Anda di halaman 1dari 4

PROGRAMAAÇÃO

O DOZE
2º PASSO BOLETIM INFORMATIVO DO COMITÊ DE SERVIÇOS DO DISTRITO XII DE ALCOÓLICOS ANÔNIMOS DO SUL DO ESPÍRITO SANTO
EDIÇÃO DE FEVEREIRO N° 002 ANO 2018
Viemos a acreditar que um Poder Superior a
nós mesmos poderia devolver-nos a sanidade.
EDITORIAL
FEVEREIRO Prezados companheiros e companheiras!
Tendo ficado plenamente convencido, no 1° Passo, da
REUNIÃO DO DISTRITO XII nossa impotência diante do álcool e da ingovernabilidade de
nossas vidas, então passamos a crer que apenas um Poder além Começamos os próximos 70 anos
04 de fevereiro de 2018
às 9:00 horas de nós próprios poderia nos restaurar a um modo de vida har- de A.A. no Brasil com disposição e boa
Local: Grupo Mar Azul de A.A. mônico de pensar, sentir, falar e agir. Não poderíamos nos rege- vontade, pois há muito por fazer para
Piúma/ES nerar por conta própria: Precisamos começar a desenvolver a alcançar quem ainda sofre com o alcoo-
abertura mental. A maioria dos membros encontrou resistência lismo: mais abordagens, grupos e reuni-
Temáticas de Carnaval para lidar com um Poder Superior. A ideia de um Poder maior ões, maior circulação da literatura de
Grupo Cachoeirense de A.A. que nós, o qual nos restaura a um modo equilibrado de vida, não
Dias: 09 a 14 de fevereiro de 2018 A.A. e da Vivência. Para inspirar nossas
foi facilmente aceita no início. Todavia, se verdadeiramente
Litoral Sul/ES
acreditávamos que éramos impotentes perante o álcool e que
ações, a presente edição traz a programa-
tivemos uma doença que destruía progressivamente nossas ção para a transmissão da mensagem de
REUNIÃO DO CONSELHO
DE REPRESENTANTES - CR vidas, então precisamos desesperadamente de uma solução para A.A. a outros alcoólicos, através do com-
18 de fevereiro de 2018 nosso distúrbio. A solução foi viver num programa de recupera- partilhar de experiências na prática dos
às 9:00 horas ção espiritual, que ocorria por meio de uma mudança de caráter princípios em todas as nossas atividades.
LOCAL: ESLAA-Sul-ES evolutiva, a qual não podia ser conseguida pela força de vonta- Que possamos entusiasmar a
de. Necessitamos de um poder sobre humano para fazer aconte- todos nesse início de 2018, movimentando
I Fórum de Estrutura de A.A. cer à transformação. Porém, o egocentrismo nos impedia, a a sociedade de alcoólicos em ação deno-
24 de fevereiro de 2018 princípio, de tentar acreditar nesse Poder. É justamente aí que minada Alcoólicos Anônimos junto à
às 15:00 às 18:00 horas nossos padrinhos puderam nos ajudar, nos dizendo como é que
Grupo Mar Azul de A.A. fizeram para superar o orgulho. Muitos de nós não compreende-
comunidade profissional e ao público em
Piúma/ES ram o que seria esse Poder Superior à mente humana (região INFORMAÇÕES: geral, sempre em direção ao alcoólico que
esta onde o problema teve origem), e usaram o padrinho, outros (28) 3522 0648 ainda sofre.
MARÇO membros ou a Irmandade como sendo esse Poder Superlativo. Comitê de Publicações Periódicas
eslcachoeiro@es.aabrasil.org.br
Mas, ao continuarmos o trabalho, viemos a acreditar que esse Revista Vivência – Edição 171 – Jan. fev./2018
Poder fosse um Deus de nosso próprio entendimento.
QUANDO A FÉ ESTÁ PERDIDA
SEGUNDA TRADIÇÃO "Às vezes A.A. é aceito com maior dificuldade pelos que perderam ou rejeitaram a
de Alcoólicos Anônimos fé do que pelos que nunca a tiveram, pois acham que já experimentaram a fé e esta não
lhes serviu. Experimentaram viver com fé e sem fé."
