Anda di halaman 1dari 80

Estatística

Descritiva
Medidas Estatísticas
Distribuições de Frequência
Parte I Medidas Estatísticas
Medidas Estatísticas: Conjuntos de Dados Numéricos


A  {x1 , x2 , x3 ,..., xn }

A  {xi }n
Medidas Estatísticas: Grupos de Medidas

A  {x1 , x2 , x3 ,..., xn } Grupos de Medidas

Medidas de Tendência Central

 Medidas de Dispersão

Medidas de Posição

Medidas de Assimetria
e Curtose
Medidas Estatísticas: Medidas de Tendência Central

Tendência Central
Medidas Estatísticas: Média

Média Aritmética

x i
x1  x2  x3  ....  xn
X 1

n n
Medidas Estatísticas: Mediana

Mediana
Medidas Estatísticas: Moda

Moda
Medidas Estatísticas: Medidas de Tendência Central

Quanto custa um tênis?


Medidas Estatísticas: Medidas de Tendência Central

Tênis Keds

Loja Preço Loja Preço


1 240,00 6 270,00
2 240,00 7 270,00
3 250,00 8 290,00
4 250,00 9 350,00
5 270,00 10 360,00
11 400,00
Medidas Estatísticas Loja Preço Loja Preço
1 240,00 6 270,00
2 240,00 7 270,00
3 250,00 8 290,00
4 250,00 9 350,00
5 270,00 10 360,00
Tênis Keds 11 400,00

200 250 300 350 400


Medidas Estatísticas Loja Preço Loja Preço
1 240,00 6 270,00
2 240,00 7 270,00
3 250,00 8 290,00
4 250,00 9 350,00
5 270,00 10 360,00
11 400,00

Moda

Xˆ  R$270,00

fk  3

200 250 300 350 400


Medidas Estatísticas Loja
Loja Preço
Preço Loja
Loja Preço
Preço
11 240,00
240,00 66 270,00
270,00
22 240,00
240,00 77 270,00
270,00
33 250,00
250,00 88 290,00
290,00
44 250,00
250,00 99 350,00
350,00
55 270,00
270,00 10
10 360,00
360,00
11
11 400,00
400,00

Mediana

n 1 ~
~
Pos ( X )   6o X  R$270,00
2

200 250 300 350 400


Medidas Estatísticas Loja
Loja Preço
Preço Loja
Loja Preço
Preço
11 240,00
240,00 66 270,00
270,00
22 240,00
240,00 77 270,00
270,00
33 250,00
250,00 88 290,00
290,00
44 250,00
250,00 99 350,00
350,00
55 270,00
270,00 10
10 360,00
360,00
11
11 400,00
400,00

Mediana

5 valores 5 valores

R$ 240,00 240,00 250,00 250,00 270,00 270,00 270,00 290,00 350,00 360,00 400,00

Mediana
Medidas Estatísticas Loja Preço Loja Preço
1 230,00
240,00 6 270,00
2 240,00 7 270,00
Média 3 250,00 8 290,00
4 250,00 9 350,00
5 270,00 10 360,00
11 400,00

x i
x1  x2  x3  ....  xn
X 1

n n
n

x i
240  240  250  250  ....  360  400
X 1

n 11

X  R$290,00
Medidas Estatísticas Loja Preço
1 240,00
2 240,00
3 250,00
4 250,00
5 270,00
6 270,00
7 270,00
8 290,00
9 350,00
10 360,00
11 400,00

Moda Mediana Média


R$ 290,00
Medidas Estatísticas: Dispersão

Tendência Central
Medidas Estatísticas: Dispersão

Loja Preço
1 240,00
2 240,00
3 250,00
4 250,00
Desvio = - R$ 50,00
5 270,00
6 270,00
Média 7 270,00
8 290,00
R$ 290,00 9 350,00
Desvio = + R$ 110,00
10 360,00
11 400,00
Medidas Estatísticas: Dispersão

Loja Preço d
Preço 1 240,00 -50
2 240,00 -50
400,00
3 250,00 -40
390,00 4 250,00 -40
380,00 5 270,00 -20
370,00 6 270,00 -20
360,00 7 270,00 -20
350,00 8 290,00 0 +110
340,00 9 350,00 +60
330,00 10 360,00 +70
320,00
11 400,00 +110 +60 +70
310,00
300,00
290,00
280,00 -20 -20 -20
270,00 -40 -40
260,00 -50 -50
250,00
240,00
Loja
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
Medidas Estatísticas: Dispersão

