Anda di halaman 1dari 47

4.

2 Apóentos

Elder José de Souza Oliveira


Cenário atual: Qualquer empregador, independente de
seu porte ou atividade, é obrigado a preencher diversas
declarações e documentos que possuem as mesmas
informações. (fonte Daniel Belmiro)
Cenário proposto: O empregador
transmitirá os eventos no e-Social
disponível na internet e tais informações
alimentarão as bases dos diversos
sistemas governamentais que executam
as políticas trabalhistas, previdenciárias
e tributárias decorrentes dos vínculos de
emprego. (fonte 1ª conferência eSocial)

e-Social
Disponível para webservice ou preenchimento na web;
Folha de Pagamento e eventos trabalhistas;
Elaboração de cálculos e integração com ambiente de
emissão de guias de recolhimento;
CONSIDERAÇÕES INICIAIS

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO Nº 5 DE 17 DE


JULHO DE 2013
• Art. 1º Declarar aprovado o leiaute dos arquivos que
compõem o Sistema de Escrituração Fiscal Digital das
Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas
(eSocial), que será exigido para os eventos ocorridos a
partir da competência de janeiro de 2014. Parágrafo
único. O leiaute aprovado nos termos do caput consta no
Manual de Orientação do eSocial - versão 1.0, que está
disponível na Internet, no endereço eletrônico
<www.esoc i a l . g o v. b r >
CONSIDERAÇÕES INICIAIS

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO Nº 5 DE 17 DE


JULHO DE 2013
• Art. 2º A escrituração de que trata o art. 1º é
composta pelos eventos decorrentes das obrigações
fiscais, previdenciárias e trabalhistas, cujos arquivos
deverão ser transmitidos em meio eletrônico pela
empresa, pelo empregador ou por outros obrigados
a eles equiparados, nos prazos a serem estipulados
em ato específico.
Objeto do eSocial

• O eSocial tem por objeto, informações


trabalhistas, previdenciárias, tributárias e
fiscais relativas à contratação e utilização de
mão de obra onerosa, com ou sem vínculo
empregatício e também de outras
informações previdenciárias e fiscais previstas
na lei n° 8.212, de 1991.
Conceito do eSocial

• O eSocial é um projeto do governo federal que


vai coletar as informações descritas no Objeto
do eSocial, armazenando-as no Ambiente
Nacional do eSocial, possibilitando aos órgãos
participantes do projeto, sua efetiva utilização
para fins previdenciários, fiscais e de apuração
de tributos e do FGTS.
Conceito do eSocial

• As informações podem ser classificadas em três tipos, a


saber:
• a) Eventos trabalhistas: é uma ação ou situação
advinda da relação entre empregador e trabalhador,
como por exemplo, a admissão de empregado,
alteração de salário, exposição do trabalhador a
agentes nocivos, etc.
• b) Folha de Pagamento;
• c) Outras informações tributárias, trabalhistas e
previdenciárias: são aquelas previstas na lei nº 8212,
de 1991, e em Normas Regulamentadoras do
Ministério do Trabalho e Emprego – MTE.
Objetivos do projeto

• Viabilizar a garantia de direitos previdenciários e trabalhistas aos


trabalhadores brasileiros;
• Simplificar o cumprimento de obrigações;
• Aprimorar a qualidade de informações das relações de trabalho,
previdenciárias e fiscais.
• Garantir direitos trabalhistas e previdenciários para o trabalhador e tornar
mais facial o acesso a eles.
• Melhorar a fiscalização das obrigações trabalhistas e previdenciárias
• Aumentar a formalização do emprego e inclusão previdenciária
• Aumentar a renda do trabalhador
• Aumentar a arrecadação espontânea sem aumento da carga tributária
• Aprimorar a qualidade da informação com redução do gasto público e
• Redução de fraudes na concessão de benefícios previdenciários e do
seguro desemprego
EVENTOS DO eSOCIAL

