Anda di halaman 1dari 32

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

CATÓLICA DE SÃO PAULO


FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS E DA SAÚDE
CAMPUS SOROCABA

RESIDÊNCIA MÉDICA 2018


ESPECIALIDADES: ÁREAS BÁSICAS E
ACESSO DIRETO

Nome Completo
NOTA

Especialidade

Professor
Assinatura
INSTRUÇÕES

• A duração da prova é de 4 horas, devendo o candidato permanecer


na sala por, no mínimo, 2 horas.

• A prova contém 75 questões objetivas, cada uma com 4 alternativas,


das quais apenas uma é correta, e uma questão dissertativa
multiespecialidade, que deve ser respondida neste caderno.

• Assinale na folha ótica de respostas a alternativa que julgar correta,


preenchendo com caneta esferográfica (azul ou preta), com traço
forte, dentro do espaço. Evite amassar ou rasurar.

• Não serão computadas as questões que contenham mais de uma


resposta assinalada na folha ótica. Também não serão computadas
aquelas respostas com emenda ou rasura, ainda que legíveis,
assinaladas com traço fraco ou em branco.

• Desligue o celular, similares e quaisquer outros equipamentos


eletrônicos e coloque-os no envelope designado para esse fim.

• Não é permitido o uso de relógio, seja digital, de pulso, com


calculadoras ou outros. Coloque-o no envelope também.

• Será excluído da seleção o candidato que lançar mão de meios


ilícitos para a execução da prova.

• Ao término da prova o candidato deverá devolver ao fiscal o caderno


de questão e a folha ótica de respostas.

BOA SORTE!

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 2


CLÍNICA MÉDICA

Questão 01
O Lúpus eritematoso sistêmico é uma doença inflamatória autoimune que atinge múltiplos órgãos.
Seu acompanhamento envolve, entre outros, provas inflamatórias, imunológicas, provas relacionadas
aos órgãos alvo e avaliação dos efeitos dos medicamentos. São exames imunológicos úteis para o
acompanhamento:

A) Anti DNA nativo e frações do complemento


B) Anti SM e anti cardiolipina
C) Anticoagulante lúpico e anti Ro
D) Anti DNA nativo e FAN

Questão 02
“Hospice” é uma terminologia que pode ser aplicada a:

A) Um local onde os pacientes podem ser atendidos na sua fase terminal da existência
B) Um local onde existem leitos hospitalares para atendimento de sintomas dos pacientes terminais
C) Um conceito em que se praticam métodos e técnicas para garantir a dignidade do paciente
moribundo
D) Um ambulatório onde controlar a dor e outros sintomas são os objetivos básicos

Questão 03
Das síndromes paraneoplásicas, abaixo citadas, o grupo mais comum (não obrigatoriamente todos
no mesmo paciente), em doentes com carcinomas broncogênicos é:

A) anorexia, hipocratismo digital e eosinofilia


B) leucoencefalopatia multifocal progressiva, hipercalcemia e ginecomastia
C) hiperamilasemia e anemia
D) astenia e síndrome de Eaton-Lambert

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 3


Questão 04 Questão 05
Dona Maria tem 72 anos e veio para consulta Considerando o Código de Ética Médica, assinale
no ambulatório de Nefrologia por apresentar a alternativa CORRETA:
hipertensão arterial (HA) resistente, segundo a
guia de encaminhamento que ela trazia da UBS.
Assinale a alternativa CORRETA em relação aos A) Roberto afirmou ao Dr. Pedro, seu psiquiatra,
aspectos da medida da pressão arterial (PA) de que matou sua amante. Dr. Pedro deve denunciá-
Dona Maria: lo à Justiça porque não pode manter sigilo, pois
a quebra do sigilo neste caso se caracteriza
A) As VII Diretrizes Brasileiras de Hipertensão como justa causa
Arterial de 2016 preconizam a aferição da PA de
Dona Maria na posição supina e após 5 minutos, B) Melissa, 24 anos, advogada, teve seu resultado
na posição ortostática de HIV positivo. Alegando dever de sigilo, disse
ao Dr. Mário que não o autoriza a contar a seu
B) A circunferência braquial de Dona Maria é parceiro. Dr. Mário deve contar ao parceiro de
40cm. O manguito adequado para uso é o do Melissa mesmo ela não o tendo autorizado
adulto padrão e, usando-se esse manguito, não
haverá necessidade de correção das medidas C) Mariana, 13 anos, pede para a Dra. Bruna,
por meio de tabelas ginecologista da UBS, manter sigilo sobre sua
gravidez. Neste caso, por ser menor de idade,
C) Dona Maria tem hiato auscultatório, que Dra. Bruna deve contar para os pais de Mariana
consiste no desaparecimento dos sons durante sobre sua situação
a deflação do manguito, resultando em valores
falsamente altos para a PA sistólica ou falsamente D) Dr. Ronaldo é auditor e verificou que o médico
baixos para a PA diastólica assistente deixou de pedir tomografia de tórax,
indispensável ao diagnóstico de Paulo. Ele deve
D) A suspeita de pseudo-hipertensão deve ser solicitar o exame, seguindo princípios bioéticos
levantada caso você note que a artéria radial de
Dona Maria permanece ainda palpável após a
insuflação do manguito pelo menos 30mmHg
acima do desaparecimento do pulso radial

Questão 06
Pedro, 20 anos, sofreu acidente de moto e traumatismo crânio encefálico com suspeita de morte
encefálica. Assinale a alternativa CORRETA:

A) Deve ser dada sequência aos procedimentos para a retirada de órgãos, tendo por base o
consentimento presumido, uma vez que Pedro manifestou vontade de doar seus órgãos em vida
deixando por escrito em sua carteira, uma nota de próprio punho, com firma reconhecida
B) A morte encefálica é de notificação compulsória. A continuidade dos procedimentos para a
retirada de órgãos para transplante depende do consentimento da família de Pedro
C) Constatada morte encefálica, se a família se recusar a doar, o paciente deve permanecer em UTI e
o horário a ser colocado na declaração de óbito será o da parada definitiva dos batimentos cardíacos
D) A autópsia no IML será dispensável para corpo de pacientes vítimas de trauma, como Pedro,
desde que submetidos à retirada de múltiplos órgãos

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 4


Questão 07
Manoel, 40 anos, é alcoolista e dá entrada em choque na URE devido à hemorragia por varizes
esofágicas. Você imediatamente prescreve, mesmo antes da endoscopia, a droga de escolha para
esta situação:

A) Vasopressina
B) Somatostatina
C) Terlipressina
D) Vasopressina com nitrato

Questão 08
Manoel, o paciente da questão anterior, apresenta aumento da creatinina sanguínea de 1,2mg/dL
de um dia para o outro. Você suspeitou de lesão renal aguda pré-renal. Essa hipótese pode ser
confirmada pela presença de

A) Oligúria ou anúria
B) Fração de excreção urinária de sódio menor que 1,0%
C) Razão entre creatinina urinária e plasmática próxima a 1
D) Osmolalidade urinária abaixo de 300mosmol/Kg H2O

