Anda di halaman 1dari 7

Sintaxe e Pontuação 2 Prof.

Wagner Sousa
3.ª oração – oração subordinada: que a causa estava
Período Composto – Noções perdida.
iniciais Período Composto por
 Frase é todo enunciado com sentido completo.
Coordenação
 Ele saiu mais cedo do trabalho.
 Nossa! Que susto! 1. ORAÇÕES COORDENADAS ASSINDÉTICAS
 Olá. Não possuem conjunção.
 Acordei, fui ao banheiro, escovei os dentes.
 Oração é toda estrutura construída em torno de  Bati de porta em porta; ninguém abriu.
um verbo ou locução verbal, com ou sem sentido
completo. 2. ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS
 Ele saiu mais cedo do trabalho.
 Nós fomos atacados por um cão bravo. Possuem conjunção coordenativa.
 Ela costumava ficar esperando a filha na esquina. a) Explicativa1 – estabelece uma relação de
Período é a frase formada por uma ou mais explicação (uma confirmação da oração anterior ou
orações. Inicia-se com letra maiúscula e termina argumentação em relação a imperativos).
em ponto final, ponto de exclamação, ponto de  Deve ter chovido à noite, pois o chão está
interrogação ou reticências. Há dois tipos de molhado. (Confirmação.)
período:  Não chore, porque melhores dias virão.
a) Simples – formado por uma só oração, que é (Argumentação.)
chamada oração absoluta;
b) Composto – formado por duas ou mais orações.
b) Adversativa2 – estabelece uma relação de
Para formar um período composto, podem ser contradição, oposição, adversidade.
utilizadas duas diferentes maneiras de reunião das  A ignorância é um mal, porém não é contagioso.
orações: a coordenação e a subordinação. Por isso  Estudei muito, no entanto não passei.
existem dois tipos de período composto:
c) Conclusiva3 – estabelece uma relação em que
Período composto por coordenação – reúne
orações independentes, ou seja, uma não um ato é conclusão de outro, pressuposto.
desempenha função sintática da outra. As orações  São todos pobres, portanto não podem ter tais luxos.
são denominadas coordenadas. Vejamos:  Ele agrediu o chefe, logo será despedido.
 Ele trabalha muito, mas não consegue pagar as
próprias dívidas. d) Alternativa4 – estabelece uma relação de
1.ª oração: Ele trabalha muito. alternância (uma opção implica a recusa ou
2.ª oração: Ele não consegue pagar as próprias exclusão da outra).
dívidas.  Siga o mapa ou peça informações.
 Irei à praia ou viajarei para Santos.
Período composto por subordinação – reúne
orações dependentes, ou seja, uma é função e) Aditiva5 – estabelece uma relação de soma,
sintática da outra. Aquela que exercer a função adição.
sintática será denominada oração subordinada,  Saiu e foi ao cinema.
enquanto a outra, principal.  Não trabalha nem estuda.
 Cremos que a situação logo será resolvida. Nota: Quando conecta orações negativas, a conjunção
1.ª oração – oração principal: Cremos “nem” significa “e não”; dispensa, pois, a conjunção “e”. A
2.ª oração – oração subordinada: que a situação estrutura “e nem” só deve ser utilizada quando em
seguida há a palavra “sequer”, mesmo que implícita.
logo será resolvida.
Note-se, em tal caso, que a 1.ª oração é afirmativa.
Nota: É possível combinar os dois tipos de período em Não comeu e nem dormiu.(E)
uma só construção. Não comeu nem dormiu.(C)
 Ela falou com o advogado, mas ele afirmou que a causa Chegou e nem (sequer) falou conosco. (C)
estava perdida.
1
Eis algumas conjunções explicativas: pois (antes do verbo),
Nesse exemplo há coordenação entre as duas primeiras porque, que, porquanto, etc.
orações e subordinação entre as duas últimas. 2
Eis algumas conjunções adversativas: mas, porém, contudo,
entretanto, no entanto, todavia, etc.
1.ª oração – oração coordenada: Ela falou com o 3
Eis algumas conjunções conclusivas: logo, portanto, por isso,
advogado. pois (após o verbo), por conseguinte, etc.
4
Eis algumas conjunções alternativas: ou, ou ... ou, ora ... ora,
2.ª oração – oração coordenada com a 1.ª e principal da quer ... quer, seja ... seja, etc.
2.ª: mas ele afirmou. 5
Eis algumas conjunções aditivas: e, nem, não só ... mas
também, tanto ... como, tanto ... quanto, etc.
1
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa
Ele falou durante horas e nem (sequer) conseguiu Classifique as orações destacadas:
responder com clareza a pergunta feita. (C) a) Assindética b) Aditiva c) Adversativa
d) Alternativa e) Conclusiva f) Explicativa
Pontuação no período composto por g) Não é coordenada.
coordenação 1. ( ) Não questionava nem repudiava nada.
2. ( ) Não reclame, que existem casos piores que o seu.
A vírgula normalmente separa as orações
3. ( ) É réu primário; não será, pois, preso.
coordenadas ligadas ou não por conjunções 4. ( ) Não perturbe: estou trabalhando.
coordenativas, uma vez que as orações são 5. ( ) Não só ensinamos mas também educamos os jovens.
6. ( ) No inverno, as folhas caem, ou ficam inativas.
independentes uma da outra. Exceção pode ser
7. ( ) Não mintas, porque será pior.
feita, entretanto, às que vêm introduzidas por “e”, 8. ( ) Raimunda namora Cornélio.
“nem” e “ou”. 9. ( ) O mar é generoso, entretanto é traiçoeiro também.
10. ( ) Pula que pula, e não se cansa.
 Planejamos tudo, trabalhamos muito, fomos bem
11. ( ) Trabalho porque preciso ganhar dinheiro.
sucedidos. 12. ( ) És estudioso, logo mereces a aprovação.
 Não me desobedeça, pois sou seu pai.
 Corremos muito, mas não chegamos a tempo.
 A pista alagou, portanto não haverá corrida hoje. Período Composto por
 Você pode ir embora, ou ficar para o trabalho.
 Não comeu, nem dormiu. Subordinação
 Queremos mudanças e exigimos isso já.
Nesse tipo de composição, as orações são
Atenção! dependentes entre si, podendo ser assim
Vírgula diante da conjunção “e” identificadas:
a) Orações com sujeitos diferentes6
 Era necessária a atitude, e ele levou isso a sério. Oração principal – é completada por outra(s);
 Ela saiu, e ele ficou em casa. Oração subordinada – completa a oração principal
b) A conjunção e equivale a mas. (normalmente pode ser identificada pela presença
 Sai cedo para arrumar emprego, e nada conseguiu. da conjunção que a introduz).

