Anda di halaman 1dari 5

Psicodinâmica das cores

A cor cria um estado de espírito, um contraste; e destaca a


beleza em uma imagem. Quando as cores não estão corretas o
conceito se torna incompleto, a imagem talvez não consiga
transmitir a informação, e a experiência artística pode ser
perdida.

Cores: O que é cor?

A cor existe por conta de três entidades: a luz, o objeto


visualizado e o observador. Quando uma luz, seja ela provinda
do sol ou de uma fonte qualquer artificial, incide sobre uma
superfície qualquer, parte da luz é absorvida e parte dela é
refletida. Esta luz que é refletida incide em nossos olhos e
através dos diferentes comprimentos de onda que estas
possuem podemos distinguir quais são estas cores e formar,
em nosso cérebro a noção da cor correspondente a somatória
de todas as luzes refletidas.

A cor cria um estado de espírito, um contraste; e destaca a


beleza em uma imagem. Quando as cores não estão corretas o
conceito se torna incompleto, a imagem talvez não consiga
transmitir a informação, e a experiência artística pode ser
perdida.

Ela é o elemento que tem mais afinidade com as emoções.


Nas artes visuais, a cor não é apenas um elemento decorativo
ou estético, é o fundamento da expressão. Ela exerce uma
grande ação sobre o indivíduo que recebe a comunicação
visual: ela impressiona a retina quando é vista; provoca uma
emoção, é sentida; e é construtiva, pois, tem um significado
próprio, tem valor de símbolo e capacidade de construir uma
linguagem que comunique uma idéia.

Psicodinâmica das cores

A percepção da cor é uma das maneiras fundamentais pelas


quais tomamos consciência das coisas ao nosso redor, ela
exerce uma influência psicológica diferentemente.

Vejamos agora algumas cores e seus “significados”:

VERMELHO
É cor chamativa de maior poder de atração. Sua contemplação
estimula à ação, à luta, à conquista. Ele faz a pessoa sentir-se
ousada, poderosa, corajosa.
Deve ser usado com cautela, pois em áreas muito extensas é
opressivo e irritante; perturba o sistema nervoso,
dependendo de suas variações de tonalidade.
Quando usado adequadamente tende a dar vida e alegria às
superfícies causando a sensação de aumento de volume, peso
e calor.
Faz com que os objetos avancem. Não beneficia a atividade
mental, porém é estimulante. Aumenta a tensão muscular,
ativa a respiração, estimula a pressão arterial.
É indicada para pessoas retrospectivas e retraídas.

AZUL
O azul é uma cor suave, que produz calma, tranqüilidade,
ternura, afetuosidade, paz e segurança. Ela favorece as
atividades intelectuais e a meditação.
Pode ser usada em grandes vãos sem se tornar cansativa,
porém deve-se equilibrar harmonicamente com outras cores
para evitar um clima de tristeza e monotonia; pois quando
usado em excesso torna o ambiente frio e vazio.
Fisicamente causa a ilusão de um ambiente refrescante, dá a
sensação de distância e diminuição de peso; tem como
particularidade afastar os insetos.
É a cor preferida das pessoas calmas, seguras, equilibradas e
leais.
O azul estimula na personalidade a doçura, a parcimônia, a
sensatez e a ternura.
Favorece a criação e a manutenção de um clima ou ambiente
calmo e organizado em residências ou locais de trabalho. Daí
ser conveniente pintar as paredes de azul em locais sujeitos a
muita tensão, atritos e desavenças.
Num sentido mais profundo, o azul é a cor da nossa
identificação com o planeta, que visto do espaço é de um azul
indescritível.
Quando existe aversão ao azul pode significar confusão e
instabilidade, inquietação, ansiedade, inconstância, orgulho e
rebeldia, além da necessidade insatisfeita de realização
emocional.
Azul em demasia faz com que a pessoa fique indiferente e
retraída; mas o azul ajuda a baixar a pressão sangüínea e a
reduzir o stress e a tensão. Também pode deixar-nos com
sono.

VIOLETA
O violeta representa o mistério, expressa a sensação de
individualidade, de poder, de personalidade, associado à
intuição e à espiritualidade, influenciando emoções e
humores.
Num tom mais azulado é ideal para locais de meditação.

AMARELO
Representa luz, vida ação e poder; estimula o sistema
nervoso central, encorajando à ação e ao esforço.
É usado com vantagem em ambientes com pouca luz natural e
para sinalizações, causa fisicamente a sensação de calor e
aumento de volume.
Em grandes extensões, pode incomodar devido à intensa
irradiação de luz.
Psicologicamente, o amarelo está ligado à liberação da carga
da responsabilidade excessiva, à redução da inquietação, da
ansiedade e das preocupações. Tudo de um modo suave, mas
não inconseqüente. Mas também é considerada a cor da raiva,
da repulsa, do atrevimento, dos impulsos e da falsidade.
Porém, por se relacionar com o sol, significa alegria, bom
humor.
As pessoas que se sentem bem consigo mesmas costumam
adorar essa cor.
Ela nos ajuda a assimilar conhecimentos e expande a
consciência de uma realidade maior fazendo até com que as
pessoas percam seu senso de limite.

