Anda di halaman 1dari 17

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 8º ANO

Reações químicas
Explicação e representação das reações químicas | resumo da matéria e
exercícios
Tipos de reações químicas | resumo da matéria e exercícios
Velocidade das reações químicas | resumo da matéria e exercícios

Som
Produção e transmissão do som | resumo da matéria e exercícios
Som e ondas | resumo da matéria e exercícios
Atributos do som e sua deteção pelo ser humano | resumo da matéria e
exercícios
Fenómenos acústicos | resumo da matéria e exercícios

Luz
Ondas de luz e sua propagação | resumo da matéria e exercícios
Fenómenos óticos | resumo da matéria e exercícios
REAÇÕES QUÍMICAS

NATUREZA CORPUSCULAR DA MATÉRIA

Teoria corpuscular da matéria


Todas as substâncias são constituídas por
pequeníssimos corpúsculos que estão em constante movimento e,
entre os quais, existe espaço vazio.

Os corpúsculos podem ser átomos, moléculas ou iões.

Comportamento dos corpúsculos

Liberdade de movimento dos corpúsculos


As substâncias podem-se encontrar nos
estados sólido, líquido ou gasoso. O comportamento dos corpúsculos
em cada estado físico é diferente:
 No estado sólido:
 Os corpúsculos encontram-se juntos e organizados
 As forças de ligação são fortes
 Existe pouca liberdade de movimento
 No estado líquido:
 Os corpúsculos encontram-se mais afastados uns dos outros
 As forças de ligação são mais fracas
 Existe alguma liberdade de movimento
 No estado gasoso:
 Os corpúsculos encontram-se afastados e desorganizados
 As forças de ligação são muito fracas
 Existe grande liberdade de movimento

Mudanças de estado físico


 Quanto maior a temperatura, maior a agitação dos corpúsculos.
Como a temperatura provoca a alteração do comportamento dos
corpúsculos de uma determinada substância, poderá provocar
também a mudança do seu estado físico.

Forma e volume das substâncias


A forma e o volume das substâncias podem variar ou não, conforme o
seu estado físico.
Pressão de um gás
A pressão de um gás corresponde à intensidade da força que os
corpúsculos exercem, por unidade de área, na superfície do recipiente
onde estão contidos.

Variações de temperatura, pressão e volume


 Para o mesmo volume, quanto maior a temperatura maior a pressão
de um gás
 Para a mesma temperatura, quanto menor o volume maior a
pressão de um gás
 Para o mesmo volume e mesma temperatura, quanto maior o
número de corpúsculos de um gás maior é a pressão que exerce

ÁTOMOS

Constituição de um átomo
Um átomo é constituído por um núcleo formado
por protões e neutrões e, à sua volta, circulam os electrões, que formam
uma nuvem eletrónica à volta do núcleo.
 Os protões têm carga elétrica positiva
 Os neutrões não têm carga elétrica
 Os eletrões têm carga elétrica negativa

Num átomo, o número de protões é sempre igual ao número de


eletrões, por isso um átomo tem carga elétrica neutra.

Massa de um átomo
A massa de um átomo concentra-se quase toda no núcleo pois a
massa de um eletrão é desprezável quando comparada com a de um
protão ou a de um neutrão.

Elementos químicos e símbolos químicos


Os átomos que são do mesmo tipo (têm o mesmo número de protões)
dizem-se que são do mesmo elemento químico. Cada elemento
químico é representado por um símbolo químico universal.
MOLÉCULAS

Fórmula química de uma molécula


Uma molécula é uma associação de átomos interligados entre si, e é
representada por uma fórmula químicacom os símbolos químicos dos
elementos químicos dos átomos que a constituem.

O2 – Molécula de di-oxigénio
 Composição quantitativa:
 Molécula formada por 2 átomos
 Composição qualitativa:
 Molécula formada por átomos de oxigénio
A molécula formada por 2 átomos de oxigénio representa a unidade
estrutural de uma substância elementar, pois é constituída por átomos
do mesmo elemento químico.

H2O – Molécula de água


 Composição quantitativa:
 Molécula formada por 3 átomos
 Composição qualitativa:
 Molécula formada por átomos de hidrogénio e de oxigénio
A molécula formada por 2 átomos de hidrogénio e 1 átomo de oxigénio
representa a unidade estrutural de uma substância composta, pois é
constituída por átomos de elementos químicos diferentes.

