “o organismo” é o sujeito, o verbo “entende”
é transitivo direto e a palavra “que” inicia oração que pode ser substituída por
“isso”, Veja:
...o organismo entende que certas substâncias são estranhas...”
...o organismo entende isso...”
Assim, a palavra “que” é uma conjunção integrante e a alternativa (D) é
a correta.
Gabarito: D

Questão 2: EBSERH UFMS 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“... ressaltou que perder peso oferece benefícios a longo prazo à saúde
cardiovascular...”
No excerto acima, o termo destacado trata-se de
(A) partícula expletiva.
(B) pronome interrogativo.
(C) pronome relativo.
(D) conjunção integrante.
(E) advérbio de modo.
Comentário: O verbo “ressaltou” é transitivo direto e a palavra “que” inicia
oração que pode ser substituída por “isso”, Veja:
... ressaltou isso...”
Assim, a palavra “que” é uma conjunção integrante e a alternativa (D) é
a correta.
Gabarito: D

Questão 3: EBSERH UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “...é possível diminuir o risco de eventos cardiovasculares...”, a
oração destacada exerce função de
(A) sujeito. (B) complemento nominal. (C) predicativo.
(D) objeto direto. (E) objeto indireto.
Comentário: Para acharmos o valor da oração sublinhada, devemos partir
para a análise da oração principal. Ela é constituída do verbo de ligação “é” e
do predicativo “possível”. Assim, falta o sujeito desse predicado nominal, que

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

é toda a oração posterior. Veja que podemos substituir toda a oração posterior
pela palavra “isso” a fim de facilitar a identificação da oração substantiva:
Isso é possível.
Assim, a oração sublinhada “diminuir o risco de eventos
cardiovasculares” é subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo
e a alternativa (A) é a correta.
Gabarito: A

Questão 4: Pref Lagarto – 2011 – Médico (banca AOCP)


Em “Fica difícil atingir o desenvolvimento econômico dessa forma...”, a oração
destacada funciona como
(A) complemento nominal. (B) objeto direto. (C) sujeito.
(D) predicativo do sujeito. (E) objeto indireto.
Comentário: O verbo “Fica” é de ligação, “difícil” é predicativo e a oração
“atingir o desenvolvimento econômico dessa forma” é o sujeito oracional, isto
é: oração subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo. (Isso fica
difícil)
Gabarito: C

Questão 5: Prefeitura S. Agostinho – 2010 – Contador (banca AOCP)


“O motivo, segundo o instituto, é que [...] o clima é seco...”
A oração destacada é
(A) subordinada substantiva predicativa.
(B) subordinada substantiva completiva nominal.
(C) subordinada substantiva subjetiva.
(D) subordinada substantiva objetiva indireta.
(E) subordinada substantiva objetiva direta.
Comentário: O termo “O motivo” é o sujeito, “é” é verbo de ligação e a
oração “que [...] o clima é seco” é subordinada substantiva predicativa.
Gabarito: A
Vimos, em aula passada, os termos da oração e, nesta, as orações
subordinadas substantivas, que provêm da maioria daqueles termos. Agora
veremos as orações subordinadas adjetivas.

Período composto por subordinação adjetiva


As orações subordinadas adjetivas têm esse nome porque equivalem a
um adjetivo. Em termos sintáticos, essas orações exercem a função que
normalmente cabe a um adjetivo (a de um adjunto adnominal ou aposto
explicativo). Perceba isso no exemplo abaixo.
Detesto gente mentirosa.
VTD núcleo do Adj Adn
OD
objeto direto
período simples

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Detesto gente que mente.


oração principal Or Sub Adjetiva
período composto

Na primeira construção, o adjetivo “mentirosa” é adjunto adnominal, o


qual caracteriza o núcleo do objeto direto “gente”. Ao se inserir um verbo
nesta função adjetiva, naturalmente haverá uma oração de mesmo valor. Por
isso passa a ser uma oração subordinada adjetiva.
A conexão entre a oração subordinada adjetiva e a oração principal é
feita pelo pronome relativo que. Esse vocábulo não pode ser confundido com a
conjunção integrante “que”, vista anteriormente, a qual inicia uma oração
subordinada substantiva. Portanto vamos às formas de se evitar o erro:
1. Detesto mentiras. 2. Detesto gente mentirosa.

1. Detesto que mintam. 2. Detesto gente que mente.

a) O vocábulo “mentiras” é um a) O vocábulo “mentirosa” é um


substantivo. Quando é substituído por adjetivo. Quando é substituído por um
verbo, passa a fazer parte de uma verbo, passa a fazer parte de uma
oração subordinada substantiva. oração adjetiva.
b) “mentiras” é núcleo do objeto direto b) “mentirosa” é adjunto adnominal e
do verbo “Detesto”, por isso “que restringe o núcleo do objeto direto.
mintam” é oração subordinada c) Não há coesão em se substituir a
substantiva objetiva direta da oração oração “que mente” pelo vocábulo
principal “Detesto”. “isso”. Veja: Detesto gente isso. Por
c) O vocábulo “que” é uma conjunção isso não é oração substantiva. O
integrante e toda a oração a partir segundo passo é substituir o “que” por
desse vocábulo pode ser substituída “o qual” e suas variações, para
pelo vocábulo “isso”, para a confirmar se é pronome relativo
confirmação de ser oração substantiva. iniciando oração adjetiva. Veja:
(Detesto isso.) Detesto gente a qual mente.
No período “Detesto gente que mente”, desenvolvem-se duas ideias,
relacionadas à palavra “gente”: a primeira é a de que eu a detesto e a segunda
a de que ela mente. Assim:

Detesto gente. Gente mente.


VTD + OD Suj + VI

Entendendo-se que o vocábulo “gente” está se repetindo


desnecessariamente, pode-se inserir no lugar desse vocábulo repetido o
pronome relativo “que” ou “a qual”. “Gente” está na função de sujeito, então o
pronome “que” ou “a qual” também ocupa a função de sujeito. Veja:
Detesto gente.Gente mente.
Detesto gente que mente.
Detesto gente a qual mente.

sujeito

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Se fosse pedido para substituirmos “gente” por “pessoas”, permaneceria


a semântica, mesmo um estando no singular e o outro no plural. Mas essa
substituição implicaria mudança na concordância do verbo “mente”, que
deveria flexionar-se no plural, haja vista que o pronome relativo “que” é
sujeito e retomaria “pessoas”. Assim:

Detesto pessoas que mentem.


VTD + objeto direto Suj + V. intransitivo
oração principal oração Sub Adjetiva

Vamos trabalhar agora a pontuação nestas orações.

A pontuação e a classificação das orações adjetivas


Para entendermos a pontuação referente a termos adjetivos, é
necessário sabermos a diferença entre dois tipos de adjetivo.
Adjetivo explicativo: é aquele que denota qualidade essencial do ser,
característica inerente, ou seja, qualidade que não pode ser retirada do
substantivo. Por exemplo, todo homem é mortal, todo fogo é quente, todo
leite é branco, então mortal, quente e branco são adjetivos explicativos, em
relação a homem, fogo e leite.
Adjetivo restritivo: é o adjetivo que denota qualidade adicionada ao
ser, ou seja, qualidade que pode ser retirada do substantivo. Por exemplo,
nem todo homem é inteligente, nem todo fogo é alto, nem todo leite é
enriquecido, então inteligente, alto e enriquecido são adjetivos restritivos, em
relação a homem, fogo e leite.

mortal quente branco explicativo


homem fogo leite
inteligente alto enriquecido restritivo

Quando o adjetivo estiver imediatamente após o substantivo qualificado


por ele, teremos o seguinte: se ele for adjetivo explicativo, deverá estar entre
vírgulas e funcionará sintaticamente como aposto explicativo; se for adjetivo
restritivo, não poderá estar entre vírgulas e funcionará como adjunto
adnominal. Por exemplo: “O homem, mortal, age como um ser imortal.” Nessa
frase, mortal é adjetivo explicativo, pois indica uma qualidade essencial do
substantivo, por isso está entre vírgulas e sua função sintática é a de aposto
explicativo. Já na frase “O homem inteligente lê mais.”, inteligente é adjetivo
restritivo, pois se entende que nem todo homem lê muito, por isso não está
entre vírgulas e sua função sintática é a de adjunto adnominal.
Assim, o adjetivo pode ter o valor restritivo (especifica o sentido do
termo antecedente, individualizando-o) e explicativo (realça um detalhe ou
amplifica características básicas sobre o antecedente, que já se encontra
suficientemente definido). Como aprofundamento disso, vejamos o adjetivo
“inteligente”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

1. O homem, inteligente, dobra sua capacidade cognitiva através dos séculos.


2. O homem inteligente não joga lixo no chão.
Na frase 1, esse adjetivo possui valor básico do homem: ser pensante,
que raciocina. Essa é a condição básica para que ele possa ter a capacidade
cognitiva e então através dos séculos ter a possibilidade de isso ser ampliado.
Esse adjetivo está entre vírgulas para marcar o valor explicativo e com isso há
a função sintática de aposto explicativo.
Na frase 2, esse mesmo adjetivo possui valor semântico diferente, pois
se sabe que nem todos os homens deixam de jogar o lixo no chão. Então esse
não é um princípio só do poder de raciocínio, mas da virtude, da educação.
Assim, inteligente, neste caso, é o homem educado. Como sabemos que nem
todos são educados, há certamente um valor restritivo. Por isso esse vocábulo
não está separado por vírgulas e cumpre a função sintática de adjunto
adnominal.
Portanto, se o aposto explicativo recebe um verbo, tornar-se-á uma
oração subordinada adjetiva explicativa. Se o adjunto adnominal recebe
um verbo, tornar-se-á oração subordinada adjetiva restritiva. O uso de
vírgula continua da mesma forma que nos termos da oração ditos
anteriormente. Veja:

O homem, inteligente, dobra sua capacidade cognitiva através dos séculos.


sujeito aposto explicativo VTD + objeto direto + adjunto adverbial de tempo
período simples

O homem, que é inteligente, dobra sua capacidade cognitiva através dos séculos.
oração subordinada
adjetiva explicativa
oração principal
período composto

O homem inteligente não joga lixo no chão.


Adj Adv VTD OD Adj Adv lugar
Adj Adn + núcleo adjunto adnominal negação
sujeito simples
período simples

O homem que é inteligente não joga lixo no chão.


oração subordinada
adjetiva restritiva
oração principal
período composto

Dependendo do uso da vírgula numa oração adjetiva, haverá mudança


de sentido. Em determinados momentos, a vírgula poderá ser inserida ou
retirada, isso fará com que a oração mude o sentido, mas não quer dizer que
haverá incoerência com os argumentos do texto. Exemplo:
Angélica, encontrei seu irmão que mora em Paris.
Angélica, encontrei seu irmão, que mora em Paris.
Uma forma prática de se enxergar melhor a restrição é subentendendo a
expressão somente aquele que.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Assim, no primeiro período, observa-se que somente o irmão de


Angélica o qual mora em Paris foi encontrado por mim, os outros irmãos dela
não foram citados no contexto. Portanto, sem vírgulas, entende-se que ela tem
mais de um irmão.
Já no segundo período, entende-se que a característica básica de irmão
de Angélica é ser morador de Paris, pois ele é o único irmão.
Veja outros:
O curso possui oitocentos alunos que farão a prova da OAB.
O curso possui oitocentos alunos, que farão a prova da OAB.
No primeiro período, entende-se que somente oitocentos alunos do
curso farão a prova da OAB, os outros não. Então o curso possui mais de
oitocentos alunos. No segundo período, percebe-se que todo o efetivo discente
do curso fará a prova da OAB. E sua totalidade é de oitocentos alunos.
Escolha a joia de que goste. Escolha a joia, de que gosta.
No primeiro período, alguém foi convidado a escolher uma joia ainda não
apreciada, conhecida pela felizarda. Aquela da qual gostar poderá ser
escolhida. Porém, no segundo período, a pessoa presenteada já conhecia a joia
e já gostava dela, por isso passou a haver a característica explicativa.
Outro ponto importante. Se o aposto explicativo pode ser separado por
vírgulas, travessões e parênteses; o mesmo vai ocorrer com a oração
subordinada adjetiva explicativa.
As orações reduzidas e desenvolvidas
Quando são introduzidas por um pronome relativo e apresentam verbo
conjugado em modo e tempo verbal, as orações subordinadas adjetivas são
chamadas de desenvolvidas. Além delas, existem as orações subordinadas
adjetivas reduzidas, que não são introduzidas por pronome relativo (podem ser
introduzidas por preposição) e apresentam o verbo numa das formas nominais
(infinitivo, gerúndio ou particípio).
Ele foi o primeiro aluno que se apresentou.
Ele foi o primeiro aluno a se apresentar.
No primeiro período, há uma oração subordinada adjetiva desenvolvida,
já que é introduzida pelo pronome relativo “que” e apresenta verbo conjugado
no pretérito perfeito do indicativo. No segundo, há uma oração subordinada
adjetiva reduzida de infinitivo: não há pronome relativo e seu verbo está no
infinitivo.

Questão 6: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto:
O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não existe nos genes
brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo herdado, por exemplo,
de desterrados portugueses. Da mesma forma, a Austrália, ex-colônia penal
do Império Brasileiro, não possui índices de corrupção superiores aos de
outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem mais nem menos corruptos
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

que os japoneses, que a cada par de anos têm um ministro que renuncia
diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um
processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção
são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
(...)
Não serão intervenções cirúrgicas (leia-se CPIs) nem remédios potentes
(leia-se códigos de ética) que resolverão o problema da corrupção no Brasil.
Precisamos da vigilância de um poderoso sistema imunológico que combata a
infecção no nascedouro, como acontece nos países considerados honestos e
auditados. Portanto, o Brasil não é um país corrupto.[...]
A fim de eliminar a corrupção, será necessário redirecionar rapidamente as
verbas de volta a seu devido destino para que sejamos uma nação que não
precise depender de dedos-duros nem de genros que botam a boca no
trombone, e sim, de profissionais competentes com uma ética profissional
elaborada.
Identifique o enunciado no qual o termo “que” NÃO exerce a mesma função
desempenhada pelo termo destacado no trecho acima.
A) ...”nem mais nem menos corruptos que os japoneses”...
B) ...” japoneses, que a cada par de anos têm um ministro”...
C) ...”um ministro que renuncia diante das denúncias de corrupção.”
D) “As nações com menor índice de corrupção são as que têm o maior”...
E) ...”de um poderoso sistema imunológico que combata a infecção no”...
Comentário: A palavra “que”, na frase em destaque, ocupa o valor de
pronome relativo, pois podemos substituir tal palavra por “a qual”:
...para que sejamos uma nação que não precise depender de dedos-duros...
...para que sejamos uma nação a qual não precise depender de dedos-
duros...
O mesmo ocorre nas alternativas (B), (C), (D) e (E). Veja que podemos
substituir o pronome relativo “que” por “o qual” e suas variações:
...” japoneses, os quais a cada par de anos têm um ministro”...
...”um ministro o qual renuncia diante das denúncias de corrupção.”
“As nações com menor índice de corrupção são aquelas as quais têm o
maior”...
...”de um poderoso sistema imunológico o qual combata a infecção no”...
Assim, somente a alternativa (A) apresenta a palavra “que” com valor
diferente. Na realidade, tal palavra é a conjunção subordinativa adverbial
comparativa, sobre a qual falaremos mais adiante nesta aula. Note que
podemos inserir a palavra “do” antes do “que” para certificar o valor
comparativo:
...nem mais nem menos corruptos que os japoneses...
...nem mais nem menos corruptos do que os japoneses...

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Gabarito: A

Questão 7: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto:
O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não existe nos genes
brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo herdado, por exemplo,
de desterrados portugueses. Da mesma forma, a Austrália, ex-colônia penal
do Império Brasileiro, não possui índices de corrupção superiores aos de
outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem mais nem menos corruptos
que os japoneses, que a cada par de anos têm um ministro que renuncia
diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um
processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção
são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
(...)
Não serão intervenções cirúrgicas (leia-se CPIs) nem remédios potentes
(leia-se códigos de ética) que resolverão o problema da corrupção no Brasil.
Precisamos da vigilância de um poderoso sistema imunológico que combata a
infecção no nascedouro, como acontece nos países considerados honestos e
auditados. Portanto, o Brasil não é um país corrupto.[...]
Leia este trecho.
"Podem dar, e dão, uma esmola aqui e ali para o mendigo que estende a
mão, mas em geral têm pouco interesse em ações consistentes de ajuda ao
próximo."
Identifique O enunciado no qual o termo "que" NÃO exerce a mesma função
desempenhada pelo termo destacado acima.
A) "Nesse caso, o que se mede não são os resultados financeiros"...
B) "Muitas pessoas preferem estar bem próximo das entidades a que destinam
as doações que fazem."
C)..."os benefícios efetivos que poderão ser alcançados com o auxílio"...
D)... "Sugere-se que a entidade apresente ao doador um projeto"...
E)..."quem são as pessoas que estão na linha de frente dessas entidades"...
Comentário: A palavra “que”, na frase em destaque, ocupa o valor de
pronome relativo, pois podemos substituir tal palavra por “o qual”:
... para o mendigo que estende a mão...
... para o mendigo o qual estende a mão...
O mesmo ocorre nas alternativas (B), (C), (D) e (E). Veja que podemos
substituir o pronome relativo “que” por “o qual” e suas variações:
...”Nesse caso, aquilo o qual se mede não são os resultados financeiros”...
...”Muitas pessoas preferem estar bem próximo das entidades às quais
destinam as doações as quais fazem.”
“os benefícios efetivos os quais poderão ser alcançados com o auxílio”...

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

...”quem são as pessoas as quais estão na linha de frente dessas


entidades”...
Assim, somente a alternativa (D) apresenta a palavra “que” com valor
diferente. Na realidade, tal palavra é a conjunção integrante, a qual inicia
oração subordinada substantiva. Podemos trocar pela palavra “isso”.
Compare:
Sugere-se que a entidade apresente ao doador um projeto.
Sugere-se isso.
Gabarito: D

Questão 8: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Nas alternativas a seguir, o termo destacado introduz um complemento de
natureza verbal, EXCETO em
A) "O caso terminava ali, e ponto final. Foi quando percebi que estava
faltando algo."
B) "E, quando eu respondia que essa era justamente a primeira pergunta"...
C) "Queria que nós descobríssemos as perguntas"...
D) "Em seu primeiro dia de trabalho, você vai descobrir que seu patrão não
lhe perguntará quem descobriu o Brasil"...
E) "Seu patrão vai querer saber de você quais são os problemas que
precisam ser resolvidos em sua área."
Comentário: Os termos sintáticos objeto direto ou objeto indireto são
chamados de complementos verbais. A questão negritou a palavra “que” e fez
referência àquelas que iniciam complementos de natureza verbal. Assim, está
se fazendo referência à conjunção integrante “que”, iniciando oração
subordinada substantiva objetiva direta ou indireta.
Note que as alternativas (A), (B), (C) e (D) apresentam a conjunção
integrante “que” iniciando oração subordinada substantiva objetiva direta.
Note que os verbos “percebi”, “respondia”, “Queria” e “descobrir” são
transitivos diretos. Veja:
"Foi quando percebi que estava faltando algo."
"... eu respondia que essa era justamente a primeira pergunta"
"Queria que nós descobríssemos as perguntas"...
"você vai descobrir que seu patrão não lhe perguntará ”

VTD + oração subordinada substantiva objetiva direta

Como a questão pede a exceção, devemos marcar a alternativa (E), pois


ela apresenta o pronome relativo “que”, haja vista que podemos substituir tal
palavra por “os quais”. Além disso, note que tal pronome tem a função de
sujeito. Veja:
"... quais são os problemas que precisam ser resolvidos em sua área."
"... quais são os problemas os quais precisam ser resolvidos em sua área."
Gabarito: E

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 9: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Assinale a alternativa em que a relação estabelecida pela oração destacada
com outra oração do período está INCORRETAMENTE indicada entre
parênteses.
A) Aliás, a carta em que me avisaram que fora aceito como aluno veio
acompanhada de dois livros para serem lidos antes do início das aulas,
(finalidade)
B) Havia comentários detalhados de cada diretor da Companhia, um culpando
o outro, e o caso terminava com uma análise do presidente sobre a
situação, (adição)
C) "Deve o presidente mudar de agência de propaganda ou demitir seu
diretor de marketing?” (exclusão)
D) Temos um ensino no Brasil voltado para perguntas prontas e definidas, por
uma razão muito simples: é mais fácil para o aluno e também para o
professor, (consequência)
E) Se você ainda é um estudante, lembre-se de que não são as respostas que
são importantes na vida, são as perguntas, (condição)
Comentário: A alternativa (A) está correta, pois a preposição “para” pode ser
substituída pela expressão “a fim de”, reforçando que a oração sublinhada é
subordinada adverbial de finalidade.
A alternativa (B) está correta, pois a conjunção “e” é coordenativa de
adição.
A alternativa (C) está correta, pois a conjunção “ou” é coordenativa
alternativa. Ela pode ter valor de inclusão ou de exclusão. Como deve haver
uma só opção dentre duas, a escolha de uma elimina a outra. Assim, há
mesmo valor de exclusão.
A alternativa (D) é a errada, pois o substantivo “razão” nos impõe
entender que, após o sinal de dois pontos, o segmento “é mais fácil para o
aluno e também para o professor” é a causa, a razão, o motivo; e não a
consequência.
A alternativa (E) está correta, pois a conjunção “Se” é adverbial
condicional.
Gabarito: D

Questão 10: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Os termos destacados nas passagens abaixo remetem a elementos do texto
que são apresentados entre parênteses.
I. ... foi marcante do ponto-de-vista de reformas e mudanças estruturais na
economia que afetaram as bases do capitalismo industrial no Brasil...
(reformas e mudanças estruturais na economia)
II. ... registrou-se grande número de falências e de fusões nesse período, o
que, por sua vez, levou a um deslocamento crescente do capital
doméstico... (grande número de falências e fusões)
III. Por outro lado, o que motiva o processo de fusão é o fato de a
organização adquirente objetivar a maximização de suas operações... (o
fato de a organização adquirente objetivar a maximização de suas

