Anda di halaman 1dari 8

FICHA DE AVALIAÇÃO PARA FISIOTERAPIA

DERMATOFUNCIONAL FACIAL

IDENTIFICAÇÃO
Nome / Sexo (F ou M) / Data de Nascimento/ Idade / Estado Civil / Filhos / Endereço (Rua, CEP,
Bairro, Cidade) / Contato Pessoal (Telefone e E-mail) / Escolaridade / Profissão

Na área destinada a identificação do paciente são colhidos dados detalhados referentes


ao mesmo, como por exemplo: o nome do completo, data de nascimento, idade, estado civil, se
o mesmo tem filhos ou não, seu endereço completo contendo nome da rua/bairro/cidade/CEP,
escolaridade, profissão, além de meios de contato como telefone e e-mail.

ANAMNESE
Queixa Principal / H. D. A.

Na anamnese são colhidos a queixa principal e o H.D.A. A queixa principal trata-se é


uma breve descrição do motivo, sinais ou/e sintomas, que levaram o paciente a procurar o
atendimento de saúde. É necessário saber dialogar com o paciente. Para isso pode-se fazer as
seguintes perguntas ao paciente: Por que você decidiu se consultar? Como está se sentindo? O
que motivou sua vinda?. Já a História da Doença Atual (H. D. A.) é uma descrição cronológica
dos problemas do paciente, seguido por uma lista dos “positivos e negativos pertinentes”, que
servem para confirmar ou eliminar doenças do diagnóstico diferencial. Se o paciente tem mais
de um problema, a HDA é repetida para cada problema.

CONDIÇÕES DE SAÚDE
Alergias (Não ou Sim) / Patologias Dérmicas (Não ou Sim) / Doenças Reumáticas (Não ou Sim)
Problemas intestinais (Não ou Sim) / Diabetes (Não ou Sim) / Problemas Circulatórios (Não ou Sim)
Problemas hormonais/glandular (Não ou Sim) / Doenças Sanguíneas (Não ou Sim)
Cirurgias Anteriores (Não ou Sim) / Faz uso de implantes metálicos: (Não ou Sim)
Faz uso de algum medicamento (Não ou Sim) / Dor em alguma parte do corpo (Não ou Sim)
Possui algum outro problema de saúde não questionado (Não ou Sim)

Nas condições de saúde, verifica-se se o paciente possui algum tipo de alergias

ASPECTOS GINECOLÓGICOS
Menopausa (Não ou Sim / Data da última menstruação) / Ciclo menstrual (Regular ou Irregular)
Dismenorréia (Não ou Sim) / Uso de algum método anticoncepcional (Não ou Sim / Qual)

Nos Aspectos Ginecológicos questiona-se o paciente caso seja do sexo feminino se o


mesmo se encontra no período da menopausa. Ou seja, se já ocorreu a interrupção fisiológica
dos ciclos menstruais, devida à cessação da secreção hormonal dos ovários e se a mesma lembra
a data em que ocorreu sua última menstruação. Como também, se a paciente não se encontra
JOSÉ ILTON
no período da menopausa, questiona-se sobre as condições do ciclo menstrual da paciente se
este é regular ou não. O ciclo menstrual alterações fisiológicas que ocorrem nas mulheres férteis
que têm como finalidade a reprodução sexual e fecundação, em condições regulares esse ciclo
dura 28 dias, e é composto por 3 fases. Além de questionar sobre a regularidade do ciclo
menstrual, é verificado com a paciente se antes ou durante a menstruação ocorre cólica
(Dismenorréia) e se faz uso de algum medicamento anticoncepcional e qual o nome do
medicamento.

HÁBITOS DE VIDA
Alimentação (Saudável / Variada / Não Saudável) / Dieta (Sim ou Não) /
Ingestão diária de água (pouco / moderado / muito / Copos (300ml)/dia)
Ingestão de bebidas alcoólicas (Sim ou Não / periodicidade/quantidade)
Tabagista (Sim ou Não / Maços por dia)
Qualidade do sono (ótima / boa / moderada / péssima / horas de sono)
Pratica atividades físicas (sim ou não / frequência semanal)
Já fez algum tratamento estético anteriormente (Não ou Sim / Qual

