Anda di halaman 1dari 20

MISSÃO ORÁCULO DO SENHOR

Anunciando ao mundo que Jesus cristo é o Senhor!


DÍZIMOS E OFERTAS

Textos iniciais: Malaquias 3:8-10 e Mateus 25:14-30

INTRODUÇÃO:

A infidelidade a Deus nos Dízimos e nas Ofertas tem impedido muitos


crentes de viverem a vida abundante que a Palavra de Deus promete.

O estudo deste tema para crentes fiéis é super-atraente e motivo de louvor e


júbilo!

Porém, para os infiéis se mostra pesado, e pouco atraente!

Vejamos o que nos diz a Palavra de Deus...

I - O QUE É DÍZIMO?

É 10% (dez por cento) ou 1/10 avos.

Deus é muito bom, de 100% Ele permite que fiquemos com 90%, nos pede
apenas 10%!

Não é OFERTA! Oferta é tudo aquilo que damos além do dízimo.

OFERTA ALÇADA - Vem do Hebraico “teruma” = PESADAS, ALTAS,


ELEVADAS, PRODUTIVAS...

2
II - NÓS SOMOS MORDOMOS DO SENHOR

Mordomo é o Administrador de Bens Alheios. Tudo o que temos, na


verdade, não é nosso - É do Senhor!

I Cor 10:26 “Porque do Senhor é a terra e a sua Plenitude”

Ageu 2:8 “Minha é a prata, meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos.”

SL 50:10 “Porque meu é todo o animal da selva, e o gado sobre milhares


de montanhas. Conheço as aves dos montes e minhas são todas as feras do
campo...”

Col 1:16 “... tudo foi criado por meio dele e para Ele.”

Gn 2:15 - “E tomou o Senhor Deus ao homem e o pôs no Jardim do Éden


para o lavrar e guardar.” - Deus não deu o jardim ao homem, pôs o homem
no jardim para o lavrar e guardar...

Mt 25:14-30 - Na parábola dos talentos vemos que o Senhor entregou os


talentos para os servos administrarem... Mas tarde o Senhor volta para
pedir contas de tudo!

III - TUDO O QUE TEMOS VEM DO SENHOR

I CRÔNICAS 29:14
Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer
voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é
teu to damos.

Os 2:8-9
“Ela, pois, não soube que eu é que lhe dei o grão, e o vinho, e o óleo, e lhe
multipliquei a prata e o ouro... Portanto, tornar-me-ei e reterei a seu tempo
o meu grão, e o meu vinho; e arrebatarei a minha lã e o meu linho...”

3
IV - UM DIA TEREMOS QUE PRESTAR CONTAS

É o que aprendemos na Parábola dos Talentos - Mt 25:14-30

Rm 14:12 “Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.”

II cor 5:10 “Porque importa que todos nós compareçamos perante o


tribunal de Cristo...”

Prestaremos conta de TUDO!

Dos dízimos (10%) e até mesmo dos restantes 90% que também não é
nosso! (somos apenas mordomos...)

V - O DÍZIMO É BÍBLICO

A) NO VELHO TESTAMENTO

1) No Éden - Já vemos o princípio do dízimo quando o Senhor separou


uma árvore para Ele

2) Abraão dizimou - Gn 14:20 - Note que Abraão não viveu debaixo da Lei
e sim da Graça - Gl 3:17.

3) Jacó dizimava - Gn 28:20-22 - também viveu antes da lei!

4) Melquisedeque (Sacerdote) recebia dízimos - Hb 7:1-2 - antes da lei!

5) O dízimo foi depois incluído na Lei - Lv 27:30-32 - Nm 18:21-24 -


Dt 14:22-29 “O dízimo será santo ao Senhor” - Os que costumam dizer que
não dão o dízimo porque é coisa da lei, saibam que Jesus afirmou que a Lei
não foi revogada “Não penseis que vim revogar a Lei ou os profetas: não
vim para revogar, vim para cumprir” - Mt 5:17-20.

