Anda di halaman 1dari 5

1 Introdução

Os métodos gravimétricos estão baseados na determinação da massa de um


composto puro ao qual o analito está quimicamente relacionado e, por isso, são
denominados quantitativos. Nesse contexto, existem a gravimetria por precipitação e a
gravimetria de volatilização.1
Na prática realizada, foi possível determinar a água de cristalização de dois sais
por gravimetria de volatilização, onde o analito é isolado dos outros constituintes da
amostra pela conversão a um gás de composição química conhecida.1
Uma enorme variedade de substâncias sólidas encontradas contém água. A
quantidade de água nos sólidos é variável e depende da temperatura e da umidade do
ambiente.2
Basicamente os sólidos podem conter dois tipos de água: a não-essencial e a
essencial. A água não-essencial se caracteriza por não envolver nenhuma relação
definida entre a massa de material e a massa de água. E pode ser dividida pelos
seguintes casos: 2
 Água de adsorção ou água higroscópica: é a água retida sobre a superfície dos
sólidos, quando estes estão em contato com um ambiente úmido, ou seja, quando está
em equilíbrio com a água presente na atmosfera. Quanto mais dividido for o material,
maior será a quantidade de água adsorvida. E também, a quantidade de água aumenta
com o aumento da pressão de vapor da água no ambiente e diminui com o aumento da
temperatura. 2
 Água de absorção ou água de embebição: a água está retida como uma fase
condensada nos capilares do colóide, e por esta razão os sólidos que a contém se
apresentam como perfeitamente secos. A quantidade de água absorvida é muito grande
nestes sólidos, podendo atingir 20 % ou mais do peso total do sólido. 2
 Água de oclusão: a água se apresenta retida nas cavidades microscópicas
distribuídas irregularmente nos sólidos cristalinos, e não está em equilíbrio com o
ambiente. 2
A água essencial consiste na água existente como parte integral da estrutura
cristalina de um sólido. Ela pode ser dividida pelos seguintes casos: 2
 Água de constituição: a água não está presente como H2O no sólido, mas é
formada quando este se decompõe pelo calor. Necessita-se de temperaturas altas para
causar a decomposição dos sólidos que contém este tipo de água. 2
 Água de hidratação ou água de cristalização: Ocorre em vários sólidos,
formando hidratos cristalinos. A água está ligada nestes sólidos por ligações de
coordenação covalente, por esta razão a água de cristalização é facilmente eliminada
pela ação do calor. A quantidade de água de cristalização num hidrato cristalino é uma
característica do sólido e sempre se apresenta com estequiometria definida. Como
exemplos de cristais hidratados: CuSO4.5H2O, ZnSO4.7H2O 2, que são os dois sais que
foram usados na prática.2

2 Objetivo
Determinar a água essencial dos sais de sulfato de zinco e sulfato cobre.

3 Materiais e reagentes
 Espátula
 Cadinho de porcelana
 Mufla
 Balança analítica
 Dessecador
 Pinça tenaz
 Sulfato de cobre (CuSO4)
 Sulfato de zinco (ZnSO4)

4 Procedimento
Inicialmente, colocaram-se os cadinhos de porcelana numerados em mufla
elétrica, no qual foram aquecidos a 300ºC por 30 minutos. Após o tempo em mufla,
retiraram-se os cadinhos e os colocaram em um dessecador até esfriar. Após o
resfriamento, os cadinhos foram pesados, a balança foi tarada e foram adicionados
0,500 g de cada sal. Em seguida, os cadinhos contendo os sais foram colocados em
mufla, aquecendo os novamente a 300ºC por 30 minutos. Retiraram-se os cadinhos da
mufla, colocando-os em um dessecador até esfriarem. Após o resfriamento, foram
pesadas e anotadas as massas dos sais secos.
5 Resultados e discussão
A água de cristalização é a água que se encontra presente nos compostos
cristalinos em determinadas proporções. Muitos sais cristalinos formam compostos
hidratados contendo uma, duas ou mais moléculas de água por molécula de composto.
Dito isso, foi feito a determinação da água de cristalização por gravimetria de
volatilização.
Inicialmente, foram aquecidos dois cadinhos a 300℃ por 30 minutos para retirar a
água presente neles e colocou-os em um dessecador para esfriarem e não absorverem
água novamente. Após o resfriamento, os cadinhos foram pesados, obtendo as massas
de 22,8813 g e 17,5009 g respectivamente, a balança foi tarada e então se pesou 0,5140
g de sulfato de cobre e 0,504 g de sulfato de zinco.
Em seguida, para retirar a água de cristalização dos sais, colocou-os na mufla a
300 ℃ por 30 minutos e posteriormente no dessecador. Pesaram-se os cadinhos com os
sais após estarem frios, obtendo as massas de 23,2129 g para o cadinho com sulfato de
cobre e 17,7835 g para o cadinho com sulfato de zinco. Em seguida, calculou-se a
massa da amostra seca do sal de sulfato de cobre, utilizando a equação 1.