Os hábitos de vida são estilos que adotamos no dia-a-dia, que podem interferir no estado
de nossa saúde e a forma como envelhecemos tanto a nível mental como físico. Entre os fatores
investigados podemos citar: a alimentação se é uma alimentação saudável, rico em vitaminas,
nutrientes e proteínas, se é variada sendo adotados padrões saudáveis, mas com a presença de
alimentos não saudáveis ou se a alimentação não é saudável consumindo frituras e alimentos
gordurosos que podem ocasionar em patologias. A ingestão de água é verificada nos hábitos de
vida, pois orienta-se a ingestão em torno de 2 a 3 litros de água por dia. A ingestão de bebidas
alcoólicas é questionada se o paciente consome bebida alcoólica e com que frequência e
quantidade isso acontece. Se o paciente é tabagista e quantos maços por dia ele consume, pois,
o uso de cigarro pode causar diversas complicações para a pele, por exemplo: a predisposição
ao surgimento de rugas devido a nicotina desencadeia a destruição do colágeno e da elastina,
propiciando os sinais de flacidez e as rugas mais profundas que dão a aparência de rosto
envelhecido. Como também o consumo de cigarro pode propiciar o surgimento de manchas na
pele devido como mencionado anteriormente a nicotina destrói as fibras de colágenos e elastina,
efeito esse semelhante ao provocando pela exposição solar sem proteção, causando o
aceleramento do processo de envelhecimento, devido ao cigarro privar a pele da presença de
oxigênio e seus nutrientes, ocasionando que algumas partes do corpo apresentem coloração
irregular, sendo as manchas escuras podendo aparecer em todo o rosto, principalmente na região
dos olhos em forma de olheiras. A qualidade do sono é questionada observado se o mesmo é
tido como ótimo, bom, moderado ou péssimo, bem como quantas horas de sono o(a) paciente
costuma adotar, pois uma má qualidade do sono pode ocasionar em problemas a pele como as
olheiras. A prática de atividades físicas e a frequência são observados nos hábitos de vida, pois
sabe-se que a realização de atividades físicas além de contribuir para a saúde como um todo em
todos os sistemas do corpo humano, ajudar a prevenir a flacidez da musculatura em alguns tipos
de práticas esportivas. E por último é questionado se o mesmo já realizou algum tipo de
procedimento estético e qual o tipo.

JOSÉ ILTON
FICHA DE AVALIAÇÃO PARA FISIOTERAPIA
DERMATOFUNCIONAL FACIAL

EXAME FÍSICO-FUNCIONAL

INSPEÇÃO
Cor da pele (Branca / Parda / Negra / Amarela) / Tipo de pele (Eudérmica / Mista / Atípica / Oleosa)

No Exame Físico-Funcional é realizado inicialmente a inspeção da pele, verificado a


cor da pele (branca, parda, negra e amarela) e o tipo de pele: Eudérmica (Os poros da sua pele
são poucos visíveis, aparência da pele é brilhante com umidade natural, apresenta toque sedoso,
essa pele não apresenta problemas com comedões (cravos) e acnes (espinhas), não descama),
Mista (oleosidade na zona T (testa, nariz e queixo) e no restante (maças do rosto e ao redor dos
olhos) é desidratada (seca), pode ter cravos e descamar no frio), Atípica (Os poros são
pequenos, aparência é opaca (sem brilho), ao toque percebe-se uma superfície áspera, tem
tendência a descamar nas bochechas e está propensa a ter linhas de expressão (rugas) mais
rapidamente que os outros tipos de pele) e Oleosa (também conhecida como Lipídica ou
Acnéica, os poros são grandes e dilatados, com aparência brilhante e engordurada
principalmente na zona T, ao toque percebe-se uma superfície sebosa, propensa à formação de
comedões e acnes, as linhas de expressão surgem mais lentamente ao comparar com as peles
normal e seca).

CLASSIFICAÇÃO DA PELE (GOGLAU)


Tipo I – Sem rugas, efélides, textura ideal – 20 anos;
Tipo II – rugas ao movimento, pequenas alterações pigmentares – 30 anos
Tipo III – rugas ao repouso, melasma região zigomática, elastose solar – 40 anos
Tipo IV – Muitas rugas, telangiectasias, hiperpigmentação, hirsutismo e ou hipertricose, tumoração