6) Salomão, que foi o homem mais sábio da terra, afirmou:


- “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua
renda e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os
teus lagares.” (Prov 3:9-10).

4
B) NO NOVO TESTAMENTO:

1) Em Jesus foi restaurado o tempo da graça (que existiu no tempo de


Abraão) - e a graça não exclui o dizimar...

2) O Novo Testamento não anula, cancela ou revoga o V.T. apenas


modifica ou adiciona... E não alterou a lei do dízimo!

3) Exemplos: O Fariseu da parábola (Lc 18:12) - Os fariseus em geral


(Mt 23:23).

4) Levi (=Mateus) recebia dízimos - de quem?


Sinal de que era prática apostólica Hb 7:9

5) Judas Iscariotes era Tesoureiro do colégio apostólico - para quê havia


um Tesoureiro?
Certamente para recolher dízimos e ofertas!

6) Jesus ratificou a prática do dízimo:


“Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e
fariseus de modo nenhum entrareis no reino dos céus.” - Mt 5:20
Exceder - significa fazer tudo de correto que eles faziam e muito mais.
“Ai de vós escribas e fariseus hipócritas, pois que dizimais a hortelã, o
endro e o cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a
misericórdia e a fé. Deveis porém fazer estas coisas e não omitir aquelas.”
- Mt 23:23
“Estas coisas” - deveis fazer... ( praticar o juízo, a misericórdia e a fé ) e
“Não omitir aquelas” = ( dar o dízimo )

7) “Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus” - Lc 20:19-26


De César - era o imposto. De Deus - o dízimo!!!

8) Cristo é Sacerdote eterno segundo a ordem de Melquisedeque.


- SL 110:4 - Hb 7:17, 21.
Melquisedeque recebia dízimos de Abraão...
Cristo recebe dízimos dos filhos de Abraão...
(nós somos filhos na fé de Abraão)

9) Outros textos em que Cristo aprova a contribuição financeira e reprova a


avareza: - Lc 11:42; Lc 12:15,22-31,42-44; Lc 16:1,2,10-12; Lc 18:18-23;
29-30; Lc 19:11-27.
Aprovou a oferta da viúva pobre Lc 21:1-4;

5
VI - DESCULPAS INFUNDADAS
(QUE DEUS JAMAIS ACEITARÁ!)

1) “NÃO ENTREGO O DÍZIMO MAS DOU OFERTAS” - Lv 27:30-32


“O dízimo é santo ao Senhor” - A lei não foi revogada!
Mal 3:8 diz que quem não dizima rouba a Deus - Uma oferta que é menor
(não pelo valor!) não subistitue uma dívida maior!
O dízimo é mais importante!

2) “EU ADMINISTRO O MEU DÍZIMO...” - Errado! Está escrito:


“Trareis à Casa do Tesouro” - Deve ser entregue publicamente na Igreja
onde se é membro ou participante;

3) “NÃO DOU O DÍZIMO PORQUE GANHO POUCO” - Injustificável...


Sendo o dízimo percentual, ele é proporcional... É cálculo justo, igual para
todos (10%). - Jesus não olha apenas o que damos, mas o que nos sobra!
(caso da viúva pobre, ele percebeu que não lhe sobrou nada!)

4) “NÃO DOU PORQUE NÃO SOBRA” - O Dízimo deve ser “primícia”


para Deus. Deve ser o primeiro pagamento quando recebemos o nosso
salário. Deve ser dado pela fé! Deus está em primeiro lugar, e deve ocupar
o primeiro lugar na sua vida, e também no seu orçamento.

5) “NÃO CONCORDO COM A ADMINISTRAÇÃO DA IGREJA”


- Ao entregar o dízimo, o estamos entregando para Deus...
- Os Administradores dos recursos de Deus, terão que prestar contas da sua
administração...
- E você prestará contas do que não deu!
- concordando ou não, devemos entregar o dízimo na igreja onde somos
membros ou participantes.