c) Em expressões de contraste As orações subordinadas são classificadas de


 O professor, e não o autor, deve arcar com o prejuízo. acordo com a função que exercem em relação à
d) Ênfase do termo imediatamente posposto ao e principal.
 Algumas coisas precisam ser esclarecidas, e logo! a) Orações Subordinadas Substantivas - completam
a oração principal, exercendo a função de um
e) Polissíndeto (Repetição da conjunção e. Nesse caso,
a vírgula é optativa.) substantivo (sujeito, objeto, predicativo, aposto ou
 Ele fez o céu(,) e a terra(,) e o mar(,) e tudo quanto há complemento nominal).
neles.
 Trabalha(,) e teima(,) e dorme(,) e sua.
b) Orações Subordinadas Adjetivas - completam a
oração principal, exercendo a função de um
adjetivo.
Nota 1: As conjunções “ou” e “nem” podem vir
antecedidas de vírgula quando se deseja dar ênfase. c) Orações Subordinadas Adverbiais - completam a
Caso liguem palavras, orações ou expressões de oração principal, exercendo a função de um
pequena extensão, sem caráter enfático, dispensa-se a
vírgula. advérbio (expressando circunstâncias de
Não vais com ele, nem muito menos comigo. proporcionalidade, tempo, finalidade, causa,
Você está procurando uma cada, ou um palacete. conseqüência, etc).
Ela não ouve nem fala.
Você quer ir ou ficar?

