Anda di halaman 1dari 34

AMI-4443

Proença-a-Nova | Lisboa | Porto


www.portugalrur.pt
A PortugalRur é uma empresa de Mediação Imobiliária, fundada no ano 2000, no Interior de
Portugal. A empresa nasceu com o objetivo promover a venda de Imóveis Rurais em todas as regiões
do País, tais como: Herdades, Quintas, Montes alentejanos e terrenos agricolas, Solares e palacetes,
Turismo rural e Casas de campo. Para além disso a PortugalRur tem ao longo dos anos, contribuído
para o combate ao despovoamento no interior do país.

Durante este período concretizou algumas centenas de negócios com clientes oriundos dos grandes
centros citadinos, como Lisboa e Porto, e elevou o número de clientes estrangeiros, oriundos dos
Países do Norte, Centro e Leste da Europa, Rússia, Brasil, Dubai, Angola, entre outros.

Muito vocacionada para a promoção e venda de Imóveis Rurais, de Luxo e Investimentos,


a PortugalRur aposta agora de uma forma incisiva em Imóveis de gama alta “premium” localizados
nos centros urbanos ou próximos destes, tais como Imóveis de Luxo (prédios, moradias, aparta-
mentos) e outros Investimentos, como Hotéis, Farmácias, Clinicas, Unidades de Saúde, Industrias
e Espaços Comerciais. Esta é uma empresa genuinamente portuguesa, com uma dimensão verdadei-
ramente nacional com grande visibilidade internacional.

1
2
Uma aposta
Uma aposta no país
Rural,
Rural,Urbano,
Urbano,Luxo
Luxoee Investimentos
Investimentos
3
Quem somos

Uma empresa á sua medida


Uma história de compromisso,
sem casos jurídicos nem reclamações
Honestidade e sentido de família
FRANCISCO GRÁCIO
CEO

GERÊNCIA DIREÇÃO EXECUTIVA DIREÇÃO COMERCIAL


LISBOA - CENTRO - NORTE
Francisco Grácio Ricardo Grácio
CEO - Sócio Gerente Executivo Tiago Grácio Diretor
Tel: +351 939 218 717 Diretor Investimentos Nacionais & Departamento
Email: francisco.gracio@portugalrur.pt Adjunto da Gerência & Divisão Internacional Internacional
Tel: +351 933 748 272 Tel: +351 926 136 287
Filomena Grácio Email: tiago.gracio@portugalrur.pt Email: ricardo.gracio@portugalrur.pt
Sócia Gerente
Tel: +351 939 218 718
Email: filomena.gracio@portugalrur.pt

4
Onde estamos
PORTO
Em Outubro de 2016 abrimos no centro da cidade do Porto, mais um
escritório de negócios da PortugalRur. Este espaço fica localizado no edi-
fício do antigo Governo Civil da cidade, que foi recentemente recuperado
e é conhecido agora como “District”.

PROENÇA-A-NOVA
A sede da PortugalRur, localizada na vila de Proença-a-Nova (Castelo
Branco) encontra-se aberta todos os dias úteis, para receber todos aqueles
que nos pretendem visitar. Pode encontrar-nos junto ao Parque Urbano,
no centro da vila.

LISBOA
Estamos também localizados no centro de Lisboa, no edifício Aviz, jun-
to da estação de metro Picoas - Avenida Fontes Pereira de Melo (Frente
à Altice). Este espaço funciona como escritório de negócios e está aberto
para todos aqueles que pretendem encontrar-nos na grande Lisboa.

5
Notoriedade
A PortugalRur, Empresa de Mediação Imobiliária, licenciada pelo INPIC com o Alvará 4443 AMI e
Membro Associada da APEMIP, tem vindo ao longo dos anos a acumular experiências, com resultados
que em muito têm reforçado a sua Notoriedade e Competência, ao nível do desenvolvimento e promo-
ção da atividade Imobiliária.