A classificação de Glogau foi desenvolvida para medir de forma objetiva a gravidade


do envelhecimento, especialmente as rugas. Ela auxilia dermatologistas a escolher os
procedimentos estéticos mais indicados para determinado paciente, de acordo com o grau de
fotoenvelhecimento. Essa classificação pode ser dividida em 5 tipos: Tipo I
(fotoenvelhecimento leve, faixa etária 20 anos, ausência de rugas, alterações leves de
pigmentação, rugas mínimas, ausência de ceratoses, pouca ou nenhuma necessidade de
maquiagem), Tipo II (fotoenvelhecimento moderado, faixa etária 30 anos, rugas dinâmicas,
sardas marrons, ceratoses palpáveis, rugas de expressão, necessidade de alguma maquiagem),
Tipo III (fotoenvelhecimento avançado, faixa etária 40 anos, Rugas estáticas, alterações
evidentes de pigmentação, vasinhos dilatados, ceratoses visíveis, necessidade de muita
maquiagem) e Tipo IV (fotoenvelhecimento grave, muitas rugas, alteração na cor da pele, lesões
pré-malignas, pele muito enrugada, dificuldade em usar maquiagem, pois a pele é seca e
“craquelenta”).

JOSÉ ILTON
CLASSIFICAÇÃO DO FOTOTIPO (FITZPATRICK)
Tipo I – Muito sensível – queima facilmente e nunca pigmenta
Tipo II – Sensível – queima moderadamente e pigmenta levemente
Tipo III – Moderadamente sensível – queima levemente e pigmenta facilmente
Tipo IV – Muito pouco sensível – nunca queima e está sempre pigmentada
Tipo V – Nunca queima e pigmenta mais que a média
Tipo VI – Pele Negra

A classificação dos fototipos cutâneos é a escala Fitzpatrick, criada em 1976 pelo


médico norte-americano Thomas B. Fitzpatrick. Ele classificou a pele em fototipos de um a
seis, a partir da capacidade de cada pessoa em se bronzear, assim como, sensibilidade e
vermelhidão quando exposta ao sol, sendo: Tipo I (Pele branca – sempre queima – nunca
bronzeia – muito sensível ao sol), Tipo II (Pele branca – sempre queima – bronzeia muito pouco
– sensível ao sol), Tipo III (Pele morena clara – queima (moderadamente)– bronzeia
(moderadamente) – sensibilidade normal ao sol), Tipo IV (Pele morena moderada – queima
(pouco) – sempre bronzeia – sensibilidade normal ao Sol), Tipo V (Pele morena escura –
queima (raramente) – sempre bronzeia – pouco sensível ao sol) e Tipo VI (Pele negra – nunca
queima – totalmente pigmentada – insensível ao sol).

PILOSIDADE
(Face / Buço / Pescoço / Outras regiões)

Na avaliação da pilosidade (Revestido ou composto por pelos: pilosidade facial;


pilosidade masculina), observa-se a presença ou não de pelo e a quantidade nas regiões da face,
buço, pescoço entre outas.

ACNE
Grau I – Comedões
Grau II – Comedões abertos, pápulas, seborréia, com ou sem inflamação de pústulas
Grau III – Comedões abertos, pápulas, pústulas, seborréia e cistos;
Grau IV – Todas as complicações acima com a presença de grandes nódulos purulentos

Acne é uma condição da pele que ocorre quando os folículos pilosos da peleficam
obstruídos por sebo e células mortas, ficando colonizados por bactérias que geram inflamação.
Acne mais comumente aparece no rosto, pescoço, peito, costas e ombros. Durante a avaliação
a acne pode ser classificada em 4 graus, entre eles: Grau I (No grau I, existe somente a
presenção de comedões, que são cravos pretos e brancos na pele, causados por anormalidades
na queratinização), no Grau II (Existe a presença de comedões abertos (cravos pretos), pápulas
(lesão sólida da pele, elevada, com menos de 1 cm de diâmetro, são superficiais, bem
delimitadas e facilmente detectáveis mediante o deslizamento das polpas digitais sobre elas),
seborréia (inflamação cutânea caracterizada pela presença de escamas brancas e amareladas
com aspecto oleoso. É mais comum no couro cabeludo, mas pode acometer a face, tronco,

JOSÉ ILTON
sobrancelha, cantos do nariz, entre outros) pústulas com ou sem inflamação (pequenas
"bolhinhas" com pus que podem aparecer na pele), Grau III (Apresenta-se todos os fatores
relatados no grau II, com diferença que no grau III existe a presença de cistos (nódulos
preenchidos com um conteúdo líquido, semi-sólido ou gasoso, como espécies de bolsas, e são,
na maior parte dos casos, benignos e assintomáticos) e Grau VI (No Grau VI, apresenta-se
todas as complicações acima, constitui uma forma grave de acne, , associam-se nódulos
purulentos (com pús) numerosos e grandes, formando abscessos e fístulas).