“Somente uma autoridade preside, em última análise, ao nosso
OS DOZE PASSOS E AS DOZE TRADIÇÕES, SEGUNDO PASSO
propósito comum – um Deus amantíssimo que Se manifesta em
nossa consciência coletiva. Nossos líderes são apenas servidores Tão convencido estava de que Deus tinha me abandonado que, ao final tornei-me
de confiança; não têm poderes para governar.” provocador, embora soubesse que não devia agir assim, e mergulhei numa última bebedei-
De onde recebe A.A. a sua direção? A única auto- ra. Minha fé tornou-se amarga e não foi por coincidência. Aqueles que já tiveram uma
grande fé atingem o fundo com mais força.
ridade em A.A. é um Deus amantíssimo que Se manifesta
através da consciência do grupo. A formação de um grupo.
Levou tempo para que minha fé reacendesse, mesmo tendo vindo para A.A. Esta-
As dores resultantes do crescimento. Os comitês rotativos
va intelectualmente agradecido por sobreviver a queda tão grande, mas meu coração sen-
são constituídos de servidores de grupos. Os líderes não
governam; eles servem apenas. Será que A.A. tem uma tia-se endurecido. Ainda assim, persisti com o programa de A.A.; as alternativas eram
Participem!!!
muito tristes! Continuei assistindo as reuniões e, aos poucos, minha fé foi ressurgindo.
verdadeira liderança? Os “velhos mentores” e os “velhos
resmungões”. Manifesta-se a consciência do grupo. Livro Reflexões Diárias - 04 de Fevereiro
CONSCIÊNCIA COLETIVA autorização para que essa Junta agisse em seu Revista Vivência psicologia que até então eu praticava.
nome por mais um ano. Aquilo que eu tinha aprendido na facul-
Sempre que nos aventuramos a falar Bill W. nos dizia que se há algo que se dade absolutamente “não dava conta” da
sobre Conferência de Serviços Gerais, devemos ter aproxime de autoridade em A.A. será a Conferên-
problemática dos alcoólicos. Ao contrá-
em mente a essência da Segunda Tradição que nos cia de Serviços Gerais, por haver assumido a
rio, aquelas reuniões de depoimentos
ensina que ‘somente uma autoridade preside, em responsabilidade dos Serviços Mundiais por dele-
última analise, o nosso propósito comum – um gação de todos os Grupos de A.A. que passei a frequentar pareci-
Deus amantíssimo que se manifesta em nossa (Junta de Serviços Gerais de A.A. do Brasil) am "empurrar" as pessoas para profun-
consciência coletiva. das modificações.
Resta-nos agora saber como encontrar Observei e comparei, com as
essa consciência coletiva. Decisões que possam técnicas que conhecia, os “ingredientes”
influir no funcionamento de um Grupo, no direcio- dessa fabulosa Irmandade que obtém
namento de suas reuniões e principalmente no tantos resultados, no entanto, sem nunca
serviço decorrente do cumprimento da nossa quinta
utilizá-los para fins outros que não a
Tradição, devem sempre ser tomadas através da
consulta da consciência de Grupo. Essa consciên-
própria recuperação.
cia comumente é mal entendida ou mesmo proposi- Em primeiro lugar está o já ci-
tadamente mal alcançada. tado calor humano, cheio de compreen-
A consciência coletiva somente é obtida são sobre o problema e o oferecimento
quando a decisão decorre de uma ampla discussão, de companheirismo e "amor incondicio-
com a presença de um número significativo das nal". O indivíduo é aceito de verdade,
pessoas que compõem aquele Grupo. Um Grupo de seja qual for sua condição física, material,
A.A. não é um espaço físico, uma sala, um prédio. A “técnica” de acolhimento em A.A. emocional ou moral; de agora em diante
Um Grupo de A.A. são as pessoas que o compõem. Na visão dessa psicóloga, nossos procedi-
Sempre poderemos saber quais compa-
"o problema é nosso", diz um dos lemas
mentos têm, inclusive, respaldo científico de A.A.