Questão 09
Paulo, 20 anos, estudante, hígido previamente e que não usou antibióticos há pelo menos um ano,
apresenta-se com tosse há quatro dias, expectoração amarelada, dor torácica ventilatória depen-
dente no hemitórax direito e febre. Apresenta-se consciente, orientado, eupneico. Dados vitais:
frequência respiratória=16rpm, frequência cardíaca=82bpm, temperatura de 39ºC, Pressão arteri-
al=110x70mHg. No radiograma do tórax apresentava consolidação segmentar no terço superior do
pulmão direito, Hemograma com leucocitose e desvio à esquerda, creatinina de 0,8mg/dL. Baseado
no diagnóstico de pneumonia, o tratamento mais adequado é

A) Internação e quinolona de segunda geração durante dez dias


B) Tratamento ambulatorial com macrolideo, durante 10 dias
C) Internação e beta-lactâmico endovenoso associado a macrolídeo
D) Internação e beta-lactâmico por via oral, durante 10 dias

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 5


Questão 10
São complicações do tratamento da cetoacidose diabética:

A) Hiperglicemia, oligúria e cegueira


B) Hiperglicemia, infecção e neuropatia
C) Hipoglicemia, hipocalemia e edema cerebral
D) Hipercalcemia, alcalose metabólica e cegueira

Questão 11
A resistência bacteriana constitui enorme problema na atualidade. As enzimas geradoras de
resistência no caso das bactérias denominadas KPC são:

A) Metalolactamases
B) Carbapenemases
C) Betalactamases de espectro ampliado
D) Bombas de efluxo

Questão 12
Emília, 48 anos, natural de Santarém/PA, tem queixas de palpitações há tempos, com piora nos
últimos dois meses. Apresentou dois episódios de síncope nesse período e deu entrada no serviço
de emergência com queixas de astenia, tontura, turvação visual, falta de ar, inchaço nas pernas e
desconforto torácico. Observe o ECG abaixo e indique qual a possível causa dos sintomas e a melhor
conduta inicial.

A) Insuficiência cardíaca congestiva descompensada. Digital, IECA, betabloqueador,


espironolactona e furosemida
B) Síndrome coronariana aguda. Internação com dupla antiagregação, anticoagulação, estatina e
cateterismo
C) Cardiopatia Chagásica com dissociação atrioventricular. Marcapasso
D) Taquicardia atrial com algumas extrassístoles atriais bloqueadas. Amiodarona

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 6


Questão 13
Constitui opção terapêutica para o tratamento de infecções causadas por bactérias Gram-negativas
multi-drogas resistentes à seguinte combinação:

A) Linezolida + Meropenem
B) Vancomicina + Ceftazidima
C) Polimixina B + Meropenem
D) Amicacina + Daptomicina

Questão 14
Paciente admitido no pronto socorro com quadro clínico de insuficiência cardíaca. Tem antecedente
de infarto agudo do miocárdio há cinco meses. O eletrocardiograma à admissão exibe elevação
do segmento ST em parede anterior com presença de ondas Q. As dosagens seriadas da CKMB e
troponina foram normais. O diagnóstico mais provável é:

A) Comunicação interventricular tardia pós-IAM


B) Ruptura de músculo papilar
C) Ruptura de parede livre do ventrículo esquerdo
D) Aneurisma de ventrículo esquerdo

Questão 15
Homem, 70 anos, hipertenso, sedentário, dislipidêmico, sobrepeso, tabagista, diabético, com
dor torácica retroesternal em peso iniciada em repouso, de forte intensidade, sem irradiação,
acompanhada de sudorese, há três horas. Foi admitido na emergência com o ECG abaixo. A hipótese
diagnóstica e conduta inicial mais adequada são

A) Pericardite. Prescrever AAS em altas doses, sem necessidade de internação


B) ECG normal. Alta para investigação não invasiva com teste provocativo de isquemia
C) Angina instável. Internação com dupla antiagregação, anticoagulação, estatina e cateterismo
D) Infarto com supradesnível do segmento ST. Internação e trombólise imediata

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 7


CIRURGIA GERAL

Questão 16 Questão 19
Qual é a melhor maneira de diagnosticar a Em uma pessoa com Síndrome de Munchausen,
Síndrome do Compartimento Abdominal? o que poderíamos encontrar?

A) Ultrassonografia A) Vesícula biliar normal


B) Exame físico B) Apêndice cecal inflamado
C) Pressão da bexiga C) Confirmação endoscópica de uma úlcera
D) Tomografia computadorizada péptica
D) Diagnóstico colonoscópico de câncer
Questão 17
Questão 20
Em um paciente submetido à cirurgia por fratura
de rádio e ulna, o ortopedista está preocupado Um paciente envolveu-se em uma colisão
com a Síndrome do Compartimento porque automobilística. Ele tem uma contusão renal,
a cirurgia foi difícil e demorada. Na UTI, o mas está hemodinamicamente estável. Qual é o
ortopedista informa que ele deve ser chamado próximo passo?
ao primeiro sinal dessa síndrome. A enfermeira
deverá chamá-lo se o paciente apresentar: A) Observação
B) Drenagem guiada por tomografia
A) Perda de pulsos computadorizada
B) Dor C) Urografia excretora
C) Parestesia D) Cirurgia
D) Edema
Questão 21
Questão 18 Qual das seguintes afirmações sobre choque
Um paciente apresenta-se na sala de emergência está CORRETA?
com dor abdominal de início súbito. O exame
revela sinais de irritação peritoneal e os exames A) Não há metabolismo da glicose
laboratoriais apresentam amilase elevada. Qual
B) Há estado de falência de múltiplos de órgãos
o diagnóstico mais provável?
C) Não há perfusão tecidual adequada
A) Perfuração do intestino delgado D) Há resistência aos antibióticos
B) Pancreatite aguda
C) Caxumba
D) Ruptura esplênica

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 8


Questão 22 Questão 25
Um homem de 26 anos de idade é reanimado Um paciente foi atingido na cabeça e sua
com transfusão de sangue após uma colisão ECG inicial era 13. Ao exame, as pupilas
automobilística em que apresenta uma fratura estavam isocóricas e fotorreagentes e estava
pélvica. Poucas horas depois o paciente torna- hemodinamicamente normal. Duas horas
se febril, hipotenso com PVC normal e oligúrico. depois, a enfermeira informa que sua pressão
Verifica-se que o paciente está sangrando arterial é 185/105mmHg e sua pupila esquerda
nos locais das punções e pela SNG. Qual dos está midriática. Qual a primeira medida que
seguintes é o diagnóstico mais provável? deve ser tomada nesse momento?

A) Choque hemorrágico A) Intubar e hiperventilar


B) Insuficiência adrenal aguda B) Elevar a cabeceira da cama
C) Síndrome da embolia gordurosa C) Administrar manitol
D) Reação transfusional D) Administrar Labetalol e reexaminar
novamente em 1 hora
Questão 23
Após a estabilização hemodinâmica, qual o Questão 26
tratamento de emergência para o sangramento Qual é o tumor primário mais comum do fígado?
das varizes esofágicas?
A) Hepatoma
A) Balão de Sengstaken-Blakemore
B) Cisto hidático
B) Escleroterapia ou ligadura elástica
C) Hamartoma
C) “Shunt” portal
D) Hemangioma
D) Vasopressina
Questão 27
Questão 24
Um paciente com insuficiência renal aguda tem
Os tremores são frequentemente vistos em qual um potássio de 6,9mEq/L. Que outro estudo
das seguintes anormalidades eletrolíticas? diagnóstico deve ser feito de forma emergente?