• Os eventos que compõem o eSocial serão transmitidos obedecendo aos


seguintes prazos:
• I - Eventos iniciais:
• a) as informações relativas à identificação do empregador, de seus
estabelecimentos e obras de construção civil deverão ser enviadas
previamente à transmissão de outras informações;
• b) as informações relativas aos vínculos mantidos no momento do início
da obrigatoriedade da utilização do eSocial deverão ser transmitidas antes
do envio de qualquer evento periódico ou não periódico e até o final do
1º (primeiro) mês de sua obrigatoriedade.
EVENTOS DO eSOCIAL

• II - Eventos de tabelas:
• as informações relativas às tabelas do empregador, que representam um
conjunto de regras específicas necessárias para validação dos eventos do
eSocial, como as rubricas da folha de pagamento, informações de
processos administrativos e judiciais, lotações de trabalho, relação de
cargos e funções, jornada de trabalho e outras necessárias para
verificação da integridade, deverão ser enviadas previamente à
transmissão de qualquer evento que requeira essas informações;

• as informações de atualização de identificação do empregador, dos


estabelecimentos e das obras de construção civil de que trata a alínea “a”
do inciso I deverão ser enviadas até o dia 7 (sete) do mês seguinte ao de
ocorrência da alteração, ou previamente à transmissão de qualquer
evento que requeira essas informações para validação, o que ocorrer
primeiro.
EVENTOS DO eSOCIAL

• III - Eventos não periódicos:


• as informações iniciais de admissão de empregado ou de
contratação de trabalhador sem vínculo empregatício deverão
ser enviadas até o final do dia imediatamente anterior ao do
início da prestação do serviço;
• as informações de acidente de trabalho deverão ser enviadas
até o 1º (primeiro) dia útil seguinte ao da ocorrência e, em
caso de morte, de imediato;
EVENTOS DO eSOCIAL

• III - Eventos não periódicos: .....


• as informações de desligamento deverão ser enviadas até o 1º
(primeiro) dia útil seguinte à data do desligamento, no caso de aviso
prévio trabalhado, ou do término de contrato por prazo
determinado e até 10 (dez) dias seguintes à data do desligamento
nos demais casos;
• as informações dos demais eventos não periódicos, inclusive as
atualizações do registro de empregados e demais trabalhadores,
deverão ser enviadas até o dia 7 (sete) do mês seguinte ao que se
referem ou até o envio dos eventos mensais de folha de pagamento
que se relacionem segundo as regras de validação constantes no
Manual de Orientação do eSocial, disponível no sítio eletrônico do
eSocial na Internet, no endereço <http://www.esocial.gov.br>.
EVENTOS DO eSOCIAL

• IV - Eventos periódicos:
• as folhas de pagamento das remunerações e demais
rendimentos pagos, devidos ou creditados a todos os
trabalhadores deverão ser transmitidos até o dia 7 (sete) do
mês seguinte ao que se refiram;
• informações relacionadas a outros fatos geradores, deduções,
bases de cálculo e valores devidos de contribuições
previdenciárias, contribuições sociais de que trata a Lei
Complementar nº 110, de 2001, contribuições sindicais, FGTS
e imposto sobre a renda retido na fonte deverão ser
transmitidas até o dia 7 (sete) do mês seguinte ao que se
refiram.
EVENTOS DO eSOCIAL

• § 1º Antecipa-se o vencimento para o dia útil imediatamente


anterior quando não houver expediente bancário nas datas
indicadas nas alíneas “c” e “d” do inciso III e nas alíneas “a” e
“b” do inciso IV deste artigo;

• § 2º Os eventos referidos no caput deverão ser transmitidos
na forma definida pelo Manual de Orientação do eSocial,
obedecendo ao leiaute e às regras de validação ali indicados.
EVENTOS DO eSOCIAL

