Anda di halaman 1dari 11

NORMA DNIT ______- ES

DNIT Terraplenagem – Serviços preliminares -


Especificação de serviço

Autor: Instituto de Pesquisas Rodoviárias - IPR


MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Processo: 50.607.003.581/2008-46

DEPARTAMENTO NACIONAL DE
Origem: Revisão da Norma DNER - ES 278/97.
INFRA-ESTRUTURA DE
TRANSPORTES
Aprovação pela Diretoria Colegiada do DNIT na reunião de / / .
INSTITUTO DE PESQUISAS
RODOVIÁRIAS
Direitos autorais exclusivos do DNIT, sendo permitida reprodução parcial ou total, desde que
Rodovia Presidente Dutra, km 163 citada a fonte (DNIT), mantido o texto original e não acrescentado nenhum tipo de
Centro Rodoviário – Vigário Geral propaganda comercial.
Rio de Janeiro – RJ – CEP 21240-000
Tel/fax: (21) 2472-4500
Nº total de
Palavras-Chave:
páginas
Terraplenagem, Serviços preliminares 11

Resumo 3 Definições ......................................................... 2

Este documento define a sistemática empregada no 4 Condições gerais .............................................. 2


preparo de áreas de implantação do corpo estradal.
5 Condições específicas ...................................... 4
São também apresentados os requisitos concernentes
6 Condicionantes ambientais ............................... 6
ao exame do projeto de engenharia, aos levantamentos
topográficos, ao preparo do terreno, aos materiais, 7 Inspeções.......................................................... 7

equipamentos, inclusive condicionantes ambientais, 8 Critérios de medição e de apropriação do


controle de qualidade, condições de conformidade e não-
custo de execução dos serviços................................ 7
conformidade e os critérios de medição e de apropriação
do custo de execução dos serviços. Anexo A (Informativo) Bibliografia .......................... 10

Abstract Índice geral .............................................................. 11

This document presents procedures for clearing the site Prefácio


affected by the road works.
A presente Norma foi preparada pelo Instituto de
It includes the requirements concerning the examination Pesquisas Rodoviárias – IPR, para servir como
of the project and specifications, field preparation, documento base, visando estabelecer a sistemática
topographic surveys, the design and the execution of the empregada para os serviços de preparo das áreas de
job layout, and includes also equipment and materials implantação do corpo estradal.
besides sampling plan, the environmental management,
Está formatada de acordo com a Norma DNIT 001/2002
the quality control, the conditions for conformity and non-
– PRO, cancela e substitui a Norma DNER-ES 278/97
conformity and the criteria for the measurement and
1 Objetivo
payment of the performed jobs.
Esta Norma tem por objetivo fixar as condições mínimas
Sumário
exigíveis para viabilização do início da execução das
Prefácio ......................................................................1
obras destinadas à implantação da rodovia.
1 Objetivo .............................................................1
Mais especificamente, tais condições envolvem a
2 Referências normativas .....................................2 execução dos seguintes serviços:
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 2

a) Exame do Projeto de Engenharia 3.3 Destocamento e limpeza

b) Execução de Estudos Técnicos e de Serviços Operações de escavação e remoção total dos tocos e
Topográficos raízes e da camada de solo orgânico, na profundidade
necessária até o nível do terreno considerado apto para
c) Execução de Serviços Preliminares de
terraplenagem das áreas, destinadas à implantação da
Terraplenagem propriamente dita
plataforma a ser construída.
2 Referências normativas
3.4 Empréstimo
Os documentos relacionados a seguir são
Área indicada no projeto, ou selecionada, onde serão
indispensáveis à aplicação desta norma. Para
escavados materiais a utilizar na execução da plataforma
referências datadas, aplicam-se somente as
da rodovia, nos segmentos em aterro.
edições citadas. Para referências não datadas,
3.5 Ocorrência de material ou jazida
aplicam-se as edições mais recentes do referido
documento (incluindo emendas). Área indicada para a obtenção de solos ou rocha a
empregar na execução das camadas do pavimento,
a) BRASIL. Departamento Nacional de Infra-
obras-de-arte especiais, das obras de drenagem e das
Estrutura de Transportes. DNIT 001/2002 –
obras complementares.
PRO: elaboração e apresentação de normas
do DNIT: procedimento. Rio de Janeiro: IPR, 3.6 "Off sets"

