Anda di halaman 1dari 11

CLIENTE: A.P.R.

:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 1 de -8Página
PAGE:
110/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

1.  Uso de  Ferramentas  Lesões pessoais C I 4  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;


ferramentas inadequadas; de graus  Inspecionar as ferramentas antes e durante o uso;
manuais  Ferramentas com variados;  Utilizar somente ferramentas em perfeitas condições;
defeitos;  Danos  Utilizar ferramentas adequadas;
 Uso impróprio; materiais.  Não fazer improviso;
 Distração;  Utilizar os EPI´s necessários para as atividades;
 Ferramentas  Isolamento da área;
improvisadas;  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
 Falta de inspeção. munidos de apitos para serem acionados em situações de
emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.
2-  Serviço de  Falta de utilização  Doenças C I 4  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
pintura com de EPI´s adequado pulmonares  Fazer o uso correto dos EPI´s indicados para a atividade tais
utilização de para execução dos decorrentes à como: máscara com filtro, luvas de PVC, óculos de proteção,
tintas e solventes serviços; inalação de dentre outros;
 Risco de incêndio; vapores  Aplicar procedimento e instruções técnicas adequadas;
expelidos pelas  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
tintas e munidos de apitos para serem acionados em situações de
solventes; emergência;
 Doenças de pele  Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
provocadas pelo imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.
contato de tintas
e solventes;
 Danos nos
olhos.

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 2 de -8Página
PAGE:
210/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

3-  Serviços  Descarga elétrica;  Danos pessoais C III 2  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
próximos a redes  Choque elétrico; de graus  Verificar a altura do equipamento antes da passagem do
de energia variados; mesmo debaixo de redes elétricas;
elétrica  Queimaduras;  Detectar as interferências através de planta subterrânea antes
 Danos de iniciar as atividades;
materiais;  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
 Morte. munidos de apitos para serem acionados em situações de
emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.

4-  Trabalhos em  Quedas de diferença  Lesões pessoais C III 2  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
altura acima de 2 de nível; graves e/ou  Utilização de andaime conforme NR-18;
Mts  Falta de andaime; morte;  Utilização dos EPI´s tais como: cinto de segurança do tipo
 Não utilização de pára-quedista, capacete com jugular, dentre outros;
cinto de segurança  Ações de controle em funcionários hipertenso (aferição de
do tipo pára- pressão arterial);
quedista;  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
 Falta de munidos de apitos para serem acionados em situações de
treinamento; emergência;
 Falta de atenção;  Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
 Utilização de cabo imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.
guia na estrutura;
 Descumprimento
das normas e
procedimentos.

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 3 de -8Página
PAGE:
310/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

5-  Serviços em rede  Choque elétrico;  Danos pessoais C III 2  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
elétrica  Falta de de graus  Utilização de EPI´s adequado para a atividade;
aterramento; variados e/ou  Em casos de serviços em alta tensão, utilizar luva adequada;
 Funcionário não morte.  Certificar-sede que todos os disjuntores estejam desligados;
qualificado;  Realizar os serviços com profissional habilitado e qualificado
 Descarga elétrica. conforme item 10.8.2 e 10.8.3 da NR 10;
 O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
munidos de apitos para serem acionados em situações de
emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.
6-  Carregamento e  Falta de amarração  Lesão pessoal B III 3  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
descarregamento dos materiais; de graus  Certificar-se de que a fixação e amarração da carga estão
de materiais de  Fixação inadequada variados; seguras;
grande porte dos acessórios;  Perda de  Usar EPI´s apropriados a atividade;
 Falta de isolamento da material;  Supervisão e orientação do encarregado/Téc.Seg.Trabalho
área;
 Impacto durante a atividade ;
 Falta de manutenção
ambiental;  Isolamento da área;
em cabos e acessórios
de guindaste e  Atraso no  Utilização de cabo guia ;
caminhão munck; cronograma.  Fazer inspeção diária nos equipamentos;
 Contaminação do solo  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
devido a vazamento munidos de apitos para serem acionados em situações de
de óleo/lubrificante emergência;
dos equipamentos;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
 Falta de cabo guia;
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.
 Improviso.

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 4 de -8Página
PAGE:
410/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

7-  Transporte  Levantamento de  Entorse; B II 3  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;


manual de peso de forma  Lombalgia;  Orientação sobre técnicas de levantamento de pesos e noções
materiais de inadequada;  Dores de ergonomia;
pequeno porte  Postura inadequada; musculares;  O levantamento manual ou semi-mecanizado de cargas deve
 Esforço excessivo  Dores na ser executado de forma que o esforço físico realizado pelo
durante a execução coluna; trabalhador seja compatível com a sua capacidade de força;
das atividades.  Lesões.  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
munidos de apitos para serem acionados em situações de
emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.

8-  Descarga  Atividades em dias  Morte; C III 2  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
atmosférica chuvosos e  Perda material.  Ao sinal de intempérie (mal tempo, chuva forte, vento e
nublados. outros) suspender as atividades de imediato rigorosamente;
 Não se abrigar em locais próximos a fontes geradoras de
energia elétrica ou debaixo de árvores;
 A equipe deverá estar munida de equipamentos de
comunicações (rádio/celular).
 Ao sinal de intempérie (mal tempo, chuva forte, vento e
outros), todos os funcionários deverão se recolher para o local
de abrigo mais próximo;
 O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar munidos de
apitos para serem acionados em situações de emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar imediatamente o
fluxograma de atendimento à emergências.