Nota 2: As conjunções adversativas (exceto “mas”) e as 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS


conclusivas podem ser destacadas ou deslocadas,
ocasião em que são isoladas por vírgula(s). Nesses Como já exposto, essas orações completam a
casos é comum as orações serem separadas por ponto- oração principal, exercendo a função de um
e-vírgula.
substantivo (sujeito, objeto, predicativo, aposto ou
Todos lograram sucesso; ele, porém, não conseguiu.
A pista alagou; não haverá, pois, corrida hoje. complemento nominal). São normalmente
Fizemos um bom trabalho; logo, seremos elogiados. introduzidas pelas conjunções integrantes “que” e
“se”.
Exercícios 1 a) Subordinada substantiva subjetiva (= sujeito)
 Convinha a todos que você partisse.
6
Autores há que consideram o uso da vírgula facultativo nesse b) Subord. subst. objetiva direta (= objeto direto)
caso.
2
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa

 Ela viu que o dinheiro acabara. Exercícios 2


c) Subord. subst. objetiva indireta (= obj. indireto) Classifique as orações destacadas:
 Todos gostariam de que você estivesse lá. a) Oração principal b) Subjetiva
c) Predicativa d) Objetiva direta
d) Subord. subst. predicativa (= predicativo) e) Objetiva indireta f) Completiva nominal
 O problema foi que chegaste tarde. g) Apositiva h) Oração coordenada
1. ( ) Homens, uni-vos, porque atravessamos tempos
e) Subord. subst. completiva nominal difíceis.
(= complemento nominal) 2. ( ) Estava convencido de que venceria.
3. ( ) Os jornais dizem que ela chega hoje.
 Tive a impressão de que algo explodiu. 4. ( ) Só lhe peço uma coisa: que honre suas promessas.
f) Subord. subst. apositiva (= aposto) 5. ( ) Não é segredo que eles não se dão bem.
6. ( ) Seu receio era que descobrissem tudo.
 Disse-me algo terrível: que ia casar... 7. ( ) A vida exige que você se movimente intensamente.
8. ( ) Há necessidade de que te esforces mais.
Nota: Uma forma prática de classificar a oração 9. ( ) Ficou provado que os documentos eram falsos.
subordinada substantiva é substituí-la pelo pronome 10.( ) Lembre-se de que a vida é breve.
“isso” e verificar a função que essa palavra passa a 11.( ) Leve flores, que ela as adora.
exercer. Tal função corresponderá à classificação da 12.( ) Minha esperança é que ela concorde.
subordinada substantiva. Se não, vejamos. 13.( ) Que me deixem em paz é o meu maior desejo.
 A equipe de manutenção já concluiu que não há 14.( ) Não me oponho a que você viaje.
conserto para o condicionador de ar. Será necessário 15.( ) Eu não tenho onde morar.
que se compre outro. O fato é que não podemos 16.( ) Tínhamos interesse em que você voltasse.
reclamar, pois já sabíamos que isso aconteceria. 17.( ) Rodrigo foi até seu quarto, acendeu a vela e
começou a procurar os arreios.
A equipe de manutenção já concluiu isso (= objeto direto). 18.( ) Ninguém sabia se a história era inédita.
Logo, “que não há conserto para o condicionador de ar” é 19.( ) Que eles não sabiam era evidente.
oração subordinada substantiva objetiva direta.

Será necessário isso (= sujeito).


Logo, “que se compre outro” é oração subordinada 2. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS
substantiva subjetiva.
São iniciadas por pronomes relativos. Podem ser
O fato é isso (= predicativo do sujeito). restritivas ou explicativas.
Logo, “que não podemos reclamar” é oração subordinada
substantiva predicativa. a) Restritiva – restringe um subconjunto dentro de
um conjunto. A oração restritiva não vem separada
[...] já sabíamos isso (= objeto direto).
Logo, “que isso aconteceria” é oração subordinada por vírgula.
substantiva objetiva direta.  Os técnicos preferem jogadores que obedecem a
esquemas.
(Observemos que, pela construção feita, nem todos
Pontuação associada a orações subordinadas
os jogadores obedecem a esquemas.)
substantivas
Devido à relação de integração existente entre as  As regiões que produzem laranjas tiveram
orações principal e subordinada, esta não é problemas com o frio.
(Nem todas as regiões tiveram problemas com o frio.)
separada daquela por vírgula.
 Convém que partamos logo. b) Explicativa – traz uma qualidade ou
(Or. subord. subst. subjetiva)
característica inerente ao ser ou ao conjunto a que
 Os desabrigados precisam de que alguém os ajude. se refere. A oração explicativa vem sempre
(Or. subord. subst. objetiva indireta) separada por vírgula.
 Vozes d'África, que é um poema épico, apresenta
 A grande verdade é que não podemos fazer nada um raro momento da poesia.
por eles agora. (Or. subord. subst. predicativa)  O homem, que é um simples mortal, julga-se
eterno.
 Existe grande necessidade de que providências
sejam tomadas imediatamente. Nota: Nas orações subordinadas adjetivas, o pronome
(Or. subord. subst. completiva nominal) relativo exerce função sintática. Para analisá-la, é preciso
(a) isolar a oração adjetiva, organizá-la e (b) substituir o
pronome pelo antecedente a que se refere. Em seguida,
Nota: Há autores que admitem o uso de vírgula no
(c) verifica-se, a função sintática do nome que substituiu o
presente caso se a ordem das orações for invertida.
pronome relativo, pois este terá a mesma função.
 Que partamos, convém.
 Como isso pôde acontecer, ninguém sabe.
 Conheço o aluno que chegou atrasado.
a) “que chegou atrasado”

