Anda di halaman 1dari 3

EXERCÍCIOS SOBRE PONTUAÇÃO

PONTUAÇÃO É A UTILIZAÇÃO DE SINAIS GRÁFICOS PARA AUXILIAR A COMPREENSÃO DA LEITURA.


OS SINAIS DE PONTUAÇÃO SÃO:
 (.) PONTO FINAL: QUE APONTA O FINAL DE UMA FRASE.
 (,) VÍRGULA: INDICA UMA PAUSA NA LEITURA.
 (;) PONTO-E-VÍRGULA: APONTA UMA PAUSA MAIOR QUE UMA VÍRGULA.
 (:) DOIS PONTOS: É USADO PARA INICIAR UMA EXPLICAÇÃO.
 (?) PONTO DE INTERROGAÇÃO: É COLOCADO NO FINAL DA FRASE E INDICA UMA PERGUNTA.
 (!) PONTO DE EXCLAMAÇÃO: MOSTRA ESPANTO, ADMIRAÇÃO, SURPRESA, ETC.
 ( – ) TRAVESSÃO: USAMOS NO INICIO DE DIÁLOGOS OU PARA DESTACAR PARTES DE UMA
FRASE.

1 – Pontue a frase abaixo e descubra o seu real significado:

Um fazendeiro tinha um bezerro e a mãe do fazendeiro também era o pai do bezerro.


2 – Um soldado foi convidado para a guerra e recebeu o seguinte telegrama (é bom lembrar que em telegramas as
palavras não são acentuadas):

IRAS VOLTARAS NÃO MORRERAS.


Acentue e pontue a frase acima de forma que se tenham duas interpretações – uma favorável e outra desfavorável ao
soldado:

a) Favorável: ____________________________________________________________________________
b) Desfavorável: __________________________________________________________________________

3 – Pontue de duas maneiras distintas de forma a obter sentidos diferentes para o texto abaixo:

a) Carolina nossa secretária comprou um automóvel.

b) Carolina nossa secretária comprou um automóvel.

4-Leia o desafio e responda:

5 - O Mistério da Herança

Um homem rico estava muito mal, agonizando. Dono de uma grande fortuna, não teve tempo de fazer o seu testamento.
Lembrou, nos momentos finais, que precisava fazer isso. Pediu, então, papel e caneta. Só que, com a ansiedade em que estava
para deixar tudo resolvido, acabou complicando ainda mais a situação, pois deixou um testamento sem nenhuma pontuação.
Escreveu assim:
'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro
nada dou aos pobres.'

Morreu, antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a fortuna? Eram quatro concorrentes.
O objetivo deste exercício é que cada um traga a fortuna para o seu lado. Ou seja, a partir de agora, você agirá como se fosse o
advogado de cada um dos herdeiros (a irmã, o sobrinho, o padeiro e os pobres).
Ao final do exercício, o professor divulgará como deveria ficar cada um dos textos.

Resposta:

1) O sobrinho fez a seguinte pontuação:


Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito :


Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

3) O padeiro puxou a brasa pra sardinha dele:


Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

4) Então, chegaram os pobres da cidade. Espertos, fizeram esta interpretação:


Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais ! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos
pobres.