• Os eventos que compõem o eSocial deverão ser transmitidos


mediante autenticação e assinatura digital utilizando-se certificado
digital válido no âmbito da Infra-Estrutura de Chaves Públicas
Brasileira (ICP-Brasil), salvo as exceções legais e os casos
relacionados a seguir, os quais terão as rotinas de autenticação
disciplinadas no Manual de Orientação do eSocial:
• I - empregadores domésticos;
• II - Micro Empreendedor Individual (MEI);
• III - contribuinte individual equiparado à empresa, com até 2 (dois)
empregados;
• IV -pequeno produtor rural, com até 2 (dois) empregados
permanentes; e
• V - segurado especial.
• A transmissão e a assinatura digital dos eventos poderão ser
feitas por procuradores com poderes outorgados de acordo
com modelos adotados pelos partícipes.
• O descumprimento do disposto neste artigo impede a
expedição da certidão de prova de regularidade fiscal perante
a Fazenda Nacional e do Certificado de Regularidade do
Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (CRF), observado o
disposto em legislação própria.
• Aquele que deixar de prestar as informações no prazo fixado
ou que a apresentar com incorreções ou omissões ficará
sujeito às penalidades previstas na legislação específica.
NOVO CRONOGRAMA

• Foi publicada no Diário Oficial da União, 5/6/2014, a


Circular nº 657/2014 da Caixa Econômica Federal,
que trata do Projeto eSocial - Sistema de Escrituração
Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e
Trabalhistas e aborda os eventos relacionados com o
Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
Circular nº 657/2014 da
Caixa Econômica Federal

• 4 Será observado o seguinte prazo para a


transmissão dos eventos aplicáveis ao FGTS,
constantes do leiaute dos arquivos que compõem
eSocial:
• 4.1 Após 6 (seis) meses contados do mês da
publicação da versão 1.2 do MOS será
disponibilizado ambiente de testes contemplando os
Eventos Iniciais, Eventos Não Periódicos e Tabelas.
Circular nº 657/2014 da
Caixa Econômica Federal

• 4.2 Após 6 (seis) meses contados do mês da disponibilização


do ambiente de testes contemplando os Eventos Iniciais,
Eventos Não Periódicos e Tabelas, será obrigatória a
transmissão dos eventos aplicáveis ao FGTS, para as empresas
grandes e médias (com faturamento anual superior à R$
3.600.000,00 no ano de 2014)
• 4.3 A obrigatoriedade para as demais categorias de
empregadores observará as condições especiais de
tratamento diferenciado que se apliquem à categoria de
enquadramento, a exemplo do Segurado Especial, Pequeno
Produtor Rural, Empregador Doméstico, Micro e Pequenas
Empresas e Optantes pelo Simples Nacional.
Qualificação Cadastral

• Para possibilitar a instituição do Sistema de Escrituração


Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas
(eSocial), projeto do Governo Federal que visa unificar o envio
de informações pelo empregador em relação aos
trabalhadores que lhe prestam serviços remunerados, foi
desenvolvido o aplicativo de “Qualificação Cadastral”.
Identificadores do eSocial

• Empregador - A partir da data de entrada em vigor do


eSocial os empregadores serão identificados apenas pelo
CNPJ, se pessoa jurídica, e apenas pelo CPF, se pessoa física.
Para as pessoas físicas que utilizam a matrícula CEI, foi criado
o CAEPF – Cadastro de Atividades da Pessoa Física, Para as
obras de construção civil, a matrícula CEI passa a ser
substituída pelo CNO – Cadastro Nacional de Obras,
Identificadores do eSocial

• Trabalhador - Os trabalhadores, por sua vez, terão


como identificadores obrigatórios, o CPF e o NIS (NIT,
PIS/PASEP, SUS,...). O trio de informações “CPF x NIS
x Data de nascimento” deverá estar consistente com
o CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, e
será validado no ato da transmissão. Sua
inconsistência gerará recusa no recebimento do
evento de cadastramento inicial dos vínculos,
admissão ou trabalhador sem vínculo.
Composição do eventos no eSocial

