Anda di halaman 1dari 2

A morte de Cristo não é um simples ato louvável, mas é a morte que Mt. 16.

13-20
traz a vida, que proporciona a redenção da humanidade. Esta morte só tem Tema: Que dizem que eu sou!
sentido porque foi voluntária. E é sobre esta fé que a igreja de Cristo se
ergue. É a pedra fundamental, pois sem o sacrifício, morte e ressurreição de Queremos hoje meditar, tendo por base a confissão de Pedro.
Jesus, a igreja não existiria. Confissão que responde a questão fundamental que Jesus dirige a todo e
qualquer discípulo seu: “Quem dizem que eu sou?”.
Ver em Jesus de Nazaré qualquer outra coisa que não seja o Filho de
Deus que traz a salvação é transformar o cristianismo num mero Estimados irmãos e irmãs – Quem é Jesus Cristo?
movimento ideológico, num movimento vazio, num clube social, numa  Um profeta??
confraria.  Um ser iluminado??
 Elias??
Após a confissão de Pedro, Jesus faz uma afirmação que  Um homem bom??
erroneamente é entendida como sendo a respeito de Pedro. Porém Jesus  Um líder??
esta falando dele próprio. Ele afirma que sobre ELE – JESUS – a igreja  Um revolucionário??
estaria edificada “sobre esta pedra construirei a minha igreja, e nem a morte  Um bêbado??
poderá vencê-la”  Um guru??
A igreja está erguida e alicerçada em Jesus, onde se reúnem pessoas  Mestre spiritual??
para ouvir a Palavra de Deus de forma pura e clara e administrar os santos  Um pedagogo??
sacramentos conforme a ordem bíblica. Em outras palavras, a igreja existe  Um milagreiro??
para transmitir a graça de Deus e o perdão dos pecados para aqueles que  Um médico??
crêem em Jesus de Nazaré como o Salvador.  Um banqueiro??
Então para aqueles que confiam neste Jesus e confessam, e tem  Um desconhecido??
como resposta à pergunta feita por Jesus: “Tu és o Filho do Deus vivo”  Papai Noel??
podem viver firmes e tranquilos, pois esta confissão só foi possível pela
ação do Espírito Santo. Jesus Cristo, como homem, é uma figura que gera muitas
Assim sendo, a nossa missão é testemunhar a Cristo sem medo, pois discussões. Jesus, aos olhos humanos, é uma pessoa que gera polêmicas e
temos a sua promessa: “e as portas do inferno não prevalecerão contra a contradições.
igreja”. É com esta certeza que saindo hoje deste templo, fortificados pela Mas Jesus Cristo é só isso? Alguém que discussões, polêmicas,
palavra de Deus, continuemos lá fora a confessar o mesmo que contradições.... Claro que não! Para o cristão que conhece e sabe quem
confessamos aqui dentro: “Jesus de Nazaré é o Cristo, o Messias, o Filho ele é, fica fácil, pois a resposta verdadeira a esta questão nos é dada através
do Deus Vivo, o nosso Salvador”. Amém da ação do Espírito Santo.

Jesus primeiro pergunta aos discípulos o que os outros diziam a


respeito dele. Quem ele era. Para o povo em geral, Jesus era um profeta,
mas com tal força, que só podia ser um profeta do passado ressuscitado, ou através da ação do Espírito Santo. É tanto que Paulo afirma na sua carta aos
talvez, a força daquele profeta estaria sobre NEle. Romanos: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do
Sim Jesus tinha dado demonstrações do seu poder: curou enfermos, conhecimento de Deus: Quão insondáveis são os seus juízos e quão
multiplicou pães, acalmou tempestades. Também a autoridade que inescrutáveis os seus caminhos”.
demonstrou ao ensinar, deve ter chamado a atenção do povo em geral.
Havia muita idéia distorcida de quem era Jesus.
Também, hoje a situação não é muito diferente. Jesus de Nazaré é É interessante notar o ambiente geográfico no qual Jesus faz a
olhado como uma das figuras mais importantes da humanidade, um marco pergunta para os seus discípulos. Cesaréia de Felipe, havia ali um templo
na história. Existe um antes e um depois de Cristo. construído com mármore em honra a César, ou seja, o culto ao imperador
Para a grande maioria da população do mundo, Jesus não passa de era realizado e difundido por todo o Império Romano. Também, próximo a
um grande profeta. Os mulçumanos o vêem assim. Os espíritas vêem a este templo, havia uma gruta/caverna onde acontecia a adoração ao deus
Jesus como um grande médium. Outros grupos vêem Jesus como um filho grego Pan. Jesus se encontrava num ambiente marcado pela idolatria. Então
espiritual de Deus, ou seja, uma criatura especial de Deus. pede aos seus discípulos a confissão de fé nEle como o Salvador, o Filho
Outros ainda procuram atacar a sua condição de Filho de Deus, do Deus vivo, o Messias prometido.
salvador da humanidade. Entre estes, estão infelizmente os judeus, que
ainda aguardam a vinda do Messias prometido a Abraão. E Jesus não aceita meio-termo: ou é ou não é. Achar que Jesus é um
grande vulto da história, um grande profeta, o governador da Terra, não é
Jesus é o Filho de Deus reconhecê-lo como Senhor e Salvador. Quem não reconhece Jesus como
SALVADOR, vive sem realmente conhecer o perdão dos pecados e a
Jesus também dirige hoje a cada um de nós aqui presentes, a salvação eterna.
pergunta que fez aos seus discípulos: “Mas vós, quem dizeis que sou eu?”
Ou melhor, “Mas você, que dizem que eu sou?” A resposta a esta pergunta Então esta pergunta que Jesus fez aos discípulos, faz a nós e a toda a
não pode ser dada de forma coletiva, pois é ela individual. Cada um aqui humanidade. Esta pergunta se reveste de uma importância extrema. Mostra-
precisa responder a esta pergunta. É claro que a igreja como um grupo de se fundamental para quem busca a salvação. “Ei você? Que está sentado
pessoas tem uma resposta a isso. Mas não é pela fé do irmão ou irmã da aqui nestes bancos, na igreja luterana, quem você acha que sou eu?”.
igreja que alguém poderá ser salvo.
Quem é Jesus para ti! Esta resposta cada um deve dar. Pedro
respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Se for esta a tua sincera Queridos irmãos (ãs) Se Jesus de Nazaré não passar de um simples
e convicta resposta, será então bem-aventurado, pois Jesus também estará revolucionário, um idealista, um grande vulto da humanidade ou mesmo
dizendo: “pois não foi carne e sangue quem te revelou, mas meu Pai que um profeta, a sua morte na cruz não passaria de um simples martírio, no
está nos céus”. Ninguém pode dizer “Senhor Jesus” se não for pela ação do qual uma pessoa preferiu morrer pelos seus ideais, o que seria um ato
Espírito Santo. louvável, que, porém, não passaria disso – não tendo nenhum proveito para
Reconhecer a Jesus de Nazaré como o Messias, o Filho de Deus, o a salvação.
Salvador da humanidade não é algo que provêm do ser humano. Somos
incapazes deste ato, pois nossa natureza está manchada pelo pecado,
portanto somos inimigos de Deus. A revelação que Jesus é o Salvador vem