3
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa
b) O aluno chegou atrasado. d) Objeto indireto
c) Aluno = sujeito; logo, que = sujeito. e) Complemento nominal
f) Agente da passiva
g) Adjunto adnominal
 O rapaz a que me referia é irmão de uma amiga.
h) Adjunto adverbial
a) a que me referia
1.( ) As pessoas com quem andas não são boas.
(eu) me referia a que.
2.( ) Já não lembra o favor que me fez.
b) (eu) me referia ao rapaz.
3.( ) As pessoas a quem tanto querias já não existem.
c) Ao rapaz = objeto indireto; logo, a que = obj. indireto.
4.( ) Há pessoas cuja inimizade nos honra.
Os pronomes relativos onde e cujo têm sempre função
5.( ) Vi o livro de que tens necessidade.
de adjunto adverbial e adjunto adnominal,
6.( ) Mataram a cobra por que foste picado.
respectivamente.
7.( ) Visitei a velha casa onde nasci.
8.( ) Vejo o que és no que sou.
9.( ) Esperava a visita de que tanto me falava.
Pontuação associada a orações subordinadas 10.( ) Ouvi uma voz que gritava por socorro.
adjetivas
Conforme se expôs, somente as explicativas são
separadas por vírgula. Isso ocorre tendo em vista
3. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS
que tais orações constituem estrutura acessória à
oração principal, podendo, sem prejuízo semântico Indicam a circunstância em que ocorre a ação
a esta última, ser retirada do período. verbal. São introduzidas por conjunções
8
 Ele, que era muito sério, não gostou da piada. subordinativas (exceto as integrantes) .
(Oração subordinada adjetiva explicativa.) a) Proporcional: indica proporcionalidade, isto é,
quando toda alteração em uma corresponde a uma
 Sônia, cujo pai é extremamente rigoroso, não ia a alteração na outra.
festas. (Oração subordinada adjetiva explicativa.)
 O medo crescia à medida que a chuva se
 Naquele tempo, o homem que fosse pobre era intensificava.
muito discriminado. (Oração subordinada adjetiva
restritiva.) b) Temporal: indica em que tempo ocorreu o fato
expresso na oração principal
 O aluno cujo pai não vier à reunião não terá seu  O rapaz ficou pálido quando viu a noiva.
boletim liberado. (Oração subordinada adjetiva
restritiva) c) Final: indica a finalidade para o qual se destina o
fato da oração principal.
Nota: Obedecem à mesma regra termos explicativos e
restritivos7.
 Estudou muito para que fosse aprovado.
 O Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,
pode vir a apoiar a tese da reeleição. (Termo explicativo.) d) Causal: indica a causa do fato expresso pelo
 O ex-Presidente da República José Sarney transferiu o verbo da oração principal.
domicílio eleitoral para o Amapá. (Termo restritivo.)  A aula foi interrompida porque faltou giz.
Convém perceber que a inversão da ordem de
apresentação pode alterar a natureza explicativa ou e) Consecutiva: indica a conseqüência do fato
restritiva do termo.
 O Ministro do TST Fulano de Tal proferirá palestra sobre expresso pelo verbo da oração principal.
a Justiça do Trabalho. (Termo restritivo.)  O professor falou tanto/ que ficou rouco.
 Fulano de Tal, Ministro do TST, proferirá palestra sobre
8
a Justiça do Trabalho. (Termo explicativo.) Eis a principais conjunções e suas classificações.
Integrantes: que, se.
Proporcionais: à medida que, à proporção que, quanto mais...
Exercícios 3 menos, quanto mais...mais, etc.
Temporais: quando, mal, logo que, assim que, sempre que,
Identifique a função sintática do pronome relativo em depois que.
cada uma das orações abaixo e classifique-as de acordo Finais: para que, a fim de que, de sorte que, de modo que, que
com o código abaixo: porque.
a) Sujeito
b) Predicativo Causais: porque, visto que, pois que, como.
c) Objeto direto Consecutivas: tão... que, tal... que, tanto... que, de modo que,
de forma que.
7
Construções explicativas referem-se a seres que têm existência Conformativas: conforme, segundo, consoante, como.
única, não há outros como eles. (Vejam-se o primeiro e o quarto
Comparativas: como, (mais) que, (menos) que, assim como, tal
exemplos: há um só Presidente da República e um só Fulano de Tal.)
Construções restritivas referem-se a seres que coexistem com qual.
outros semelhantes, por isso necessitam de especificação. (No Condicionais: se, caso, uma vez que, salvo se, sem que.
segundo e no terceiro exemplos, os termos sublinhados definem Concessivas: embora, ainda que, mesmo que, posto que,
termo anterior; são, pois, restritivos.) conquanto.
4
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa
6. ( ) Trabalho mais do que ganho.
7. ( ) Tão grande foi a seca que a terra partiu-se.
f) Conformativa: indica relação de adequação ou 8. ( ) Caso sigas meus conselhos, ficarás rico.
conformidade com o fato expresso pelo verbo da 9. ( ) Já que estás ocupado, vou poupar o teu tempo.
oração principal. 10. ( ) O baixinho quanto mais sobe menor fica.
11. ( ) Como ainda possuíam um pouco de charque,
 Tudo terminou conforme tínhamos visto. começaram a comê-lo, mesmo cru.
12. ( ) A felicidade morava tão vizinha que, de tolo, até
g) Condicional: indica uma condição sob a qual se pensei que fosse minha.
realiza o fato expresso pela oração principal. 13. ( ) ... se a menina erguesse a cabeça, enxergaria o
pijama no varal.
 Iremos ao clube se não chover.
14. ( ) Eu te peço perdão por te amar de repente embora
h) Comparativa: indica uma relação de meu coração seja uma velha canção nos teus
comparação (igualdade, inferioridade ou ouvidos.
15. ( ) A terra se faz mais branca e macia quanto mais
superioridade) entre os fatos expressos.
do litoral a viagem se aproxima.
 Ele ronca como um porco (ronca). 16. ( ) Quando Ismália enlouqueceu, pôs-se na torre a
sonhar...
Nota: Como se pode perceber, em orações subordinadas 17. ( ) Os jogadores de basquete, que são amadores,
adverbiais comparativas, o verbo freqüentemente fica não recebem salários.
subentendido. 18. ( ) O menino fingia que não ouvia o pai.
19. ( ) Não foi despedido, como pedia; meu pai já não
podia dispensá-lo.
i) Concessiva: concede ou admite uma condição 20. ( ) Os irmãos resolveram vender o circo porque o
contrária ao fato expresso pelo verbo da oração patriarca da família havia morrido.
principal. 2 1. ( ) Trazia as calças curtas para que lhe ficassem
bem esticadas.
 Amanhã haverá aula embora seja sábado. 22. ( ) Como as aves do céu e as flores puras, abro
meu peito ao sol e durmo à lua.