• Temos vindo a assumir nesta última década a “li-


derança” em publicações de imóveis na conhecida
• A PortugalRur é líder nas pesquisas GOOGLE.
Para além disso, a PortugalRur é pesquisada na + 1.300 vistitas
e famosa Revista Nacional “Casas de Portugal”, internet em todo o mundo, desde a Austrália ao
publicada de 2 em 2 meses, à venda nas bancas em Canadá. Os nossos imóveis são divulgados, para diárias ao site
todo o país e no estrangeiro, com descrições em além dos Portais Nacionais, em inúmeros Portais
português e inglês. Internacionais.

• Distinguida pela AEBB - Associação Empresa- • A PortugalRur venceu o prémio de “Best Real
+ 2.000 Imóveis
rial da Beira Baixa, a PortugalRur foi galardoada
como Empresa Notável por dois anos consecuti-
Estate Brand, Portugal 2015” atribuído pela
maior Revista Internacional de Marcas – Global
em carteira
vos, tendo como base o seu crescimento e solidez Brands Magazine, como a “Melhor Marca de
financeira. Imobiliário de Portugal em 2015” Mérito reconhecido
• A PortugalRur participa em feiras e eventos
nacionais e internacionais com stand próprio,
• Mais recentemente, a PortugalRur foi dis-
tinguida pela revista internacional “BUILD”,
pela imprensa
sendo que já levou a empresa a países como Ho-
landa, França e Brasil. Para além disso, participa
por dois anos consecutivo (2017 - 2018), como
“A Melhor Imobiliária Rural em Portugal”. internacional
de uma forma sucessiva no Salão do Imobiliário
na FIL – Feira Internacional de Lisboa (o maior • A PortugalRur e os seus representantes escrevem
evento nacional do Imobiliário). ainda artigos relacionados com o Imobiliário
Rural, publicados em diversas revistas e jornais
e plataformas web.

6
Imóveis Rurais Premium

8
Imóveis Rurais Premium

9
Portugal entre os melhores do mundo

Através das suas praias com areais a perder de vista, montanhas e planícies douradas, campos de golfe,
cidades vibrantes e cosmopolitas e um património milenar, Portugal é um país que apaixona qual-
quer pessoa que o visite. A gastronomia, os bons vinhos e a simpatia dos portugueses fazem deste país
um pequeno paraíso. Já Lisboa, capital de Portugal, tem ganho prestigiados prémios de turismo como
o Melhor Destino Europeu, e é uma das cidades no mundo com maior qualidade de vida. Já o custo
de vida em Portugal é bastante acessível, comparativamente com outros países da Europa e do mundo.

Não é só para o turismo que estamos a falar, Portugal é o 18º país mais pacífico do mundo numa
amostra de 162 países (Global Peace Index 2013). Aqui poderá viver com a sua família, num ambiente
seguro e num clima mediterrânico de condições únicas. Portugal tem um inverno suave e no verão,
graças à influência oceânica, as temperaturas raramente atingem níveis extremos. Os Portugueses são
afáveis e acolhedores, recebem bem todos os visitantes, venham de onde vierem. Grande parte da
população fala idiomas estrangeiros, nomeadamente o inglês e o francês, e aqui está a poucas horas
de voo de toda a Europa.

No setor imobiliário, este é um país de inúmeras vantagens, uma vez que este não sofreu especulação
imobiliária nos últimos 15 anos, e hoje, a baixa de preços dos imóveis cria oportunidades únicas
devido à atual situação financeira menos positiva que sofre o país. Para além disso os impostos são
baixos quando comparados com o resto da Europa e não existe imposto sucessório.

