Anda di halaman 1dari 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS


DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA

PLANO DE ENSINO
I. IDENTIFICAÇÃO

Curso: Psicologia Semestre: 2012/1 Turma: 01319


Disciplina: PSI 7102 História da Psicologia Horas/aula semanais: 4 Horário: 048204
Professor: Kleber Prado Filho e-mail: kleberprado.psi@gmail.com
Horas de PPCC: Oferta para os cursos:
Pré-requisitos:

II. EMENTA
Bases filosóficas e científicas do nascimento da Psicologia. Matrizes estruturalistas e funcionalistas na
formação do pensamento psicológico. Psicologia aplicada, escolas e teorias psicológicas. História da
Psicologia no Brasil, América Latina e condições sócio-históricas no contexto mundial.

III. TEMAS DE ESTUDO

Unidade 1: O processo histórico de constituição do pensamento psicológico e da Psicologia


Condições socioculturais no surgimento da Psicologia; influências filosóficas na formação do pensamento
psicológico; matrizes biológicas na formação do pensamento psicológico; a Psicologia no século das luzes; a
Psicologia no pensamento alemão do século XIX e o desenvolvimento da Psicologia no campo científico e
seu papel político no século XX.
Unidade 2: A evolução histórica das escolas de pensamento
Grandes orientações teóricas em Psicologia contemporânea.
Psicanálise; Psicodrama; Gestalt-terapia; Abordagem Existencial-fenomenológica; Sistêmica,
Comportamentalismo, Reich.
Unidade 3: A história da Psicologia na contemporaneidade
História e especificidades culturais dos diferentes fazeres psicológicos na América Latina e no Brasil;
concepções e desdobramentos conceituais da Psicologia no contexto latinoamericano.

IV. OBJETIVOS

1. Compreender o processo histórico de surgimento do pensamento psicológico ;


2. Entender o advento e consolidação da Psicologia como disciplina científica ;
Diferenciar estruturalismo e funcionalismo, bem como seus desdobramentos na formação das
3.
teorias e práticas psicológicas contemporâneas ;
Entender as principais características históricas na formação dos conceitos fundamentais das
4.
grandes orientações teóricas ;
Relacionar aspectos da psicologia brasileira e latinoamericana com a produção científica no
5.
contexto mundial.

V. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E CRONOGRAMA

AULA DATA ATIVIDADES


1 07/03 Apresentação e discussão do plano de ensino. Introdução à disciplina e ao estudo da
História da Psicologia.
2 21/03 Uma apresentação da psicologia contemporânea. Na verdade, são muitas
psicologias... (Texto nº 1)
3 28/03 Condições de possibilidade para um pensamento psicológico na Antiguidade grega :
Sócrates, Platão, Aristóteles, Epicuro. (Texto n° 2)
4 04/04 A interiorização cristã como condição de possibilidade para um conhecimento
psicológico. O renascimento como sinal de esgotamento do mundo feudal e do
predomínio da cultura cristã e o centramento no humano.
5 11/04 Modernidade: revolução copernicana, Iluminismo, racionalismo. O lugar de
Descartes no pensamento moderno. A emergência do problema da subjetividade
como condição de possibilidade para o surgimento de uma Psicologia científica.
(Atividade extraclasse com o texto nº 3 para avaliação)
6 18/04 O nascimento da psicologia no final do século XIX : duplas ligações com a biologia
e as ciências humanas. Relações com a psicanálise. O lugar de Wundt.
Funcionalismo, estruturalismo e associacionismo. (Texto nº 4)
7 25/04 O behaviorismo e o estudo do comportamento. (Texto nº 5)
8 02/05
O cognitivismo e o estudo da consciência. (Texto nº 6)
9 09/05 Avaliação coletiva da disciplina.
10 16/05 Discussão da avaliação coletiva.
11 23/05 A psicologia da gestalt e o problema do campo psicológico. (Texto nº 7)
12 30/05 A psicanálise e o declínio do modelo biológico. (Texto nº 8)
13 06/06 Temas contemporâneos em psicologia: problematização da subjetividade.
14 13/06 Temas contemporâneos em psicologia: problematização da loucura.
15 20/06 Campos de prática psicológica e aspectos éticos do exercício da profissão.
16 27/06 A psicologia e o sujeito psicológico são questões modernas, do século XX.
17 04/07 Encerramento e avaliação final da disciplina.
18 Carga horária a ser compensada com atividade extraclasse de trabalho conclusivo.