A) Hipocalemia A) Nitrogênio ureico no sangue (BUN) e creati-


B) Hipercalcemia nina
C) Hipomagnesemia B) Eletrocardiograma
D) Hipernatremia C) Dosagem de eletrólitos na urina
D) Magnésio sérico

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 9


Questão 28
Qual é a fístula mais comum como uma complicação da diverticulite?

A) Colovaginal
B) Colocutânea
C) Colovesical
D) Coloentérica

Questão 29
O que geralmente NÃO está associado à Síndrome Hepatorrenal?

A) Cirrose hepática no estágio final


B) Proteinúria
C) Hipertensão portal
D) Depuração de creatinina <40mL/min

Questão 30
Uma mulher de 17 anos de idade apresenta-se ao departamento de emergência com dor abdominal,
náuseas e vômitos. Ela tem Diabetes Mellitus Tipo 1 e três dias atrás reduziu a dose de insulina,
pois teve vômitos, diarréia e foi incapaz de comer. A paciente está com as mucosas secas, turgor
diminuído e halitose. Qual é o diagnóstico mais provável?

A) Hipoglicemia
B) Cetoacidose diabética
C) Infecção do trato urinário
D) Hiponatremia

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 10


PEDIATRIA

Questão 31 Questão 33
Quando analisamos um hemograma em Com relação ao controle para melhorar o uso
pediatria, a contagem de neutrófilos é obtida: de antimicrobianos em neonatologia, assinale
alternativa INCORRETA:
A) Pela soma de granulócitos, eosinófilos e
basófilos A) O uso indiscriminado de cefalosporinas de
B) Pela soma de segmentados, bastões, meta- 3ª geração tem sido associado à emergência de
mielócitos, mielócitos e promielócitos enterobactérias produtoras de betalactmases
de espectro extendido
C) Pela relação entre as formas granulocíticas
jovens sobre o total de granulócitos B) O uso de carbapenêmicos deve ser restrito
a situações em que não há outra possibilidade
D) Pela soma de neutrófilos e bastões terapêutica
C) A vancomicina deve ser substituída quando
Questão 32 a hemocultura revelar crescimento de microor-
Mulher primigesta, sem intercorrências no Pré- ganismo sensível à oxacilina
natal, evoluiu para parto vaginal. Recém-nascido D) A presença de cultura positiva em cateter
com 40 semanas de idade gestacional, com uretral e da ponta de cateter são indícios
peso de 3300g e boa vitalidade. Encaminhado importantes para definir o tratamento quando
para o alojamento conjunto, com seis horas a hemocultura é negativa
de vida apresentou dificuldade para mamar
o seio materno. Ao exame físico, apresenta
icterícia +/4+ em face e parte superior do Questão 34
tronco, restante do exame normal. Baseado no
Das alternativas abaixo, assinale a que
quadro descrito, o diagnóstico mais provável e
corresponde a uma cefalosporina de segunda
a conduta CORRETA são:
geração:
A) icterícia fisiológica; suplementação com
fórmula láctea de partida e fototerapia A) Cefalexina
B) icterícia fisiológica; tipagem sanguínea e B) Ceftriaxona
bilirrubina total e frações, suplementação com C) Cefuroxima
leite humano de banco de leite e fototerapia D) Cefepime
C) icterícia hemolítica; Coombs da mãe,
suplementação com leite humano de banco de
leite e fototerapia
D) icterícia hemolítica; tipagens sanguíneas,
Coombs da mãe e do recém-nascido, bilirrubina
total e frações, suplementação com leite
humano de banco de leite e fototerapia

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 11


Questão 35 Questão 37
Nos lactentes e pré-escolares que usam Com relação à microcefalia associada ao Zika
fraldas às vezes torna-se difícil coletar urina Vírus assinale a alternativa CORRETA:
para dosar proteinúria de 24 horas. No caso
de uma paciente com síndrome nefrótica na A) O Ministério da Saúde considera portador de
relação proteína urinária/creatinina urinária microcefalia todo recém-nascido que apresente
numa amostra isolada de urina pode-se fazer o perímetro cefálico inferior a 2 Desvios Padrão
diagnóstico se esta relação for: do esperado pelas Curvas Da Organização
Mundial da Saúde independentemente da idade
A) 0,2mg/mg gestacional
B) 0,2 a 0,5mg/mg B) Decorre da destruição ou déficit de cresci-
C) 1 a 2mg/mg mento cerebral, causando redução do volume
D) > 2mg/mg encefálico
C) É classificada como microcefalia primária
Questão 36 D) As sequelas decorrentes da microcefalia in-
dependem da época do acometimento do Sis-
Com relação ao tratamento das pneumonias tema Nervoso Central
correlacione o agente etiológico com o
antibiótico mais adequado para o tratamento Questão 38
Na sífilis congênita, sem meningite, o acompan-
A- Streptococcus do grupo B ( ) hamento do paciente convenientemente trata-
B- Chlamydia trachomatis ( ) do
C- Staphylococcus aureus ( )
D- Moraxella catarrhalis ( ) A) É dispensado pela alta eficácia da penicilina
B) Deve ser feito clinicamente, acompanhado
1- Ampicilina de VDRL, para seguir sua diminuição, o que
2- Amoxacilina com clavulanato indicaria cura
3- Oxacilina C) Pode ser apenas clínico, acionando-se o
4- Azitromicina, clindamicina laboratório apenas em casos de alterações
D) Deve ser feito com avaliação de VDRL e FTA-
A) 3-2-1-4 ABS até a negativação de ambos, o que indicaria
cura
B) 1-4-2-3
C) 1-4-3-2
D) 1-2-3-4

