Anda di halaman 1dari 1

TÓPICOS EM LIBRAS: SURDEZ E INCLUSÃO - AULA 10

LITERATURA EM LÍNGUA DE SINAIS

OBJETIVOS DESSA AULA:

1. Conhecer alguns exemplos de manifestações artísticas feitas para deficientes auditivos;


2. Perceber a importância da propagação de iniciativas artísticas produzidas para surdos;
3. Entender que novas tecnologias permitiram que o público surdo e mudo tivesse maior acesso às
manifestações artísticas feitas para este.

Pare para pensar. Você consegue se lembrar de manifestações artísticas, literárias e culturais produzidas
especialmente para deficientes auditivos? Se a sua resposta for não, não se assuste. Apesar de existirem,
elas são poucas. Assim como são raras as produções culturais feitas por deficientes auditivos. O vídeo que
você assistiu traz um exemplo de uma apresentação feita por dançarinos que não podem ouvir (apresentação
de um grupo chinês denominado Disabled People’s Performance Art Troupe, Alemanha, 2008). Ainda há um
grande caminho a percorrer para que estas manifestações ganhem visibilidade na sociedade. Apesar disso,
as novas tecnologias estão, cada vez mais, ajudando na propagação destas iniciativas artísticas. Vamos ver
mais?

Você já parou para pensar como quase não existem manifestações artísticas feitas para surdos?

Surdos participam muito pouco das ações culturais na sociedade. Isso ocorre, sobretudo, por causa da falta
de acesso deste filão às produções artísticas, já que a maioria das ações culturais tem sua comunicação com
o público baseada na oralidade, ou seja, na fala.

Um exemplo importante de iniciativa para aumentar a inclusão cultural deste nicho às manifestações artísticas
é a Companhia de Teatro Mãos Livres, que luta para que as barreiras de comunicação sejam minimizadas
através de espetáculos produzidos tanto para surdos como para a sociedade ouvinte. Essa companhia teatral
surgiu em 2005, a partir de uma prática pedagógica desenvolvida dentro das salas de aula de escolas
públicas regulares e especializadas cuja metodologia está fundamentada no aprendizado e desenvolvimento
integral dos alunos surdos.

Esta forma de ensino tem sua didática baseada nas linguagens artísticas como a música, o teatro e a dança,
que funcionam como estímulos às relações interculturais.

AS NOVAS TECNOLOGIAS PARA SURDOS

As novas tecnologias permitiram que a informação fosse propagada de forma melhor e mais veloz. As
comunidades surdas também se beneficiaram com as novas tecnologias.

Além de recursos que ajudam a comunicação deste público com a sociedade ouvinte, as novas tecnologias
também possibilitaram que produções de arte e literatura fossem acessadas por este nicho da sociedade.

É fato que as novas tecnologias ajudaram a criar recursos para que surdos pudessem ter a chance de
melhorar sua qualidade de vida.

Com as inovações tecnológicas, vieram esperanças de aumento da inclusão deste público na sociedade. Veja
a notícia a seguir, publicada na Agência Estado.