Anda di halaman 1dari 25

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

ESCOLA POLITÉCNICA
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HIDRÍCOS E MEIO
AMBIENTE - DRHIMA

EEH214 – FENÔMENOS DE
TRANSFERÊNCIA

AULA 11: CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

Prof. Liana Franco Padilha

Rio de Janeiro, 10 Novembro de 2016.


SUMÁRIO

 Conceitos e definições fundamentais

 2º Lei de Newton para o movimento.


 Equação do momento linear.
 Exercícios.
 Balanço de energia
CONSERVAÇÃO DA MASSA

 Exemplo 4:
O fluido em contato direto com uma fronteira sólida estacionária tem velocidade zero;
não há deslizamento na fronteira. Então, o escoamento sobre uma placa plana adere-
se à superfície da placa e forma uma camada-limite, como esquematizado na figura
abaixo. O escoamento a montante da placa é uniforme com velocidade V=Ui;
U=30m/s. A distribuição de velocidade dentro da camada-limite (0≤y≤) ao longo de cd
é aproximada por u/U=2(y/)-(y/)2. A espessura da camada limite na posição d é
=5mm. O fluido é ar com massa específica =1,24kg/m3. Supondo que a largura da
placa perpendicular ao papel seja w=0,6m, calcule a vazão em massa através da
superfície bc do volume de controle abcd.
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 2º Lei de Newton:

Quantidade de movimento

2ª Lei de Newton

Taxa de variação de Fluxo da grandeza Taxa de variação da


grandeza extensiva = extensiva que cruza a + grandeza dentro do
do sistema superfície de controle volume e controle
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 2º Lei de Newton:

N=MV=P Grandeza extensiva


Considerando
=V Grandeza intensiva

Taxa de variação do
Força resultante que Fluxo de momento
momento linear do
atua sobre o fluido = linear que cruza a +
fluido dentro do
dentro do V.C. superfície de controle
volume e controle
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 2º Lei de Newton:
2ª Lei de Newton

EQUAÇÃO DO MOMENTO LINEAR


Com referencial inercial
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 2º Lei de Newton:
Equação Vetorial

V
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 2º Lei de Newton:

Forças envolvidas

Campo (peso) Superfície (pressão,


tensão cisalhamento)

Tem-se o mesmo para o eixo y e z.


CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 Exemplo 1:
Determinar a força exercida pelo escoamento de um fluido, em regime permanente
sobre o duto da figura abaixo:

Hipóteses: regime permanente; escoamento com perfis uniformes nas seções


transversais e duto com parede impermeável.
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 Exemplo 2:
A figura abaixo ilustra o escoamento permanente de um fluido incompressível
através de uma junção de tubulações. A figura está mostrada em planta, portanto
não há componente gravitacional no plano (x, y). Considerando dados, v0, v1, A0,
A1, A2, e as pressões nas seções 0, 1, e 2, dadas por p0, p1, e p2, calcule o vetor
força da água sobre este trecho de tubulação. (Admita que as velocidades e
pressões são uniformes nas seções.)
CONSERVAÇÃO DO MOMENTO LINEAR

 Exemplo 3:
A Figura abaixo mostra um esquema de um jato livre de água, com vazão Qo e
velocidade V0, chocando-se contra uma placa inclinada estacionaria. Considerando
que o jato se divide em dois (Q1 e Q2), determine essa divisão do escoamento e a
força exercida pelo jato sobre a placa.

Hipóteses:

• jato livre, de forma que


se despreza o peso do
jato e as perdas devido ao
impacto e ao atrito; e
• regime permanente
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Formulação para volume de controle:

e (por unidade de massa)

Taxa de variação de Fluxo da grandeza Taxa de variação da


grandeza extensiva = extensiva que cruza a + grandeza dentro do
do sistema superfície de controle volume e controle
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 1º Lei da Termodinâmica:

Energia e energia específica

1ª Lei da Termodinâmica DU + DEk +DEP=Q-W

+ -

Sistema
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Equação da energia:

Na formulação de controle consideramos que o sistema e o volume são


coincidentes no instante t, logo:
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Equação da Energia:

Princípio da Conservação da energia na formulação do V.C.

Fluxo de Fluxo da Taxa de


Taxa de trabalho
calor que variação da
entra no - realizado pelo fluido
do V.C. sobre a
= energia que
cruza a S.C.
+ energia
V.C. dentro do V.C.
vizinhança
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 1º Lei da Termodinâmica:

DU + DEk +DEP=ET

Fazendo as energias por unidade de massa (energias específicas):


CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 1º Lei da Termodinâmica:

Existem diferentes formas de realização de trabalho:

Trabalho: É realizado sempre que uma força atua ao longo de uma distância.
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Potência:
É a taxa de realização de trabalho. Pode ser dividida em:

Weixo  trabalho transmitido por um eixo que cruza o V.C. (bombas e turbinas).

Wescoamento  trabalho realizado pelas forças de pressão (tensões normais).

Wcisalhamento  trabalho realizado pelas forças viscosas no sentido oposto ao


deslocamento (trabalho negativo). Representa a energia que é dissipada.
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Potência de Escoamento:
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Potência de Escoamento:
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Potência:

Substituindo o termo da potência de escoamento temos:


CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Equação da Energia:

Substituindo os termos de trabalho na equação do balanço de energia:

Podendo ser escrita na forma:


CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Exemplo 1:
Aplicação da equação da energia de um escoamento, em regime permanente,
através do volume de controle mostrado na figura abaixo, considerando o fluxo
líquido de calor e a potência de eixo indicados na figura e que não há
dissipação de energia mecânica por atrito viscoso.
CONSERVAÇÃO DA ENERGIA

 Exemplo 2:
Ar a 14,7 psia, 70ºF, entra em um compressor com velocidade desprezível e é
descarregado a 50 psia, 100ºF, através de um tubo com área transversal de 1ft2.
A vazão em massa é de 20 lbm/s. A potência fornecida ao compressor é 600 hp.
Determine a taxa de transferência de calor. Considere regime permanente de
um gás ideal com atrito desprezível e alturas do solo iguais.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

 Dimensões e unidades: