Anda di halaman 1dari 2

Universidade Vale do Rio Verde

CASO CLÍNICO 8

Um homem de 18 anos de idade com história clínica de epilepsia desde a infância


apresenta-se via ambulância no pronto-socorro (PS) devido a estado de mal epiléptico.
Ele foi estabilizado, finalmente, por doses repetidas de lorazepam por via IV. Sua mãe
afirma que ele teve história de nascimento sem intercorrências, nenhum traumatismo
craniano prévio e Ressonância Magnética de crânio negativa no passado. Ele não se trata
com antiepiléptico fenitoína. Sua última convulsão foi há três meses e, geralmente, é
controlada se toma a medicação regularmente. No PS, o paciente encontra-se confuso,
combativo, mas tem exames neurológico e cardiovascular normais. Também não há
evidências de qualquer trauma. Seus exames laboratoriais iniciais, incluindo hemograma,
painel metabólico abrangente e análise de urina para rastreamento de drogas, são
negativos. Seu nível de fenitoína é indetectável. Você administra uma dose IV de
fosfenitoína e prescreve a dose oral para tomar em casa.

1) Qual o mecanismo de ação da fenotoína?


2) Quais são os principais efeitos adversos da fenitoína?
3) Listar os efeitos adversos comuns e as toxicidades dos principais agentes
anticonvulsivantes.
4) Defina: convulsão, epilepsia, índice terapêutico, efeito de primeira passagem.

1) Inibe os canais de sódio, potássio e cálcio, existentes na membrana dos neurônios,


imediatamente antes. Altera concentrações locais de neurotransmissores como
GAPA, noradrinalina e acetilcolina.

2) SNC: Confusão mental, alterações na fala, ataxia.


Gastrointestinais: Naúsea, vômitos, constipação, hepatite tóxica.
Sistema Intergumentar: Manifestações dermatológicas, sarampo, lúpus gengival.
Sistema Cardiovascular: Periarterite, Nodosa
Sistema imunológico: Síndrome de hipersensibilidade, lúpus eritematoso sistêmico.

3) Carbamazepina: Náuseas e distúrbios visuais.


Fenobarbital: Sedação, hiperatividade, anemia megaboblástica.
Primidona: Ataxia, vertigem, sonolência, náusea, fadiga.
Ácido Valpróico: Tremor e aumento de peso, distúrbios de coagulação.
Gabapentina: Astenia, fadiga, sensação de mal estar.
Clonazempam: Palpitações, congestão, hipotonia muscular.

4) Convulsão: é um distúrbio que se caracteriza pela contratura muscular involuntária


de todo o corpo ou de parte dele, provocada por aumento excessivo da atividade
elétrica em determinadas áreas cerebrais.
Epilepsia: Aficção que se manifesta por crises de perda da consciência,
acompanhada de convulsões, que surgem em intervalos irregulares de tempo.
Índice terapêutico: É uma comparação entre a quantidade de um agente
terapêutico necessária para causar um efeito terapêutico e a quantidade que causa
efeitos tóxicos. Quantitativamente é a proporção dada entre a dose tóxica
divindade pela dose terapêutica.
Efeito de primeira passagem: É um fenômeno do metabolismo da droga no qual
a concentração da droga é significantemente reduzida pelo fígado antes de atingir
a circulação sistêmica.
________________________________________________________________________________
Universidade Vale do Rio Verde

QUESTÕES DE COMPREENSÃO

1) O bloqueio das correntes de cálcio do tipo T é o principal mecanismo de ação para


qual dos seguintes fármacos usados para tratar convulsões?
A) Carbamazepina
B) Diazepam
C) Etossuximida
D) Fenitoína

2) Qual dos seguintes fármacos utilizados para tratar convulsões requer ajuste de
dose significativo com administração contínua?
A) Carbamazepina
B) Diazepam
C) Etossuximida
D) Fenitoína

3) Para qual dos seguintes fármacos usados para tratar a epilepsia uma pequena
alteração na sua biodisponibilidade resulta em um aumento desprorpocional dos
seus níveis sanguíneos e da toxicidade?
A) Carbamazepina
B) Diazepam
C) Etossuximida
D) Fenitoína

________________________________________________________________________________