ALTERAÇÕES
Mílio / Couperouse / Seborreia / Nevus / Xantelasma / Tricose / Rosácea / Dermatite /
Verrugas / Melasma / Efélides / Discromias / Fotoenvelhecimento / Outras

Entre as alterações que podemos observar durante a avaliação do paciente, é a presença


de algumas das patologias ou complicações citadas abaixo:

Mílios – São cistos ou nódulos brancos minúsculos, compostos de queratina que costumam
aparecer no rosto, principalmente ao redor dos olhos.

Couperouse – É uma condição que provoca vermelhidão e, muitas vezes, inchaços pequenos,
vermelhos e cheios de pus no rosto.

Seborreia – É uma doença cutânea que provoca manchas descamativas e vermelhas na pele,
principalmente no couro cabeludo.

Nevus – São lesões benignas da pele, conhecidas como ‘pintas’ ou ‘sinais’ e podem ser de
vários tipos, que geralmente se desenvolve durante a vida adulta.

Xantelasma – São pequeno depósito de gordura e colesterol que ocorre logo abaixo da
superfície da pele, especialmente ao redor dos olhos. É relativamente comum e afeta
principalmente adultos. Frequentemente, xantelasmas são associados a níveis elevados de
colesterol no sangue, sem ser contagiosos.

Tricose – Desenvolvimento anormal de pelos em regiões habitualmente desprovidas deles.

Rosácea – é uma doença inflamatória crônica da pele. A afecção se manifesta principalmente


no centro da face, mas pode expandir-se pelas bochechas, nariz, testa e queixo e afeta mais os
adultos entre 30 e 50 anos.

Dermatite – É uma condição em que manchas de pele se inflamam, comichão, vermelho,


rachado e áspero. As bolhas também podem ocorrer. Isso afeta uma grande parte da população
americana em menor ou menor grau. Ela pode surgir em qualquer idade e também pode atingir
qualquer parte do corpo.

Verrugas – São pequeno caroço carnudo na pele ou na membrana mucosa causado pelo
papilomavírus humano. A infecção ocorre nas camadas mais superficiais da pele ou mucosa,
ativando o crescimento anormal das células da epiderme.

JOSÉ ILTON
Melasma – É uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele,
mais comumente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento
dos braços, pescoço e colo.
Efélides – As efélides, popularmente chamadas de sardas, são manchas causadas pelo aumento
da melanina na pele. Incidem mais nas pessoas de pele clara.

Discromias – São alterações da pigmentação da pele causadas por disfunções na produção ou


na distribuição de melanina pela pele. O principal fator desencadeador das discromias, em
especial das hipercromias, é a radiação solar.

Fotoenvelhecimento – É o envelhecimento da pele por exposição solar excessiva, ou seja, não


é o envelhecimento natural causado pela idade e sim o envelhecimento causado pela falta de
cuidado. Ele causa pele manchada, deixa a pele seca e áspera, e ainda pode evoluir para um
câncer de pele.

FLACIDEZ DE PELE
(Não ou Sim / localização)

Durante a avaliação é observado a presença de flacidez de pele (É caracterizada pela


falta de fibras de sustentação da pele, o colágeno e a elastina. Existem dois tipos de flacidez, a
muscular e a dérmica. A flacidez muscular é profunda e mais difícil de ser tratada, pois aparece
em decorrência do desgaste das fibras de sustentação dos músculos. Já a flacidez dérmica
apresenta uma mera desorganização dessas fibras), bem como a localização da flacidez.

RUGAS
Regiões (Frontal / Glabelar / Periorbicular / Malar / Nasogeniano / Perioral / Mentoniana / Cervical
Anterior)
Tipo (Estática ou Dinâmica)
Classificação de Tsuji
(Superficiais – desaparecem ao estiramento da pele /
Profundas – não desaparecem ao estiramento da pele)
Flacidez (Sim ou Não)

Na avaliação das rugas (Linhas de expressão que aparecem na pele em decorrência do


envelhecimento cutâneo, perda natural da elasticidade e tonicidade. Esse processo é fisiológico,
irreversível e evolutivo) é observado a região de surgimento das rugas, podendo ser: Frontal
(Face), Glabelar (região compreendida entre as sobrancelhas), Periorbicular (área em torno dos
olhos, os cantos da boca, são aqueles que estão em ambos os lados da boca), Malar (maçã do
rosto ou bochecha, proeminente prolonga-se pela região zigomática (osso zigomático) em
direção a parte superior da parte lateral da face), Nasogeniano (popularmente conhecido como
“bigode chinês” forma marcas presentes entre o nariz e a boca, decorrentes da contração
muscular, ação da gravidade e do envelhecimento), Perioral (Região localizada ao redor da
boca), mentoniana (parte ínfero-anterior da face que forma o queixo; proeminência carnuda
situada por baixo da beiço inferior dos animais), Cervical Anterior. Verifica-se o tipo de rugas

