Anda di halaman 1dari 3

Universidade de São Paulo

Escola de Artes, Ciencias e Humanidades


Processos Patológicos II
Professor: Miguel Garay

Prova Parcial: Modulo III

Data: 02/10/2017

Nome (Nro USP): 1)


2)
3)

1. A seguinte é uma definição de Diabetes Gestacional: “Intolerância a carbohidratos em seus


diversos graus, diagnosticado pela primeira vez durante a gestação” (ADA, 2000; OMS,
1999). A partir das nossas discussões em sala de aula, este concepto explica a fisiopatologia
da doença? Ou deveria ser completado/modificado? Se sim, escreva a sua nova definição.
(1,5 pt).

2. Estudo de caso 1 (4,5 pt)


Maria tem 22 anos de idade, 1,69 m de estatura e 76 Kg de peso, mora no Jd Ângela, zona leste de
São Paulo. Apesar de ser solteira e morar com os pais e mais 8 irmãos, ela ficou grávida pela terceira
vez. Na primeira consulta pre-natal, ocorrida no segundo mês de gravidez, os testes laboratoriais
indicaram um valor de glicemia de jejum de 105 mg/dl. O histórico familiar relatava pai diabético e
mãe hipertensa. Um dos filhos anteriores nasceu com 2,9 Kg de peso e o outro com 3,9 Kg de peso.
Não foi feita nenhuma indicação especifica. Na semana 24 de gestação a glicemia de jejum era 115
mg/dl e após o teste de tolerância a glicose (TTG) mostrou uma curva glicémica de 193, 164, e 147
mg/dL após a primeira, segunda e terceira hora de ingestão de 75 g de glicose em água. Foi indicada
dieta estrita (com menos de 20% de carboidratos) e caminhadas de 45 minutos duas vezes por dia.
Não foi feito nenhum outro teste para confirmar o diagnóstico. Ela não foi a nenhuma consulta pré-
natal agendada posteriormente, mas na semana 34, após a entrada no pronto socorro, acusando
fortes dores de cabeça e tontura, foi indicado o parto cesariano, justificado pelo resultado negativo
(não-reativo) no teste de vitalidade fetal. O Pedro nasceu com um peso de 4,8 Kg, apresentando
sintomas da síndrome de angústia respiratória um quadro de icterícia agudo (BI=15 mg%). No
momento do parto a glicemia estava em 210 mg/dl

Perguntas: Escolha as opções que considere adequadas (pode ser mais de uma em cada
caso) e JUSTIFIQUE as suas respostas. A incoerência entre múltipla escolha e justificativa,
INVALIDA a resposta.

A) Quais das seguintes são condições de risco para que Maria desenvolva um quadro de
Diabetes Gestacional (DMG) (0,75 pt)
a) Idade maior de 25 anos
b) Pai diabético
c) Gravidez anterior com DG
d) Mãe hipertensa
e) IMC elevado
f) Nenhuma das anteriores
B) Você concorda com a indicação médica após o TTG? (0,75 pt)
a) Não concordo, o histórico familiar e clinico evidenciavam risco de DMG
b) Concordo parcialmente, deveriam ter sido feitos outros testes para conformar o
diagnostico e decidir a terapia
c) Concordo plenamente, nenhum dos valores extrapolava os limites.
d) Outra opção
C) Você acha que a insulinoterapia era necessária? (a sua resposta será confrontada com
a pergunta B) (0,75 pt)
a) O uso de insulina dependeria dos testes adicionais.
b) Não era necessária, Maria não era diabética clinicamente diagnosticada. O
desfecho aconteceu pela vulnerabilidade social da paciente
c) Era necessária, Maria era Diabética Gestacional e desfecho aconteceu pela falta
de insulinoterapia, agravado pela vulnerabilidade social da paciente
d) Outra opção
D) Do ponto de vista fisiológico e patológico, o que aconteceu com Maria durante a
gestação? (0,75 pt)
a) Uma diminuição da resistência a insulina (fisiológica) e aumento da capacidade
secretora das células beta pancreáticas (patológico)
b) Sensibilidade diminuída à insulina (fisiológica) e diminuição da secreção de
insulina ao longo do tempo (patológica)
c) Apenas um aumento progressivo da resistencia a insulina (fisiológico)
d) Um aumento da resistência a insulina (patológica) mais uma diminuição da
capacidade secretora de insulina (fisiológico)
e) Nenhuma das anteriores

E) Que fator (es) esta(ao) associado(s) ao agravamento do quadro de icterícia pelos efeitos
da hiperglicemia? (0,75 pt)
a) Aumento da ligação glicose-hemoglobina
b) Diminuição da ligação hemoglobina-oxigênio
c) Aumento da hipoxia
d) Aumento da eritropoiese e poliglobulia
e) Diminuição da produção de bilirrubina
f) Aumento da produção de insulina
g) Macrossomia fetal