VI. MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO

a) Aulas expositivas-dialogadas ;
b) Debates ;
c) Seminários e atividades de grupos ;
d) Palestras ;
e) Estudos bibliográficos e/ou pesquisas ;

VII. AVALIAÇÃO

Serão utilizadas as seguintes verificações de aprendizagem:


Avaliação 1: Trabalho escrito sobre o texto nº3, realizado em equipe como atividade extraclasse.
Avaliação 2: Trabalho individual escrito, entregue ao final da disciplina .

A nota final (NF) será o resultado do cálculo indicado a seguir:

Nota 1 + Nota 2
___________________________________
2

NOVA AVALIAÇÃO
Conforme previsto no artigo 70, parágrafo 2° da Resolução 017/Cun/97, a qual dispõe sobre o Regulamento dos Cursos
de Graduação da UFSC, terá direito a uma nova avaliação, no final do semestre, o aluno com freqüência suficiente (FS)
e média das notas de avaliações do semestre entre 3,0 (três) e 5,5 (cinco vírgula cinco), exceto nas disciplinas que
envolvam Estágio Curricular, Prática de Ensino e Trabalho de Conclusão do Curso ou equivalente, ou disciplinas de
caráter prático que envolvam atividades de laboratório ou clínica definidas pelo Departamento e homologados pelo
Colegiado de Curso, para as quais a possibilidade de nova avaliação ficará a critério do respectivo Colegiado do Curso.

A nota final do aluno considerando a nova avaliação, de acordo com Artigo 71, parágrafo 3 o, será calculada através da
média aritmética entre a média das notas das avaliações parciais e a nota obtida na Nova Avaliação.

VIII. REFERÊNCIAS BÁSICAS

ANTUNES, Mitsuko A. M. (org.) “História da Psicologia no Brasil – primeiros ensaios” Rio de Janeiro:
EdUER: CFP, 2004.
BOCK, A; FURTADO, O & TEIXEIRA, M.L.T. “Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia” São
Paulo, Saraiva, 2002.
BROSEK, J. & MASSIMI, M (orgs.) “Historiografia da Psicologia Moderna” São Paulo, Ed. Loyola, 1998.
DEBORD, G. “A sociedade do espetáculo” Rio de Janeiro, ed. Contraponto, 1997.
a
FARR, R.M. “As raízes da Psicologia Social Moderna (1872-1954)” 3 . ed. Petrópolis, RJ, Ed. Vozes, 2000.
a
FIGUEIREDO, L.C. “Matrizes do Pensamento Psicológico” 8 .ed. Petrópolis, RJ, ed. Vozes, 1991.
a
FIGUEIREDO, L.C. & SANTI, P.L.R. “Psicologia: uma (nova) Introdução” 2 .ed., São Paulo: Educ, 2000.
FOUCAULT, M. “Problematização do sujeito: Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise” Rio de Janeiro, Forense
Universitária, 1999.
HAHNER, J. “Pobreza e política: os pobres urbanos no Brasil – 1870/1920”. Brasília, EDUNB - Ed.
Universidade de Brasília, 1993.
MASSIMI, M. & GUEDES, M.C. (orgs.) “História da Psicologia no Brasil: novos estudos” São Paulo: Ed.
Cortez, EDUC, 2004.
a
MUELLER, F.L. “História da Psicologia” 2 .ed., São Paulo, Cia Ed. Nacional, 1978.
a
PAZZINATO, A. L. & SENISE, M.H.V. “História Moderna e Contemporânea” 6 .ed., São Paulo, ed. Ática,
1997.
POLITZER, G. “Crítica dos fundamentos da Psicologia” Piracicaba, SP, UNIMEP, 1998.
SCHULTZ, D.P. & SCHULTZ, S.E. “História da Psicologia Moderna” [tradução da 8ª. Edição norte-americana]
São Paulo: ed. Thomson Learning, 2007.
a
WERTHEIMER, M. “Pequena história da Psicologia” 8 .ed., São Paulo: Ed. Nacional, 1989.