nheiros freqüentam com relativa regularidade as
Ana Lúcia Mesquita M. Massoni – Psicóloga Vocês podem não saber, mas
nossas reuniões, respondem pelos serviços e obri-
gações que assumimos, participam da obtenção da Lembro-me como se fosse hoje do dia em esse é um dos princípios de qualquer
auto-suficiência. Esses são os membros ativos do que conheci A.A. Era uma noite muito quente em técnica psicológica. O profissional deve
Grupo e eles deveriam estar presentes a toda dis- oferecer condições para o cliente ser
pleno janeiro de 1993. (O que eu não podia imaginar
cussão quando uma decisão importante tivesse que exatamente quem ele é, sem exigências
ser tomada e a eles deveria sempre ser garantido o era que dentro da sala eu me depararia com um calor
humano ainda maior e fora do comum.) de modificações que o mesmo não queira
direito de manifestação e, se silenciassem, deveri-
am ser solicitados a manifestar-se. Somente após CONVENCIONAIS 2020 O coordenador ia lendo o roteiro da reuni- realizar, ou seja, o "amor incondicional" é
ão, explicando a proposta de recuperação da Irman- oferecido a partir de um longo treina-
esse amplo debate é que a consulta, pelo voto, BELOHORIZONTE ESPERA mento para não impor nada pessoal a
deveria ser feita. E uma simples maioria jamais dade, mas o ponto alto era a sucessão de depoimen-
representaria a vontade grupal. A consciência POR VOCÊ tos de homens e mulheres que tinham a coragem de quem está sofrendo e precisando encon-
coletiva só se manifesta quando expressiva maioria falar de si mesmos, de suas fraquezas e dificuldades trar o "seu próprio jeito" de lidar com a
se pronuncia, após exaustivo debate. situação por si só angustiante.
de forma extremamente honesta.
Pois bem. A Conferência de Serviços Um grande psiquiatra francês,
Gerais é composta de membros ativos nos serviços Fui me emocionando cada vez mais, en-
quanto tentava aproveitar cada palavra dita naquele conhecido na área de adicções, Claude
de suas Áreas, escolhidos como Delegados para
juntos, buscarem a consciência coletiva de uma grupo tão diferente e especial Olivenstein, diz até que o psicoterapeuta
nação A.A. Como se não bastasse, fui cercada de aten- tem que se prestar "a ficar no lugar da
Logo, a Conferência de Serviços Gerais, ções e acolhimento na hora do intervalo, assim como droga", oferecendo toda a sua psique
ao reunir-se, está atrás de decisões que busquem o rapaz que eu acompanhava, que era um alcoólico (alma em latim) para que o paciente
encontrar ou manter a Unidade através do mais procurando ajuda. possa se fortalecer na relação humana e
homogêneo comportamento possível, com lingua- abandonar o uso químico.
A sensação era de que finalmente havíamos
gem coerente e atitudes condizentes com a grande- Assim, vemos que a principal
za da proposta da Quinta Tradição. encontrado um lugar em que o alcoolismo dele seria
compreendido e também que ali teria chance de "técnica" de A.A., que na minha opinião é
Caso a Conferência se reunisse em uma
mudar o rumo de sua vida. o ACOLHIMENTO, tem até respaldo cien-
época em que nada houvesse para decidir, ainda
assim ela estaria prestando os serviços inestimáveis Naquele mesmo ano, fui procurar especiali- tífico!
para aprovar as contas da Junta e renovando a sua zação na área de álcool e drogas, visando oferecer a
Vivência Nº 74 - Novembro/dezembro 2001
meus clientes um trabalho mais eficiente do que a
ALCOOLISMO A família na busca da recuperação das famílias, que empurram seus mem-
Dra. Jaira Freixiela Adamczyk - Presidente da JUNAAB -
bros alcoólicos de volta para o alcoolismo
Alcoolismo é uma palavra que realmente
Psicóloga, Terapeuta de Família e de Casal, Mestre em ativo. Infelizmente, algumas famílias, por
machuca. desconhecerem os fatos a respeito da
Tratamento e Prevenção das Drogadependências Florianó-
Mas ninguém é jovem demais (ou velho) polis (SC) doença, de algum modo sabotam o trata-
para ter problema com a bebida. Sabemos que o alcoolismo é uma doença crônica, mento do alcoólico.