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

operações)
A associação CORRETA entre os elementos é ilustrada
A) apenas pela passagem I.
B) apenas pela passagem II.
C) apenas pelas passagens I e II.
D) apenas pelas passagens II e III
E) pelas passagens I, II e III.
Comentário: Na frase I, o pronome relativo “que” realmente retoma a
expressão “reformas e mudanças estruturais na economia”. Para termos
certeza, basta trocarmos o pronome relativo pela expressão retomada e
verificar a coerência:
As reformas e mudanças estruturais na economia afetaram as bases do
capitalismo industrial no Brasil...
Na frase II, o pronome demonstrativo “o” retoma “grande número de
falências e de fusões”. Tal pronome é retomado pelo pronome relativo “que”.
Assim, para termos certeza, podemos trocar esses dois pronomes pela
expressão retomada e verificar a coerência:
Grande número de falências e de fusões nesse período, por sua vez,
levou a um deslocamento crescente do capital doméstico...
Na frase III, há o pronome demonstrativo “o”, o qual não retoma
expressão anterior. Na realidade ele inicia informação. Ocupa a função de
sujeito da oração principal. O verbo dessa oração é o de ligação “é”. Note que
o predicativo é termo que caracteriza o sujeito. Assim, entendemos as
expressões “o que motiva o processo de fusão” e “o fato de a organização
adquirente objetivar a maximização de suas operações” como sinônimas
contextuais.
Com base nisso, podemos entender que o pronome demonstrativo “o”
tem seu sentido estendido pela oração subordinada adjetiva restritiva “que
motiva o processo de fusão”. Por isso, podemos entender que a expressão “o
que” associa-se ao termo posterior “o fato de a organização adquirente
objetivar a maximização de suas operações”.
Dessa forma, todas as afirmações são verdadeiras e a alternativa (E) é a
correta.
Gabarito: E

Questão 11: EBSERH/HU-UFJF-Advogado-2015 (banca AOCP)


Em “Muitas mães e pais, que vivem declarando amor incondicional aos
filhos,...”, o termo destacado pode ser substituído, sem que haja prejuízo
semântico ou sintático, por:
(A) dos quais.
(B) quem.
(C) eles.
(D) nos quais.
(E) os quais.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Comentário: O pronome relativo “que” ocupa a função de sujeito e retoma o


termo plural “Muitas mães e pais”. Assim, podemos substituir o pronome
relativo “que” por “os quais”.
Dessa forma, a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

Questão 12: EBSERH – UFMG 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Uma delas é a fibromialgia, que afeta sete mulheres para cada homem.”,
a vírgula foi empregada para
(A) assinalar vocativo. (B) marcar inversão sintática.
(C) separar adjunto adverbial anteposto. (D) separar orações.
(E) separar termos de uma enumeração.
Comentário: Primeiro, é importante perceber que a palavra “que” pode ser
substituída pela expressão pronominal “a qual”. Assim, temos certeza de que
a palavra “que” é o pronome relativo, o qual inicia a oração subordinada
adjetiva explicativa “que afeta sete mulheres para cada homem”.
Assim, a alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

Questão 13: EBSERH – HULW - UFPB 2014 Advogado (banca AOCP)


“Esse processo, que é denominado assimilação, desempenha um papel
primordial no crescimento da planta.”
Podemos afirmar que, de acordo com sua estrutura, a oração destacada no
período acima trata-se de
(A) uma oração subordinada adverbial concessiva.
(B) uma oração subordinada substantiva subjetiva.
(C) uma oração subordinada adjetiva restritiva.
(D) uma oração subordinada adverbial final.
(E) uma oração subordinada adjetiva explicativa.
Comentário: Primeiro, devemos verificar o valor da palavra “que”. Ela pode
ser substituída pela expressão pronominal “o qual”. Assim, temos certeza de
que tal palavra é o pronome relativo, o qual inicia a oração subordinada
adjetiva explicativa “que é denominado assimilação”. Como tal oração está
intercalada, há duas vírgulas.
Assim, a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

Questão 14: EBSERH – HULW - UFPB 2014 Advogado (banca AOCP)


Assinale a alternativa em que o termo destacado trata-se de um pronome
relativo.
(A) “Pesquisa feita com trigo mostrou que essa queda pode ser de até 3%...”
(B) “... demonstrar através de um estudo de campo que o dióxido...”

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

(C) “... vai sofrer uma queda de 3% à medida que os níveis de dióxido de
carbono...”
(D) “Esse processo, que é denominado assimilação, desempenha um papel...”
(E) “Isso permitiu que, mais de uma década depois, os autores do estudo
atual...”
Comentário: Nesta questão, basta diferenciarmos os valores da palavra
“que”, a qual pode ser uma conjunção integrante, um pronome relativo, além
de poder constituir várias locuções conjuntivas de valor adverbial.
Na alternativa (A), a palavra “que” é uma conjunção integrante, haja
vista que podemos substituir toda a oração “que essa queda pode ser de até
3%” pela palavra “isso”. Veja:
“Pesquisa feita com trigo mostrou isso...”
Na alternativa (B), a palavra “que” é uma conjunção integrante, haja
vista que podemos substituir toda a oração “que o dióxido...” pela palavra
“isso”. Veja:
“demonstrar através de um estudo de campo isso...”
Note que houve, na oração principal, o adjunto adverbial “através de um
estudo de campo” intercalado. É claro que tal adjunto adverbial é de grande
extensão e que deveria estar entre vírgulas, mas note que a questão não
cobrou pontuação. Esse termo ficou intercalado apenas para tentar confundir
você.
Na alternativa (C), a locução conjuntiva “à medida que” só pode ter
valor adverbial proporcional, por isso a palavra “que” não pode ser pronome
relativo.
A alternativa (D) é a correta, pois a palavra “que” pode ser substituída
pela expressão pronominal “o qual”. Assim, temos certeza de que tal palavra é
o pronome relativo, o qual inicia a oração subordinada adjetiva explicativa
“que é denominado assimilação”. Veja:
“Esse processo, o qual é denominado assimilação, desempenha um papel...”
Na alternativa (E), a palavra “que” é uma conjunção integrante, haja
vista que podemos substituir toda a oração “que, mais de uma década depois,
os autores do estudo atual” pela palavra “isso”. Veja:
“Isso permitiu isso...”
Note que houve, na oração subordinada substantiva objetiva direta, o
adjunto adverbial “mais de uma década depois” intercalado e entre vírgulas.
Gabarito: D

Questão 15: EBSERH UFSM 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “A pesquisadora Ana Claudia Latronico, que atua na área de genética
de doenças endócrinas...”, a oração em destaque

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

(A) expressa restrição, pois o autor não está se referindo a qualquer


pesquisadora, mas especificamente à Ana Claudia Latronico.
(B) é uma completiva nominal, pois funciona como complemento do
substantivo antecedente, no caso, o nome da pesquisadora.
(C) é uma oração subordinada subjetiva, pois exerce função de sujeito.
(D) é uma oração explicativa, pois acrescenta informação à oração principal.
(E) não deveria ser precedida por vírgula em decorrência da função que
exerce.
Comentário: Primeiro, devemos verificar o valor da palavra “que”. Ela pode
ser substituída pela expressão pronominal “a qual”. Assim, temos certeza de
que tal palavra é o pronome relativo, o qual inicia a oração subordinada
adjetiva explicativa “que atua na área de genética de doenças endócrinas”,
haja vista estar precedida de vírgula.
Portanto, sabemos que a alternativa (D) é a correta.
A alternativa (A) está errada, pois a vírgula marca que a oração é
explicativa, e não restritiva.
A alternativa (B) está errada, pois a oração completiva nominal é
substantiva, mas vimos que a oração sublinhada é adjetiva.
A alternativa (C) está errada, pois a oração subjetiva é substantiva, mas
vimos que a oração sublinhada é adjetiva.
A alternativa (E) está errada, pois a vírgula está correta, tendo em vista
iniciar uma oração subordinada adjetiva explicativa.
Gabarito: D

Estrutura subordinada adverbial


Sabemos que, se no enunciado há apenas um verbo, naturalmente
temos apenas uma oração (oração absoluta = período simples); porém, se
houver outro verbo dentro deste enunciado, teremos duas orações (período
composto). Para iniciarmos, veja a estrutura abaixo.

O candidato passou no concurso, devido ao seu esforço no estudo.


VTI objeto indireto adjunto adverbial de causa
sujeito predicado verbal
período simples

A oração acima possui a estrutura básica S V O: “O candidato passou no


concurso”. O termo “devido ao seu esforço no estudo” é o adjunto adverbial.
Esse termo transmite a causa de o aluno ter passado no concurso. Por isso,
podemos inserir a vírgula facultativamente. Esta estrutura não foi
obrigatória, ela foi inserida para que houvesse mais clareza e situasse melhor
o leitor sobre a circunstância que levou o candidato à aprovação.
Agora, perceba o seguinte: se disséssemos somente “Devido ao seu
esforço no estudo”, alguém entenderia o enunciado?
Logicamente, não! Concorda?
Por isso, dizemos que esta estrutura é dependente da estrutura S V O,
isto é: subordinada à principal:

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

vírgula
facultativa

O candidato passou no concurso, devido ao seu esforço no estudo.

Estrutura básica (principal) Estrutura adverbial (subordinada)

Quando esse adjunto adverbial recebe um verbo, observamos que


passaremos a ter duas orações: a principal e a subordinada adverbial causal.

vírgula
facultativa

O candidato passou no concurso, porque se esforçou no estudo.


VTI objeto indireto VTI + objeto indireto
sujeito predicado verbal predicado verbal
oração principal oração subordinada adverbial causal
período composto

Oração principal? Por quê?

Diferentemente das orações coordenadas que são independentes umas


das outras e por isso o nome da primeira é oração inicial, a oração principal é a
base para que a oração subordinada possa se apoiar nela, para transmitir
coerência.

Oração subordinada? Por quê?

A oração subordinada é aquela que depende da principal para ter


sentido, assim como aconteceu com o adjunto adverbial, no exemplo acima.

Oração adverbial? Por quê?

Porque foi gerada de um adjunto adverbial. Veja, bastou inserir o verbo


“esforçou”, para que houvesse a oração adverbial.

Tanto o adjunto adverbial quanto a oração adverbial podem deslocar-se


para o início ou para o meio da estrutura principal. E, com isso, a vírgula será
empregada.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Via de regra, a oração subordinada adverbial, quando posposta à oração


principal, será iniciada por vírgula facultativamente. Mas, se for antecipada ou
intercalada, receberá vírgula ou vírgulas obrigatoriamente.
Antecipando a estrutura adverbial...
vírgula
obrigatória

Devido ao seu esforço no estudo, o candidato passou no concurso


adjunto adverbial de causa VTI objeto indireto
sujeito
predicado verbal
período simples

vírgula
obrigatória

Porque se esforçou no estudo, o candidato passou no concurso


VTI + objeto indireto VTI objeto indireto
predicado verbal sujeito predicado verbal
oração subordinada adverbial causal oração principal
período composto

Agora, intercalando...
vírgulas obrigatórias

O candidato, devido ao seu esforço no estudo, passou no concurso.


adjunto adverbial de causa VTI objeto indireto
sujeito predicado verbal
período simples

vírgulas obrigatórias

O candidato, porque se esforçou no estudo, passou no concurso


VTI + objeto indireto VTI objeto indireto
sujeito predicado verbal predicado verbal
oração subordinada adverbial causal
oração principal
período composto

As orações subordinadas podem ser divididas também em dois tipos:


desenvolvidas (aquelas que possuem conjunção e verbos conjugados em
modos e tempos verbais);
O candidato passou no concurso, porque se esforçou no estudo.

oração principal oração subordinada adverbial causal


(desenvolvida)
reduzidas (aquelas que perdem a conjunção e por isso os verbos passam
a uma das formas nominais: gerúndio, infinitivo e particípio).

O candidato passou no concurso, por se esforçar no estudo.

oração principal oração subordinada adverbial causal


(reduzida de infinitivo)
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Por que é chamada de reduzida?


Porque, ao perder uma conjunção, reduz-se a quantidade de vocábulos
daquela oração.
Por que tenho que saber as orações reduzidas?
Muitas vezes a banca pede para desenvolver a oração reduzida, inserindo
a conjunção adequada à sua circunstância (valor semântico), por isso veremos
os valores das orações adverbiais.
Elas basicamente se dividem em 9.
1. Causais: exprimem causa, motivo, razão. Esta oração faz parte da
estrutura causa-consequência, em que a origem ocorre temporalmente antes.
E a consequência, por ser o resultado, ocorre depois. As principais conjunções
causais são: porque, pois, que, como (quando a oração adverbial estiver
antecipada), já que, visto que, desde que, uma vez que, porquanto, na medida
em que, que, etc:
Estudo porque necessito.
Como fazia frio, fechou as janelas.
Já que estou cansado, vou descansar.
Uma vez que estudou muito, foi aprovado.
Observações:
I - A conjunção se também pode transmitir valor de causa a orações que
funcionam como base ou ponto de partida de um raciocínio, em construções
como:
Se o estudo é o princípio do concurseiro, é imprescindível a
organização de seu material de estudo.
II - Vimos anteriormente que as conjunções porque, porquanto e pois
podem ser coordenativas explicativas. Agora, percebemos que elas também
podem ser causais. A diferença básica entre elas é que a oração subordinada
adverbial causal transmite a origem, a base de um resultado posterior, por isso
dizemos que o processo verbal nela veiculado é anterior ao da oração principal.
Veja:
O caro parou porque ficou sem combustível.
Or principal + oração subordinada adverbial causal
(ocorreu antes)

A razão (causa) de o carro ter parado foi a falta de combustível. Note


que a conjunção causal “porque” inicia a oração “porque ficou sem
combustível”, a qual ocorreu antes de o carro ter parado, por isso é entendida
como causa, razão, motivo.
Compare com este período:
Aquele carro deve ter ficado sem combustível, pois está parado na rodovia.
oração principal + oração coordenada sindética explicativa
(ocorreu depois)

Veja que, agora, a oração iniciada pela conjunção “pois” (“pois está
parado na rodovia”) não ocorreu antes de o combustível supostamente ter
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

acabado. Isso ocorreu depois. Por esse motivo, esta oração iniciada pela
conjunção “pois” não é a causa, mas a explicação de alguém ter achado que o
combustível acabou.
Questão 16: EBSERH – UFMG 2014 Advogado (banca AOCP)
Em “A sauna pode ser aliada na prática de exercícios físicos, já que a
vasodilatação proporcionada ajuda na recuperação do corpo.”, a expressão em
destaque NÃO pode ser substituída, sem prejuízo semântico, por
(A) visto que. (B) pois. (C) uma vez que.
(D) ainda que. (E) porquanto.
Comentário: A locução conjuntiva “já que” só pode transmitir valor adverbial
causal. Assim, pode ser substituída pelos conectivos “visto que”, “pois”, “uma
vez que” e “porquanto”.
Já a locução conjuntiva “ainda que” só pode transmitir valor adverbial
concessivo e a alternativa a ser marcada é a (D).
Gabarito: D

Questão 17: SSP AM 2015 Assistente Operacional (banca FGV)


“Numa esquina perigosa, conhecida por sua má sinalização e pelas batidas que
lá ocorrem, há um acidente de automóvel. Como o motorista de um dos carros
está visivelmente errado, o guarda a ele se dirige propondo abertamente
esquecer o caso por uma boa propina. O homem fica indignado e, usando o
“Você sabe com quem está falando?”, identifica-se como promotor público,
prendendo o guarda”.
(DaMatta, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 1990)
No texto há duas ocorrências do vocábulo “como”: “Como o motorista de um
dos carros está visivelmente errado...” e “identifica-se como promotor
público”. A afirmação correta sobre essas ocorrências é:
(A) as duas mostram valor de “modo”;
(B) a segunda mostra valor de “tempo”;
(C) a primeira mostra valor de “causa”;
(D) as duas mostram valor de “causa”;
(E) a primeira mostra valor de “modo”.
Comentário: O primeiro vocábulo pode ser substituído pela locução conjuntiva
“Já que”, por isso tem valor causal. Veja:
Já que o motorista de um dos carros está visivelmente errado, o guarda a ele
se dirige propondo abertamente esquecer o caso por uma boa propina.
O segundo vocábulo tem valor de modo. Identifica-se como? De que
forma?
Assim, sabemos que a alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 18: TJ SC 2015 Assistente Social (banca FGV)


“Geralmente gastavam pouco, mas como haviam recebido bastante na colheita
do algodão, a caminhada foi cheia de paradas para compras”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Reescrevendo-se o período, mantém-se o sentido original apenas em:


(A) A caminhada foi cheia de paradas para compras, uma vez que haviam
recebido bastante na colheita do algodão, dado que geralmente gastavam
pouco.
(B) Haviam recebido bastante na colheita do algodão, a caminhada foi cheia
de paradas para compras porque geralmente gastavam pouco.
(C) Porque haviam recebido bastante na colheita do algodão, geralmente
gastavam pouco, e a caminhada foi cheia de paradas para compras.
(D) Ainda que geralmente gastassem pouco, a caminhada foi cheia de paradas
para compras, pois haviam recebido bastante na colheita do algodão.
(E) Em virtude de gastarem geralmente pouco e de haverem recebido
bastante na colheita do algodão, a caminhada foi cheia de paradas para
compras.
Comentário: No período, há três orações, as quais estão identificadas com
números:
“Geralmente gastavam pouco¹, mas² como haviam recebido bastante na
colheita do algodão³, a caminhada foi cheia de paradas para compras²”.
O segmento 1 é inicial, o segmento 2 é a oração coordenada adversativa
e o segmento 3 é uma oração subordinada adverbial causal. Assim, devemos
achar, dentre as alternativas, uma relação de contraste entre os segmentos 1
e 2, e uma relação de causa do segmento 3 em relação ao 2.
A alternativa (A) está errada, porque o segmento 1 não se encontra em
contraste com o segmento 2. A locução conjuntiva “dado que” transmite valor
causal, o que prejudica a informação original. Veja:
A caminhada foi cheia de paradas para compras², uma vez que haviam
recebido bastante na colheita do algodão³, dado que geralmente
gastavam pouco¹.
A alternativa (B) está errada, porque não houve relação de contraste
entre os segmentos 1 e 2. Além disso, o segmento 1 não traduz valor de causa
no texto original.
Haviam recebido bastante na colheita do algodão³, a caminhada foi cheia
de paradas para compras² porque geralmente gastavam pouco¹.
A alternativa (C) está errada, porque não houve relação de adversidade
entre os segmentos 1 e 2. Veja que houve mudança de sentido por conta da
conjunção aditiva “e”. Também não houve relação de causa entre os
segmentos 3 e 2.
Porque haviam recebido bastante na colheita do algodão³, geralmente
gastavam pouco¹, e a caminhada foi cheia de paradas para compras².
A alternativa (D) é a correta. A relação de contraste se manteve entre os
segmentos 1 e 2. Agora, não há oração coordenada adversativa, mas a oração
subordinada adverbial concessiva: Ainda que geralmente gastassem pouco. A
conjunção “pois” reafirma o valor de causa do segmento 3 em relação ao 2.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Ainda que geralmente gastassem pouco¹, a caminhada foi cheia de paradas


para compras², pois haviam recebido bastante na colheita do algodão³.
A alternativa (E) está errada, pois, no texto original, não há relação de
adição entre os segmentos 1 e 3. Assim, a conjunção “e” fez mudar o sentido.
Além disso, não se observa relação de contraste, nem de causa na reescrita
abaixo.
Em virtude de gastarem geralmente pouco¹ e de haverem recebido
bastante na colheita do algodão³, a caminhada foi cheia de paradas para
compras².
Gabarito: D

Questão 19: TJ RJ 2015 Analista Judiciário (banca FGV)


Fragmento do texto: Todos queremos viver em liberdade e procuramos
construir caminhos para alcançar esse propósito. Se um problema atravessa
nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de estar plenamente livres, pois há
limitações e dificuldades de atuar. Ficamos em uma rua sem saída.
“Se um problema atravessa nossas vidas, / nos sentimos impossibilitados de
estar plenamente livres”; o segundo segmento desse trecho do texto, em
relação ao primeiro, funciona como sua:
(A) explicação;
(B) conclusão;
(C) condição;
(D) consequência;
(E) concessão.
Comentário: A primeira observação a se fazer é a de que a questão quer o
valor do segundo segmento em relação ao primeiro, isto é, ela quer o valor
subentendido da oração principal “nos sentimos impossibilitados de estar
plenamente livres”.
A estrutura acima tem relação com a da primeira observação que vimos
na teoria, quando a conjunção “se” tem valor causal, isto é, é a base do
raciocínio, ocorre temporalmente antes e é o motivo da ação da segunda
oração. Para reforçar o valor causal, basta substituir a conjunção “se” por
“como” ou “já que”. Veja:
Se um problema atravessa nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de
estar plenamente livres...
Como um problema atravessa nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de
estar plenamente livres...
Já que um problema atravessa nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de
estar plenamente livres...
Se a oração “Se um problema atravessa nossas vidas” é a causa, o
motivo; então o segundo segmento “nos sentimos impossibilitados de estar
plenamente livres” é o resultado, a consequência.
A alternativa (D) é a correta.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Gabarito: D

2. Consecutivas: Na relação causa-consequência, o processo verbal da


consequência ocorre após o da causa, e suas conjunções exprimem um efeito,
um resultado e aparecem de duas formas:
I - conjunção que precedida de tal, tão, tanto, tamanho:
Trabalharam tanto que suas mãos ficaram inchadas.
Tal foi o problema na empresa que todos foram demitidos.
Nesta estrutura, os intensificadores tal, tamanho, tão, tanto podem ficar
subentendidos.
Bebia que caía pelas ruas. (bebia tanto...)
II – locuções conjuntivas de maneira que, de jeito que, de ordem que, de
sorte que, de modo que, etc:
Motivamos a classe empresarial, de sorte que o Brasil aumentou o
nível de empregos regulares.
“As notícias de casa eram boas, de maneira que pude prolongar
minha viagem.”
III – locução conjuntiva sem que, e a conjunção que, seguida de
negação.
Lúcia não pode ver uma roupa bonita na vitrine sem que a queira comprar.
Lúcia não pode ver uma roupa bonita na vitrine, que não a queira comprar.
Perceba que, na primeira estrutura, a preposição sem tem valor de negação;
na segunda, sua ausência é substituída pelo advérbio de negação “não”.
Questão 20: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)
“A vida hoje está tão moderna, tão moderna, que todos nós nascemos
atrasados tecnologicamente”. (Nouailles)
A segunda oração desse pensamento tem valor de:
(A) consequência; (B) modo;
(C) comparação; (D) causa;
(E) concessão.
Comentário: A oração “que todos nós nascemos atrasados tecnologicamente”
é subordinada adverbial consecutiva. Assim, a alternativa (A) é a correta. Note
o intensificador “tão” na oração principal: tão moderna... Assim, fica fácil
perceber a primeira estrutura vista em nossa teoria.
Gabarito: A

Questão 21: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)


“Sua vantagem é tanta que a prefeitura da Cidade do México lançou um
programa de conservação hídrica que substituiu 350 mil vasos por modelos
mais econômicos. As substituições reduziram de tal forma o consumo que seria

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

possível abastecer 250 mil pessoas a mais. No entanto, muitas casas no Brasil
têm descargas embutidas na parede, que costuma ter um altíssimo nível de
consumo”.
Sobre as ocorrências do vocábulo que presentes nesse segmento do texto, a
afirmação correta é a de que:
(A) a primeira e a terceira ocorrência pertencem à mesma classe gramatical;
(B) a segunda ocorrência pertence à mesma classe da primeira;
(C) as três últimas ocorrências pertencem à mesma classe;
(D) a última ocorrência pertence à classe diferente de todas as demais;
(E) a segunda e a quarta ocorrências pertencem a classes diferentes.
Comentário: A primeira ocorrência da palavra “que” é uma conjunção
adverbial consecutiva, haja vista ser precedida do intensificador “tanta”.
A segunda ocorrência da palavra “que” é o pronome relativo, pois retoma
a expressão “um programa de conservação hídrica”. Tal pronome pode ser
substituído por “o qual”.
A terceira ocorrência da palavra “que” é uma conjunção adverbial
consecutiva, haja vista ser precedida do intensificador “tal”. Assim, a
alternativa (A) é a correta.
A quarta ocorrência da palavra “que” é o pronome relativo, pois retoma a
expressão “descargas embutidas na parede”. Tal pronome pode ser substituído
por “as quais”.
Mesmo não fazendo diferença na resolução da questão, é interessante
perceber que o verbo “costuma” deveria estar no plural, pois o pronome
relativo “que” retoma substantivo plural “descargas”, e não o substantivo
singular “parede”.

