Anda di halaman 1dari 1

UFPI – Departamento de Matemática

Mestrado Profissional em Matemática – PROFMAT


Disciplina: MA11
Professores: Newton/Humberto
Alunos: Hélder Borges V. L. da Rocha/Paulo Aírton C. de Souza

MA11U16EX02-ROTEIRO

a) Considere o número x  58.932,1503 . Sua parte inteira tem 5 algarismos. Então, afirmamos que
104  x  105 . Logo, 104  x  105  log104  log x  log105  4  log x  5  log x  4  m , com
0  m  1 . Ou seja, a parte inteira do log x é 4.

b) Seja x  1 um número real cuja parte inteira tem k algarismos. Então, temos que 10k 1  x  10k . Logo,
10k 1  x  10k  log10k 1  log x  log10k  k  1  log x  k  log x   k  1  m , 0  m  1 . Segue-
se, então, que a parte inteira do log x é k  1 .

c) Em particular, vejamos o exemplo da base 2:



2  2  10 2  2 algarismos
1 

2  4  100 2  3 algarismos 
2


23  8  1000 2  4 algarismos   2k 1  x  2k  k  1  log 2 x  k

L 
  
2k 1  100...00
123   k algarismos 
 k 1 zeros 2 

Neste caso, a parte inteira do log 2 x é k  1 .

De um modo geral, considere os números decimais escritos na base b  2 :

b1  10 b  2 algarismos
b 2  100 b  3 algarismos
b3  1000 b  4 algarismos
L
 
b k 1  100...00
1 2 3   k algarismos
 k 1 zeros b

Então, temos que bk 1  x  bk  logb bk 1  logb x  logb bk  k  1  logb x  k . Isto é, a parte inteira
do logb x é k  1.