Anda di halaman 1dari 11

Autores, artistas e obras do curso de Estética I:

Octavio Paz – Os filhos do barro


- Marcel Duchamp ou o castelo da pureza
Walter Benjamin – “Paris, capital do século
XIX”;
“Charles Baudelaire, um lírico no auge do
capitalismo”.
‘A obra de arte na época de sua
reprodutibilidade técnica’ in “Magia e técnica”
“The square” (filme)
“Manifestos” (filme)
Rosenberg, H. – Tradição do novo
Rainer Fassbinder – Berlin Alexanderplatz
Kandinsky – Do espiritual na arte
Van Doesburg
Emil Nolde
Hilma Klint
Honoré Daumier
Piet Mondrian – Neoplasticismo
Walter Gropius
Victor Vasarely
Ezra Pound
Histórias da arte:
Argan, G. – Arte Moderna
H. W. Janson – História da arte geral
Gombrich, E. – História da arte
Hauser, A. – História social da arte e da
literatura

Outros críticos:
Roberto Schwarz – Que horas são?
Manfredo Tafuri
Frederick Jameson – Pós-modernidade e
sociedade de consumo
Jürgen Habermas – Modernidade, um projeto
inacabado
Adorno – teoria estética
Herbert Marcuse – Dimensão estética
Peter Burger – Teoria da vanguarda
Francis Fukuyama – o fim da história

Filosofia francesa:
Jean Baudrillard – Simulacro e simulação
Roland Barthes
J. F. Lyotard
Jacques Derrida
M. Foucault

Outros textos:
Ricardo fabbrini - Imagem e enigma
“ “ - O que está acontecendo com as imagens?
- O fim das vanguardas

Andreas Huyssen – Culturas do passado


presente. Rj. Contraponto. 2014.
Texto: Guillermo Kuitca, pintor de espaços
- Pós-modernismo e política. Hollanda, Heloísa
Buarque.
->Texto: Mapeando o pós-moderno, 1984

(arte em revista, nº 7)
Mario Pedrosa

Aula 2
Autores
Jean Baudrillard – Simulacro e Simulação
Didi Huberman – Diante da imagem
“” - Sobrevivência dos vagalumes
Jacques Rancière –
Deleuze – A Imagem-tempo
“ “ – A imagem-movimento

Frederic Jameson – Pós-modernidade e


sociedade de consumo, Novos Estudos
CEBRAP
“Fim da arte ou fim da história” In “A virada
cultural, reflexões sobre o pós-modernismo”

Perry Anderson – As origens do pós-


modernismo, cap.3

Guy Debord – A sociedade do espetáculo


Gilles Lipovetsky – “hedonismo ansioso” [A
felicidade paradoxal]
“ “ – Os tempos hipermodernos
Andreas Huyssen – Guillermo Kuitca, pintor do
espaço
Walter Benjamin – “Paris, capital do século
XIX”;
- “Charles Baudelaire, um lírico no auge do
capitalismo”.
“” - ‘A obra de arte na época de sua
reprodutibilidade técnica’ in “Magia e técnica”
Baudelaire – o pintor da vida moderna
T.J. Clarck – A pintura da vida moderna
Habermas – Arquitetura moderna e pós-
moderna In ARANTES,O. ARANTES,P.
Arquitetura e dimensão estética após as
vanguardas, um ponto cego no projeto
moderno de Jurgen Habermas.
_________ - Modernidade, um projeto
inacabado.
Peter Burger – Teoria da vanguarda
Le Corbusier – A carta de Atenas
J. F. Lyotard – A condição pós-moderna
“ “ – O pós-moderno explicado às crianças
Eleanor Heartney – Pós-modernismo

Cineastas
Jean Godard – Adieu au language
“ “ – Histoire(s) du cinéma? **correção**

Fotografia
Nan Goldin

Aula 3 (TARDE – Pedro Côrtes)

retomada da bibliografia citada nas aulas


anteriores
“kitsch” (termo)