Isto porque o alcoolismo é uma doença progressiva e fatal, que tem assolado milhares de Tais familiares tornam-se isolados.
que pode atingir qualquer um. Jovem ou velho. homens e mulheres no mundo inteiro. Porém, muito Focalizam o comportamento do alcoólico e
Rico ou pobre. Negro ou branco. pouco temos falado dessa doença e de sua devastado- fazem tentativas de controlá-lo. Acabam
Não importa quanto tempo tenha bebido ra dimensão no campo emocional, no âmbito das rela- vivendo um autoabandono, pois dedicam
ou o que você bebeu; e sim o que a bebida faz ou o ções familiares. pouco tempo às próprias atividades.
que acontece quando você bebe. Primeiro as primeiras coisas; é preciso não apenas Surge então a chamada codependência
Para ajudá-lo a decidir se tem problema conceituar a família, mas também, compreendê-la uma doença emocional adquirida a partir
com a bebida, preparamos 12 perguntas. As res- como um sistema dinâmico no qual, o que acontece de relacionamentos disfuncionais. É uma
postas não interessam a ninguém, mas somente a com um dos seus membros, afeta todos os demais. síndrome definível, crônica e segue uma
você. Numa família, quando um dos membros sofre da progressão previsível, tal como o próprio
Se responder sim a qualquer uma das doença alcoolismo, o impacto decorrente está direta- alcoolismo.
mente relacionado às reações que vão ocorrendo com Durante anos, muitos alcoólicos acredi-
perguntas, talvez já seja hora de você olhar seria-
ESLAA-Sul-ES
o alcoólico em todo o processo da doença, antes e taram não ser dignos do amor dos seus
mente o que a bebida lhe está fazendo.
durante a sua recuperação. familiares e, em contrapartida, muitos
E, se precisar de ajuda ou simplesmente Ao longo de muitos anos trabalhando com alcoóli- familiares não acreditavam que seriam
ESCRITÓRIO DE SERVIÇOS LOCAIS conversar a respeito da sua maneira de beber, cos, percebemos que essa doença multifacetada pro- capazes de amar novamente e com a
DE ALCOÓLICOS ANÔNIMOS DO SUL DO ESPÍRITO SANTO
procure-nos. voca indagações com relação à dinâmica familiar que mesma intensidade seus entes alcoólicos.
Praça Luiz Tinoco da Fonseca,125 se estabelece em torno do membro assim adoecido. No caminho da recuperação, é preciso
Sala 305 – 3º Andar Cabe então dizer que inicialmente a família passa por desenvolver relacionamentos saudáveis
vários estágios, desde a negação da doença até a sua dentro da estrutura familiar. Sair das rela-
Bairro Guandú total desestruturação. ções insanas entre alcoólico e sua família,
CAIXA POSTAL: 262 A estrutura familiar passa a ser permeada por menti- através do poder curativo encontrado na
CEP: 29300 970 ras e cumplicidades, o que gera um clima de segredo prática do programa de Doze Passos de
Cachoeiro de Itapemirim/ES familiar cuja regra é o não dito das emoções. Isso leva Alcoólicos Anônimos.
a família a assumir uma inversão de papeis e funções, Nesse programa de recuperação, todos
FUNCIONAMENTO: como por exemplo, um filho assume o lugar do pai ou podem desenvolver e ampliar seu contato
da mãe alcoólica e toma para si todas as responsabili- com um Poder Superior, tal como cada um
SEGUNDA À SEXTA dades pertinentes aos pais. O concebe, e verdadeiramente trocar um
A FORMAÇÃO DO CARÁTER Diante dessa desordem familiar, podemos constatar projeto de morte por um projeto de vida.
