Anda di halaman 1dari 8

QUESTÕES DO EXAME DE ORDEM DA OAB/MG

DIREITO CONSTITUCIONAL
(TÍTULOS III E IV DA CF/88)

01- Em relação à organização do Estado Brasileiro na Constituição de 1988,


assinale a alternativa INCORRETA:

a) É vedado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios recusar fé aos


documentos públicos.
b) São reservadas aos Estados as competências que não lhes sejam
vedadas pela Constituição.
c) Os territórios federais são entes federativos dotados de autonomia, nos
termos da Constituição.
d) A União possui competências materiais e legislativas.

02- Relativamente ao Estado Federal Brasileiro, marque uma única alternativa


INCORRETA:

a) Todos os entes componentes da Federação Brasileira possuem


competências que lhes são comuns atuando, neste caso, em absoluto
pé de igualdade.
b) Os Estados podem ser autorizados, através de lei complementar do
Congresso Nacional, a legislar sobre questões específicas das matérias
da competência privativa da União.
c) Os Estados possuem competências próprias e órgãos próprios de
governo, que decidem sobre assuntos de sua competência e podem
atuar, via de regra, sem ingerência de autoridades federais,
expressando-se aí sua capacidade de auto-governo e auto-organização,
ou seja, sua autonomia política.
d) Os Estados, através de seus representantes, que são eleitos em número
proporcional às respectivas populações, tomam parte do processo de
elaboração da vontade política nacional, ainda que indiretamente, pois
participam da elaboração das leis federais aprovadas pelo Congresso
Nacional.

03- Relativamente ao Município, como ente federativo, é CORRETO afirmar


que:

a) Rege-se por lei orgânica aprovada em dois turnos pela maioria absoluta
dos Vereadores, concretizando-se aí sua autonomia.
b) O Número de vereadores é estabelecido proporcionalmente ao
eleitorado do Município, observados os limites traçados pelo texto
constitucional federal.

1
c) Ao Vereador é garantida apenas a imunidade material no exercício de
seu mandato e na circunscrição do seu município, não lhe sendo
atribuída imunidade processual.
d) A Câmara de Vereadores possui competências para legislar sobre
assuntos de interesse local, ao lado de competências supletivas para
complementar as leis estaduais e federais, no que couber.

04- Em relação à repartição de competências, é correto afirmar que:

a) O princípio da predominância do interesse norteia a repartição de


competências.
b) Todas as competências comuns são também competências legislativas
concorrentes.
c) Os Municípios são excluídos da competência suplementar
d) As competências estaduais são residuais, não havendo nenhuma
previsão de competência expressa na Constituição de 88.

05- Considerando a repartição de competências prevista na Constituição da


República de 1988, assinale a alternativa INCORRETA:

a) No âmbito da competência legislativa privativa da União, a delegação de


competências para os Estados-membros é mera faculdade do legislador
federal, não sendo obrigatória nem na hipótese de inércia do Congresso
Nacional.
b) As competências comuns repartidas entre União, Estados, DF e Municípios
são competências materiais.
c) As competências legislativas estaduais são expressamente previstas no
Texto Constitucional.
d) No âmbito da competência legislativa concorrente, a União limita-se a editar
normas gerais.

06- Em relação à intervenção federal no Estado, assinale a alternativa


INCORRETA:

a) Havendo provimento, pelo Supremo Tribunal Federal, de representação


do Procurador-Geral da República, o Presidente da República não necessita
enviar o decreto de intervenção para apreciação do Congresso Nacional.
b) Em caso de tentativa de separação de um estado-membro da Federação
Brasileira, o Presidente da República pode, de ofício, expedir o decreto de
intervenção, devendo, porém, submetê-lo à apreciação do Congresso Nacional,
em vinte e quatro horas.
c) Pode haver intervenção, sem nomeação de interventor, pelo Presidente da
República.

2
d) Se ocorrer intervenção para pôr termo a grave comprometimento da ordem
pública, o decreto presidencial que o instaura deverá especificar quais
garantias constitucionais que ficarão suspensas, além de outras medidas.