>Perry Anderson – As origens da Pós


Modernidade
>Pollock –“texto sobre Brasília”
>Jan Gehl – Cidades para pessoas
>Robert Venturi & Scott Brown - Aprendendo
com Las Vegas
>Habermas – Arquitetura Moderna e Pós-
moderna
“” - Modernidade: um projeto
inacabado
>Paulo & Otília Arantes – Um ponto cego no
projeto moderno de Jürgen Habermas
>Otília Arantes – A sobrevida da arquitetura
moderna segundo Jürgen Habermas, in
“Urbanismo em fim de linha”
“” - Os Novos Museus, in A arquitetura depois
dos modernos (novos estudos cebrap 31)

>Le Corbusier – Carta de Atenas


>Roberto Schwarz – Pelo prisma da
arquitetura, in “Sequências brasileiras”
>Colóquio em Brasília - A síntese das artes na
cidade nova. SCHAPIRO, M. Novos estudos
CEBRAP. Ed.70. Novembro de 2004.
>Pedro Fiori Arantes - O grau zero da
arquitetura na era financeira, in A Arquitetura
na era digital financeira. Novos estudos
CEBRAP.
>Hal Foster - Complexo arte-arquitetura
_________. – O retorno do real
>Paul Valery – O problema dos museus (revista
ars, ano 6 numero 12; 2008)
>Ricardo Fabbrini – Imagem e Enigma
>Walter Benjamin – A obra de arte na época de
sua reprodutibilidade técnica, in Magia e
Técnica, Arte e Política
>Theodor Adorno – Museu Proust e Valery
>Gerard Lebrun - A filosofia e sua história
(cap. A mutação na obra de arte)
>Jean Baudrillard – O efeito Beaubourg, in
Simulacro e Simulação
“” - A arte da desaparição

(art. Vis)
Mondrian – (mod)
Escher – (mod)
Piranesi – (neoclassicismo séc XVIII)
Lygia Clark (posmod) (bichos metálicos)
Hélio Oiticica (posmod)
Miró
Abraham Palatnik
Alexander Calder
Vermeer (Vista de Delft)

(arq)
Le Corbusier – (mod)
Adolf Loos – (mod)
Walter Gropius – (mod)
Michael Graves – (posmod)
Theo van Doesburg – (posmod)
Charles Moore – (posmod)
Robert Venturi – (posmod)
Frank Gehry – (posmod) (Gugenheim Bilbao)
Renzo Piano – (posmod) (Centre Pompidou)

(cine)
Buñuel – (mod) (Um cão andaluz)

(literatura)
Marcel Proust – (mod) (Em busca do tempo
perdido)
Dia 22 e 23/Maio (terça e quarta), não haverá
aula

Semana que vem (semana santa) - haverá


aula NA TERÇA (reposição antecipada)

GULLAR, Ferreira – Argumentação contra a


morte da arte, 1982
BELTING, Hans – O fim da história da arte,
Cosac Naify
CAMPOS, Haroldo – Da morte da arte à
constelação. O poema pós-utópico.
_____________. – O arco-íris branco.
TAFURI, Manfredo – Projeto e utopia
ADORNO – Teoria Estética
SCHILLER, F. – Cartas sobre a educação
estética do homem
AGAMBEN, G. – O que é o contemporâneo
DIDI-HUBERMAN, G. – Diante do tempo.
HORKHEIMER, M – O eclipse da razão
ARANTES, O – A sobrevida da arquitetura
segundo Jurgen Habermas IN Urbanismo e fim
de linha. EDUSP.
_________. – Os novos museus. Novos
estudos CEBRAP.
LAPLANCHE, Jean – Vocabulário de
psicanálise. Martins Fontes. (termo: atenção
flutuante)

Música:
John Cage
Villa Lobos
Ravel
Philip Glass

Escultura:
Lygia Clark
Alexander Calder

Filmes:
François Truffaut – Jules et Jim (1962)
Aleksandr Sokurov – Francofonia (2015)

Noturno:
Fruidor distrativo – ok
Fruidor purista (Paul Valery) - ok