2002. Linhas de estacas demarcadoras da área de execução

b) _____. DNIT 011/2004 – PRO: gestão de dos serviços.

qualidade em obras rodoviárias: 3.7 Cota vermelha


procedimento. Rio de Janeiro: IPR, 2004.
Denominação usualmente adotada para as alturas de
c) _____. DNIT 013/2004 – PRO: requisitos corte e de aterro.
para qualidade em obras rodoviárias:
3.8 Equipamentos em geral
procedimento. Rio de Janeiro: IPR, 2004.
Máquinas, veículos, equipamentos outros e todas as
d) _____. DNIT 070/2006 – PRO:
unidades móveis utilizadas na execução propriamente
condicionantes ambientais das áreas de uso
dita dos serviços e obras.
de obras: procedimento. Rio de Janeiro:
IPR, 2006. 3.9 Instalações industriais

3 Definições Usinas misturadoras de agregados, usinas de asfalto,


usinas de concreto de cimento Portland e britadores.
Para os efeitos desta Norma, são adotadas as seguintes
definições: 3.10 Canteiro de obras

3.1 Serviços preliminares de terraplenagem Instalações específicas, contendo, no caso geral, os


propriamente dita seguintes compartimentos: guarita, recrutamento,
segurança, transportes, ambulatório, escritório,
Todas as operações de preparação das áreas
laboratório, almoxarifado, oficina mecânica,
destinadas à implantação do corpo estradal, áreas de
abastecimento de combustíveis, borracheiro, lavagem,
empréstimo e ocorrências de material, pela remoção de
lubrificação, alojamento de pessoal e recreação.
material vegetal e outros, tais como: árvores, arbustos,
tocos, raízes, entulhos, matacões, além de qualquer 4 Condições gerais
outro considerado como elemento de obstrução.
Os serviços preliminares de terraplenagem, dentro de um
3.2 Desmatamento
enfoque abrangente, assumem vasta diversificação e
Corte e remoção de toda vegetação de qualquer podem ser agrupados segundo três vertentes, conforme
densidade e posterior limpeza das áreas destinadas à se expõe nas subseções 4.1 a 4.3.
implantação da plataforma a ser construída.
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 3

4.1 Exame do Projeto de Engenharia Projeto Geométrico, bem como das referências de
nível (RN’s).
Compreende análise interpretativa e atenta do Projeto e
documentos afins, com vistas a uma tomada de 4.2.3 Verificação e checagem das condições do apoio
conhecimento devidamente precisa e detalhada de todas topográfico concebido para a delimitação e
as suas indicações e soluções, devendo merecer exploração de cada uma das áreas de
atenção, entre outros, os seguintes componentes: empréstimo previstas bem como das respectivas
Projeto Geométrico, Projeto de Terraplenagem, Projeto condições de materialização. Cumpre observar
de Drenagem, Especificações, Plano de Obras, que o modelo recomendado consiste na locação
Quantificação e respectiva distribuição temporal e de uma rede ortogonal, tal que divida a área em
espacial dos serviços, Cronograma Físico de Execução retângulos de dimensões constantes, apoiada em
das Obras, Cronograma de Utilização de Equipamentos uma ou mais linhas de referência. Todos os nodos
e de Mão-de-obra, Canteiro de Obras e Instalações em serão objeto de nivelamento preciso. Caso ocorra
geral. a necessidade de expansão do serviço, serão
efetuados a locação e o nivelamento de novos
Com base na análise então procedida e de forma
nodos, obedecidas as condições da rede geral.
conjugada com inspeções de campo, deverá ser
efetivada uma avaliação de ordem prática da 4.2.4 Elaboração, na forma devida, das eventuais
propriedade das soluções propostas – bem como da complementações e correções que se
adequabilidade e suficiência dos fatores de produção a evidenciarem como necessárias, na
serem acionados na execução dos serviços, detendo-se, documentação analisada e em elementos /
em especial, nos tópicos que apresentem maior componentes – inclusive no campo.
vinculação com as atividades de terraplenagem.
4.2.5 Locação do Eixo da Rodovia – procedendo-se ao
Na eventualidade da ocorrência de indefinições, piqueteamento e estaqueamento (afastamento
imprecisões e não conformidades ou restrições, deverão entre as estacas, ordinariamente de 20 m nas
ser propostas e adotadas as prontas e devidas tangentes e de 10 m nos trechos em curvas).
providências, objetivando-se competentes
4.2.6 Marcação de “Nota de Serviço de
complementações ou correções.
Terraplenagem”, envolvendo a materialização dos
4.2 Execução de Estudos Técnicos e de Serviços “Off-sets”, e das bordas da plataforma com
Topográficos respectivas alturas a serem alcançadas.