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 12


Questão 39 Questão 42
Espera-se que um menino de quatro anos de Francisco, dois anos e dois meses, sexo
idade tenha peso e estatura aproximados de: masculino, é levado à consulta de rotina.
Desenvolvimento neuropsicomotor adequado.
A) 17000g e 101cm Anamnese nutricional: quatro a cinco
mamadeiras de leite de vaca ao dia, eventual
B) 16000g e 95cm ingestão de carne vermelha e de verduras.
C) 15000g e 90cm Exame físico: Peso=11700g., descorado ++/4+,
D) 16000g e 85cm sem outras anormalidades. O diagnóstico mais
provável é que o pré-escolar seja portador de
anemia:
Questão 40
Luciana tem quatro anos de idade e é levada A) ferropriva
à consulta médica por apresentar sangramento
B) falciforme
gengival há um dia. No exame, apresenta
petéquias e equimoses nos membros inferiores, C) hemolítica
sangramento gengival e gânglios cervicais D) de Fanconi
bilaterais menores que 1,5cm. Hemograma: Hb-
10,4g/dl; Ht-34%; VCM-80; CHCM-35; leucócitos
Questão 43
totais 29.600/mm3 (neutrófilos 2%, eosinófilos
1%, basófilos 0%, monócitos 5% e linfócitos Pedro, 4 anos de idade, apresenta ascite e
92%). Plaquetas 9.000/mm3. O diagnóstico mais edema importante de bolsa escrotal e membros
provável é: inferiores. Ao solicitar exames laboratoriais faz-
se necessária a correção da hipoalbuminemia.
A) Púrpura trombocitopênica idiopática Neste caso, deve-se administrar:
B) Leucemia linfoide aguda
C) Púrpura alérgica A) albumina a 5% - 0,5 – 1g/kg
D) Plaquetopenia causada por doença autoi- B) albumina 20% + soro fisiológico
mune C) albumina a 20% - 0,5 – 1g/kg
D) albumina 5% + ringer com lactato
Questão 41
Questão 44
Você é chamado na sala de parto para examinar
um recém-nascido de parto normal e a termo. A droga indicada para o tratamento da
Apresenta o abdômen escavado, cianose e leishmaniose visceral é:
desconforto respiratório. As bulhas cardíacas
são ouvidas no lado direito do tórax e os ruídos A) fluconazol
respiratórios estão diminuídos no hemitórax
esquerdo. Qual é a sua conduta? B) albendazol
C) anfotericina
A) Intubar com sonda endotraqueal D) penicilina
B) Ventilar com ambu e máscara
C) Administrar surfactante
D) Administrar O2 por cateter nasal

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 13


Questão 45
Recém-nascido a termo apresenta icterícia neonatal precoce. Mãe tipo sanguíneo O - Rh negativo,
com teste de Coombs indireto negativo com 28 semanas de gestação e no momento do parto.
Recém-nascido: tipagem: A Rh positivo e teste direto de Coombs no sangue de cordão positivo.
Hemograma: reticulocitose intensa e alguns esferócitos. O diagnóstico mais provável é:

A) doença hemolítica por incompatibilidade Rh


B) doença hemolítica por incompatibilidade de subgrupo sanguíneo
C) doença hemolítica por incompatibilidade ABO
D) esferocitose

MEDICINA PREVENTIVA E SOCIAL

Questão 46
O Calendário Nacional de Vacinação, publicado pelo Ministério da Saúde em 2017, estabelece que
a vacina contra o HPV seja administrada:

A) Apenas às meninas de 9 a 14 anos de idade, em duas doses


B) Apenas às meninas de 9 a 14 anos de idade, em duas doses, com reforço a cada 10 anos
C) Às meninas de 9 a 14 anos de idade e aos meninos de 11 a 14 anos de idade, em duas doses
D) Às meninas de 9 a 14 anos de idade e aos meninos de 11 a 14 anos de idade, em duas doses,
com reforço a cada 10 anos

Questão 47
Luís, 54 anos de idade, estava em tratamento de hipertensão arterial há 10 anos. Na última consulta
médica, há um mês, apresentava IMC=36kg/m2, glicemia de jejum=140mg/dl, uricemia=9mg/dl,
hipercolesterolemia e hiperlipidemia. Há 10 horas, segundo seus familiares, iniciou quadro com forte
dor precordial, evoluindo para sudorese fria, pulso irregular, dor no membro superior esquerdo,
taquipneia, tontura e, finalmente, parada cardíaca e óbito. Na opinião do médico de família que
atendeu à solicitação dos familiares e constatou o óbito no domicílio, ocorreu um Infarto agudo do
miocárdio. Qual a causa básica de óbito?

A) Infarto agudo do miocárdio


B) Hipertensão
C) Isquemia coronariana
D) Arteriosclerose

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 14


Questão 48
Na Portaria 204 de 17/02/2106, o Ministério da Saúde estabelece os critérios de necessidade de
notificação da infecção pelo vírus Zika. Em que situação a notificação deve ser feita?

A) Doença aguda pelo vírus Zika, ou óbito com suspeita de doença pelo vírus Zika
B) Apenas doença aguda pelo vírus Zika
C) Apenas doença aguda pelo vírus Zika em gestante
D) Apenas óbito com suspeita de doença pelo vírus Zika

Questão 49
Identifique o modelo deste estudo epidemiológico:

“Suplementação de vitamina D em pacientes com Lúpus Eritematoso de início juvenil”

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da suplementação de vitamina D nos parâmetros clínicos,
laboratoriais, atividade da doença e fadiga em pacientes com lúpus eritematoso de início juvenil.
Este trabalho foi realizado por um período de 24 semanas. Quarenta pacientes foram randomizados
em dois grupos para receber colecalciferol ou placebo. Observou-se, ao final do período de estudo,
uma redução significante da fadiga relacionada à vida social no grupo que recebeu o tratamento
com vitamina D, quando comparado ao grupo placebo. (Lina GL, 2015)

Este é um

A) Estudo de Coorte
B) Ensaio clínico
C) Estudo de caso-controle
D) Estudo ecológico

Questão 50
Em um estudo sobre treinamento aeróbico e sobrevida de pacientes com insuficiência cardíaca
congestiva encontrou-se um Risco Relativo de óbito igual a 0,65 (IC 95% 0,46-0,92) para o grupo de
exercício, quando comparado ao grupo controle. Isto significa que:

A) o risco de óbito é 65% maior no grupo exercício


B) não existe diferença de risco
C) o risco de óbito é 35% menor no grupo exercício
D) o risco de óbito é 35% maior no grupo exercício

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 15


Questão 51
Determinado estudo analisou o desempenho do PSA no diagnóstico de câncer de próstata, e
encontrou os seguintes resultados:

Resultado do PSA Resultado de Biopsia/anatomopatológico


Positivo para Câncer Negativo para Câncer
Valor Alterado 124 72
Valor Normal 96 72

Considerando os resultados dos estudos a Especificidade do PSA para o diagnóstico de câncer foi

A) 50%
B) 25%
C) 20%
D) 42,8%

Questão 52
Segundo STARFIELD (2000), são atributos essenciais da atenção primária:

A) Acesso, longitudinalidade, integralidade e coordenação da atenção


B) Resolutividade, hierarquização, cobertura e concentração
C) Satisfação, referência, cobertura e concentração
D) Resolutividade, hierarquização, integralidade e coordenação da atenção

Questão 53
Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), criados pelo Ministério da Saúde:

A) fazem parte da atenção secundária, constituem-se como serviços com unidades físicas
independentes ou especiais e não são de livre acesso para atendimento individual ou coletivo

B) fazem parte da atenção básica, mas não se constituem como serviços com unidades físicas
independentes ou especiais e não são de livre acesso para atendimento individual ou coletivo

C) fazem parte da atenção básica, constituem-se como serviços com unidades físicas independentes
ou especiais e são de livre acesso para atendimento individual ou coletivo

D) fazem parte da atenção secundária, mas não se constituem como serviços com unidades físicas
independentes ou especiais e são de livre acesso para atendimento individual ou coletivo

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 16


Questão 54
Segundo a proposta de Clínica Ampliada do Ministério da Saúde, o Projeto Terapêutico Singular
contém quatro movimentos:

A) Análise do caso clínico, plano terapêutico, seguimento clínico e alta


B) Análise do caso clínico, plano terapêutico, seguimento clínico e reagendamento
C) Consulta médica, exames complementares, terapêutica multiprofissional e retornos
D) Definição de hipóteses diagnósticas, definição de metas, divisão de responsabilidades e reavaliação

Questão 55
É um bom exemplo de Promoção da Saúde, medida que faz parte do nível de Prevenção Primária:

A) Vacina contra a poliomielite


B) Atividade física
C) Exame de Papanicolau
D) Adição de Iodo no sal

Questão 56
Na História Natural da Doença, segundo o modelo de Leavell & Clarck (1976), o período pré-
patogênico se caracteriza por:

A) Existência de fatores de risco e proteção em processo dinâmico que definem a chance da doença
ocorrer
B) Alterações muito precoces decorrentes da fase pré-clínica da doença
C) Ausência do agente mórbido em interação com hospedeiro e meio-ambiente
D) Início da fase clínica da doença com sinais e sintomas muito leves, difíceis de diagnosticar

Questão 57
Segundo a Política Nacional de Atenção Básica, compete às Secretarias Municipais de Saúde:

A) Atender à organização de fluxo de usuários nas referências a serviços e ações de saúde fora do
âmbito da atenção básica, de acordo com a oferta dos serviços estaduais e federais
B) Atender à organização de fluxo de usuários nas referências a serviços e ações de saúde fora do
âmbito da atenção básica, de acordo com as necessidades dos serviços estaduais e federais
C) Organizar o fluxo de usuários visando à garantia das referências a serviços e ações de saúde fora
do âmbito da atenção básica e de acordo com as necessidades de saúde dos usuários
D) Organizar o fluxo de usuários visando à garantia das referências a serviços e ações de saúde fora
do âmbito da atenção básica, de acordo com as necessidades dos serviços estaduais e federais

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 17


Para responder as questões 58, 59 e 60, considere o seguinte conjunto de dados:

Em 2009 o Brasil na região Sudeste apresentou


População total (habitantes) 80.915.637
Número de nascidos vivos 1.119.725
Total de óbitos 502.039
Óbitos em menores de 1 ano 15.185
Casos de leptospirose 1.424
Óbitos maternos 695
Óbitos por leptospirose 133

Questão 58
Qual foi o valor do Coeficiente de Mortalidade Materna da região Sudeste em 2009?

A) 1,38 por mil


B) 0,86 por 100.000
C) 4,6 %
D) 6,21 por 10.000

Questão 59
Qual foi o valor do Coeficiente de Mortalidade Infantil da região Sudeste em 2009?

A) 30,2
B) 3,02%
C) 13,6 por mil
D) 1,87 por 10 mil

Questão 60
Qual foi o valor do Coeficiente de Incidência de Leptospirose na região Sudeste em 2009?

A) 1,76 por 100 mil


B) 9,3 %
C) 0,16 por 100 mil
D) 2,84 por mil

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 18


GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Questão 61
Uma paciente de 40 anos busca atendimento médico porque apresentou, nos últimos seis meses,
sangramento menstrual mais frequente, mais volumoso, e mais prolongado que o habitual (intervalos
de 21 dias e duração de 9 dias). Esse quadro vem se intensificando progressivamente. O aspecto
do sangue eliminado é vermelho-vivo, com alguns coágulos grandes. No mesmo período também
passou a apresentar cólicas na região do hipogástrio durante todos os dias em que está sangrando.
Ela teve dois filhos, ambos de parto normal e o seu parceiro já fez vasectomia. Entre seus exames
há um hemograma recente, no qual se observa redução na contagem global de hemácias, redução
no nível de hemoglobina e hematócrito. Assinale a alternativa CORRETA entre as afirmações abaixo:

A) O aborto retido, as neoplasias trofoblásticas e a prenhez ectópica rota serão hipóteses prováveis
frente a esse quadro de sangramento uterino anormal
B) O diagnóstico de “Sangramento Uterino Disfuncional” estará definido se ficar comprovado
que o sangramento é causado por anovulação e descamação de endométrio histologicamente
caracterizado como secretório
C) Uma causa “orgânica” (anatômica) é provável para esse sangramento. A leiomiomatose uterina
costuma ser condição que comumente causa hemorragias e cólicas compatíveis com esse quadro
clínico
D) Parece ser um quadro clínico clássico de câncer inicial de colo uterino, que associa as dores
pélvicas às hemorragias uterinas cíclicas

Questão 62
A Sra. Maria Antônia era portadora de câncer avançado de colo uterino e estava recebendo cuidados
paliativos, pois seu quadro era de Estádio IV, sem condições clínicas para se submeter à radioterapia
ou quimioterapia. Faleceu em sua residência e o médico ginecologista/oncologista que lhe prestou
cuidados paliativos preencheu seu Atestado de Óbito. Na Parte I do Atestado, item 49, denominado
“Causas da Morte”, qual das alternativas abaixo apresenta o preenchimento CORRETO:

A) “Insuficiência Respiratória”, devido ou como consequência de “Produção de Substâncias


Hormonais”, devido ou como consequência de “Câncer de Colo Uterino”
B) “Falência Renal”, devido ou como consequência de “Insuficiência Renal Crônica”, devido ou como
consequência de “Infiltração Ureteral”, devido ou como consequência de “Câncer de Colo Uterino
Avançado”
C) “Hemorragia Intraperitoneal”, devido ou como consequência de “Ruptura de Útero”, devido ou
como consequência de “Curetagem Uterina”, devido ou como consequência de “Câncer de Colo
Uterino”
D) “Síndrome Hipertensiva”, devido ou como consequência de “Produção de Substâncias Vasoativas”,
devido ou como consequência de “Câncer de Colo Uterino”

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 19


Questão 63
Assinale a afirmativa CORRETA sobre o câncer de mama:

A) São fatores de risco relevantes para câncer de mama: ter apresentado antecedente de câncer na
mama contralateral e ter sido submetida a exérese de fibroadenoma na mesma mama durante a
adolescência
B) O laudo mamográfico de “BI-RADS® zero” deve tranquilizar a paciente, pois frente a este resultado
é possível o seguimento anual conforme se pratica na rotina para as demais pacientes
C) São achados mamográficos classificados como “BI-RADS® 5” as lesões radiopacas caracterizadas
como “massas espiculadas irregulares” e como “microcalcificações lineares”
D) São fatores de risco epidemiológico para o câncer de mama a menarca tardia, primiparidade
antes dos 30 anos, menopausa precoce, índice de massa corpórea inferior a 20 e uso de DIU

Questão 64
Assinale abaixo a alternativa que apresenta uma orientação adequada para paciente que busca
orientação contraceptiva, é adolescente de 15 anos, menarca há 3 anos, e os pais desconhecem que
ela já pratica o coito:

A) Contracepção hormonal, preferencialmente um LARC, possivelmente associado acondom


B) Métodos naturais ou rítmicos, como Billings ou “tabelinha” (Ogino-Knaus)
C) Uso exclusivo de preservativo masculino
D) Pílula do dia seguinte, apenas quando ela realizar coito

Questão 65
Como responder à mãe da adolescente da questão anterior, que telefonou para a UBS pedindo a você
informações sobre o motivo da consulta de sua filha menor de idade com um médico ginecologista.

