Anda di halaman 1dari 4

BIBLIOGRÁFICAs

REFERÊNCIAS b .A ilha flutuante

Shawcross (ed.). Londres, Oxford


(1817). J.
Literaria
Biographia
S T. 2 vols. publicados (Relato de um Certo Oriente,
CORIDGE, press, 1958, Pensamento.
Rio de Janeiro, Civilização Brasileira apenas dois romances
University ao
Desafio conl 2000), Milton Hatoum é um dos grandes ficcionistas do
L

Mítncsis. pois Irmãos,
LIMA,
COSTA Companhia das Letras, 1991 e
São Paulo, 1991, milênio.
Oriente.
do
Relato de
Certo
11/11 geschichtsphilosophischer Versuch
über die final repetindo aqui a análise mais minuciosa feita sobre sua obra de estréia,
M Ein
Luchterhand, Darmstadt, 1965 Não que as diferenças internas na constituiçãodos dois romances suge-
HATOUM,
Hermann
LUKÁCS, Epik(1920).
trad. de J.
M. Mariani de Macedo, São enasnotemos caminhos se armam. Se a fecundação da memória é um traço
Formender Romance, ap outros
do que
brasileira, A rem com o resgate da imigração árabe para uma Manaus que, nos dois
2000). ampl.). D. P. Frisby e K. C. Kóhnke (eds.) aos dois,
Editora 34, (1907,ed. estende do começo do século aos anos imediatamenteposteriores ao
des Geldes romances,se
G.Philosophie maneira de realizá-los é sensivelmentedistinta.Ao passo que, no
de 1964, a
SIMMEL, 1989.
Suhrkamp,
Frankfurt a.
M., Versuch (1916). Munique, & golpe
kunstphilosophischer narrativa se emaranha porque a narradora depende da combinação de
Rembrandt.Ein Relato,a
que a ajudem na recuperação do tempo passado, em Dois Innãos o
Seitz, 1985. vozesmúltiplas
pertence a um estrato subterrâneo e enterrado: é filho de uma índia
narrador,uno,
estuprada por descendente de imigrantes libaneses. Ao passo que a
domesticadae
apenas saíra de uma clínica para doentes mentais, em Dois
narradorado Relato
o narrador senão sua posição de fora da família, as voltas
Irmãosnada caracteriza
da "cidade flutuante". Pois o Amazonas e, dentro dele,
da vida e a instabilidade
uma ficção: Hatoum consegue o que se confi-
Manaus,não é simples cenário para
guraem escritores do Sul norte-americano —desde logo, em Faulkner —e do
cha-

madoTerceiro Mundo: a narrativa deste espaço sociocultural, sem ser causalmente


determinada,não se confunde com a recente narrativa européia e norte-americana.
O ROMANCE DE MILTON H ATOUM