07- Em relação às reuniões do Congresso Nacional, assinale a alternativa


INCORRETA:

a) O Congresso Nacional pode reunir-se extraordinariamente, durante recesso


parlamentar, sem que tenha havido convocação formal para isso.
b) O Presidente do Senado Federal, que é o Presidente da Mesa do
Congresso Nacional, não pode ser eleito para ocupar o mesmo cargo no
primeiro biênio de nova legislatura.
c) O Congresso Nacional pode ser convocado extraordinariamente por
autoridade não pertencente ao Poder Legislativo, mas a convocação deve ser
aprovada pela maioria absoluta das Casas do Congresso Nacional.
d) Se houver medida provisória em vigor na data da convocação extraordinária,
ela será automaticamente incluída na pauta de convocação do Congresso
Nacional.

08- Em relação às imunidades parlamentares, assinale a alternativa FALSA:

a) Os Deputados e Senadores serão submetidos a julgamento perante o


Supremo Tribunal Federal desde a expedição do diploma.
b) Desde a expedição do diploma, os membros do Congresso Nacional
somente poderão ser presos em caso de flagrante de crime, ou em
qualquer hipótese, se o crime for inafiançável.
c) Os Deputados e Senadores não serão obrigados a testemunhar sobre
informações recebidas ou prestadas em razão do exercício do mandato.
d) Os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por
quaisquer de suas opiniões, palavras e votos.

09- Relativamente à perda de mandato parlamentar, assinale a alternativa


INCORRETA:

a) Se um Deputado Federal firmar contrato com uma autarquia, ele perderá o


seu cargo parlamentar através de cassação decidida por voto secreto e maioria
absoluta da Câmara dos Deputados.
b) Se um Deputado Federal deixar de comparecer, sem qualquer justificativa,
à terça parte das sessões ordinárias de sua Casa, em cada ano da legislatura,
o seu cargo parlamentar será declarado extinto pela Mesa da Câmara dos
Deputados, de ofício ou mediante provocação.
c) Se um Deputado Federal for processado e condenado por sentença criminal
imutável, ele perderá de imediato o seu mandato parlamentar.

3
d) O Deputado Federal submetido a processo que possa cassar o seu mandato
pode apresentar sua renúncia, mas esta somente produzirá efeitos se a
decisão final do processo de cassação não concluir pela perda do mandato.

10- Aponte uma única alternativa CORRETA. Um Deputado Federal mineiro,


ao discursar no plenário de sua Casa Parlamentar, afirma que:

a) Ele representa o povo mineiro e o Estado de Minas Gerais na Câmara dos


Deputados.
b) Desde a sua diplomação, ele passou a possuir imunidade material por suas
opiniões, palavras e votos proferidos no exercício de seu mandato parlamentar.
c) Estava sendo processado em Minas Gerais antes de ser diplomado, e que
a partir de então passou a ser julgado perante o Supremo Tribunal Federal,
mas a Câmara dos Deputados, no seu caso específico, não poderá sustar o
andamento da ação mesmo se isso for solicitado por seu partido político .
d) Pertencendo a um partido político de oposição, votará contra a aprovação de
nomes de diretores do Banco Central indicados pelo Presidente da República.

11- Marque a única alternativa CORRETA:

a) Se o parlamentar deixar de comparecer, anualmente, à terça parte das


sessões ordinárias da Casa a que pertencer, sem que apresente
justificativa, terá declarado extinto seu mandato pela Mesa.
b) A licença referente ao exercício de mandato, para afastamento do
parlamentar de suas atividades, somente pode ser dada por no máximo
cento e vinte dias em cada sessão legislativa.
c) A Constituição Federal somente prevê eleições parlamentares ao final de
cada legislatura.
d) Deputado Federal mineiro investido no cargo de Secretário da Prefeitura
de Belo Horizonte perde o cargo parlamentar.

12- Em relação às emendas à Constituição, aponte a alternativa CORRETA:

a) Embora o Chefe do Poder Executivo Federal possa apresentar proposta de


emenda à Constituição, se ela for aprovada não será submetida à sanção ou
veto do Presidente da República.
b) As emendas à Constituição não podem ser objeto de controle da
constitucionalidade, porque aderem ao texto constitucional.
c) A Constituição Federal pode ser emendada a qualquer tempo, porque não
existe limite circunstancial ao Poder Constituinte Reformador.
d) Nenhum tipo de emenda à Constituição pode ser operada sobre o art. 5º,
porque os direitos e garantias individuais são cláusula pétrea.