Compreende o desenvolvimento das seguintes tarefas: 4.2.7 Segmentação do Diagrama de Bruckner, do


“Quadro do cálculo de ordenadas do Diagrama” e
4.2.1 Verificação da compatibilidade do levantamento
do “Quadro de localização e distribuição dos
das seções transversais, para fins de elaboração
materiais para terraplenagem“. Consiste no
da “Nota de serviço de terraplanagem” e da
registro, em separado e devidamente checado e
cubação dos volumes de materiais a serem
otimizado, de todos os parâmetros e atributos
movimentados. Em especial deverão ser
integrantes dos referidos instrumentos e
verificadas as condições nos segmentos de cortes
referentes ao segmento cuja execução das obras
e de aterros, cujos respectivos alargamentos
de terraplenagem está programada para os três
estão previstos para atenderem a empréstimos e
primeiros meses, a partir do início das obras de
a bota-foras, de conformidade com o definido no
terraplenagem, de conformidade com o respectivo
Projeto de Terraplenagem (distribuição das
Plano de obras e Diagrama “espaço x tempo”.
massas).
Deverão, outrossim, ser apresentados, dentro de
4.2.2 Verificação e checagem do apoio topográfico
elevado/rigoroso nível de precisão, os seguintes
instituído no Projeto de Engenharia – bem como
elementos referentes ao segmento a ser implantado
das condições de materialização e de
neste primeiro período (3 meses):
conservação dos pontos de amarração dos
elementos de planimetria e de altimetria do
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 4

a) Volumes compactados relativos à camada eliminação de camada nociva à estrutura do subleito,


final do aterro (60 cm) e volumes bem como dotar a superfície de adequadas condições
compactados relativos às camadas do corpo operacionais para o trânsito do equipamento – seja na
de aterro. plataforma em implantação, ou nas caixas de
empréstimo.
b) Volumes “in natura” dos materiais escavados
referidos às várias unidades / fontes de 5 Condições específicas
escavação (cortes e caixas de empréstimos)
As condições específicas pertinentes à execução dos
c) Relação dos pares “(Volume escavado x serviços preliminares de terraplenagem propriamente
Distância de transporte), relativo a cada uma dita estão enunciadas na forma das subseções 5.1 a 5.3.
das três categorias de materiais referentes a
5.1 Materiais
cada uma das unidades / fontes de
escavação (cortes e caixas de empréstimos) O processo de preparo das áreas destinadas à
implantação do corpo estradal, áreas de apoio e áreas
d) Massas específicas aparentes secas relativas
de empréstimos e ocorrências de materiais envolve a
aos diversos maciços a ser objeto de
eventual remoção dos seguintes elementos / materiais:
escavação (cortes e caixas de empréstimo)
5.1.1 Espécies vegetais, as quais constituem conjuntos
e) Massas específicas aparentes secas
de maior ou menor porte, demandando ou
esperadas, conforme o Projeto de
conduzindo a um desmatamento que pode ser
Engenharia, para o corpo de aterro e as
leve ou pesado, conforme a altura e a quantidade
respectivas camadas finais, a serem
de árvores (densidade).
executadas no segmento programado para a
implantação no trimestre. 5.1.2 Blocos de rocha, pedras isoladas, matacões, etc.