6
VII - UMA TERRÍVEL VERDADE:

Deus não permite que o crente use o dinheiro do dízimo em seu próprio
benefício!

Deus promete bênçãos, mas também maldição!

Adão quis usar o dízimo do Senhor ( A árvore separada por Deus para Ele )
- Veja que terrível punição recebeu!

Agora veja que terrível verdade está em Ageu Cap. 1:2-11 - Leia!

O muito que você espera se tornará pouco...

O dinheiro vai estar sempre faltando na sua vida, não vai render!
Deus, com assopro, dissipa o seu dinheiro!

É como se você pegasse todo o seu salário e pusesse em um saco, e,


segurando-o pela boca, vai levando a bolada para casa...
Só que o “saco” está furado, e o dinheiro perde-se todo pelo caminho.

A terra retém seus frutos...


O Céu o seu orvalho!

SACO FURADO NA VIDA DO CRENTE É...

- médico, farmácia, hospital, batida do carro, ladrão, etc.

O dinheiro de Deus em nossas mãos é maldição!

Ele assopra porque nos quer bem... Ele quer nos dar prosperidade -
precisamos confiar n´Ele e ser fiel nos dízimos e nas ofertas.

O correto seria termos no culto público um Ato exclusivo para entrega de


dízimos.

As ofertas seriam entregues em outro momento distinto. E, no ritual de


entrega dos dízimos, deveríamos observar a seguinte ordem:

- Primeiro, o Pastor; Segundo, Os Oficiais e demais líderes; Terceiro, a


congregação em geral.

7
VIII - BÊNÇÃOS PARA OS DIZIMISTAS

Malaquias 3:8-10
“Fazei prova de mim se eu não vos abrir as janelas do céu... e derramar
bênçãos sem medida”

Deus não quer filhos pobres e necessitados!

Nossa fidelidade é a porta da prosperidade!

Faça prova, decida ser dizimista a partir de hoje!

CONCLUSÃO

Se há dívida acumulada (dízimos atrasados) - Ele perdoa!

Ele perdoa “todos” os teus pecados...

Mas agora te diz: “Vá, e não peques mais, para que não te suceda mau
pior...”

Faça um propósito de dar o dízimo a partir de hoje!


( e se puder, dê também os atrasados...)

Nota: Em II Cor 9:7 quando Paulo diz “cada um contribua segundo propor
no seu coração” não está falando de dízimos ou de contribuições para Deus
em geral, e sim de “esmolas” que eram recolhidas para os pobres de
Jerusalém.
.

8
PROSPERIDADE I

Joel 1:4 “O que deixou o gafanhoto cortador comeu-o o gafanhoto


migrador; o que deixou o migrador comeu-o o gafanhoto devorador; o que
deixou o devorador comeu-o o gafanhoto destruidor”

O profeta Joel, ministro da época do Rei Joás, visualizou uma


invasão de gafanhotos (locustas, gafanhotos, pulgões, lagartos e insetos
vorazes) profetizando uma invasão de exércitos inimigos.
Esta realidade pode ser constatada atualmente nas crises financeiras.

Eles agem contra:


 patrimônios,
 casa,
 carro,
 provocam
 acidentes,
 destroem
 famílias,
 casamentos provocando vergonha, luta, dor, angústias... suicídio
 comunidades, gerando miséria, desmoralizando, sujando nomes.

Vamos estudar isso com profundidade e aprender como se livrar das suas
ações.

1. A ASSOLAÇÃO DOS GAFANHOTOS

9
a) Jl 1:4 - Cortador – age nas lavouras estragando os frutos, arruína a
lavoura.
b) Jl 1:4 – Migrador – age surpreendendo em bandos aumentando o
prejuízo feito pelo cortador.
c) Jl 1:4 –Devorador – tipo violento que leva ao prejuízo e à falência.
d) Jl 1:4 – Destruidor – poder de extermínio (escorpião): fere o agricultor e
a família.