10
11
Imóveis Urbanos Premium

12
Imóveis Urbanos Premium

13
Imóveis com história

O Palacete real
Ref. 574

Localizado na região de Coimbra, entre um valioso parque botânico de be-


leza excecional, com árvores seculares e frondosas, foi construída em 1894
esta quinta com palacete, que oferece uma vista fantástica e um interessante
lago artificial. A casa principal, de forte influência franco-árabe, foi visitada
pela Rainha D. Amélia, recebida normalmente na sala dos reis, com as suas
paredes forradas a tapeçarias de Gobelins, exemplo do requinte e elegância
patente em toda a casa. No seu interior imponente, deparamo-nos com um
majestoso claustro árabe construído por estucadores espanhóis da época.
As portas e carpintarias, construídas com madeiras oriundas de S. Tomé
e Príncipe e Brasil, transparecem a história que envolve este palacete.
Na casa principal é possível encontrar um claustro, várias salas, seis quartos,
uma biblioteca e uma torre, que oferece um miradouro excecional. Para
além disso, têm ainda vários bungalows/estúdios para hóspedes junto à pis-
cina e vários anexos.
Inserida numa zona considerada de Turismo com um Campo de Golfe
já em funcionamento e um segundo em projeto (a 5 km), este imóvel
poderá ter um grande potencial para a construção de um empreendimento
“habitacional / hoteleiro de luxo”, em virtude destas condições já estarem
previstas no Plano Diretor Municipal (PDM) da zona.

14
Casa da Tapada
Ref. 1738

Localizada na região de Braga, a Casa da Tapada é uma propriedade agrí-


cola com cerca de 23 hectares, com muros que chegam a ter 6 metros de
altura e extensos campos de cultivo de vinha voltados a Sul e a Poente.
A propriedade apresenta-se como um exemplo perfeito da paisagem mi-
nhota, e é composta por edifícios rústicos, como a Casa da Eira e a Casa da
Confraria, a capela de Nossa Senhora da Guia (1618), os edifícios ligados
à produção vitivinícola, a casa do Guarda e situada num extenso terreiro, a
Casa Principal.
A Casa da Tapada, classificada desde 1977 (Dec. Nº 129/77, DR 226 de 29
de Setembro de 1977) como Imóvel de Interesse Público, identificado com
o nº 0301110008, foi mandada construir por Sá de Miranda em meados
do séc. XVI. A sua estrutura foi reedificada na segunda metade do séc. XVII
e finalmente ampliada no séc. XIX, adquirindo a sua configuração atual.
Ostenta o brasão de armas dos Sottomayor e, no jardim, o dos Sãs.
A fachada é decorada por uma escultura do séc. XVII representando Santia-
go a combater os mouros. Das várias transformações que ao longo do tem-
po a casa foi sofrendo, percebe-se a justaposição de três corpos denotando
os três momentos principais da sua edificação. A primeira e segunda fase
configuram o corpo mais longo construído contra o desnível do terreno.
A fachada principal é voltada a Sudoeste onde sobressai a escadaria central
de lanços convergentes. A terceira fase de edificação, durante o séc. XIX
corresponde ao corpo transversal de menor extensão, fechando o terreiro a
Nascente.

15
Quinta de Napoleão Bonaparte
Ref. 1399

Esta Quinta com Casa Senhorial, situada em Ourém, regista uma história
local interessante, uma vez que durante as invasões, esta foi ocupada tem-
porariamente pelas tropas e oficiais de Napoleão Bonaparte, um imperador
francês, com o título de Napoleão I. Foi também um líder político, ditador
e comandante do Exercito Francês e conquistou uma grande extensão ter-
ritorial para a França.
Esta Casa Senhorial apesar de ter sido restaurada, mantém as suas caracte-
rísticas arquitectónicas próprias deste tipo de edifícios, refletindo o estilo
das casas senhoriais dos séculos XVII e XVIII. Esta é uma propriedade com
belissimas áreas, uma capela, piscina, amplos jardins, adega e uma antiga
cavalariça. A parte edificada é composta por um conjunto habitacional de
3 corpos interligados mas relativamente distintos à vista.
Este trata-se de um imóvel com grande potencial para turismo de natureza
e turismo religioso, uma vez que a propriedade fica a cerca de 15 minutos
de Fátima, a 20 minutos de Leiria e a 10 minutos de Ourém, dispondo de
óptimas ligações à costa, nomeadamente à praia da Nazaré.

