Anda di halaman 1dari 15

APRENDA A ADMINISTRAR O PRÓPRIO DINHEIRO

COLOQUE EM PRÁTICA O PLANEJAMENTO FINANCEIRO


PESSOAL E VIVA COM MAIS LIBERDADE

www.saraivauni.com.br
Almir Ferreira de Sousa
Caio Fragata Torralvo

APRENDA A ADMINISTRAR O PRÓPRIO DINHEIRO


COLOQUE EM PRÁTICA O PLANEJAMENTO FINANCEIRO
PESSOAL E VIVA COM MAIS LIBERDADE
ISBN 978-85-02-06769-1

Rua Henrique Schaumann, 270 – CEP: 05413-010


CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE
Pinheiros — Tel.: PABX (0XX11) 3613-3000 SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ.
Fax: (11) 3611-3308 — Televendas: (0XX11) 3613-3344
Fax Vendas: (0XX11) 3611-3268 — São Paulo — SP S696a
Endereço Internet: http://www.editorasaraiva.com.br
Sousa, Almir Ferreira de.
Filiais: Aprenda a administrar o próprio dinheiro : coloque em prática
AMAZONAS/RONDÔNIA/RORAIMA/ACRE o planejamento financeiro pessoal e viva com mais liberdade
Rua Costa Azevedo, 56 — Centro / Almir Ferreira de Sousa, Caio Fragata Torralvo. - São Paulo
Fone/Fax: (0XX92) 3633-4227 / 3633-4782 — Manaus : Saraiva, 2008.
BAHIA/SERGIPE
Rua Agripino Dórea, 23 — Brotas
Fone: (0XX71) 3381-5854 / 3381-5895 / 3381-0959 — Salvador Inclui bibliografia
BAURU/SÃO PAULO
ISBN 978-85-02-06769-1
(sala dos professores)
Rua Monsenhor Claro, 2-55/2-57 — Centro 1. Finanças pessoais. 2. Planejamento - Brasil. 3. Processo
Fone: (0XX14) 3234-5643 — 3234-7401 — Bauru
decisório. 4. Poupança e investimento - Brasil. 5. Segurança
CAMPINAS/SÃO PAULO
(sala dos professores)
financeira - Brasil. I. Torralvo, Caio Fragata. II. Título.
Rua Camargo Pimentel, 660 — Jd. Guanabara
Fone: (0XX19) 3243-8004 / 3243-8259 — Campinas 07-4720 CDD: 332.024
CEARÁ/PIAUÍ/MARANHÃO CDU: 330.567.2
Av. Filomeno Gomes, 670 — Jacarecanga
Fone: (0XX85) 3238-2323 / 3238-1331 — Fortaleza
DISTRITO FEDERAL
SIG Sul Qd. 3 — Bl. B — Loja 97 — Setor Industrial Gráfico
Fone: (0XX61) 3344-2920 / 3344-2951 / 3344-1709 — Brasília Copyright © Almir Ferreira de Sousa e Caio Fragata Torralvo
GOIÁS/TOCANTINS
Av. Independência, 5330 — Setor Aeroporto
Fone: (0XX62) 3225-2882 / 3212-2806 / 3224-3016 — Goiânia
2008 Editora Saraiva
MATO GROSSO DO SUL/MATO GROSSO
Rua 14 de Julho, 3148 — Centro
Todos os direitos reservados.
Fone: (0XX67) 3382-3682 / 3382-0112 — Campo Grande
MINAS GERAIS
Rua Além Paraíba, 449 — Lagoinha
Fone: (0XX31) 3429-8300 — Belo Horizonte
PARÁ/AMAPÁ
Travessa Apinagés, 186 — Batista Campos
Diretora editorial: Flávia Helena Dante Alves Bravin
Fone: (0XX91) 3222-9034 / 3224-9038 / 3241-0499 — Belém Gerente editorial: Marcio Coelho
PARANÁ/SANTA CATARINA Editoras: Rita de Cássia da Silva
Rua Conselheiro Laurindo, 2895 — Prado Velho
Fone: (0XX41) 3332-4894 — Curitiba
Juliana Rodrigues de Queiroz
PERNAMBUCO/ ALAGOAS/ PARAÍBA/ R. G. DO NORTE
Produção editorial: Viviane Rodrigues Nepomuceno
Rua Corredor do Bispo, 185 — Boa Vista Suporte editorial: Rosana Peroni Fazolari
Fone: (0XX81) 3421-4246 / 3421-4510 — Recife
Aquisições: Gisele Folha Mós
RIBEIRÃO PRETO/SÃO PAULO Arte e produção: Know-how Editorial
Av. Francisco Junqueira, 1255 — Centro
Fone: (0XX16) 3610-5843 / 3610-8284 — Ribeirão Preto Capa: Know-how Editorial/Victor Bittow
RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO
Rua Visconde de Santa Isabel, 113 a 119 — Vila Isabel
Fone: (0XX21) 2577-9494 / 2577-8867 / 2577-9565 — Rio de Janeiro
RIO GRANDE DO SUL 1ª edição
Av. A. J. Renner, 231 — Farrapos
Fone/Fax: (0XX51) 3371-4001 / 3371-1467 / 3371-1567 1ª tiragem: 2008
Porto Alegre 2ª tiragem: 2009
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SÃO PAULO
(sala dos professores)
Av. Brig. Faria Lima, 6363 — Rio Preto Shopping Center — V. São José
Fone: (0XX17) 227-3819 / 227-0982 / 227-5249 — São José do Rio Preto
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SÃO PAULO
(sala dos professores) Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida
Rua Santa Luzia, 106 — Jd. Santa Madalena por qualquer meio ou forma sem a prévia autorização da
Fone: (0XX12) 3921-0732 — São José dos Campos
Editora Saraiva.
SÃO PAULO A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei
Av. Marquês de São Vicente, 1697 — Barra Funda
Fone: PABX (0XX11) 3613-3000 / 3611-3308 — São Paulo n. 9.610/98 e punido pelo artigo 184 do Código Penal.
Às nossas famílias, aos nossos amigos,
especialmente os da FEA/USP,
e aos nossos leitores.
O MUNDO REALSDAS FINANÇAS PESSOAIS
UMÁRIO