Veja:
No entanto, muitas casas no Brasil têm descargas embutidas na parede, que
costumam ter um altíssimo nível de consumo.
Gabarito: A

Questão 22: Pref Belford Roxo – 2011 – Intérprete de Libras (banca CEPERJ)
Entre as orações sublinhadas no trecho “É que eu achava o mundo tão
interessante que não suportava ficar deitado, vendo-o passar.” se estabelece
relação semântica de:
A) conclusão B) consequência C) tempo
D) modo E) causa
Comentário: Vimos que a expressão “tão...que” termina com a conjunção
“que”, a qual inicia oração subordinada adverbial consecutiva (consequência).
Assim, a alternativa (B) é a correta.
Gabarito: B

Questão 23: MAPA – 2010 – Economista (banca Dom Cintra)


Fragmento do texto: Numa sociedade em rápida mutação, onde o sucesso
das organizações é em geral medido unicamente através do resultado

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

financeiro, e onde os bens mudam de mãos assim como as ideias, a


sustentabilidade surge como princípio fundamental para quem quer fazer
negócio num mundo interdependente, sendo o alicerce para que as empresas
mapeiem seu roteiro futuro.
A última oração do período “Andrew W. Savitz ressalta que as Empresas
‘precisam inserir as questões sociais em suas estratégias, de modo a refletir
sua atual importância para os negócios’” exprime em relação à anterior o
sentido de:
A) consequência; B) causa; C) concessão;
D) condição; E) comparação.
Comentário: A expressão “de modo a” inicia uma oração subordinada
adverbial consecutiva reduzida de infinitivo (“de modo a refletir sua atual
importância para os negócios’”). Veja que poderíamos transformá-la numa
oração desenvolvida:
...precisam inserir as questões sociais em suas estratégias, de modo que
reflitam sua atual importância para os negócios...
Assim, fica mais prático percebermos a locução conjuntiva adverbial
consecutiva “de modo que”.
Gabarito: A
3. Condicionais: Nesta relação de condição, hipótese, é muito cobrada a
correlação de modo e tempo verbal. Veja:
verbo no futuro do presente
verbo no futuro do subjuntivo
do indicativo
Se o candidato estudar bastante, passará no concurso.

condição no futuro resultado provável no futuro


oração subordinada adverbial condicional oração principal

verbo no futuro do pretérito


verbo no pretérito imperfeito do subjuntivo
do indicativo
Se o candidato estudasse bastante, passaria no concurso.

condição no passado resultado improvável no futuro


oração subordinada adverbial condicional oração principal

verbo no futuro do presente


verbo no presente do subjuntivo
do indicativo
Caso o candidato estude bastante, passará no concurso.

condição no presente resultado provável no futuro


oração subordinada adverbial condicional oração principal
Se uma condição é expressa no futuro ou presente, há condições de
cumpri-la; por isso o resultado expresso na oração principal é provável. Não há
certeza de o candidato ser aprovado, mas há grande possibilidade.
Já numa condição expressa no passado, não há condições de cumpri-la;
por isso o resultado expresso na oração principal é pouco provável, ou mesmo
improvável. A banca normalmente pede para substituir as conjunções ou os
verbos.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Algumas vezes, por motivo de ênfase e reforço motivacional, o autor do


texto troca o tempo verbal da oração principal de futuro do presente para
presente do indicativo e futuro do pretérito para pretérito imperfeito do
indicativo. Veja a diferença:
Se o candidato estudar, passa no concurso.
Se o candidato estudasse, passava no concurso.
Não há erro nestas substituições, há apenas ênfase.
Além das conjunções condicionais se e caso, há também as locuções
conjuntivas contanto que, desde que, salvo se, sem que (=se não), a não ser
que, a menos que, dado que.
Caminharei com você desde que não chova.
Não terminará a matéria, sem que se dedique muito.
Poderão ganhar o campeonato, salvo se acontecer algum imprevisto.
“A carinha podia ser de chinesa, fossem os olhos mais enviesados.”
Note a última construção. A conjunção condicional fica subentendida, e
com isso é imprescindível entender a correlação verbal para que não haja
dúvida neste valor semântico.
As locuções conjuntivas condicionais desde que, dado que, uma vez que
podem ser confundidas com as causais. Para não ficar com dúvida, verifique
que os verbos nas orações condicionais ficam no modo subjuntivo, enquanto
os das orações causais ficam no modo indicativo. Compare esses exemplos nos
respectivos valores adverbiais vistos anteriormente.
É encontrada também a forma reduzida:
Conhecendo os alunos, o professor não os teria punido. (reduzida de gerúndio)

Questão 24: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Leia os enunciados abaixo.
I. “Cada vez que um empresário brasileiro precisa de um carinho oficial [...]
vê-se preso a um emaranhado legal só comparável ao de alguns países
africanos.”
II. “Se o país conseguisse atingir o patamar dos Estados Unidos, o 15º mais
bem posicionado nessa lista, ganharia a cada ano 2 pontos percentuais
de crescimento econômico.”
III. ... “significa dizer também que, se há dez anos os níveis de corrupção
brasileiro e americano estivessem equiparados, o PIB nacional no ano
passado teria sido 380 bilhões de reais maior.”
IV. “A corrupção é provavelmente o maior problema que o Brasil terá de
encarar se quiser crescer”...
V. ... “ela rouba de forma acintosa a confiança do mercado no sistema e faz
com que ele se deteriore.”
VI. “Contam-se às dezenas os episódios relacionados à corrupção que
evidenciam o efeito devastador da ilegalidade no mundo dos negócios.”
Os enunciados nos quais o termo “se” desempenha o mesmo papel são

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

A) I e V.
B) II e V.
C) V e VI.
D) I, II e III.
E) III, IV e VI.
Comentário: A frase I apresenta o “se” como pronome reflexivo, pois
podemos substituí-lo pela expressão “a si mesmo”. Veja:
“Cada vez que um empresário brasileiro precisa de um carinho oficial [...] vê a
si mesmo preso a um emaranhado legal só comparável ao de alguns países
africanos.”
As frases II, III e IV apresentam a conjunção condicional “se”. Prova
disso é que podemos substituí-la pela conjunção “caso”. Na última ocorrência,
devemos reajustar o verbo:
Caso o país conseguisse atingir ...
... caso (...) estivessem equiparados..
...caso queira crescer...
A frase V apresenta o “se” como pronome reflexivo, pois podemos
substituí-lo pela expressão “a si mesmo”. Veja:
“ela rouba de forma acintosa a confiança do mercado no sistema e faz com
que ele deteriore a si mesmo.”
A frase VI apresenta o “se” como pronome apassivador, pois podemos
transformar a voz passiva sintética “contam-se” em “são contados”. Veja:
“Contam-se às dezenas os episódios relacionados à corrupção que evidenciam
o efeito devastador da ilegalidade no mundo dos negócios.”
“São contados às dezenas os episódios relacionados à corrupção que
evidenciam o efeito devastador da ilegalidade no mundo dos negócios.”
Assim, a alternativa (A) é a correta.
Gabarito: A

Questão 25: EBSERH/HU-UFMA 2015 Analista Administrativo (banca AOCP)


Em “Se falta água, piora também a saúde...”, a estrutura da oração
destacada nos permite afirmar que ela exprime
(A) uma condição em relação à oração que lhe é posterior.
(B) um contraste em relação à oração que lhe é posterior.
(C) uma comparação em relação à oração que lhe é posterior.
(D) uma proporção em relação à oração que lhe é posterior.
(E) uma concessão em relação à oração que lhe é posterior.
Comentário: A conjunção “se” transmite valor adverbial de condição. Veja
que as demais alternativas estão bem fora desse valor. Nem precisamos
inserir o contexto em que se encontra tal frase, haja vista que a conjunção
“se” nunca transmitirá o valor de contraste, comparação, proporção ou
concessão, como registram as demais alternativas.
Gabarito: A

Questão 26: UFMG - EBSERH - Enfermeiro 2015 (banca AOCP).


Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Em “Se o solvente não secasse rapidamente, o esmalte poderia escorrer


ou ficar mais concentrado em uma região.”, a oração destacada estabelece,
com a subsequente, relação sintático-semântica de:
(A) causa.
(B) tempo.
(C) comparação.
(D) condição.
(E) finalidade
Comentário: A conjunção “Se” inicia uma condição no passado (“Se o
solvente não secasse rapidamente”), cujo resultado é a hipótese registrada na
oração principal: “o esmalte poderia escorrer ou ficar mais concentrado em
uma região”.
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 27: EBSERH HULW UFPB 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)
Assinale a alternativa em que o “se” destacado NÃO introduz uma oração
adverbial.
(A) “Se apenas um exerce controle sobre as finanças, o outro pode acabar se
sentindo excluído e impotente.”
(B) “Em primeiro lugar, é importante que o casal fale a mesma língua quando
se trata de dinheiro.”
(C) “Nunca tente conversar se você estiver muito estressado com suas
contas.”
(D) “Se você e seu companheiro não conseguem falar sobre o assunto sem
que isso vire um pé de guerra, e isso está colocando seu relacionamento
em risco, pense em procurar ajuda...”
(E) “Pensamento positivo: se vocês souberem lidar com problemas
financeiros, isso significa que terão jogo de cintura...”
Comentário: A conjunção inicia informação com base num núcleo verbal.
Com a conjunção “se”, é natural que a oração tenha valor adverbial de
condição.
Nas alternativas (A), (C), (D) e (E), encontramos orações subordinadas
adverbiais condicionais.
Já na alternativa (B) percebemos a conjunção adverbial temporal
“quando”, seguida do pronome oblíquo átono “se”. Assim, é esta a alternativa
a ser marcada.
Gabarito: B

Questão 28: EBSERH – UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“Os autores do estudo atribuíram tais benefícios aos flavonoides, compostos
presentes no cacau que, entre outros efeitos positivos, também são
associados a benefícios ao coração — desde que aliados a uma dieta
saudável.”.
No período acima, a oração destacada trata-se de uma

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

(A) oração que estabelece relação lógico-semântica de condição e está


reduzida de infinitivo.
(B) oração que estabelece relação lógico-semântica de condição e está
reduzida de particípio.
(C) oração que estabelece relação lógico-semântica de concessão e está
reduzida de infinitivo.
(D) oração que estabelece relação lógico-semântica de concessão e está
reduzida de particípio.
(E) oração que estabelece relação lógico-semântica de finalidade e está
reduzida de infinitivo.
Comentário: A locução conjuntiva “desde que” transmite valor adverbial
condicional. Assim, eliminamos as alternativas (C), (D) e (E).
A banca cometeu um erro conceitual, pois, quando a oração subordinada
apresenta uma locução conjuntiva (desde que), ela não é reduzida, ela é
desenvolvida. Apenas houve a omissão do verbo auxiliar “sejam”.
Porém, fica fácil perceber que tal oração não possui verbo no infinitivo.
Assim, eliminamos a alternativa (A) e a (B), mesmo com o erro conceitual, é a
correta.
Gabarito: B

Questão 29: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)

A frase “fechando o registro”, reescrita de forma a substituir a oração reduzida


por desenvolvida, assume, com correção, a seguinte forma:
(A) a fim de que se feche;
(B) após fechar-se o registro;
(C) enquanto se fecha o registro;
(D) caso se feche o registro;
(E) embora se feche o registro.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Comentário: A oração reduzida de gerúndio “fechando o registro” tem valor


adverbial condicional, por isso podemos substituí-la pela oração desenvolvida
“caso se feche o registro”. Portanto, a alternativa (D) é a correta.
As alternativas (A) e (E) estão erradas, porque facilmente entendemos
que não cabe finalidade, nem concessão.
A alternativa (B) está errada, porque a questão pediu uma oração
desenvolvida, mas esta alternativa apresentou uma oração reduzida de
infinitivo.
A alternativa (C) está errada, pois não cabe a ideia de tempo simultâneo
entre o ato de tomar banho e o de fechar o registro.
Gabarito: D

Questão 30: Pref Uberlândia-MG – 2012 – Advogado (banca Consulplan)


Fragmento do texto: No Congresso desde 1999, o PL 84/99 segue na
Câmara dos Deputados nos termos do texto substitutivo proposto pelo
deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG). O PL Azeredo tramita em caráter de
urgência na Casa e está prestes a ser votado no início de agosto, quando
termina o recesso parlamentar. Se aprovado, desviando-se de sua pretensa
função de combater os crimes na Internet, o projeto vai instaurar um cenário
de vigilância e monitoramento na rede, restringindo sensivelmente os direitos
e liberdades e criminalizando condutas que são cotidianas dos cidadãos no
mundo virtual.
Neste parágrafo, ao falar do PL 84, quanto à sua aprovação, está expressa
uma ideia de
A) finalidade. B) condição. C) acréscimo. D) tempo. E) explicação.
Comentário: Primeiro devemos localizar a expressão que fala do PL 84 quanto
à sua aprovação, depois devemos observar o valor do conectivo.
A expressão apontada na questão é “Se aprovado”, em que o conectivo
“Se” é uma conjunção condicional. Assim, a alternativa correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 31: Pref Jahu-SP – 2012 – Caixa (banca Consulplan)


Leia os trechos a seguir.
I. “Se seguir aumentando, nos próximos 20 anos, a expectativa de vida
masculina irá coincidir com a feminina...”
II. “As taxas de câncer de pulmão entre mulheres estão aumentando, mas
estão declinando mais rapidamente entre os homens.”
III. “Os meninos são mais propensos a morrer em seu primeiro ano de vida e
mais sujeitos a se envolver em acidentes fatais...”
Os termos “se”, “mas” e “e” estabelecem relação semântica, respectivamente,
de
A) causa – adversidade – adição.
B) condição – oposição – adição.
C) consequência – conclusão – condição.
D) conformidade – comparação – explicação.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

E) concessão – alternância – proporcionalidade.


Comentário: A conjunção “Se” inicia a oração subordinada adverbial
condicional “Se seguir aumentando”, a conjunção “mas” inicia oração
coordenada sindética adversativa, a qual transmite valor de oposição, e a
conjunção “e” inicia oração coordenada sindética aditiva.
Assim, a alternativa correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 32: Prefeitura Mauriti 2010 Agente Adm (banca Consulplan)


Fragmento do texto: E se todos os humanos fossem da mesma cor? Não
haveria intolerância ou o argumento de superioridade racial. Os negros não
seriam escravizados, não haveria existido o apartheid nem o nazismo. Ou
seja, a história da humanidade seria completamente diferente. Engano seu. A
natureza humana é bem mais complexa que isso: mesmo se todos tivessem a
mesma cor da pele, textura de cabelo ou formato dos olhos, bastaria que
algum povo se destacasse no desenvolvimento técnico ou econômico para se
sentir superior aos demais.
Em “E se todos os humanos fossem da mesma cor?”, o termo sublinhado
estabelece, nessa oração, uma relação de:
A) causa. B) tempo. C) consequência.
D) concessão. E) condição.
Comentário: A conjunção “se” inicia oração subordinada adverbial
condicional. Por isso, a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

4. Concessivas: exprimem um fato que se concede, que se admite, em


oposição, contraste, ressalva ao da oração principal. As conjunções são:
embora, conquanto, que, ainda que, mesmo que, ainda quando, mesmo
quando, posto que, por mais que, por muito que, por menos que, se bem que,
em que (pese), nem que, dado que, sem que (=embora não).
Gostava de Matemática, embora tivesse dificuldades com cálculos.
Por incrível que pareça, eles não conheciam ‘pen-drive’.
Em que pese à autoridade deste cientista, não podemos aceitar suas
afirmações. (Domingos Paschoal Cegalla)
Dado que soubesse, não dirigia à noite.
Por mais que gritasse, não me ouviram.
Nem que a gente quisesse, conseguiria esquecer. (Otto Lara Resende)
Deve-se tomar muito cuidado quando a banca pedir a substituição de
conjunção ou locução conjuntiva por preposição ou locução prepositiva. Veja:
Embora chegasse cedo, não conseguiu lugar para sentar-se.
Ao se substituir a conjunção embora pela preposição mesmo, o verbo é
obrigado a sair da forma conjugada em modo e tempo verbal para a forma
nominal gerúndio. Isso fará com que esta oração seja reduzida de gerúndio:
Mesmo chegando cedo, não conseguiu lugar para sentar-se.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Se fosse substituída pela locução prepositiva “apesar de”, a oração seria


reduzida de infinitivo:
Apesar de chegar cedo, não conseguiu lugar para sentar-se.
Assim, cuidado com as substituições pedidas na prova.