2. 0S GAFANHOTOS TÊM SUAS ESTRATÉGIAS


a) Jl 1:6 – Destróem dia e noite.

3. OS GAFANHOTOS TÊM UMA AÇÃO ESPECÍFICA


a) Jl 1:7 – Comem folhas, destroçam figueiras, tiram a casca, os sarmentos
tornam- se brancos, perdem as forças e ficam estéreis

4. AS AÇÕES DOS GAFANHOTOS DEIXAM SÉRIAS


CONSEQUÊNCIAS
a) Jl 1:12 – Vergonha, dor, lamento, pranto, luto, assolação, tristeza

10
5. CADA TIPO DE GAFANHOTO REPRESENTA FORÇAS
DIABÓLICAS QUE AGEM EM PATRIMÔNIOS, BENS, SALÁRIOS
E RIQUEZAS
a) Cortador – Atua na vida material do desobediente, come a renda,
destróe o salário.
Come, através do cigarro, das bebidas, dos jogos de azar, remédios, eletro-
domésticos, roupas, carro (quebram) – joga fora o dinheiro.
b) Migrador – inconstante, age com prejuízos e despesas inesperadas.
c) Devorador – são arrasadores.
Geram miséria, dor, dívidas, prejuízos, fome, insônia e desemprego.
Suas vítimas têm sua casa e bens tomados; não conseguem pagar
compromissos, são envolvidos em negócios desonestos e perigosos, seus
bens são levados a leilão, sofrem ameaças de morte por dívidas, ficam sem
crédito, sem moral e sem valor.
Tornam-se um lixo, sendo rejeitadas até pelos amigos, só contam miséria e
desgraça. Portas se fecham, são despejadas, tudo que fazem é em vão e são
levadas ao alcoolismo e às drogas.
d) Destruidor – induz ao suicídio, desastres, morte, pavor, só restam
cinzas.

6. SATANÁS ROUBA DE 4 MANEIRAS


a) Jl 1:7 – Assola, destroça, tira a casa, lança por terra.

7. DEUS ABENÇOA DE 4 MANEIRAS TUDO O QUE FAZEM POR


ELE OU POR SUA OBRA
a) Lc 6:38 – Boa medida, sacudida, recalcada e transbordante.

8. A SUJEIRA DEIXADA PELO GAFANHOTO


Comem 24 horas sem parar, defecam na mesma hora, sujando tudo.
Quando agem na vida do homem, sujam seu nome, deixando-o sem crédito,
sem moral, sem honra.

11
9. A INVASÃO DOS GAFANHOTOS ACONTECEU PORQUE O
POVO PAROU DE CONTRIBUIR

(Jl 1:13)

10. COMO VENCER O CORTADOR, MIGRADOR, DEVORADOR


E DESTRUIDOR?
QUAL O ANTÍDOTO?
COMO PARAR A AÇÃO DELES?
COMO PROTEGER NOSSOS BENS, PATRIMÔNIOS, E
SALÁRIOS?
QUAL O SEGREDO PARA O CRISTÃO TER VITÓRIA SOBRE
ELES?
a) O dízimo é o antídoto de Deus.
Só o dízimo repreende, impede de agir no patrimônio, bens e salários.
b) Ml 3:10,11 - Há a garantia de Deus aos dizimistas.
c) Jl 2:14 – Só a obediência e fidelidade nos dízimos impede o ataque

PALAVRA FINAL:
Não brinque com esses gafanhotos!

Muito ou pouco, consagre seus dízimos ao Senhor.

Só assim, Deus terá um compromisso de proteger as suas


finanças.

