Anda di halaman 1dari 4

UNIOESTE 2011 10.

Sobre as formas de reprodução presentes nos diferentes organismos, analise as


afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. As bactérias e a maioria dos protozoários de vida livre apresentam reprodução assexuada por
divisão binária.
II. Nos “fungos verdadeiros” (Zigomicetos, Ascomicetos e Basidiomicetos), durante o processo de
reprodução sexuada ocorre fusão de núcleos celulares haplóides com formação de zigotos
diplóides.
III. Algumas Angiospermas são capazes de reproduzir-se assexuadamente, em um processo
denominado de propagação vegetativa.
IV. As planárias reproduzem-se exclusivamente assexuadamente por fragmentação do corpo.
V. Os Moluscos possuem reprodução sexuada com desenvolvimento direto ou indireto,
dependendo da espécie.

A. Apenas as afirmativas I, II, III e V estão corretas.


B. Apenas as afirmativas II, III, IV e V estão corretas.
C. Apenas as afirmativas I, IV e V estão corretas.
D. Apenas as afirmativas II, III e V estão corretas.
E. Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
UFPI 2010 15. Sobre o ciclo de vida dos animais, assinale V, para verdadeiro, ou F, para falso.
1 ( ) No ciclo de vida haplobionte diplonte, um novo ser surge pela fusão de duas células
haplóides, com formação de gametas diplóides.
2 ( ) A meiose gamética ocorre principalmente em células somáticas, com a participação de duas
células haplóides originando uma célula haplóide.
3 ( ) No ciclo haplobionte haplonte, os indivíduos haplóides formam gametas por divisão mitótica
de algumas de suas células; a união desses dois gametas origina um zigoto diplóide que se divide
por meiose e origina células haplóides.
4 ( ) No ciclo diplobionte, ocorre alternância de gerações de indivíduos haplóides e de indivíduos
diplóides.

UFEPEL 2009 22_


O que surgiu antes: o ovo ou a galinha? Este é um problema retórico que parece insolúvel apenas se
desconsiderarmos a evolução dos organismos como descritos por Charles Darwin há quase 150 anos.
Antes que as galinhas surgissem, outros animais já se reproduziam por meio de ovos. Assim, o ovo,
como estrutura reprodutiva, surgiu antes da galinha. Porém, continuamos tendendo a pensar que a
oviparidade seja rara, mas na verdade a viviparidade que é a exceção entre os animais.’
Ciência Hoje, vol. 42, n° 250, Julho de 2008 [adapt.].
Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar que

(a) as espécies vivíparas não formam ovos envoltos por cápsulas e os embriões desenvolvem-se dentro
da mãe. Os animais vivíparos têm placenta, exceto os cangurus e demais marsupiais cujos filhotes
completam a maior parte do desenvolvimento fora do útero.
(b) o ovo das espécies ovovivíparas pode variar muito de tamanho entre os animais, mas é uma célula
relativamente grande do organismo ao qual pertence, por causa do volume do seu núcleo.
(c) espécies ovíparas põem ovos protegidos por cápsulas e o embrião desenvolve-se no interior do ovo,
enquanto que as espécies ovovivíparas retêm os ovos até a eclosão. Os tubarões apresentam tanto
espécies ovíparas quanto ovovivíparas.
(d) a gema, considerando o ovo da galinha, é a célula-ovo (ovócito) que poderá ser fertilizada. A clara é
a principal reserva nutritiva, que servirá para o desenvolvimento do ovo até a formação do pinto.
(e) o surgimento dos ovos com casca permitiu que o ancestral dos vertebrados terrestres saísse da
água e garantiu aos anfíbios sucesso na colonização do ambiente terrestre.

7ª questão UNIRIO 2006


Os gráficos A e B referem-se às divisões celulares, precedidas de suas respectivas intérfases, que
representam a gametogênese em castas diferentes de insetos sociais da mesma espécie. Analise-os.

Sabendo-se que o gráfico A representa o padrão típico da gametogênese em animais, como explicar a
gametogênese descrita no gráfico B?

Resposta: O gráfico B representa a gametogênese de um indivíduo haplóide originado por


partenogênese.

2 FUVEST 2008 Suponha três espécies de organismos, 1, 2 e 3, que têm exatamente o mesmo
número de cromossomos.
A espécie 1 tem reprodução sexuada e na meiose ocorre permutação entre os cromossomos
homólogos.
A espécie 2 tem reprodução sexuada, porém, na meiose, não ocorre permutação entre os
cromossomos homólogos.
A espécie 3 se reproduz assexuadamente por meio de esporos.

Com base na constituição genética das células reprodutivas, explique se as afirmativas a e b estão
corretas ou não.
a) O número de tipos de células reprodutivas, produzido pelos indivíduos das espécies 1 e 2, deve ser
igual.
b) O número de tipos de células reprodutivas, produzido pelos indivíduos das espécies 2 e 3, deve ser
diferente.

Resolução
a) Não, porque a permutação aumenta a variabilidade genética durante a formação das células
reprodutoras.
b) Sim, porque durante a reproducão sexuada ocorre a segregação independente, fator que promove
aumento da diversidade genética.
8 PUC-RJ 2004 Espécies que realizam normalmente a reprodução assexuada tendem, quando sob
stress ambiental, a fazer reprodução sexuada. Indique a opção que apresenta a vantagem para essa
mudança de comportamento.
(A) Maior dispêndio energético na produção de gametas.
(B) Não-necessidade da produção de gametas.
(C) Aumento do tamanho da prole a cada evento reprodutivo.
(D) Aumento da variabilidade genética.
(E) Aumento da velocidade de reposição da população.

8- Resposta: (D) Aumento da variabilidade genética.


Sob estresse ambiental a reprodução sexuada se torna vantajosa porque possibilita o aumento
da
diversidade biológica sobre a qual dificilmente um fator de seleção conseguirá atingir todos os
organismos da mesma forma, evitando a extinção ou diminuição excessiva da população.

FUVEST 2003 Qual dos seguintes eventos ocorre no ciclo de vida de toda espécie com reprodução
sexuada?
a) Diferenciação celular durante o desenvolvimento embrionário.
b) Formação de células reprodutivas dotadas de flagelos.
c) Formação de testículos e de ovários.
d) Fusão de núcleos celulares haplóides.
e) Cópula entre macho e fêmea.
Resolução
D - No ciclo de vida das espécies que apresentam a reprodução sexuada ocorre a fusão de núcleos de
células haplóides.