Pontuação associada a orações subordinadas


adverbiais Outros casos de pontuação
São separadas por vírgula quando deslocadas para
USO DO PONTO-E-VÍRGULA
o início ou para o meio do período.
1. Separa os itens de uma enumeração.
 Quando estudava no Rio, nunca fora reprovado.
(Oração subordinada adverbial temporal.)  Naquela escola eram oferecidos os seguintes
 Vou comprar, se tudo correr bem, um carro novo este cursos:
ano. (Oração subordinada adverbial condicional) a) gramática aplicada ao texto;
 Como não tinha dinheiro, só comia uma vez por b) interpretação de texto;
dia. (Oração subordinada adverbial causal) c) matemática comercial;
d) redação.
Nota: Mesmo que a oração subordinada adverbial venha
por último, é correto o emprego da vírgula, sendo nesse Nota: Frise-se a desnecessidade do uso da conjunção “e”
caso facultativo. no final do penúltimo item.
 Chorou tanto(,) que adoeceu dos olhos.
(Oração subordinada adverbial consecutiva.) 2. Separa orações coordenadas9 já marcadas por
 Comprou um carro novo(,) para que impressionasse os
amigos. (Oração subordinada adverbial final.) vírgula em seu interior.
 Namorava a menina mais bonita da escola(,) embora  Vermelho é sinal para parar; amarelo, para
não fosse o rapaz mais simpático. aguardar; verde, para seguir.
(Oração subordinada adverbial concessiva.)  Vencemos; não há, pois, motivo para tristeza.