Agradecimentos

Escrever um livro requer esforço e dedicação de quem o escreve e a par-


ticipação de muitas outras pessoas que direta ou indiretamente contri-
buem para que chegue ao papel uma idéia consistente, com começo, meio
e fim.
Com este livro ocorreu exatamente isso. Apesar dos nossos esforços
de pesquisa e das muitas horas buscando inspiração para expressar me-
lhor as idéias que, em princípio, pareciam claras, o leitor certamente não
teria a oportunidade de o ler neste momento se não tivéssemos contado
com as “diversas mãos” que nos auxiliaram em todas as etapas.
Tentar nomear todos seria uma temeridade, mas não podemos
deixar de enaltecer a especial colaboração recebida da Carolina Bürckle,
sempre prestativa e de bom humor, que nos auxiliou muito para tornar
nossas idéias acerca do tema finanças pessoais em livro.
O mais especial de todos os agradecimentos queremos reservar aos
nossos familiares, que nos apoiaram e nos incentivaram permanente-
mente a avançar.
O MUNDO REALSDAS FINANÇAS PESSOAIS
UMÁRIO

Prefácio

BEM-VINDOS À EDUCAÇÃO FINANCEIRA


Houvesse uma avaliação de temas nacionais mais comentados em deter-
minadas épocas, Educação e Liberdade provavelmente estariam entre os
primeiros nos anos recentes. Dissemos mais comentados, o que não sig-
nifica necessariamente mais praticados.
Um bom exercício de reflexão seria iniciar buscando o verdadeiro
sentido de educação e de liberdade e ordenar as idéias para abranger
outras percepções subjacentes. Liberdade, como independência ou au-
tonomia, para agir segundo a própria vontade pressupõe plenitude de
consciência da realidade e a mais precisa avaliação possível sobre o futuro
resultado de uma ação presente.
Está implícito que a ausência de uma boa educação em geral, ou
sobre um determinado assunto em particular, tende a limitar o nível de
percepção da realidade, acarretando a não-valorização de todas as variá-
veis que haverão de interferir em uma decisão. Isso pode resultar em ar-
rependimentos tardios por uma decisão tomada indevidamente ou por
uma decisão não tomada.
Em finanças pessoais, muito se tem escrito e muito pouco se tem
dito sobre educação financeira pessoal, que está no cerne de uma das
mais importantes decisões quanto ao futuro, estabelecendo-se objetivos
APRENDA A ADMINISTRAR O PRÓPRIO DINHEIRO

e metas acadêmicas, pessoais e profissionais e agindo com a sabedoria ao


longo de toda a vida.
Esta obra, em que a educação financeira é um princípio orienta-
dor em seu inteiro teor, mostra exemplos e chama a atenção para as
vantagens de o leitor posicionar-se como soberano de suas decisões pre-
sentes e de como o planejamento financeiro poderá manter essa sobera-
nia no futuro.
Os autores