livre não dependesse tambémda misériaque multiplica


quc seria
em poucas frases: Estamos scosoalidadc E assim como o cheiro de detritos,de excrementos,de lama e
ambiência ostíbtllos.
da aos cheiros finos de essênciaspreciosas,assim tam-
singularidade f se mistura
estagnada
concentro
a
raízes, J em que o tempo não forma história se contorce em passos de dança está próximodos gestos
Atnbiência corpo que erraria o leitor que
Cidade mudança desconhece estabilidade o Em suma, visse na ambiência dos dois
de pois a bérll
p
ela miséria.
densidade, idos o mero lugar onde uma estóriahumanase desenrola.
não
contém
que a domesticam para
difig de Hatourn
a história do conteúdo e tudo é forma. Daí a excepcionalidade
ou pelas religiosas que
romances
continente é aqui parte
indígena O ele aponta para a configuraçãode outro objeto. Dois
da
comunidade de que trato:
Palancada Manaus.
67), que será
estuprada pelo mais ornance romance caribenho de García Márqueze Relato
famílias
de
M : 2000, louco do r ais próximo do
sirva às (Hatoum, está
família" IrlllãOS Faulkner do que, em qualquer grau, de Oswaldde Andrade ou da
feitiçoda o agrupamento que, certo
emigrantes significa São narrativas que tematizama marginalidadeda terra
dos
gêrneos. família de e o agente de Macunaúna.
horizonte,a alguma continuidade estrutural ódia rras a que se estendeu, sem propriamentea internalizar,a
Neste aindaadmite a família e seu contorno, contém, te
econômicas, extermínio. Entre não há queas pós-iluminista. Terras formadaspor estratos humanos,
posses
involuntário,
de peixeiros, vendedores de
da sociedade
por miseráveis, estrutura por algumas décadas,se sobrepõemuns
embora é circundada semidestruídos e anônimos, sobre os quais,
família barcos encalhados; soterrados,
gradações:a moradores de estabilizados.Mas que, talvez mesmo
biroscas, entre os familiares agrupamentos, provisoriamente
donosde entanto, as relações e os oucos ou fugitivos de todo o mundo.Eles vêm para se
pela derrota. No Quando um membro atraem deslocados
tragados amigáveis. porisso,
nativos são extremamente
Dorner, o alemão do Relato, a "estes mulambosescondidosdo
juntar,como
Ias'cidos-parausaparecer suicídio, toda a comunidade se mobilizaem
desaparece por fuga ou testemunhas de uma agonia surda que não ameaçanada, nem nin-
da família durante a última guerra mundial, encontrara mundo,
atuais peixeiros, é só espera" (Hatoum, M.: 1991, 134).
a miséria que
Um dos
suabusca. avião caíra na floresta. Ganhara uma meda_ guém•.
piloto americanocujo Irmãos, acentua-se menos a presençade uma família de
No caso de Dois
e salvara um continuar mateiro; terminará
que o impedirá de
no jornal e um aleijão que seu processo de enraizamentoe posteriordesagregação.
árabescristãos do
lha,foto perto. Mas tampouco0
de que sempre estivera
próximoda morte
coveiro,mais de porta em porta, que se embriaga para vencer a timidez e
está livre da
instabilidade. Uma das casas vizinhas daque- ÉHalim,o vendedor
agrupamentofamiliar decorados a filha do comercianteestabelecido,Zana, a
a narrativa, que vive
dos fastos restantes do antigo ciclo conquistarpelos gazais
Iaemque se concentra apaixonado; Zana, a esposa a ser perdida com a
da narrativa, é
escorraçada pela leva de novos-ricos. Na ilha mulherde que sempre estará
da borracha, no fim
especificamente, de um dos gêmeos.
o tempotem enorme
flutuante,
pressa de colher e jogar fora. O ser humano, vindados filhos. Mais
fruta que se chupa e joga
fora. ParaHalim e Zana, a vida seria uma lenta e gostosa lascívia, se, por exigên-
Já comoem Relato,o enredo supõe
uma família de árabes imigrantes, que ciadela, os filhos não tivessem de vir. A casa será formada pela índia domesti-
restabeleceem Manausa riqueza trazida de Túnis ou do Líbano, se não a am- cada,aceita como se fosse da família (a ficção naturalizada por nosso romance,
plia.Masnão se trata só de riqueza material. Amplia-se a gama dos odorese desdeo século passado, como parte de nossa cara ideologia do congraçamento),
dossabores:ao cheirodas tâmaras, das essências, do carneiro assado comuni- porZana,a árabe-manauense, e Halim, que cuida da loja, mais interessadoem
cam-seos odorese os pratos amazônicos. Em comum, eles explodem numa umaboa conversa do que em fazer dinheiro.Dos três filhos, há os gêmeos e
O ROMANCE DE MILTON H ATOU M