JOSÉ ILTON
se as mesmas são do tipo estática ou dinâmica. Rugas estáticas são aquelas rugas permanentes,
que já marcaram de forma definitiva e podem ser vistas mesmo quando o rosto está em repouso.
Aparecem por consequência do envelhecimento natural da pele, por anos de repetição das rugas
dinâmicas, e também por fatores externos como a exposição solar, fumo, poluição, entre outros.
As rugas dinâmicas são as linhas que se formam pela contração muscular.
A Classificação de Tsuji classifica as rugas por meio da avaliação em: rugas profundas
(não sofrem alterações quando a pele é esticada. São decorrentes da ação solar e são encontradas
principalmente em áreas expostas às radiações solares. Predominância de fibras elásticas
grossas e tortuosas com presença de elastose na derme, sendo que as alterações são restritas às
áreas das rugas) e rugas superficiais (sofrem alteração quando a pele é esticada. São decorrentes
do envelhecimento cronológico cutâneo e são encontradas nas regiões não expostas às radiações
solares. Há diminuição ou perda das fibras elásticas na derme, sendo que não existe alterações
visíveis entre a área das rugas e sua vizinhança.
Flacidez das rugas é consequência da perda de colágeno e elastina da nossa pele.

CLASSIFICAÇÃO DE GRAU - LAPIERE E PIERARD


Grau I – Rugas de expressão
Grau II – Afinamento dermoepidérmico
Grau III – Alteração gravitacional com modificações dermoepidérmicas e musculares

A avaliação dos Lapiere e Pierard observa-se o grau em que se encontra as rugas no


paciente. Sendo dividido em 3 graus, entre eles: Grau I (pele com bom turgor e viço, iniciando
o envelhecimento. Requer prevenção e manutenção) Grau II (pele com rugas finas, linhas de
expressão e regiões com flacidez. Requer tratamento e prevenção) E Grau III (pele em estágio
avançado de envelhecimento. Grande quantidade de rugas e linhas de expressão e com flacidez
acentuada).

PALPAÇÃO
Tato (Lisa / Áspera ou Fina)
Tônus muscular (Normal / Hipotônico / Hipertônico)
Hidratação (Superficial ou Profunda)

Na palpação é avaliado a pele por meio de três pontos: o tato, o tônus muscular e a
hidratação. Através do tato. Ou seja, palpando a pele é possível definir a textura da pele da
paciente, se está lisa ou áspera. Importante anotar em quais regiões da face há essas texturas. O
tônus muscular é o estado de tensão elástica (contração ligeira) que apresenta o músculo em
repouso, e que lhe permite iniciar a contração rapidamente após o impulso dos centros nervosos.
Pode apresentar-se alterado numa avaliação diagnóstica. Quando o tônus muscular estiver
aumentado (musculatura rígida), denomina-se hipertonia e quando o tônus se apresentar
diminuído (musculatura flácida), denomina-se hipotonia. A hidratação auxilia na manutenção
do viço e da beleza da pele, além de manter a integridade da camada de proteção cutânea e
evitar problemas como descamação, ressecamento, envelhecimento precoce, irritações e
infecções. Onde a partir da palpação deve-se verificar a hidratação da pele da paciente tanto
superficialmente, como também profundamente verificando as condições de hidratação da pele
e orientando a diariamente a necessidade de se usar hidratantes adequados a cada tipo de pele
JOSÉ ILTON
e específicos para o rosto e o corpo. É bom lembrar que as peles oleosas também precisam de
hidratação. Nesse caso, recomenda-se usar um produto oil free, à base de água e que não
aumenta a oleosidade. Como também recomendar a ingestão diária de, no mínimo, dois litros
de água.

EXAMES COMPLEMENTARES

Os exames complementares servem para estabelecer, na maioria das vezes, um


diagnóstico em dermatologia. A biópsia da pele (ou cutânea) é o exame de eleição para
examinar as doenças dermatológicas. Existem outros exames como sorologia,
imunoflorescência, micológico (pesquisa de fungos), porém eles podem dar negativo; por isso,
confirma-se com biópsia.

JOSÉ ILTON