16
Quinta Senhorial do Grande Pomar
Ref. 1766

A Quinta Senhorial do Grande Pomar situada na Beira Alta, distrito de


Viseu, terá sido originalmente doada por Dom Afonso Henriques a Dom
Peres ou Dom Pires. Esta foi-se transmitindo de geração em geração, pas-
sando por Dom Francisco de Almeida, Vice Rei da Índia, pelo primeiro
Barão de Moçâmedes, José de Almeida e Vasconcelos, elevado a Visconde
da Lapa, cujos herdeiros a venderam à família dos atuais proprietários no
princípio do século XX.
Atualmente, é uma propriedade agrícola, composta por 2 parcelas, e uma
área total de 30 hectares. A parcela principal é murada e nela está instala-
da uma moderna exploração de 20 hectares de pomar intensivo de maçã,
totalmente mecanizada e regada, com uma capacidade de produção de 800
toneladas de maçã, o que a torna rentável e sustentável.
O principal edifício da quinta, divide-se em dois andares com um jardim
interior com lago e dois mil metros de superfície coberta, que remonta ao
século XII. Esta habitação tem 15 divisões, 4 casas de banho, destacando-se
o salão e a casa de jantar com tetos de caixotão e talha ornamental. O solar
foi profundamente remodelado no início do séc. XX, seguindo o projeto de
um conceituado arquiteto do Porto. Já os seus jardins, de inspiração france-
sa, e o parque de inspiração inglesa, são criação da mais antiga empresa de
jardinagem do Porto.

17
Imóveis de Luxo e Investimento

18
Imóveis de Luxo e Investimento

19
PortugalRur no panorama nacional
A PortugalRur é considerada atualmente Líder de Mercado no Imobiliário
Rural, sendo que o volume de negócios em termos de transações imobiliá-
rias realizadas com Escrituras e Contratos de Promessa de Compra e Venda
PortugalRur
ascenderam aos 20 milhões de euros em 2017. Assim, a PortugalRur pôde
registar um crescimento, no resultado das vendas face a 2016, superior
cresce 25% acima
da média nacional
a 57% e ficando acima da média nacional entre os 25 e 30%. Mais de
metade dos nossos clientes são de nacionalidade estrangeira, sendo que os
franceses são os que representam a sua grande maioria.

Volume de negócios da Empresa nos últimos 4 anos

Negócios

Valor das transações

Valor das comissões Brutas

20
Imóveis por categoria
12% dos imóveis
2%
1% 6%
na região norte
9%
25%

23% dos imóveis


12%
na região centro

3%
24% dos imóveis
7%
11% na região Lisboa
Herdades
e Vale do Tejo
Quintas

Casas Rurais

Montes Alentejanos 40% dos imóveis


Turismo Rural na região sul
Imóveis de Luxo

Investimentos

Apartamentos

Imóveis Brasil

21
22
Promova o seu imóvel

Como proceder

Para além das angariações feitas diretamente pela Empresa ou pelos seus
Consultores Regionais, os proprietários de um qualquer imóvel que o pre-
tendam promover para venda através da empresa PortugalRur, deverão Documentação necessária:
contatar-nos diretamente por via telefónica ou por email.
• Dados do Cartão de Cidadão, Nº. de Contribuinte
Ações a desenvolver dos Proprietários;
• Cadernetas Prediais Urbanas e Rústicas e Certidão
Os imóveis serão publicitados no nosso website e em inúmeros portais do registo da Conservatória;
Nacionais e Estrangeiros. Existe ainda uma divulgação periódica através • Certificação Energética;
de “newsletters” da empresa, que abragem vários milhares de endereços de • Fotos do interior e exterior o imóvel;
email de potenciais clientes, que ao longo dos anos nos foram contactando. • Valores de Venda;
Publicaremos ainda na revista “Casas de Portugal”, mediante aprovação do
Conselho Editorial. Condições Contratuais:

Consultores Regionais • Celebração obrigatória de “Contrato de Mediação


Imobiliária”;
A empresa é constituída por Consultores Regionais que operam em todo o • Regime de “Exclusividade” ou “Não Exclusividade”;
País, funcionando a nível comercial, como representantes da PortugalRur • Contrato de 6 meses;
nessas zonas. Estes dão todo o apoio quer na angariação quer posterior- • Comissão: 5% + Iva.
mente na venda aos imóveis nessas regiões.

