Anda di halaman 1dari 2

UFRJ – CCS – EEFD – FUND. MUSUCULAÇÃO – PROF.

ROBERTO SIMÃO

Tipos de Treinamento de Força

Considerações:

 ↑ força em todas as amplitudes e em velocidades?


 Alterações na composição corporal: ↓% de gordura e ↑ massa magra;
 Quanto de força e potencia pode ser verificado?
 Melhora o desempenho?

Funcionamentos dos Músculos

 Ação isométrica: não há alteração do comprimento do músculo – força = resistência.


 Ação isotônica: modifica o comprimento muscular. Tem a fase concêntrica (positiva) e
fase excêntrica (negativa); força ≠ resistência.

Tipos de Treinamento: isométrico, TDREC, TRV, Isocinético e excêntrico;

1. Treinamento Isométrico
Refere-se à ação muscular durante a qual não ocorre nenhuma alteração no
comprimento do músculo.
Nº e Duração: 3 a 10”
Frequência: 3 sessões/semanas
Hipertrofia: ações musculares de longa duração x curta duração (AMLD: 10-11% e AMCD: 4-
7%)
Desempenho motor: não é a melhor modalidade para monitorar esse desempenho.
Considerações: ↑PA e ↑ ANS e ativação de quimiorreceptores;
Vantagens: treinamento de fácil execução, altas e rápidas taxas de aumento de força,
influencia local e objetiva o grupo muscular escolhido.
Desvantagem: a foça ñ aumenta em todos os ângulos e o treino torna-se monótono

2. Treinamento Dinâmico com Resistência Constante (TDRC)


Implica que o peso ou a resistência deslocada seja mantido constante. Força máxima
(1RM), frequência de treinamento, número de 1-3 sessões, desempenho motor e segurança.

3. Treinamento com Resistência Variável


Possuem uma estrutura de braços e alavancas, polias e roldanas que varia a resistência
ao longo da amplitude do movimento do exercício. Iguala a curva de resistência (dos
equipamentos) à curva de potência envolvida;

4. Treinamento Isocinético
Refere-se à ação muscular realizada em velocidade angular constante; a maioria dos
equipamentos permite apenas ações concêntricas; reabilitação pós-lesão; controla a
velocidade na qual a carga pode ser movimentada.
Pontos positivos (permite a tensão de o músculo ser gerada durante todo o movimento
e possível diagnosticas fraqueza muscular e avaliar um progresso) e negativos (não esta
disponível nas academias)
5. Treinamento Excêntrico
Resistência negativa; pode ser realizado nos equipamentos de TF; apresentam
segurança.
Dor muscular Pós-exercício: inicia-se aproximadamente 8hs após o exercício e tem seu
pico de até 3 dias;

Ações Musculares – Especificidade

Otimizando resultados: considerar – as variáveis do RF e os modelos de treinamentos


periodizados;

Equipamentos e Acessórios: pesos livres, elásticos, medicine ball, cintos, strap;

Tipos de Exercícios
Uni-articulares: são exercícios que envolvem movimentos em uma única articulação, e desta
forma, trabalham predominantemente um grupo muscular;
Multi-articulares: são exercícios que envolvem mais de uma articulação e mais de um grupo
muscular.

Para ACSM: ambos devem ser aplicados, porém os multi apresentam maiores adaptações;