Os eventos iniciais são compostos pelas Informações


previstas nos seguintes leiautes:
• S-1000 - Informações do Empregador/Contribuinte
• S-1060 - Tabela de Estabelecimentos e Obras de
Construção Civil
• S-2100 – Cadastramento Inicial do Vínculo

• Arquivos de eventos iniciais (incluir, alterar e excluir)


Composição do eventos no eSocial

Retificação, Alteração e Exclusão no eSocial


Retificar
• • Corrigir algo que estava errado desde o princípio.
Alterar
• • Mudar informação que era correta em
determinado período e que sofreu alteração ao
longo do tempo.
Excluir
• • Deixar sem efeito jurídico um evento enviado
anteriormente.
RETIFICAÇÃO

• • É realizada de forma pontual e no leiaute do próprio evento que


necessita
• ser retificado.
• • Necessária a informação do número do recibo do arquivo a ser
retificado.
• Prováveis efeitos em folha de competências anteriores:
• • Admissão.
• • Afastamento temporário.
• • Alteração de motivo de afastamento.
• • Retorno do afastamento temporário.
• • Trabalhador sem vínculo – Início e Término.
• • Desligamento.
RETIFICAÇÃO

Exemplo:
• Retificação de dados do contrato de trabalho:
• • Trabalhador admitido em 01/08/2014.
• • Data informada no evento ‘S-2200 – Admissão do Trabalhador’
01/09/2014.
Para retificar
• • Enviar ao eSocial o evento ‘S-2200 – Admissão do Trabalhador’:
• • com indicativo de RETIFICAÇÃO (2)
• • informar o número do recibo do arquivo a ser retificado e a data
• de admissão correta - 01/08/2014.
ALTERAÇÃO

É realizada apenas em eventos específicos:


• • Alteração de dados cadastrais.
• • Alteração de dados contratuais.
• • Trabalhador sem vínculo – alteração contratual.
• • Alteração de motivo de afastamento.
 Prováveis efeitos em folha de competências
anteriores:
• • Alteração contratual.
• • Alteração de motivo de afastamento.
ALTERAÇÃO

Exemplo 01:
• • Alteração de dados cadastrais do trabalhador:
• • A trabalhadora casou e assumiu o sobrenome do marido.
• • Para alterar
• • Enviar ao eSocial o evento ‘S-2220 - Alteração de Dados
Cadastrais
• do Trabalhador’
• • com indicativo de ORIGINAL(1) arquivo original;
• • informar todas as informações cadastrais do evento (O módulo
• web exigirá edição apenas no campo que está sendo alterado).
• Obs.: desde que atualizado na base CPF
ALTERAÇÃO

• Exemplo 02:
• • Alteração de dados do contrato de trabalho:
• • Trabalhador exercia o cargo de ALMOXARIFE e foi promovido a
• ENCARREGADO DE COMPRAS.
• • Para alterar
• • Enviar ao eSocial o evento ‘S-2240 - Alteração de Contrato de
• Trabalho’
• • com indicativo de ORIGINAL(1) – arquivo original;
• • informar todas as informações do evento (O módulo web exigirá
• edição apenas no campo que está sendo alterado)
EXCLUSÃO

É realizada apenas em eventos específicos.