NOTAS: 5.1.3 Linhas de transmissão, de telégrafo ou de


telefone.
• A cada medição mensal em especial, a medição
correspondente ao final do trimestre com a 5.1.4 Cercas, construções e outras benfeitorias,

conclusão das obras programadas para este inclusive plantações e açudes.

período, deverá ser apresentada Análise 5.2 Equipamentos


Comparativa dos valores finais medidos e
5.2.1 As operações serão executadas utilizando-se
respectivos valores representados no Diagrama de
equipamentos adequados, complementados com
Brückner segmentado – bem como competentes
o emprego de serviço manual. A escolha do
considerações.
equipamento se fará em função da densidade e
• O procedimento de tal segmentação deverá ter do tipo de vegetação local e dos prazos exigidos
seqüência de forma sistemática e contínua a cada para a execução da obra.
três meses, considerando sempre a separata
5.2.2 A seleção do equipamento deverá considerar o
correspondente à programação que será
seguinte:
efetivamente cumprida relativamente a cada um dos
trimestres que se sucederem – bem como os valores a) Preferencialmente, devem ser utilizados
acumulados pretéritos. tratores de esteiras, com lâminas ou com
implementos especiais, apropriados às
• Os detalhes pertinentes a tais procedimentos
tarefas e motosserras.
constam no Manual de Implantação Básica do DNIT
e deverão ser rigorosamente obedecidos. b) O equipamento empregado deve dispor de
estruturas metálicas de proteção à cabine
4.3 Execução dos serviços preliminares de
do operador e à própria máquina para
terraplenagem propriamente dita
protegê-los da queda de galhos e ramos
Compreende as tarefas de desmatamento, secos ou mesmo de árvores que venham a
destocamento e limpeza no terreno natural, objetivando a ser derrubadas.
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 5

Deverão ser especialmente protegidos a terreno natural, não havendo necessidade do