Questão 33: EBSERH – Nacional 2015 Técnico Citopatologia (banca AOCP)


Em “Mesmo que você não goste de seu estilo, é difícil não esboçar um
sorriso ao ver o resultado do seu trabalho.”, considerando a estrutura do
período, podemos afirmar que a oração destacada expressa
(A) comparação.
(B) causa.
(C) conformidade.
(D) concessão.
(E) condição.
Comentário: A locução conjuntiva “Mesmo que” só pode ter valor adverbial
concessivo. Assim, a alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

Questão 34: EBSERH/MEAC-UFC E HUWC-UFC Advogado-2015 (banca AOCP)


“Faço isso até hoje. Facilita a vida, evita desperdício e nos dá a certeza de
comer bem durante a semana toda, mesmo que o preparo das refeições
seja terceirizado.”
A oração destacada:
(A) estabelece uma relação de concessão no período a que pertence.
(B) estabelece uma relação de adversidade no período a que pertence.
(C) estabelece uma relação de consequência no período a que pertence.
(D) restringe e limita a significação da oração que a antecede.
(E) acrescenta uma informação comparativa em relação à oração antecedente.
Comentário: A locução conjuntiva “mesmo que” só pode ter valor adverbial
concessivo. Assim, a alternativa (A) é a correta.
Gabarito: A

Questão 35: EBSERH – UFMG 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Fragmento do texto: Outra doença bem mais frequente entre as mulheres é
o câncer de mama. Apesar de muita gente achar que essa doença é
exclusivamente feminina, ela acomete também os homens – só que em
proporção esmagadoramente menor: apenas 1% dos casos.
Em “Apesar de muita gente achar que essa doença é exclusivamente
feminina, ela acomete também os homens...”, a oração destacada
(A) revela ideia de causa para a oração subsequente.
(B) é uma oração subordinada adverbial concessiva, pois expressa ideia
contrária à oração principal.
(C) é uma oração subordinada adverbial condicional, pois indica hipótese.
(D) é uma oração subordinada adverbial comparativa, pois há uma relação de
comparação entre as orações no que se refere a homem x mulher.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

(E) poderia ser substituída por “Como muita gente acha que essa doença é
exclusivamente feminina”, sem que houvesse prejuízo semântico ou
sintático.
Comentário: A locução prepositiva “apesar de” só pode ter valor adverbial
concessivo. Assim, a alternativa (B) é a correta.
Gabarito: B

Questão 36: EBSERH – UFMT 2014 Advogado (banca AOCP)


“Mesmo que golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.”
A reescrita do fragmento acima que mantém o seu sentido original e sua
sintaxe é
(A) Conquanto golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(B) Apesar dos golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(C) Embora golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(D) Por mais que golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(E) Ainda que golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
Comentário: A conjunção ou locução conjuntiva concessiva exige que o
verbo se flexione no modo subjuntivo. A locução prepositiva “apesar de” exige
o verbo no infinitivo, e a preposição “mesmo” exige o verbo no gerúndio.
Assim, na reescrita, basta observarmos isso.
Na alternativa (A), a conjunção “conquanto” exige que o verbo “são”
seja flexionado no presente do subjuntivo. Veja:
Conquanto golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
Na alternativa (B), a locução prepositiva “apesar de” exige que o verbo
“sejam” seja flexionado no infinitivo. Veja:
Apesar de os golfinhos serem bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
A alternativa (C) é a correta, pois a conjunção “Embora” exige que o
verbo seja flexionado no presente do subjuntivo (sejam). Veja:
Embora golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
Na alternativa (D), a locução conjuntiva “Por mais que” exige que o
verbo “são” seja flexionado no presente do subjuntivo. Veja:
Por mais que golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Na alternativa (E), a locução conjuntiva “Ainda que” exige que o verbo


“são” seja flexionado no presente do subjuntivo. Veja:
Ainda que golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
Gabarito: C

Questão 37: EBSERH UFSE 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


A oração “...mesmo que existam muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.”, pode ser reescrita, sem prejuízo
sintático-semântico para o fragmento, por
(A) ...apesar de existirem muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.
(B) ...ainda que existem muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
(C) ...embora existem muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
(D) ...conquanto que existem muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.
(E) ...porquanto que existem muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.
Comentário: A conjunção ou locução conjuntiva concessiva exige que o
verbo se flexione no modo subjuntivo. A locução prepositiva “apesar de” exige
o verbo no infinitivo. Assim, na reescrita, basta observarmos isso.
A alternativa (A) é a correta, pois a locução “apesar de” exige que o
verbo seja flexionado no infinitivo. Veja:
...apesar de existirem muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
Na alternativa (B), a locução conjuntiva “Ainda que” exige que o verbo
“existem” seja flexionado no presente do subjuntivo. Veja:
...ainda que existam muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
Na alternativa (C), a conjunção “embora” exige que o verbo seja
flexionado no presente do subjuntivo (existam). Veja:
...embora existam muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
Na alternativa (D), a conjunção “conquanto” não admite a conjunção
“que” e exige que o verbo seja flexionado no presente do subjuntivo
(existam). Veja:
...conquanto existam muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
Na alternativa (E), a conjunção “porquanto” não tem valor concessivo,
mas coordenativo explicativo ou adverbial causal. Além disso, tal conjunção
não admite a conjunção “que”. Veja a reescrita correta:

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

...embora existam muitos que acreditem numa espécie de permanência


incorpórea após a morte.
Gabarito: A

Questão 38: EBSERH – UFMT 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Legumes e frutas ‘fora do padrão’ são recusados mesmo sendo
saudáveis.”, a expressão destacada indica
(A) consecução. (B) condição. (C) conclusão.
(D) contraste. (E) conformidade.
Comentário: A preposição “mesmo” inicia a oração subordinada adverbial
concessiva reduzida de gerúndio “mesmo sendo saudáveis”. Sabendo-se que
a concessão também transmite contraste, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 39: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)


“Não lembro bem para o que, mas faz bem”; essa frase tem seu sentido
alterado se for reescrita da seguinte forma:
(A) Faz bem, apesar de eu não lembrar bem para o quê;
(B) Ainda que eu não lembre bem para o quê, faz bem;
(C) Não lembro bem para o quê; faz, porém, bem;
(D) Não lembro bem para o quê, malgrado faça bem;
(E) Não lembro bem para o que faz bem.
Comentário: A questão apresenta o segmento “Não lembro bem para o que”,
o qual tem relação de contraste com o segmento “mas faz bem”, haja vista a
presença da conjunção coordenativa adversativa “mas”.
Esta questão chama-nos a atenção sobre a possibilidade de as orações
subordinadas adverbiais concessivas e as coordenadas adversativas
transmitirem contraste.
Assim, há, nas alternativas (A), (B) e (C), os conectivos adverbiais
concessivos “apesar de”, “Ainda que” e “malgrado”, respectivamente. Na
alternativa (C), há o conectivo coordenativo adversativo “porém”, o qual
também transmite contraste.
Portanto, sobra a alternativa (E) como a única em que não há valor de
contraste.
Gabarito: E

Questão 40: TJ SC 2015 Assistente Social (banca FGV)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Na charge, a frase “Sabendo da sua intolerância” pode ser adequadamente


substituída por:
(A) Ao saber da sua intolerância;
(B) Já que sei da sua intolerância;
(C) Mesmo que saiba da sua intolerância;
(D) Quando soube da sua intolerância;
(E) Caso saiba da sua intolerância.
Comentário: Ao se saber da intolerância de um indivíduo maior e nervoso,
certamente não se espera que o indivíduo menor o ofenda. Porém, foi o que
ocorreu. Assim, há um contraste, uma concessão, e a alternativa (C) é a
correta.
Gabarito: C

Questão 41: CBTU 2014 Administrador (banca Consulplan)


“É preciso tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo, um
pouco mais belo do que era, mesmo que esse mundo seja apenas um quintal
ou uma cozinha.” Assinale a alternativa que apresenta uma paráfrase do
trecho anterior, cuja correção gramatical foi mantida.
A) Precisamos tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo,
mais belo do que era, mesmo que esse mundo seje apenas um quintal ou
uma cozinha.
B) Ainda que esse mundo seja apenas um quintal ou uma cozinha é preciso
deixarmos atrás de nós um mundo um pouco mais limpo, um pouco mais
belo do que éramos.
C) É necessário tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo,
um pouco mais belo do que era, mesmo que nesse mundo existam apenas
um quintal ou uma cozinha.
D) É preciso que haja uma tentativa de deixar atrás de nós um mundo um

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

pouco mais limpo, um pouco mais belo do que era, ainda que esse mundo
seja apenas um quintal ou uma cozinha.
Comentário: Este é o tipo de questão que cobra “Equivalência e
transformação de estruturas”. Paráfrase é a reescrita de texto, mantendo o
mesmo sentido. Além disso, a questão quer do candidato a observância quanto
à correção gramatical. Assim, temos três informações:
É preciso tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo¹, um
pouco mais belo do que era², mesmo que esse mundo seja apenas um quintal
ou uma cozinha³.
Veja também que a base da estrutura é a relação de contraste,
concessão, por meio da locução conjuntiva “mesmo que”.
A alternativa (A) está errada, pois a palavra “seje” não existe. A flexão
correta é “seja”. Veja a correção:
Precisamos tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo¹, mais
belo do que era², mesmo que esse mundo seja apenas um quintal ou uma
cozinha³.
A alternativa (B) está errada, pois a oração subordinada adverbial
concessiva está antecipada. Assim, deve ser seguida de vírgula. Além disso,
segundo o contexto original, o verbo “era” concorda com “mundo”, por isso
não deve se flexionar na primeira pessoa do plural.
Veja:
Ainda que esse mundo seja apenas um quintal ou uma cozinha³, é preciso
deixarmos atrás de nós um mundo um pouco mais limpo¹, um pouco mais belo
do que era².
A alternativa (C) está errada, pois a informação original é a de que o
mundo seja apenas um quintal ou uma cozinha. Porém, na reescrita, informou-
se que no mundo há quintal ou cozinha. Assim, não se preservou a informação
original, o sentido original e não há paráfrase. Veja:
É necessário tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo¹, um
pouco mais belo do que era², mesmo que esse mundo seja apenas um quintal
ou uma cozinha³.
A alternativa (D) é a correta, pois se preserva o sentido e a correção
gramatical. Compare:
Trecho original:
É preciso tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo¹, um
pouco mais belo do que era², mesmo que esse mundo seja apenas um quintal
ou uma cozinha³.
Paráfrase:
É preciso que haja uma tentativa de deixar atrás de nós um mundo um pouco
mais limpo¹, um pouco mais belo do que era², ainda que esse mundo seja
apenas um quintal ou uma cozinha³.
Gabarito: D
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 42: CODESP – 2012 – Assistente Social (banca Consulplan)


Na frase “... embora fossem três pacotes e eu a tivesse alertado...”, a palavra
sublinhada tem valor semântico de
A) concessão. B) condição. C) conformidade. D) finalidade. E) tempo.
Comentário: A conjunção “embora” só pode transmitir valor adverbial de
concessão, por isso a alternativa (A) é a correta.
Gabarito: A

Questão 43: IBGE 2011 Agente de Pesquisas (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Nesta quarta-feira, 1 de setembro, o IBGE divulgou os
IDS – Indicadores de Desenvolvimento Sustentável referentes ao ano de
2010, que apontaram que, embora o país tenha evoluído nos principais
aspectos socioambientais avaliados, ainda há um longo caminho para
percorrer rumo ao desenvolvimento sustentável, sobretudo na preservação da
biodiversidade.
Em “... embora o país tenha evoluído...” o termo destacado pode ser
substituído sem prejuízo de sentido por
A) ainda que. B) mas. C) que. D) para que. E) quando.
Comentário: A conjunção “embora” inicia oração subordinada adverbial
concessiva, a qual pode ser iniciada pela locução conjuntiva “ainda que”.
A conjunção “mas” é coordenativa adversativa; “que” tem vários valores
e depende exclusivamente do contexto para sabermos seu valor semântico;
“para que” é subordinativa adverbial de finalidade e “quando” é subordinativa
adverbial temporal.
Gabarito: A

Questão 44: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Estou ficando cobra em calçadão, embora deva
confessar que o meu momento calçadônico mais alegre é quando, já no
caminho de volta, vislumbro o letreiro do hotel que marca a esquina da rua
onde finalmente terminarei o programa-saúde do dia.
Em “Estou ficando cobra em calçadão, embora deva confessar...” a palavra
destacada exprime circunstância de:
A) Explicação. B) Concessão. C) Conclusão.
D) Consequência. E) Contraste.
Comentário: A conjunção “Embora” inicia a oração subordinada adverbial
concessiva. Por isso, a alternativa (B) é a correta.
Gabarito: B

5. Comparativas: representam o segundo termo de uma comparação e


se expressam de três formas, com as conjunções como, (tal) qual, tal e qual,
assim como, (tal) como, (tão ou tanto) como, (mais) que ou do que, (menos)
que ou do que, tanto quanto, que nem, feito (=como, do mesmo modo que), o
mesmo que (=como):

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

I – com verbo expresso:


A preguiça gasta a vida como a ferrugem consome o ferro.
Como a flor se abre ao sol, assim minha alma se abriu à luz
daquele olhar.
A praia é tal qual você descreveu. (tal como)
II – com o predicado ou verbo subentendido:
A luz é mais veloz do que o som. (do que o som é)
O leopardo é tão ágil quanto a onça. (quanto a onça é)
Ele corre feito uma gazela.
Nas estruturas comparativas de superioridade e inferioridade (com
verbos expressos ou não), a palavra “do” é opcional.
Cantava mais do que trabalhava.
Com verbo expresso.
Cantava mais que trabalhava.

Os mais magros correm mais do que os mais cheinhos. Verbo


subentendido
Os mais magros correm mais que os mais cheinhos.

III – como comparação hipotética (uso da conjunção se):


O homem parou perplexo, como se esperasse um guia.
Questão 45: EBSERH/HU-UFMS Engenheiro Civil 2015(banca AOCP)
Muitos estudos já relacionaram o exercício físico ao menor risco de diabetes
tipo 2, assim como outras pesquisas mostraram que o sedentarismo...”
A estrutura da segunda oração do período acima nos permite afirmar que ela
estabelece com a oração antecedente uma relação de:
(A) finalidade.
(B) proporção.
(C) consequência.
(D) comparação.
(E) concessão
Comentário: A locução conjuntiva “assim como” só pode transmitir valor
adverbial de comparação. Assim, é a alternativa (D) a correta.
Gabarito: D

Questão 46: EBSERH – UFMT 2014 Advogado (banca AOCP)


“Como numa cidade, existem centros mais densos (as córtices) que estão
interconectados entre si por várias ruas e avenidas...”
No fragmento acima, temos uma relação semântica de
(A) contraste. (B) comparação. (C) adição.
(D) conclusão. (E) consecução.
Comentário: A conjunção “como” pode ter vários valores, como causa,
comparação, conformidade ou exemplificação. Assim, a alternativa correta é a
(B).

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Gabarito: B

Questão 47: EBSERH – HU - UFMS 2014 Advogado (banca AOCP)


Muitos estudos já relacionaram o exercício físico ao menor risco de diabetes
tipo 2, assim como outras pesquisas mostraram que o sedentarismo...”
A estrutura da segunda oração do período acima nos permite afirmar que ela
estabelece com a oração antecedente uma relação de
(A) finalidade. (B) proporção. (C) consequência.
(D) comparação. (E) concessão.
Comentário: A locução conjuntiva “assim como” só pode ter valor
comparativo. Assim, a alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

Questão 48: Prefeitura Camaçari 2010 – Analista (banca AOCP)


O título do texto “Burocracia toma mais tempo de diretor do que pedagogia”
apresenta uma relação lógico-semântica de
(A) comparação. (B) consecução. (C) concessão.
(D) causa. (E) explicação.
Comentário: A conjunção “que” antecipada do termo “mais” forma a
comparação de superioridade, por isso a alternativa correta é a (A).
Gabarito: A

Questão 49: Prefeitura Santo Agostinho – 2010 – Contador (banca AOCP)


“O uso excessivo de umidificadores de ar pode ser tão prejudicial à saúde
quanto o ar seco...”
As expressões destacadas estabelecem, no texto, uma relação lógico-
semântica de
(A) conformidade. (B) condição. (C) concessão.
(D) causa. (E) comparação.
Comentário: A expressão “tão...quanto” possui valor comparativo. Por isso, a
alternativa correta é a (E).
Gabarito: E

Questão 50: Prefeitura Lagarto – 2011 – Auditor Fiscal (banca AOCP)


“Assinada pela presidente Dilma Rousseff e pelos ministros da Justiça e da
Educação, a medida vale tanto para condenados em regime fechado ou
semiaberto.”
A relação lógico-semântica que se estabelece no fragmento destacado é a de
(A) proporção. (B) alternância. (C) comparação.
(D) consecução. (E) conformidade.
Comentário: Os conectivos adequados para a frase seriam “tanto...quanto”,
“tanto...como”. Veja:
“...a medida vale tanto para condenados em regime fechado quanto para o

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

semiaberto...”
“...a medida vale tanto para condenados em regime fechado como para o
semiaberto...”
Isso nos mostra que a conjunção “ou” não possui valor alternativo,
apenas ajuda no valor de comparação. Cuidado com as expressões
“tanto...quanto”, “tanto...como”. Elas, além de transmitir o valor comparativo,
também podem expressar uma adição:
“...a medida vale para condenados em regime fechado e para o semiaberto...”
Veja que as alternativas não inseriram o valor aditivo. Assim, a
alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 51: CBTU 2014 Assistente de Manutenção (banca Consulplan)


No trecho “Todos os desdobramentos, danos e reflexos daquele fatídico 31 de
março devem ser lembrados como aprendizado, como antídoto a eliminar, de
pronto, eventuais sinais de ameaça que venham a pairar sobre o Estado
democrático de Direito.”, a palavra destacada sinaliza uma
A) hipótese. B) afirmação. C) contradição. D) comparação.
Comentário: Note que a conjunção “como” tem valor comparativo. Além
disso, a banca ajudou bastante, pois as demais alternativas não apresentaram
mais nenhum outro valor possível do vocábulo “como” que pudesse confundir o
candidato. Tal palavra nunca apresentaria um valor de hipótese, afirmação ou
contradição, cabendo somente comparação mesmo.
Gabarito: D

Questão 52: Pref Uberlândia-MG – 2012 – Advogado (banca Consulplan)


Assinale a alternativa que apresenta a classificação do “que” DIFERENTE dos
demais.
A) “...Esse é o desejo dos consumidores brasileiros que navegam na Internet.”
B) “E esse é o mote – mais que o mote, o alerta – que orienta a campanha
lançada...”
C) “E esse é o mote – mais que o mote, o alerta – que orienta a campanha
lançada...”
D) “...contra o Projeto de Lei 84/99, que trata de crimes cibernéticos..”
E) “... a ameaça que o PL 84 representa...”
Comentário: Esta questão nos cobra a diferença entre a conjunção
comparativa “que” e o pronome relativo “que”.
Na alternativa (A), o vocábulo “que” é um pronome relativo, pois retoma
o substantivo “consumidores”. Para confirmar, podemos substituir “que” por
“os quais”:
“Esse é o desejo dos consumidores brasileiros os quais navegam na Internet.”

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Na alternativa (B), o vocábulo “que” é um pronome relativo, pois retoma


o substantivo “alerta”. Para confirmar, podemos substituir “que” por “o qual”:
“...mais que o mote, o alerta – o qual orienta a campanha lançada...”
A alternativa (C) é a que apresenta a conjunção comparativa “que”, a
qual está antecipada do advérbio de intensidade “mais”.
Na alternativa (D), o vocábulo “que” é um pronome relativo, pois retoma
o substantivo “Projeto”. Para confirmar, podemos substituir “que” por “o qual”:
“...contra o Projeto de Lei 84/99, o qual trata de crimes cibernéticos...”
Na alternativa (E), o vocábulo “que” é um pronome relativo, pois retoma
o substantivo “ameaça”. Para confirmar, podemos substituir “que” por “a
qual”. Veja:
“...a ameaça a qual o PL 84 representa...”
Gabarito: C

6. Conformativas: exprimem acordo ou conformidade de um fato com


outro. Suas conjunções são: como, conforme, segundo, consoante.
Geralmente é usado para reforçar argumento. A oração principal é a
declaração feita pelo autor e a oração subordinada adverbial conformativa é a
base de sustentação do argumento, muito marcado por leis, regulamentos,
fala de especialistas, etc. Esse valor adverbial é vastamente explorado como
argumento de autoridade:
Como disse o prefeito, o IPTU vai subir 5% este ano.
“Digo essas coisas por alto, segundo as ouvi contar.” (Machado de Assis)
Conforme prevê o artigo 37 da CF, o serviço público é impessoal.
Consoante opinam alguns, a história se repete.

Questão 53: EBSERH – UFMT 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Fragmento do texto: E se o pote de maionese aberto na geladeira avisasse
quando está prestes a estragar? A escocesa Insignia Technologies lançou uma
etiqueta que muda de cor conforme o produto “passa de fase”: recém-aberto,
use logo e prazo expirado. Outros fabricantes têm tecnologias parecidas, mas
ainda são todas caras. Para ficar mais barata, basta a ideia ser adotada em
massa.
‘A escocesa Insignia Technologies lançou uma etiqueta que muda de cor
conforme o produto “passa de fase”’.
A oração destacada acima pode ser substituída, sem prejuízo sintático-
semântico ao texto original, por
(A) à medida que o produto “passa de fase”.
(B) visto que o produto “passa de fase”.
(C) conquanto o produto “passar de fase”.
(D) posto que o produto “passe de fase”.
(E) apesar de o produto “passar de fase”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Comentário: A conjunção “conforme” só pode ter valor adverbial de


conformidade. Porém, ao verificar cada alternativa, não encontramos tal valor.
Fica claro que as alternativas (C), (D) e (E) estão erradas, pois os
conectivos “conquanto”, “posto que” e “apesar de” transmitem valor adverbial
concessivo.
O contexto também não admite o valor de causa, por isso a alternativa
(B) está errada.
O contexto admite percebermos uma evolução temporal, pois
entendemos que a etiqueta muda de cor ao passo que o produto “passa de
fase”’.
Assim, o autor utilizou a conjunção de conformidade no lugar de uma
locução conjuntiva adverbial proporcional e a banca apenas pediu que
trocássemos para a locução conjuntiva adequada.
Confirmando, a alternativa correta é a (A).
Gabarito: A

Questão 54: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)


“A sociedade moderna, com o corre-corre, a falta de tempo para o cuidado
espiritual e o imediatismo fez com que as pessoas desenvolvessem com mais
facilidade algumas doenças psicossomáticas. O pânico e a depressão são duas
delas, assim como a normose. A última é uma “prima” menos conhecida e, por
isso mesmo, menos identificada, segundo especialistas”.
O conectivo sublinhado que tem seu valor semântico corretamente indicado é:
(A) para / direção;
(B) com / companhia;
(C) assim como / exemplificação;
(D) por isso / conclusão;
(E) segundo / conformidade.
Comentário: É fácil perceber o valor de conformidade da conjunção
“segundo”. Assim, a alternativa (E) é a correta.
A alternativa (A) está errada. Quando a preposição “para” transmite ideia
de direção, naturalmente se percebe o valor de lugar de destino: Vou para a
casa do José. Na alternativa, a preposição “para” pode ser substituída por “em
relação a”.
A alternativa (B) está errada, pois a preposição “com” tem valor
adverbial de modo.
A alternativa (C) está errada, pois “assim como” tem valor adverbial de
comparação.
A alternativa (D) está errada, pois “por isso”, neste caso, pode ser
substituído por “por causa disso”, “devido a isso”. Assim, há valor causal, e
não de conclusão.
Gabarito: E

Questão 55: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)


“De acordo com as Nações Unidas, crianças nascidas no mundo desenvolvido
consomem de 30 a 50 vezes mais água que as dos países pobres. Mas as