• Necessária a informação do número do recibo do arquivo a
ser alterado.
• Não pode ser um dos eventos relativos a tabelas (S-1000 a
S-1080).
 Prováveis efeitos em folha de competências anteriores:
• • Admissão.
• • Alteração contratual.
• • Afastamento temporário, alteração e retorno.
• • Trabalhador sem vínculo – Início e Término.
EXCLUSÃO

Exemplo:
Enviado ao eSocial, no dia 01/08/2014, evento ‘S-2200 –
Admissão do Trabalhador’ com data de admissão em
20/08/2014.
• • A admissão não se concretizou.
• • Para excluir
• • Enviar ao eSocial o evento ‘S-2900 – Exclusão de Eventos’.
• • Informar o número do recibo do arquivo a ser excluído.
• Atenção!!!
• • A matrícula relativa a este vínculo será inutilizada.
Composição do eventos no eSocial

• Os eventos de tabela são compostos pelas informações


previstas nos seguintes leiautes:
• S-1010 - Tabela de Rubricas
• S-1020 - Tabela de Lotações
• S-1030 - Tabela de Cargos
• S-1040 - Tabela de Funções
• S-1050 - Tabela de Horários/Turnos de Trabalho
• S-1070 - Tabela de Processos Administrativos/Judiciais
• S-1080 - Tabela de Operadores Portuários
Composição do eventos no eSocial

Os eventos não periódicos são compostos pelas informações previstas


nos seguintes leiautes:
• S-2200 - Admissão de Trabalhador
• S-2220 - Alteração de Dados Cadastrais do Trabalhador
• S-2240 - Alteração de Contrato de Trabalho
• S-2260 - Comunicação de Acidente de Trabalho
• S-2280 - Atestado de Saúde Ocupacional
• S-2320 - Afastamento Temporário
• S-2325 - Alteração de Motivo de Afastamento
• S-2330 - Retorno de Afastamento Temporário
Composição do eventos no eSocial

Eventos não periódicos ......


• S-2340 - Estabilidade – Início
• S-2345 - Estabilidade – Término
• S-2360 - Condição Diferenciada de Trabalho - Início
• S-2365 - Condição Diferenciada de Trabalho - Término
• S-2400 - Aviso Prévio
• S-2405 - Cancelamento de Aviso Prévio
• S-2600 - Trabalhador Sem Vínculo de Emprego - Início
• S-2620 - Trabalhador Sem Vínculo de Emprego - Alt. Contratual
• S-2680 - Trabalhador Sem Vínculo de Emprego - Término
• S-2800 - Desligamento
• S-2820 - Reintegração
Composição do eventos no eSocial

Os eventos periódicos são compostos pelas informações previstas nos


seguintes leiautes:
• S-1100 - Eventos Periódicos – Abertura
• S-1200 - Eventos Periódicos – Remuneração do Trabalhador
• S-1300 - Eventos Periódicos – Pagamentos Diversos
• S-1310 - Eventos Periódicos – Serviços Tomados mediante Cessão
de Mão de Obra
• S-1320 - Eventos Periódicos – Serviços Prestados mediante Cessão
de Mão de Obra
• S-1330 - Eventos Periódicos – Serviços Tomados de Cooperativa de
Trabalho
• S-1340 - Eventos Periódicos – Serviços Prestados pela Cooperativa
de Trabalho
Composição do eventos no eSocial

Os eventos periódicos ...


• S-1350 - Eventos Periódicos – Aquisição de Produção
• S-1360 - Eventos Periódicos – Comercialização da Produção
• S-1370 - Eventos Periódicos – Recursos Recebidos ou Repassados
para Associação Desportiva que mantenha
• equipe de Futebol Profissional
• S-1380 - Eventos Periódicos – Informações complementares –
Desoneração
• S-1390 - Eventos Periódicos – Receita de Atividades Concomitantes
• S-1399 – Eventos Periódicos – Fechamento
• S-1400 - Eventos Periódicos – Bases, Retenção, Deduções e
Contribuições
• S-1800 – Eventos Periódicos – Espetáculo Desportivo
RET – Registro de Eventos Trabalhistas

• As informações dos Eventos não periódicos alimentarão uma


base de dados no ambiente nacional do eSocial denominada
RET – Registro de Eventos Trabalhistas.