cabine, o motor e acessórios (filtros de ar), destocamento.
os componentes hidráulicos e o guincho
5.3.5 Quando da ocorrência de vegetação de porte
traseiro. O radiador e a parte inferior do
reduzido ou médio (até 15 cm de diâmetro,
bloco do motor (carter) devem ser
medido a uma altura de 1,00 m do solo) a
protegidos por chapas de aço ou telas
limpeza, em termos práticos, compreenderá
reforçadas pois ficam expostos a choques
apenas o desmatamento – que pode ser
com espécies derrubadas.
qualificado como leve ou pesado, conforme a
c) Adicionalmente, são também com altura e/ou a quantidade de árvores. Para estas
freqüência utilizados, para finalidades tarefas podem ser usados, exclusivamente, os
específicas, os seguintes implementos: O tratores de esteiras.
“empurrador de árvore”, o “destocador” e o
5.3.6 No caso da vegetação de maior porte (diâmetro
“ancinho”.
maior que 15 cm), o processo de derrubada e
5.3 Execução redução dos troncos das árvores demanda o uso
adicional de motosserras – devendo, outrossim,
Os serviços de limpeza dos elementos / áreas
em seqüência ser procedido o destocamento, o
relacionados com 5.1.1 e 5.1.2 compreendem três itens
qual consiste em se remover os tocos
principais, a saber: a) derrubada, remoção da vegetação
remanescentes.
e destocamento; b) retirada da camada de terra vegetal;
c) remoção de blocos de rocha, pedras isoladas, 5.3.7 A fiscalização deverá assinalar, mediante caiação,
matacões, etc. as árvores que devem ser preservadas e as toras
que pretende reservar – as quais serão, então,
Na execução dos serviços deverá ser observado o
transportadas para local determinado, visando
disposto nas subseções 5.3.1 a 5.3.10, a seguir:
posterior aproveitamento.
5.3.1 Os serviços devem ser desenvolvidos conforme
A limpeza deve ser sempre iniciada pelo corte das
as indicações de projeto, especialmente no que
árvores e arbustos de maior porte tomando-se os
se refere à destinação do material removido e no
cuidados necessários para evitar danos às árvores a
atendimento aos condicionamentos ambientais,
serem preservadas, linhas físicas aéreas ou construções
enfocados na seção 6 desta Especificação.
nas vizinhanças.
5.3.2 As operações pertinentes, no caso da faixa
Para a maior garantia / segurança as árvores a serem
referente à plataforma da futura via, deverão
cortadas devem ser amarradas e, se necessário, o corte
restringir-se aos limites dos “off-set”, acrescidos
deve ser efetuado em pedaços a partir do topo.
de uma faixa adicional mínima de operação,
acompanhando a linha de “off-set”. No caso dos 5.3.8 Na operação de limpeza, quando o terreno for
empréstimos e áreas de apoio em geral, a área inclinado, o trator deverá trabalhar sempre de
será a mínima indispensável à sua utilização. cima para baixo. A distância de trabalho (pano ou
lance) deve ser aquela em que a capacidade da
5.3.3 Nas áreas destinadas a cortes a exigência é de
lâmina é alcançada (20 m a 40 m, normalmente).
que a camada de 60 cm abaixo do greide
projetado fique totalmente isenta de tocos ou 5.3.9 No caso da ocorrência de outros elementos – que
raízes. não as espécies vegetais, na forma do disposto
na subseção 5.1, o tema, devidamente tratado no
5.3.4 Nas áreas destinadas a aterros de cota vermelha
projeto de engenharia, deve ser contemplado em
abaixo de 2,00 m, a camada superficial do terreno
Especificação Complementar, cumprindo registrar
natural, contendo raízes e restos vegetais deve
o seguinte:
ser devidamente removida. No caso de aterro
com cota vermelha superior a 2,00 m, o • Quando se tratar de linhas, sejam elétricas,
desmatamento será executado de modo que o telegráficas ou telefônicas, as respectivas
corte das árvores fique, no máximo, nivelado ao remoções dependem das competentes
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 6