13:00 ÀS 17:00 Hs em algumas famílias a formação de alianças secretas Pessoas podem sim recomeçar a viver
Uma vez que a maioria de nós nasce
entre filhos e pais, que levam a uma total falta de limi- saudavelmente, expressando ao seu
SÁBADO DAS 08:00 ÀS 12:00 Hs com uma infinidade de desejos naturais, não é tes e perda da autoridade entre os subsiste- próximo todo o respeito e confiança que
de admirar que frequentemente deixemos que mas parental (os pais) e fraterno (os filhos). passa a depositar nele e, principalmente,
TELEFONE: (28) 3522 0648 eles excedam seu propósito. Quando nos guiam Os mitos familiares precisam ser identificados, em si mesmo.
cegamente, ou quando obstinadamente exigimos dentre eles a postura do “caso perdido” ou do “isso não Compreendemos que pessoas preci-
e-mail: eslcachoeiro@es.aabrasil.org.br que nos proporcionem mais satisfações ou pra- tem mais jeito”, que leva a família crer que sua situação sam de pessoas, pois através dos relacio-
zeres de que nos são possíveis ou devidos, é “é coisa do destino”, ou que o alcoólico bebe porque é namentos aprendemos a lidar com os
nesse ponto que nos afastamos do grau de per- “sem vergonha” ou “um fraco” em sua fé. Tais mitos fatos da vida. Expressar reconhecimento
ORAÇÃO DA SERENIDADE feição que Deus deseja para nós aqui na terra. levam a uma falta de atitude na busca de ajuda.
Ao acolher famílias que buscam ajuda para tratar
através de palavras e ações será sempre
uma grande ferramenta para o exercício
Essa é a medida de nossos defeitos de caráter
Concedei-nos Senhor, ou, se você preferir, de nossos pecados.
seus membros alcoólicos, inúmeras vezes identifica-
mos a família adoecida, tanto quanto ou muito mais
da sobriedade emocional.
É preciso que estejamos atentos a essa
Se pedirmos, Deus certamente perdoa- que o próprio alcoólico. doença e incentivemos também a família
rá nossas negligências. Mas em nenhum caso,
SERENIDADE Ele nos torna brancos como a neve e nos man-
Ou seja, uma família intoxicada, não pelo álcool,
mas por emoções corrosivas que alteram completa-
para o seu próprio tratamento, através de
Al-Anon – a Irmandade que acolhe familia-
necessária para aceitar as coisas que mente o seu centro de equilíbrio. Isso pode ser perce- res e amigos de alcoólicos –, pois acredi-
têm assim sem nossa cooperação, isso é algo
não podemos modificar, que se pressupõe que estejamos dispostos a bido nas narrativas apresentadas, no tom de voz, nos tamos que, sozinhos não podemos, mas,
CORAGEM fazer. Ele quer apenas que tentemos, da melhor gestos rígidos. Os familiares experimentam cotidiana- juntos, família e alcoólico podem reencon-
para modificar aquelas mente: frustração, ansiedade, culpa, tristeza, raiva, trar o saudável caminho da recuperação.
maneira possível, progredir na formação do
mágoa, impotência e ressentimentos, que levam essa
que podemos e, caráter. família a uma grande exaustão emocional.
SABEDORIA Os Doze Passos e as Doze Tradições
Há também certas atitudes, certos valores e cren-
"Na Opinião do Bill" - pág. 204 Só por hoje – Funciona
para distinguir uma das outras. ças, certos comportamentos presentes em determina-
Dia 10 de fevereiro Dia 12 de fevereiro Dia 14 de fevereiro
Coordenação: Grupo Alfa de A.A. Coordenação: Grupo Castelense de A.A. Coordenação: Grupo Mar Azul de A.A.
Marataízes/ES Castelo/ES Piúma/ES

Participe!

Dia 11 de fevereiro Dia 13 de fevereiro Divulgue!


Dia 09 de fevereiro Coordenação: Grupo Reunidos de A.A. Coordenação: Grupo Bom Destino de A.A.
Coordenação: Grupo Mar Azul de A.A. Cachoeiro de Itapemirim/ES Iconha/ES
Piúma/ES