A) Você comenta com a mãe que a filha está mantendo relações sexuais, por isso mesmo você a
orientou a usar contracepção
B) Você solicita que a mãe compareça à UBS para assinar termo de consentimento de uso de método
contraceptivo em adolescente
C) Você fala para a mãe que está impedido de conversar esse assunto, recomendando-lhe que
procure conversar diretamente com sua filha
D) Você encaminha ambas, mãe e filha, para a coordenação da Unidade Básica de Saúde, onde
deverão receber orientação sobre conflitos

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 20


Questão 66
Foi admitida pelo médico que está na “porta” do Pronto Socorro uma paciente de 21 anos, com dor
pélvica súbita, seguida de lipotimia e dor irradiada para ombro direito. Ao exame físico a paciente
apresenta-se pálida, afebril, com posição antálgica dobrando o tronco sobre os joelhos. Ao exame
clínico, deitada, a PA é de 100/60mmHg, mas cai para 80/40mmHg quando a paciente fica em
pé. Nesse momento a paciente refere “tontura” e sensação de desmaio. O abdome está dolorido
difusamente, com descompressão brusca positiva, e não se percebe visceromegalia justamente pela
defesa muscular do abdome. Ela é nuligesta, tem ciclos menstruais espontâneos, não usa contracepção
e refere dispareunia nos últimos dias. Ao exame ginecológico há pequeno sangramento na vagina,
colo sem lesões e dor na tração lateral do colo uterino. Você é o médico ginecologista da retaguarda.
Qual deve ser seu próximo passo?

A) Solicitar tomografia de abdome


B) Solicitar hemograma
C) Solicitar beta-HCG
D) Solicitar ultrassom obstétrico com Doppler

Questão 67
A Sra. Alice teve sua menopausa aos 51 anos e nunca teve nenhum sintoma de climatério parecido
com o que suas amigas da mesma idade relataram. Ela é tabagista (20 cigarros/dia, desde seus 17
anos), usou corticosteroides desde muito jovem por causa de asma brônquica, seu IMC é 18,02 e
sua mãe e avó faleceram de complicações após fratura de colo do fêmur. Hoje ela tem 53 anos e sua
densitometria óssea apresentou Z-score de -2,6. Assinale a alternativa CORRETA sobre como deve
ser a condução deste caso pelo ginecologista.

A) Indicar tratamento hormonal a base de tibolona, pois ele determinará ganho de densidade mineral
óssea junto com outros benefícios sistêmicos
B) Indicar o uso de drogas formadoras de osso (alendronato ou risendronato) junto com tratamento
hormonal com esteróides ovarianos
C) Contraindicar tratamento hormonal estroprogestativo porque a paciente fumante tem proibição
de usar hormônios
D) Contraindicar o uso sistêmico de drogas hormonais, orientando a paciente que use exclusivamente
fitoesteróides (isoflavona de soja, por exemplo)

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 21


Questão 68
Mariana usa uma associação de etinilestradiol 30 mcg com gestodeno 75mcg. Comparece à consulta
reclamando que recentemente, nos últimos 6 meses, sempre nos comprimidos finais da cartela
de pílula um pouco antes de menstruar, apresenta prurido genital, disúria e uma “umidade” que
mancha sua roupa íntima. Seu namorado também sente ardor transitório na glande alguns dias
após o coito. Assinale a alternativa com a ASSOCIAÇÃO CORRETA de prováveis achados clínicos,
hipótese diagnóstica e prescrição para essa paciente:

A) O pH da vagina estará <5,0, o teste das aminas será negativo, o exame a fresco irá caracterizar
a presença de inúmeras células inflamatórias e protozoários com mobilidade ativa. Você deve
prescrever Ibandronato de sódio
B) O pH da vagina estará >6,0, o teste das aminas será positivo, o exame a fresco irá caracterizar
‘coilócitos’. Você irá prescrever vacina anti-HPV, no esquema habitual de 2 doses
C) O pH da vagina estará < 5,0, o teste das aminas será negativo, o exame a fresco do conteúdo
vaginal revelará a presença de hifas. Você prescreverá itraconazol em doses repetidas nos próximos
meses
D) O pH da vagina estará >6,0, o teste das aminas será positivo, a bacterioscopia pelo Gram NÃO irá
detectar bacilos Gram-negativos. Você prescreverá penicilina benzatina

Questão 69
Na ‘carteirinha de pré-natal’ de Angelina, que é primigesta, observou-se as marcações abaixo
relacionadas:
Idade Peso(Kg) Pressão arterial Altura uterina BCF/ MF Observações
gestacional (mmHg)
12 3/7 sem 72,600 94/60 6 cm -/- Náusea/ vômito
16 3/7 sem 73,500 100/62 11 cm +/-
21 2/7 sem 75,000 102/74 20 cm +/+
26 sem 76,800 98/60 25 cm +/+
32 2/7 sem 79,100 120/64 33 cm +/+
35 1/7 sem 82,500 130/84 35 cm +/+ Edema MMII ++/++++
38 sem 89,300 140/100 34 cm +/+ Edema MMII +++/++++

Assinale a alternativa CORRETA do que é possível concluir a partir dos dados acima:

A) Na primeira consulta (12 3/7 semanas) seria fundamental solicitar o exame Dopplerfuxométrico
placentário para avaliar a segunda onda de invasão trofoblástica
B) Entre os exames deste pré-natal deveria ter sido incluído a sorologia para citomegalovírus
(Imunoglobulinas do tipo G e M) porque a evolução clínica é compatível com esta infecção
C) Existem evidências clínicas compatíveis com macrossomia fetal, provavelmente por gemelaridade
monozigótica monocoriônica
D) Com o objetivo de avaliar a razão do ganho de peso exagerado nas últimas consultas, é indicado
solicitar Proteinúria de 24 horas na consulta de 38 semanas

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 22


Questão 70
Neuza é gestante de 12 semanas, mora em Sorocaba/SP e é casada com Lúcio, motorista de
caminhão. Retornando de viagem ao Estado de Pernambuco, Lúcio apresentou quadro de exantema
maculopapular, febre baixa, artralgia, mialgia, dor de cabeça e hiperemia conjuntival não purulenta e
sem prurido, edema nas pernas, dor de garganta, tosse e vômitos. Procurou o serviço de saúde que
suspeitou de zika. Assinale a alternativa CORRETA entre as abaixo relacionadas:

A) A paciente não precisa ficar preocupada, pois já passou o primeiro trimestre da gestação
B) Deve-se recomendar que o contato sexual somente seja permitido com o uso do preservativo
masculino
C) A paciente não pode receber repelentes a base de n-Dietil-metatoluamida (DEET), por seu
potencial teratogênico
D) Há indicação de soroterapia hiperimune para possíveis contactantes de indivíduo com zika, como
é o caso da gestante Neuza