𝑚𝑎𝑚𝑜𝑠𝑡𝑟𝑎 𝑠𝑒𝑐𝑎 = 𝑚𝑐𝑎𝑑𝑖𝑛ℎ𝑜+𝑎𝑚𝑜𝑠𝑡𝑟𝑎 − 𝑚𝑐𝑎𝑑𝑖𝑛ℎ𝑜 (1)

𝑚𝑎𝑚𝑜𝑠𝑡𝑟𝑎 𝑠𝑒𝑐𝑎 = 23,2129𝑔 − 22,8813𝑔

𝑚𝑎𝑚𝑜𝑠𝑡𝑟𝑎 𝑠𝑒𝑐𝑎 = 0,3316 𝑔

A partir da massa do sal pesada inicialmente e a massa do sal seco, foi possível
calcular a massa de água presente no sal segundo a equação 2.

𝑚𝐻2 𝑂 = 𝑚𝑠𝑎𝑙 ℎ𝑖𝑑𝑟𝑎𝑡𝑎𝑑𝑜 − 𝑚𝑠𝑎𝑙 𝑠𝑒𝑐𝑜 (2)

𝑚𝐻2 𝑂 = 0,5140𝑔 − 0,3316𝑔

𝑚𝐻2 𝑂 = 0,1824 𝑔
Em seguida, utilizando uma regra de proporcionalidade, calculou-se a massa de
água presente em um quilo de sal.

0,5140𝑔 − 0,1824𝑔

1000𝑔 − 𝑥

𝑥 = 354,86 𝑔 𝐾𝑔

Sabendo que 0,5140 g é o máximo de água que o sal pode conter, ou seja, esse
valor corresponde a 100 %, calculou-se a porcentagem de água no sal.

0,5140𝑔 − 100%

0,1824𝑔 − 𝑦

𝑦 = 35,49%

Adiante, calculou-se o número de mols da água e do sal seco com base na equação
3. A partir disso, foi possível descobrir a quantidade de água de cristalização utilizando
a razão apresentada pela equação 4.

𝑚
𝑛 = 𝑀𝑀 (3)
Sendo, n= número de mol (mol)

m= massa (g)

MM= massa molar (g/mol)

𝑛º 𝑑𝑒 𝑚𝑜𝑙𝑠 𝑑𝑒 á𝑔𝑢𝑎
𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡. 𝑑𝑒 á𝑔𝑢𝑎 𝑑𝑒 𝑐𝑟𝑖𝑠𝑡𝑎𝑙𝑖𝑧𝑎çã𝑜 = 𝑛º 𝑑𝑒 𝑚𝑜𝑙𝑠 𝑑𝑜 𝑠𝑎𝑙 𝑠𝑒𝑐𝑜 (4)

Obtendo-se assim,
0,0101 𝑚𝑜𝑙
𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡. 𝑑𝑒 á𝑔𝑢𝑎 𝑑𝑒 𝑐𝑟𝑖𝑠𝑡𝑎𝑙𝑖𝑧𝑎çã𝑜 = 2,0777𝑥10−3 𝑚𝑜𝑙

𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡. 𝑑𝑒 á𝑔𝑢𝑎 𝑑𝑒 𝑐𝑟𝑖𝑠𝑡𝑎𝑙𝑖𝑧𝑎çã𝑜 = 4,86

Por fim, de acordo com os resultados obtidos tem-se a seguinte representação para
o sal sulfato de cobre hidratado:
𝐶𝑢𝑆𝑂4 . 5𝐻2 𝑂

Da mesma forma, os cálculos foram realizados para o sulfato de zinco,


encontrando-se:
𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡. 𝑑𝑒 á𝑔𝑢𝑎 𝑑𝑒 𝑐𝑟𝑖𝑠𝑡𝑎𝑙𝑖𝑧𝑎çã𝑜 = 7,2

Assim, a representação para o sal de sulfato de zinco hidratado é:

𝑍𝑛𝑆𝑂4 . 7𝐻2 𝑂

6 Conclusão
A partir do procedimento realizado, pôde-se determinar a quantidade de água de
cristalização dos sais sulfato de cobre e sulfato de zinco por meio do método de
gravimetria de volatilização.

7 Referências bibliográficas
[1] SKOOG, WEST, HOLLER, CROUCH, Fundamentos de Química Analítica,
Tradução da 8ª Edição norte-americana, Editora Thomson, São Paulo - SP, 2006.
[2] Química analítica quantitativa elementar / Nivaldo Baccan … (et al.). – São
Paulo: Edgard Blücher; Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 1979.