2 2
Loja Preço Loja d Preçod 2 d d
Loja Preço d d
1 240,00 1 -50 240,00
2.500 -50 2.500
2 1 240,00240,00 -50 -50 2.5002.500
2 240,00 -50 2.500
3 2 250,00240,00 -40 -50 1.6002.500
3 250,00 -40 1.600
4 3 250,00250,00 -40 -40 1.6001.600
4 250,00 -40 1.600
5 4 270,00250,00 -20 -40 4001.600
5 270,00 -20 400
6 5 270,00270,00 -20 -20 400 400
6 270,00 -20 400
7 6 270,00270,00 -20 -20 400 400
7 270,00 -20 400
8 7 290,00270,00 0 -20 400
8 290,000 0 0
9 8 350,00290,00 +60 0 3.600 0
9 350,00 +60 3.600
10 9 360,00350,00 +70 +60 4.9003.600
10 360,00 +70 4.900
11 10 400,00
360,00 +110 +70 12.1004.900
11 400,00 +110 12.100
11 400,00 +110 12.100
 2 30.000

2 30.000
d 30.000 s 3.000
2
S   
n 1 11  1
Medidas Estatísticas: Dispersão

Variância s 2

 d 2

n 1

Desvio Padrão
s s 2

s  s  3000  54,8
2
Medidas Estatísticas: Dispersão

Variância

s 2

 d
30000
2

 3000
n 1 10
Desvio Padrão

s  s  3000  54,82

Coeficiente de Variação

s 54,8
CV    0,19
X 290
Parte II Distribuições de
Frequência
Distribuições de Frequência

Uma Distribuição de Frequência é uma


reorganização de um conjunto de valores
numéricos, em que seus elementos se
dispõem não mais por seus valores, mas
pela frequência com que ocorrem no
conjunto.
Distribuições de Frequência

Seja um conjunto que contém dados


relativos aos pontos obtidos em uma
prova, aplicada a 700 pessoas ...

As notas variaram
de 0 (zero) a 10
(dez) pontos.
Distribuições de Frequência

Para entender melhor este conjunto, dividimos


as notas em 5 subconjuntos, ou
CLASSES
de 2 em 2 pontos:

Cada CLASSE foi bem definida,


com um
LIMITE INFERIOR
e um
LIMITE SUPERIOR.
Por exemplo, a primeira classe,
que compreende as notas de 0 a
2, tem um LIMITE INFERIOR igual
a 0 (zero) e um LIMITE SUPERIOR
igual a 2 (dois).
Distribuições de Frequência

Em seguida, iremos CONTAR quantos elementos


pertencem a cada classe.
Porém, apenas para eliminar
incertezas em relação a um
elemento pertencer a uma ou
outra classe, fixamos um
CRITÉRIO de
INCLUSÃO/EXCLUSÃO
que pode ser um destes:
LimInf |----- LimSup
Compreende todos os elementos entre os
dois limites, incluindo o limite inferior e
excluindo o limite superior.

LimInf -----| LimSup


Compreende todos os elementos entre os
dois limites, excluindo o limite inferior e
incluindo o limite superior.
Distribuições de Frequência

Montamos uma tabela, e colocamos na primeira coluna as


classes em que dividimos o conjunto:

Classes

0 |--- 2

2 |--- 4

4 |--- 6

6 |--- 8

8 |--- 10
Distribuições de Frequência

E, na tabela, uma segunda coluna, chamada de f


(frequências) em que iremos preencher com os resultados
destas contagens:

f
Classes

0 |--- 2

2 |--- 4

4 |--- 6

6 |--- 8

8 |--- 10

Σ
Distribuições de Frequência

Assim, um conjunto com centenas de


valores pode ser resumido numa simples
tabela:

Classes f
0 |--- 2 140
2 |--- 4 210
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700
Distribuições de Frequência

classes frequências

Classes f
0 |--- 2 140
2 |--- 4 210
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700
Distribuições de Frequência

Classes f
0 |--- 2 140
... foi dividida em
5 2 |--- 4 210
subconjuntos, ou 4 |--- 6 180
CLASSES. 6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700

Uma coleção, ou
CONJUNTO, de
700
valores numéricos ...
Distribuições de Frequência

Classes e frequências Então, a FREQUÊNCIA


f
da primeira classe é 140.

O primeiro grupo, com valores entre 0 Classes f


e 2, conta com 140 elementos: 0 |--- 2 140
2 |--- 4 210
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700
Distribuições de Frequência

Classes e frequências Então, a FREQUÊNCIA


f
da segunda classe é 210.