Questão 71
Com idade gestacional de 15 semanas Alaíde apresentou eliminação de líquido pela vagina, seguido
de sangramento vaginal progressivo, culminando com a eliminação de concepto vivo que faleceu
alguns minutos após o processo. Ela já havia apresentado perda fetal anterior com 20 semanas
e outra com idade gestacional de 21 semanas; todas estas situações clínicas foram parecidas.
Dessa forma, ela não tem nenhum filho vivo. Como antecedentes relevantes a paciente relata ter
hipotireoidismo, controlado com levotiroxina 25mcg (último TSH=1,28um/L, padrão normal de 0,3
a 4,0um/L) e ter apresentado Lesão Intraepitelial de Alto Grau, tratada cirurgicamente há 5 anos.
Assinale a alternativa CORRETA frente a essa situação clínica:

A) Provavelmente existe uma incompatibilidade ABO-Rh entre Alaíde e seu parceiro. Será necessária
a imunoprofilaxia com vacina anti-Rh
B) Aparentemente o diagnóstico sugere quadro de incompetência istmo-cervical uterina. Será
importante avaliar o comprimento do colo uterino
C) Perdas fetais progressivas, do tipo que Alaíde apresenta são características de provável trissomia
do cromossoma 21. Será necessário solicitar o cariótipo dos pais
D) O hipotireoidismo se associa a perdas fetais com as características descritas acima,
independentemente de estar compensado

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 23


Questão 72
Marilda deu à luz por parto cesárea há 8 dias e há 2 dias apresenta quadro clínico de febre
(temperatura axilar 39,3ºC) intermitente há 1 dia, mal-estar geral, dor abdominal e inapetência.
Está muito chorosa, não consegue dormir direito e encontra dificuldades para oferecer lactação em
quantidade satisfatória para seu bebê. Nega sintomas urinários. Tem dor na cicatriz cirúrgica. Ao
exame físico, além do comprometimento no estado geral da paciente e a febre, ela tem distensão
abdominal, mas a cicatriz operatória está em bom estado, o exame ginecológico revelou eliminação
de lóquios em pequena quantidade e fétidos. Ao toque bimanual o colo uterino está permeável, e
o útero encontra-se subinvoluído, amolecido e bastante doloroso. Assinale a alternativa CORRETA,
que inclui CONDIÇÕES PREDISPONENTES para o problema apresentado por essa paciente:

A) Trabalho de parto prolongado, toques vaginais repetidos, parto cesárea


B) Rotura prematura de membranas, placenta fúndica, cesárea eletiva
C) Elevado nível socioeconômico da paciente, uso de antibioticoterapia profilática, pré-eclâmpsia
D) Primiparidade, colecistopatia calculosa, antecedente pessoal de plástica mamária

Questão 73
Paciente é admitida no setor de urgência de maternidade com quadro hemorrágico que surgiu há
algumas horas. Ela está grávida de 31 semanas, é sua 4ª gestação, deu à luz todas as vezes por parto
cesárea, sendo que seu último parto foi há 2 anos. Ao exame físico a pressão arterial da paciente está
estável, em 100/80mmHg; altura uterina de 30cm, concepto em apresentação pélvica, frequência
cardíaca fetal de 144bpm, movimentação fetal evidente, fácil palpação e, ao exame especular,
percebe-se sangramento ativo através do orifício externo do colo uterino, com sangue vermelho
rutilante. A paciente, apesar de muito assustada não tem dor e nega sangramento semelhante
anteriormente. Assinale abaixo a hipótese diagnóstica:

A) Mola Hidatiforme
B) Placenta Prévia
C) Descolamento Prematuro de Placenta
D) Rotura Uterina

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 24


Questão 74
São peculiaridades do denominado “quarto período do parto”, EXCETO:

A) Ser posterior à dequitação placentária;


B) Redistribuição volêmica, porque se reduz o desvio de sangue para o útero;
C) Redução da compressão exercida pelo útero sobre os vasos pélvicos;
D) Ausência de contratilidade uterina, com relaxamento das artérias uterinas.

Questão 75
Gestante com 22 semanas que, nos exames de rotina do segundo trimestre apresentou VDRL (+) até
1:64, sem nenhum sintoma, e sem nenhuma alteração na evolução obstétrica até então (altura uterina
compatível com idade gestacional, ganho de peso adequado, BCF (+) e rítmico). Fez ultrassonografia
morfológica de segundo trimestre com 22 ½ semanas e não há alteração fetal detectável. Perante
esse quadro clínico, assinale a alternativa CORRETA, que indica a conduta a ser tomada:

A) Prescrever eritromicina, pelo risco de reação à penicilina benzatina e tratar o concepto após o
nascimento;
B) Como não há evidências de comprometimento fetal, é possível adiar o tratamento até se repetir
o exame em 3 semanas;
C) Internar a paciente e tratar imediatamente com penicilina cristalina intravenosa na dose de 5
milhões de Unidades;
D) Prescrever Penicilina Benzatina 2,4 milhões de UI, por via IM. Repetir essa dose em uma semana,
mesmo sem fazer o FTA-Abs.

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 25


Questões dissertativas
Você deverá respondê-las no caderno de questões, utilizando as linhas disponíveis.
Fique atento ao local destinado.

A Temperatura corporal normalmente varia pouco ao longo do dia, uma vez que é controlada
pelo centro termorregulador do hipotálamo. Sob a influência deste centro, a temperatura
corporal tende a ser estável, sendo o excesso de calor produzido dissipado através da pele e
dos pulmões. A febre, elevação da temperatura corporal acima da média diária, é um achado
clínico característico de muitas infecções e/ou doenças auto-imunes ou inflamatórias.
Desde a Antiguidade, reconhece-se que a febre deve ser vista com preocupação e que deve
sempre ser investigada e/ou explicada.

Com base na importância da febre como sinal de anormalidade, responda as questões


referentes às situações (A, B, C, D, E) apresentadas a seguir:

SITUAÇÃO A / CLÍNICA MÉDICA

Um paciente do sexo masculino, de 42 anos com diagnóstico de leucemia mielóide aguda M4, recebeu
o segundo ciclo de quimioterapia de indução há 12 dias. Hoje deu entrada na Unidade Regional de
Emergência (URE), proveniente de sua casa, com quadro de febre aferida de 39,5ºC há 2 horas.
Afirma que já apresentou quadro febril semelhante há aproximadamente 2 meses, com início 15 dias
antes do diagnóstico da leucemia e continuou com febre no período de internação inicial, completando
32 dias com febre diária com temperatura aferida entre 38ºC e 39,5ºC. Afirma também que após o
início do primeiro ciclo de quimioterapia, permaneceu 22 dias com contagem absoluta de neutrófilos
inferiores a 200/mm3.
Ao exame físico, orofaringe sem hiperemia ou lesões orais, ausculta pulmonar e cardíaca dentro dos
parâmetros de normalidade, sem sangramentos cutâneos ou mucosos, sem lesões de pele, inclusive na
área de implantação do cateter venoso de longa permanência. Dados vitais: T=39,40C, PA=96/58 mmHg,
FR=30RPM, FC=108bpm.
Investigação preliminar na URE mostrou: Hemoglobina 9g%, Hematócrito 27%, Leucócitos=1200/mm3,
Neutrófilos=200/mm3, Plaquetas= 35.000/mm3; Creatinina=1,0mg/dL; Proteina C Reativa= 65g/L.

