Anda di halaman 1dari 3

Criatividade

Principais Conceitos de Criatividade

Há varias definições, algumas levando em consideração os aspectos sociais,


outras, os psicológicos, e recentemente, algumas tentativas para conceituar a
criatividade têm surgido das ciências cognitivas.
Veja algumas dessas definições:
• 1- "É o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução, na
organização da vida subjetiva". Ghiselin (1952)
• 2- "Criatividade ocorre quando manipulamos símbolos ou objetos externos
para produzir um evento incomum para nós ou para nosso meio". Fliegler
(1959)
• 3- "O termo pensamento criativo tem duas características fundamentais: é
autônomo e é dirigido para a produção de uma nova forma". (Suchman, 1981)
• 4- "Criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito
como útil, e/ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum
ponto no tempo”. (Stein, 1974)
• 5- "Criatividade representa a emergência de algo único e original". (Anderson,
1965)
• 6- "Criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências,
lacunas no conhecimento e desarmonia. Identificar a dificuldade, buscar
soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências. Testar e retestar
estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados". (Torrance, 1965)
• 7- "Um produto ou resposta serão julgados como criativos na extensão em
que: a) São novos e apropriados, úteis ou de valor para uma tarefa e, b) A
tarefa é heurística (arte ou a ciência do descobrimento) e não algorística".
(Amabile, 1983)
Percebemos até agora que, seja para as questões simples da vida, seja para
as grandes descobertas da humanidade, a criatividade é fundamental.
A seguir veremos como Criatividade e Inteligência interagem e aprenderemos
que isso se dá de formas nada estereotipadas.
Pare um pouco para refletir: Você se lembra de pessoas simples, mas que têm
um grande senso de utilidade? Inventores natos seja para inventar poesia,
contos, máquinas, negócios, arte, etc? Talvez você até seja uma dessas
pessoas.
Se sua resposta é sim, saiba que você está diante de uma pessoa que tem um
grande potencial criativo!
“Mas, afinal de contas, o que é Criatividade?
Quando a coisa é difícil de definir ou entender, um exercício interessante é
observá-la sob diversos ângulos. É o que faremos a seguir, através de
enfoques bem distantes um do outro.

Todos tentam iluminar a questão: "O que é Criatividade?".


Sob o ponto de vista humano
Criatividade é a obtenção de novos arranjos de ideias e conceitos já existentes
formando novas táticas ou estruturas que resolvam um problema de forma
incomum ou obtenham resultados de valor para um indivíduo ou uma
sociedade. Criatividade pode também fazer aparecer resultados de valor
estético ou perceptual que tenham como característica principal uma distinção
forte em relação às "ideias convencionais".
Sob o ponto de vista cognitivo
Criatividade é o nome dado a um grupo de processos que procura variações
em um espaço de conceitos de forma a obter novas e inéditas formas de
agrupamento, em geral selecionadas por valor (ou seja, possuem valor superior
às estruturas já disponíveis, quando consideradas separadamente). Podem
também ter valor similar às coisas que já se dispunha antes, mas representam
áreas inexploradas do espaço conceitual (nunca usadas antes).
Sob o ponto de vista neurocientífico
É o conjunto de atividades exercidas pelo cérebro na busca de padrões que
provoquem a identificação perceptual de novos objetos que, mesmo usando
"pedaços" de estruturas perceptuais antigas, apresentem uma peculiar
ressonância, caracterizando algo "novo", digno de atenção.
Sob o ponto de vista computacional
É o conjunto de processos cujo objetivo principal é obter novas formas de
arranjo de estruturas conceituais e informacionais de maneira a reduzir (em
tamanho) a representação de novas informações, através da formação de
blocos coerentes e previamente inexistentes.
Você deve ter notado que, mesmo sob diversos pontos de vista, há um ponto
em comum em todas essas definições... e então, notou?
“Criatividade tem a ver com N-O-V-I-D-A-D-E! Esses pesquisadores falam um
monte de coisas difíceis, mas no final das contas, estão falando é de como
fazer surgir coisas novas!”
Cave (1999) vê a criatividade como a tradução dos talentos humanos para uma
realidade exterior que seja nova e útil, dentro de um contexto individual, social
e cultural.
Essa tradução pode-se fazer, basicamente, de duas formas:
1° - A primeira é a habilidade de recombinar objetos já existentes em maneiras
diferentes para novos propósitos.
2° - A segunda, "brincar" com a forma com que as coisas estão inter-
relacionadas. Em ambos os casos, considera a criatividade como uma
habilidade para gerar novidade e, com isso, ideias e soluções úteis para
resolver os problemas e desafios do dia a dia.
Ah, então não é qualquer novidade não! Tem que ser algo útil e dentro do
contexto sociocultural...

“...não basta que a resposta seja nova; é também necessário que ela seja
apropriada a uma dada situação. (Alencar)"
Para um pesquisador chamado Kneller (1978) são quatro as dimensões da
criatividade:
• Dimensão pessoal – inclui as características do indivíduo que cria: fisiologia,
temperamento, atitudes pessoais, hábitos e valores.
• Processos mentais - motivação, percepção, aprendizado, pensamento e
comunicação (que o ato de criar mobiliza).
• Influências - ambientais e culturais.
• Produtos - teorias, invenções, pinturas, esculturas e poemas.
Para compreender melhor o contexto e a variedade das definições (são muitas,
não é mesmo?), é interessante uma análise histórica das teorias da
criatividade.
A interpretação do que é criativo, bem como a explicação do ato propriamente
dito, acontece sempre em um contexto que percebe fatores sociais, culturais e
tecnológicos. A história permeia, portanto, a evolução do conceito de
criatividade e a sua realização como ato individual. O que é criativo em uma
cultura pode não ser em outra!
Seguiremos adiante para encontrar o fio condutor que auxilie a produzir esse
comportamento que leva à NOVIDADE e à UTILIDADE, ou seja, nosso foco
será o caminho prático que leva a DESENVOLVER NOSSO POTENCIAL
CRIATIVO.
Reflita sobre a seguinte frase:
“Todo ser humano possui criatividade em diferentes habilidades. Acredita-se
que a habilidade criativa das pessoas esteja de certa forma ligada a seus
talentos”.