Anda di halaman 1dari 2

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA

DISCIPLINA: ACIONAMENTOS ELÉTRICOS


PROFESSORA: Danielle Bandeira de Mello Delgado
ALUNO: TURMA:

PRÁTICA 04 – COMANDO AUTOMÁTICO PARA ACIONAMENTO DE MOTOR DE POLOS

COMUTÁVEIS PARA DUAS VELOCIDADES (LIGAÇÃO DAHLANDER)

1. PARTE TEÓRICA

1.1. Objetivo

Realizar a montagem de circuitos de comando eletromagnético e de força, utilizados para acionamento do motor
dahlander de polos comutáveis, para duas velocidades.

1.2. Teoria:

O motor trifásico de pólos comutáveis, denominado de motor “Dahlander”, é um motor de indução que tem a
característica construtiva de possibilitar a alteração da sua velocidade através da variação no número de pólos. O
enrolamento do estator é construído de tal forma que por simples mudança nas ligações das bobinas, o número de
polos é modificado.

O motor Dahlander possui normalmente o rotor do tipo gaiola, tendo em vista que o enrolamento com as barras
curto circuitadas sempre reage produzindo um campo de rotor tendo um mesmo número de pólos que o campo do
estator. Ao contrário, se o rotor fosse do tipo enrolado, seriam introduzidas complicações adicionais para a
comutação de pólos, tendo em vista que o enrolamento do rotor também precisaria ter suas ligações modificadas, o
que na prática não é tão fácil.

Na realização desta prática, no primeiro instante as bobinas do motor são ligadas de maneira a produzir um campo
de 4 (quatro) pólos ou 8 (oito) pólos, dependendo da bancada didática, correspondendo a operação do motor na
baixa velocidade.

No segundo momento o circuito controlador efetua simultaneamente a inversão no sentido de ligação das bobinas e
a mudança nas ligações dos dois grupos de bobinas, passando de ligação delta série para estrela paralela,
conforme diagrama de ligações apresentado na bancada. Como resultado desta alteração obtém-se um campo de 2
(dois) pólos ou 4 (quatro) pólos, correspondendo a operação do motor em alta velocidade.

Observe na bancada que os motores Dahlander, em termos de potência, apresenta dois valores distintos. Para
cada uma destas potências deve-se prever no circuito eletromagnético, relés de sobrecarga independentes e
compatíveis com os respectivos valores de corrente, de maneira que cada um possa ter o ajuste adequado para
cada situação.

2. PARTE PRÁTICA

2.1. PROJETO

2.1.1. Com os dados de placa do motor (solicitar informação do técnico em laboratório ou do professor)
dimensione os dispositivos de proteção, os contatores, as botoeiras e os relés térmicos.

2.1.2. Analise se a especificação dos dispositivos apresentados na bancada didática escolhida atendem aos
critérios de dimensionamento.

2.2. SIMULAÇÃO

2.3. Utilizando o CADE-SIMU, desenhe o Circuito de Força e o de comando de um motor (conforme especificação
da bancada e dispositivos de proteção dimensionados) para acionamento, controle e alimentação do motor
Dahlander. Utilize dispositivo de sinalização para indicar as respectivas velocidades.

Prof. Danielle Delgado Página 1


2.4. ATIVIDADES REALIZADAS

2.4.1.Execute o circuito simulado na bancada didática e relate como as etapas foram realizadas.

2.4.1.1. Diagrama de Comando:

Monte o circuito de comando de acordo com a simulação;

Separe e confira todos os componentes a serem utilizados nesta montagem, inclusive fios e cabinhos em
quantidade adequada e os componentes a serem empregados no circuito de força;

Teste os componentes;

Inicie a montagem no painel tendo o cuidado de só interligar a alimentação do circuito de comando, após
concluída a montagem e conferidas as ligações.

ATENTE PARA O INTERTRAVAMENTO MECÂNICO DAS BOTOEIRAS.

2.4.1.2. Diagrama de Força:

Monte o circuito de força de acordo com o circuito simulado;

Inicie a montagem do circuito de força fazendo as interligações no sentido fonte-carga;

Concluída a montagem e conferidas as ligações da força, volte a alimentar e acionar somente o circuito de
comando, de maneira a checar se o comando ainda esta funcionando normalmente.

Relacione em uma tabela todo o material e equipamento empregado.

Observe o funcionamento do mesmo.

3. RESULTADOS E ANÁLISES

3.1. Analise os Resultados, comparando com a simulação e colocando no relatório as observações de maior
importância para esse tipo de acionamento, tais como:
• Cálculo das velocidades do motor utilizado.
• Justificativa para a utilização de mais de um relé bimetálico;
• Possíveis soluções para os principais problemas encontrados na prática.

Prof. Danielle Delgado Página 2