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

camadas mais ricas da população brasileira têm índices de desperdício


semelhantes, associados a hábitos como longos banhos ou lavagem de
quintais, calçadas e carros com mangueiras.”
Nesse segmento do texto 2, entre os conectores destacados, aquele que
apresenta seu valor semântico de forma correta é:
(A) de acordo com / proporcionalidade;
(B) que / explicação;
(C) como / conclusão;
(D) ou / adição;
(E) com / companhia.
Comentário: A alternativa (A) está errada, porque a expressão “De acordo
com” tem valor adverbial de conformidade, e não de proporcionalidade.
A alternativa (B) está errada, porque a conjunção “que” faz parte da
expressão “mais água que”, a qual traduz valor adverbial de comparação, e
não de explicação.
A alternativa (C) está errada, pois a palavra “como” tem valor de
exemplificação, e não de conclusão.
A alternativa (E) está errada, pois a preposição “com” tem valor
adverbial de instrumento, e não de companhia.
A alternativa (D) é a correta. A conjunção “ou” é coordenativa
alternativa. Vimos que as alternativas podem ter valor de inclusão ou exclusão.
Subentendemos no contexto que o fato de haver “longos banhos” não exclui a
possibilidade de haver “lavagens de quintais, calçadas e carros com
mangueiras”. Assim, entendemos que a conjunção alternativa “ou” possui valor
de inclusão, ou seja, adição.
...longos banhos ou lavagem de quintais, calçadas e carros com mangueiras.
Gabarito: D

Questão 56: Pref Nova Iguaçu-RJ – 2012 – Agente Adm (banca Consulplan)
No trecho “Como se diz, Deus tira os anéis, mas deixa os dedos”, a palavra
destacada introduz ideia de
A) causa. B) condição. C) concessão. D) comparação. E) conformidade.
Comentário: A conjunção “Como” pode ser substituída, neste contexto, por
“Conforme”, “Segundo”, “Consoante”. Assim, possui valor adverbial de
conformidade e a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

Questão 57: COFEN 2010 Técnico Administrativo (banca Consulplan)


Observe as orações: “Estamos vivendo a era dos limites e das incertezas,
como já foi apontado por inúmeros e respeitados cientistas.” A relação entre
elas é de:
A) Conformidade. B) Proporção. C) Concessão.
D) Causa. E) Escolha.
Comentário: Veja que podemos substituir “como” por “conforme”. Assim,
temos uma conjunção subordinativa adverbial de conformidade.
Gabarito: A

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 47 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

7. Proporcionais: iniciam ideia de proporção, com as locuções


conjuntivas à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais ...
tanto mais, quanto mais ... tanto menos, quanto menos ... tanto menos,
quanto menos ... tanto mais, quanto mais ... mais, quanto menos ... menos,
tanto ... quanto (como).
Os alunos respondiam, à medida que eram chamados.
À proporção que subiam a montanha, o ar ia ficando rarefeito.
O valor do salário, ao passo que os preços sobem, vai diminuindo.
Tanto gostava de um quanto aborrecia o outro.
Não são corretas as locuções à medida em que, na medida que, a
medida que, com valor de proporção, cabendo apenas à medida que. Outro
detalhe, não há crase em locuções conjuntivas de outro valor, somente há nas
proporcionais: “à medida que” e “à proporção que”.
Vimos que a locução conjuntiva “na medida em que” é causal. Ela pode
também fazer parte de estrutura oracional adjetiva, a qual foi vista no início
desta.
Compare todos:
“À medida que os anos passam, as minhas possibilidades diminuem.”
oração subordinada adverbial proporcional + oração principal

"O Brasil exportou mais na medida em que a indústria e a pecuária estão fortalecidas."
oração principal + oração subordinada adverbial causal

“A expansão da lavoura algodoeira não pôde produzir-se em São


Paulo na mesma medida em que se produziu noutras terras.”
oração principal + oração subordinada adjetiva restritiva

Observação: A locução conjuntiva ao passo que deve receber especial


atenção, pois pode agregar três valores semânticos distintos. Ela possui valor
de tempo concomitante e se estende à proporção (que também possui a
concomitância temporal) e à oposição (pois também pode agregar, além do
valor de tempo concomitante, o de adversidade):

Subordinada adverbial proporcional:


“Pequenos cogumelos, ao passo que devoram os tecidos dos insetos, semeiam
os seus esporos mortais.” (= à proporção que)
Subordinada adverbial temporal:
Ela dormia, ao passo que o professor dissertava. (= enquanto)
Coordenativa adversativa:
É feia, ao passo que a irmã é bonita. (= mas)
Deve-se entender, antes de tudo, que esta locução conjuntiva transmite
tempo concomitante e, dependendo do contexto, transmite os outros dois
valores semânticos. Perceba que a proporção se dá com uma ideia de evolução
temporal, os processos verbais vão se acumulando, progredindo
temporalmente, de forma diferente dos outros valores semânticos.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 48 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 58: EBSERH/HU-UFMA 2015 Analista Administrativo (banca AOCP)


Em “À medida que diminui o acesso à água, a tendência é que os conflitos por
água aumentem e se intensifiquem.”, pela estrutura do período, é possível
afirmar que a relação estabelecida entre as duas orações é de
(A) concessão.
(B) finalidade.
(C) conformidade.
(D) consequência.
(E) proporção.
Comentário: A relação entre as duas orações é estabelecida pela locução
conjuntiva “à medida que”, a qual só pode transmitir valor adverbial
proporcional. Assim, a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

Questão 59: EBSERH – UFMS 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“.... quanto mais tempo uma pessoa vive com excesso de gordura acumulada
no corpo, maior o seu risco de sofrer problemas associados à função
cardiovascular...”
A estrutura do período acima nos permite afirmar que entre as orações se
estabelece uma relação de
(A) causa. (B) comparação. (C) proporção. (D) concessão. (E) finalidade.
Comentário: A expressão “quanto mais...maior” só pode ter valor adverbial
proporcional. Assim, a alternativa (C) é a correta.
Gabarito: C

Questão 60: AVAPE – 2012 – Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: À medida que o ensino médio foi se expandindo no
país – em seis décadas, o porcentual de jovens matriculados passou de 3%
para os atuais 51% –, a desvantagem escolar observada por Feynman só se
agravou.
Julgue esta afirmativa como CERTA (C) ou ERRADA (E)
NÃO haverá alteração de sentido caso se substitua “À medida que o ensino
médio foi se expandindo no país” por Na medida em que o ensino médio foi se
expandindo no país.
Comentário: A locução conjuntiva “À medida que” tem valor adverbial
proporcional, já a locução “Na medida em que” tem valor adverbial causal.
Portanto, a troca dos conectivos faz mudar o sentido.
Gabarito: E

Questão 61: Campos-RJ – 2012 – Assistente Técnico Legislativo (banca Consulplan)


Nos trechos “À medida que se aproximou a Rio+20 (...), mais e mais tivemos
notícias da nossa malignidade planetária” e “se o planeta inteiro sumisse de
uma hora para outra, nada mudaria no cosmo”, os termos sublinhados
indicam, respectivamente,
A) finalidade e condição. D) conclusão e adversidade.
B) finalidade e concessão. E) proporcionalidade e condição.
C) proporcionalidade e adversidade.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 49 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Comentário: A locução conjuntiva “À medida que” só pode ter valor adverbial


proporcional. Assim, eliminamos as alternativas (A), (B) e (D).
Como a conjunção “se” nunca transmitirá valor adversativo, eliminamos
a alternativa (C), restando a (E) como correta.
Gabarito: E

Questão 62: COFEN 2010 Assistente Administrativo (banca Consulplan)


“Quanto mais distante a origem, mais poluição provavelmente foi gerada no
transporte.” A oração sublinhada na frase apresenta uma ideia de:
A) Condição. B) Explicação. C) Consequência.
D) Causa. E) Proporcionalidade.
Comentário: Veja que os conectivos “Quanto mais...mais” transmitem valor
de proporção. Assim, a alternativa correta é a (E).
Gabarito: E

Questão 63: Prefeitura Mossoró 2010 Guarda Municipal (banca Consulplan)


“...quanto mais precária é a segurança oferecida pelo Poder Estatal, maior
será o número de prestadoras de serviço de segurança particular...” A oração
destacada estabelece com a outra oração uma relação de:
A) Proporcionalidade. B) Temporalidade. C) Conformidade.
D) Finalidade. E) Consequência.
Comentário: A expressão “quanto mais...maior” transmite valor adverbial
proporcional.
Gabarito: A

Questão 64: ALERJ – 2011 – Digitador (banca CEPERJ)


No trecho “A escrita cursiva está seguindo o rumo tomado pelos dinossauros, à
medida que os teclados de computador e os smartphones são cada vez mais
usados pelos jovens.” (Folha de S. Paulo, 27/06/2011) a sintaxe que se
estabelece entre as orações pelo conector em destaque tem valor de:
A) causa B) alternância C) tempo
D) proporção E) consequência
Comentário: A locução conjuntiva “à medida que” inicia a oração subordinada
adverbial proporcional. Assim, a alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

8. Finais: indicam finalidade, objetivo, com as locuções conjuntivas:


para que, a fim de que, que (= para que), porque (= para que):
Afastou-se depressa, para que não o víssemos.
Viemos aqui a fim de que realizássemos um acordo.
“Fiz-lhe sinal que se calasse.” (Machado de Assis)
“Fez tudo porque eu não obtivesse bons resultados.”
Muito utilizada é a forma reduzida de infinitivo:
Suportou todo tipo de humilhação para obter o visto americano.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 50 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 65: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto: O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não
existe nos genes brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo
herdado, por exemplo, de desterrados portugueses. Da mesma forma, a
Austrália, ex-colônia penal do Império Brasileiro, não possui índices de
corrupção superiores aos de outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem
mais nem menos corruptos que os japoneses, que a cada par de anos têm um
ministro que renuncia diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um
processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção
são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
Nos países efetivamente auditados, a corrupção é detectada no
nascedouro ou quando ainda é pequena. O Brasil, país com um dos mais
elevados índices de corrupção segundo o World Economic Fórum, tem
somente oito auditores por 100.000 habitantes. Uma das maiores
universidades do Brasil possui hoje 62 professores de Economia, mas só um
de auditoria para formar fiscais, auditores internos e externos, conselheiros de
tribunais de contas e analistas de controles internos para combater a
corrupção.
A propósito, a principal função do auditor nem é fiscalizar depois do fato
consumado, mas criar controles internos para que a fraude e a corrupção não
possam sequer ser praticadas. Durante os anos de ditadura no país, quando a
liberdade de imprensa e a auditoria não eram prioridades, as verbas da
educação foram redirecionadas para outros cursos. Como consequência, aqui
temos doze economistas formados para cada auditor, enquanto nos Estados
Unidos existem doze auditores para cada economista formado. A fim de
eliminar a corrupção,será necessário redirecionar rapidamente as verbas de
volta a seu devido destino. para que sejamos uma nação que não precise
depender de dedos-duros nem de genros que botam a boca no trombone, e
sim, de profissionais competentes com uma ética profissional elaborada.
Assinale a alternativa em que o termo “para” NÃO introduz ideia de
finalidade.
A) ... ”para formar fiscais, auditores internos e externos, conselheiros”..
B) .... ”para combater a corrupção.”
C) ... “para que a fraude e a corrupção não possam sequer ser praticadas.”
D) ... “para cada auditor, enquanto nos Estados Unidos”...
E) ... “para que sejamos uma nação”...
Comentário: A preposição “para”, quando se encontra no valor adverbial de
finalidade, pode ser substituída por “a fim de”. Veja que as alternativas (A),
(B), (C) e (E) admitem essa troca:

... ”a fim de formar fiscais, auditores internos e externos, conselheiros”..


.... ” a fim de combater a corrupção.”
... “a fim de que a fraude e a corrupção não possam sequer ser praticadas.”

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 51 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

... “a fim de que sejamos uma nação”...

Porém, a alternativa (D) apresenta a preposição “para”, a qual traduz


uma ideia de relação entre “economistas formados” e “auditor”.
Assim, a alternativa (D) é a que deve ser marcada.
Gabarito: D

Questão 66: UFSM – EBSERH Analista Administrativo – 2015 (banca AOCP).


“Não estou sugerindo que você vista as roupas do seu filho adulto de 20 anos
para brincar com sua criança de quatro.”
No excerto acima, a oração destacada estabelece:
(A) uma relação de causalidade em relação à oração que a antecede.
(B) uma relação temporal em relação à oração que a antecede.
(C) uma relação de concessão em relação à oração que a antecede.
(D) uma relação de conformidade em relação à oração que a antecede.
(E) uma relação de finalidade em relação à oração que a antecede.
Comentário: Veja que a preposição “para” pode ser substituída por “a fim
de”. Assim, a oração sublinhada transmite o valor adverbial de finalidade.
Veja:
“Não estou sugerindo que você vista as roupas do seu filho adulto de 20 anos
a fim de brincar com sua criança de quatro.”
Gabarito: E

Questão 67: UFMG - EBSERH - Enfermeiro -2015 (banca AOCP).


Assinale a alternativa em que a preposição “para” NÃO exerce a mesma
função que em ‘“Na dúvida, procure um dermatologista ou alergista para ter
certeza da substância que provoca a alergia... ’”.
(A) “... uma fita adesiva com várias substâncias alergênicas é aplicada nas
costas para identificar o que provoca reação”.
(B) “Nesses casos, os esmaltes hipoalergênicos podem ser a solução para
manter a beleza das mãos”.
(C) “De uma hora para a outra, o organismo entende que certas substâncias
são estranhas...”.
(D) “Para evitar reações alérgicas, é recomendado ler o rótulo”.
(E) “A indústria tem pesquisado para fazer esmaltes sem solventes”.
Comentário: No período “Na dúvida, procure um dermatologista ou alergista
para ter certeza da substância que provoca a alergia... ”, a preposição “para”
tem valor adverbial de finalidade, pois podemos substituí-la pela locução
prepositiva “a fim de”. Veja:
Na dúvida, procure um dermatologista ou alergista a fim de ter certeza da
substância que provoca a alergia...
Somente a alternativa (C) apresenta valor diferente. Tal preposição
encontra-se na expressão que transmite a ideia de intervalo: “de uma...para
outra”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 52 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Veja que as orações das demais alternativas possuem valor de


finalidade, pois realmente podemos substituir a preposição “para” pela locução
prepositiva “a fim de”:
“... uma fita adesiva com várias substâncias alergênicas é aplicada nas costas
a fim de identificar o que provoca reação”.
“Nesses casos, os esmaltes hipoalergênicos podem ser a solução a fim de
manter a beleza das mãos”.
“A fim de evitar reações alérgicas, é recomendado ler o rótulo”.
“A indústria tem pesquisado a fim de fazer esmaltes sem solventes”.
Gabarito: C

Questão 68: Pref Cuiabá 2015 Técnico em Laboratório (banca FGV)


“Com isso, o custo de manter a família cresce e cria a necessidade de a mulher
ter fonte de renda para o sustento da casa.”
O segmento “para o sustento da casa” pode ser adequadamente substituído
pela seguinte oração desenvolvida:
(A) para sustentar a casa.
(B) para que sustente a casa.
(C) para que a casa fosse sustentada.
(D) para a casa ser sustentada.
(E) para que sustentem a casa.
Comentário: O segmento “para o sustento da casa” é o adjunto adverbial de
finalidade, e a questão pede apenas que você insira um verbo nele para
resultar numa oração subordinada adverbial de finalidade. Mas a questão
especifica que a oração deve ser desenvolvida, a qual tem que apresentar
verbo conjugado em modo e tempo, além de conjunção ou locução conjuntiva.
Assim, eliminamos as alternativas (A) e (D), pois essas apresentam orações
reduzidas de infinitivo.
Vale lembrar que a locução conjuntiva “para que” força o verbo a se
flexionar em modo e tempo.
Note pelo contexto que o custo de manter a família cria a necessidade de
a mulher ter fonte de renda. Ela é agente, isto é, ela sustenta a família. Assim,
não cabe a alternativa (C), pois não deixa claro o agente da ação. Também
não cabe a alternativa (E), pois o verbo deve concordar com “mulher”, mas o
verbo se encontra no plural.
Assim, a alternativa correta é a (B), a qual reforça a mulher como
agente, além de o verbo se encontrar no singular.
Gabarito: B

Questão 69: TJ RJ 2015 Analista Judiciário (banca FGV)


Fragmento do texto: Todos queremos viver em liberdade e procuramos
construir caminhos para alcançar esse propósito. Se um problema atravessa
nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de estar plenamente livres, pois há
limitações e dificuldades de atuar. Ficamos em uma rua sem saída

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 53 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

“procuramos construir caminhos para alcançar esse propósito”; a forma


adequada da transformação da oração reduzida sublinhada em oração
desenvolvida é:
(A) para o alcance desse propósito;
(B) para que alcançássemos esse propósito;
(C) para alcançarmos esse propósito;
(D) para que alcancemos esse propósito;
(E) para que esse propósito fosse alcançado.
Comentário: Note que a oração subordinada desenvolvida deve apresentar
conjunção ou locução conjuntiva e verbo adequadamente conjugado em modo
e tempo verbal.
A alternativa (A) está errada, pois o termo “para o alcance desse
propósito” é apenas o adjunto adverbial de finalidade.
A alternativa (B) está errada, pois, apesar de ser uma oração
subordinada adverbial de finalidade, o verbo conjugado não está adequado ao
contexto, pois é necessário um verbo no presente do subjuntivo, haja vista a
combinação com o presente do indicativo “procuramos”.
A alternativa (C) está errada, porque a oração “para alcançarmos esse
propósito” continua reduzida de infinitivo.
A alternativa (D) é a correta, pois a oração é desenvolvida, é
subordinada adverbial de finalidade e o verbo encontra-se no presente do
subjuntivo, combinando com o presente do indicativo “procuramos”.
A alternativa (E) está errada, pois, apesar de ser uma oração
subordinada adverbial de finalidade, o verbo conjugado não está adequado ao
contexto, pois é necessário um verbo no presente do subjuntivo, haja vista a
combinação com o presente do indicativo “procuramos”.
Gabarito: D

Questão 70: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 54 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

“para recolher a água fria”; essa frase do texto, se nominalizada, adquiriria a


seguinte forma:
(A) para que se recolha a água fria;
(B) para que se recolhesse a água fria;
(C) para a acolhida da água fria;
(D) para a coleta da água fria;
(E) para que a água fria seja recolhida.
Comentário: Nominalizar uma oração significa transformá-la em um termo da
oração, isto é, se a oração “para recolher a água fria” é subordinada adverbial
de finalidade, a nominalização seria a transformação num adjunto adverbial de
finalidade.
Dessa forma, as alternativas (A), (B) e (E) estão erradas, pois continuam
apresentando orações.
Tanto a alternativa (C) quanto a alternativa (D) apresentam o adjunto
adverbial de finalidade. A diferença agora vai se dar entre o sentido dos
vocábulos “acolhida” e “coleta”.
Vale lembrar que “acolhida” tem relação com relação humana, isto é,
recepcionar bem, receber bem uma pessoa em sua casa, por exemplo. Ou
então, uma ideia que é bem recepcionada numa reunião, por exemplo.
Já “coleta” tem relação mais próxima com o contexto desta questão. Nós
colhemos a água após colocarmos um balde embaixo do chuveiro. Assim, a
alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

Questão 71: MAPA 2014 Administrador (banca Consulplan)


Os termos destacados em “Não como afirmação da própria subjetividade, mas
como caminho para alcançar uma verdade objetiva através das múltiplas
subjetividades.” indicam, respectivamente, uma relação de
A) ressalva e explicação.
B) oposição e finalidade.
C) oposição e explicação.
D) explicação e finalidade.
Comentário: A conjunção “mas” traduz valor coordenativo de oposição e a
preposição “para” transmite valor adverbial de finalidade. Assim, a alternativa
correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 72: MAPA 2014 Agente Administrativo (banca Consulplan)


A relação estabelecida pelos elementos destacados contribui para a
organização dos enunciados do texto. A partir desta perspectiva, assinale a
relação corretamente indicada.
A) “[...] se bem que seja um penar jubiloso.” – condição
B) “[...] preocupa e acende nela o facho da ação, que a torna feliz.” – adição
C) “[...] tem de agir, mas, como há inúmeras sociedades (com verbas) [...]”–
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 55 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

explicação
D) “[...] sem recurso, para o bem dos animais, é nesta última que gosta de
militar.” – causa
Comentário: A alternativa (A) está errada, porque a locução conjuntiva “se
bem que” tem valor adverbial concessivo.
A alternativa (B) é a correta, pois a conjunção “e” é coordenativa aditiva.
A alternativa (C) está errada, pois nunca a palavra “mas” transmitirá um
valor explicativo. Ela transmite valor adversativo.
A alternativa (D) está errada, pois “para” não transmite valor causal,
mas de finalidade.
Gabarito: B

Questão 73: Campos-RJ – 2012 – Analista Legislativo (banca Consulplan)


Fragmentos do texto:
I - Foi o que aconteceu com a palavra “estória”. Atreva-se a escrevê-la! Os
“revisores”, policiais da língua que cumprem as ordens dos gramáticos,
logo a transformam em “história”, assumindo que o escritor a escreveu
por ignorar que ela foi a óbito.
II - Saramago descreve a sua condição como seres “atados de pés e mãos por
um conjunto de proibições mais severas que um código penal”.
III - Não permite que eles metam o bedelho nos seus livros para enquadrá-los
às regras da gramática.
Em “logo a transformam em ‘história’”, “mais severas que um código penal” e
“para enquadrá-los”, os termos destacados indicam, respectivamente,
A) conclusão, intensidade e finalidade.
B) tempo, adversidade e causa.
C) conclusão, adversidade e causa.
D) tempo, intensidade e finalidade.
E) conclusão, adversidade e finalidade.
Comentário: O vocábulo “logo” pode ser uma conjunção coordenativa
conclusiva em diversos contextos, mas neste ocorre o advérbio de tempo
“logo”, isto é, imediatamente, rapidamente. Assim, já eliminamos as
alternativas (A), (C) e (E).
O advérbio “mais” transmite uma intensidade, dentro da estrutura
comparativa “mais severas que”. Assim, já sabemos que a alternativa correta
é a (D).
A preposição “para” inicia a oração subordinada adverbial de finalidade
reduzida de infinitivo “para enquadrá-los às regras da gramática”. Para nos
certificarmos disso, basta substituir “para” pela locução prepositiva “a fim de”.
Gabarito: D

9. Temporais: indicam o tempo em que se realiza o fato expresso na


oração principal, podendo ser um tempo geral, concomitante, antes ou depois
de um referente. Suas conjunções: quando, enquanto, logo que, mal (= logo
que), sempre que, assim que, desde que, antes que, depois que, até que,
agora que, ao mesmo tempo que, toda vez que.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 56 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Não fale enquanto come.