F) Que fator (es) não esta(ao) associado(s) ao quadro de macrossomia fetal (0,75 pt)
a) Aumento da secreção de insulina pela mãe
b) Aumento da hiperglicemia no feto
c) Aumento de hiperglicemia na mãe
d) Ação da insulina como fator de crescimento na mãe
e) Aumento de secreção de insulina pelo feto
f) Ação da insulina como fator de crescimento no feto

Dados:
IMC=Peso corporal/ estatura2
Os valores normais de glicemia são < 110 no jejum
< 195 mg/dl 1 h após TTG
< 165 mg/dl 2 h após TTG
< 145 mg/dl 3 h após TTG
A macrossomia fetal é definida por um peso maior a 4 Kg do bebê ao nascer

3. Estudo de caso 2 (3 pts)


Aparecida tem 35 anos de idade e foi diagnosticada como portadora de carcinoma mamário
invasivo de 3 cm de diametro, localizado no quadrante inferior da mama direita, Após os exames
laboratoriais o tumor foi considerado de grau 2 histológico, e grau 2 nuclear. A paciente tinha 75%
das células positivas para receptor de estrogênio (RE), porém não apresentou evidencias de
comprometimento linfonodal axilar (sem células tumorais nos nódulos axilares). Para complicar o
quadro, durante os exames, foi confirmada a gravidez da paciente com 8 semanas de gestação.
Raquel tem 22 anos de idade e com 16 semanas de gravidez, foi diagnosticada como portadora de
carcinoma mamário, de 1 cm, localizado no quadrante superior da mama esquerda. Após a realização
dos exames laboratoriais o tumor foi considerado de grau 2 histológico e 2 nuclear, com 20% das
células RE positivas, porém, sem comprometimento linfonodal axilar.
Perguntas: Escolha as opções que considere adequadas (pode ser mais de uma em cada
caso) e JUSTIFIQUE as suas respostas. A incoerência entre múltipla escolha e justificativa,
INVALIDA a resposta. Quando a pergunta seja dissertativa, apele a brevidade e objetividade.
A) Comparativamente, qual seria o prognóstico para ambos os casos? (1,0 pt)
a) Raquel tem um melhor prognóstico que Aparecida
b) As duas têm a mesma chance de evoluir positivamente ou negativamente
c) Raquel tem chances de evoluir negativamente e Aparecida de evoluir
positivamente
d) Aparecida tem um pior prognóstico que Raquel
e) Nenhuma das anteriores
B) Baseado nos seus conhecimentos sobre câncer e nos dados a seguir, quais seriam
as possibilidades de tratamento que as duas paciente teriam? Faça um esquema se
achar necessário. (1,0 pt)
C) O que indica o nível de RE no câncer de mama? É um indicador de risco? E um
indicador de mau prognóstico? (1,0 pt)
a) Diminuição de RE é um indicador de aumento de risco de câncer de mama
b) Aumento de RE é um indicador de mau prognóstico
c) Aumento de RE é um indicador de bom prognóstico
d) Baixo nível de RE é um indicador de menor de risco de câncer de mama
e) O RE não é um indicador de risco, nem de prognóstico no câncer de mama
Dados importantes:
Grau histológico do tumor
G1 = Carcinoma bem diferenciado.
G2= Carcinoma moderadamente diferenciado.
G3= Carcinoma pouco diferenciado ou indiferenciado.
O grau citológico ou nuclear do tumor
Grau 1 = intensa atipia nuclear (tipos diferentes de nucleo) e numerosas mitoses.
Grau 2 = moderada atipia nuclear.
Grau 3 = leve atipia nuclear, raras mitoses.
Doxirrubicina é um bloqueador da síntese de DNA e Tamoxifeno é um antagonista do receptor de
estrogênio (RE).

4. Questões Verdadeiro/Falso (1,0 pt)

Responda falso (F) ou verdadeiro (V) e justifique cada uma das suas escolhas (apenas as escolhas
com opção F), A ausência de justificativa coerente com opção escolhida invalida a resposta, mesmo
que seja correta.

A) O aumento do número de células em um tecido é apenas o resultado do


aumento da proliferação celular (0,25 pt) ( )
B) A formação de metástases é um processo eficiente, pois depende apenas do
intravazamento das células tumorais na corrente sanguínea (0,25 pt) ( )
C) O envelhecimento celular está alterado em células tumorais devido à
diminuição da atividade das telomerases (0,25 pt) ( )
D) As drogas administradas na quimioterapia devem ser redundantes no
mecanismo de ação para fortalecer o efeito desejado (0,25 pt) ( )