12
PROSPERIDADE II

1. A Prosperidade é importante: Você tem que ter o coração curado


das más experiências do passado.
a) Pv.3:1 - Ponha seu coração em linha com a Palavra de Deus.
b) Rm.12:2 - Tenha a mente e as atitudes mudadas.

2. Etapas de prosperidade: Provisão, Multiplicação.


a) Js.1:8- Você é chamado a prosperar.
b) 1Co.2:9 - Você merece o melhor (não diga que não merece).
c) Jr.29:11 - Deus quer o melhor para você.

3. A igreja de hoje não dá um bom testemunho.


a) - Quanto mais pobre, mais santo, mais agradável a Deus (Má confissão).
b) 1Tm.6:10 - Dinheiro não é do diabo, é de Deus porém não devemos
amá-lo.

c) Sl.35:27- Nós cremos em prosperidade. Deus quer a nossa prosperidade.

4. Para alguém colher, tem que semear.


a) 2Co.9:6 - Semear é a parte da Graça de Deus.
b) 2Co 8:2 - Profunda pobreza superabundou em riqueza.
Não espere ter muito para dar. É do pouco que se começa.
c) Sl.113:7 - Deus não tem limites. Levanta o pobre do pó.

13
5. Você não dá para receber, mas dá por amor. O que semeia, recebe.
a) 2Co.8:3 - Acima de suas posses.
b) 2Co.8:4 - Pedidos para participarem da oferta.
c) 2Co.8:5 - Deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor.

6. Dinheiro é "Semente". Não semeie onde há divisão ou maldição,


mas onde você recebe alimento.
a) 2Co.8:6 - Complete esta graça em vós.

7. Enquanto você não for fiel nos dízimos, seus bens e salários estão
colocados à disposição do cortador, migrador, devorador e destruidor.
Não se iluda: Eles agem com rapidez e violência.
a) Ml.3:8-11

8. Deus não empresta o dízimo para ninguém.


a) - Deixar de dizimar por um período.
b) Ml 4:1 - A infidelidade entrega o patrimônio a Satanás.

9. Os grandes homens da bíblia foram dizimistas.


a) Gn 14:20 - Abraão.
b) Gn 28:22 - Jacó.
c) Gn 26:12,13 - Isaque.
d) - Davi - deu todo o seu ouro.
e) - Salomão - deu todo o seu ouro.
f) - Barnabé - deu todo o dinheiro para os apóstolos.

14
10. Estes eleitos tinham um sinal, uma proteção: eram fiéis dizimistas.
a) Sl.31:23

11. Semear é da graça, e não da lei.


a) 2Co.8:7 - Superabundância: na fé, na Palavra, na sabedoria, no amor e
nessa Graça de dar.
b) Gn.14:17-20 / Sl.76:2 / Sl.110:4 / Hb.7:15,16,23,24

12. Aceite a prosperidade como direito divino.


Você nasceu para conquistar.
a) Ef 3:20 - Os caminhos de Deus fogem à nossa compreensão.
b) Ec 2:24,26 - O pecador ajunta para dar ao que agrada a Deus.

13. Deus devolverá tudo o que o diabo lhe tomou.


a) Jl 2:23-27 - Jamais será envergonhado.

15
PROSPERIDADE III

Cinco colunas para a prosperidade familiar


A unção do Espírito Santo é palpável e temos experimentado o
cumprimento da promessa de Deus para Abraão no livro de Gênesis 12:3.