Exercícios 4 3. Indica a elipse de conjunção coordenativa


(normalmente adversativa – mas).
Classifique as orações destacadas de acordo com o
 Bati de porta em porta pedindo ajuda; nada
código abaixo:
consegui.
a) Causal b) Comparativa
c) Concessiva d) Condicional Nota: Quando há omissão de conjunção explicativa ou
e) Conformativa f) Consecutiva conclusiva, normalmente se usam os dois pontos. Há,
g) Final h) Proporcional porém, quem admita o emprego do ponto-e-vírgula.
i) Temporal j) Não é adverbial  Não saia no sábado: com certeza choverá.
1. ( ) Sairás desde que termines as tarefas. (Não saia no sábado, pois com certeza choverá.)
2. ( ) Fiz-lhe sinal que se calasse.  Penso: existo. (Penso, logo existo.)
3. ( ) Disse verdades quando pediram.
4. ( ) Assim que o viram, todos calaram. 9
Não se usa ponto-e-vírgula para se separar uma oração
5. ( ) Fiz tudo como ela mandou.
principal da subordinada a ela associada.
5
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa

USO DOS DOIS PONTOS 3. Assinale a opção que apresenta o período com
pontuação correta.
Os dois pontos assinalam uma pausa na frase, a) Acreditava-se (não podia ser diferente) que
indicando que esta não foi concluída, havendo muitos ali eram corrompidos. Mas ela não.
ainda algo a acrescentar. b) Acreditava-se (não podia ser diferente), que
muitos, ali, eram corrompidos. Mas ela não.
Vejamos casos em que ocorrem os dois pontos. c) Acreditava-se, (não podia ser diferente) que
1. Introduzindo apostos ou orações apositivas. muitos ali, eram corrompidos; mas ela não.
d) Acreditava-se (não podia ser diferente) que,
 Sempre teve um sonho: que todos vivessem em muitos ali, eram corrompidos. Mas ela, não.
paz.
 Amor: a busca; casamento: o encontro; divórcio: a 4. Assinale a opção que apresenta o período com
reconsideração. pontuação correta.
a) Àquela hora da noite, não se encontrava
2. Introduzindo citações ou transcrições. mercado aberto; e, para piorar, o desejo da esposa
 Sempre carregava na mente as palavras do pai: era comer caqui.
“O seguro morreu de velho”. b) Àquela hora da noite não se encontrava mercado
aberto, e para piorar o desejo da esposa era comer
Nota: Como se percebe do último exemplo, pode-se caqui.
ocasionalmente usar letra maiúscula após os dois pontos c) Àquela hora da noite, não se encontrava
quando se trata de citação. mercado aberto, e, para piorar o desejo da esposa,
era comer caqui.
3. Introduzindo enumerações. d) Àquela hora da noite, não se encontrava
 Há inúmeras coisas que não devo comer: pizza, mercado aberto, e, para piorar, o desejo da esposa,
macarrão, frituras, doces, carnes vermelhas. era comer caqui.

