Anda di halaman 1dari 5

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ

FÁBIO BORDIGNON LAHUD


SONICELLY PEGORARO

PALMAS, PARANÁ
Bioquímica Básica

• Macro e Micro Nutrientes

Nosso corpo funciona a base de energia e essa energia precisa ser


obtida através dos alimentos. Os alimentos por sua vez possuem os nutrientes
que são quem fornecem tal energia. Alimentação, portanto significa ingerir
alimentos que contém nutrientes que fornecem energia para o funcionamento
do corpo. Contudo, nosso organismo precisa não somente de energia para o
seu funcionamento, mas precisa também de outros nutrientes que fazem parte
do chamado metabolismo do corpo humano. O metabolismo é o mecanismo
através do qual o corpo se mantém em funcionamento estável o que requer
mais de um tipo de nutriente, pois o corpo também precisa crescer (na infância
e na adolescência), se auto-reparar ou regenera, defender-se de agressões
externas através dos mecanismos de defesa imunológicos, e estar
constantemente se adaptando às diferentes variações que podem ocorrer no
ambiente, como é o caso de manter sua temperatura sem grandes variações.
Para tanto o corpo necessita dos nutrientes que podem ser classificados em
dois principais grupos: macronutrientes que são necessários em grandes
quantidades no organismo e os necessários em pequenas quantidades por
micronutrientes. A obtenção de todos os nutrientes que o organismo necessita
depende da quantidade e da diversidade dos alimentos ingeridos.

É importante ressaltar, que a dieta deve ser bem formulada, pois o


consumo em excesso destes macronutrientes estão relacionados às doenças
como: obesidade, hiper-tensão e diabetes.

A pirâmide alimentar
representa um guia
flexível e pessoal.
Trazem informações
gerais sobre como
escolher alimentos
saudáveis e um resumo
dos alimentos que
devem ser ingeridos
todos os dias.

“Macro” significa
grande, por isso os
macros nutrientes são os nutrientes mais necessários são representados
fundamentalmente pelos carboidratos, proteínas e pelas gorduras (colesterol,
insaturada, saturada, trans). Apesar da popularidade de algumas dietas, que
requerem que se reduza drasticamente a ingestão destes macros nutrientes,
todos eles são de extrema importância para a sua saúde e devem ser incluídos
na alimentação diária. Os Carboidratos estão presentes em alimentos como os
açúcares (da cana de açúcar, da beterraba e das frutas), no amido dos cereais
e grãos (trigo, milho, aveia, arroz, feijão, lentilhas) e no amido das hortaliças
(batata, cenoura, nabo) e fibras. Com os dois primeiros a serem fundamentais
para o fornecimento de energia que possibilita o funcionamento do corpo. Os
carboidratos em excesso são convertidos em gordura, gordura esta que forma
as membranas que envolvem todas as células do corpo, desde o normal
funcionamento do cérebro, sistema, nervoso ou hormonal. Tal como as
proteínas, a gordura extra pode ser utilizada pelo corpo para produzir energia,
ou, em casos de sedentarismo, para armazenamento de gorduras. Os
principais alimentos que contém Proteínas são o leite e seus derivados (como
os queijos e o iogurte), os ovos e as carnes. E as Gorduras estão presentes em
alimentos como os óleos comestíveis (óleo de soja, de sementes de girassol,
de milho, azeite), nas gorduras das carnes (que pode estar de forma visível ou
invisível) e na gordura da manteiga e da margarina. As proteínas são
necessárias para a construção dos tecidos do corpo incluindo dos músculos,
órgãos, pele e também as partes do sistema imunitário. O corpo pode usar as
proteínas em excesso para converter em energia ou em gordura.
“Micro” significa pequeno, e é por isso que os micronutrientes são todos
aqueles que são necessários em quantidades menores e sua distribuição é um
pouco mais complexas. Estes incluem várias vitaminas, divididas em solúveis
em água (hidrossolúveis) ou solúveis em gordura (lipossolúveis), dependendo
do meio no qual se dissolvem, e também minerais que devem ser incluídos
numa alimentação saudável. As vitaminas solúveis em água incluem vitamina
C que é indispensável para o metabolismo de absorção do ferro e da formação
de hemoglobina (glóbulos vermelhos do sangue). Tem ação desintoxicante.
Previnem infecções, gripes e resfriados e o complexo de vitaminas B solúveis
em água, como vitamina B1, vitamina B2, vitamina B6, vitamina B12 ou folatos
que ajudam a manter a saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca,
assim como a tonicidade muscular do aparelho gastrintestinal, com todas elas
a possuírem uma variedade de funções essenciais para a saúde. As vitaminas
solúveis em gordura incluem a vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K.
As vitaminas A e E são absorvidas unicamente através dos alimentos
ingeridos, enquanto que as vitaminas D e K podem ser sintetizadas pelo
próprio organismo. Apesar de ser extremamente difícil obter quantidades
massivas destas vitaminas através dos alimentos, o corpo pode apresentar
níveis de toxicidade e graves problemas de saúde caso se ingiram de uma
forma descontrolada suplementos vitamínicos em excesso. Os minerais
incluem Cálcio, Fósforo, Ferro, Magnésio, Potássio, Sódio ou Zinco, entre
outros. Estão distribuídos em diversos alimentos, mas principalmente nas frutas
e nas hortaliças. Os minerais são importantes para a saúde dos dentes, dos
ossos, músculos, equilíbrio hídrico do corpo e um conjunto de outras funções
para o bom funcionamento do organismo. Embora uma alimentação saudável e
rica em fruta, legumes, frutos secos, vegetais, leguminosas, carne, peixe e
produtos lácteos seja uma excelente forma de garantir a ingestão de todos os
micronutrientes que precisa, existem algumas pessoas que podem necessitar
da ajuda de suplementos dietéticos, como mulheres em risco de osteoporose
ou pessoas com doenças de visão relacionadas com a idade.
Além dos Macro e dos Micronutrientes nosso corpo para sobreviver e se
manter saudável necessita também de Oxigênio, água e de luz solar. O
aproveitamento dos nutrientes dos alimentos se dá em nosso corpo ao nível
das células e é o nosso sangue que leva até as células os nutrientes, o
oxigênio e a água. Todo este mecanismo para a sobrevivência e para a
manutenção da estabilidade do funcionamento do nosso organismo é
conhecido como Homeostase ( que significa o equilíbrio das células do
organismo). Logo, alimentar-se significa ingerir alimentos que contém
nutrientes que participam da manutenção da vida.

Referências:
 Bioquímica Ilustrada – Pamela C. Champe
Richard A. Harvey (Capítulo 27, p. 311)

 Bioquímica- José Laguna (Capítulo 16, p. 509)

 Bioquímica (Vol. 2)- Lehninger (Capítulo 14, p. 265)

 Bioquímica- Lubert Stryer (Capítulo 17, p. 420)

 http://www.gastronet.com.br/nutricio.htm

http://cyberdiet.terra.com.br/os-macronutrientes-quem-
sao-eles-2-1-1-221.html

 http://www.alimentacaosaudavel.org/Nutrientes.html

 http://www.vivabem.pt/nm_quemsomos.php?id=123

 http://www.saudeviver.com.br/saudeviver/artigos.php

 http://safeunesp.tripod.com/macro.html