2 CO2 – 2 Moléculas de dióxido de carbono


 Composição quantitativa:
 2 moléculas formadas por 3 átomos (no total são 6 átomos)
 Composição qualitativa:
 Moléculas formadas por átomos de carbono e de oxigénio

O número antes de uma fórmula química indica o número de


moléculas.
IÕES

Anião e catião
Um átomo pode perder ou ganhar electrões.

 Se ganhar eletrões, transforma-se num ião negativo (anião)


 Se perder eletrões, transforma-se num ião positivo (catião)

Fórmula química de um ião


Um ião é representado por uma fórmula química com os símbolos
químicos dos átomos que lhe deram origem, e pela carga do ião.

Substâncias iónicas
Uma substância iónica é constituída pela junção de aniões e catiões.
No entanto, a carga de uma substância iónica é nula, pois tem igual
número de cargas negativas e de cargas positivas.

Escrever a fórmula química de uma substância iónica


Na fórmula química de uma substância iónica escreve-se primeiro o
ião positivo e só depois o ião negativo. Por sua vez, a sua leitura faz-
se ao contrário – lê-se primeiro o ião negativo.

Para escrever a fórmula química de uma substância química temos de


saber as fórmulas químicas dos iões que a constituem e temos de
igualar as cargas positivas e negativas.

No caso do Cloreto de Cálcio, são necessários dois iões de Cloreto


para um de Cálcio.
Ca2+ + 2 Cl– → CaCl2

REPRESENTAÇÃO DE REAÇÕES QUÍMICAS

Conservação da massa
Numa reação química há rearranjos dos átomos dos reagentes que
conduzem à formação de novas substâncias, conservando-se o
número total de átomos de cada elemento.

Sendo assim, verifica-se que, durante uma reação química a massa


dos reagentes diminui e a massa dos produtos aumenta, verificando-
se uma conservação da massa.

Lei de Lavoisier ou Lei da Conservação da Massa


Numa reação química não há variação de massa, ou seja, a massa
total dos reagentes é igual à massa total dos produtos da reação.
Equações de palavras e equações químicas
As reacções químicas podem ser traduzidas por equações de
palavras ou por equações químicas.

Combustão do hidrogénio
 Equação de palavras:
Oxigénio (g) + Hidrogénio (g) → Água (l)
 Equação química:
O2 (g) + H2 (g) → H2O (l)

Para escrever uma equação química utilizamos as fórmulas químicas


das substâncias intervenientes da reacção química e temos de aplicar
a lei da conservação da massa, ou seja, o número total de átomos de
casa elemento tem de se manter igual. Como verificamos no quadro
acima, tal não se verifica, e por isso, temos ainda de acertar a
equação.

O2 (g) + 2 H2 (g) → 2 H2O (l)

São necessárias 2 moléculas de hidrogénio para uma de oxigénio,


para formar 2 moléculas de água.
PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DO
SOM

PRODUÇÃO DO SOM

Como é produzido o som?


O som é produzido através da vibração de um corpo.
Ao corpo que vibra e produz som chama-se fonte sonora.

Exemplos de fontes sonoras:

 Cordas vocais
 Instrumentos musicais
 De sopro
 De cordas
 De percussão

Propagação do som

Como se propaga o som?


O som propaga-se através de ondas sonoras originadas pela
vibração de um corpo.
A fonte sonora, ao vibrar, provoca a vibração das partículas do meio à
sua volta até chegarem aos nossos ouvidos.

Velocidade de propagação do som


Como as ondas sonoras precisam de um meio (sólido, líquido ou
gasoso) para se propagarem, o som não se propaga no vazio. Por
isso, as ondas sonoras são designadas ondas mecânicas.
No entanto, a velocidade de propagação varia conforme o meio. É
mais rápida nos sólidos e mais lenta nos gases.

É possível calcular a velocidade de propagação do som sabendo a


distância percorrida e o tempo que demorou a percorrer essa
distância:

[math]velocidade do som (m/s) = \frac{distância percorrida


(m)}{intervalo de tempo(s)}[/math]

SOM E ONDAS

TIPOS E CARACTERÍSTICAS DAS ONDAS

Tipos de ondas
Quanto à direção de vibração das partículas do meio e à de
propagação da onda, as ondas podem ser:

 Ondas transversais:
 São ondas em que a direção de vibração é perpendicular à
direção de propagação
 Ondas longitudinais:
 São ondas em que a direção de vibração é igual à direção de
propagação

Representação de ondas
Qualquer tipo de onda pode ser representado graficamente com o
aspeto de uma onda transversal.
No caso de se tratar de uma onda longitudinal, como é o caso de uma
onda sonora, as cristas representam as zonas de compressão
enquanto que os ventres representam as zonas de expansão (ou
rarefação).