4. Introduzindo conclusões (orações conclusivas 5. Assinale a alternativa correta relativamente à


com conjunção subentendida). pontuação:
 Amava o moço mais que a própria vida: não havia a) Para o pai, sempre, o filho é o melhor entre os
como não casar com ele. alunos da turma.
b) Não são raras, as vezes em que ele foi flagrado,
5. Introduzindo explicações (orações explicativas fazendo coisa errada.
c) Não comprei o aparelho de som e, sim, uma
com conjunção subentendida). televisão nova.
 Não deve haver ninguém lá: as luzes foram todas d) Consta, que o empregador, com a empregada,
está quite.
apagadas.
6. Assinale a alternativa incorreta relativamente à
pontuação:
a) Chegamos a uma só conclusão: o rapaz é
EXERCÍCIOS 5 inocente.
b) O testemunhos podem, juntos, embasar a
1. Assinale a opção que apresenta o período com decisão do juiz.
pontuação correta. c) Complicada, sempre foi a situação dela; nunca
a) Nunca gostei de carne de porco ou de peixe, dissemos contudo que era insolúvel.
ainda mais cozida: o cheiro me dá arrepios. d) A parte não logrou o êxito almejado, a despeito
b) Nunca gostei de carne de porco, ou de peixe de apresentar bastantes argumentos.
ainda mais: cozida o cheiro me dá arrepios. 7.Assinale a alternativa incorreta relativamente à
c) Nunca, gostei de carne de porco, ou de peixe, pontuação:
ainda mais cozida; o cheiro, me dá arrepios. a) Não é possível apresentar novos argumentos: o
d) Nunca gostei de carne: de porco ou de peixe; prazo já expirou.
ainda mais cozida, o cheiro me dá arrepios. b) Exatamente ao meio-dia e meia, a sessão ainda
não tinha terminado.
2. Assinale a opção que apresenta o período com c) Durante o dia, fomos ao lago, nadamos,
pontuação correta. conhecemos várias trilhas na mata, colhemos
a) A empresa há dez anos no mercado, nunca amoras silvestres; à noite cantamos em volta da
recolhera os impostos previstos, em lei. fogueira.
b) A empresa – há dez anos no mercado – nunca d) A filha mais velha mesmo não concordando com
recolhera os impostos previstos em lei. o caçula, nada disse.
c) A empresa há dez anos no mercado, nunca,
recolhera os impostos, previstos em lei. 8. Assinale a alternativa correta relativamente à
d) A empresa (há dez anos no mercado), nunca pontuação:
recolhera os impostos, previstos, em lei. a) Eis a situação: ele, cansado; ela, desgostosa.

6
Sintaxe e Pontuação 2 Prof. Wagner Sousa

b) As empresas suspeitas de lavagem de dinheiro, 10. O trecho seguinte apresenta numerações que
estavam há meses sob investigação. podem ou não corresponder a sinais de pontuação.
c) Nunca se ouvira dizer por ali, que um pedido feito Com base nisso, julgue os itens seguintes como
com fé, pela santa não tivesse sido ouvido. certos ou errados.
d) Havia naquela circunstância de tristeza, menos O diretor (1) e não o assistente (2) afirmou que não
expectativas a respeito da decisão. sabia do problema (3) atribuindo a causa do mal-
estar a Martreca (4) a faxineira.
9. O trecho seguinte apresenta numerações que ( ) As vírgulas correspondentes a (1) e (2) podem
podem ou não corresponder a sinais de pontuação. ser substituídas por travessões, caso se queira
Com base nisso, julgue os itens seguintes como destacar tal trecho.
certos ou errados: ( ) Ocorre vírgula em (3).
Não há nada (1) que possamos fazer (2) portanto ( ) A ocorrência (4) corresponde a dois pontos.
(3) o melhor (4) é esperar (5) e tudo ficará bem. ( ) No período, se escrevêssemos “atribuiu” em
( ) É possível a ocorrência de vírgula em (3). vez de “atribuindo”, (3) poderia corresponder a um
( ) Em (2) não é possível ocorrer ponto-e-vírgula. ponto final.
( ) A ocorrência de vírgula em (5) constitui erro.
( ) Em (4) não ocorre vírgula.

Gabaritos
Exercícios 1
1.b 2.f 3.e 4.a 5.b 6.d 7.f 8.g 9.c 10.b 11.g 12.e

Exercícios 2
1.h 2.f 3.d 4.g 5.b 6.c 7.d 8.f 9.b 10.e 11.h 12.c 13.a 14.e 15.d 16.f 17.h
18.d 19.a

Exercícios 3
1.h 2.c 3.d 4.g 5.e 6.f 7.h 8.b 9.h 10.a

Exercícios 4
1.d 2.g 3.i 4.i 5.e 6.b 7.f 8.d 9.a 10.h 11.a 12.f 13.d 14.c 15.h 16.i 17.j
18.j 19.e 20.a 21.g 22.b

Exercícios 5

1,a 2.b 3.a 4.a 5.a 6.c 7.d 8.a 9. CEEC 10.CCEC