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 26


A - Rx de tórax com sinais de consolidações multifocais B - Tomografia de Tórax com múltiplas áreas de
bilaterais com cavitação em algumas lesões, sem consolidação e opacidade em vidro fosco, sugerindo
derrame pleural. Área cardíaca dentro dos parâmetros sinal do halo.
de normalidade.

Considerando o caso descrito na Situação A, responda as perguntas abaixo, utilizando as


linhas disponíneis:

A) Esse paciente tem uma neutropenia febril. Sabe-se que muitas infecções podem ser responsáveis
por esta condição. Em nosso paciente, com base nos exames de imagem e na história clínica, quais
seriam as possibilidades etiológicas para a infecção? Comece sua resposta pela mais provável.

B) Quais são os métodos diagnósticos que devem ser feitos para comprovação diagnóstica da
infecção?

C) Além das medidas gerais, como hidratação, anti-térmicos, oferta de oxigênio, etc, o que mais
deve ser prescrito rapidamente para o paciente em questão? Especifique o que você acha que deve
ser prescrito e justifique.

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 27


SITUAÇÃO B / CIRURGIA GERAL

Um homem de 67 anos, sem antecedentes pessoais relevantes, iniciou, 4 dias antes da internação,
um quadro clínico de febre (picos diários de 38,5ºC), com calafrios e prostração. Referia ainda dor
no QSD – quadrante superior direito do abdome, com flutuações de intensidade, náuseas e vômitos.
Com o agravamento do quadro clínico, procurou a URE – CHS. Ao exame físico, apresentava-se
prostrado; febril (38,5ºC); escleróticas ictéricas; abdome flácido, doloroso à palpação profunda do
QSD, sem dor à descompressão, com a borda hepática palpável 4cm abaixo do rebordo costal
direito, de consistência dura e superfície irregular. Apresentava ainda: leucocitose (16.000x106/L)
com neutrofilia (94%), trombocitopenia (95.000x106/L), PCR elevada (148mg/L), aumento das
transaminases (ALT 170UI/L; AST 179UI/L) e dos parâmetros de colestase (FA 265 UI/L; GGT 277
UI/L), hiperbilirrubinemia (total 2,9mg/dl; direta 2,3mg/dl), e hipoalbuminemia (2,5g/dl), com provas
de coagulação normais. A ultrassonografia apresentava: hepatomegalia com contornos bocelados e
ecoestrutura heterogênea, com padrão micronodular; VB não dilatadas; vesícula biliar com parede
discretamente espessada, barro biliar, sem litíase.

Em relação à Situação B:

A) Qual é o próximo exame de imagem?

B) Qual é o diagnóstico mais provável?

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 28


SITUAÇÃO C / PEDIATRIA

Mariana 8 meses de idade, sem nunca ter apresentado patologia anterior, com peso e estatura
adequados para a idade é levada ao PA por estar apresentando febre de 38,5ºC há 2 dias. Sua mãe
Francisca informa que a criança quando está sem febre se alimenta e se comporta normalmente. A
febre cede quando administra 5 gotas de dipirona, mas após algumas horas a febre volta e a criança
fica chorosa e irritada. Está com a vacinação em dia. Ao examiná-la Dra. Fernanda não encontra
nenhuma anormalidade no exame físico além da febre. Solicita exames laboratoriais: Hemograma e
Urina Tipo I. No dia seguinte a mãe retorna com a criança e os resultados de exame estão normais.
Ela informa que a febre cedeu e a criança está apresentando “manchas avermelhadas” na pele que
se iniciaram no tronco, e se espalharam pela face e pelos membros. Dra. Fernanda ao examiná-la
nota que as lesões descritas pela mãe são múltiplas pequenas manchas avermelhadas, de 0,5cm
algumas planas e outras com discreto relevo.

Qual a hipótese diagnóstica mais provável baseando-se nos sintomas descritos e na idade da
criança.

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 29


SITUAÇÃO D / MEDICINA PREVENTIVA E SOCIAL

Em visita ao domicilio do Sr. João, paciente que apresenta sequela provocada por AVC, o Dr. Antonio
soube que Luis, filho do Sr. João, é caminhoneiro e voltou de viagem ao Rio de Janeiro e Nordeste há
2 dias. Luis tem 34 anos de idade e está reclamando de muita dor no corpo, dor de cabeça, dor atrás
dos olhos, falta de apetite e muito cansaço. No exame, o Dr. Antonio verificou que Luis apresentava
temperatura axilar de 38,5°C, Pressao Arterial (medida na posição sentado) sistólica de 120mmHg e
diastólica de 80mmHg, e Prova do Laço negativa.

Quais são as medidas de saúde coletiva que devem ser aplicadas nesse caso?

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 30


SITUAÇÃO E / GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

Ana Maria, 21 anos, procurou atendimento em Unidade de Urgência porque sente “febre e mal-
estar geral há 2 dias”. Ela teve menarca aos 12 anos, coitarca aos 15 anos, nunca usou métodos
contraceptivos, mas também nunca engravidou. Não pode usar preservativo nas relações sexuais
porque é “alérgica” ao látex. Ela trabalha como empregada doméstica e, há algumas semanas,
passou a se relacionar sexualmente com o filho de sua patroa, que tem 17 anos. Ela também tem um
namorado de 35 anos, com quem se encontra aos finais de semana. Seus ciclos menstruais costumam
ser regulares com intervalo de 28 dias, duração de 4 dias e fluxo de intensidade moderada. Teve a
última menstruação iniciada há 14 dias, o sangramento já havia se encerrado completamente, mas
um pouco antes de ter a febre, teve dor na barriga e apresentou escape sanguíneo via vaginal. Hoje
passou muito mal, com dores e distensão abdominais, ardor urinário e corrimento vaginal branco,
sem odor e sem prurido. Ao exame físico geral verifica-se temperatura de 38,7ºC, regular estado
geral, dispneia e palidez. Como achados positivos do exame físico ginecológico há timpanismo,
dor à palpação e defesa muscular em todo o abdome, com descompressão brusca dolorosa em
hipogástrio. Ao exame especular, o conteúdo vaginal é abundante, branco-amarelado, oriundo do
canal cervical, e não há sinais inflamatórios na vagina e ectocérvice. Ao toque bimanual, a paciente
tem dor à tração lateral do colo uterino e empastamento anexial. O útero é de difícil avaliação, pela
defesa abdominal. A respeito do que está ocorrendo com Ana Maria:

1) Cite quatro hipóteses diagnósticas prováveis para o diagnóstico diferencial desse quadro
clínico:

A)

B)

C)

D)

2) Solicite dois exames subsidiários para dirimir suas dúvidas:

Exame 1:_____________________________________________________________

Exame 2:_____________________________________________________________

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 31


DIAGRAMAÇÃO E DESIGN - DTI NMD

COORDENADORIA
DE VESTIBULARES
E CONCURSOS

Residência Médica 2018 - ESPECIALIDADES: ÁREA BÁSICA E ACESSO DIRETO Página 32