Há uma história que diz que um judeu muito próspero ensinava o seu filho
sobre 05 princípios para prosperidade, pois sobre ele havia a unção da
prosperidade já que era um dos homens mais ricos de sua nação e era
marcado por esses princípios.
Falaremos sobre eles:

1. Amar a Deus
“Amaras, pois, ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua
alma e com todas as tuas forcas.” (Dt 6:5)

Só existe prosperidade em um casal, uma família, um líder, se amarmos a


Deus em primeiro lugar.
Essa é a exigência de Deus para os Seus filhos no livro de Dt 6:5.
Do amor a Deus depende o sucesso em todas as outras áreas.
Nada deve tomar o lugar desse amor, de se entregar de todo o coração,
alma e força. Viver a plenitude desse amor fala de decidir amá-lO,
entregando-se completamente. Quem ama verdadeiramente é fiel.
Se queremos viver em prosperidade precisamos obedecer a essa chamada.
(“Após o culto, na hora em que o pastor faz o apelo e muitas pessoas
entregam a vida a Jesus, o pastor ouviu, no meio desta multidão uma voz
gritando se Deus a aceitaria. Ao olhar a multidão, lá estava um homem sem
braços e sem pernas se arrastando com dificuldades e perguntando se Deus
o aceitava apesar de ser uma pessoa pela metade. O pastor disse a ele que,
ainda que pensasse ser apenas a metade, sua entrega era por inteiro e que
Deus, só não aceitava aqueles que pareciam inteiros, mas se entregavam
pala metade”).

Entregar-se por inteiro a Deus representa renunciar os seus desejos e os


seus sonhos para receber os desejos e os sonhos do coração de Deus.

16
2- Orar e amar a Jerusalém
“Orai pela paz de Jerusalém, prosperem aqueles que te amam.” (Sl 122:06)

Jerusalém é a cidade do Grande Rei.


Amar a Jerusalém e lembrar dessa cidade com intercessões e súplicas pela
sua paz demonstra o sentimento de amor de alguém que não a ama
superficialmente, de alguém que não permitirá que esse amor esfrie, pois
possui um amor espiritual e o amor profético da chuva de bênçãos, como
está escrito em Zacarias 14:16-19.

Faça você do seu devocional diário um tempo para orar e amar a Jerusalém.

3- Devolver o dízimo
Malaquias 3:8,9.

Muitos têm o hábito de dizer: já devolvi o meu dízimo.


Na verdade o dízimo não é nosso, é do Senhor.
A entrega do dízimo é um ato profético que cancela a visitação do
gafanhoto migrador, destruidor e cortador.
Todos os grandes homens de Deus entenderam a importância de dizimar.

Em Gênesis 28:22, Jacó entrega o dízimo em Betel, a casa de Deus e após


esse dia, através desse ato de fidelidade, ele prosperou e foi transformado
em Israel.

Como casal é preciso sentar com os nossos filhos e ensiná-los a


importância da fidelidade a Deus em nossas finanças.
Quem não é fiel a Deus nos dízimos é chamado pelo próprio Deus de
ladrão (Ml 3:8-12).

Façamos uma aliança com o Senhor, como casais, como família, como
líderes e sejamos fiéis nos dízimos, pois essa fidelidade nos fará prosperar e
trará proteção espiritual sobre nossas finanças.

17
4- Estabelecer os objetivos e crer
Não existe fórmulas para prosperarmos naquilo que fazemos, o
fundamental é termos fé (Hb 11).

Porém, em tudo que fizermos devemos ser organizados e empenhar nossa


força, envolvendo-nos e crendo que somos as pessoas certas para tal.

a) No casamento
Todo o casamento precisa de muito investimento. Isso envolve
comunicação, pois através dela conhecemos melhor o cônjuge.
Todo o tempo para a aliança não é gasto é investimento e essa consolidação
deve ser diária no casamento. Os pequenos detalhes constroem os grandes
alicerces. Aqui vai uma historinha muito simples, porém, verdadeira.

(“Uma menininha ganhou do seu pai uma bela flor, colocou em cima da
mesa da sala e deixou ali a flor. No terceiro dia ao olhar a flor, viu que
estava murcha. A menininha ficou triste. No quinto dia ao olhar a flor, viu
que as pétalas haviam caído e a flor morrera. Quando relatou em choro ao
pai o que acontecera, ouviu dele: filha, isso é para que desde cedo você
aprenda que tudo na vida que não for cuidado e regado diariamente
morre”).