23
Serviços

Acompanhamento até à Escritura


O papel da PortugalRur não se esgota no acto do negócio
em si, damos todo o apoio,acompanhamento e encami-
nhamento até ao momento da celebração da Escritura
Notarial, de uma forma séria, profissional e transparente.

Apoio no recurso ao Crédito Bancário


Para todos aqueles que, de uma forma parcial ou global Encomenda e elaboração dos Projectos
necessitem de recorrer ao Crédito Bancário, quer para Nos casos em que se torne necessária a elaboração de
a aquisição do imóvel, quer para as suas obras de restauro, qualquer Projecto Arquitectónico sobre obras a fazer na
a PortugalRur oferece todo o apoio ao nível do acompa- casa que comprou, a nossa empresa, mais uma vez e de
nhamento e encaminhamento da documentação necessá- uma forma perfeitamente desinteressada, encaminha-o
ria e indispensável, a ser apresentada no respectivo Banco, para junto de um Gabinete que aconselhamos, dada a sua
escolhido sempre pelo cliente. eficiência e rapidez na sua elaboração.

Legislação Certificação Energética


e-Finanças www.financas.pt Obrigatória para Imóveis urbanos
Apemip - www.apemip.pt Portaria n.º 66/2014. D.R. n.º 50,
Série I de 2014-03-12

Obras
Nos restauros sugerimos o construtor civil, no caso
de serem necessárias obras de recuperação, ampliação
e restauro aos Imóveis, dado o natural desconhecimento
local do cliente nesta matéria.

24
Custos do processo

Impostos sobre o valor a escriturar Escritura e registos

No Imposto do Selo tanto para os prédios urbanos como para os prédios Não é possível indicar um valor fixo para os custos de Escritura e Regis-
rústicos, a taxa a aplicar é sempre de 0,8% sobre o valor total da transacção. tos na Conservatória. Dependerá dos “emolumentos” praticados por
Exemplo: 105.000 € x 0.8% = 840€. cada Cartório. No entanto, e para que possam ter uma ideia aproxima-
da, damos como exemplo: um Imóvel que vai ser escriturado e regista-
O IMT – Imposto Municipal sobre Transacções para Prédios Urbanos, do por 105.000€, pagara de Escritura + Registo o equivalente entre 500
se a aquisição for para segunda habitação e caso o valor da transacção seja a 600€.
inferior a 92.407,00€ é aplicada a taxa de 1%. A partir desse valor os cál-
culos serão efectuados em conformidade com o disposto na Lei. Valores do IMI

Caso a aquisição seja para habitação própria e permanente o prédio estará Nas Zonas Rurais e particularmente no Interior do País, o valor a pagar
isento do pagamento do IMT até ao valor de aquisição atrás referido. Caso anualmente sobre as construções Urbanas de IMI - Imposto Municipal
o valor de aquisição seja superior ao indicado os cálculos serão também sobre Imóveis, é substancialmente mais baixo, comparativamente com
efectuados mediante a tabela de IMT em vigor. a taxa cobrada nos Centros Urbanos.

Nos prédios urbanos não afetos à habitação (anexos, construções agríco-


las, pavilhões, comércios, etc…) o valor do imposto a liquidar é de 6,5%
sobre o valor da transacção.

Os prédios rústicos são tributados a uma taxa de 5% .