10
O MUNDO REALSDAS FINANÇAS PESSOAIS
UMÁRIO

Sumário

INTRODUÇÃO Convite à Leitura 13

CAPÍTULO 1 O Mundo Real das Finanças Pessoais 17


1.1 Problemas decorrentes da falta de educação financeira 17
1.2 Vigilância na relação custo-benefício 18
1.3 Cultura financeira consumista, de curto prazo e conservadora 20

CAPÍTULO 2 Destaques da Realidade Brasileira Atual 25


2.1 Perfil da educação no Brasil e perspectivas de liberdade
financeira da população 25
2.2 Breve retrospectiva: a economia brasileira e o fantasma
da inflação 29
2.3 O Plano Real e a viabilidade do planejamento financeiro
pessoal 32
2.4 O dinheiro: origem, funções e facilidades 34
2.5 Vantagens e armadilhas no uso do dinheiro 39

CAPÍTULO 3 O Econômico-financeiro e o Econômico-social:


parceria infalível 41
3.1 O valor do dinheiro no tempo 41
3.2 Poupar ou consumir: o grande dilema 45
3.3 Manter a disciplina financeira: um desafio que pode
ser recompensador 47
APRENDA A ADMINISTRAR O PRÓPRIO DINHEIRO

CAPÍTULO 4 Dificuldades e Comodidades na Administração


das Finanças Pessoais 51
4.1 Cheque especial: uma comodidade cara 52
4.2 Cartão de crédito: outra comodidade que também
pode custar caro 54
4.3 Questões de ordem comportamental: envolvimento com
os processos de compra 56
4.4 Entendendo as influências do processo decisório 60
4.5 Aprimorando o processo de tomada de decisão:
domando os impulsos 63

CAPÍTULO 5 O Planejamento Financeiro Pessoal 75


5.1 Planejar não é difícil 75
5.2 Por que se planejar financeiramente? 77
5.3 Um planejamento financeiro pessoal na prática 80
5.4 Dicas para um bom planejamento financeiro 88

CAPÍTULO 6 A Inteligente Opção de Aplicar e Tornar-se Financiador 93


6.1 Caderneta de poupança: uma opção cômoda,
mas não tão brilhante 94
6.2 Fundos mútuos de investimentos: aproximando-se
mais do mercado real 96
6.3 Títulos públicos 108
6.4 Títulos privados 112
6.5 Renda variável: desmistificando o mercado acionário 117
6.6 Imóveis 122
6.7 Derivativos 124
6.8 Previdência privada: poucas quantias por mês
para uma aposentadoria tranqüila 136
6.9 Moedas 148
6.10 Ouro 149

CONCLUSÃO A busca pela maior satisfação pessoal com uma eficiente


administração dos próprios recursos 151

POSFÁCIO Um Convite à Reflexão 155

REFERÊNCIAS 159

12
O MUNDO REALSDAS FINANÇAS PESSOAIS
UMÁRIO

Introdução
Convite à Leitura

Ao iniciar a leitura deste livro, sugerimos que o leitor faça uma pequena
reflexão sobre alguns dos itens do cotidiano a seguir e os classifique de 1
a 4, sendo 4 o mais importante: ter dinheiro; dispor de tempo para lazer;
cultivar amizades; estar com a família.

Tabela 1 O que é mais importante para você?


Grau de importância
Item
(1 menos importante; 4 mais importante)
Cultivar amizades

Ter dinheiro

Ter tempo para lazer

Ter tempo para passar com a família

Fonte: Elaborada pelos autores.

