Anda di halaman 1dari 3

Workshop Altair Hoppe

DICAS SOBRE MONITOR

 Monitor 24 ou 27 polegadas, na faixa de 980 reais. Monitor IPs. Dell ou Illaci.


 Não usa Mac porque ele tem brilho. E a tela da Dell é fosca.

MESA

 Equipamento imprescindível

CALIBRAÇÃO

 Fazer a calibração do monitor pela saída.


 Pode ser feito pelo colorímetro também.
 O ideal é que o fornecedor venha em casa e faça a calibração do monitor.

AMBIENTE PARA TRATAMENTO DE IMAGEM

 Proteger com papelão o monitor.


 No tratamento é ideal cores neutras: preto, cinza.
 A cor da parede do estúdio também deve ser neutra.

PHOTOSHOP

 A primeira coisa a buscar saber é ensinar a impressosra (sRGB, Adobe RGB ou CMYK) e
depois ensinar o papel (UNCOATED FOGRA 29 – Couchet Fosco / COATED FOGRA 39 –
Couchet Brilho).
o Primeiro passo: saber o papel que vai ser impresso, qual o espectro de cor do
papel e qual o espaço de cor da câmera. Todos os fotógrafos fazem fotos em
Adobe RGB 1998 (que não tem todo espectros de cores do olho humano, mas
é o que nós temos de melhor).
 Minilabs usam o SRGB para imprimir e não usa Adobe RGB. Pois o
Adobe é uma gama tão grande que os feixes de luz não conseguem
reproduzir toda essa gama. O minilab vai cortar algumas cores.
 Então em quais cores eu posso perder a cor? Geralmente em
verde e amarelo. Se a imagem tiver mais tons de vermelhos e
azuis.
 O minilab tem a limitação que só imprime aquela quantidade
de cores.
 Editar>Atribuir Perfil> eSrgb
 Se trabalhamos em gráficas, então devemos exportar em CMYK. Perde
muito mais nesse caso. Se a imagem tiver em RGB se converte para
CMYK. O preto chapa.
 Se for imprimir na gráfica, o importante é visualizar a imagem
em CMYK.
 A PLOTER é o único equipamento que trabalha com Adobe RGB.
 Para configurar todos ao mesmo tempo: Editar>Configurações de
cores> Tira de Preservar Perfis incorporados para Converter
o O que temos que fazer não é alterar a característica de impressão. O
importante é ter uma visualização do que vai acontecer para fazermos o
tratamento considerando isso.
 No fotolivro o papel que usa é Couchet e o processo de impressão é tinta. A gota de
tinta cai no papel e espalha. Como a tinta acaba espalhando, então acaba chapando
aquela impressão. É muito comum que na impressão em feiras de fotolivro as cores
são chapadas. Há um movimento de muita gente tentando fazer fotolivro, mas do
ponto de vista de qualidade gráfica de impressão é menor. Os fotolivros distorcem as
cores. O fotolivro será impresso em CMYK. O encadernado tem melhor qualidade e
impresso em minilab (Álbum Brasil).
 Para fotografar em papel couchet: ensina o papel ao photoshop> Visualizar>
Configuração de prova>Personalizada>UNCOATED FOGRA 29 (Couchet Fosco.).
Couchet Brilho (COATED FOGRA 39).
 SANTA MARTA tem até manual de fechamento de arquivo.

TRATAMENTO DE PELE

 O tratamento de pele pode ser feito com poucos recursos (menos camadas).
o Surface Blur (número 1): Filtro>desfoque>desfoque de superfície.
 Raio é a quantidade de pixels que ele vai atuar.
 O theasrholde/limiar controla em quais áreas serão modificadas.
Conforme vamos aumentando o limiar ele vai passando das áreas mais
claras, para cinzas até as áreas mais escuras. Se usar uma
configuração baixa ele causa um desfoque na pele e mexe pouco nas
áreas de preto. Se usar mais forte, ele atinge a parte mais escuras. Se
aumenta o limiar até que desapareçam as imperfeições.
 Depois cria uma máscara.
 Depois para criar textura na imagem, vai em
filtro>outros>altafrequencia (até aparecer a imagem). Depois usa
sobrepor ou softlight (luz indireta).
 Toda imagem digital vem com pouca nitidez, porque o processo de captura deixa a
imagem levemente embaçada. O último passo de qualquer tratamento digital é fazer
um leve toque de nitidez na imagem.
 Toda característica que temos em luz natural são os tons verdes ou amarelo, por isso
que no processo fotográfico o que mais prevalece é o verde. No tratamento de
imagem, se for acentuar alguma cor, nunca adicione mais vermelho (agressividade) ou
mais azul (falta de naturalidade). Sempre errar pelo amarelo.

 De acordo com a posição da luz você ressalta ou diminuir a luz. Mais frontal tem uma
textura, de cima para baixo outra. Marcas de expresso podem aparecer em função da
posição da luz. De baixo para cima tem textura.
 Canal LAB rabalha com 4 cores: B (azul e amarelo), A (magenta e ciano). No labe da
para trabalhar a cor separada das luzes (o que não rola no RGB).

MESCLAGEM

 Cada grupo tem um modo de mesclagem:


o O primeiro grupo é escurecer (5 opções). O mais forte é Multiply que pega os
pontos mais fortes da imagem.
o O segundo grupo serve para clarear. Se tem uma imagem subposta, dá CTRL +
J, e clareia.
o O terceiro grupo ajuda a ignorar o cinza. Torna o cinza invisível, só mostra o
preto e o brilho das gotas. Linear Light (luz linear).

SELEÇÃO

 Técnica de proteger seleção (salvar seleção). Ou então Escala sensível ao conteúdo.


Para mais de uma seleção utiliza shift.
 Para deletar seleciona, delete, sensível ao conteúdo.

ALINHAMENTO AUTOMÁTICO DE CAMADAS

 Para alinhar duas imagens diferentes. Por exemplo, alianças fora de foco.
 Editar> alinhar camadas automaticamente.

LEANDRO NUNES

 Fez uma pesquisa entre os itens mais caros do casamento (os 10). O último foi a
fotografia.

DICAS DE CONSULTA

 Fotografias de formatura: Estúdio A4 andréia Mayer


 ESTRUTURAR O TRATAMENTO. Depois que faz o tratamento de pele e tons, por
último fica o setup de cor e nitidez.
 Fresnel: luz utilizada em cinema.
 Máscara (maquiagem, profundidade, luz volume), camadas de
ajuste/preenchimento (e modos de mesclagem. Três segredos do Photoshop.
 Fotografia de Cinema: áreas claras amareladas e áreas escuras azuladas.