Anda di halaman 1dari 58

TEMA: NÃO CONFORMIDADES APRESENTADAS EM

AQUECEDORES DE CALDO

PALESTRANTE: MARCOS DOMICIANO


Porque falar sobre Aquecedores de Caldo?
Equipamentos historicamente responsável
por acidentes com vítimas

42% são aquecedores


PRINCIPAIS NÃO CONFORMIDADES
ENCONTRADAS NA FASE DE PROJETO

Projeto dos fechamentos – tampo


superior/inferior

Materiais aplicados na construção dos


aquecedores

Dispositivo de segurança contra sobre pressão e instrumento


indicador de pressão

Elementos de fixação dos fechamentos planos


Projeto dos fechamentos – tampo
superior/inferior

Materiais aplicados na construção dos


aquecedores

Dispositivo de segurança contra sobre pressão e


instrumento indicador de pressão

Elementos de fixação dos fechamentos


planos
PROJETO DOS FECHAMENTOS
TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR

Todo projeto de aquecedores de caldo, vertical ou


horizontal, é realizado através de tampo plano, devido
a uma necessidade da operação, porém não obedecem
as geometrias previstas no código de projeto, e
também não são avaliados mecanicamente quanto ao
nível de tensões.
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Configurações típicas dos tampos
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Configurações típicas dos tampos
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Configurações típicas dos tampos
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Configurações típicas de tampos conforme
Fig. UG-34 ASME VIII – DIV. 1
PROJETO DOS FECHAMENTOS
TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Defeitos resultantes do projeto
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Defeitos resultantes do projeto
PROJETO DOS FECHAMENTOS – TAMPOS SUPERIOR / INFERIOR
Defeitos resultantes do projeto

92 mm
Projeto dos fechamentos – tampo
superior/inferior

Materiais aplicados na construção dos


aquecedores

Dispositivo de segurança contra sobre pressão e


instrumento indicador de pressão

Elementos de fixação dos fechamentos


planos
MATERIAIS COMUMENTE EMPREGADOS

TAMPOS / CORPO / ESPELHO


SA-36 / SA-283 Gr. C

FLANGES / CONEXÕES
SAE-1020 / Comercial

CONJUNTO FIXAÇÃO
SAE-1020 / 1045 / Comercial
MATERIAIS COMUMENTE EMPREGADOS
MATERIAIS COMUMENTE EMPREGADOS

FLANGE COM
MARCAS DE
MAÇARICO / SEM
ESPECIFICAÇÃO
MATERIAIS COMUMENTE EMPREGADOS
QUAIS SÃO OS PROBLEMAS EM UTILIZAR MATERIAIS

NÃO LISTADOS NO CÓDIGO DE PROJETO DO VASO DE

PRESSÃO?
EXEMPLOS DE MATERIAIS ACEITOS PELO CÓDIGO
ASME SEÇÃO VIII DIVISÃO 1 - TABELA UCS-23

FLANGES
CONEXÕES

SA-105

SA-234

-
EXEMPLOS DE MATERIAIS ACEITOS PELO CÓDIGO
ASME SEÇÃO VIII DIVISÃO 1 - TABELA UCS-23

PARAFUSOS PORCAS

SA-193 SA-194

SA-325 SA-563

- -

- -
EXEMPLOS DE MATERIAIS ACEITOS PELO CÓDIGO
ASME SEÇÃO VIII DIVISÃO 1 - TABELA UCS-23

* Conforme parágrafo UCS-6 do


CHAPAS Código ASME SEÇÃO VIII DIVISÃO 1, a
utilização desses materiais está
*SA-36
condicionado a algumas restrições,
*SA-283 sendo uma delas a espessura de 5/8”,
com exceção de flanges, tampos
SA-285
planos de fechamento aparafusado e
SA-516 anéis de reforço.
Projeto dos fechamentos – tampo
superior/inferior

Materiais aplicados na construção dos


aquecedores

Dispositivo de segurança contra sobre pressão e


instrumento indicador de pressão

Elementos de fixação dos fechamentos


planos
DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO

O AQUECEDOR É UM EQUIPAMENTO NO QUAL O VAPOR

TRANSFERE CALOR PARA O CALDO, ESTANDO AMBOS FLUÍDOS

SEPARADOS FISICAMENTE POR TUBOS E ESPELHOS, OU SEJA,

SÃO DOIS VASOS DE PRESSÃO, LOGO, REQUEREM

DISPOSITIVOS E INSTRUMENTOS INDIVIDUAIS PARA CADA

REGIÃO.
DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO

O QUE NORMALMENTE É ENCONTRADO?