Classes f
0 |--- 2 140
O segundo grupo, com valores entre 2
e 4, conta com 210 elementos: 2 |--- 4 210
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700
Distribuições de Frequência

Classes e frequências Então, a FREQUÊNCIA


f
da terceira classe é 180.

Classes f
0 |--- 2 140
O terceiro grupo, com valores entre 4 2 |--- 4 210
e 6, conta com 180 elementos: 4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70
Σ 700

... E assim por diante, até completarmos as 5 classes


contendo os 700 elementos.
Distribuições de Frequência - Histogramas

O Histograma é um gráfico “casado”


com a tabela de distribuição de 250
frequências:

200

Classes f
0 |--- 2 140
150
2 |--- 4 210

f
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100 100

8 |--- 10 70
Σ 700 50

0
0 |--- 2 2 |--- 4 4 |--- 6 6 |--- 8 8 |--- 10
Distribuições de Frequência - Histogramas

250

E cada coluna do histograma tem


uma altura proporcional à
frequência da classe ... 200

Classes f 150

0 |--- 2 140

f
2 |--- 4 210
100
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70 50

Σ 700

0
0 |--- 2 2 |--- 4 4 |--- 6 6 |--- 8 8 |--- 10

Cada coluna do histograma tem uma base proporcional ao tamanho da classe ...
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas

Além da frequência simples f, utilizamos outras informações sobre o


conjunto, que estão nas colunas seguintes:

Classes f fr A frequência relativa fr é a razão


0 |--- 2 140 entre a frequência simples da
classe e o tamanho do conjunto. A
2 |--- 4 210 f
expressão de frcálculo
 .100 é
n
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70 f
Σ 700 fr  .100
n
Assim, a frequência relativa da
primeira classe é dada por:

f 140
fr  .100  .100  20,0
n 700
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas

Além da frequência simples f, utilizamos outras informações sobre o


conjunto, que estão nas colunas seguintes:

Classes f fr A frequência relativa fr é a razão


0 |--- 2 140 20,0 entre a frequência simples da
classe e o tamanho do conjunto. A
2 |--- 4 210 f
expressão de frcálculo
 .100 é
n
4 |--- 6 180
6 |--- 8 100
8 |--- 10 70 f
Σ 700 fr  .100
n
Assim, a frequência relativa da
primeira classe é dada por:

f 140
fr  .100  .100  20,0
n 700
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas

Completando a coluna, calculamos os valores das frequências relativas


das demais classes:

A coluna das frequências relativas fr é lida da seguinte forma:


Classes f fr
-De 0 a 2 ptos., são 140 elementos, que correspondem a 20,0
% do total (de 700 elementos);
0 |--- 2 140 20,0
-De 2 a 4 ptos., são 210 elementos, que correspondem a 30,0
% do total;
2 |--- 4 210 30,0 -De 4 a 6 ptos., são 180 elementos, que correspondem a 25,7
% do total;
4 |--- 6 180 25,7 -E assim por diante.

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Notar que a soma das frequências


Σ 700 100
relativas é igual a 100,0.
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Muito importantes e práticas, as informações vindas das frequências


acumuladas serão ainda mais úteis no estudo do cálculo das
probabilidades.

Classes f fr F A coluna das F (frequências acumuladas)


é montada procedendo-se da seguinte
0 |--- 2 140 20,0 maneira:

2 |--- 4 210 30,0

4 |--- 6 180 25,7

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Repetimos a primeira frequência simples


Classes f fr F ...

0 |--- 2 140 20,0 140

2 |--- 4 210 30,0

4 |--- 6 180 25,7

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Classes f fr F

0 |--- 2 140 20,0 140


Para a próxima classe, somamos a frequência
2 |--- 4 210 30,0 simples desta classe à frequência simples da
classe anterior ...
4 |--- 6 180 25,7

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Classes f fr F

0 |--- 2 140 20,0 140


Repetindo a operação, temos:
2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Classes f fr F

0 |--- 2 140 20,0 140

2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Classes f fr F

0 |--- 2 140 20,0 140

2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3 630

8 |--- 10 70 10,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

Classes f fr F

0 |--- 2 140 20,0 140

2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3 630

8 |--- 10 70 10,0 700 A última frequência acumulada é igual ao


tamanho do conjunto:

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Acumuladas

A informação fornecida pela coluna das frequências acumuladas é a


seguinte:

Classes f fr F -De 0 a 2, encontramos 140 valores,


no conjunto;
0 |--- 2 140 20,0 140
-De 0 a 4, encontramos 350 valores;
2 |--- 4 210 30,0 350 -De 0 a 6, encontramos 530 valores;

4 |--- 6 180 25,7 530 -De 0 a 8, encontramos 630 valores,


e,
6 |--- 8 100 14,3 630 -De 0 a 10, encontramos, é claro,
todos os 700 valores.
8 |--- 10 70 10,0 700

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas Acumuladas

Outra frequência acumulada, a frequência relativa acumulada, é obtida


de forma análoga.

