Anda di halaman 1dari 4

CONTRATO DE COMISSÃO

DA COMISSÃO

Ocorre quando o empresário denominado comissionário se obriga a realizar


negócios mercantis por conta de outrem (comitente), mas em nome próprio.

CARACTERÍSTICAS:

• O comissário sempre será um empresário comerciante.

• As negociações sempre serão com finalidade empresarial.

CLASSIFICAÇÃO:

Bilateral, consensual, oneroso, Institui Personae (em razão da pessoa),


acessório, típico, nominado.

REQUISITOS DE VALIDADE:

Subjetivo As partes devem possuir capacidade genérica para a vida civil e


para o comércio em geral.

Objetivos O objeto há de ser lícito e possível.

CLÁUSULA “DEL CREDERE”

O comissário responderá solidariamente com as pessoas que houver tratado


em nome do comitente.

DISPENSA DO COMISSÁRIO

Se o comissário for dispensado por justa causa, mesmo assim terá direito a
ser remunerado pelos serviços prestados ao comitente, ressalvado a este o direito
de exigir os prejuízos sofridos.

Se o comissário for dispensado sem justa causa terá o direito a ser


remunerado pelos trabalhos prestados, bem como a ser ressarcido pelas perdas e
danos resultante de suas dispensa.

PAGAMENTO DE JUROS

O comissário pagará juros ao comitente quando não repassar os fundos no


prazo estipulado para o comitente.

O comitente pagará juro ao comissário quando houver atraso injustificado do


pagamento da comissão ao comissário.
No caso em que o comissário antecipa as atividades ou custas devido a
situação emergencial, cabe a este o pagamento dos juros e o reembolso da quantia
dispensada, ou seja, gasta.

CONTRATO BANCÁRIO
Para Fábio Ulhoa contratos bancários são aqueles que se configuram com o
ato de coleta, intermediação ou aplicação de recursos financeiros próprios ou de
terceiros, então somente uma instituição financeira devidamente autorizada pelo
governo poderá praticá-lo.

OPERAÇÕES BANCÁRIAS

A doutrina divide as operações bancarias em:

TÍPICAS são aquelas diretamente ligadas ao crédito e se subdividem em:

• Passivas: O banco assume a posição de devedor da obrigação


principal, porque visa a captação de recursos de que necessita o banco para
desenvolver suas atividades. EX: Depósito bancário, aplicação financeira e a conta
corrente bancária.

• Ativas: O banco assume a posição de credor da ação principal,


concedendo aos seus clientes o crédito com recursos coletados junto a outros
clientes, é uma intermediação de crédito que redunda em uma geração de riquezas
e configura a essência da atividade bancária. EX: Mútuo bancário, desconto ,
abertura de crédito e crédito documentário.

ATIPICAS são aquelas referentes aos serviços acessórios prestados aos


clientes como a locação de cofres ou a custódia de valores.

EXCEÇÃO AO SIGILO BANCÁRIO

• Investigação de crime em qualquer fase do inquérito policial ou do


processo judicial.

• Ordem do poder legislativo, no exercício de sua competência


constitucional e legal de fiscalização da administração pública.

• Ordem do poder judiciário.

• Requisição da autoridade fiscal, após ter iniciado o procedimento


tributário regular.

• Requisição do Banco Central ou CVM.


• Requisição do CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica –
ou do SDE – Secretaria de Direitos Econômicos, na investigação de infrações contra
a ordem econômica.

• Salvo nas hipóteses elencadas acima, se houver a divulgação de


informações pela instituição financeira ou por terceiros relativas financeira ou por
terceiros relativas às operações bancárias constitui crime de quebra de sigilo, punido
com reclusão de 1 a 4 anos.

• O delegado na investigação pode solicitar do banco dados cadastrais,


mas não pode pedir dados da movimentação da conta do cliente.

PRINCIPAIS ESPÉCIES DO CONTRATO BANCÁRIO

QUANTO ÀS OPERAÇÕES PASSIVAS:

1. DEPÓSTITO BANCÁRIO

• É um contrato de natureza real, mas só se aperfeiçoa com a entrega dos


valores monetários ao banco.

• Não há prazo, o prazo é indeterminado.

• O objeto é coisa fungível, ou seja, recebe em espécie a mesma coisa, mas o


papel não é o mesmo.

• Nesta relação contratual, o banco titulariza a propriedade dos bens


depositados.

• Contrato real, autônomo .

• As entradas de saídas de valores deverão ser registradas.

• Quando solicitado pelo cliente, o banco deverá restituir o valor.

Quando solicitado a restituição do valor, o depósito poderá ocorrer de três


formas:

Contrato de disposição à vista  quando solicitado, o banco restituirá no


ato do pedido pelo cliente.

Contrato de depósito com pré aviso  quando solicitado, o banco terá um


prazo anteriormente acordado entre as partes.

A prazo fixo o depositante deve solicitar a restituição dos recursos


somente após a uma determinada data.
Forma de extinção do contrato de depósito bancário:

• Através de resilição unilateral (vontade de uma das partes);

• Compensação;

• A Lei 370/1937 diz que se uma conta corrente se ela não houver
movimentação por 30 anos, os recursos que nela tiver serão direcionados para os
cofres da União.

2. CONTA CORRENTE

Há o correntista, banco e o terceiro beneficiário.

3. APLICAÇÃO FINANCEIRA

QUANTO ÀS OPERAÇÕES ATIVAS:

MÚTUO BANCÁRIO O banco está como credor, empréstimo. Tem como


matriz o mútuo, o previsto no Direito Civil, porém se diferencia deste instituto, devido
a condição de mutuante da instituição financeira e a taxa de juros não será regida
pelas regras do código civil, artigos 406, 591. O Conselho Monetário Nacional
determinará a taxa de juros anual, que serão aplicadas às instituições financeiras. É
unilateral e real.

Obrigações do Mutuário:

• Obrigações quanto à formalização de mútuo bancário restituir o valor


emprestado com a devida correção monetária.

• Pagamento de juros, taxas, despesas, comissões, desde que previstas no


contrato.

• Amortização do valor emprestado nos prazos estabelecidos


contratualmente.

OBS.: O mutuário não poderá exigir que o banco mutuante receba a


antecipação do devido (valor mutuado com o fim de abatimento de juros), todavia o
CDC excepciona esta regra através do artigo 52, parágrafo 2°, o qual reza que num
contrato de mútuo realizado entre o consumidor e o fornecedor, o primeiro terá
assegurado o direito de liquidação antecipada do devido com redução proporcional
de juros e demais acréscimos.