Mal você saiu, ela chegou.
Só voltou a jogar quando se sentiu bem.
Assim que chegou, foi para a cozinha.
A forma reduzida também é muito utilizada:
Terminada a festa, todos foram embora.
Questão 74: UFSM – EBSERH Analista Administrativo – 2015 (banca AOCP).
“Sinta-se ungido pela sorte de recomeçar. Quando seu filho crescer, ele irá
entender - mais cedo ou mais tarde -...” No período acima, a oração
destacada:
(A) estabelece uma relação temporal com a oração que lhe é subsequente.
(B) estabelece uma relação temporal com a oração que a antecede.
(C) estabelece uma relação condicional com a oração que lhe é subsequente.
(D) estabelece uma relação condicional com a oração que a antecede.
(E) estabelece uma relação de finalidade com a oração que lhe é subsequente.
Comentário: A conjunção “quando” só pode ter valor adverbial temporal.
Como a oração “Quando seu filho crescer” inicia o período sintático, fica claro
que ela é dependente da oração posterior, por isso a alternativa (A) é a
correta.
Gabarito: A

Questão 75: EBSERH – UFMG 2014 Advogado (banca AOCP)


‘“Quando venho depois do treino, reflito sobre o que eu posso
melhorar’...”.
No período acima, a oração destacada estabelece, com a oração subsequente,
relação de
(A) causa. (B) condição. (C) tempo. (D) proporção. (E) finalidade.
Comentário: A conjunção “quando” só pode ter valor adverbial temporal, por
isso a alternativa (C) é a correta.
Gabarito: C

Questão 76: EBSERH – UFSM 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Quando ela ocorre de forma precoce, às vezes aos 5 anos, os reflexos
podem ser físicos, como a interrupção do crescimento, mas também
psicológicos.”, a oração em destaque expressa

(A) circunstância de tempo. (B) finalidade. (C) contraste.


(D) proporcionalidade. (E) concessão.
Comentário: A conjunção “quando” só pode ter valor adverbial temporal, por
isso a alternativa (A) é a correta.
Gabarito: A

Questão 77: EBSERH – HU - UFSE 2014 Advogado (banca AOCP)


Em “O fracasso garante nossa humildade ao confrontarmos os desafios da

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 57 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

vida.”, a oração destacada expressa

(A) condição. (B) tempo. (C) concessão. (D) consecução. (E) proporção.
Comentário: A preposição “a”, seguida do artigo “o” e de verbo,
normalmente inicia oração subordinada adverbial temporal reduzida de
infinitivo, como se observa nesta questão. Assim, a oração sublinhada tem
valor adverbial temporal.
Gabarito: B

Questão 78: EBSERH UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Essa relação aconteceu principalmente quando o indivíduo consumia
chocolate amargo.” Segundo os autores do estudo, pode ser que as calorias
no chocolate sejam ‘neutras’...”, a oração destacada
(A) estabelece uma relação de temporalidade com a oração subsequente.
(B) estabelece uma relação de condicionalidade com a oração antecedente.
(C) estabelece uma relação de condicionalidade com a oração subsequente.
(D) estabelece uma relação de temporalidade com a oração antecedente.
(E) estabelece uma relação de causalidade com a oração antecedente.
Comentário: A conjunção “quando” só pode ter valor adverbial temporal.
Além disso, devemos perceber que a oração sublinhada é subordinada à
anterior, por isso a alternativa (D) é a correta.
Gabarito: D

Questão 79: Colégio Pedro II-RJ – 2010 – Médico (banca AOCP)


“Mas a ação dos anticorpos só vai ocorrer entre o sete e dez dias depois de a
pessoa ficar doente.”
A oração destacada é subordinada adverbial
(A) final. (B) conformativa. (C) consecutiva.
(D) causal. (E) temporal.
Comentário: A oração “depois de a pessoa ficar doente” é iniciada pela
preposição temporal “depois”, por isso é denominada oração subordinada
adverbial temporal reduzida de infinitivo.
Gabarito: E

Questão 80: DPE MT 2015 Analista Administrador (banca FGV)


Horóscopo do signo de Virgem, do dia 01 de fevereiro de 2015.
“Procure agregar aliados com interesses semelhantes aos seus, invista em
parcerias corretas. Mercúrio segue retrógrado em Aquário: você ganha mais se
unir forças e trabalhar em equipe. Continue com atenção redobrada ao se
comunicar. Bom período para ouvir opiniões diferentes, repensar assuntos e se
abrir para novos pontos de vista. Bom, também, para revisar equipamentos
eletrônicos.”
“Continue com atenção redobrada ao se comunicar”
Assinale a opção que indica a forma desenvolvida equivalente à oração “ao se

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 58 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

comunicar”.
(A) Caso se comunique.
(B) Embora se comunique.
(C) Para sua comunicação.
(D) Visto que se comunique.
(E) Quando se comunique.
Comentário: A questão é simples, porque as orações reduzidas de infinitivo
precedidas da combinação “ao” (preposição + artigo) normalmente são
temporais. Assim, a alternativa correta é a (E).
Um detalhe: Sei que para você soou estranho o verbo “comunique”
(presente do subjuntivo). Porém ele está corretamente empregado. Veja que a
banca não quis confundir você e colocou todas as orações desenvolvidas das
demais alternativas com este mesmo tempo. Assim, devemos entender que
neste contexto se admite este tempo verbal. O ideal seria o futuro do
subjuntivo “comunicar” (Isso mesmo! Apesar de se parecer com o infinitivo, a
forma “comunicar” pode ser futuro do subjuntivo). Compare e veja como
soaria melhor:
“Continue com atenção redobrada ao se comunicar”
Or sub adverbial temporal reduzida de infinitivo

“Continue com atenção redobrada quando se comunique”


Or sub adv temporal desenvolvida (presente do subjuntivo)

“Continue com atenção redobrada quando se comunicar”


Or sub adv temporal desenvolvida (futuro do subjuntivo)
Gabarito: E

Questão 81: DOCAS 2014 Administrador (banca Consulplan)


O período: “Enquanto governos fazem pose e se engalfinham nas negociações
da ONU quanto ao controle do clima, cerca de 50 nações já adotaram sistemas
de mercado ou de impostos sobre as emissões de carbono, para um total de
mais de 20% das liberações mundiais.” inicia-se por uma oração que exprime
A) um fato contrário ao da oração principal.
B) a causa do que se declara na oração principal.
C) a consequência do se afirma na oração principal.
D) a finalidade daquilo que se afirma na oração principal.
E) o tempo em que ocorre o fato expresso na oração principal.
Comentário: Há duas orações coordenadas aditivas na estrutura “Enquanto
governos fazem pose e se engalfinham nas negociações da ONU quanto ao
controle do clima”, pois há dois verbos e a conjunção “e”.
Tal estrutura é subordinada adverbial temporal. Disso não há dúvida,
ok?!
Mas devemos tomar muito cuidado na escolha da alternativa correta,
pois, além de levar a um valor temporal, tal conjunção traduz um contraste.
Assim, já eliminamos as alternativas (B), (C) e (D), pois é patente não haver
valor de causa, consequência ou finalidade.
Se você marcou a alternativa (E) pura e simplesmente por haver a

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 59 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

conjunção temporal “Enquanto”, acabou caindo na “pegadinha” da prova,


primeiro porque fica evidente o valor de contraste dentro da estrutura: uns
fazem pose quanto ao controle do clima, outros aumentam as emissões de gás
carbônico. Assim, realmente há um fato contrário ao da oração principal.
Por que a alternativa (E) está errada, se também cabe o valor temporal?
A banca foi esperta, ela afirmou que a oração iniciada pela conjunção
“Enquanto” exprime o tempo em que ocorre o fato expresso na oração
principal, isto é, há simultaneidade nas ações, ao mesmo tempo. Você pode
perceber que não. Veja que os verbos “fazem” e “engalfinham”, do segmento
temporal, encontram-se no presente do indicativo. Já o verbo “adotaram”
encontra-se no pretérito perfeito do indicativo. Isso já é prova cabal de que os
verbos não se encontram em tempos simultâneos, concorda? Este foi o erro na
alternativa.
Gabarito: A

Questão 82: DOCAS 2014 Técnico Ambiental (banca Consulplan)


“O sonho foi tão forte que eu pensei que era verdade, levantei-me, enquanto
vosmincês dormiam e comi o queijo...”
A oração sublinhada no trecho anterior traz uma ideia de
A) causa. B) tempo. C) condição. D) comparação. E) consequência.
Comentário: A conjunção “enquanto” traduz valor de tempo, por isso a
alternativa correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 83: AVAPE – 2012 – Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Quando o prêmio Nobel de Física Richard Feynman
(1918 – 1988) esteve no Brasil, nos anos 50, ficou assombrado com o que viu.
Ao tomar contato com estudantes às vésperas do vestibular, espantaram-no
tanto pendor local pela decoreba de fórmulas como a completa ignorância
sobre seu significado. Anos mais tarde, registraria em seus escritos aquilo que
entendeu como um paradoxo brasileiro: entre os estudantes do mundo inteiro,
os jovens que conheceu nos trópicos eram os que mais se debruçavam sobre a
física e os que menos sabiam sobre a matéria. À medida que o ensino médio
foi se expandindo no país – em seis décadas, o porcentual de jovens
matriculados passou de 3% para os atuais 51% –, a desvantagem escolar
observada por Feynman só se agravou. As aulas são rasas, desinteressantes,
incapazes de preparar os estudantes do século XXI para disputar espaço em
um mercado de trabalho global, no qual a capacidade de inovar é cada vez
mais valiosa. Alerta o sociólogo Simon Schwanzman: “Se não começar a
desatar os nós do ensino médio, o Brasil vai ficar para trás”.
Em “Quando o prêmio Nobel de Física”, “Se não começar” e “À medida que o
ensino médio foi” ocorre, respectivamente, ideia de
A) tempo / condição / proporção D) comparação / condição / tempo
B) comparação / condição / proporção E) tempo / condição / tempo
C) tempo / tempo / comparação
Comentário: A conjunção “Quando” é temporal, por isso já eliminamos as

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 60 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

alternativas (B) e (D).


A conjunção “se” inicia a oração subordinada adverbial condicional “Se
não começar a desatar os nós do ensino médio”, por isso eliminamos a
alternativa (C).
A locução conjuntiva “À medida que” só pode ter valor adverbial
proporcional.
Assim, alternativa correta é a (A).
Gabarito: A

Questão 84: Prefeitura Poço Redondo 2010 Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: As diversas formas de manipulação da linguagem
parecem indicar que existem duas realidades bastante diferentes: a realidade
objetiva e a realidade reconstruída pelo discurso da comunicação.
Observe as orações: “De longe, ouvia falar em terremoto, quando o vasto
mundo ainda era distante.” A relação entre elas é de:
A) Causa. B) Conformidade. C) Tempo.
D) Concessão. E) Oposição.
Comentário: A conjunção “quando” tem valor adverbial temporal.
Gabarito: C

Questão 85: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


Fragmento do texto: verdade é que todas as línguas até hoje estudadas,
não importa o quanto primitivas as sociedades que as utilizavam nos possam
parecer sob outros aspectos, provaram ser, quando investigadas, um sistema
de comunicação complexo e altamente desenvolvido.
No trecho “... quando investigadas, um sistema de comunicação complexo e
altamente desenvolvido. (...)” o termo em destaque confere a mesma ideia
indicada por:
A) Já que. B) Mesmo. C) O quanto.
D) Assim como. E) No momento em que.
Comentário: A conjunção “quando” é adverbial de tempo. A expressão que
preserva o valor de tempo é “No momento em que”.
Gabarito: E

Questão 86: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


No trecho “Quando uma grande amiga foi morar em Madri, lá no início dos
anos 90, semanalmente nos correspondíamos.” a palavra destacada exprime
ideia de:
A) Conclusão. B) Explicação. C) Consequência.
D) Tempo. E) Escolha.
Comentário: A conjunção “Quando” é adverbial de tempo.
Gabarito: D

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 61 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

O que devo tomar nota como mais importante?


 As orações substantivas não podem ser separadas por vírgula.
 As orações adjetivas podem ser restritivas (sem vírgula) ou explicativas
(com vírgula).
 Principais conjunções subordinativas adverbiais e seus valores
semânticos
1) Causais: porque, pois, que, como (quando a oração adverbial
estiver antecipada), já que, visto que, desde que, uma
vez que, porquanto, na medida em que, que, etc:
2) Consecutivas: I - conjunção que precedida de tal, tão, tanto, tamanho.
II – locuções conjuntivas de maneira que, de jeito que, de
ordem que, de sorte que, de modo que, etc:
3) Condicionais: se, caso, contanto que, desde que, salvo se, sem que
(=se não), a não ser que, a menos que, dado que.
4) Concessivas: embora, conquanto, que, ainda que, mesmo que, ainda
quando, mesmo quando, posto que, por mais que, por
muito que, por menos que, se bem que, em que pese,
nem que, dado que, sem que (=embora não).
5) Comparativas: como, (tal) qual, tal e qual, assim como, (tal) como, (tão
ou tanto) como, (mais) que ou do que, (menos) que ou
do que, tanto quanto, que nem, feito (=como, do mesmo
modo que), o mesmo que (=como):
6) Conformativas: como, conforme, segundo, consoante.
7) Proporcionais: à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto
mais ... tanto mais, quanto mais ... tanto menos, quanto
menos ... tanto menos, quanto menos ... tanto mais,
quanto mais ... mais, quanto menos ... menos, tanto ...
quanto (como).
8) Finais: para que, a fim de que, que (= para que), porque (= para
que):
9) Temporais: quando, enquanto, logo que, mal(= logo que), sempre
que, assim que, desde que, antes que, depois que, até
que, agora que, ao mesmo tempo que, toda vez que.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 62 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 1: UFMG - EBSERH - Enfermeiro – 2015 (banca AOCP).


Em “... o organismo entende que certas substâncias são estranhas...”, o
termo destacado:
(A) é um pronome relativo, pois retoma o termo antecedente.
(B) é uma conjunção coordenativa explicativa, pois introduz oração de
mesma função sintática da antecedente.
(C) pode ser substituído pelo pronome “qual”, sem prejuízo ao sentido.
(D) é uma conjunção integrante, pois introduz uma oração subordinada com
função de objeto direto.
(E) deveria ser acentuado, pois está no lugar de um substantivo.

Questão 2: EBSERH UFMS 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“... ressaltou que perder peso oferece benefícios a longo prazo à saúde
cardiovascular...”
No excerto acima, o termo destacado trata-se de
(A) partícula expletiva.
(B) pronome interrogativo.
(C) pronome relativo.
(D) conjunção integrante.
(E) advérbio de modo.

Questão 3: EBSERH UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “...é possível diminuir o risco de eventos cardiovasculares...”, a
oração destacada exerce função de
(A) sujeito. (B) complemento nominal. (C) predicativo.
(D) objeto direto. (E) objeto indireto.

Questão 4: Pref Lagarto – 2011 – Médico (banca AOCP)


Em “Fica difícil atingir o desenvolvimento econômico dessa forma...”, a oração
destacada funciona como
(A) complemento nominal. (B) objeto direto. (C) sujeito.
(D) predicativo do sujeito. (E) objeto indireto.

Questão 5: Prefeitura S. Agostinho – 2010 – Contador (banca AOCP)


“O motivo, segundo o instituto, é que [...] o clima é seco...”
A oração destacada é
(A) subordinada substantiva predicativa.
(B) subordinada substantiva completiva nominal.
(C) subordinada substantiva subjetiva.
(D) subordinada substantiva objetiva indireta.
(E) subordinada substantiva objetiva direta.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 63 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 6: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto:
O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não existe nos genes
brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo herdado, por exemplo,
de desterrados portugueses. Da mesma forma, a Austrália, ex-colônia penal
do Império Brasileiro, não possui índices de corrupção superiores aos de
outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem mais nem menos corruptos
que os japoneses, que a cada par de anos têm um ministro que renuncia
diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um
processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção
são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
(...)
Não serão intervenções cirúrgicas (leia-se CPIs) nem remédios potentes
(leia-se códigos de ética) que resolverão o problema da corrupção no Brasil.
Precisamos da vigilância de um poderoso sistema imunológico que combata a
infecção no nascedouro, como acontece nos países considerados honestos e
auditados. Portanto, o Brasil não é um país corrupto.[...]
A fim de eliminar a corrupção, será necessário redirecionar rapidamente as
verbas de volta a seu devido destino para que sejamos uma nação que não
precise depender de dedos-duros nem de genros que botam a boca no
trombone, e sim, de profissionais competentes com uma ética profissional
elaborada.
Identifique o enunciado no qual o termo “que” NÃO exerce a mesma função
desempenhada pelo termo destacado no trecho acima.
A) ...”nem mais nem menos corruptos que os japoneses”...
B) ...” japoneses, que a cada par de anos têm um ministro”...
C) ...”um ministro que renuncia diante das denúncias de corrupção.”
D) “As nações com menor índice de corrupção são as que têm o maior”...
E) ...”de um poderoso sistema imunológico que combata a infecção no”...

Questão 7: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto:
O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não existe nos genes
brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo herdado, por exemplo,
de desterrados portugueses. Da mesma forma, a Austrália, ex-colônia penal
do Império Brasileiro, não possui índices de corrupção superiores aos de
outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem mais nem menos corruptos
que os japoneses, que a cada par de anos têm um ministro que renuncia
diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 64 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção


são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
(...)
Não serão intervenções cirúrgicas (leia-se CPIs) nem remédios potentes
(leia-se códigos de ética) que resolverão o problema da corrupção no Brasil.
Precisamos da vigilância de um poderoso sistema imunológico que combata a
infecção no nascedouro, como acontece nos países considerados honestos e
auditados. Portanto, o Brasil não é um país corrupto.[...]
Leia este trecho.
"Podem dar, e dão, uma esmola aqui e ali para o mendigo que estende a
mão, mas em geral têm pouco interesse em ações consistentes de ajuda ao
próximo."
Identifique O enunciado no qual o termo "que" NÃO exerce a mesma função
desempenhada pelo termo destacado acima.
A) "Nesse caso, o que se mede não são os resultados financeiros"...
B) "Muitas pessoas preferem estar bem próximo das entidades a que destinam
as doações que fazem."
C)..."os benefícios efetivos que poderão ser alcançados com o auxílio"...
D)... "Sugere-se que a entidade apresente ao doador um projeto"...
E)..."quem são as pessoas que estão na linha de frente dessas entidades"...

Questão 8: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Nas alternativas a seguir, o termo destacado introduz um complemento de
natureza verbal, EXCETO em
A) "O caso terminava ali, e ponto final. Foi quando percebi que estava
faltando algo."
B) "E, quando eu respondia que essa era justamente a primeira pergunta"...
C) "Queria que nós descobríssemos as perguntas"...
D) "Em seu primeiro dia de trabalho, você vai descobrir que seu patrão não
lhe perguntará quem descobriu o Brasil"...
E) "Seu patrão vai querer saber de você quais são os problemas que
precisam ser resolvidos em sua área."

Questão 9: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Assinale a alternativa em que a relação estabelecida pela oração destacada
com outra oração do período está INCORRETAMENTE indicada entre
parênteses.
A) Aliás, a carta em que me avisaram que fora aceito como aluno veio
acompanhada de dois livros para serem lidos antes do início das aulas,
(finalidade)
B) Havia comentários detalhados de cada diretor da Companhia, um culpando
o outro, e o caso terminava com uma análise do presidente sobre a
situação, (adição)
C) "Deve o presidente mudar de agência de propaganda ou demitir seu
diretor de marketing?” (exclusão)
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 65 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

D) Temos um ensino no Brasil voltado para perguntas prontas e definidas, por


uma razão muito simples: é mais fácil para o aluno e também para o
professor, (consequência)
E) Se você ainda é um estudante, lembre-se de que não são as respostas que
são importantes na vida, são as perguntas, (condição)

Questão 10: Teste ANPAD 2007 (banca ANPAD)


Os termos destacados nas passagens abaixo remetem a elementos do texto
que são apresentados entre parênteses.
I. ... foi marcante do ponto-de-vista de reformas e mudanças estruturais na
economia que afetaram as bases do capitalismo industrial no Brasil...
(reformas e mudanças estruturais na economia)
II. ... registrou-se grande número de falências e de fusões nesse período, o
que, por sua vez, levou a um deslocamento crescente do capital
doméstico... (grande número de falências e fusões)
III. Por outro lado, o que motiva o processo de fusão é o fato de a
organização adquirente objetivar a maximização de suas operações... (o
fato de a organização adquirente objetivar a maximização de suas
operações)
A associação CORRETA entre os elementos é ilustrada
A) apenas pela passagem I.
B) apenas pela passagem II.
C) apenas pelas passagens I e II.
D) apenas pelas passagens II e III
E) pelas passagens I, II e III.

Questão 11: EBSERH/HU-UFJF-Advogado-2015 (banca AOCP)


Em “Muitas mães e pais, que vivem declarando amor incondicional aos
filhos,...”, o termo destacado pode ser substituído, sem que haja prejuízo
semântico ou sintático, por:
(A) dos quais.
(B) quem.
(C) eles.
(D) nos quais.
(E) os quais.

Questão 12: EBSERH – UFMG 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Uma delas é a fibromialgia, que afeta sete mulheres para cada homem.”,
a vírgula foi empregada para
(A) assinalar vocativo. (B) marcar inversão sintática.
(C) separar adjunto adverbial anteposto. (D) separar orações.
(E) separar termos de uma enumeração.