Assim acontece no casamento. Seja o maior investidor dessa terra, a sua


aliança. Cuide, regue-a, proteja-a diariamente, pois todo o investimento na
aliança trará retorno.

Que hoje a bênção do casamento perfeito envolva o seu relacionamento, a


sua aliança.

b) Na família
A nossa família é a célula principal. Tenha como objetivo fazer da sua casa
a sede do avivamento.

A família física envolve todos os que têm aliança de sangue, ou seja, a


maior parte dos familiares.
Invista em toda a sua família desde o cônjuge e filhos, até seus pais,
parentes.
Avive a sua fé. Faça como Josué, dê o seu grito: eu e a minha casa
serviremos ao Senhor.
Trace objetivos para que essa verdade seja estabelecida.

Que a bênção da família seja estabelecida sobre a sua casa.

18
c) No secular
Todo o trabalho é dom de Deus. Muitos não gostam do que fazem, e por
isso, fazem pela metade ou mau feito.

Seja grato a Deus pelo seu trabalho, pois dele vem o sustento e o conforto
para sua casa.
Tudo o que fazemos com amor fazemos bem feito.
A organização, o conhecimento do que fazemos é importante.
Seja organizado e sempre que possível, envolva o cônjuge e os filhos nesse
trabalho.
Decida não ser apenas mais um profissional, afinal, você tem o Espírito
Santo de Deus, seja o melhor profissional naquilo que faz.
Creia, isso é possível e é também necessário.

Que a bênção da riqueza venha em tudo o que você colocar as mãos.

5) Ter apenas uma família


Todo o pecado contra a família abre portas para demônios familiares.

O pecado familiar fecha as portas da prosperidade.


Toda família que viveu a ruptura na aliança, adquiriu pobreza, miséria,
brigas etc.
E é interessante, como, todos da casa sofrem essa influência espiritual.

Se em sua casa, você vive essa realidade, é preciso se arrepender dos


pecados, tanto os cometidos por você, como pelos pecados dos seus pais.

Em II Crônicas 7:14, a Bíblia diz:


“Se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar,orar e me
buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus,
perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.”

Hoje o Senhor nos chama a vivermos esses cinco pilares para atrairmos a
prosperidade em todas as áreas.
Você nasceu para ser feliz, para ter uma família feliz, para prosperar e
cumprir todos os sonhos de Deus nessa Terra.

E, com certeza, a sua descendência comerá da prosperidade do seu


investimento.

19
CONFISSÕES BÍBLICAS PARA
PROSPERIDADE FINANCEIRA

A morte e a vida estão no poder da língua.

Provérbios 18.21 e o espírito de fé é:


“Cri pelo qual falei, nós também cremos, falamos e proclamamos a Palavra
sobre nossas finanças” (II Co 4.13).

1. O Senhor me dá poder para prosperar.


(Dt 8.18 - Pv 8.17-21 - II Co 8.9)

2. O favor de Deus me rodeia e vai adiante de mim.


(Sl 5.12 - Pv 11.27 - Pv 12.2)

3. Eu não vivo sobre a maldição.


As janelas dos céus estão abertas sobre mim e Deus mesmo repreende
o devorador quando dizimo e oferto.
(Ml 3.8-12 - Gl 3.13-14)

4. As bênçãos do Senhor me perseguem e me alcançam.


(Dt 28.1-2 - Lc 6.38)

5. Deus suprirá todas as minhas necessidades de acordo com as suas


riquezas em glória em Cristo Jesus.
(Fp 4.19 - Pv 3.9-10 - Mt 6.8 e 33)

6. Qualquer coisa em que puser a minha mão prosperará.


(Js 1.8 - Sl 1.3 - Sl 35.27 - Jo 2)

7. O Senhor tem dado mandamento para que eu seja próspero.


(Dt 29.3-14 - Pv 10.6)

20