25
Apoio no pós-venda
Até à Escritura Antes e Após a Escritura Projetos - Obras e Serviços

A PortugalRur, trata e acompanha o cliente em Caso se entenda necessário, junto dos antigos Dada muitas vezes a falta de conhecimento por
todo o processo, desde a marcação e realização Proprietários do Imóvel, agendaremos uma visita parte do cliente na região onde adquiriu o Imó-
da visita ao Imóvel, e no caso de se verificar técnica ao imóvel, no sentido de melhor pode- vel, sobre a necessidade de recorrer a Empresas ou
a intenção de compra, tratamos da “Reserva” e/ rem perceber o funcionamento de equipamentos Técnicos, na prestação de serviços, a PortugalRur
ou “Contrato de Promessa de Compra e Venda”, e utensílios eventualmente deixados no imóvel poderá sempre que o entendam necessário reco-
reunimos e preparamos toda a documentação e o necessário esclarecimento sobre outro tipo de mendar-vos, entre outros:
inerente ao referido Imóvel, no que se refere aos questões que possam surgir após a escritura.
Vendedores e Compradores, tendo consequente- No caso dos Clientes Estrangeiros, dada a dificul- • Topógrafos;
mente em vista a celebração da Escritura. dade de interpretação da língua, acompanhamo- • Engenheiros Civis ou Projetistas;
Informamos o Cliente, se assim o entender, dos -los junto das Finanças no sentido de procederem • Engenheiros Agrónomos e Florestais;
Impostos a pagar (IMT - Imposto Municipal so- á obtenção da sua identificação fiscal, no Banco • Avaliadores de Imóveis;
bre Imóveis e IS - Imposto de Selo) e Custos no para abertura de conta bancária, na EDP para • Construtores Civis;
Notário com a Escritura e respetivos Registos. a mudança de titular no pagamento da eletrici- • Eletricistas;
Os valores de “Reserva” variam entre os 5.000€ dade e na Câmara Municipal para a alteração do • Canalizadores;
a 10.000€ sendo que, aquando da assinatura titular do Consumidor da Água da Rede Públi- • Pintores;
do CPCV - Contrato de Promessa de Compra ca e recomendação de um Advogado, caso assim • Fornecedores de Materiais de Construção;
e Venda, os valores oscilam entre os 10 a 30% o entendam por necessário. • Decoradores de Interiores;
sobre o valor final do negócio. Dependendo tudo • Instaladores de Piscinas e manutenção;
isto de cada caso em particular. • Máquinas e Terraplanagens;
• Instaladores de Equipamento de Segurança;
• Advogados e Solicitadores;
• Bancos e Financiadoras para Crédito Bancário.

26
Golden Visa

O programa de concessão de vistos de residência para investidores em Ao final de novembro de 2017, entraram em vigor novas regras que am-
Portugal, o Golden Visa, tem demonstrado ser um dos programas do gêne- pliaram as possibilidades de obtenção do Golden Visa. A partir de então,
ro mais populares da Europa, atraindo um grande volume de investimen- o Governo Português passou também a conceder vistos para quem, por
tos devido a sua flexibilidade e benefícios. Lançado em 2012, o Governo exemplo, adquirir “bens imóveis, cuja construção tenha sido concluída
Português atribuiu até o momento mais de 2.400 vistos, enquanto o inves- há pelo menos 30 anos ou localizados em área de reabilitação urbana”,
timento total durante esse período chegou aos € 1.474 milhões, dos quais e realizar “obras de reabilitação dos bens imóveis adquiridos, cujo valor
€ 143,6 milhões por transferência de capital e € 1.330 milhões por compra seja de € 350 mil ou mais”. Além dessa hipótese, poderão igualmente ser
de imóveis. beneficiados com o visto quem transferir capitais:

Um investimento de €500 mil em imóveis localizados em Portugal pos- • No valor de € 500 mil ou mais, para a compra de quotas de fundos de
sibilitará uma autorização de residência para toda uma família, incluindo investimento ou de capital de risco vocacionados para a capitalização de
cônjuge e filhos dependentes. O Golden Visa poderá ser renovado bianu- pequenas e médias empresas;
almente, desde que o requerente passe pelo menos duas semanas no país
a cada dois anos. • No importe de € 250 mil ou mais, em investimento ou apoio à produção
artística, recuperação ou manutenção do patrimônio cultural nacional;
Um dos principais benefícios do programa é a capacidade de se candidatar
à residência permanente após 5 anos e à nacionalidade portuguesa após • No montante de € 350 mil ou mais, para serem aplicados em ativida-
6 anos, sem a necessidade de residir efetivamente em Portugal, embora des de investigação desenvolvidas por instituições públicas ou privadas de
exija-se a demonstração de vínculos com o país. A obtenção da nacionali- pesquisa científica, integradas no sistema científico e tecnológico nacional.
dade portuguesa confere ao seu titular o direito de viver, viajar, trabalhar
e estudar em qualquer lugar da União Europeia.

Para mais informações consulte: www.goldenvisaportugal.pt

27
Benefícios fiscais
Regime fiscal dos residentes não habituais em Portugal 3. O pedido de inscrição como residente não habitual deverá ser efetuado,
por via eletrónica, no Portal das Finanças, posteriormente ao ato da inscri-
Obtido o Estatuto de Residente Não Habitual, em que casos se aplica ção como residente em território português e até 31 de março, inclusive, do
a isenção da tributação aos rendimentos auferidos no estrangeiro pelos Re- ano seguinte àquele em que se torne residente nesse território.
sidentes não Habituais em Portugal? No caso de pensionistas e reformados,
quando: os rendimentos sejam tributados no Estado de origem, em confor- Obtido o Estatuto de Residente Não Habitual, qual a
midade com convenção .. taxa e a incidência da tributação aplicável aos rendi-
mentos auferidos em território nacional?
Vantagens competitivas
No caso de trabalho dependente ou independente, a taxa de tributação
• A tributação, durante um período de 10 anos, a uma taxa fixa de IRS de aplicável é de 20%.
20% sobre os rendimentos do trabalho auferidos em Portugal;
A tributação incide sobre os rendimentos decorrentes de atividades de ele-
• A inexistência de dupla tributação, no caso do rendimento de pensões vado valor acrescentado com carácter científico, artístico ou técnico:
e do trabalho dependente e independente auferido no estrangeiro
• Arquitetos, engenheiros e técnicos similares;
Como pode adquirir o Estatuto de • Artistas plásticos, atores e músicos;
Residente Não Habitual? • Auditores;
• Médicos e dentistas;
1. Não ter sido residente em Portugal nos últimos 5 anos; • Professores;
• Psicólogos;
2. Registar-se como residente fiscal em Portugal no Serviço local de Finan- • Profissões liberais, técnicos e assimilados;
ças (para tal deverá ter permanecido em Portugal mais de 183 dias, seguidos • Investidores, administradores e gestores.
ou interpolados, ou tendo permanecido por menos tempo, aí disponha, em
31 de dezembro desse ano, de habitação em condições que façam supor A inscrição como Residente Não Habitual confere o direito de ser tributa-
a intenção de a manter e ocupar como residência habitual); do como tal por um período de 10 anos a contar do ano da sua inscrição
como residente fiscal em território português.

28
Informações úteis
Tendo em conta que Portugal é considerado, por inúmeras razões, um dos
principais destinos internacionais, pode encontrar seguidamente uma lista
de links com informações importantes relativas às perguntas mais frequen-
tes que podem surgir ao escolher Portugal como destino.