Questão 13: EBSERH – HULW - UFPB 2014 Advogado (banca AOCP)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 66 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

“Esse processo, que é denominado assimilação, desempenha um papel


primordial no crescimento da planta.”
Podemos afirmar que, de acordo com sua estrutura, a oração destacada no
período acima trata-se de
(A) uma oração subordinada adverbial concessiva.
(B) uma oração subordinada substantiva subjetiva.
(C) uma oração subordinada adjetiva restritiva.
(D) uma oração subordinada adverbial final.
(E) uma oração subordinada adjetiva explicativa.

Questão 14: EBSERH – HULW - UFPB 2014 Advogado (banca AOCP)


Assinale a alternativa em que o termo destacado trata-se de um pronome
relativo.
(A) “Pesquisa feita com trigo mostrou que essa queda pode ser de até 3%...”
(B) “... demonstrar através de um estudo de campo que o dióxido...”
(C) “... vai sofrer uma queda de 3% à medida que os níveis de dióxido de
carbono...”
(D) “Esse processo, que é denominado assimilação, desempenha um papel...”
(E) “Isso permitiu que, mais de uma década depois, os autores do estudo
atual...”

Questão 15: EBSERH UFSM 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “A pesquisadora Ana Claudia Latronico, que atua na área de genética
de doenças endócrinas...”, a oração em destaque
(A) expressa restrição, pois o autor não está se referindo a qualquer
pesquisadora, mas especificamente à Ana Claudia Latronico.
(B) é uma completiva nominal, pois funciona como complemento do
substantivo antecedente, no caso, o nome da pesquisadora.
(C) é uma oração subordinada subjetiva, pois exerce função de sujeito.
(D) é uma oração explicativa, pois acrescenta informação à oração principal.
(E) não deveria ser precedida por vírgula em decorrência da função que
exerce.

Questão 16: EBSERH – UFMG 2014 Advogado (banca AOCP)


Em “A sauna pode ser aliada na prática de exercícios físicos, já que a
vasodilatação proporcionada ajuda na recuperação do corpo.”, a expressão em
destaque NÃO pode ser substituída, sem prejuízo semântico, por
(A) visto que. (B) pois. (C) uma vez que.
(D) ainda que. (E) porquanto.

Questão 17: SSP AM 2015 Assistente Operacional (banca FGV)


“Numa esquina perigosa, conhecida por sua má sinalização e pelas batidas que
lá ocorrem, há um acidente de automóvel. Como o motorista de um dos carros
está visivelmente errado, o guarda a ele se dirige propondo abertamente

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 67 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

esquecer o caso por uma boa propina. O homem fica indignado e, usando o
“Você sabe com quem está falando?”, identifica-se como promotor público,
prendendo o guarda”.
(DaMatta, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 1990)
No texto há duas ocorrências do vocábulo “como”: “Como o motorista de um
dos carros está visivelmente errado...” e “identifica-se como promotor
público”. A afirmação correta sobre essas ocorrências é:
(A) as duas mostram valor de “modo”;
(B) a segunda mostra valor de “tempo”;
(C) a primeira mostra valor de “causa”;
(D) as duas mostram valor de “causa”;
(E) a primeira mostra valor de “modo”.

Questão 18: TJ SC 2015 Assistente Social (banca FGV)


“Geralmente gastavam pouco, mas como haviam recebido bastante na colheita
do algodão, a caminhada foi cheia de paradas para compras”.
Reescrevendo-se o período, mantém-se o sentido original apenas em:
(A) A caminhada foi cheia de paradas para compras, uma vez que haviam
recebido bastante na colheita do algodão, dado que geralmente gastavam
pouco.
(B) Haviam recebido bastante na colheita do algodão, a caminhada foi cheia
de paradas para compras porque geralmente gastavam pouco.
(C) Porque haviam recebido bastante na colheita do algodão, geralmente
gastavam pouco, e a caminhada foi cheia de paradas para compras.
(D) Ainda que geralmente gastassem pouco, a caminhada foi cheia de paradas
para compras, pois haviam recebido bastante na colheita do algodão.
(E) Em virtude de gastarem geralmente pouco e de haverem recebido
bastante na colheita do algodão, a caminhada foi cheia de paradas para
compras.

Questão 19: TJ RJ 2015 Analista Judiciário (banca FGV)


Fragmento do texto: Todos queremos viver em liberdade e procuramos
construir caminhos para alcançar esse propósito. Se um problema atravessa
nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de estar plenamente livres, pois há
limitações e dificuldades de atuar. Ficamos em uma rua sem saída.
“Se um problema atravessa nossas vidas, / nos sentimos impossibilitados de
estar plenamente livres”; o segundo segmento desse trecho do texto, em
relação ao primeiro, funciona como sua:
(A) explicação;
(B) conclusão;
(C) condição;
(D) consequência;
(E) concessão.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 68 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 20: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)


“A vida hoje está tão moderna, tão moderna, que todos nós nascemos
atrasados tecnologicamente”. (Nouailles)
A segunda oração desse pensamento tem valor de:
(A) consequência; (B) modo;
(C) comparação; (D) causa;
(E) concessão.

Questão 21: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)


“Sua vantagem é tanta que a prefeitura da Cidade do México lançou um
programa de conservação hídrica que substituiu 350 mil vasos por modelos
mais econômicos. As substituições reduziram de tal forma o consumo que seria
possível abastecer 250 mil pessoas a mais. No entanto, muitas casas no Brasil
têm descargas embutidas na parede, que costuma ter um altíssimo nível de
consumo”.
Sobre as ocorrências do vocábulo que presentes nesse segmento do texto, a
afirmação correta é a de que:
(A) a primeira e a terceira ocorrência pertencem à mesma classe gramatical;
(B) a segunda ocorrência pertence à mesma classe da primeira;
(C) as três últimas ocorrências pertencem à mesma classe;
(D) a última ocorrência pertence à classe diferente de todas as demais;
(E) a segunda e a quarta ocorrências pertencem a classes diferentes.

Questão 22: Pref Belford Roxo – 2011 – Intérprete de Libras (banca CEPERJ)
Entre as orações sublinhadas no trecho “É que eu achava o mundo tão
interessante que não suportava ficar deitado, vendo-o passar.” se estabelece
relação semântica de:
A) conclusão B) consequência C) tempo
D) modo E) causa

Questão 23: MAPA – 2010 – Economista (banca Dom Cintra)


Fragmento do texto: Numa sociedade em rápida mutação, onde o sucesso
das organizações é em geral medido unicamente através do resultado
financeiro, e onde os bens mudam de mãos assim como as ideias, a
sustentabilidade surge como princípio fundamental para quem quer fazer
negócio num mundo interdependente, sendo o alicerce para que as empresas
mapeiem seu roteiro futuro.
A última oração do período “Andrew W. Savitz ressalta que as Empresas
‘precisam inserir as questões sociais em suas estratégias, de modo a refletir
sua atual importância para os negócios’” exprime em relação à anterior o
sentido de:
A) consequência; B) causa; C) concessão;
D) condição; E) comparação.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 69 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 24: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Leia os enunciados abaixo.
I. “Cada vez que um empresário brasileiro precisa de um carinho oficial [...]
vê-se preso a um emaranhado legal só comparável ao de alguns países
africanos.”
II. “Se o país conseguisse atingir o patamar dos Estados Unidos, o 15º mais
bem posicionado nessa lista, ganharia a cada ano 2 pontos percentuais
de crescimento econômico.”
III. ... “significa dizer também que, se há dez anos os níveis de corrupção
brasileiro e americano estivessem equiparados, o PIB nacional no ano
passado teria sido 380 bilhões de reais maior.”
IV. “A corrupção é provavelmente o maior problema que o Brasil terá de
encarar se quiser crescer”...
V. ... “ela rouba de forma acintosa a confiança do mercado no sistema e faz
com que ele se deteriore.”
VI. “Contam-se às dezenas os episódios relacionados à corrupção que
evidenciam o efeito devastador da ilegalidade no mundo dos negócios.”
Os enunciados nos quais o termo “se” desempenha o mesmo papel são
A) I e V.
B) II e V.
C) V e VI.
D) I, II e III.
E) III, IV e VI.

Questão 25: EBSERH/HU-UFMA 2015 Analista Administrativo (banca AOCP)


Em “Se falta água, piora também a saúde...”, a estrutura da oração
destacada nos permite afirmar que ela exprime
(A) uma condição em relação à oração que lhe é posterior.
(B) um contraste em relação à oração que lhe é posterior.
(C) uma comparação em relação à oração que lhe é posterior.
(D) uma proporção em relação à oração que lhe é posterior.
(E) uma concessão em relação à oração que lhe é posterior.

Questão 26: UFMG - EBSERH - Enfermeiro 2015 (banca AOCP).


Em “Se o solvente não secasse rapidamente, o esmalte poderia escorrer
ou ficar mais concentrado em uma região.”, a oração destacada estabelece,
com a subsequente, relação sintático-semântica de:
(A) causa.
(B) tempo.
(C) comparação.
(D) condição.
(E) finalidade

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 70 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 27: EBSERH HULW UFPB 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)
Assinale a alternativa em que o “se” destacado NÃO introduz uma oração
adverbial.
(A) “Se apenas um exerce controle sobre as finanças, o outro pode acabar se
sentindo excluído e impotente.”
(B) “Em primeiro lugar, é importante que o casal fale a mesma língua quando
se trata de dinheiro.”
(C) “Nunca tente conversar se você estiver muito estressado com suas
contas.”
(D) “Se você e seu companheiro não conseguem falar sobre o assunto sem
que isso vire um pé de guerra, e isso está colocando seu relacionamento
em risco, pense em procurar ajuda...”
(E) “Pensamento positivo: se vocês souberem lidar com problemas
financeiros, isso significa que terão jogo de cintura...”

Questão 28: EBSERH – UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“Os autores do estudo atribuíram tais benefícios aos flavonoides, compostos
presentes no cacau que, entre outros efeitos positivos, também são
associados a benefícios ao coração — desde que aliados a uma dieta
saudável.”.
No período acima, a oração destacada trata-se de uma
(A) oração que estabelece relação lógico-semântica de condição e está
reduzida de infinitivo.
(B) oração que estabelece relação lógico-semântica de condição e está
reduzida de particípio.
(C) oração que estabelece relação lógico-semântica de concessão e está
reduzida de infinitivo.
(D) oração que estabelece relação lógico-semântica de concessão e está
reduzida de particípio.
(E) oração que estabelece relação lógico-semântica de finalidade e está
reduzida de infinitivo.

Questão 29: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)


Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 71 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

A frase “fechando o registro”, reescrita de forma a substituir a oração reduzida


por desenvolvida, assume, com correção, a seguinte forma:
(A) a fim de que se feche;
(B) após fechar-se o registro;
(C) enquanto se fecha o registro;
(D) caso se feche o registro;
(E) embora se feche o registro.

Questão 30: Pref Uberlândia-MG – 2012 – Advogado (banca Consulplan)


Fragmento do texto: No Congresso desde 1999, o PL 84/99 segue na
Câmara dos Deputados nos termos do texto substitutivo proposto pelo
deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG). O PL Azeredo tramita em caráter de
urgência na Casa e está prestes a ser votado no início de agosto, quando
termina o recesso parlamentar. Se aprovado, desviando-se de sua pretensa
função de combater os crimes na Internet, o projeto vai instaurar um cenário
de vigilância e monitoramento na rede, restringindo sensivelmente os direitos
e liberdades e criminalizando condutas que são cotidianas dos cidadãos no
mundo virtual.
Neste parágrafo, ao falar do PL 84, quanto à sua aprovação, está expressa
uma ideia de
A) finalidade. B) condição. C) acréscimo. D) tempo. E) explicação.

Questão 31: Pref Jahu-SP – 2012 – Caixa (banca Consulplan)


Leia os trechos a seguir.
I. “Se seguir aumentando, nos próximos 20 anos, a expectativa de vida
masculina irá coincidir com a feminina...”
II. “As taxas de câncer de pulmão entre mulheres estão aumentando, mas
estão declinando mais rapidamente entre os homens.”
III. “Os meninos são mais propensos a morrer em seu primeiro ano de vida e
mais sujeitos a se envolver em acidentes fatais...”
Os termos “se”, “mas” e “e” estabelecem relação semântica, respectivamente,
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 72 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

de
A) causa – adversidade – adição.
B) condição – oposição – adição.
C) consequência – conclusão – condição.
D) conformidade – comparação – explicação.
E) concessão – alternância – proporcionalidade.

Questão 32: Prefeitura Mauriti 2010 Agente Adm (banca Consulplan)


Fragmento do texto: E se todos os humanos fossem da mesma cor? Não
haveria intolerância ou o argumento de superioridade racial. Os negros não
seriam escravizados, não haveria existido o apartheid nem o nazismo. Ou
seja, a história da humanidade seria completamente diferente. Engano seu. A
natureza humana é bem mais complexa que isso: mesmo se todos tivessem a
mesma cor da pele, textura de cabelo ou formato dos olhos, bastaria que
algum povo se destacasse no desenvolvimento técnico ou econômico para se
sentir superior aos demais.
Em “E se todos os humanos fossem da mesma cor?”, o termo sublinhado
estabelece, nessa oração, uma relação de:
A) causa. B) tempo. C) consequência.
D) concessão. E) condição.

Questão 33: EBSERH – Nacional 2015 Técnico Citopatologia (banca AOCP)


Em “Mesmo que você não goste de seu estilo, é difícil não esboçar um
sorriso ao ver o resultado do seu trabalho.”, considerando a estrutura do
período, podemos afirmar que a oração destacada expressa
(A) comparação.
(B) causa.
(C) conformidade.
(D) concessão.
(E) condição.

Questão 34: EBSERH/MEAC-UFC E HUWC-UFC Advogado-2015 (banca AOCP)


“Faço isso até hoje. Facilita a vida, evita desperdício e nos dá a certeza de
comer bem durante a semana toda, mesmo que o preparo das refeições
seja terceirizado.”
A oração destacada:
(A) estabelece uma relação de concessão no período a que pertence.
(B) estabelece uma relação de adversidade no período a que pertence.
(C) estabelece uma relação de consequência no período a que pertence.
(D) restringe e limita a significação da oração que a antecede.
(E) acrescenta uma informação comparativa em relação à oração antecedente.

Questão 35: EBSERH – UFMG 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 73 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Fragmento do texto: Outra doença bem mais frequente entre as mulheres é


o câncer de mama. Apesar de muita gente achar que essa doença é
exclusivamente feminina, ela acomete também os homens – só que em
proporção esmagadoramente menor: apenas 1% dos casos.
Em “Apesar de muita gente achar que essa doença é exclusivamente
feminina, ela acomete também os homens...”, a oração destacada
(A) revela ideia de causa para a oração subsequente.
(B) é uma oração subordinada adverbial concessiva, pois expressa ideia
contrária à oração principal.
(C) é uma oração subordinada adverbial condicional, pois indica hipótese.
(D) é uma oração subordinada adverbial comparativa, pois há uma relação de
comparação entre as orações no que se refere a homem x mulher.
(E) poderia ser substituída por “Como muita gente acha que essa doença é
exclusivamente feminina”, sem que houvesse prejuízo semântico ou
sintático.

Questão 36: EBSERH – UFMT 2014 Advogado (banca AOCP)


“Mesmo que golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.”
A reescrita do fragmento acima que mantém o seu sentido original e sua
sintaxe é
(A) Conquanto golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(B) Apesar dos golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(C) Embora golfinhos sejam bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(D) Por mais que golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.
(E) Ainda que golfinhos são bem inteligentes, não escrevem poemas ou
constroem radiotelescópios.

Questão 37: EBSERH UFSE 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


A oração “...mesmo que existam muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.”, pode ser reescrita, sem prejuízo
sintático-semântico para o fragmento, por
(A) ...apesar de existirem muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.
(B) ...ainda que existem muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
(C) ...embora existem muitos que acreditem numa espécie de permanência
incorpórea após a morte.
(D) ...conquanto que existem muitos que acreditem numa espécie de
permanência incorpórea após a morte.
(E) ...porquanto que existem muitos que acreditem numa espécie de

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 74 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

permanência incorpórea após a morte.

Questão 38: EBSERH – UFMT 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Legumes e frutas ‘fora do padrão’ são recusados mesmo sendo
saudáveis.”, a expressão destacada indica
(A) consecução. (B) condição. (C) conclusão.
(D) contraste. (E) conformidade.

Questão 39: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)


“Não lembro bem para o que, mas faz bem”; essa frase tem seu sentido
alterado se for reescrita da seguinte forma:
(A) Faz bem, apesar de eu não lembrar bem para o quê;
(B) Ainda que eu não lembre bem para o quê, faz bem;
(C) Não lembro bem para o quê; faz, porém, bem;
(D) Não lembro bem para o quê, malgrado faça bem;
(E) Não lembro bem para o que faz bem.

Questão 40: TJ SC 2015 Assistente Social (banca FGV)

Na charge, a frase “Sabendo da sua intolerância” pode ser adequadamente


substituída por:
(A) Ao saber da sua intolerância;
(B) Já que sei da sua intolerância;
(C) Mesmo que saiba da sua intolerância;
(D) Quando soube da sua intolerância;
(E) Caso saiba da sua intolerância.

Questão 41: CBTU 2014 Administrador (banca Consulplan)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 75 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

“É preciso tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo, um


pouco mais belo do que era, mesmo que esse mundo seja apenas um quintal
ou uma cozinha.” Assinale a alternativa que apresenta uma paráfrase do
trecho anterior, cuja correção gramatical foi mantida.
A) Precisamos tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo,
mais belo do que era, mesmo que esse mundo seje apenas um quintal ou
uma cozinha.
B) Ainda que esse mundo seja apenas um quintal ou uma cozinha é preciso
deixarmos atrás de nós um mundo um pouco mais limpo, um pouco mais
belo do que éramos.
C) É necessário tentar deixar atrás de nós um mundo um pouco mais limpo,
um pouco mais belo do que era, mesmo que nesse mundo existam apenas
um quintal ou uma cozinha.
D) É preciso que haja uma tentativa de deixar atrás de nós um mundo um
pouco mais limpo, um pouco mais belo do que era, ainda que esse mundo
seja apenas um quintal ou uma cozinha.

Questão 42: CODESP – 2012 – Assistente Social (banca Consulplan)


Na frase “... embora fossem três pacotes e eu a tivesse alertado...”, a palavra
sublinhada tem valor semântico de
A) concessão. B) condição. C) conformidade. D) finalidade. E) tempo.

Questão 43: IBGE 2011 Agente de Pesquisas (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Nesta quarta-feira, 1 de setembro, o IBGE divulgou os
IDS – Indicadores de Desenvolvimento Sustentável referentes ao ano de
2010, que apontaram que, embora o país tenha evoluído nos principais
aspectos socioambientais avaliados, ainda há um longo caminho para
percorrer rumo ao desenvolvimento sustentável, sobretudo na preservação da
biodiversidade.
Em “... embora o país tenha evoluído...” o termo destacado pode ser
substituído sem prejuízo de sentido por
A) ainda que. B) mas. C) que. D) para que. E) quando.

Questão 44: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Estou ficando cobra em calçadão, embora deva
confessar que o meu momento calçadônico mais alegre é quando, já no
caminho de volta, vislumbro o letreiro do hotel que marca a esquina da rua
onde finalmente terminarei o programa-saúde do dia.
Em “Estou ficando cobra em calçadão, embora deva confessar...” a palavra
destacada exprime circunstância de:
A) Explicação. B) Concessão. C) Conclusão.
D) Consequência. E) Contraste.

Questão 45: EBSERH/HU-UFMS Engenheiro Civil 2015(banca AOCP)

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 76 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Muitos estudos já relacionaram o exercício físico ao menor risco de diabetes


tipo 2, assim como outras pesquisas mostraram que o sedentarismo...”
A estrutura da segunda oração do período acima nos permite afirmar que ela
estabelece com a oração antecedente uma relação de:
(A) finalidade.
(B) proporção.
(C) consequência.
(D) comparação.
(E) concessão

Questão 46: EBSERH – UFMT 2014 Advogado (banca AOCP)


“Como numa cidade, existem centros mais densos (as córtices) que estão
interconectados entre si por várias ruas e avenidas...”
No fragmento acima, temos uma relação semântica de
(A) contraste. (B) comparação. (C) adição.
(D) conclusão. (E) consecução.

Questão 47: EBSERH – HU - UFMS 2014 Advogado (banca AOCP)


Muitos estudos já relacionaram o exercício físico ao menor risco de diabetes
tipo 2, assim como outras pesquisas mostraram que o sedentarismo...”
A estrutura da segunda oração do período acima nos permite afirmar que ela
estabelece com a oração antecedente uma relação de
(A) finalidade. (B) proporção. (C) consequência.
(D) comparação. (E) concessão.

Questão 48: Prefeitura Camaçari 2010 – Analista (banca AOCP)


O título do texto “Burocracia toma mais tempo de diretor do que pedagogia”
apresenta uma relação lógico-semântica de
(A) comparação. (B) consecução. (C) concessão.
(D) causa. (E) explicação.

Questão 49: Prefeitura Santo Agostinho – 2010 – Contador (banca AOCP)


“O uso excessivo de umidificadores de ar pode ser tão prejudicial à saúde
quanto o ar seco...”
As expressões destacadas estabelecem, no texto, uma relação lógico-
semântica de
(A) conformidade. (B) condição. (C) concessão.
(D) causa. (E) comparação.

Questão 50: Prefeitura Lagarto – 2011 – Auditor Fiscal (banca AOCP)


“Assinada pela presidente Dilma Rousseff e pelos ministros da Justiça e da
Educação, a medida vale tanto para condenados em regime fechado ou
semiaberto.”

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 77 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

A relação lógico-semântica que se estabelece no fragmento destacado é a de


(A) proporção. (B) alternância. (C) comparação.
(D) consecução. (E) conformidade.