VERDE
Tem um efeito calmante, relaxante;porém quando usado em
excesso torna o ambiente monótono. Fisicamente causa a
impressão de leveza e distância.
Equilibra as emoções. É a cor que menos fadiga a vista, é o
equilíbrio entre o calor e o movimento do amarelo e a estática
e a frieza do azul.
Na indústria é largamente usado, por combater a fadiga
visual e consequentemente o cansaço físico.
É a cor mais representativa nas igrejas cristãs representando
Ressurreição e Batismo.

LARANJA
Representa a prosperidade, a fartura de frutos.
Laranja é uma cor alegre e densa formada pela mistura de
duas outras cores: o amarelo e o vermelho, possuindo a
luminosidade do amarelo e a excitação do vermelho.
Relaciona-se com o ardor e o entusiasmo, o que o torna
popular.
Quando usado em pequenas áreas é estimulante, provoca
bem estar e alegra o ambiente. Porém se usado em excesso
torna-se irritante, causa a sensação física de aumento de
calor e volume.
Quando adicionada ao preto, é imediatamente destituída de
todos os seus aspectos positivos, pois passa a representar os
desejos oprimidos e a intolerância, perde sua pureza emotiva.

Os tons mais pálidos do laranja nos fazem relaxar e torna-nos


mais parecidos com aquilo que realmente somos. As pessoas
se sentem mais capazes de se comunicar, e muitas descobrem
que estão dispostas a usar sua criatividade, se ainda não o
fazem.
As pessoas que gostam desta cor geralmente são calorosas,
criativas, alegres, positivas, expressivas e sensuais.

BRANCO
A cor branca é a presença de todas as cores e por isso
considerada uma cor primordial.
É estimulante e expressivo, clareia os ambientes. Quando
usado em excesso força a vista e promove o cansaço.
Fisicamente causa a impressão de aumento de voluma. É
associado ao prestigio, a economia, silencio, leveza,
tranqüilidade e limpeza.
Está associada ao prestígio, economia, distinção, silêncio,
leveza, tranqüilidade e limpeza.
O branco dá a idéia de sim (positividade) e é também símbolo
de divindade.
Uma pessoa que gosta desta cor é considerado pura, crítica,
auto-suficiente, cautelosa, motivada, intelectual, positiva.

PRETO
É a cor sóbria, séria, transmite a sensação de renúncia ,
entrega, abandono; fisicamente causa ilusão de diminuição de
volume e aumento de calor e peso.
Sua condição de total ausência de cores a relaciona
simbolicamente com a idéia do nada, do vazio. Por isso,
expressa a negação, concepção do espaço infinito, do não.
O preto significa também o destino e a morte, favorece a
auto-análise e permite um aprofundamento do indivíduo no
seu processo existencial.
Uma pessoa que gosta desta cor é considerado sofisticada,
séria, autoritária, impressionante, digna, seca, misteriosa,
desconhecida. E também são vistas como estranhas,
distantes, procurando a renúncia e o isolamento.
É a cor predileta de monges e outros tipos de religiosos, pois
permite um maior contato com o inconsciente e com a vida
interior.
Ambientalmente, quando associada a outras cores modifica o
efeito destas, realçando seus tons.

CINZA
Trata-se de uma cor inteiramente neutra e isenta de qualquer
capacidade de influenciar o ser humano, já que é o equilíbrio
entre o branco e o preto.
O cinza não emite estímulo psicológico e, em qualquer
tonalidade que se apresente, não produz nem tensão nem
relaxamento: é neutro. Transmite, assim, essa mesma
neutralidade que dá a sensação de equilíbrio e estabilidade.
As pessoas que tem atração pelo cinza sentem necessidade
de buscar o equilíbrio, a redução de conflitos psicológicos e
pode estar carente de energia vital, procurando se isolar do
mundo ou não se identificando com os padrões e valores
mundanos. São pessoas tranqüilas, distantes, precavidas.

ROSA
A cor rosa está associada ao carinho, ao relaxamento, a
afetividade e a maternidade.
O vermelho é o emblema do amor e do sangue, do fogo e de
todos os ardores, quer se refiram a Deus ou à natureza. O
branco, por sua vez, é a sabedoria e a pureza. A mistura
dessas duas cores dá origem ao rosa, que exprime, portanto,
o amor matizado pela constância, sangue frio, moderação e
prudência. Diz-se que o rosa representa o amor e a sabedoria.

O cor-de-rosa proporciona calor; seus tons mais pálidos


podem ser relaxantes.
Os tons róseos mais quentes têm um efeito positivo, e sob a
sua influência as pessoas tornam-se ativas e desejosas de
progresso. Combate a apatia e a indiferença pela vida.

MARROM
O marrom representa a constância, a necessidade de
segurança, a dependência, a disciplina e a uniformidade,
induzindo ainda à observação de regras.
No século passado, o marrom era usado regularmente, o que
contribuiu para que o homem se fixasse muito em suas idéias
e pontos de vista.
Como o marrom é uma espécie de vermelho escurecido, ele
possui a vitalidade e a força impulsiva do vermelho, só que de
forma atenuada pelo preto neutralizador. Assim, o marrom é
uma cor que transmite uma vitalidade passiva. É uma cor
indiferente, comumente preferida por religiosos e andarilhos.
Por isso é que se diz que o marrom realça a importância das
raízes, do lar e do agrupamento social.

Artigo enviado por: Nássara Andrade - Autor