autorizações (prévias), por parte dos • O estabelecimento de horário de trabalho


proprietários, atos que, com freqüência, compatível com a lei do silêncio (regional ou
demandam tempo considerável. Releva local);
observar, outrossim, que as linhas de
• O atendimento à segurança e ao conforto dos
transmissão apresentam perigo de vida quando
usuários da rodovia e dos moradores das
estão ligadas.
faixas lindeiras;
• Quando se tratar da remoção de construções
• A segurança operacional dos trabalhadores
ou outras benfeitorias (pequenos açudes,
da obra;
cercas, plantações), há que se averiguar
quanto ao estágio dos processos • O planejamento e a programação das obras;
expropriatórios.
• O disciplinamento do fluxo de tráfego e do
5.3.10 No caso de remoção de cercas, deve-se sempre estacionamento dos veículos e
construir primeiro a nova cerca, antes de remover equipamentos;
a antiga – visando evitar estragos em plantações
• A devida recuperação ambiental das áreas
ou pastagens ou, ainda, saída de animais para a
afetadas pelas obras, após o encerramento
faixa de trabalho, trazendo perigo ao trânsito de
das atividades.
equipamentos.
6.2 Medidas condicionantes de cunho específico,
6 Condicionantes ambientais
focalizadas na subseção da mencionada Norma,
Nas operações destinadas à execução dos serviços e que contemplam os tópicos “canteiro de obras”,
preliminares, objetivando a preservação ambiental, “instalações industriais” e “equipamentos em
deverão ser devidamente observadas e adotadas as geral”, em suas etapas de instalação /
soluções e os respectivos procedimentos específicos mobilização, de operação e de desmobilização.
atinentes ao tema ambiental, definidos e/ou instituídos no
6.3 Medidas condicionantes de cunho específico,
instrumental técnico-normativo pertinente vigente no
focalizadas na subseção 5.2 da mencionada
DNIT e na documentação técnica vinculada à execução
Norma e que, contemplando as atividades e
das obras – documentação esta que compreende o
ocorrências relacionadas com o desmatamento e
Projeto de Engenharia – PE, o Estudo Ambiental (EIA ou
a limpeza do terreno, se detêm, entre outros
outro) e os Programas Ambientais.
tópicos, nos seguintes:
O conjunto de soluções e procedimentos acima
• Manutenção de adequados contatos prévios
reportados constitui elenco bastante diversificado de
com os órgãos federais ou regionais com
medidas condicionantes que, à luz do instrumental
jurisdição nas áreas onde serão
técnico-normativo pertinente e referenciado à Norma
desenvolvidas as atividades de
DNIT 070/2006 PRO, comporta o desdobramento
desmatamento;
apresentado na forma das subseções 6.1 a 6.3, que se
seguem: • Preservação dos sistemas naturais e das
espécies de faunas raras ou em extinção e de
6.1 Medidas condicionantes de cunho genérico
interesse científico e econômico;
focalizadas na subseção 4.2 da mencionada
Norma e que contemplam, entre outros, os • Preservação das áreas situadas em reservas
seguintes tópicos: florestais, ecológicas, e/ou de valor cultural,
protegidas pela legislação;
• O atendimento à plena regularidade
ambiental; • Preservação dos cursos d’água e da
vegetação ciliar;
• A observância rigorosa da legislação
referente ao uso e à ocupação do solo, • Planejamento prévio da execução dos
vigente no município envolvido; serviços;
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 7

• Técnicas e procedimentos específicos, 7.2.2 Quanto ao acabamento


referentes ao processo executivo e à
Será feito o controle qualitativo de forma visual,
utilização dos materiais removidos.
avaliando-se se a área superficial tratada se encontra
NOTA: Em função de necessidades e particularidades efetivamente isenta da camada vegetal ou de outros
específicas, detectadas ao longo do desenvolvimento elementos suscetíveis de impedir ou prejudicar o pleno
dos serviços, a Fiscalização deverá acatar, acrescentar, desenvolvimento e a qualidade dos serviços de
complementar ou suprimir itens integrantes do elenco de terraplenagem.
condicionantes, instituído na documentação técnica
7.2.3 Quanto ao atendimento ambiental
reportada.
Será verificada quanto à devida observância e
7 Inspeções
atendimento ao disposto na seção 6 desta Norma, bem
Objetivando o atendimento ao preconizado nas Normas como procedida a análise dos resultados, então
DNIT 011/2004-PRO e DNIT 013/2004-PRO, a alcançados, em termos de preservação ambiental
Fiscalização deverá elaborar e cumprir competente
7.3 Condições de conformidade e não
Programa de Inspeções, de sorte a exercer o controle
conformidade
externo da obra.
Tais condições serão inferidas a partir do resultado das
Neste sentido e de conformidade com o instituído no
verificações, controles e análises reportados nas
“Planejamento Geral da Obra ou Plano da Qualidade
subseções 7.1 e 7.2 anteriores.
(PGQ)”, relativamente aos serviços de desmatamento,
destocamento e limpeza, referidas inspeções, de forma Admitidas como atendidas as prescrições das subseções

sistemática e contínua deverão atender ao disposto nas em foco, os serviços devem ser aceitos.

subseções 7.1 a 7.3, que se seguem: Todo componente ou detalhe incorreto deve ser