- Válvula de segurança somente na calandra – lado vapor;

- Indicador de pressão também somente na calandra;


DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO
DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO

Dispositivo de
segurança instalado
somente na região do
vapor (calandra).
DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO
DISPOSTIVO DE SEGURANÇA CONTRA SOBRE PRESSÃO E
INSTRUMENTO INDICADOR DE PRESSÃO

Manômetro instalado
somente na região do
vapor (calandra).

No corpo instalado um
termômetro.
Projeto dos fechamentos – tampo
superior/inferior

Materiais aplicados na construção dos


aquecedores

Dispositivo de segurança contra sobre pressão e


instrumento indicador de pressão

Elementos de fixação dos fechamentos


planos
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS

FECHAMENTO DOS
AQUECEDORES SÃO
REALIZADOS
ATRAVÉS DE
TAMPOS PLANOS
ARTICULADOS,
FIXADOS POR
PARAFUSOS TIPO
OLHAL.
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Principais construções utilizadas

Corpo em barra laminada roscada e soldado ao olhal


também em aço laminado
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Principais construções utilizadas

Corpo e olhal fabricados em aço forjado -


peça única
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS

Quais problemas em utilizar parafuso soldado?

 Menor resistência mecânica - < 5 x;

 Procedimento de soldagem adotado introduz


concentradores de tensões;

 Não conformidade perante o código de projeto


adotado
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Sequência ensaio de tração
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Sequência ensaio de tração

BARRA ROSCADA OLHAL CONJUNTO


ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS

Quais problemas associados a utilização de um


parafuso soldado?

 Mal dimensionado;

 Improvisação;

 Falta de manutenção;
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS

Problemas construtivos;
Problemas de soldagem;
Problemas de materiais – resistência;
Problemas de manutenção;
Improvisação;

Problemas operacionais – sequência de aperto e


controle de torque
ELEMENTOS DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Ferramentas utilizadas no aperto

CONSEQUÊNCIAS
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Procedimentos de aperto

MÉTODO DE APERTO OBSERVAÇÃO


Montagem manual com chave
de boca ou de impacto, sem É o método mais impreciso.
controle do alongamento.
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Procedimentos de aperto
MÉTODO DE APERTO OBSERVAÇÃO
Método mais preciso, com
Máquina de torque ou baixa margem de erro entre a
torquímetro sem controle do força a aplicada e a requerida
alongamento. por cálculo, devido ao atrito
entre as superfícies roscadas.
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Procedimentos de aperto

MÉTODO DE APERTO OBSERVAÇÃO


Máquina hidráulica tensionadora
com o controle do alongamento É o método mais preciso.
do parafuso estojo.
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS

Sequência de aperto e percentual de torque em cada passe –


ASME PCC-1

1º passe – 20% a 30% do torque


calculado
1,13,7,19 – 4,16,10,22 – 2,14,8,20 –
5,17,11,23 – 3,15,19,21 –
6,18,12,24

2º passe – 50% a 70% do torque


Mesmo padrão

3º passe – 100% do torque


Mesmo padrão
ELEMENTO DE FIXAÇÃO DOS FECHAMENTOS PLANOS
Vantagens em estabelecer torque controlado - depoimento
“Com a aplicação das ferramentas de torque controlado,
percebemos um ganho considerável em questões de segurança de
equipamentos e pessoas. Desta forma a utilização de ferramentas
de impacto (marretas), que historicamente tem alto índice de
acidentes e incidentes, está sendo minimizada.”
“Houve uma redução de retrabalho pois o torque controlado é
calculado em cima das diversas variáveis que estão embutidas
entre as partes a serem torqueadas, e como os equipamentos são
regulados por este calculo, a certeza do aperto aumenta
consideravelmente.”

“Houve grande redução do reaperto a quente, diminuindo custos


de manutenção e aumentando a segurança a pessoas e meio
ambiente por reduzir os vazamentos.”