• Todos os arquivos de eventos não periódicos, ao serem


transmitidos, passarão por validação e somente serão aceitos
se estiverem consistentes com o RET. Por exemplo, o evento
de desligamento de empregado só será aceito se, para aquele
empregado, tiver sido enviado anteriormente, o evento de
admissão. Outro exemplo, um evento de afastamento
temporário somente será aceito se o empregado já não
estiver afastado.
RET – Registro de Eventos Trabalhistas

• O RET também será utilizado para validação da folha de


pagamento, composta pelos eventos de remuneração e
pagamento dos trabalhadores, que fazem parte dos eventos
periódicos. A folha de pagamento só será aceita se todos os
trabalhadores constantes no RET como ativos constarem na
mesma e, por outro lado, se todos os trabalhadores
constantes da folha de pagamento constarem no RET.
RET – Registro de Eventos Trabalhistas

• A consulta ao banco de dados da ESOCIAL será online e será


disponibilizada,onde o trabalhador efetuará consulta de seus
dados por meio de acesso webcom senha, não foi definido se
este acesso será por meio de seu CPF e/ou PIS ou somente
com o uso de certificado digital.
• Este ponto deverá ser amplamente discutido, pois a
massificação nas emissões de certificados digitais deve causar
problemas, como aconteceu com a certificação digital para a
Nota Fiscal Eletrônica e demais fases do SPED, além da
Conectividade ICP. Um dos pontos interessantes que está em
discussão é o contracheque eletrônico, que semelhante à
Nota Fiscal Eletrônica, poderá ser consultado. O contracheque
terá código de acesso, o que possibilitará tal consulta.
Registro eletrônico
de empregados (RET)
Estrutura básica de
envio dos eventos
Descrição Simplificada do
Modelo Operacional

• O empregador gera um arquivo eletrônico contendo as


informações previstas nos leiautes, assina-o digitalmente,
transformando-o em um documento eletrônico nos termos da
legislação brasileira vigente de maneira a garantir a
integridade dos dados e a autoria do emissor. Este arquivo
eletrônico é transmitido pela Internet para o ambiente
nacional do eSocial, que, após verificar a integridade formal,
emitirá o protocolo de recebimento e o enviará ao
empregador.
Descrição Simplificada do
Modelo Operacional

• O eSocial não funcionará por meio de um Programa offline Gerador de


Declaração (PGD) ou Validador e Assinador (PVA). O sistema não terá um
aplicativo para download no ambiente do contribuinte que importe o
arquivo e faça as validações antes de transmitir. O arquivo pode ser gerado
de duas formas:

• 1. Gerado diretamente pelo sistema próprio ou contratado pelo


empregador, assinado digitalmente e transmitido ao eSocial por meio de
webservice, recebendo um protocolo de entrega (Comprovante);
• 2. Gerado diretamente no Portal do eSocial na internet
http://www.esocial.gov.br/, cujo preenchimento e salvamento dos campos
e telas já operam a geração e transmissão do evento.
• As validações do eSocial serão feitas online por evento no momento da
transmissão.
Seqüenciamento lógico da
transmissão dos arquivos

• O empregador/contribuinte, ao transmitir suas


informações relativas ao eSocial, deverá fazê-lo
considerando o sequenciamento lógico descrito
neste tópico, pois as informações constantes dos
primeiros arquivos são necessárias para
processamento das informações constantes nos
arquivos a serem transmitidos posteriormente.
Recapitulando

1. Qual é o objeto do eSocial?


2. Qual é o conceito de eSocial?
3. Quais são os objetivos deste projeto?
4. Quais são os órgãos participantes do projeto e como será a
competência de cada órgão?
5. Quem está obrigado a utilizar o eSocial?
6. Quais os eventos que compõem o eSocial?
7. O que mudou para e empresa com o eSocial?
8. Como deve ser a preparação para o eSocial?
9. Quais são o identificadores do eSocial?
10. Como deve ser a seqüência de envio dos arquivos para o eSocial?
11. Quais obrigações serão substituídas pelo eSocial?
Obrigado