Anda di halaman 1dari 14

Ferramentas de Corte


As ferramentas de corte são empregadas para cortar materiais metálicos e
não metálicos por desprendimento de cavaco.

São constituídas de materiais com elevada dureza, o que lhes permite cortar
materiais de dureza inferior.

Existem dois fatores de influência nas ferramentas de corte: a dureza dos
materiais de que são feitas e o ângulo da geometria de corte da ferramenta.

Os ângulos e superfícies na geometria de corte das ferramentas são
elementos fundamentais para o rendimento e a durabilidade delas.
Ferramentas de Corte
Principio das ferramentas
Ferramentas de Corte
Superficie Usinada

Superficie a Usinar
Superficie Transitoria

Superfície a usinar: é a superfície da peça a ser removida pela


usinagem
Superfície usinada: é a superfície desejada, produzida pela ação da
ferramenta de corte
Superfície transitória: é a parte da superfície produzida na peça pelo
gume da ferramenta e removida durante o curso seguinte de corte,
durante a rotação seguinte da peça ou da ferramenta ou pelo gume
seguinte.
Ferramentas de Corte
A geometria da ferramenta de corte exerce influência, juntamente com
outros fatores, a usinagem dos metais.
É necessário, portanto, definir a ferramenta através dos ângulos da “cunha”
para cortar o material
Ferramentas de Corte
Princípio da Cunha Cortante:

A superfície de Saída “G”
(chamada de Angulo de Saída) é
a superfície da cunha de corte
sobre a qual o cavaco se move;

O ângulo “A” é o que se chama
“Angulo de Folga” - é a folga
entre a ferramenta e a
superficie em usinagem;

Por meio do movimento relativo
entre a peça e a ferramenta,
formam-se os cavacos pela ação
da cunha de corte, composta
pelos angulos de Saída e Angulo
de Folga.
Ferramentas de Corte
INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA CUNHA EM RELAÇÃO A SUPERFÍCIE A
CORTAR
Não basta que a cunha “B” tenha um ângulo adequado ao material a usinar. Sua
posição influi também decisivamente nas condições de corte.

O ângulo de folga ou incidência “A” impede o contato, com a peça, na parte de


baixo do bico, facilitando assim a penetração da ferramenta.

O ângulo de saída “G” também exerce grande influência nas condições de corte.
Segundo as experiências, o valor do ângulo de saída ou de ataque, resulta maior
ou menor atrito do cavaco no bico da ferramenta e portanto maior ou menor
aquecimento da aresta cortante.
Ferramentas de Corte
O ângulo de saída ou de ataque pode ser positivo, negativo ou nulo.

Podemos ter um Angulo de Saída “Positivo” (s>0), usado normalmente em


materiais “macios” como Aluminio

Na fig. abaixo se tem exemplo de s=0 (usado para materiais muito duros tais
como ferro fundido duro e bronze duro).

Usa-se de um ângulo de saída negativo (s<0) usado no corte de materiais


plástico
Ferramentas de Corte
Materiais das ferramentas:

Normalmente os materiais das ferramentas de corte são aço carbono, aço
rápido, metal duro e cerâmica.

Aço carbono
O aço carbono utilizado para ferramentas de corte tem teores de carbono que
variam entre 0,7 e 1,5%; é utilizado em ferramentas para usinagem manual ou
em máquinas-ferramenta como, por exemplo, limas, talhadeiras, raspadores e
serras.
As ferramentas de aço carbono são utilizadas para pequenas quantidades de
peças e não se prestam a altas produções; são pouco resistentes a
temperaturas de corte superiores a 250º C, daí a desvantagem de usar baixas
velocidades de corte.
Ferramentas de Corte
Aço rápido

As ferramentas de aço rápido possuem, além do


carbono, vários elementos de liga, tais como
tungstênio (W), cobalto (Co), cromo (Cr), vanádio
(Va), molibdênio (Mo) e boro (B), que são
responsáveis pelas propriedades de resistência ao
desgaste e aumentam a resistência de corte a quente
até 550º C, possibilitando maior velocidade de corte
em relação às ferramentas de aço carbono.
reafiáveis, além de que um grande número de arestas
de corte pode ser produzido numa mesma
ferramenta. As ferramentas de aço rápido são
comercializadas em forma de bastões de perfis
quadrados, redondos ou lâminas, conhecidos como
bites.
Ferramentas de Corte

Metal duro Pastilhas Soldadas

Metal duro ou carbeto metálico, conhecido popularmente como carboneto
Pastilhas
metálico, compõe as ferramentas de corte mais utilizadas na usinagem dos
Intercambiáveis
materiais na mecânica.

O metal duro difere totalmente dos materiais fundidos, como o aço;
apresenta-se em forma de pó metálico de tungstênio (W), tântalo (Ta),
cobalto (Co) e titânio (Ti), misturados e compactados na forma desejada,
recebendo o nome de briquete. O último estágio de fabricação do metal
duro é a sinterização, em que os briquetes se tornam uma peça acabada de
metal duro em forma de pastilha, sob uma temperatura entre 1 300 e
1600ºC.
Ferramentas de Corte

Todo esse processo garante ao metal duro grande resistência ao desgaste,


com as vantagens de alta resistência ao corte a quente, pois até uma
temperatura de 800ºC a dureza mantém-se inalterada; possibilidade de
velocidades de corte de 50 a 200m/min, até vinte vezes superior à velocidade
do aço rápido.
Devido à alta dureza, os carbetos possuem pouca tenacidade e necessitam
de suportes robustos para evitar vibrações. As pastilhas de metal duro podem
ser fixadas por soldagem, sendo afiáveis, ou mecanicamente, por meio de
suportes especiais que permitem intercâmbio entre elas e neste caso não são
reafiáveis; são apresentadas em diversas formas e classes, adequadas a
cada operação; a escolha das pastilhas é feita por meio de consulta a tabelas
específicas dos catálogos de fabricantes.
Ferramentas de Corte
Cerâmica
As ferramentas de cerâmica são pastilhas sinterizadas, com uma quantidade
aproximada de 98 a 100% de óxido de alumínio; possuem dureza superior à do
metal duro e admitem velocidade de corte cinco a dez vezes maior. São
utilizadas nas operações de acabamento de materiais tais como ferro fundido e
ligas de aço; sua aresta de corte resiste ao desgaste sob temperatura de 1 200º
C.
Ferramentas de Corte
Quando a ferramenta é fixada fora do centro ocorre mudança dos ângulos de
folga e de saída, o ângulo de cunha não muda.
Quando a ferramenta sobe o ângulo de incidência diminui e o de saída
aumenta.