Questão 51: CBTU 2014 Assistente de Manutenção (banca Consulplan)


No trecho “Todos os desdobramentos, danos e reflexos daquele fatídico 31 de
março devem ser lembrados como aprendizado, como antídoto a eliminar, de
pronto, eventuais sinais de ameaça que venham a pairar sobre o Estado
democrático de Direito.”, a palavra destacada sinaliza uma
A) hipótese. B) afirmação. C) contradição. D) comparação.

Questão 52: Pref Uberlândia-MG – 2012 – Advogado (banca Consulplan)


Assinale a alternativa que apresenta a classificação do “que” DIFERENTE dos
demais.
A) “...Esse é o desejo dos consumidores brasileiros que navegam na Internet.”
B) “E esse é o mote – mais que o mote, o alerta – que orienta a campanha
lançada...”
C) “E esse é o mote – mais que o mote, o alerta – que orienta a campanha
lançada...”
D) “...contra o Projeto de Lei 84/99, que trata de crimes cibernéticos..”
E) “... a ameaça que o PL 84 representa...”

Questão 53: EBSERH – UFMT 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Fragmento do texto: E se o pote de maionese aberto na geladeira avisasse
quando está prestes a estragar? A escocesa Insignia Technologies lançou uma
etiqueta que muda de cor conforme o produto “passa de fase”: recém-aberto,
use logo e prazo expirado. Outros fabricantes têm tecnologias parecidas, mas
ainda são todas caras. Para ficar mais barata, basta a ideia ser adotada em
massa.
‘A escocesa Insignia Technologies lançou uma etiqueta que muda de cor
conforme o produto “passa de fase”’.
A oração destacada acima pode ser substituída, sem prejuízo sintático-
semântico ao texto original, por
(A) à medida que o produto “passa de fase”.
(B) visto que o produto “passa de fase”.
(C) conquanto o produto “passar de fase”.
(D) posto que o produto “passe de fase”.
(E) apesar de o produto “passar de fase”.

Questão 54: TCE SE 2015 Analista (banca FGV)


“A sociedade moderna, com o corre-corre, a falta de tempo para o cuidado
espiritual e o imediatismo fez com que as pessoas desenvolvessem com mais
facilidade algumas doenças psicossomáticas. O pânico e a depressão são duas
delas, assim como a normose. A última é uma “prima” menos conhecida e, por

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 78 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

isso mesmo, menos identificada, segundo especialistas”.


O conectivo sublinhado que tem seu valor semântico corretamente indicado é:
(A) para / direção;
(B) com / companhia;
(C) assim como / exemplificação;
(D) por isso / conclusão;
(E) segundo / conformidade.

Questão 55: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)


“De acordo com as Nações Unidas, crianças nascidas no mundo desenvolvido
consomem de 30 a 50 vezes mais água que as dos países pobres. Mas as
camadas mais ricas da população brasileira têm índices de desperdício
semelhantes, associados a hábitos como longos banhos ou lavagem de
quintais, calçadas e carros com mangueiras.”
Nesse segmento do texto 2, entre os conectores destacados, aquele que
apresenta seu valor semântico de forma correta é:
(A) de acordo com / proporcionalidade;
(B) que / explicação;
(C) como / conclusão;
(D) ou / adição;
(E) com / companhia.

Questão 56: Pref Nova Iguaçu-RJ – 2012 – Agente Adm (banca Consulplan)
No trecho “Como se diz, Deus tira os anéis, mas deixa os dedos”, a palavra
destacada introduz ideia de
A) causa. B) condição. C) concessão. D) comparação. E) conformidade.

Questão 57: COFEN 2010 Técnico Administrativo (banca Consulplan)


Observe as orações: “Estamos vivendo a era dos limites e das incertezas,
como já foi apontado por inúmeros e respeitados cientistas.” A relação entre
elas é de:
A) Conformidade. B) Proporção. C) Concessão.
D) Causa. E) Escolha.

Questão 58: EBSERH/HU-UFMA 2015 Analista Administrativo (banca AOCP)


Em “À medida que diminui o acesso à água, a tendência é que os conflitos por
água aumentem e se intensifiquem.”, pela estrutura do período, é possível
afirmar que a relação estabelecida entre as duas orações é de
(A) concessão.
(B) finalidade.
(C) conformidade.
(D) consequência.
(E) proporção.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 79 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 59: EBSERH – UFMS 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


“.... quanto mais tempo uma pessoa vive com excesso de gordura acumulada
no corpo, maior o seu risco de sofrer problemas associados à função
cardiovascular...”

A estrutura do período acima nos permite afirmar que entre as orações se


estabelece uma relação de
(A) causa. (B) comparação. (C) proporção. (D) concessão. (E) finalidade.

Questão 60: AVAPE – 2012 – Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: À medida que o ensino médio foi se expandindo no
país – em seis décadas, o porcentual de jovens matriculados passou de 3%
para os atuais 51% –, a desvantagem escolar observada por Feynman só se
agravou.
Julgue esta afirmativa como CERTA (C) ou ERRADA (E)
NÃO haverá alteração de sentido caso se substitua “À medida que o ensino
médio foi se expandindo no país” por Na medida em que o ensino médio foi se
expandindo no país.

Questão 61: Campos-RJ – 2012 – Assistente Técnico Legislativo (banca Consulplan)


Nos trechos “À medida que se aproximou a Rio+20 (...), mais e mais tivemos
notícias da nossa malignidade planetária” e “se o planeta inteiro sumisse de
uma hora para outra, nada mudaria no cosmo”, os termos sublinhados
indicam, respectivamente,
A) finalidade e condição. D) conclusão e adversidade.
B) finalidade e concessão. E) proporcionalidade e condição.
C) proporcionalidade e adversidade.

Questão 62: COFEN 2010 Assistente Administrativo (banca Consulplan)


“Quanto mais distante a origem, mais poluição provavelmente foi gerada no
transporte.” A oração sublinhada na frase apresenta uma ideia de:
A) Condição. B) Explicação. C) Consequência.
D) Causa. E) Proporcionalidade.

Questão 63: Prefeitura Mossoró 2010 Guarda Municipal (banca Consulplan)


“...quanto mais precária é a segurança oferecida pelo Poder Estatal, maior
será o número de prestadoras de serviço de segurança particular...” A oração
destacada estabelece com a outra oração uma relação de:
A) Proporcionalidade. B) Temporalidade. C) Conformidade.
D) Finalidade. E) Consequência.

Questão 64: ALERJ – 2011 – Digitador (banca CEPERJ)


No trecho “A escrita cursiva está seguindo o rumo tomado pelos dinossauros, à
medida que os teclados de computador e os smartphones são cada vez mais
usados pelos jovens.” (Folha de S. Paulo, 27/06/2011) a sintaxe que se

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 80 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

estabelece entre as orações pelo conector em destaque tem valor de:


A) causa B) alternância C) tempo
D) proporção E) consequência

Questão 65: Teste ANPAD 2006 (banca ANPAD)


Fragmentos do texto: O Brasil não é um país intrinsecamente corrupto. Não
existe nos genes brasileiros nada que nos predisponha à corrupção, algo
herdado, por exemplo, de desterrados portugueses. Da mesma forma, a
Austrália, ex-colônia penal do Império Brasileiro, não possui índices de
corrupção superiores aos de outras nações. Nós, brasileiros, não somos nem
mais nem menos corruptos que os japoneses, que a cada par de anos têm um
ministro que renuncia diante de denúncias de corrupção.
Somos, sim, um pais onde a corrupção, pública e privada,é detectada
somente quando chega a milhões de dólares e porque um irmão, um
genro,um jornalista ou alguém botou a boca no trombone, não por um
processo sistemático de auditoria. As nações com menor índice de corrupção
são as que têm o maior número de auditores e fiscais formados e treinados.
Nos países efetivamente auditados, a corrupção é detectada no
nascedouro ou quando ainda é pequena. O Brasil, país com um dos mais
elevados índices de corrupção segundo o World Economic Fórum, tem
somente oito auditores por 100.000 habitantes. Uma das maiores
universidades do Brasil possui hoje 62 professores de Economia, mas só um
de auditoria para formar fiscais, auditores internos e externos, conselheiros de
tribunais de contas e analistas de controles internos para combater a
corrupção.
A propósito, a principal função do auditor nem é fiscalizar depois do fato
consumado, mas criar controles internos para que a fraude e a corrupção não
possam sequer ser praticadas. Durante os anos de ditadura no país, quando a
liberdade de imprensa e a auditoria não eram prioridades, as verbas da
educação foram redirecionadas para outros cursos. Como consequência, aqui
temos doze economistas formados para cada auditor, enquanto nos Estados
Unidos existem doze auditores para cada economista formado. A fim de
eliminar a corrupção,será necessário redirecionar rapidamente as verbas de
volta a seu devido destino. para que sejamos uma nação que não precise
depender de dedos-duros nem de genros que botam a boca no trombone, e
sim, de profissionais competentes com uma ética profissional elaborada.
Assinale a alternativa em que o termo “para” NÃO introduz ideia de
finalidade.
A) ... ”para formar fiscais, auditores internos e externos, conselheiros”..
B) .... ”para combater a corrupção.”
C) ... “para que a fraude e a corrupção não possam sequer ser praticadas.”
D) ... “para cada auditor, enquanto nos Estados Unidos”...
E) ... “para que sejamos uma nação”...

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 81 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 66: UFSM – EBSERH Analista Administrativo – 2015 (banca AOCP).


“Não estou sugerindo que você vista as roupas do seu filho adulto de 20 anos
para brincar com sua criança de quatro.”
No excerto acima, a oração destacada estabelece:
(A) uma relação de causalidade em relação à oração que a antecede.
(B) uma relação temporal em relação à oração que a antecede.
(C) uma relação de concessão em relação à oração que a antecede.
(D) uma relação de conformidade em relação à oração que a antecede.
(E) uma relação de finalidade em relação à oração que a antecede.

Questão 67: UFMG - EBSERH - Enfermeiro -2015 (banca AOCP).


Assinale a alternativa em que a preposição “para” NÃO exerce a mesma
função que em ‘“Na dúvida, procure um dermatologista ou alergista para ter
certeza da substância que provoca a alergia... ’”.
(A) “... uma fita adesiva com várias substâncias alergênicas é aplicada nas
costas para identificar o que provoca reação”.
(B) “Nesses casos, os esmaltes hipoalergênicos podem ser a solução para
manter a beleza das mãos”.
(C) “De uma hora para a outra, o organismo entende que certas substâncias
são estranhas...”.
(D) “Para evitar reações alérgicas, é recomendado ler o rótulo”.
(E) “A indústria tem pesquisado para fazer esmaltes sem solventes”.

Questão 68: Pref Cuiabá 2015 Técnico em Laboratório (banca FGV)


“Com isso, o custo de manter a família cresce e cria a necessidade de a mulher
ter fonte de renda para o sustento da casa.”
O segmento “para o sustento da casa” pode ser adequadamente substituído
pela seguinte oração desenvolvida:
(A) para sustentar a casa.
(B) para que sustente a casa.
(C) para que a casa fosse sustentada.
(D) para a casa ser sustentada.
(E) para que sustentem a casa.

Questão 69: TJ RJ 2015 Analista Judiciário (banca FGV)


Fragmento do texto: Todos queremos viver em liberdade e procuramos
construir caminhos para alcançar esse propósito. Se um problema atravessa
nossas vidas, nos sentimos impossibilitados de estar plenamente livres, pois há
limitações e dificuldades de atuar. Ficamos em uma rua sem saída
“procuramos construir caminhos para alcançar esse propósito”; a forma
adequada da transformação da oração reduzida sublinhada em oração
desenvolvida é:
(A) para o alcance desse propósito;
(B) para que alcançássemos esse propósito;
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 82 de 87
Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

(C) para alcançarmos esse propósito;


(D) para que alcancemos esse propósito;
(E) para que esse propósito fosse alcançado.

Questão 70: TJ RJ 2015 Técnico (banca FGV)

“para recolher a água fria”; essa frase do texto, se nominalizada, adquiriria a


seguinte forma:
(A) para que se recolha a água fria;
(B) para que se recolhesse a água fria;
(C) para a acolhida da água fria;
(D) para a coleta da água fria;
(E) para que a água fria seja recolhida.

Questão 71: MAPA 2014 Administrador (banca Consulplan)


Os termos destacados em “Não como afirmação da própria subjetividade, mas
como caminho para alcançar uma verdade objetiva através das múltiplas
subjetividades.” indicam, respectivamente, uma relação de
A) ressalva e explicação.
B) oposição e finalidade.
C) oposição e explicação.
D) explicação e finalidade.

Questão 72: MAPA 2014 Agente Administrativo (banca Consulplan)


A relação estabelecida pelos elementos destacados contribui para a
organização dos enunciados do texto. A partir desta perspectiva, assinale a
relação corretamente indicada.
A) “[...] se bem que seja um penar jubiloso.” – condição
B) “[...] preocupa e acende nela o facho da ação, que a torna feliz.” – adição

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 83 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

C) “[...] tem de agir, mas, como há inúmeras sociedades (com verbas) [...]”–
explicação
D) “[...] sem recurso, para o bem dos animais, é nesta última que gosta de
militar.” – causa

Questão 73: Campos-RJ – 2012 – Analista Legislativo (banca Consulplan)


Fragmentos do texto:
I - Foi o que aconteceu com a palavra “estória”. Atreva-se a escrevê-la! Os
“revisores”, policiais da língua que cumprem as ordens dos gramáticos,
logo a transformam em “história”, assumindo que o escritor a escreveu
por ignorar que ela foi a óbito.
II - Saramago descreve a sua condição como seres “atados de pés e mãos por
um conjunto de proibições mais severas que um código penal”.
III - Não permite que eles metam o bedelho nos seus livros para enquadrá-los
às regras da gramática.
Em “logo a transformam em ‘história’”, “mais severas que um código penal” e
“para enquadrá-los”, os termos destacados indicam, respectivamente,
A) conclusão, intensidade e finalidade.
B) tempo, adversidade e causa.
C) conclusão, adversidade e causa.
D) tempo, intensidade e finalidade.
E) conclusão, adversidade e finalidade.

Questão 74: UFSM – EBSERH Analista Administrativo – 2015 (banca AOCP).


“Sinta-se ungido pela sorte de recomeçar. Quando seu filho crescer, ele irá
entender - mais cedo ou mais tarde -...” No período acima, a oração
destacada:
(A) estabelece uma relação temporal com a oração que lhe é subsequente.
(B) estabelece uma relação temporal com a oração que a antecede.
(C) estabelece uma relação condicional com a oração que lhe é subsequente.
(D) estabelece uma relação condicional com a oração que a antecede.
(E) estabelece uma relação de finalidade com a oração que lhe é subsequente.

Questão 75: EBSERH – UFMG 2014 Advogado (banca AOCP)


‘“Quando venho depois do treino, reflito sobre o que eu posso
melhorar’...”.
No período acima, a oração destacada estabelece, com a oração subsequente,
relação de
(A) causa. (B) condição. (C) tempo. (D) proporção. (E) finalidade.

Questão 76: EBSERH – UFSM 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Quando ela ocorre de forma precoce, às vezes aos 5 anos, os reflexos
podem ser físicos, como a interrupção do crescimento, mas também

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 84 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

psicológicos.”, a oração em destaque expressa

(A) circunstância de tempo. (B) finalidade. (C) contraste.


(D) proporcionalidade. (E) concessão.

Questão 77: EBSERH – HU - UFSE 2014 Advogado (banca AOCP)


Em “O fracasso garante nossa humildade ao confrontarmos os desafios da
vida.”, a oração destacada expressa

(A) condição. (B) tempo. (C) concessão. (D) consecução. (E) proporção.

Questão 78: EBSERH UFC 2014 Assistente Administrativo (banca AOCP)


Em “Essa relação aconteceu principalmente quando o indivíduo consumia
chocolate amargo.” Segundo os autores do estudo, pode ser que as calorias
no chocolate sejam ‘neutras’...”, a oração destacada
(A) estabelece uma relação de temporalidade com a oração subsequente.
(B) estabelece uma relação de condicionalidade com a oração antecedente.
(C) estabelece uma relação de condicionalidade com a oração subsequente.
(D) estabelece uma relação de temporalidade com a oração antecedente.
(E) estabelece uma relação de causalidade com a oração antecedente.

Questão 79: Colégio Pedro II-RJ – 2010 – Médico (banca AOCP)


“Mas a ação dos anticorpos só vai ocorrer entre o sete e dez dias depois de a
pessoa ficar doente.”
A oração destacada é subordinada adverbial
(A) final. (B) conformativa. (C) consecutiva.
(D) causal. (E) temporal.

Questão 80: DPE MT 2015 Analista Administrador (banca FGV)


Horóscopo do signo de Virgem, do dia 01 de fevereiro de 2015.
“Procure agregar aliados com interesses semelhantes aos seus, invista em
parcerias corretas. Mercúrio segue retrógrado em Aquário: você ganha mais se
unir forças e trabalhar em equipe. Continue com atenção redobrada ao se
comunicar. Bom período para ouvir opiniões diferentes, repensar assuntos e se
abrir para novos pontos de vista. Bom, também, para revisar equipamentos
eletrônicos.”
“Continue com atenção redobrada ao se comunicar”
Assinale a opção que indica a forma desenvolvida equivalente à oração “ao se
comunicar”.
(A) Caso se comunique.
(B) Embora se comunique.
(C) Para sua comunicação.
(D) Visto que se comunique.
(E) Quando se comunique.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 85 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

Questão 81: DOCAS 2014 Administrador (banca Consulplan)


O período: “Enquanto governos fazem pose e se engalfinham nas negociações
da ONU quanto ao controle do clima, cerca de 50 nações já adotaram sistemas
de mercado ou de impostos sobre as emissões de carbono, para um total de
mais de 20% das liberações mundiais.” inicia-se por uma oração que exprime
A) um fato contrário ao da oração principal.
B) a causa do que se declara na oração principal.
C) a consequência do se afirma na oração principal.
D) a finalidade daquilo que se afirma na oração principal.
E) o tempo em que ocorre o fato expresso na oração principal.

Questão 82: DOCAS 2014 Técnico Ambiental (banca Consulplan)


“O sonho foi tão forte que eu pensei que era verdade, levantei-me, enquanto
vosmincês dormiam e comi o queijo...”
A oração sublinhada no trecho anterior traz uma ideia de
A) causa. B) tempo. C) condição. D) comparação. E) consequência.

Questão 83: AVAPE – 2012 – Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Quando o prêmio Nobel de Física Richard Feynman
(1918 – 1988) esteve no Brasil, nos anos 50, ficou assombrado com o que viu.
Ao tomar contato com estudantes às vésperas do vestibular, espantaram-no
tanto pendor local pela decoreba de fórmulas como a completa ignorância
sobre seu significado. Anos mais tarde, registraria em seus escritos aquilo que
entendeu como um paradoxo brasileiro: entre os estudantes do mundo inteiro,
os jovens que conheceu nos trópicos eram os que mais se debruçavam sobre a
física e os que menos sabiam sobre a matéria. À medida que o ensino médio
foi se expandindo no país – em seis décadas, o porcentual de jovens
matriculados passou de 3% para os atuais 51% –, a desvantagem escolar
observada por Feynman só se agravou. As aulas são rasas, desinteressantes,
incapazes de preparar os estudantes do século XXI para disputar espaço em
um mercado de trabalho global, no qual a capacidade de inovar é cada vez
mais valiosa. Alerta o sociólogo Simon Schwanzman: “Se não começar a
desatar os nós do ensino médio, o Brasil vai ficar para trás”.
Em “Quando o prêmio Nobel de Física”, “Se não começar” e “À medida que o
ensino médio foi” ocorre, respectivamente, ideia de
A) tempo / condição / proporção D) comparação / condição / tempo
B) comparação / condição / proporção E) tempo / condição / tempo
C) tempo / tempo / comparação

Questão 84: Prefeitura Poço Redondo 2010 Médico (banca Consulplan)


Fragmento do texto: As diversas formas de manipulação da linguagem
parecem indicar que existem duas realidades bastante diferentes: a realidade

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 86 de 87


Português para ANPAD
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 2.2

objetiva e a realidade reconstruída pelo discurso da comunicação.


Observe as orações: “De longe, ouvia falar em terremoto, quando o vasto
mundo ainda era distante.” A relação entre elas é de:
A) Causa. B) Conformidade. C) Tempo.
D) Concessão. E) Oposição.

Questão 85: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


Fragmento do texto: verdade é que todas as línguas até hoje estudadas,
não importa o quanto primitivas as sociedades que as utilizavam nos possam
parecer sob outros aspectos, provaram ser, quando investigadas, um sistema
de comunicação complexo e altamente desenvolvido.
No trecho “... quando investigadas, um sistema de comunicação complexo e
altamente desenvolvido. (...)” o termo em destaque confere a mesma ideia
indicada por:
A) Já que. B) Mesmo. C) O quanto.
D) Assim como. E) No momento em que.

Questão 86: Prefeitura C.V. 2010 Oficial Administrativo (banca Consulplan)


No trecho “Quando uma grande amiga foi morar em Madri, lá no início dos
anos 90, semanalmente nos correspondíamos.” a palavra destacada exprime
ideia de:
A) Conclusão. B) Explicação. C) Consequência.
D) Tempo. E) Escolha.

1D 2D 3A 4C 5A 6A 7D 8E 9D 10 E
11 E 12 D 13 E 14 D 15 D 16 D 17 C 18 D 19 D 20 A
21 A 22 B 23 A 24 A 25 A 26 D 27 B 28 B 29 D 30 B
31 B 32 E 33 D 34 A 35 B 36 C 37 A 38 D 39 E 40 C
41 D 42 A 43 A 44 B 45 D 46 B 47 D 48 A 49 E 50 C
51 D 52 C 53 A 54 E 55 D 56 E 57 A 58 E 59 C 60 E
61 E 62 E 63 A 64 D 65 D 66 E 67 C 68 B 69 D 70 D
71 B 72 B 73 D 74 A 75 C 76 A 77 B 78 D 79 E 80 E
81 A 82 B 83 A 84 C 85 E 86 D

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 87 de 87