4
13- Em relação ao processo legislativo constitucional, assinale a alternativa
CORRETA:

a) Os projetos de lei de iniciativa exclusiva do Presidente da República não


podem sofrer emendas dentro do âmbito das Casas Legislativas.
b) O veto do Presidente da República somente será mantido pelo voto da
maioria absoluta dos membros do Congresso Nacional.
c) A lei complementar será utilizada quando a Constituição Federal
taxativamente reclamar esta espécie normativa para regulamentar determinada
matéria.
d) As medidas provisórias podem veicular matérias relativas a direito
processual civil.

14- Considerando-se o processo legislativo disciplinado na Constituição


Federal, é CORRETO afirmar que:

a) No plano federal, a iniciativa de leis complementares e ordinárias é


competência exclusiva de representantes dos Poderes da União.
b) Apenas os projetos de leis ordinárias e complementares federais são
enviados ao Chefe do Executivo Federal, que poderá transformá-los em
lei mediante sanção, ou rejeitá-los mediante veto, que será sempre
fundamentado.
c) O veto deverá ser apreciado em sessão conjunta do Congresso
Nacional dentro de um mês a contar de seu recebimento, somente
podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos parlamentares.
d) Rejeitado o veto, o projeto será enviado ao Presidente da República,
para que ele o sancione.

15- De acordo com a Constituição Federal de 1988, são formas de ingresso na


magistratura, EXCETO:

a) Como juiz substituto, mediante concurso público de provas e títulos.


b) Como desembargador federal, por escolha do Presidente da República,
em lista tríplice, depois de aprovada a indicação pela maioria absoluta
do Senado Federal.
c) Como Ministro do Superior Tribunal de Justiça, por nomeação do
Presidente da República, depois de aprovada a escolha pela maioria
absoluta do Senado Federal.
d) Como Ministro do Superior Tribunal Militar, por nomeação do Presidente
da República, depois de aprovada a indicação pelo Senado Federal.

16- Em relação ao controle de constitucionalidade das leis, no Brasil, é


CORRETO afirmar que:

5
a) O veto do chefe do Executivo, a projeto de lei, pode ter por fundamento
a inconstitucionalidade total ou parcial.
b) As leis municipais somente podem ser objeto de controle de
constitucionalidade pela via difusa.
c) As decisões do STF, em sede de ADI, ADC e ADPF estão sujeitas à
interposição de embargos declaratórios e à ação rescisória.
d) A ADC perante o STF poderá ter por objeto lei ou ato normativo federal
ou estadual.

17- Com relação às diversas formas de controle de constitucionalidade


previstas na Constituição de 1988, assinale a alternativa CORRETA:

a) Leis Municipais não poderão, em nenhuma hipótese, ser objeto de


controle de constitucionalidade exercido de modo concentrado no
sistema brasileiro.
b) O Senado Federal deverá suspender a execução, no todo ou em parte,
de lei declarada inconstitucional por decisão definitiva do Supremo
Tribunal Federal em sede de Ação Direta de Inconstitucionalidade
Genérica.
c) As decisões definitivas de mérito proferidas em todas as ações
referentes ao controle concentrado de constitucionalidade pelo Supremo
Tribunal Federal produzirão eficácia contra todos e efeito vinculante em
relação a todos os demais órgãos do Poder Judiciário e do Poder
Executivo.
d) Ao preservar os efeitos de determinada lei julgada inconstitucional em
sede de ação direta de inconstitucionalidade, o Supremo Tribunal
Federal estará declarando que esta lei foi, durante algum período,
superior à Constituição Federal, negando assim a supremacia da
Constituição

18- Considerando o controle de constitucionalidade no sistema jurídico


brasileiro, é CORRETO afirmar que:

a) A Ação Declaratória de Constitucionalidade pode ser proposta perante o


Supremo Tribunal Federal para declarar a constitucionalidade de lei federal.
b) Leis Municipais não poderão ser objeto de controle de constitucionalidade
exercido de modo concentrado.
c) O Senado Federal suspenderá a execução, no todo ou em parte, de lei
declarada inconstitucional por decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal
em sede de Ação Direta de Inconstitucionalidade.
d) As decisões definitivas de mérito proferidas em sede de Ação Declaratória
de Constitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal produzirão eficácia
contra todos e efeito vinculante em relação a todos os demais órgãos do Poder
Judiciário e do Poder Legislativo.