Pedimos agora que o leitor responda a si próprio quanto tempo gastou,


nas duas últimas semanas, com cada um dos itens. Será que a maior parte do
seu tempo foi gasta com os itens que você considerou mais importante?
Não se sabe se este é o seu caso, mas o resultado dessa pesquisa, inde-
pendentemente do perfil dos entrevistados, tende a apontar o seguinte: a
maioria das pessoas afirma priorizar o cultivo de amizades, o tempo para
a família e para atividades de lazer, deixando em último plano o dinheiro.
Muitos chegam a ser categóricos em afirmar que não se pode comparar o
APRENDA A ADMINISTRAR O PRÓPRIO DINHEIRO

prazer de dividir momentos felizes com a família ou com os amigos com


o prazer de ter dinheiro.
No entanto, quando perguntado quanto tempo é gasto na busca e na
realização de cada um desses tópicos, muitos acabam se surpreendendo
com tamanho paradoxo, pois, na maioria dos casos, a maior parte do
tempo não é gasta com os itens que são considerados mais importantes.
De fato, a maioria dos trabalhadores assalariados passa pelo menos 40
horas trabalhando e umas três horas no trânsito das grandes cidades, por
semana. Claro que o motivo de se trabalhar não é somente ganhar dinhei-
ro, mas essa recompensa financeira da venda da mão-de-obra é o mínimo
por que espera o trabalhador. O salário pode até mesmo ser considerado
um fator de motivação ou desmotivação para o trabalho, dada a impor-
tância que a recompensa financeira tem na satisfação das necessidades
humanas, mas não é o principal fator ou motivo de felicidade pessoal.
Por que, então, gastar tanto tempo da vida em busca de dinheiro
se ter dinheiro, para muitos, é considerado menos importante que culti-
var amizades, divertir-se ou passar momentos agradáveis com a família?
Algo está errado. Será que, na verdade, ter amigos, ter momentos de lazer
e ficar com a família são atividades não tão importantes? Ou será que
se subestima a importância de ter dinheiro? A resposta para ambas as
perguntas é pessoal e subjetiva, porém se pode afirmar que, em geral, não
é dada a devida importância à necessidade e aos benefícios de se possuir
dinheiro.
Mais do que isso, falar de dinheiro por vezes soa complicado, quase
um tabu, em razão de freqüentes exibicionismos com carros luxuosos,
casas em bairro nobre ou hábitos de consumo típicos de pessoas mais
abastadas. Os menos abastados também não gostam de tocar no assun-
to, mas, em geral, gostam igualmente de tal exibicionismo, mesmo que
para isso seja necessário contrair dívidas e ficar devendo; para muitos, o
importante é ostentar um carro novo, roupas de marca, um aparelho de
telefone celular de última geração. Mas, falar de dinheiro? Nem pensar.
No transcorrer deste livro, procurou-se entender a razão da pou-
ca importância dada ao tema “finanças pessoais”. Mudanças recentes no
panorama econômico-político brasileiro, associadas à falta de educação

14
INTRODUÇÃO

financeira, são motivos que serão avaliados a seguir para tentar decifrar a
origem e a persistência desse modo de tratar as finanças pessoais.
Também se pretende analisar o processo de tomada de decisão com re-
lação ao consumo, que está na base da administração financeira pessoal —
afinal, é no dia-a-dia que se constrói (e às vezes se destrói) o bom anda-
mento das finanças pessoais. A partir da sugestão da elaboração de um
planejamento financeiro pessoal, baseado na fixação de objetivos, na
cultura da poupança e no investimento bem-feito dos valores poupados,
pretende-se mostrar os benefícios que podem decorrer de uma boa ad-
ministração financeira pessoal. No texto se busca frisar que esses bene-
fícios não estão resumidos a possuir mais recursos financeiros e que é
possível melhorar a qualidade de vida e a satisfação pessoal com a melhor
gestão dos próprios recursos. Além disso, essa melhoria de qualidade de
vida pode estar inclusive associada à maior busca pelos itens priorizados
na pesquisa recém-respondida, como mais tempo com a família, com os
amigos e mais tempo também para a realização de atividades de lazer e
outras também consideradas prazerosas. Sem dúvida, esses itens são de
inestimável relevância à qualidade de vida, e o que se propõe na reflexão
inicial diz respeito ao grau de importância de cada um deles em diferentes
momentos da vida das pessoas.
O caminho para uma realização mais plena não será fácil, mas os
benefícios certamente serão mais do que recompensadores.

15