Requisitos de entrada Sector Financeiro Português

As informações relativas aos requisitos de entrada aplicados em Portugal, • CGD Soluções bancárias: www.cgd.pt
tais como o portal das comunidades portuguesas, lista de países terceiros • Millennium BCP: www.millenniumbcp.pt
e representações diplomáticas ou consulares, pode ser encontradas no • Banco BPI: www.bancobpi.pt
seguinte link: www.secomunidades.pt • Santander Totta: www.santandertotta.pt
• Banco de Portugal: www.bportugal.pt
Requisitos de Residência • Bank Customer Website: www.clientebancario.bportugal.pt

A informação sobre os requisitos de residência válida em Portugal, podem Imposto sobre o património/rendimento
ser consultadas no seguinte link:
• Portal das Finanças: www.portaldasfinancas.gov.pt
• Serviço de Estrangeiros e Fronteiras: www.sef.pt
Informações de turismo
Autorização de residência para atividade
de investimento • Turismo de Portugal: www.turismodeportugal.com

• Portal das Comunidades Portuguesas: www.secomunidades.pt


• Serviço de Estrangeiros e Fronteiras: www.sef.pt
• Autorização de Residência para Atividade de Investimento: www.secomu-
nidades.pt
• AICEP: www.portugalglobal.pt

29
Fale connosco!
SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS Paulo Monteiro / Consultor - Coordenador
E FINANCEIROS - SEDE T: +351 220 170 970
Email: paulo.monteiro@portugalrur.pt

Design: Raquel Satiro (www.linkedin.com/in/raquel-satiro) - Impressão / Acabamento: www.impotol.pt


Fátima Moreira
Chefe de Serviços
T: +351 936 807 743 Francisca Maia / Consultora
T: 274 670 020 – 274 672730 T: +351 220 170 970
E-mail: gerencia@portugalrur.pt Email: francisca.maia@portugalrur.pt

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS E CONSULTORES / CONSULTANTS


COMERCIAIS - SEDE Francisco Grácio; Tiago Grácio; Ricardo Grácio;
Sérgio Alves Paulo Monteiro e Francisca Maia (Região Norte); Óscar
Serviços Administrativos e Comerciais Vasconcelos (Douro e Trás-os-Montes); José Flor (Beira
T: +351 933 748 270 Interior/ Alentejo e Ribatejo); João Ramalho (Alentejo
E-mail: sergio.alves@portugalrur.pt Central); César Adegas (Douro Interior e Trás-os-Montes);
SEDE Francisco Severino (Baixo Alentejo e Algarve); Alberto
Proença-a-Nova CONTROLO DE PROCESSO – SECRETARIADO Ramalho (Alentejo Este); José Reis (Estremadura
Rua Dr. Acúrcio Gil Castanheira, 14 Monique Leomil e Alentejo); José Duarte (Estremadura / Lisboa e Alentejo);
Resp. Controlo de Processo e Secretariado da Gerência Ana Grácio (Lisboa); Margarida Abreu (Alentejo e Beiras /
T: +351 925 255 123 Florestal); ConsulVedras – Sérgio Neves (Zona Oeste); João
VISITE AS NOSSAS PÁGINAS T: 274 670 020 – 274 672730 Ramos (Ribatejo Norte); Joaquim Varela (Alentejo) e José
E FIQUE A PAR DAS NOVIDADES E-mail: monique.gerencia@portugalrur.pt Gil (Beira Interior).

CENTRO DE NEGÓCIOS GESTÃO E CONTABILIDADE


www.portugalrur.pt LISBOA Conceito – Lisboa
Avª. Fontes Pereira de Melo, 35 – 8º. B
www.facebook.com/ptrur 1050-118 – Lisboa APOIO JURIDICO
T: +351 211 930 875 Global Lawyers - (PSL) - Lisboa
Email: geral.lisboa@portugalrur.pt
www.linkedin.com/company/portugalrur/ MEMBRO
CENTRO DE NEGÓCIOS
www.instagram.com/portugalrur/ PORTO
Rua Augusto Rosa, 39 - District
www.twitter.com/portugalrur 4000-098 Porto
Email: geral.porto@portugalrur.pt
NIF: PT 504 968 033 | AMI: 4443 | APEMIP: 1619

30
AMI-4443
Proença-a-Nova | Lisboa | Porto
www.portugalrur.pt