lhe fora sempre ficl era a mãe Zana. Aparentementederrotada,


Ornar, o "Caçula", são para sc vingar. Quando "os corpos cambalearamdc
YakUbe antípodas cra o momento
onnens, CSP a clcita do filho para lhe ajudar "a limpar a mesa". O que
os h cla convida
Entre
ouvido dc Zana, nunca ninguém soube. Apenas o seu
R{10ia,
dançarina, teria
mulher humilhada". A "traída" sc vingara e as tias da
pálio, ,ora o "dc uma
império do desejo
que não aceita cra ag
do rosto íssima mas misérrima, habitante de "uma promessa de cortiço" (idem,
sensual
estróina,
a wal, das mãos do futuro narrador, "o dinheiro enviado por Zana" (idem,
0 da família. recebem,
a destruição 105) condição para que sumisse da vida do filho.
tomar-se- irmá0, apressará mas opostos que se complementam provável
ibidem),
YakUb do opostos "n oivo cativo" tem a força pregnante de um mito. Seu destino faz
vingar-se apenas de uma sociedade insegura figura do
de náá0são a conduta destroçado. Um mito que concentra as coordenadas do mundo
Os
gêrneos explicitam Dionis o
lembrar
nesta
condição,
instrumentalidade da razão Sua figura condensa os traços que apenas esboço: agente da bruta-
que, raízes.
importa
- Yakub é a sem a índia serviçal; tem a mãe para si e torna desamparado o eros
res que mortos da terra
sem raízes. Yakub, lidade,estupra
dos mínimo controle, seu afeto explosivo o joga desde a bailarina
cemitério da família o estrito espaço para é incapaz do
0 alegre da antiga casa paterno; pela outra amante com que foge, até à adoração do frustra-
vigia
que cque
assegurará
se torne o
narrador do que, sem
ele, s prateada,passando
prisão e condenação pelos militares, no golpe de
francês que o levará à
brutalizada, equer
a
Domingas, dopoeta
o filhode ramais. Desde que não se impede da covardia de ofender o pai morto.
lembrado. escreveu
foram apenas nascemos 1964;instintivo,
seria agora se ao incluir a figura de seu antípoda,o rapaz sério, que escapa
até Halim tem um concorrente invencível O mito se amplia
Tudoque existe Omar,
desde que
e protegido pela mãe, em situações para se tornar um calculista de êxito: Yakubvolta a Manaus para
gêrneos,
melhor
filho mimado deManaus
do que 0 de hotel planejado por um mais novo imigrante, que termina
O
é mais sabedoria de
amante desprezado, o pai, Halim,
sabe elaboraro projeto
Em sua a mãe estragara com tanto da casa dos pais. Halim morre de frustração,desamparo e velhi-
um covarde,
a quem mimo porse apossar
afluaceiroé romance. O caçula é "0 noivo Yakub simplesmente morre, Rânia, a irmã, sobrevive estéril,
o filho ce, a mãe, louca,
que
não faz justiça ao
ainda sido os irmãos, na nova Manaus,o Caçula é estraçalhado
Masdizê-lo pela ajuda
que,
dela, pode tudo, exceto ter uma mulher comoestéreis haviam
177).Aquele narrador, o agregado da família, cumpre seu recado: o
mãe(idem, notável o duelo
que a mãe trava com Dália, a "Mulher pelasbalas da polícia. O
particularmente
parasi. É
miseráveis dançarinas que Omar traz para casa. Anoite romanceque se lê. Não se entenda que escreve o documentoda memória! O
umadas
prateada", recordará 0 filho da cozinheira, depoisnarrador mitodo "noivo cativo" é a viga que constrói o que os filhos-de-família haviam
suavitória.como
parecemarcar destruído,como parte de uma estrutura de que faziam parte, de que eram agen-
do romance:
tes,sem que a conhecessem: o capitalismoperiférico,cumpridoem uma área
por um bom momento, o corpo prateado
olhares, e assim dançou dentrodele marginal.
Só ela atraía os
das palmas e do alaúde, e nós aturdidoscomos
enlouquecido peloritmo dos tambores, Aquinão se escreve sobre um romanceque diminuirianossa carência de
—,nós invejamos o Caçula,o
corpo que nos desviou da noite
girossensuaisdaquele
trair a mulher que nunca o haviatraído
ficçãode qualidade.Dois Irmãos pertencea outros parâmetros.O mito que
cometia o erro de
gêmeodisputado.- Mas Omar criae fecunda configura um romance que supõe uma matéria social bem diver-
(idem, 102).
O ROMANCE DE MILTON HATOUM
323

mundo. A casa que se destrói


primeiro contade
do
de
qualidade
sem amarras internas, onde repontam
absolutamente matéria enquanto poucas
Mas essa é a sua sociológi
sociedade
uma solda da forma alcançada. F
Irmãos é a REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Dois Orrna
notável em enquanto se
matemorfoseia em romance.
O
realmente mítico
O núcleo tanto pela razão calculadora
dfaezum assediado
flutuante,
um mundo
romancede Certo Oriente. São Paulo, Companhia das Letras, 1991.
desenfreados. M. Relato de um
HATOUM,
por afetos
Dois Irmãos. São Paulo, Companhia das Letras, 2000.

Minat Terkait