Características das ondas


 Amplitude (A)
 Distância máxima da onda à posição de equilíbrio
 Unidade S.I.: metro (m)
 Comprimento de onda (ʎ)
 Distância mínima entre duas partículas na mesma fase de
vibração
 Unidade S.I.: metro (m)
 Frequência (f)
 Número de vibrações por segundo
 Unidade S.I.: hertz (Hz)
 Período (T)
 Tempo que uma partícula demora a realizar uma vibração
completa
 Unidade S.I.: segundo (s)

ATRIBUTOS DO SOM E SUA


DETEÇÃO PELO SER HUMANO

ATRIBUTOS DO SOM

Propriedades do som
 Altura
 Permite distinguir sons altos (ou agudos) de sons baixos (ou
graves)
 Está relacionada com a frequência da onda
 Intensidade
 Permite distinguir sons fortes de sons fracos
 Está relacionada com a amplitude da onda
 Timbre
 Permite distinguir sons com a mesma altura e a mesma
instensidade

RECEÇÃO DO SOM
Como ouvimos o som?
Os nossos ouvidos são recetores do som.

O nosso ouvido divide-se em três partes:

 Ouvido externo:
 Constituído pela orelha e pelo canal auditivo externo.
 Ouvido médio:
 Contituído pela membrana do tímpano e pelos
ossículos martelo, bigorna e estribo.
 Ouvido interno:
 Constituído pelo labirinto e pelo caracol que estão ligados
ao nervo auditivo que comunica com o cérebro.

Como funciona o ouvido:

1. Os sons são captados no ouvido externo pela orelha e são


canalizados pelo canal auditivo para o tímpano que entra em
vibração.
2. No ouvido médio o martelo, bigorna e estribo amplificam as
vibrações da membrana do tímpano.
3. No ouvido interno o estribo empurra o caracol fazendo assim com
que o fluido que nele se encontra mova e faça oscilar os pelos lá
existentes, que ligados ao nervo auditivo vão enviar mensagens ao
cérebro, que as interpreta.
Espectro sonoro
O ouvido humano só é capaz de captar sons entre os 20 Hz e os 20
000 Hz. Aos sons cuja frequência é inferior a 20 Hz chamamos infra-
sons, e aos sons cuja frequência é maior de 20 000 Hz
chamamos ultra-sons.

Ao conjunto de todos os sons (de todas as frequências possíveis) dá-


se o nome de espectro sonoro.

Escala de decibéis
O ouvido humano também só é capaz de captar sons com
uma intensidade mínima e possui também um limite máximo que
corresponde ao limiar de dor.

O nível de intensidade sonora mede-se por um aparelho


chamado sonómetro, cuja unidade é o decibel.

FENÓMENOS ACÚSTICOS

FENÓMENOS DO SOM

Reflexão
A reflexão do som ocorre quando as ondas sonoras encontram no
seu caminho uma superfície lisa e dura, fazendo com que as ondas
mudem de direção ou de sentido.

A reflexão do som pode produzir dois efeitos diferentes:


 Eco:
 Produz-se quando a distância entre a fonte sonora e o
obstáculo é maior de 17 metros. Neste caso ouvimos a
repetição do som emitido.
 Reverberação:
 Produz-se quando a distância entre a fonte sonora e o
obstáculo é menor que 17 metros. Neste caso ouvimos um
prolongamento do som emitido.

Outra consequência da reflexão do som é a ressonância, que origina


um aumento da intensidade do som devido a reflexões sucessivas.

Refração
A refração do som ocorre quando as ondas sonoras mudam de
direção quando passam de um meio para outro. Tal acontece devido à
mudança de velocidade de propagação provocada pela mudança de
meio.

Absorção
A absorção do som ocorre quando as ondas sonoras encontram uma
superfície rugosa, sendo neste caso absorvidas.

APLICAÇÕES DAS ONDAS SONORAS

Na medicina
 Estetoscópio
 Permite ouvir sons no interior do corpo. Foi fabricado
baseando-se na maior velocidade de propagação do som
através dos sólidos e no fenómeno da ressonância.
 Ecografia
 Permite criar imagens de tecidos do interior do corpo através
da reflexão de ultra-sons.
Na navegação
 Sonar
 Permite detetar corpos no fundo dos oceanos através da
reflexão de ultra-sons.