7.1 Controle da produção (execução) corrigido.

Deverá ser verificado se: Qualquer serviço, então corrigido, só deve ser aceito se
as correções executadas o colocarem em conformidade
• A sua execução foi, na forma devida,
com o disposto nessa Norma, caso contrário o serviço
formalmente autorizada pela Fiscalização;
será rejeitado.
• O avanço do desenvolvimento dos serviços 8 Critérios de medição e de apropriação do
de desmatamento e limpeza apresenta custo de execução do serviço
defasagem adequada com as tarefas de
Considerando que a medição dos serviços tem como
terraplenagem e se guarda conformidade com
uma de suas finalidades básicas a determinação, de
a programação estabelecida.
forma racional e precisa, do respectivo custo de
• O disposto nas seções 4 e 5 desta Norma execução, a abordagem deste item comportará dois
está sendo devidamente atendido. tópicos específicos, a saber: A “medição propriamente
7.2 Verificação do produto dita dos serviços executados” e a “apropriação do custo
da respectiva execução.”
7.2.1 Quanto ao controle geométrico
8.1 Processo de medição
O controle geométrico de execução dos serviços será
feito por meio de levantamento topográfico, orientado Os serviços aceitos de conformidade com a subseção
pelos elementos geométricos estabelecidos nas Notas 7.3 serão medidos de acordo com os critérios de 8.1.1 a
de Serviço, com as quais será feito o acompanhamento 8.1.4.
dos serviços. 8.1.1 Os serviços de desmatamento e de destocamento
É admitida, como tolerância, uma variação na largura da de árvores de diâmetro inferior a 0,15 m e de
faixa a ser trabalhada de + 0,15 cm para cada lado do limpeza serão medidos em m², em função da área
eixo, não sendo admitida variação negativa. efetivamente trabalhada.
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 8

8.1.2 As árvores de diâmetro igual ou superior a 0,15 m situam dentro da faixa da linha de “off-sets”
serão medidas isoladamente, em função das devem ter seu demonstrativo de cálculo
unidades efetivamente destocadas e inserido na planilha correspondente a
consideradas em dois conjuntos, a saber: Caminhos de serviço, mas o respectivo
quantitativo de serviço estabelecido deve
a) Árvores com diâmetro compreendido entre
ser agregado ao conjunto referente à alínea
0,15 m e 0,30 m;
“a”, definida na subseção 8.1.5 desta
b) Árvores com diâmetro superior a 0,30 m. Norma.
8.1.3 Para efeito da aplicação do disposto em 8.1.1 e • O disposto no tópico anterior deverá estar
8.1.2, o diâmetro das árvores será medido a um devidamente registrado nas Memórias de
metro de altura do nível do terreno. Cálculo pertinentes às Especificações em
8.1.4 Deverão ser considerados como integrantes foco.
ordinárias dos processos executivos pertinentes
• O Modelo correspondente da Folha de
aos serviços focalizados nas subseções, 8.1.1 e
Memória de Cálculo, com respectiva
8.1.2, as seguintes operações:
instrução para elaboração, consta no
a) As operações referentes à Manual de Implantação Básica do DNIT.
remoção/transporte/deposição e respectivo
8.2 Apropriação do custo de execução dos
preparo e distribuição, no local de bota-fora,
serviços
do material proveniente do desmatamento, do
Para efeito de determinação do custo unitário dos
destocamento e da limpeza.
serviços deverá ser observado o disposto nas subseções
b) As operações referentes à preservação
8.2.1 a 8.2.3, a seguir:
ambiental, focalizadas na seção 6 desta
8.2.1 Relativamente aos serviços mencionados em
Norma.
8.1.1, a unidade será referida ao “m²”
8.1.5 Na Memória de Cálculo dos Quantitativos
efetivamente trabalhado, atendido sempre ao
pertinentes à execução dos serviços em foco,
disposto na subseção 8.1.3 e a respectiva
cada um dos três respectivos componentes
apropriação englobará todas as etapas do
tratados nas subseções 8.1.1 e 8.1.2 acima
processo construtivo, inclusive, as operações
deverá ser desdobrado e devidamente explicitado.
pertinentes ao definido na subseção 8.1.4.
Neste sentido, os demonstrativos dos
8.2.2 Relativamente aos serviços mencionados em
quantitativos de serviços executados
8.1.2, a referência será a unidade efetivamente
relativamente a cada um dos componentes,
destocada, atendido sempre o disposto nas
deverão estar referidos ao estaqueamento do eixo
alíneas “a” e “b” dessa subseção e ao disposto na
e/ou à designação das caixas de empréstimo da
subseção 8.1.3, englobando, inclusive, todas as
via em construção e desdobrados em dois
operações pertinentes ao definido na subseção
conjuntos, na forma que se segue:
8.1.4.
a) Serviços executados dentro da faixa definida
8.2.3 A linha metodológica a ser ordinariamente
pela “linha de off-sets”, que delimitará a
adotada, bem como o elenco de valores de
plataforma da via em construção.
parâmetros e de fatores interferentes são os
b) Serviços executados para o preparo das
estabelecidos no Manual de Composição de
caixas de empréstimo a serem utilizadas na
Custos Rodoviários do DNIT, editado no ano de
implantação da plataforma da via em
2003 e eventuais atualizações supervenientes.
construção.
Ante particularidades ou especificidades
NOTAS:
evidenciadas quando da elaboração do Projeto de
• Os serviços em foco, quando pertinentes à Engenharia e relativamente aos parâmetros e
abertura dos caminhos de serviço que se fatores interferentes caberá a adoção de valores
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 9