Classes f fr F Fr
Repetimos a primeira frequência
0 |--- 2 140 20,0 140 20,0 relativa ...

2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3 630

8 |--- 10 70 10,0 700

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas Acumuladas

Classes f fr F Fr
E somamos com a frequência
0 |--- 2 140 20,0 140 20,0 relativa da classe seguinte:

2 |--- 4 210 30,0 350

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3 630

8 |--- 10 70 10,0 700

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas Acumuladas

Classes f fr F Fr
Procedemos da mesma forma
0 |--- 2 140 20,0 140 20,0 com as demais classes:

2 |--- 4 210 30,0 350 50,0

4 |--- 6 180 25,7 530

6 |--- 8 100 14,3 630

8 |--- 10 70 10,0 700

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas Acumuladas

Classes f fr F Fr

0 |--- 2 140 20,0 140 20,0

2 |--- 4 210 30,0 350 50,0

4 |--- 6 180 25,7 530 75,7

6 |--- 8 100 14,3 630 90,0

8 |--- 10 70 10,0 700 100,0 Notar que a frequência relativa


acumulada da última classe é
igual a 100 %.
Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Frequências Relativas Acumuladas

As informações obtidas na coluna das frequências relativas acumuladas


são as seguintes:

Classes f fr F Fr
-De 0 a 2, encontramos 20% dos
valores do conjunto;
0 |--- 2 140 20,0 140 20,0
-De 0 a 4, encontramos 50% dos
2 |--- 4 210 30,0 350 50,0 valores;
-De 0 a 6, encontramos 75,7% dos
4 |--- 6 180 25,7 530 75,7
valores;
6 |--- 8 100 14,3 630 90,0 -De 0 a 8, encontramos 90% dos
valores, e,
8 |--- 10 70 10,0 700 100,0
-De 0 a 10, encontramos, é claro,
100% dos 700 valores.
Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Ogiva de Galton

Outro gráfico acoplado à tabela de Distribuição de Frequências é o


Polígono de Frequências Acumuladas, ou Ogiva de Galton:

Utilizaremos as colunas das classes,


Classes f fr F Fr das frequências acumuladas e das
frequências relativas acumuladas:
0 |--- 2 140 20,0 140 20,0

2 |--- 4 210 30,0 350 50,0

4 |--- 6 180 25,7 530 75,7

6 |--- 8 100 14,3 630 90,0

8 |--- 10 70 10,0 700 100,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Ogiva de Galton

A moldura do gráfico é feita com três


eixos, um horizontal (classes) e dois
verticais (frequências acumuladas e
frequências relativas acumuladas)
Classes f fr F Fr

0 |--- 2 140 20,0 140 20,0

2 |--- 4 210 30,0 350 50,0

4 |--- 6 180 25,7 530 75,7

6 |--- 8 100 14,3 630 90,0

8 |--- 10 70 10,0 700 100,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Ogiva de Galton

F 700 100 Fr

Classes F Fr
90
600

0 |--- 2 140 20,0 80

500 70

2 |--- 4 350 50,0 60


400

50

4 |--- 6 530 75,7 300


40

6 |--- 8 630 90,0 200


30

20

8 |--- 10 700 100,0 100


10

0 0
0 2 4 6 8 10

Σ x
Distribuições de Frequência – Frequências

Assim, completamos a tabela da Distribuição de Frequências:

Classes f fr F Fr

0 |--- 2 140 20,0 140 20,0

2 |--- 4 210 30,0 350 50,0

4 |--- 6 180 25,7 530 75,7

6 |--- 8 100 14,3 630 90,0

8 |--- 10 70 10,0 700 100,0

Σ 700 100
Distribuições de Frequência – Cálculo das Medidas

Média: a média aritmética é calculada supondo-se todos os valores das


classes concentrados no ponto médio (x) destas classes:

Classes f x Cada classe tem o seu ponto


médio, calculado pela expressão:
0 |--- 2 140 1

2 |--- 4 210 3
LimInf  LimSup
4 |--- 6 180 5 x
6 |--- 8 100 7
2
8 |--- 10 70 9

Σ 700
Distribuições de Frequência – Cálculo das Medidas

Distribuições
Montamos de Frequência
a seguir – Cálculo
a coluna dos dasfrequência
produtos Medidas pelo ponto médio
(fx):

A média do conjunto é calculada


Classes f x f.x pela expressão:


0 |--- 2 140 1 140
fx
2 |--- 4 210 3 630 X
n
4 |--- 6 180 5 900
Neste exemplo:
6 |--- 8 100 7 700

8 |--- 10 70 9 630
X
 fx 3000
  4,3
n 700
Σ 700 3000
Distribuições de Frequência – Cálculo das Medidas

Moda: a moda do conjunto é estimada supondo que o conjunto possui


uma única moda, e esta pertence à classe de maior frequência, chamada
classe modal.

Classes f

0 |--- 2 140

2 |--- 4 210 Classe modal

4 |--- 6 180

6 |--- 8 100

8 |--- 10 70

Σ 700
Distribuições de Frequência – Cálculo das Medidas

A moda do conjunto é calculada pela seguinte expressão:

 DA 
Xˆ  LimInf k    xAmp k
 DA  DP 
Classes f
Onde:
0 |--- 2 140

2 |--- 4 210 DA  f k  f ant


4 |--- 6 180

6 |--- 8 100 DP  f k  f post


8 |--- 10 70

Σ 700
Distribuições de Frequência – Cálculo das Medidas

Neste exemplo, a moda é dada por:

 DA 
Classes f Xˆ  LimInf k    xAmp k
 DA  DP 
0 |--- 2 140
 210  140 
2 |--- 4 210 Xˆ  2    x 2
 (210  140)  (210  180 
4 |--- 6 180

6 |--- 8 100
ˆ  70 
X  2  x2  3,4
8 |--- 10 70  70  30 
Σ 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Dispersão

As medidas de dispersão são estimadas a partir da estatística d,


diferença entre o ponto médio e a média do conjunto:

Classes

0 |--- 2
f

140
x

1
d
d  x X
2 |--- 4 210 3

4 |--- 6 180 5

6 |--- 8 100 7

8 |--- 10 70 9

Σ 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Dispersão

As medidas de dispersão são estimadas a partir da estatística d,


diferença entre o ponto médio e a média do conjunto:

Classes

0 |--- 2
f

140
x

1
d

-3,3
d  x X
2 |--- 4 210 3 -1,3

4 |--- 6 180 5 0,7

6 |--- 8 100 7 2,7

8 |--- 10 70 9 4,7

Σ 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Dispersão

A seguir, elevamos os desvios ao quadrado, e multiplicamos pela


frequência simples das classes:

Classes f x d d2 d2.f

0 |--- 2 140 1 -3,3 10,8

2 |--- 4 210 3 -1,3 1,7

4 |--- 6 180 5 0,7 0,5

6 |--- 8 100 7 2,7 7,4

8 |--- 10 70 9 4,7 22,2

Σ 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Dispersão

A seguir, elevamos os desvios ao quadrado, e multiplicamos pela


frequência simples das classes:

A variância do conjunto é
Classes f x d d2 d2.f calculada por:
0 |--- 2

2 |--- 4
140

210
1

3
-3,3 10,8

-1,3 1,7
1511,4

347,1 s 2

 fd 2

n
4 |--- 6 180 5 0,7 0,5 91,8
Que neste exemplo, é dada
6 |--- 8 100 7 2,7 7,4 736,7 por:


8 |--- 10 70 9 4,7 22,2 1555,7 2
fd 4242,9
s 
2
  6,1
n 700
Σ 700 4242,9
Distribuições de Frequência – Medidas de Dispersão

O desvio padrão e o coeficiente de variação são dados por:

O desvio padrão é calculado


Classes f x d d2 d2.f por:
0 |--- 2 140 1 -3,3 10,8 1511,4

2 |--- 4 210 3 -1,3 1,7 347,1


s  s  6,1  2,5
2

4 |--- 6 180 5 0,7 0,5 91,8 O coeficiente de variação é


dado por:
6 |--- 8 100 7 2,7 7,4 736,7

8 |--- 10 70 9 4,7 22,2 1555,7


s 2,5
CV    0,58
X 4,3
Σ 700 4242,9
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição são estimadas a partir da determinação da classe


a que pertencem.