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 5 de -8Página
PAGE:
510/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

9-  Descarte  Desconhecimento  Poluição do C I 4  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;


irregular de das normas da meio ambiente;  Promover a coleta e descarte adequado dos resíduos;
resíduos. empresa;  Proliferação de  Controle de zoonoses;
Manipulação de  Falta de sinalização; animais  Treinar um colaborador específico para ser um multiplicador
materiais  Falta de nocivos; de conhecimento;
plásticos, conscientização;  Risco de  Atender as normas e os procedimentos da empresa;
orgânicos,  Falta de contaminação  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
metais, papeis, treinamento. em pessoas e munidos de apitos para serem acionados em situações de
etc. animais. emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar
imediatamente o fluxograma de atendimento à emergências.

10-  Trabalhos a céu  Exposição contínua  Insolação; B I 3  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
aberto aos eventos da  Resfriados;  Utilização de EPI´s tais como: protetor solar, uniforme
natureza tais como  Doenças adequado, óculos de segurança, capacete de segurança,
(sol, névoa, frio) pulmonares tais protetor auricular, luvas, calçado de segurança, perneira,
como: dentre outros;
bronquite;  Inspecionar o local de trabalho antes da atividade verificando
 Desidratação. se há animais peçonhentos;
 Orientação aos funcionários a ingerir bastante líquido (água
fresca) durante a jornada de trabalho;
 O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar munidos de
apitos para serem acionados em situações de emergência;
 Em caso de qualquer tipo de ocorrência anormal, acionar imediatamente o
fluxograma de atendimento à emergências.

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 6 de -8Página
PAGE:
610/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

11-  Incêndio  Jogar cigarro aceso  Danos C III 3  Realizar DDSMS de acordo com a atividade;
em local impróprio; materiais;  Fornecer informações aos colaboradores durante o
 Fumar em local  Danos treinamento de integração enfatizando a proibição de fumar
impróprio ambientais; fora do local apropriado;
 Fazer queimadas.  Queimaduras de  Não fazer fogueiras nas dependências da obra;
pele.  O encarregado e técnico de segurança do trabalho devem estar
munidos de apitos para serem acionados em situações de
emergência;
 Em caso de danos ou prejuízos ao meio ambiente informar
imediatamente a empresa.

   

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 7 de -8Página
PAGE:
710/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

   

   

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 8 de -8Página
PAGE:
810/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

   

   

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 9 de -8Página
PAGE:
910/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

   

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 10 de -8 Página
PAGE:
1010/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO
METODOLOGIA PARA ANALISE PRELIMINAR DE RISCOS

Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
CLIENTE: A.P.R.:
CLIENT: TRANSPORTADORA GASEOUS S.A. REL N°:
002 Rev. 0
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Construção, montagem e manutenção de canteiros 18/04/2020
Sua marca!
TÍTULO: DATA:
TITLE: DATA:
PROGRAMA / ÁREA:
JOB / AREA:
GASSAD / GASODUTO BRASIL BOLÍVIA- CARUARU / TRECHO 9 D FOLHA: Página 11 de -8 Página
PAGE:
1110/4/2018Criado em
PARTICIPANTES: André Paulo (SMS Petrobras), Fabio Fiolino (SMS Petrobras), César Menoti (SMS Criope), Fabiano Menoti (SMS Consórcio Saga), Agnaldo Raiol (SMS Consórcio Flilians),
Fausto da Silva (Engº Civil Brasmin), Raimundo (Encarregado Petrobras)
ATIVIDADE EVENTO DE CAUSAS POSSÍVEIS P S RIS 1. Ações de Controle 2. Ações Mitigadoras 3. Observações
(ASPECTO) RISCO CONSEQÜÊNCIAS CO

QUADRO I QUADRO II

P = PROBABILIDADE DE OCORRÊNCIA DO EVENTO S = SEVERIDADE DAS CONSEQUÊNCIAS DO EVENTO

Nº TIPO CARACTERÍSTICA
I CATASTRÓFICA  MORTES OU LESÕES INCAPACITANTES EXTERNAMENTE AO DTSE;
A – PROVÁVEL  PERDA TOTAL DE INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS

II CRÍTICA  LESÕES SEVERAS OU INCAPACITANTES COM POSSIBILIDADE DE


B - RAZOAVELMENTE PROVÁVEL AGRAVAMENTO;
 DANOS SEVEROS A INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS

III MARGINAL  LESÕES MODERADAS;


C – REMOTA  DANOS MODERADOS A INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS

IV DESPREZÍVEL  AUSÊNCIA DE LESÕES, O MÁXIMO QUE PODE OCORRER SÃO CASOS


D - EXTREMAMENTE REMOTA QUADRO III DE PRIMEIROS SOCORROS OU TRATAMENTO MÉDICO MENOR;
 SEM DANOS OU DANOS NÃO SIGNIFICATIVOS A INSTALAÇÕES E
P = PROBABILIDADE RISCO: EQUIPAMENTOS

Severidade A B C D
C 1 CRÍTICO
R I
I
T 2 SÉRIO
I II
C
I 3 MODERADO
D III
A
Legenda : Valor do Risco ( 1- Crítico 2- Sério 3- Moderado 4- Menor 5- Desprezível ) P- Probabilidade, S- Severidade das conseqüências do evento
D
IV 4 MENOR
E
5 DESPREZÍVEL