diferentes do preconizado no referido Manual de os quantitativos de serviços estabelecidos


Composição de Custos Rodoviários - sem conforme 8.1.5 e mediante a aplicação dos
prejuízo da aplicação da linha metodológica respectivos custos unitários estabelecidos na
mencionada, forma de 8.2.1 a 8.2.3.

8.2.4 A apropriação do custo de execução


correspondente será obtida de conformidade com
_________________/Anexo A
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 10

Anexo A (Informativo

Bibliografia

BRASIL. Departamento Nacional de Estradas de


Rodagem – DNER: Manual de implantação básica. 2. ed.
Rio de Janeiro: IPR, 1996. (IPR Publ. 696).

_________________/Índice geral
NORMA DNIT xxx/xxxx–xx 11

Índice geral

Abstract 1 e de serviços topográficos 4.2 3

Anexo A (Bibliografia) 9 Execução dos serviços

Apropriação de custo de preliminares de terraplenagem

execução dos serviços, A 8.2 8 propriamente dita 4.3 4

Canteiro de obras 3.10 2 Índice geral 10

Condicionantes ambientais 6 6 Inspeções 7 7

Condições de conformidade Instalações industriais 3.9 2

e não conformidade 7.3 7 Materiais 5.1 4

Condições específicas 5 4 Objetivo 1 1

Condições gerais 4 2 Ocorrência de material

Controle da produção de jazida 3.5 2

(execução) 7.1 7 Off-sets 3.6 2

Cota vermelha 3.7 2 Prefácio 1

Critérios de medição e de Processo de medição, O 8.1 7

apropriação de custos de Quanto ao acabamento 7.2.2 7

execução dos serviços 8 7 Quanto ao atendimento

Definições 3 2 ambiental 7.2.3 7

Desmatamento 3.2 2 Quanto ao controle

Destocamento e limpeza 3.3 2 geométrico 7.2.1 7

Empréstimo 3.4 2 Referências normativas 2 2

Equipamentos 5.2 4 Resumo 1

Equipamentos em geral 3.8 2 Serviços preliminares de

Exame do projeto de terraplenagem propriamente

engenharia 4.1 4 dita 3.1 2

Execução 5.3 5 Sumário 1

Execução de estudos técnicos Verificação do produto 7.2 7

_________________