As classes são determinadas a partir do cálculo da posição da separatriz.

As posições das separatrizes são dadas pelas expressões no quadro a


seguir:

Separatriz Posição
Q1 Primeiro Quartil n/4
Q2 Segundo Quartil n/2
Q3 Terceiro Quartil 3n/4
PK K-ésimo percentil Kn/100
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

Neste exemplo, as posições são as seguintes:

Separatriz Posição
Q1 Primeiro Quartil n/4 = 700/4 = 175
Q2 Segundo Quartil n/2 = 700/2 = 350
Q3 Terceiro Quartil 3n/4 = 3x700/4 = 525
P10 Décimo percentil Kn/100 = 10x700/100 = 70
P90 Nonagésimo percentil Kn/100 = 90x700/100 = 630
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

Localizamos a classe da separatriz verificando qual é a primeira


frequência acumulada maior ou igual à posição da separatriz:

Por exemplo, o Q1:


Classes F
- a sua posição é Pos(Q1) = n/4 = 700/4 = 175.
0 |--- 2 140
A frequência acumulada da primeira classe é 140,
2 |--- 4 350 inferior a 175.

4 |--- 6 530 A frequência acumulada da segunda classe é 350, a


primeira superior a 175.
6 |--- 8 630
Portanto, a classe do primeiro quartil é a segunda
8 |--- 10 700 classe, 2 |--- 4.
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

Localizamos a seguir as classes a qual pertencem as separatrizes:

Classes F

0 |--- 2 140 Pos(P10) = 70 < 140


Pos(Q1)= 175 < 350
2 |--- 4 350
Pos(Q2) = 350 = 350
4 |--- 6 530
Pos(Q3) = 525 < 525
6 |--- 8 630 Pos(P90) = 630 = 630

8 |--- 10 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

O cálculo do valor das separatrizes é feito pela expressão:

 Pos ( SEP )  Fant 


Classes f F SEP  LimInf SEP    xAmpSEP
 f SEP 
0 |--- 2 140

2 |--- 4 210 350 Calculando o valor do Q1, temos:


4 |--- 6 530
 175  140 
6 |--- 8 630 Q1  2    x 2  2,3
8 |--- 10 700  210 
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

Calculando o valor das demais separatrizes:

Q1 = 2+(175-140/210)x2 = 2,3
Classes f F

0 |--- 2 140 140


Q2 = 2+(350-140/210)x2 = 4,0
2 |--- 4 210 350
Q3 = 4+(525-350/180)x2 = 5,9
4 |--- 6 180 530

P10 = 0+(70-0/140)x2 = 1,0 6 |--- 8 100 630

8 |--- 10 70 700
P90 = 6+(630-530/100)x2 = 8,0
Σ 700
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição podem ser determinadas graficamente na Ogiva de Galton:


Q1
F 700 100 Fr

90
600

80

500 70

60
400

50

300
40

30
200
Q1
20

100
10
2,3
0 0
0 2 4 6 8 10
x
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição podem ser determinadas graficamente na Ogiva de Galton:


Q2
F 700 100 Fr

90
600

80

500 70

60
400

50 Q2
300
40

30
200

20

100
10
4,0
0 0
0 2 4 6 8 10
x
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição podem ser determinadas graficamente na Ogiva de Galton:


Q3
F 700 100 Fr

90
600

80
Q3
500 70

60
400

50

300
40

30
200

20

100
10
5,9
0 0
0 2 4 6 8 10
x
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição podem ser determinadas graficamente na Ogiva de Galton:


P10
F 700 100 Fr

90
600

80

500 70

60
400

50

300
40

30
200

1,0 20

100
10 P10
0 0
0 2 4 6 8 10
x
Distribuições de Frequência – Medidas de Posição

As medidas de posição podem ser determinadas graficamente na Ogiva de Galton:


P90
F 700 100 Fr

90 P90
600

80

500 70

60
400

50

300
40

30
200

20

100
8,0 10

0 0
0 2 4 6 8 10
x
Distribuições de Frequência – Medidas de Assimetria e Curtose

As medidas de assimetria e curtose são calculadas pelas expressões a seguir:

~
3( X  X ) 3(4,3  4,0)
CA    0,36
s 2,5

Q3  Q1 5,9  2,3 3,6


CC     0,26
2( P90  P10 ) 2(8,0  1,0) 2 x7,0
Distribuições de Frequência - Tutorial Fim

antonio.beraldo@ufjf.edu.br

saldanha.plangeo@gmail.com