6
19- Considerando o sistema de controle de constitucionalidade previsto na
Constituição da República de 1988, é CORRETO afirmar que:

a) É obrigatória a participação do amicus curiae no julgamento das ações


diretas de inconstitucionalidade.
b) O Procurador-Geral da República sempre deverá ser ouvido nas Ações
Declaratórias de Constitucionalidade
c) O Prefeito Municipal tem legitimidade para a propositura da Ação Dieta
de Inconstitucionalidade.
d) Nas Ações Diretas de Inconstitucionalidade, o Procurador-Geral da
República será citado para defender a constitucionalidade da lei
impugnada.

20- Em relação à súmula vinculante, é INCORRETO afirmar que:

a) A súmula com efeito vinculante será aprovada exclusivamente pelo


Supremo Tribunal Federal.
b) O Presidente da República não tem legitimidade para propor o
cancelamento da súmula, uma vez que ele próprio está vinculado ao seu
enunciado.
c) A súmula terá por objetivo a validade, a interpretação e a eficácia de
normas determinadas, acerca das quais haja controvérsia atual entre
órgãos judiciários ou entre estes e a administração pública.
d) Somente poderá ser objeto da súmula com efeito vinculante matéria
constitucional

21- São competências constitucionais do Conselho Nacional de Justiça,


EXCETO:

a) Apreciar a legalidade dos atos administrativos praticados por membros


do Poder Judiciário, podendo revê-los ou desconstituí-los se houver
necessidade.
b) Receber e conhecer reclamações contra membros ou órgãos do Poder
Judiciário, podendo determinar a remoção, disponibilidade e
aposentadoria com proventos proporcionais ao tempo de serviço.
c) Apreciar a legalidade dos atos jurisdicionais praticados por membros do
Poder Judiciário, podendo rever ou desconstituir sentenças proferidas
por juízes de 1º grau.
d) Rever, de ofício ou mediante provocação, os processos disciplinares de
juízes e membros de tribunais julgados há menos de 1 (um) ano da
publicação da EC 45/04.

22- De acordo com as normas constitucionais vigentes, assinale a opção


CORRETA:

7
a) O Conselho Nacional de Justiça tem competência para determinar a
remoção, a disponibilidade e a aposentadoria do magistrado por interesse
público.
b) O Conselho Nacional de Justiça é órgão alheio à estrutura do Poder
Judiciário.
c) O Conselho Nacional de Justiça é órgão de fiscalização do Poder Judiciário,
composto pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal e pelos Ministros do
Superior Tribunal de Justiça.
d) O Conselho Nacional de Justiça pode receber, em grau de recurso,
processos judiciais que contenham erros de julgamento para correção.

23- Considerando as Funções Essenciais à Justiça, assinale a alternativa


INCORRETA:

a) A Advocacia da União é composta por Advogados da União e Procuradores


Federais, cujo ingresso na carreira dar-se-á mediante concurso público de
provas e títulos.
b) A Defensoria Pública da União é responsável pela assistência jurídica dos
necessitados em todos os graus de jurisdição.
c) A Procuradoria dos Municípios é responsável pela orientação judicial e
extrajudicial dos Municípios, e somente poderá ser exercida por procuradores
concursados.
d) O Ministério Público tem como princípios institucionais a unidade, a
indivisibilidade e a independência funcional, e legitimidade para a propositura
de ações civis públicas.

24- Em relação às funções essenciais à justiça, assinale a alternativa


INCORRETA:

a) O Ministério Público da União tem por chefe o Procurador-Geral da


República, nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da
carreira.
b) A Advocacia-Geral da União tem por chefe o Advogado-Geral da União,
nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da carreira.
c) Os Ministérios Públicos do Estado têm por chefes os Procuradores-
Gerais de Justiça, nomeados pelos Governadores dentre integrantes
das respectivas carreiras estaduais.
d) As Advocacias-Públicas Estaduais são integradas por Procuradores dos
Estados, que exercerão a representação judicial e a consultoria jurídica
das respectivas unidades federadas.